Arquivo de tag Patos

porpjbarreto

Empresa que administra Complexo Regional de Patos publica edital para contratação de médicos em várias especialidades

A Organização Social de Saúde Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Birigui, empresa responsável pela gestão do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, de Patos, publicou edital em seu portal na Internet (www.santacasabirigui.com.br) para contratação de médicos, em várias especialidades. A entrega de propostas pode ser feita a partir desta terça-feira (19) e até o dia 21, no horário das 8h às 12h e das 13h às 17h, no Departamento de Compras do Complexo, na Rua Horácio Nóbrega, S/N, no bairro Bela Vista.

O objeto do edital é contratação de pessoa jurídica para prestação de serviços médicos e as vagas disponíveis são para as especialidades de: Anestesia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Plástica e Vascular, Clínica Médica, Neurologia, Oftalmologia, Ortopedia, Otorrinolaringologia, Urologia e para Plantões de Pronto Socorro e UTI Geral.

A carga horária dependerá da especialidade, para plantões de 12 ou 24 horas. Eventuais esclarecimentos podem ser obtidos pelo telefone (83) 3423-2762. A Santa Casa de Misericórdia de Birigui assumiu a administração do Complexo, em agosto deste ano, através de um contrato de pactuação, celebrado com a Secretaria de Estado da Saúde com as atribuições de Organização, Gerenciamento Institucional e Prestação de Serviços e Ações de Saúde no âmbito da unidade que integra a rede estadual de saúde.

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

Complexo Hospitalar de Patos recebe ‘Menção Honrosa’ da SES pela implantação do projeto ‘Cinema do Bem’

Humanizar o tempo de hospitalização do paciente e reduzir o estresse no ambiente hospitalar. Essa é a proposta do projeto ‘Cinema do Bem’, uma iniciativa do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, de Patos, que nesta quinta-feira (14), foi destaque com a conquista de um certificado de ‘Menção Honrosa’, outorgado pela Secretaria de Estado de Saúde, durante reunião de planejamento anual de gestores de unidades. A diretora geral do Complexo, Liliane Sena, recebeu o certificado da secretária executiva, Renata Nóbrega, e do secretário executivo de Gestão de Rede de Unidades de Saúde, Daniel Beltrammi. A diretora administrativa do Complexo, Isabela Cristina dos Santos e o diretor técnico, Dr. Wostenildo Crispim, também estavam presentes na reunião. Na ocasião, o Complexo apresentou quatro projetos, entre os quais, o que conquistou o certificado.

O Complexo foi a unidade que integra a rede estadual de saúde que mais apresentou projetos na reunião, com quatro iniciativas. Além do ‘Cinema do Bem’, foram apresentados os projetos ‘Implantação do método Kambam no serviço de urgência e emergência do Complexo’, ‘Implantação do Núcleo Interno de Regulação’ e ‘Implantação da regulação local na unidade de oncologia do sertão’. No computo geral, foram apresentados 30 trabalhos, dos quais 12 foram premiados, entre os quais estava o ‘Cinema do Bem’. “Todas essas iniciativas promovem mudanças significativas nos processos internos que refletem uma melhoria na prestação do serviço”, destaca Liliane.

Implantado em março deste ano para os pacientes do Hospital do Bem, que integra o Complexo e atua com tratamento oncológico, o ‘Cinema do Bem’ consiste na projeção de filmes nas enfermarias para pacientes e acompanhantes. “A proposta é trabalhar as emoções, a ansiedade, a tristeza, a baixa autoestima e até a depressão, de maneira lúdica, através da projeção de filmes. Com ele, incluímos a arte como instrumento no processo curativo, porque ao projetar um filme estamos promovendo momentos de relaxamento, calma, tranquilidade, alegria e prazer que são sensações curativas também, principalmente para que está se tratando de uma doença que ainda carrega um grande estigma”, destaca Liliane, explicando que, atualmente, o projeto, que tem como parceiro o Cine Guedes, não está sendo realizado por causa de ajustes internos na unidade, mas, que voltará em breve.

De acordo com Liliane, essa iniciativa mostra o quanto a equipe de colaboradores está empenhada em buscar formas de tornar diferente a rotina hospitalar, de acolher os pacientes de maneira mais humanizada. “Essa ideia do Cinema do Bem foi de nossa então coordenadora de Enfermagem do Hospital do Bem, Aretusa Delfino e embora o projeto não seja inédito ele, sem dúvida, promove uma melhoria no clima hospitalar”, afirma a diretora, lembrando que além da projeção dos filmes, cujas temáticas serão todas de motivação, o projeto inclui ainda a distribuição de pipocas e sucos.

Assessoria 

porpjbarreto

Crianças do projeto AABB Comunidade visitam Hospital do Bem e se encantam com estrutura, acolhimento e serviços da unidade

Crianças e jovens que integram o projeto de Inclusão Digital da AABB Comunidade estiveram na manhã da última segunda-feira (11) no Hospital do Bem, em Patos, e tiveram a oportunidade de conhecer as instalações da unidade e os serviços oncológicos disponibilizados à população, conversar com pacientes e funcionários. A visita, que faz parte de atividades de um curso piloto desenvolvido pelo AABB Comunidade em parceria com o Instituto Cesar- Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife, foi acompanhada pela educadora do projeto em Patos, Priscila Melquíades. Além de conhecerem toda a estrutura do Hospital, os alunos interagiram com os pacientes, inclusive, os que estavam fazendo sessões de quimioterapia.

Segundo Priscila, os alunos ficaram encantados com a estrutura do Hospital e com o acolhimento dos colaboradores. “Foi uma experiência gratificante. A ideia era conhecer o espaço, levar um abraço, mas, fomos recebidos de forma tão carinhosa que nem lembramos que estávamos num ambiente que trata de doenças. Foi inclusive emocionante para todos nós. Fomos acolhidos com muito carinho e atenção”, destaca a educadora do projeto, que busca capacitar crianças e jovens carentes da cidade, através deste projeto de inserção na Economia Digital. Ainda de acordo com a educadora, dentro disso desse projeto houve uma divisão por áreas, entre elas, a saúde. “Foram os alunos que tiveram essa ideia de fazer a visita ao Hospital do Bem, para conhecer, levar alegria. E a experiência foi muito válida”, destaca Priscila.

A diretora geral do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, Liliane Sena, que recepcionou o grupo junto com o coordenador do setor de quimioterapia, Thiago Viana, e outros colaboradores, lembra a importância das pessoas conhecerem o Hospital, inclusive, para desmistificarem que o local é apenas um espaço de tratamento e dor. “Aqui, trabalhamos, sobretudo, a humanização, o acolhimento, o amor ao próximo, além claro, de disponibilizar um serviço oncológico que está em consonância com os protocolos dos grandes centros de referência oncológica do país. E é muito gratificante saber que além de prestarmos um bom serviço, sentir que quando as pessoas chegam aqui mudam completamente de atitude diante do câncer e passam a encarar a doença não como um fim, mas como um recomeço”, disse Liliane.

A visita de hoje faz parte da segunda etapa do projeto, que ainda terá um momento de culminância onde os alunos participarão de oficinas, concluíram a capacitação e receberão seus certificados. De acordo com Priscila, esse momento deve acontecer até o final de novembro, provavelmente, no dia 29, e a diretora do Complexo, Liliane Sena, segundo ela, será uma das convidadas deste encerramento. Atualmente, cerca de 60 crianças e jovens de Patos, com idades entre seis e 18 anos incompletos, participam da capacitação, que acontece três vezes por semana, na sede da AABB da cidade. Lá, eles têm atividades educativas, lúdicas e alimentação e são preparados para ingressar no mundo digital, tendo a oportunidade de transformar suas vidas e seu futuro. O projeto AABB Comunidade existe há 18 anos.

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Maternidade de Patos registra mais de 16 mil atendimentos dos quais 2.944 foram partos

Entre os dias 1º de janeiro e 01 de novembro deste ano, a Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, registrou 16.547 atendimentos, dos quais 2.944 foram partos. Referência no atendimento à mulher, inclusive para gravidez de alto risco, para mais de 80 municípios da Paraíba, a unidade, que integra a rede estadual de saúde, é também Hospital Amigo da Criança. Neste período, a unidade atendeu pacientes de 105 municípios, sendo o de Patos o que originou a maior demanda, com um total de 6.836 atendimentos, seguido de Teixeira, com 544 e Cacimbas, com 471.

A secretária Nadja Lucena Nunes, 21 anos, da cidade de Mãe D’Água, teve seu terceiro filho na maternidade, no último dia 31. Ela chegou a unidade no dia anterior, por volta das 22h, já em trabalho de parto, com sua cunhada, Janaina Costa, que foi quem a acompanhou. Durante o tempo em que esperou a dilatação completa, Nadja recebeu massagens, fez exercícios respiratórios e na bola e pôde escolher em qual posição parir. Ela optou pelo parto na banqueta. Depois de um trabalho de parto que evoluiu sem nenhuma manobra externa e de uma gravidez de 38 semanas, Rafael nasceu saudável e espontaneamente, pesando 3.180 kg e medindo 53cm.

Mãe de Pedro, de três anos e de Davi, de apenas um ano, Nadja elogiou os serviços e acolhida da Maternidade. “Tive toda a assistência, fui muito bem recebida e me senti segura durante todo o tempo e fiquei ainda mais tranquila quando de tempos em tempo, a enfermeira escutava a batida do coração de meu bebê”, disse ela, referindo-se ao sonar portátil utilizado para acompanhar os abatimentos cardíacos do feto. Um detalhe que chamou atenção dos profissionais que acompanharam o parto de Rafael, foi o fato da placenta ter saído intacta. Fora do útero da mãe e já deitado na cama, mas ainda ligado a placenta pelo cordão umbilical, Rafael parecia tranquilo e ficou assim poucos minutos, até o cordão ser cortado.

A agricultora Janaína Costa, acompanhante de Nadja, já utilizou os serviços da Maternidade, onde ela teve seus filhos gêmeos, Matheus e Messias, que nasceram no dia 11 de junho de 2012. O parto de Janaina foi normal, mas em função de um pós-eclampsia e teve que ficar três dias na UTI Materna, os Bebês também precisaram ser assistidos na UTI Neo, onde Matheus ficou três dias e Messias, dez. Por causa do baixo peso, Messias ainda ficou no Alojamento Canguru mais três dias. “Acredito que o atendimento que tive aqui e meus filhos também fizeram a diferença em nosso estado de saúde. Fomos muito bem atendidos por todos aqui”, reforçou Janaina.

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Várias atividades marcarão o Novembro Azul do Hospital do Bem em Patos

Rodas de Conversas, Bates Papos, Dia de Beleza e Fotografias, Musicoterapia, Dia de Atividades Lúdicas e Happy Day. Essas atividades vão movimentar o Novembro Azul do Hospital do Bem entre os dias 04 e 27 deste mês. Na abertura das ações, na manhã desta segunda-feira, colaboradores, pacientes e acompanhantes foram recebidos com músicas na recepção da unidade, que integra o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, de Patos.

“A exemplo do que fizemos no Outubro Rosa, quando conscientizamos as mulheres a se cuidarem, também realizaremos muitas ações ao longo do Novembro Azul, desta vez, com direcionamento de atividades para a conscientização da importância dos homens cuidarem da sua saúde como um todo, com ênfase para eles realizarem o exame de próstata”, destaca a diretora geral do Complexo, Liliane Sena.

Programação

A programação do Novembro Azul segue no dia 07, com uma Roda de Conversa às 8h, com profissionais da UNIFIP, sobre o tema ‘Cuidado do Cuidador’, e às 15h, com um Bate Papo, sobre ‘Oncologia voltada para a saúde do homem’, com o enfermeiro Fernando Régis. Na sexta (08) outra Roda de Conversa, desta vez, com a oncologista Nayarah Castro e a psicóloga, Pryscilla Guedes, vai abordar o tema ‘Valorização da vida após o diagnóstico’.

Na segunda (11), às 9h, os Doutores Sorrisos preparam surpresas para pacientes e colaboradores do Hospital do Bem no Happy Day. No dia seguinte, haverá outro Bate Papo, às 15h, sobre ‘Acolhimento multiprofissional ao paciente oncológico’, com a Dra. Nayarah Castro e a enfermeira Aretusa Delfino. A programação segue no dia 14, com duas Rodas de Conversa, sendo às 8h, sobre ‘Direitos dos pacientes oncológicos’ e, às 14h, com o tema ‘Ética no serviço de saúde com ênfase no sigilo das informações’. As duas atividades serão conduzidas por profissionais da UNIFP.

Na segunda-feira (18), haverá um dia de beleza e fotografias, às 9h. Na terça, a programação continua, às 9h, com uma Roda de Conversa sobre ‘Relação alimentação x câncer’, com a nutricionista Riama Sobral. Na quinta, haverá um Bate Papo sobre ‘Oncologia para não oncologistas’, com a Dra. Nayarah Castro.

No domingo (24), o Hospital do Bem fará um Dia de Atividade Social, com consultas, massoterapia, musicoterapia, entre outras atividades e na última semana de ações, a programação começa no dia 25, às 9h, com um dia de Atividades Lúdicas. Na terça-feira (26), acontecerá um Bate Papo sobre ‘Fitoterapia na prevenção e tratamento do câncer’, com a Dra. Nayarah Castro e o coordenador de quimioterapia do Hospital do Bem, Thiago Viana.

E no encerramento das ações, no dia 27, está programado uma Roda de Conversa, a partir das 9h, sobre ‘A importância da equipe multidisciplinar’, com a diretora do Complexo, Liliane Sena e a oncologista, Nayarah Castro e, em seguida, outro momento, sobre ‘A ética do cotidiano e o sigilo profissional’, com Anarita, coordenadora do curso de Serviço Social da Universidade, que conduzirá o momento junto com alunos da instituição. Essas atividades acontecerão no auditório da Gerência Regional de Saúde.

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

Funcionários do Hospital do Bem realizam Dia do Lenço em homenagem aos pacientes que realizam tratamento na unidade

Essa quinta-feira (31), foi um dia diferente para os funcionários do Hospital do Bem, de Patos. Ao invés de exibirem seus cabelos e penteados, os colaboradores envolveram suas cabeças com lenços. A iniciativa, batizada do Dia do Lenço, teve o objetivo de criar empatia com os pacientes e vivenciar como eles se sentem ao usarem o adorno para ajudar a elevar a autoestima em função da queda dos cabelos provocada pela quimioterapia.

“A ideia inicial era homenagear os pacientes que estão realizando tratamento, mas, no final do dia o que se percebeu foi uma mudança de visão em relação a quem está do outro lado de lá da história, pois percebemos o quanto de preconceito tem num olhar direcionado para alguém que perde seus cabelos por causa da quimioterapia e precisa usar um adorno para se sentir mais bonito”, disse o coordenador do setor de quimio do Hospital do Bem, Thiago Viana.

“Esse gesto simbolizou a solidariedade da equipe do Hospital do Bem para com os pacientes que estão em tratamento contra o câncer em nossa unidade. Sabemos que o cabelo é um elemento importante para a autoestima, principalmente, para as mulheres e que o lenço ou as perucas atenuam esse sentimento de tristeza e usá-los neste dia significou o mesmo que dizer a eles que não há diferença entre nós, que somos todos iguais, já que a doença pode acometer qualquer pessoa”, destaca a diretora geral do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, Liliane Sena. O Hospital do Bem integra o Complexo, que faz parte da rede estadual de saúde.

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Mulher que comercializava drogas na própria residência em Patos tem pena majorada pela Justiça da Paraíba

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Paraíba deu provimento a um apelo do Ministério Público estadual e majorou para nove anos e quatro meses de reclusão e 1.050  dias-multa a pena de Tatiana Araújo Oliveira, acusada de tráfico de entorpecentes na cidade de Patos. A decisão seguiu o voto do desembargador Carlos Beltrão, relator da Apelação Criminal nº 0001828-36.2018.815.0251.

De acordo com os autos, a acusada foi flagrada por policiais militares com uma encomenda de maconha, em sua residência, com peso de 4,6 Kg, da substância entorpecente periciada como Cannabis Sativa Linneu, popularmente conhecida como maconha. Bem assim, 1,616 Kg, da substância entorpecente crack, periciada como cocaína. Também foi apreendida a quantia de R$ 5.554,00 e os apetrechos utilizados no comércio de entorpecentes.

No momento da prisão, a acusada confessou aos PMs que as drogas lhe pertenciam e eram destinadas à venda, porém em seu interrogatório na lavratura do auto de prisão em flagrante, afirmou que apenas as vinte pedras de crack apreendidas em sua casa lhe pertenciam e era para seu consumo. Disse, ainda, que o dinheiro apreendido era proveniente da venda de uma motocicleta.

No 1º Grau, a pena estabelecida foi de seis anos e nove meses de reclusão e 680 dias-multa. O MP apelou da sentença, pleiteando o aumento da sanção, sob o argumento de que a quantidade e a diversidade de drogas apreendidas foram expressivas e que esse fato estaria a demonstrar que o tráfico era intenso.

“Realmente, chama a atenção a elevada quantidade de droga encontrada em posse da inculpada, agravando sobremaneira os vetores da culpabilidade, das circunstâncias e das consequências do crime, sendo imprescindível aumentar-se a censura aplicada pelo juiz de base, consoante suscitado no apelo da acusação”, destacou o desembargador Carlos Beltrão. Cabe recurso da decisão.

Assessoria de Imprensa – TJPB

porpjbarreto

Maternidade de Patos implanta novos serviços direcionados aos recém-nascidos e passa a ter uma triagem neonatal completa

Ofertar exames e testes que possibilitam a identificação precoce de algumas doenças e alterações em bebês, ampliando assim o cuidado aos recém-nascidos na unidade. E com esse propósito que a Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, passou a disponibilizar também os testes do Olhinho e da Linguinha. Com os três novos serviços que foram implantados na semana passada, a Maternidade passou a ter uma triagem neonatal completa, pois já realizava os testes da Orelhinha e do Coração, além do exame do Pezinho, sendo este último teste, direcionado apenas para os bebês que permanecem mais de dois dias na maternidade. Isto porque, o teste do Pezinho só pode ser feito após as primeiras 48 horas do nascimento e até o 5º dia de vida do bebê.

O teste do olhinho, é feito todos os dias da semana, nos horários 7h às 11h,
por um oftalmologista. Já o teste da linguinha é feito por uma fonoaudióloga, que encaminha, quando necessário, para uma pediatra, que por sua vez, realiza a Frenotomia ou a Frenectomia.

O diretor geral da Maternidade e pediatra, Dr. Umberto Marinho Júnior, lembra que os testes do olhinho e da linguinha auxiliam a detectar precocemente a presença de alterações oculares e dificuldades na sucção da mama em recém-nascidos. Quanto ao teste do Pezinho, Dr. Umberto lembra que ele já era ofertado pela Maternidade. “Com essa gama de exames, conseguimos ter uma triagem neonatal completa, possibilitando o diagnóstico precoce de doenças genéticas, metabólicas, endócrinas e infecciosas que podem pôr em risco a vida ou prejudicar o desenvolvimento somático, neurológico ou psíquico do recém-nascido”, destaca Dr. Umberto.

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

Maternidade de Patos estuda possibilidade de formar turma para curso de Libras para facilitar comunicação de nova colaboradora

Que a Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos é referência no atendimento à mulher, para mais de 60 municípios do sertão paraibano, é público e notório há muito tempo. O que pouca gente sabe é que a unidade, que integra a rede estadual de saúde, também tem responsabilidade inclusiva. Recentemente, a Maternidade contratou dois novos colaboradores portadores de necessidades especiais. Um dos novos contratados é portador de deficiência auditiva e o outro tem restrição de movimentos em uma das mãos. Ambos, participaram do processo seletivo de quadro reserva, realizado recentemente, e foram admitidos pela capacidade, não por causa das limitações. Por causa da colaboradora com deficiência auditiva, a direção da unidade está estudando a possibilidade de formar uma turma para realização de um curso de Libras, a fim de facilitar a comunicação da funcionária Maria Edilma Canuto Caetano com os demais colegas de trabalho.

Na última sexta-feira (18), uma primeira iniciativa neste sentido inclusivo já foi colocada em prática, quando Maria Edilma, lotada no Banco de Leite da Maternidade, na função de Auxiliar de Serviço, participou de uma aula de Libras, ministrada pelo professor Alisson Lucas, na UNIPLAN-Polo Patos, junto com as colegas de trabalho, Ana Maria de Lima Neves Vieira (Coordenadora de Higienização), Mayanne Monteiro Rodrigues (Técnica em Segurança do Paciente) e Perlania Oliveira Silva (Enfermeira do Núcleo de Segurança do Paciente).

Segundo a direção da Maternidade, a intenção é formar uma turma para realização de um curso de Libras para quem se interessar. “A inclusão é uma forma importante de integração no trabalho e entendemos que quantos mais pessoas estiverem aptas a se comunicar através da língua de sinais, mais a nossa nova colaborada estará integrada. Além disso, não pensamos apenas nela, mas no contexto geral onde a linguagem de Libras pode ser empregada para facilitar a comunicação com outros portadores de necessidades especiais, dentro e fora da Maternidade”, destaca o diretor geral da unidade, Dr. Umberto Marinho Júnior.

Os dois novos colaboradores são Francisco Jackson Araújo Almeida, 35 anos, que foi contratado, no dia 16 de outubro, para o cargo de Auxiliar em Administração, com lotação no Setor de Faturamento do Banco de Leite. Francisco tem restrição de movimentos em uma das mãos. Maria Edilma Canuto Caetano, tem 46 anos e atua como Auxiliar de Serviço e foi admitida no dia 17 deste mês. Além destes dois profissionais, a Maternidade admitiu, este mês, outros 29 colaboradores que participaram do processo seletivo, totalizando 31 novos contratados no período, para oito funções.

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Hospital do Bem realiza com sucesso cirurgia de tumor raro no ovário de uma paciente da cidade de Teixeira

A dona de casa Francisca Maria do Carmo, de 65 anos, moradora da cidade de Teixeira, passou os últimos seis meses viajando de sua cidade de origem para Campina Grande e João Pessoa tentando ajuda para realização de uma cirurgia no ovário. Com um imenso tumor nesta região, que a incomodava e preocupava bastante, a paciente, enfim, encontrou no Hospital do Bem, em Patos, o acolhimento e os cuidados que tanto necessitava. Em menos de 15 dias, entre a primeira consulta e o procedimento, a cirurgia de Dona Francisca foi realizada. Na última segunda-feira (21), a paciente se viu livre de um tumor que pesava 12kg.

O procedimento, realizado pelos cirurgiões oncológicos, Dr. Wostenildo Crispim e Dr. Júlio César Palmeira, com o suporte do anestesista, Dr. Rene Caroca e com o instrumentador, Fabrício, duro cerca de quatro horas. A cirurgia, segundo Dr. Wostenildo, foi um sucesso e a expectativa é que a paciente tenha alta no segundo dia após o pós-operatório. “Retiramos um tumor anexial esquerdo, raro, de um tamanho relevante, que agora será encaminhado para exame anatomo patológico, pois ainda não dispomos de biopsia de congelação no centro cirúrgico da unidade”, disse o médico.

Ainda segundo Dr. Wostenildo, caso a biopsia não acuse malignidade no tumor, a conduta será acompanhamento de três em três meses, durante o primeiro ano após a cirurgia. Noutra situação, ela será encaminhada para a oncologia clínica do Hospital do Bem para definição da conduta de quimioterapia. “De qualquer forma, a paciente foi acolhida e se necessitar de outro tratamento, também receberá todos os cuidados do Hospital do Bem”, destaca o médico.

Essa paciente, segundo relatos dela própria, chegou até a vender um imóvel para custear despesas das viagens para Campina Grande e João Pessoa. Para a diretora do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, o qual o Hospital do Bem faz parte, Liliane Sena, casos como o da paciente Francisca, de Teixeira, mostram o quanto faz a diferença na vida das pessoas dispor de um serviço destes no sertão. “Essa paciente necessitava deste procedimento, buscou isso em outros centros e foi aqui, em Patos, na nossa unidade e próximo da casa dela, que ela foi acolhida, teve sua demanda atendida e terá todo nosso aporte, caso necessite de outros cuidados. Isso reforça a importância do Hospital do Bem e quanto bem ele tem feito a tanta gente, desde que foi inaugurado, no ano passado”, reforça Liliane, lembrando que, no primeiro ano de funcionamento, o Hospital do Bem realizou 759 sessões de quimioterapia, 3331 consultas ambulatoriais, 726 internamentos e ainda 422 cirurgias, em pacientes de 80 municípios do interior.

Assessoria de Comunicação – Hospital Regional Deputado Janduhy Carneiro