Arquivo de tag shopping

porpjbarreto

Shopping de JP é condenado e terá que indenizar pais e namorada de vítima fatal em assalto no estacionamento

O Manaíra Shopping, localizado na cidade de João Pessoa, foi condenado a pagar, a título de danos morais, um valor de R$ 260 mil (R$ 130 mil para cada um), aos pais de Suênio Rocha de Melo – Solon Sales de Melo e Maria Anunciada Rocha Melo – morto no dia 9 de outubro de 2010, vítima de um tiro, na saída do estacionamento do estabelecimento. A sentença (0003822-87.2011.815.0011) foi proferida pela juíza Andréa Dantas Ximenes, titular da 9ª Vara Cível de Campina Grande. Em outro processo (0024625.57.2012.815.0011), a magistrada também condenou o Shopping ao pagamento de R$ 25 mil, também por danos morais, a Patrícia Silveira Amorim, então namorada da vítima, que estava presente no momento do fato.

Conforme os autos, a vítima se encontrava em João Pessoa e, na noite em questão, foi à Casa de Shows Domus Hall, instalada dentro do Manaíra Shopping. Na saída, na hora de apresentar o ticket de pagamento para liberação do veículo, teve o carro cercado por bandidos armados, havendo, então um tiroteio entre estes e os seguranças do shopping, que se encontravam suspensos no edifício da garagem. Ele foi atingido de forma fatal por um projétil que, segundo o laudo cadavérico, teria sido disparado à longa distância.

A magistrada afirmou que não resta dúvida de que o evento ocorreu dentro do estacionamento, antes da vítima conseguir sair com o veículo, e que a responsabilidade pela segurança interna era do estabelecimento, tendo havido, portanto, falha grave na prestação do serviço. A juíza também expôs que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu sobre o dever de shopping reparar cliente por danos morais decorrentes de tentativa de roubo ocorrida nas proximidades da cancela de saída de estacionamento, mas ainda em seu interior.

“O nexo de causalidade está evidenciado, justamente, pela falta de segurança necessária a garantir a incolumidade do filho dos autores, enquanto consumidor direto do serviço de estacionamento do estabelecimento; enquanto que os danos são evidentes e decorrem da morte daquele”, enfatizou a juíza.

No caso da namorada, a magistrada também afirmou que os danos decorrem dos traumas deixados pelo assalto, assim como da morte de seu namorado. “Relatório psicológico revela que a autora demonstrou ansiedade generalizada, excessiva tensão, agitação e autoestima negativa, segundo a psicóloga, por ter sido vítima e vivenciado um evento violento traumático, que lhe causou, ainda, desordem comportamental e uma intensa reação de estresse”.

Andréa Ximenes julgou, ainda, improcedente o pedido formulado pelo Shopping Manaíra contra a Seguradora Swiss Re Corporate Solutions Brasil Seguros S/A, por falta de prova de que houve efetiva comunicação do sinistro, conforme obrigação do segurado prevista no Código Civil, sob pena de perda do direito à indenização. Da decisão cabe recurso.

 

Por Gabriela Parente / Assessoria de Imprensa – TJPB

porpjbarreto

Demitido: Papai Noel “excitado” diz que doença no testículo causou engano

Após ser acusado por mãe de criança de 10 anos, homem de 58 foi demitido de shopping. Ele garante não ter feito nada

Acusado por uma mãe de ter se excitado ao segurar no colo uma criança de 10 anos – e demitido por causa disso de seu emprego de Papai Noel de shopping – um homem de 58 anos morador de Contagem (MG) disse que é vítima de um mal entendido e que não fez nada. “É muito triste, eu fiquei sem chão, sou pai de família”, disse ele em entrevista ao jornal mineiro O Tempo.

De acordo com o homem, que pediu para não ser identificado, uma doença no saco escrotal foi interpretada erroneamente pela mulher que o acusou.

“Eu deveria ter feito uma cirurgia devido a uma glândula que rompeu. O lado direito do meu testículo é maior que o outro. A calça do Papai Noel tem um tamanho maior para ter a impressão de mais fofo”, justificou o homem, sobre o volume que aparece na imagem.

Em postagem no Facebook, a mãe da menina de 10 anos fez um relato assustador: “Bom dia papais e mamães de Contagem. É com muita tristeza que venho fazer essa publicação. Ontem fui levar minha filha no Big Shopping. Ela quis tirar fotos com Papai Noel, o Papai Noel ficou excitado quando ela sentou em sua perna pra tirar a foto, eu queria tirar ela e ele ficava a segurar a menina”, escreveu ela.

Em sua defesa, o Papai Noel desempregado se defendeu alegando que “existem posições para fazer fotos e, às vezes, a criança está meio tensa e você tem que convencê-la com jeitinho para que a foto saia nítida”.

Ele disse também que lembra do momento registrado e divulgado pela mãe. “Ao ver a foto, lembrei da menina, mas não teve nenhum problema. A mãe poderia ter se manifestado na hora, tomado a criança, acionado os seguranças do shopping ou até mesmo procurado o posto policial. Nada disso aconteceu”, reclamou.

“Sem chão”

O homem disse ao jornal mineiro que soube da denúncia devido ao compartilhamento pelas redes sociais. “Quando fomos olhar, eram mais de mil compartilhamentos”, relatou.

“É muito triste, eu fiquei sem chão, sou pai de família, não fiz nada. Meus irmãos moram em outra cidade e queriam encontrar comigo. Isso prejudica também os outros Papais Noéis. Denunciar as pessoas assim é muito sério. Vou alertar às mães que não compartilhem, não façam comentários sem ter certeza dos fatos. Existem famílias que podem ser destruídas com um estalar de dedos”, disse ele, ainda, sobre a repercussão.

O homem contratou um advogado para estudar suas opções. Ele pretende processar ao menos o shopping, que o demitiu sem ouvir sua versão.

Metrópoles 

porpjbarreto

Tarado: Mãe denuncia Papai Noel excitado: “Não queria largar minha filha”

“Eu sei que tenho culpa por deixar ela tirar foto, mas tomem cuidado com a filha de vocês”, relatou a mulher

Indignada, uma mãe denunciou, em suas redes sociais, que o Papai Noel do Big Shopping, em Contagem, Minas Gerais, teria ficado excitado ao tirar foto com a filha dela no colo. São informações do portal Hoje em Dia.

Além de fotos do “bom velhinho” com a criança no colo, a mãe postou um desabafo nesta quarta-feira (11/12/2019) no Facebook. “Bom dia papais e mamães de Contagem. É com muita tristeza que venho fazer essa publicação. Ontem fui levar minha filha no Big Shopping. Ela quis tirar fotos com Papai Noel, o Papai Noel ficou excitado quando ela sentou em sua perna pra tirar a foto, eu queria tirar ela e ele ficava a segurar a menina”, contou relatou.

Em outro trecho, a mulher disse que a filha tem apenas 10 anos e que o Papai Noel não queria soltá-la. Segundo a mãe, o ator “ficava virando ela [a filha] de uma perna pra outra” e a atitude só teve fim quando ela reagiu. “Até que eu a puxei do colo dele. Eu sei que tenho culpa por deixar ela tirar foto, mas tomem cuidado com a filha de vocês”, finalizou.

Apesar do relato, a Polícia Civil informou que não foi feito nenhum registro contra o Papai Noel e que não há prova, até o presente momento, de má conduta por parte do profissional, que não foi localizado para comentar a denúncia.

Nota do shopping

O Big Shopping informou que procurou uma empresa especializada para contratar o personagem Papai Noel nesse período natalino. “Tomando conhecimento da denúncia, o Big Shopping proibiu a continuidade dos serviços contratados do referido Papai Noel. Na oportunidade lamenta o episódio e informa que as comemorações de Natal no Big Shopping prosseguem normalmente”, diz a nota do mall.

À reportagem, a assessoria do shopping informou que é a primeira vez que o homem estava trabalhando para o Big, porque o profissional que estava acostumado a atuar nesse período teve problemas de saúde neste ano. Quanto à empresa terceirizada, o shopping não quis divulgar o nome, mas informou que ela também foi contratada pela primeira vez.

(Com informações do BHAZ)