Arquivo de tag Patos

porpjbarreto

Exposição ‘Bruta Flor’ transforma sofrimento em arte e retrata a beleza de pacientes do Hospital do Bem que ainda estão em tratamento

Ressignificar o sofrimento e angustia de mulheres que fazem tratamento contra o câncer de mama transformando esse processo de cura em arte e mostrar que a beleza existe e resiste mesmo em condições adversas. Essa é a tônica da exposição fotográfica ‘Bruta Flor’ que utilizou como personagens 13 pacientes do Hospital do Bem, de Patos, que fazem tratamento contra câncer de mama na unidade. A mostra, que está na Livraria Nobel, no Guedes Shopping, até o próximo dia 21, na sequência, com data a ser definida, estará exposta no hall de entrada do Hospital do Bem. Depois segue em exposição itinerante. As fotos foram feitas por Thayse Gomes.

A mostra foi uma iniciativa da dermatologista Marcília Lopes, que produziu para sua Clínica, que leva seu nome, em parceria com a ONG ‘Amigas Viva a Vida’, um calendário com as modelos paciente. Como o resultado ficou muito bonito, o projeto inicial foi ampliado para a exposição que deve passar a ser itinerante, tendo como segundo local de apresentação o Hospital do Bem. Os calendários serão vendidos e toda a renda revertida para a ONG.

A diretora geral do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), Liliane Sena, foi quem solicitou que a mostra também fosse exposta na unidade. “O resultado ficou muito lindo. As fotografias ficaram maravilhosas e valorizam de uma forma muito singular a beleza dessas mulheres que ressignificam o sofrimento com o sorriso, passando uma mensagem de otimismo diante do enfrentamento de todos os percalços da doença”, destaca a diretora. O Hospital do Bem integra o Complexo e atende não apenas casos de câncer de mama, como de pele, próstata e útero.

A presidente do grupo ‘Amigas Viva a Vida’, Gerusa Delfino, ficou muito contente com o calendário e com o resultado final da mostra e mais ainda com a mensagem que passa a exposição. “Essas fotos passam esperança e alegria, exaltam a beleza dessas mulheres guerreiras e mostra que é possível sorrir e se achar bonita mesmo passado por um tratamento oncológico. Essa mostra é, na realidade, uma fonte de inspiração para todos nós”, disse Gerusa.

Ficha técnica

A fotografa Thayse Gomes foi quem fez as imagens e toda a produção em estúdio, a maquiagem foi Philip Aires e Chaiane Mendes. A iniciativa contou ainda com o patrocínio de Maciel Martins- Cabelos, da Casa Pronta, Pharmapele, Colégio Geo, Rei dos Salgados, Mithus Jóia, Afetto, Carolina Presentes Rebeca da Maison A, Guedes Shopping e Livraria Nobel.

Assessoria

porpjbarreto

Complexo Hospitalar de Patos adota pulseiras para classificação de risco

A classificação de risco é um procedimento necessário na admissão de pacientes em qualquer unidade de saúde e no caso de uma instituição que atua com urgência e emergência isso é ainda mais importante, porque ao se avaliar o paciente, direcionasse  melhor o atendimento de acordo com a necessidade que cada quadro requer. E para aperfeiçoar essa sistemática, o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, de Patos, passou a adotar, a partir desta terça-feira (10), pulseiras para Classificação de Risco, onde o paciente que der entrada no pronto socorro passará a usar uma pulseira colorida que identifica a prioridade no atendimento. As pulseiras seguem a Classificação de Risco preconizado pelo Ministério da Saúde de acordo com a Política Nacional de Humanização. “Esse sistema prioriza o atendimento pela gravidade do caso e não pela idade ou ordem de chegada”, destaca a diretora geral do Complexo, Liliane Sena.

A nova sistemática tem o objetivo de melhor acolher o paciente, avaliar a sua necessidade clínica e propiciar um atendimento de acordo com a urgência, classificando-o por cores: vermelha (emergência), laranja (muito urgente), amarela (urgente), verde (pouco urgente ) e azul (não urgente). Dentre as vantagens da adoção da pulseira está a redução do índice de mortalidade na porta das emergências com a identificação rápida de pacientes em risco de vida.

A diretora geral do Complexo lembra ainda que esse novo procedimento de classificação adotado pela unidade está em consonância com um processo interno de melhoria contínua, que tem o objetivo de assegurar que os pacientes tenham um atendimento mais eficaz, levando-se em conta a sua própria necessidade e urgência. “Nós já fazíamos essa classificação de risco e a adoção das pulseiras chega para complementar e aperfeiçoar esse processo de eficiência do atendimento na nossa porta de entrada”, finaliza Liliane Sena.

Assessoria

porpjbarreto

Paciente com tipo raro de câncer de mama recebe diagnóstico de cura após fazer cirurgia e tratamento no Hospital do Bem

Essa quarta-feira (04) marca um momento muito especial para a Sra. Marineide de Sousa Lima, 39 anos, da cidade de Pombal, que foi diagnosticada com um tipo raríssimo de câncer de mama: um carcinoma metaplásico de células fusiformes, responsável por menos de 1% dos diagnósticos, sendo, este o 9° caso em todo o mundo. Mas, o marco da data para Marineide, que hoje tocou o sino da cura do Hospital do Bem, não está atrelado ao diagnóstico do câncer, e sim a batalha vencida, ao tratamento de sucesso e a volta por cima, com um recomeço surpreendente. Todo o tratamento da paciente foi feito no Hospital do Bem, em Patos, desde a cirurgia de mastectomia, realizada pelo mastologista Thiago Pereira, logo após a identificação da doença, em junho, e depois todo o acompanhamento das sessões quimioterápicas, pela oncologista, Nayarah Castro. “Eu nasci de novo e só tenho gratidão em meu coração por todos deste hospital”, disse Marineide após tocar o sino.

A médica que acompanhou a Sra. Marineide destaca que o caso dela tem uma importância destacada em função da natureza rara do tumor, o que motivou, inclusive, que equipes de centros oncológicos de São Paulo acompanhassem a evolução da paciente. “O Carcinoma ductal infiltrante é um tipo mais frequentem histologicamente falando em relação aos tumores da mama, porém o tumor de nossa paciente se trata de um carcinoma metaplásico de células fusiformes e por isso ele se tornou especial, além de raro é agressivo e muito provavelmente tem relação genética por conta do histórico familiar dela, que teve sua mãe, uma prima e uma tia acometidos da mesma doença.  Diferente de suas parentes que não resistiram à doença, além de ter tido um diagnóstico precoce, ela teve uma abordagem rápida, tanto da cirurgia como o tratamento adjuvante o que culminou com a cura”, disse Dra. Nayarah.

Ainda segundo a médica, após exames específicos que incluíram o Linfonodo Sentinela, que apontou que a doença estava no estágio inicial e localizado, foi feita a cirurgia e, posteriormente, as sessões de quimioterapia que consistiram de 12 aplicações semanais de Carboplatina e Paclitaxel, seguido de mais quatro ciclos de Adriarrubicina, mais Ciclofosfamida, a cada catorze dias. O tratamento quimioterápico foi iniciado no dia 10 de junho e encerrado no dia 13 de novembro. Segundo a médica, o tratamento foi mais intenso exatamente por causa da agressividade do tumor eu necessitava desse tipo de conduta.

O fato da paciente ser jovem, com apenas 39 anos, não ter doenças pré-instaladas como diabetes ou hipertensão, ter sido bem acompanhada, e ter descoberto a doença no estágio inicial, facilitou o sucesso de seu tratamento, segundo a Dra. Nayarah. Ela lembra que cerca de 80% dos diagnósticos de câncer de mama são carcinomas ductais invasivos, que se inicia em um duto de leite, rompe a parede desse duto e cresce no tecido adiposo da mama. “No caso da Sra. Marineide era uma variante muito rara e agressiva, mas com o tratamento adequado conseguimos superar a doença e hoje ela está curada”, reitera a médica.

O exame que identificou o tipo de câncer da paciente foi o imuno-histoquímico (uma biópsia), realizado através do próprio Hospital do Bem. Esse é um método de análise dos tecidos via microscópio para identificar características moleculares das doenças. A análise tem diversas aplicações, como o diagnóstico de doenças inflamatórias, infecciosas e neoplasias, sendo determinante também no prognóstico do câncer, já que o exame pesquisa moléculas associadas a diferentes tipos de tumor. Já o exame que identificou a cura foi o Estadiamento Tomográfico de corpo inteiro.

Para a diretora do Complexo, Liliane Sena, ouvir o sino tocar novamente e num caso tão raro como esse enche de esperança toda a equipe. “Todo paciente que atinge a cura, nos enche de alegria e nos impulsiona ainda mais, porque essa é uma vitória do paciente, que acredita e se trata, mas, também é de toda uma equipe que direciona seus esforços, talento, competência e instrumentos para que isso aconteça. Ouvir o badalar do sino toca os nossos corações profundamente porque isso significa a vida para todos nós”, disse Liliane, lembrando que o toque do sino foi criado para marcar simbolicamente cada história de sucesso após tratamento na unidade.

O Hospital do Bem faz parte do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos e oferta serviços de diagnóstico, tratamento ambulatorial com consultas médicas, cirurgias oncológicas e quimioterapia para os casos de câncer mais incidentes na região que são os de próstata, mama, colo de útero e pele.

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

Conselho de Educação Física faz “Dia D” de mutirão fiscal em JP, Patos e Campina Grande

Iniciativa dá oportunidade aos devedores de quitar os débitos com descontos 

O Conselho Regional de Educação Física da 10ª Região – Paraíba (CREF10/PB) realizará, nos dias 05, 06, 10, 12 e 13 de dezembro, esforços concentrados para atender aos profissionais que estão em débito com a autarquia (até dezembro de 2018), em ações intituladas de “Dia D”. O calendário começará por João Pessoa (05 e 06/12), seguirá para Campina Grande (10/12) e, depois, será levado para Patos (12 e 13/12). A estratégia de oferecer condições especiais de quitação tenta minimizar o número atual de devedores, que corresponde a 41% dos donos de estabelecimentos (344 pessoas jurídicas) e a 25% de profissionais (1.497 pessoas físicas).

Poderão usufruir das condições do mutirão fiscal, os profissionais de Educação Física ou donos de estabelecimentos registrados no CREF10 que ainda não têm ação na Justiça referente à cobrança do débito; àqueles que, mesmo respondendo judicialmente, ainda não realizaram qualquer espécie de acordo judicial ou extrajudicial com o Conselho; além dos que, mesmo respondendo na Justiça, ainda não sofreram qualquer espécie de penhora judicial.

Para fazer jus ao benefício, a pessoa física ou jurídica fará a negociação, mediante a assinatura de Termo de Confissão de Dívida ou Minuta de Acordo Extrajudicial. Será concedido o desconto de 100% sobre os débitos de juros e multas, contanto que o pagamento total seja realizado à vista, em prestação única. Em caso de parcelamento, em até seis vezes, o desconto será de 80%. Há ainda, a possibilidade de parcelar em até 12 vezes, com abatimento de 60%; em até 18 vezes com desconto de 40%; e em 24 vezes com percentual de redução de juros e multas de 20%.

Em todos os casos, a condição do benefício implica no pagamento da primeira parcela (ou parcela única à vista) em até dez dias corridos, contados da data da assinatura do Termo.

Em João Pessoa, o “Dia D” será realizado na sede do CREF10/PB, localizado na Arquiteto Hermenegildo Di Lascio, número 36, Tambauzinho, das 08h às 12h e das 13h às 17h dos dias 05 e 06/12; em Campina Grande será na Avenida Dr. Elpídio de Almeida, número 215, Catolé (Parque da Criança), das 08h às 12h e das 13h às 17h do dia 10/12; em Patos a ação acontecerá Rua Cel. Miguel Sátiro, número 93, das 10h às 17h do dia 12 e das 07h às 13h do dia 13/12.

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

Direção do Hospital de Patos muda fluxo de entrada de ambulâncias para agilizar atendimento no serviço de urgência e emergência

O fluxo de entrada e saída de ambulâncias no Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), a partir desta sexta-feira (29), será alterado para melhorar o acesso ao atendimento no serviço de urgência e emergência da unidade. Com a mudança, as ambulâncias passarão a ter uma passagem exclusiva, para entrada e saída, onde antes funcionava a saída de todos os veículos que dá para a lateral da igreja Nossa Senhora de Fátima. Os demais veículos permanecerão entrando e saindo pelo portão lateral do Complexo, antigo portão principal de acesso ao estacionamento da unidade.

A diretora geral do Complexo, Liliane Sena, explica que essa alteração faz parte de um conjunto mais amplo de melhorias de acesso a unidade que incluiu várias ações de reorganização de setores. “No que diz respeito ao acesso, primeiro contratamos uma empresa de segurança, com vigilância 24h, para além de reforçar o sistema de vigilância da recepção da unidade, ordenar o fluxo de veículos no estacionamento evitando assim a obstrução da passagem das ambulâncias. Agora, mudamos o fluxo de entrada e saída, facilitando e agilizando o acesso das ambulâncias à nossa urgência e emergência e, posteriormente, vamos reordenar o estacionamento tanto para visitantes, quanto para colaboradores que terão espaços reservados para carros e motos”, destaca Liliane, lembrando que as melhorias estão sendo implementadas de forma gradativa.

Anda segundo a diretora do Complexo, dentro de poucas semanas, o estacionamento também será modificado. “A proposta é dar mais segurança para quem transita e mais comodidade para os colaboradores que atuam no Complexo e também oferecer mais agilidade quanto às ambulâncias. Neste último caso, as ações já serão sentidas a partir desta sexta-feira, quando colocaremos em prática esse novo fluxo”, afirma Liliane, lembrando que o Complexo Regional de Patos é referência para mais de 60 municípios do sertão paraibano, o que pressupõe um fluxo cotidiano e constante de várias ambulâncias. “Todas essas ações são para aperfeiçoar nosso dia a dia, melhorar fluxos e, consequentemente, assistir melhor ainda nossos pacientes e também facilitar a rotina de nossos colaboradores”, finaliza a diretora geral do Complexo.

Assessoria 

porpjbarreto

Pacientes participam de atividades lúdicas no Hospital do Bem em alusão ao Novembro Azul

A hospitalização é um acontecimento na vida que traduz diferentes sentimentos tais como dor, esperança, recomeço e até perdas. E quando o tratamento envolve serviços oncológicos a tensão tende a ser ainda maior, muito mais pelo estigma da doença que do próprio diagnóstico, haja vista a evolução da cura do câncer nos últimos anos. Nesse sentido, além do auxílio da equipe de saúde e de serviços disponibilizados, nesta sexta-feira (22) os pacientes do Hospital do Bem, de Patos, viveram momentos de ludicidade e durante toda a manhã transformaram a recepção da unidade num ambiente de alegria com a realização de jogos de cartas, de dama, de xadrez e dominó. Era facultado a cada um deles brincar à vontade, antes ou depois das consultas e tratamento.

“O uso de atividades lúdicas contribui para a humanização do atendimento prestado, proporcionando momentos de descontração. A ideia dos jogos faz parte das atividades do Novembro Azul eu estamos desenvolvendo ao longo deste mês e teve como objetivo transformar o ambiente, proporcionando uma melhor aceitação e elaboração da situação vivenciada no hospital”, destaca a diretora geral do Complexo Hospitalar  Regional Deputado Janduhy Carneiro, Liliane Sena.

Assessoria 

porpjbarreto

Empresa que administra Complexo Regional de Patos publica edital para contratação de médicos em várias especialidades

A Organização Social de Saúde Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Birigui, empresa responsável pela gestão do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, de Patos, publicou edital em seu portal na Internet (www.santacasabirigui.com.br) para contratação de médicos, em várias especialidades. A entrega de propostas pode ser feita a partir desta terça-feira (19) e até o dia 21, no horário das 8h às 12h e das 13h às 17h, no Departamento de Compras do Complexo, na Rua Horácio Nóbrega, S/N, no bairro Bela Vista.

O objeto do edital é contratação de pessoa jurídica para prestação de serviços médicos e as vagas disponíveis são para as especialidades de: Anestesia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Plástica e Vascular, Clínica Médica, Neurologia, Oftalmologia, Ortopedia, Otorrinolaringologia, Urologia e para Plantões de Pronto Socorro e UTI Geral.

A carga horária dependerá da especialidade, para plantões de 12 ou 24 horas. Eventuais esclarecimentos podem ser obtidos pelo telefone (83) 3423-2762. A Santa Casa de Misericórdia de Birigui assumiu a administração do Complexo, em agosto deste ano, através de um contrato de pactuação, celebrado com a Secretaria de Estado da Saúde com as atribuições de Organização, Gerenciamento Institucional e Prestação de Serviços e Ações de Saúde no âmbito da unidade que integra a rede estadual de saúde.

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

Complexo Hospitalar de Patos recebe ‘Menção Honrosa’ da SES pela implantação do projeto ‘Cinema do Bem’

Humanizar o tempo de hospitalização do paciente e reduzir o estresse no ambiente hospitalar. Essa é a proposta do projeto ‘Cinema do Bem’, uma iniciativa do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, de Patos, que nesta quinta-feira (14), foi destaque com a conquista de um certificado de ‘Menção Honrosa’, outorgado pela Secretaria de Estado de Saúde, durante reunião de planejamento anual de gestores de unidades. A diretora geral do Complexo, Liliane Sena, recebeu o certificado da secretária executiva, Renata Nóbrega, e do secretário executivo de Gestão de Rede de Unidades de Saúde, Daniel Beltrammi. A diretora administrativa do Complexo, Isabela Cristina dos Santos e o diretor técnico, Dr. Wostenildo Crispim, também estavam presentes na reunião. Na ocasião, o Complexo apresentou quatro projetos, entre os quais, o que conquistou o certificado.

O Complexo foi a unidade que integra a rede estadual de saúde que mais apresentou projetos na reunião, com quatro iniciativas. Além do ‘Cinema do Bem’, foram apresentados os projetos ‘Implantação do método Kambam no serviço de urgência e emergência do Complexo’, ‘Implantação do Núcleo Interno de Regulação’ e ‘Implantação da regulação local na unidade de oncologia do sertão’. No computo geral, foram apresentados 30 trabalhos, dos quais 12 foram premiados, entre os quais estava o ‘Cinema do Bem’. “Todas essas iniciativas promovem mudanças significativas nos processos internos que refletem uma melhoria na prestação do serviço”, destaca Liliane.

Implantado em março deste ano para os pacientes do Hospital do Bem, que integra o Complexo e atua com tratamento oncológico, o ‘Cinema do Bem’ consiste na projeção de filmes nas enfermarias para pacientes e acompanhantes. “A proposta é trabalhar as emoções, a ansiedade, a tristeza, a baixa autoestima e até a depressão, de maneira lúdica, através da projeção de filmes. Com ele, incluímos a arte como instrumento no processo curativo, porque ao projetar um filme estamos promovendo momentos de relaxamento, calma, tranquilidade, alegria e prazer que são sensações curativas também, principalmente para que está se tratando de uma doença que ainda carrega um grande estigma”, destaca Liliane, explicando que, atualmente, o projeto, que tem como parceiro o Cine Guedes, não está sendo realizado por causa de ajustes internos na unidade, mas, que voltará em breve.

De acordo com Liliane, essa iniciativa mostra o quanto a equipe de colaboradores está empenhada em buscar formas de tornar diferente a rotina hospitalar, de acolher os pacientes de maneira mais humanizada. “Essa ideia do Cinema do Bem foi de nossa então coordenadora de Enfermagem do Hospital do Bem, Aretusa Delfino e embora o projeto não seja inédito ele, sem dúvida, promove uma melhoria no clima hospitalar”, afirma a diretora, lembrando que além da projeção dos filmes, cujas temáticas serão todas de motivação, o projeto inclui ainda a distribuição de pipocas e sucos.

Assessoria 

porpjbarreto

Crianças do projeto AABB Comunidade visitam Hospital do Bem e se encantam com estrutura, acolhimento e serviços da unidade

Crianças e jovens que integram o projeto de Inclusão Digital da AABB Comunidade estiveram na manhã da última segunda-feira (11) no Hospital do Bem, em Patos, e tiveram a oportunidade de conhecer as instalações da unidade e os serviços oncológicos disponibilizados à população, conversar com pacientes e funcionários. A visita, que faz parte de atividades de um curso piloto desenvolvido pelo AABB Comunidade em parceria com o Instituto Cesar- Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife, foi acompanhada pela educadora do projeto em Patos, Priscila Melquíades. Além de conhecerem toda a estrutura do Hospital, os alunos interagiram com os pacientes, inclusive, os que estavam fazendo sessões de quimioterapia.

Segundo Priscila, os alunos ficaram encantados com a estrutura do Hospital e com o acolhimento dos colaboradores. “Foi uma experiência gratificante. A ideia era conhecer o espaço, levar um abraço, mas, fomos recebidos de forma tão carinhosa que nem lembramos que estávamos num ambiente que trata de doenças. Foi inclusive emocionante para todos nós. Fomos acolhidos com muito carinho e atenção”, destaca a educadora do projeto, que busca capacitar crianças e jovens carentes da cidade, através deste projeto de inserção na Economia Digital. Ainda de acordo com a educadora, dentro disso desse projeto houve uma divisão por áreas, entre elas, a saúde. “Foram os alunos que tiveram essa ideia de fazer a visita ao Hospital do Bem, para conhecer, levar alegria. E a experiência foi muito válida”, destaca Priscila.

A diretora geral do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, Liliane Sena, que recepcionou o grupo junto com o coordenador do setor de quimioterapia, Thiago Viana, e outros colaboradores, lembra a importância das pessoas conhecerem o Hospital, inclusive, para desmistificarem que o local é apenas um espaço de tratamento e dor. “Aqui, trabalhamos, sobretudo, a humanização, o acolhimento, o amor ao próximo, além claro, de disponibilizar um serviço oncológico que está em consonância com os protocolos dos grandes centros de referência oncológica do país. E é muito gratificante saber que além de prestarmos um bom serviço, sentir que quando as pessoas chegam aqui mudam completamente de atitude diante do câncer e passam a encarar a doença não como um fim, mas como um recomeço”, disse Liliane.

A visita de hoje faz parte da segunda etapa do projeto, que ainda terá um momento de culminância onde os alunos participarão de oficinas, concluíram a capacitação e receberão seus certificados. De acordo com Priscila, esse momento deve acontecer até o final de novembro, provavelmente, no dia 29, e a diretora do Complexo, Liliane Sena, segundo ela, será uma das convidadas deste encerramento. Atualmente, cerca de 60 crianças e jovens de Patos, com idades entre seis e 18 anos incompletos, participam da capacitação, que acontece três vezes por semana, na sede da AABB da cidade. Lá, eles têm atividades educativas, lúdicas e alimentação e são preparados para ingressar no mundo digital, tendo a oportunidade de transformar suas vidas e seu futuro. O projeto AABB Comunidade existe há 18 anos.

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Maternidade de Patos registra mais de 16 mil atendimentos dos quais 2.944 foram partos

Entre os dias 1º de janeiro e 01 de novembro deste ano, a Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, registrou 16.547 atendimentos, dos quais 2.944 foram partos. Referência no atendimento à mulher, inclusive para gravidez de alto risco, para mais de 80 municípios da Paraíba, a unidade, que integra a rede estadual de saúde, é também Hospital Amigo da Criança. Neste período, a unidade atendeu pacientes de 105 municípios, sendo o de Patos o que originou a maior demanda, com um total de 6.836 atendimentos, seguido de Teixeira, com 544 e Cacimbas, com 471.

A secretária Nadja Lucena Nunes, 21 anos, da cidade de Mãe D’Água, teve seu terceiro filho na maternidade, no último dia 31. Ela chegou a unidade no dia anterior, por volta das 22h, já em trabalho de parto, com sua cunhada, Janaina Costa, que foi quem a acompanhou. Durante o tempo em que esperou a dilatação completa, Nadja recebeu massagens, fez exercícios respiratórios e na bola e pôde escolher em qual posição parir. Ela optou pelo parto na banqueta. Depois de um trabalho de parto que evoluiu sem nenhuma manobra externa e de uma gravidez de 38 semanas, Rafael nasceu saudável e espontaneamente, pesando 3.180 kg e medindo 53cm.

Mãe de Pedro, de três anos e de Davi, de apenas um ano, Nadja elogiou os serviços e acolhida da Maternidade. “Tive toda a assistência, fui muito bem recebida e me senti segura durante todo o tempo e fiquei ainda mais tranquila quando de tempos em tempo, a enfermeira escutava a batida do coração de meu bebê”, disse ela, referindo-se ao sonar portátil utilizado para acompanhar os abatimentos cardíacos do feto. Um detalhe que chamou atenção dos profissionais que acompanharam o parto de Rafael, foi o fato da placenta ter saído intacta. Fora do útero da mãe e já deitado na cama, mas ainda ligado a placenta pelo cordão umbilical, Rafael parecia tranquilo e ficou assim poucos minutos, até o cordão ser cortado.

A agricultora Janaína Costa, acompanhante de Nadja, já utilizou os serviços da Maternidade, onde ela teve seus filhos gêmeos, Matheus e Messias, que nasceram no dia 11 de junho de 2012. O parto de Janaina foi normal, mas em função de um pós-eclampsia e teve que ficar três dias na UTI Materna, os Bebês também precisaram ser assistidos na UTI Neo, onde Matheus ficou três dias e Messias, dez. Por causa do baixo peso, Messias ainda ficou no Alojamento Canguru mais três dias. “Acredito que o atendimento que tive aqui e meus filhos também fizeram a diferença em nosso estado de saúde. Fomos muito bem atendidos por todos aqui”, reforçou Janaina.

Assessoria de Imprensa