Arquivo de tag professora

porpjbarreto

Professora denuncia remoção de setor por perseguição política do prefeito de Poço Dantas

A professora Erivalda Paulina Deniz, ocupante do quadro efetivo da Educação Básica I foi removida através de portaria assinada no dia 04 de fevereiro de 2020 pelo prefeito José Gurgel Sobrinho – Dedé de Zé Cândido – (PTB), da Escola Municipal Rosa Dias do Nascimento localizada na sede do Município para a Escola Municipal Agrimar Peixoto no Distrito de São João Bosco por perseguição política.

A professora Erivalda Paulina Deniz é concursada do Município de 1996. São 24 anos de serviços prestados à educação de Poço Dantas. A educadora sempre teve uma atuação ativa nos movimentos sociais e sindicais. Sempre lutou em defesa dos direitos dos professores. Em razão disso foi removida em 2013 para a Escola Municipal João Cesário na Comunidade de Lagoa de Cesário, uma comunidade muito distante da sede e de difícil acesso.

A professora acionou a Justiça e em 2017 por força de uma sentença judicial de um juiz da Comarca de Uiraúna a servidora começou a lecionar na Escola Municipal Rosa Dias do Nascimento em Poço Dantas até a presente data.

Com o trajeto da sede do Município para a Escola Agrimar Peixoto no Distrito de São João Bosco a professora gastará em média 300 reais mensais, além de correr o risco de atentado contra sua vida na estrada vicinal.

A professora Erivaldo Paulina Deniz atribui a perseguição política ao fato de ser amiga das Famílias Almeida e Castro, ser amiga da ex-primeira-dama e pré-candidata a vereadora, Branca Pereira, pela sua atuação como sindicalista e ativista política, por não rezar pela cartilha dos donos do poder e ao engajamento político com a pré-candidatura do empresário Zé Almeida.

O motivo dessa atitude do Poder Executivo local é óbvio: mascarar a ilegitimidade e a ilegalidade do ato administrativo praticado pelo prefeito, com o intuito único de prejudicar a servidora pública, sua adversária política. A improbidade administrativa passa a existir a partir da realização de qualquer conduta pelo agente público de modo a contrariar as normas morais, a lei e os costumes, agindo com falta de honradez e honestidade.

Trata-se da desobediência a preceitos constitucionais básicos que norteiam a administração pública. Essa situação configura assédio moral, pois sobressai nítida a intenção de prejudicar a servidora, desmoralizando-a e humilhando-a, quer pessoalmente, quer perante os outros servidores públicos. Caracterizou-se efetivamente a improbidade administrativa em razão do desrespeito, por parte do requerido, aos princípios constitucionais que norteiam toda a atividade administrativa.

“A perseguição política é uma forma comum de punir o servidor público em decorrência do que ele defende como ideal, seja por questões partidárias, sindicais ou até mesmo religiosas. A perseguição é uma forma de mostrar aos demais colegas de repartição que aquele modelo não deve ser seguido. Coragem para denunciar é uma das principais virtudes que o servidor assediado deve ter, caso queira dar um basta à opressão”, disse a professora Erivalda Paulina Deniz.

 

Por Abdias Duque de Abrantes

porpjbarreto

PRF prende professora em Mamanguape transportando 5 quilos de cocaína com destino à Sousa, no Sertão paraibano

Em uma abordagem de rotina na manhã desta sexta-feira (25/10), na Unidade de Apoio Operacional da PRF, da BR-101, na altura do Km 38, os agentes estavam parando vários ônibus interestaduais de passageiros e, na oportunidade perceberam uma mulher em atitudes suspeitas com uma bolsa nas mãos.

Apontada para uma revista, a mulher foi indagada de onde havia partido e para onde estava indo – neste intervalo, um agente pediu para ela abrir a bolsa que portava e lá foi constatado, a quantidade de (cinco) tabletes prensados, pesando cerca de 5 quilos de uma substância semelhante à cocaína.

De acordo com a PRF, a acusada seguia num ônibus de Natal/RN, com destino a cidade de São Luís/MA, mas ela deveria parar em Sousa, no interior da Paraíba, onde a droga seria distribuída.

Segundo os agentes que efetuaram a prisão da mulher traficante, ela tem 29 anos e seria professora, residente na capital norte-rio-grandense. A mesma foi conduzida à presença da autoridade policial de plantão na Delegacia de Polícia em Mamanguape e deverá passar por audiência de custódia.

Redação, com informações da PRF/PB

porpjbarreto

Ex-atriz pornô, Márcia Imperator vira professora de curso online de sexo

Uma das estrelas dos filmes adultos mais famosas no Brasil, Márcia Imperator resolveu usar sua experiência na pornografia para ajudar homens a darem prazer e conquistar as mulheres na hora do sexo. No curso online “Prazer, Imperator”, de seis módulos com valor promocional de R$ 197 , Márcia promete tornar seus alunos um “homão da porra”.

“Coisa mais gostosa que sexo, pra mim, não existe. Faz bem para a pele, para o humor, cabelo… Mulher sem sexo é muito chata. Homem sem sexo é insuportável… Está na hora de aprender algo diferente.

Esse curso vai ajudar tanto a você quanto a sua parceira, vai te ajudar a ser mais feliz sexualmente. Bora brincar de sexo? Se você for um bom aluno, você vai tirar 10 na prova, hein?”, diz Imperator no vídeo de divulgação do curso.

Entre os assuntos abordados nos módulos estão dicas do que as mulheres adoram na cama, a importância do beijo no prazer, como dar prazer no sexo anal, fetiches e brinquedos sexuais.

Márcia também ficou conhecida como a musa do Teste de Fidelidade do programa do João Kléber, posou nua seis vezes e atuou em mais de 15 filmes pornográficos.

Fonte: UOL