Arquivo de tag Presidente

porpjbarreto

Presidente da Câmara admite interesse em ser prefeito de Cajazeiras: “Eu tenho planejamento”

Por outro lado, o vereador afirma que precisa de “estrutura” para encarar o desafio

Durante entrevista no programa Olho Vivo, da TV Diário do Sertão, o presidente da Câmara Municipal de Cajazeiras, José Gonçalves de Albuquerque (Delzinho, PTC), afirmou que está disposto e preparado para enfrentar uma eleição municipal e concorrer à prefeitura.

“Disposição eu tenho, sim; condição de ser prefeito quem diz é o povo; condição de administrar a cidade eu tenho, sim, com certeza, porque eu tenho planejamento”, disse.

Delzinho, que já confirmou que será candidato a vereador novamente em 2020, disse que tem capacidade para gerenciar uma cidade, mas ainda precisa de “estrutura” para encarar o desafio.

“Para ser candidato a prefeito não é obrigado ser doutor, nem médico, nem advogado, mas eu sinto que não tenho estrutura para ser candidato a prefeito. Eu tenho condições, sim, de administrar, não tenho dúvida. Mas é preciso uma estrutura bem maior e eu não tenho essa estrutura neste sentido de ser candidato a prefeito de Cajazeiras”.

 

Diário do Sertão

porpjbarreto

Aliança Pelo Brasil usa ônibus personalizado para colher assinaturas

O partido criado pelo presidente Jair Bolsonaro, Aliança Pelo Brasil, continua a colher assinaturas para homologar junto ao Tribunal Superior de Eleitoral (TSE) a criação oficial da legenda.

No Paraná, o deputado federal Filipe Barros conseguiu até um ônibus para colher assinaturas no estado.

Gazeta Brasil
porpjbarreto

Asplan tem suplente na chapa do presidente reeleito do SINDCAP

Diretores da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba – Asplan prestigiam eleição da nova direção do Sindicato dos Produtores Rurais de Caaporã/Alhandra/Pitimbu/Conde – SINDCAP nesta quinta-feira (16). Dácio Martins foi reeleito presidente do Sindicato junto a Sérgio Ricardo G. Martins, o vice-presidente, que também é o atual Superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR-PB). O Diretor-Secretário da Asplan, Raimundo Nonato Siqueira, é suplente da direção do novo Sindicato.

Para o Diretor-Técnico da Asplan, Neto Siqueira, que também esteve presente na eleição apoiando a chapa, esse é um momento importante para a região, que também possui muita cana-de-açúcar. “A reeleição de Dácio nos traz uma perspectiva muito boa para o cenário, principalmente, quando se fala no desenvolvimento territorial da região perante aos órgãos e aos modais da localidade”, comentou Neto.

A eleição para o SINDCAP acontece a cada três anos. Fundado em 2005, o Sindicato é a entidade que mobiliza os produtores do Litoral Sul da Paraíba para atividades ligadas ao desenvolvimento da região e do setor rural, dentre elas, diversos treinamentos que acontecem com o apoio do Senar e da Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba (Faepa), além da Asplan.

 

Assessoria 

porpjbarreto

Deputado paraibano chama filho de Bolsonaro de “Carluxa”

O deputado federal Julian Lemos (PSL-PB)discutiu nas redes sociais neste domingo (29) com o segundo filho do presidente Jair Bolsonaro, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ).

“Você pode bancar o fodão para muita gente, pra mim não, esse ano o lugar do debate vai ser no microfone da Câmara dos Deputados, o remédio de um doido é outro na porta. Esse aí é o grande influenciador do líder do nosso país, apenas um desequilibrado, Carluxa…Tu é um merda!”, escreveu o deputado em mensagem no Twitter.

O congressista foi o principal articulador de Bolsonaro no Nordeste durante as eleições de 2018. No entanto, ele se distanciou do círculo próximo do mandatário e ficou do lado do presidente do PSL, Luciano Bivar (PE), após o racha na sigla que resultou na saída do próprio presidente da República do partido.

A declaração de Julian foi uma resposta a um vídeo  publicado por Carlos mais cedo neste domingo. No conteúdo divulgado pelo vereador há um áudio atribuído ao deputado da Paraíba no qual ele critica de forma genérica os filhos de Jair Bolsonaro.

Embora não cite nomes, há menções às investigações de acúmulo de salário de assessores envolvendo o senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ).

Veja o vídeo:

Julian Lemos: Seria um deputado da Paraíba atacando seu povo, acusando e ameaçando quem o elegeu?

Ao responder Carlos Bolsonaro por meio do Twitter, Julian Lemos não negou nem confirmou que o áudio é verdadeiro.

Leia a seguir a transcrição do que é dito no fala atribuída ao deputado:

“Eu tenho percebido que existe uma idolatria agora pelos príncipes, como coisa que esse Brasil tivesse marchado pelos filhos… Lutamos essa guerra maldita da esquerda do país, a favor do Brasil e pelo presidente. Fica um monte imbecil, quase que fazendo uma gulosa nesses caras,  que ficam aí surfando, eles que surfam, mas não é dentro do Congresso, não, fazendo muita gente de otário. Deputado como eu, meu irmão, é que vai para o front, não fica de conversinha, nem viadagem em Twitter, minha paciência esgotou, sou deputado federal igual a ele, o voto dele e o meu valem um, entendeu? Só que sou Paraíba, não pedi favor a ninguém, nem fiquei bajulando ninguém, fui convocado. Fiz um trabalho da porra que toda Paraíba sabe e o Nordeste.

Não vou lamber bota de ninguém, não fiz isso com meu pai,  vou fazer com filho de ninguém. A Paraíba tem orgulho de um cabra macho e é o que vou fazer, entendesse? Eu quero que o cabra aponte para o meu mandato e diga: ‘está fazendo coisa  errada’. Não tem, não faço rachadinha, não pego auxílio moradia para botar no bolso, comprar imóvel, entendeu, meu irmão? Não faço rachid, não escondo criminoso, está entendo? Não faço imbróglio para Justiça, não coloco o presidente em constrangimento, para nego tirar onda comigo, tenho medo de filho de ninguém, só tenho medo de Deus, Deus, entendesse? Que até o dia de chegar a hora da minha morte vou encarar ele e vou embora.

Fica um monte de babão venerando homens nessa terra. Quem venerar senador, deputado ou presidente vai se decepcionar. A força está no povo, na consciência política do povo, essa mediocridade da nossa gente é que faz esse estado ser pobre. Isso que aborrece, essa subserviência, essa babada imunda  e sebosa de gente que na realidade não tem argumento contra mim. Agora ano que vem, passou-se um ano, ano que vem não tem problema. Sabe qual é a função de um deputado federal que muita gente não sabe? Fiscalizar o Executivo e propor leis”.

Leia a série de mensagens que o congressista compartilhou para responder ao vídeo divulgado:

Com informações de Congresso em Foco

porpjbarreto

Câmara Municipal de Cajazeiras convida sociedade para debater à implantação do Hospital Universitário do Sertão e inauguração do arquivo

O presidente da Câmara Municipal de Cajazeiras, Vereador José Gonçalves de Albuquerque, “Deuzinho da Arara” – tem a grata satisfação de convida toda sociedade cajazeirense a participar de evento de inauguração do Arquivo Santino José do Nascimento, bem como das novas instalações do elevador do Poder Legislativo. O referido evento acontece nesta quarta-feira (18), a partir das 08 horas da manhã.

Vale informar, que no dia seguinte, quinta-feira (19), as 10 horas da manhã, à Câmara Municipal debaterá sobre a implantação e construção do Hospital Universitário do Sertão.

 

Arquivo da Câmara Municipal de Cajazeiras

Assessoria

porpjbarreto

Wilton Maia pede exoneração do Governo do Estado por não concordar com defesa do PL do Saneamento e Reforma da Previdência

Wilton Maia Velez – Presidente do Sindicato dos Urbanitários da Paraíba.

Nomeado em janeiro para assumir as funções de Coordenador de Gestão no Governo do Estado da Paraíba, desde o começo do ano, o atual presidente do Sindicato dos Urbanitários da Paraíba (Stiupb), Wilton Maia Velez, se dirigiu a João Pessoa na manhã desta sexta-feira, 13, e apresentou à Casa Civil, documento pedindo sua exoneração do cargo por não concordar com a posição do Governo frente aos Projetos: da Lei do Saneamento e ao da Reforma da Previdência estadual.

No pedido de exoneração, Wilton Maia afirmou que, antes de qualquer coisa, tinha coerência e compromisso com a classe trabalhadora e não poderia estar satisfeito com os últimos acontecimentos.

O presidente do Stiupb refere-se ao posicionamento adotado pelo Governo quando da votação do Marco Legal do Saneamento, dia 11 último: “Nosso entendimento é que a aprovação do Projeto 3261, agora transformado no PL Lei 4.162/2019, e com a anuência do Governo da Paraíba, trará prejuízos às empresas de saneamento, com o fim do subsídio cruzado e a privatização inevitável em grande escala em todo o país”, afirmou Wilton Maia.

No pedido de exoneração, o dirigente sindical, que defende os trabalhadores da Cagepa, Energisa, PBGás, Termelétrica e Eólicas, afirma: “A posição do governo estadual frente ao PL do Saneamento e ao Projeto da Reforma da Previdência defendido açodadamente pelo senhor e os deputados que estão do “seu lado”, confronta o compromisso que assumi com o povo que pedi para votar no projeto  que mudou a vida dos paraibanos para melhor nos últimos anos. Jamais trairei o que acredito e defendo, em troca de qualquer coisa, e muito menos meus compromissos com os companheiros de lutas e de ideais”.

O TRABALHO – Assim que assumiu a Coordenação de Gestão e Obras, em janeiro passado, Wilton Maia avisou que seria um parceiro dos que fazem a máquina administrativa em Campina Grande e região: “Não serei sensor de ninguém, mas sim um aliado em busca de soluções para os problemas encontrados pelos gestores da região da Borborema e estarei atuando em qualquer órgão, quer seja passando pela Cagepa e até mesmo em uma unidade hospitalar”, destacou.

E foi assim que Wilton Maia atuou nesses meses, sempre buscando cooperar para resolver questões do cotidiano da cidade, sendo um elo entre a sociedade organizada e os poderes constituídos.

Assessoria 

porpjbarreto

Saiba os passos para a criação de um novo partido no Brasil

Presidente Bolsonaro anunciou criação do Aliança pelo Brasil

O TSE aumentou o esquema de segurança para acessar o prédio do tribunal neste domingo

O presidente Jair Bolsonaro participou, na última quinta-feira (21), do lançamento de seu novo partido, o Aliança pelo Brasil. O ato, porém, foi apenas o primeiro passo de uma comprida lista de exigências previstas na legislação eleitoral para que a nova legenda possa ter acesso ao Fundo Eleitoral e candidatos aptos a concorrer nas eleições.

O novo partido do presidente junta-se a outras 73 agremiações políticas que buscam a oficialização de seu registro pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), condição necessária para que possam ter um símbolo e um número nas urnas eletrônicas.

lista completa de partidos em formação inclui nomes como o Partido da Inelegibilidade Automática (Pina), o Partido Pirata do Brasil (Piratas), o Partido da Frente Favela Brasil (Frente) e até mesmo uma nova versão da Aliança Renovadora Nacional (Arena).

Passo a passo

Após o ato fundador, o primeiro passo para criar uma legenda, conforme determinado pela Lei dos Partidos Políticos (9.096/1995), é registrar o novo partido político no Cartório de Registro Civil de Pessoas Jurídicas. O requerimento de registro deve ser assinado por ao menos 101 fundadores, os quais devem ter domicílio eleitoral em, no mínimo, nove estados diferentes.

É necessário também apresentar a ata da reunião que marcou a fundação da legenda e a relação com os dados completos de todos os fundadores, incluindo profissão e endereço, bem como exemplares do Diário Oficial da União com a publicação do programa e do estatuto do novo partido.

Uma vez obtido o registro civil, o novo partido recebe um número de CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) e tem 100 dias para apresentar a certidão ao TSE. Para isso, é preciso também já ter o endereço e telefone fixo de sua sede nacional e uma diretoria provisória.

Prazo

A partir daí começa a contar o prazo de dois anos para que o partido político apresente a assinatura de, no mínimo, 491.967 eleitores em apoio à criação da nova legenda. Os apoiadores não podem ser filiados a nenhum outro partido e devem ser de todas as unidades da Federação. O número total de assinaturas é equivalente a 0,5% dos votos válidos na mais recente eleição para deputado federal. Eleitores analfabetos também podem apoiar, mediante impressão digital.

Cada assinatura deve ser conferida individualmente pelos cartórios eleitorais do domicílio eleitoral do apoiador. São invalidadas as assinaturas que divirjam dos registros da Justiça Eleitoral ou para as quais não haja registro que permita comparação. Também são descartadas aquelas que tenham sido colhidas antes da obtenção do registro civil do novo partido.

Após a obtenção das assinaturas necessárias, o partido deve constituir órgãos de direção estaduais em no mínimo nove estados, sendo que cada um deve obter o seu respectivo CNPJ junto ao Cartório de Registro Civil local, bem como a aprovação dos respectivos tribunais regionais eleitorais.

Somente após todo esse processo, o partido pode pedir o registro oficial de seu estatuto e de seu diretório nacional definitivo junto ao TSE, que abre então um processo e, após consultar o Ministério Público Eleitoral (MPE), julga se concede ou não o registro da nova agremiação.

Assinatura digital

O novo partido só pode disputar as eleições se conseguir a aprovação de seu registro oficial pelo TSE ao menos seis meses antes do pleito. No caso da Aliança pelo Brasil, o próprio Bolsonaro, que será o presidente da nova legenda, já admitiu que o prazo pode ser apertado demais para permitir que o partido conste nas urnas das eleições municipais do ano que vem.

Uma forma aventada para acelerar o processo foi o colhimento de assinaturas por meio digital, por meio até mesmo da criação de um aplicativo de celular, mas o procedimento nunca foi aceito antes pela Justiça Eleitoral.

Consulta

Na próxima terça-feira (26), o plenário do TSE deve julgar uma consulta feita pelo deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), que quer saber se “seria aceita a assinatura eletrônica legalmente válida dos eleitores que apoiem dessa forma a criação de partidos políticos nas listas e/ou fichas expedidas pela Justiça Eleitoral”.

Em parecer, o Ministério Público reconheceu que as assinaturas eletrônicas podem ser consideradas legais e até desejáveis para o futuro, mas que não haveria neste momento capacidade técnica da Justiça Eleitoral para processar fichas digitais de apoiamento.

Em sua manifestação ao TSE, o vice-procurador-geral Eleitoral, Humberto Jacques, opinou que “o uso de assinaturas eletrônicas para peticionamento eletrônico de apoiamento a criação de partidos políticos é lícito, mas não é possível”. Um de seus argumentos é o de que o processo de certificação e verificação digital, que valida as assinaturas eletrônicas, ainda não é viável o bastante para ser acessível a todos os brasileiros.

Agência Brasil

porpjbarreto

PSC da Paraíba emite Nota de Pesar pelo falecimento de Lena Guimarães

O Partido Social Cristão da Paraíba, por meio de seu presidente, emitiu nota de pesar na manhã desta segunda-feira pelo falecimento da jornalista Lena Guimarães.

Na nota, Marcondes Gadelha destaca a credibilidade do trabalho de Lena além de revelar a leitura obrigatória da coluna da jornalista.

Vale ressaltar que Nena, era natural da cidade de Cajazeiras, no Sertão do Estado da Paraíba.

Nota de Pesar

Registro, em nome de todo o Partido Social Cristão, profundo pesar pelo desaparecimento da jornalista Lena Guimarães.

Jornalista conceituada, analista precisa e autora de uma coluna de leitura obrigatória aos que buscavam entender a política no nosso país e com especial destaque para o cenário local.

Lena não se limitou à mídia impressa, levou seu vasto conhecimento para os meios eletrônicos com a mesma competência e credibilidade.

Rogo a Deus que conceda à família e aos amigos o conforto necessário neste momento de dor. Tenham certeza que a memória de Lena permanecerá viva em nossos corações e nos exemplos que ela nos deixou.

Marcondes Iran Benevides Gadelha

Presidente do PSC/PB

porpjbarreto

Presidente do (PSL) de Santa Rita emite Nota de Repúdio e Solidariedade e cita ameaças de morte contra jornalistas da cidade

Após veiculação em rede nacional da Operação Natal Luz, que envolve (onze) vereadores da cidade de Santa Rita, na Grande João Pessoa, PB, jornalistas e demais membros da imprensa daquela cidade tem sofrido ameaças de morte, segundo denuncia Eliane Carvalho Nunes, Presidente da Comissão Municipal Provisória do PSL de Santa Rita.

Estão buscando cercear a imprensa local, sob o chicote do velho coronelismo, desferindo ameaças de morte contra profissionais de imprensa que com muita coragem e, sobretudo, responsabilidade e competência fizeram as matérias investigativas que culminaram na descoberta de um grande esquema de corrupção que fraudava congressos e cursos com o objetivo de obter vantagens pessoais”.

Dois parlamentares da legenda, Diocélio de Várzea Nova e Galego do Boa Vista, foram suspensos por terem sido presos na operação da Polícia Civil com o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba (Gaeco) da Paraíba.

 

Redação com Paraíba Já

porpjbarreto

Delzinho: da surpresa à realidade de um grande presidente

Houve quem duvidasse, houve quem não acreditasse, houve até os que pagaram para ver! Mas o fato é que o atual presidente da Câmara de Cajazeiras, “Deuzinho da Arara” (PTC), vem tendo um desempenho considerado de ótimo à excelente, à frente do Poder Legislativo Municipal.

São inúmeras as ações que fazem da sua gestão uma das mais produtivas daquela casa legislativa e que coloca “Deuzinho” no rol dos principais presidentes que já dirigiram aquele poder.

Dentre os muitos destaques está a implantação do painel eletrônico que permite a dinamização dos trabalhos, além do acompanhamento mais apurado e controle de presenças dos parlamentares, dando maior visibilidade do plenário que ganhou ares de grandes parlamentos.

A construção do arquivo no próprio prédio da Câmara é outra grande conquista do presidente, que realizou uma promessa antiga de outros administradores, preservando assim, a memória da Casa.

A aquisição de um novo elevador que vai resolver de vez o problema das pessoas que não conseguem se locomover pelas escadas será um marco da administração de “Deuzinho”, que a partir de 2020 não vai mais locar veículos, pois o presidente tem dito que está adquirindo um carro e uma motocicleta, para realização dos serviços necessários.

Por essas e outras ações tão importantes, “Deuzinho da Arara” deverá ter o seu nome marcado na história da Câmara Municipal – como um dos maiores benfeitores do Poder Legislativo cajazeirense.

 

Por Eutim Rodrigues