Arquivo de tag saúde

porpjbarreto

Governo lança guias e habilita 66 novos serviços para deficientes

Medida deverá beneficiar mais de um milhão de pessoas em todo o país

O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (3) – Dia Internacional da Pessoa com Deficiência – a habilitação de 66 novos serviços de odontologia e ortopedia com atendimento especializado a pessoas com deficiência. A medida deverá beneficiar mais de um milhão de pessoas.

Para qualificar o atendimento a esse público, o ministério também lançou dois guias com orientações para os profissionais de saúde que atuam nas áreas de odontologia e ortopedia da Rede de Cuidados à Saúde da Pessoa com Deficiência (RCPD). Os materiais estão disponíveis na Biblioteca Virtual de Saúde.

Durante evento no ministério, em Brasília, o ministro da Saúde, Henrique Mandetta, falou sobre a importância do atendimento especializado, mas destacou os desafios no atendimento odontológico para pessoas com deficiência na atenção básica.

“Para isso a atenção bucal está partindo para a capacitação, a formação e a sensibilização dessa rede, para podermos fazer uma boa primeira abordagem desses pacientes”, disse.

Para o ministro, a prescrição de órteses e próteses é “outro drama no Brasil”. “A nomenclatura é assimétrica, os profissionais fazem cada um de um jeito. Então, os dois guias que estamos colocando hoje acho que vêm para ficar e acho que vai ser apropriado para essa rede”, ressaltou Mandetta.

A primeira-dama Michelle Bolsonaro, presente na cerimônia, destacou o progresso do Ministério da Saúde em prol das pessoas com deficiência, síndromes e doenças raras em todo território nacional.

“Hoje é uma data para lembrarmos que leis não bastam. Precisamos de ações verdadeiramente transformadoras para tornarmos nosso país mais acessível”, disse ela.

Novos serviços

Segundo o Ministério da Saúde, todos os pedidos pendentes de habilitação de serviços para pessoas com deficiência foram atendidos e, agora, as equipes poderão iniciar o atendimento à população. As novas estruturas custarão R$ 70,1 milhões por ano ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Do total dos 66 novos serviços, serão 20 Centros Especializados em Reabilitação, que receberão R$ 41 milhões por ano; oito Centros Especializados para Pacientes com Doenças Raras, com custeio de R$ 17,6 milhões por ano; sete Oficinas Ortopédicas, que receberão R$ 4,5 milhões ao ano; e 31 Centros de Especialidades Odontológicas, destes, 14 integrarão a Rede de Cuidados à Saúde da Pessoa com Deficiência e receberão incentivo a mais de R$ 2,2 milhões ao ano.

A primeira-dama Michelle Bolsonaro e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante anuncio no Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

A primeira-dama Michelle Bolsonaro e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, no Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, hoje, em Brasília  (José Cruz/Agência Brasil).

Atualmente, a rede conta com 230 Centros Especializados em Reabilitação, que realizam diagnóstico, tratamento, concessão, adaptação e manutenção de tecnologias (próteses). Também fazem parte da rede 37 Oficinas Ortopédicas e 244 Serviços de Reabilitação de Modalidade Única.

Na atenção odontológica, o SUS conta com mais de 27 mil Equipes de Saúde Bucal (ESB) que também atendem pacientes com deficiência. Além disso, dos 1.161 Centros de Especialidades Odontológicas, 579 já aderiram à RCPD. Os centros que se credenciam à rede precisam ter uma cadeira odontológica exclusiva para 40 horas de atendimento de pessoas com deficiência, entre outros critérios. Essas unidades recebem 20% a mais de custeio mensal.

Guias de orientação

Guia para Prescrição, Concessão, Adaptação e Manutenção de Órteses, Próteses e Meios Auxiliares de Locomoção traz as melhores práticas aos profissionais de saúde e visa dar maior segurança, efetividade e integralidade de atenção à pessoa com deficiência e mobilidade reduzida.

Guia de Atenção à Saúde Bucal da Pessoa com Deficiência tem o foco em algumas deficiências específicas, consideradas as que mais apresentam demanda nos consultórios odontológicos, como deficiência intelectual, demência, Doença de Parkinson, paralisia cerebral, Síndrome de Down e Transtorno do Espectro do Autismo.

No material, são apresentadas as condições bucais mais comuns, além de orientações sobre o uso de meios que facilitem a higienização bucal e que promovam a prevenção de problemas odontológicos.

Agência Brasil

porpjbarreto

Palestra de Drauzio Varela é cancelada em João Pessoa

A produção local da Palestra “Saúde e Qualidade de Vida” com Dr. Drauzio Varella informa que o evento que seria realizado no dia 28/11/19 (próxima quinta-feira) no Teatro Pedra do Reino foi adiado, mas ainda sem data definida por motivos de ordem superior e logística.

Uma nova será agendada para 2020, porém, os clientes que compraram ingressos antecipados, naturalmente podem ressarcir o valor integral investido da seguinte forma:

1) INGRESSOS COMPRADOS NO CARTÃO DE CRÉDITO

Enviar e-mail para: cancelamentos@ingressonacional.com.br , enviando a cópia do(s) ingresso(s) ou informando o número do pedido de compra.

2) INGRESSOS COMPRADOS EM DINHEIRO NO PONTO DE VENDA

Os Clientes podem ir até a loja CONSTANCE CALÇADOS, no piso térreo do Mag Shopping a partir da próxima sexta feira, dia  29 de Novembro das 10h as 22h.  Para tanto, devem levar consigo o ingresso do evento, entregando-o no Ponto de Venda e assim reavendo o valor total investido.

Para quaisquer duvidas sobre a devolução informamos os seguintes canais de comunicação com a INGRESSO NACIONAL gestora financeira do evento:

www.ingressonacional.com.br ou ainda pelo Call Center (41) 3315-0808.

Lamentamos o ocorrido e nos colocamos à disposição.

À Produção.

porpjbarreto

Prefeito de Cajazeiras e outros 63 gestores municipais são convidados para discutir política de saúde integral de apenados

Gestores de 64 municípios paraibanos onde há unidades do sistema prisional estão sendo convidados para participar do “Seminário sobre a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Âmbito do SUS: Desafios e Possibilidades na Paraíba”, que acontecerá na sexta-feira (01/11), em João Pessoa. O evento é promovido pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), em parceria com o Ministério da Saúde, o Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems) e as secretarias estaduais de Saúde e Administração Penitenciária. O objetivo principal é estimular os prefeitos a cumprirem a Portaria Interministerial 01/2014, que instituiu a Pnaisp.

O procurador de Justiça e coordenador do Núcleo de Políticas Públicas do MPPB, Valberto Cosme de Lira, explicou que há uma necessidade de potencializar a implementação da Pnaisp na Paraíba e isso levou o MPPB a criar um grupo de trabalho. O GT conscientiza e orienta os gestores para aderirem à Política, que foi instituída em nível nacional em 2014, mas ainda com poucas adesões na Paraíba. Dentro dessa perspectiva, foram emitidas duas notas técnicas, uma recomendando a adesão à Pnaisp e outra sobre o acesso ao tratamento de infecções sexualmente transmissíveis (IST), principalmente, a sífilis, aos presos.

“Os presos estão cumprindo penas privativas de liberdade impostas pela Justiça, mas continuam sendo sujeitos de outros direitos, como o direito à saúde e é dever do Poder Público oferecer o serviço”, lembrou o representante do Ministério Público. Além de Valberto Lira, participam do GT os promotores da Saúde, Jovana Maria Silva Tabosa, e da Tutela Coletiva do Sistema Prisional, Ricardo José de Medeiros e Silva. Também integram o grupo de trabalho representantes da SES, da Seap, do Cosems e da Superintendência Estadual do Ministério da Saúde na Paraíba (SEMS).

Na Paraíba, aderiram à Pnaisp os municípios de Patos, Piancó, Bonito de Santa Fé e Itabaiana, além do Governo do Estado. Atualmente, há serviços habilitados na Pnaisp em Piancó e em João Pessoa (no Presídio Júlia Maranhão, pela gestão estadual). A adesão é uma manifestação, através de termo, de que há interesse na implantação da política. Já a habilitação é concedida pelo Ministério da Saúde a serviços que manifestaram interesse e cumpriram as etapas necessárias para os serviços.

Municípios com unidades prisionais

Na Paraíba, os municípios que possuem unidades prisionais: Alagoa Grande, Alagoa Nova, Alagoinha, Alhandra, Araruna, Areia, Aroeiras, Bananeiras, Barra de Santa Rosa, Bayeux, Belém, Bonito de Santa Fé, Boqueirão, Brejo do Cruz, Caiçara, Cajazeiras, Campina Grande, Catolé do Rocha, Conceição, Coremas, Cruz do Espírito Santo, Cuité, Esperança, Guarabira, Ingá, Itabaiana, Itaporanga, Jacaraú, João Pessoa, Juazeirinho, Malta, Mamanguape, Monteiro, Patos, Pedras de Fogo, Piancó, Picuí, Pilar, Pilões, Pocinhos, Pombal, Prata, Princesa Isabel, Queimadas, Remígio, Rio Tinto, Santa Luzia, Santa Rita, Santana dos Garrotes, São Bento, São João do Cariri, São João do Rio do Peixe, São José de Piranhas, Sapé, Serra Branca, Serraria, Solânea, Soledade, Sousa, Sumé, Taperoá, Teixeira, Uiraúna e Umbuzeiro.

O seminário

O seminário será realizado na sexta-feira, das 8h às 14h, no Centro Formador de Recursos Humanos da Paraíba (Cefor), localizado à Avenida Dom Pedro II, 1826 (no anexo do Complexo Psiquiátrico Juliano Moreira), no bairro da Torre, em João Pessoa.

Assessoria de Imprensa – MPPB

porpjbarreto

João Pessoa sediará 1º Startup Weekend voltado à área da saúde

Evento será realizado no Centro de Convenções entre os dias 08 e 10 de novembro

No próximo dia 08/11, a capital paraibana sediará o 1º Startup Weekend Saúde (Healthtech), evento voltado à criação de soluções e de modelos de negócios direcionados à solução de problemas na área médica. O objetivo é estimular o empreendedorismo por meio da inovação e interação entre os desenvolvedores, designers e agentes de negócio, gerando iniciativas viáveis e de alto retorno financeiro.

Daniel Pessoa, um dos organizadores do evento, explica que o mercado de Healthtech é uma tendência mundial e está se intensificando cada vez mais no Brasil. “É crescente o número de iniciativas tecnológicas que trabalham para resolver problemas do setor médico. Isso em todas as áreas, sendo as mais comuns as de prevenção, diagnóstico e tratamento”, ressaltou.

O Startup Weekend é um modelo de evento idealizado pela rede global de líderes e empreendedores Techstar em parceria com o GOOGLE. A intenção é facilitar a criação de ideias de alto impacto que podem inspirar, educar e dar suporte a indivíduos, equipes e comunidades. Mais de oito mil startups foram criadas em momentos desse tipo em mais de 150 países.

Trata-se de uma competição que ocorre em 54 horas. Ao longo de três dias, os participantes são estimulados a ter ideias, validá-las, construir um modelo de negócio, desenvolver um protótipo e realizar uma apresentação para uma banca avaliadora.

Importante destacar que muitas iniciativas, bastante conhecidas hoje, surgiram de startups em todo o mundo, a exemplo do Instagram, Pinterest, Uber, Peixe Urbano, Buscapé etc.

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

Secretaria Municipal de Saúde e órgãos parceiros lançam campanha de combate à hanseníase em Cajazeiras

O secretário de saúde do município, Helano Segundo, e integrantes da equipe da pasta participaram na última terça-feira (08), no auditório da Escola Técnica Estadual do lançamento de uma campanha para o combate à hanseníase em Cajazeiras.

A campanha para detectar e tratar possíveis casos da doença no município está sendo desenvolvida em parceria com o HRC, UPA, Samu e HUJB.

O secretário destacou os esforços da administração municipal, através da pasta da saúde, em acompanhar os casos já existentes da doença, levando conscientização à população para a prevenção e tratamento de novos casos.

Secom-Cz

porpjbarreto

Campanha nacional contra o sarampo começa nesta segunda-feira

A meta do Ministério da Saúde é vacinar 2,6 milhões de crianças

A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo começa nesta segunda-feira (7) em todos os postos de saúde do país. Dois grupos de pessoas estão no alvo da nova campanha. O primeiro grupo é formado por crianças de seis meses até menores de 5 anos, cuja a vacinação vai desta segunda-feira até 25 de outubro, com o Dia D no dia 19.

O segundo grupo, com faixa etária de 20 a 29 anos e que não estão com a caderneta de imunização em dia, a vacinação está prevista para iniciar no dia 18 de novembro. A meta do Ministério da Saúde é vacinar 2,6 milhões de crianças na faixa prioritária e 13,6 milhões adultos. Para isso, a pasta garantiu a maior compra de vacinas contra o sarampo dos últimos 10 anos. Ao todo, 60,2 milhões de doses da tríplice viral foram adquiridas para garantir o combate à doença nos municípios.

“Vacina é um direito da criança. Ela não consegue ir sozinha a uma unidade de saúde para se vacinar. Pais, responsáveis, avós chequem a carteira de vacinação como ato de respeito e de amor”, disse o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. “Se estiver incompleta, leve a criança para tomar a segunda dose. Se a criança não tiver tomado nenhuma, ela deve tomar a primeira dose e, na sequência, a segunda”, explicou o ministro.

Para incentivar a vacinação de crianças, o ministério disponibilizará R$ 206 milhões destinados aos municípios que cumprirem duas metas estabelecidas pelo ministério. “Para receber esse recurso adicional, os gestores terão que informar mensalmente o estoque das vacinas poliomielite, tríplice viral e pentavalente e atingir 95% de cobertura vacinal contra o sarampo em crianças de 1 a 5 anos de idade com a primeira dose da vacina tríplice viral”.

Desde o início do ano, a pasta distribuiu 25,5 milhões de doses da vacina tríplice viral para garantir a todos os estados a vacinação de rotina, as ações de interrupção da transmissão do vírus e a dose extra chamada de dose zero a todas as crianças de seis meses a 11 meses e 29 dias.

Vacinar contra o sarampo é importante para evitar complicações como cegueira e infecções generalizadas que podem levar a óbito. Por isso, o governo federal em parceria com os estados e municípios estão unindo esforços para vacinar 39,9 milhões de brasileiros, 20% da população, que hoje estão suscetíveis ao vírus do sarampo, de acordo com o Ministério da Saúde. Apesar da faixa etária de 20 a 29 anos concentrar a maior parte desses brasileiros (35%), são os menores de 5 anos o grupo mais suscetível para complicações do sarampo.

Dados

No levantamento divulgado até o dia 28 de agosto, o Brasil registrou 5.404 casos confirmados de sarampo e seis mortes, sendo quatro delas de pacientes menores de 1 ano. Dos casos confirmados nesse período, 97% (5.228) estão concentrados em 173 municípios do estado de São Paulo, principalmente na região metropolitana. Os outros 176 casos foram registrados em 18 estados: Rio de Janeiro, Minas Gerais, Maranhão, Paraná, Piauí, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Ceará, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pernambuco, Pará Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Goiás, Bahia, Sergipe e Distrito Federal.

porpjbarreto

SAÚDE NA ESCOLA: Tema aborda importância da vacinação

Até a sexta-feira, 12 de abril, mais de 22 milhões de estudantes em 91 mil escolas vão realizar atividades lembrando a importância da vacinação e do autocuidado.

Essa será uma semana especial na maioria das escolas públicas do país. Até a sexta-feira, 12 de abril, mais de 22 milhões de estudantes em 91 mil escolas vão realizar atividades lembrando a importância da vacinação e do autocuidado. É a Semana Saúde na Escola, que faz parte do Programa Saúde na Escola, uma iniciativa dos Ministérios da Saúde e da Educação. A coordenadora-Geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Michele Lessa, explica que todos que fazem parte do ambiente escolar serão envolvidos.

“O Ministério da Saúde Ministério da Educação envia um guia para como trabalhar essa temática para as secretarias municipais de saúde educação, e há um grupo intersetorial nos municípios que preparam e diversos tipos de atividade ou rodas de conversas com escolares, ou palestras, ou visitas, ou é um diálogo com os pais e mães, cada escola identifica qual a melhor forma de abordar a temática“

Nessa semana, as equipes de saúde e de educação vão trabalhar juntas ações de prevenção à saúde envolvendo os estudantes, professores, pais e funcionários. Além de apresentar o que são as vacinas, para que servem e a importância delas para a saúde, as atividades sensibilizam a comunidade sobre a importância de manter a caderneta de vacinação atualizada, com explica Michele Lessa.

“Será feito todo no trabalho de estimulo as equipes Saúde da Família e as escolas para trabalharem juntos com os pais dos escolares as mães falando sobre a importância da imunização, quais são as doenças que são prevenidas pela vacinação e como é importante os pais levarem os escolares nas unidades básicas de saúde para serem vacinados.”

A vacina é a forma mais eficaz de prevenir as doenças, por isso, vamos ficar alertas e manter sempre a caderneta de vacinação em dia. Só assim podemos evitar que doenças como o sarampo voltem a circular no país.

 

 Reportagem: Luiza Tiné/Agência do Rádio