Arquivo de tag Pagamento

porpjbarreto

Caixa começa a pagar hoje décimo terceiro do Bolsa Família

Pagamento será feito até o dia 23

Os beneficiários do Bolsa Família começarão a receber nesta terça-feira (10) o abono natalino, equivalente ao décimo terceiro do benefício. Instituído pela Medida Provisória 898, editada em outubro, o abono consiste no benefício pago em dobro em dezembro.

Segundo a Caixa Econômica Federal, que administra os pagamentos, 13,1 milhões de famílias estão sendo atendidas pelo Bolsa Família em dezembro. Neste mês, o governo desembolsará R$ 2,5 bilhões com o pagamento do benefício deste mês, mais R$ 2,5 bilhões com o décimo terceiro.

O benefício extra será pago com o mesmo cartão, nas mesmas datas e por meio dos mesmos canais pelos quais os beneficiários recebem as parcelas regulares do Bolsa Família. Os beneficiários que recebem por meio de crédito em conta poupança ou na conta Caixa Fácil terão o valor do abono natalino creditado nas mesmas contas.

O calendário de pagamentos seguirá o dígito final do Número de Inscrição Social (NIS) do responsável familiar apresentado no cartão do programa.

Beneficiários com o final 1 serão pagos nesta terça-feira. O cronograma segue com o pagamento aos beneficiários com final 2 na quarta (11); final 3, dia 12; final 4, dia 13; final 5, dia 16; final 6, dia 17; final 7, dia 18; final 8, dia 19; final 9, dia 20, e final 0, dia 23.

Agência Brasil

porpjbarreto

Prefeitura de Cajazeiras anuncia pagamento da folha de servidores do mês de novembro. Veja programação!

A Prefeitura Municipal de Cajazeiras, por meio das secretarias de Fazenda Pública e Administração, anunciou o início do pagamento do 13º salário, a partir desta sexta-feira (29/11), devendo se estender até o próximo dia (10/12), quando deverá começar o pagamento do mês de novembro. Serão duas folhas de servidores efetivos nos próximos dias, segundo a informação das duas pastas.

O pagamento começou na sexta-feira, pela Secretaria de Políticas Públicas, devendo continuar na segunda-feira, dia 02, pelas secretarias de Controle Social, (educação/biblioteca e pensão alimentícia de ativos) da Prefeitura. Ainda na segunda-feira, o IPAM vai pagar o mês de novembro dos aposentados e pensionistas.

Com informações da Secom

porpjbarreto

Secretaria Municipal de Educação de Cajazeiras pode ter ação de despejo por falta de pagamento dos aluguéis

De acordo com informações chegadas a nossa redação, há cerca de (sete) meses, o proprietário do prédio que abriga a Secretaria Municipal de Educação de Cajazeiras, não recebe os aluguéis por parte da Prefeitura.

Devido ao atraso tão longo, o empresário proprietário do imóvel teria tentado receber o que de direito lhe pertence, mas sem resultados positivos. Ele solicitou a entrega do prédio, mas até o momento não houve acordo nem propostas de pagamento.

Redação

porpjbarreto

Governo inicia pagamento de outubro dos servidores na quarta-feira (30)

O pagamento do funcionalismo público estadual, referente ao mês de outubro, será efetuado nos próximos dias 30 e 31. Na próxima quarta-feira (30), recebem os aposentados e pensionistas. Já na quinta-feira (31) é a vez dos servidores da ativa receberem seus salários.

O anúncio foi feito, neste fim de semana, pelo governador João Azevêdo, que reforçou o compromisso da gestão estadual de pagar a folha de pessoal dentro do mês trabalhado, representando uma injeção de mais de R$ 360 milhões na economia do estado.

Calendário:

30/10 – aposentados e pensionistas
31/10 – servidores da ativa

 

Secom

porpjbarreto

Empresas acordam pagamento de salários na quarta-feira e motoristas suspendem paralisação que aconteceria neste dia 22

A paralisação dos motoristas de transporte público de João Pessoa, anunciada para acontecer nesta terça-feira (22), não será mais realizada. A decisão foi tomada durante uma reunião que aconteceu na sede da Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob), na noite desta segunda-feira (21), entre empresários do setor e representantes do Sindicato da categoria. Ficou acordado durante o encontro, intermediado pelo superintendente da Semob, Adalberto Araújo, que as empresas pagarão a quinzena dos motoristas nessa quarta-feira (23)

Com dificuldades que se agravam há anos, resultado de uma crescente perda de arrecadação, em função da brusca queda de passageiros do sistema de transporte, as empresas há muito estão operando no limiar e, em muitas ocasiões, tendo que recorrer a bancos para complementar o pagamento de suas contas, entre as quais se destaca o custo com a folha de pessoal, a maior despesa do setor, seguida com os custos com combustíveis. “A conta não fecha há algum tempo, haja vista o número de empresas que faliram, fecharam e saíram do mercado. A tarifa hoje é alta para a população, porque cada vez mais, menos gente divide os custos do transporte público, e também não remunera a operação, porque sempre está defasada em relação aos aumentos de insumos e custos do setor. É uma equação difícil”, destaca o diretor da Unitrans, Alberto Pereira.

Entre os fatores que levaram as empresas a essa situação, destaca-se a concorrência desleal dos transportes clandestinos, a migração dos passageiros para outros modais, como motos e bicicletas e, mais recentemente, a invasão dos serviços de veículos que fazem transporte remunerado via aplicativos.

 “Vivemos o pior momento do setor no país e isso não é discursos de quem quer impressionar, mas uma triste realidade que precisa ser mostrada a sociedade porque é ela que, fatalmente, sofrerá o maior impacto com o comprometimento de um serviço essencial para o dia a dia das cidades”, reitera o diretor institucional do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de João Pessoa (Sintur-JP), Isaac Júnior Moreira. O sistema de transporte público de João Pessoa é formado por dois consórcios: Navegantes, com as empresas Santa Maria, São Jorge, Mandacaruense e Marcos da Silva e o Unitrans, integrado pela Transnacional e Reunidas.

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

Caixa e BB iniciam nova fase de pagamento do PIS/Pasep

O abono salarial dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) do calendário 2019/2020 começa a ser pago nesta quinta-feira (17) para os beneficiários nascidos em outubro e servidores públicos com final de inscrição 03.

A Caixa Econômica Federal é responsável pelo pagamento do abono salarial do PIS. Os pagamentos são disponibilizados de forma escalonada conforme o mês de nascimento do trabalhador.

Os titulares que possuem conta individual na Caixa com cadastro atualizado receberam o crédito automático antecipado ontem (15).

Os primeiros a receber o abono foram os nascidos em julho, no caso dos trabalhadores da iniciativa privada. Quanto aos servidores públicos, os que têm inscrição iniciada em zero.

Os trabalhadores que nasceram até dezembro recebem o PIS ainda este ano. Os nascidos entre janeiro e junho terão o recurso disponível para saque em 2020.

Os servidores públicos com o dígito final de inscrição do Pasep de 0 e 4 também recebem este ano. Já no caso das inscrições com o final entre 5 e 9, o pagamento será no próximo ano.

O fechamento do calendário de pagamento do exercício 2019/2020 será no dia 30 de junho de 2020.

Quem tem direito

O benefício é pago ao trabalhador inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias ao longo de 2018 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.

Para ter direito ao abono também é necessário que o empregador tenha informado os dados do empregado na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) 2018.

Para os trabalhadores que tiverem os dados declarados na Rais 2018 fora do prazo e entregues até 25 de setembro de 2019, o pagamento do abono salarial estará disponível a partir de 4 de novembro de 2019, conforme calendário aprovado. Após esse prazo, o abono será pago no calendário seguinte.

Os trabalhadores que tiverem os dados dos últimos cinco anos corrigidos e declarados pelos empregadores na Rais também terão seu abono liberado conforme o calendário regular. Se os empregadores encaminharem correções do cadastro a partir de 12 de junho de 2020, os recursos serão liberados no próximo calendário.

O teto pago é de até um salário mínimo (R$ 998), com o valor calculado na proporção de 1/12 do salário. A quantia que cada trabalhador vai receber é proporcional ao número de meses trabalhados formalmente em 2018.

Os herdeiros também têm direito ao saque. No caso de falecimento do participante, herdeiros têm que apresentar documentos que comprovem a morte e a condição de beneficiário legal.

Como sacar o PIS

O pagamento do PIS é feito pela Caixa e o do Pasep, pelo Banco do Brasil. Os clientes da Caixa e do Banco do Brasil recebem o dinheiro diretamente na conta.

Segundo a Caixa, beneficiários que não têm conta no banco e os que possuem Cartão do Cidadão com senha cadastrada podem pegar o recurso em casas lotéricas, ponto de atendimento Caixa Aqui ou terminais de autoatendimento da Caixa.

Caso não tenha o Cartão do Cidadão, o valor pode ser retirado em qualquer agência do banco. Nesse caso, é preciso apresentar um documento de identificação oficial.

O valor do benefício pode ser consultado no aplicativo Caixa Trabalhador, no site da Caixa ou pelo Atendimento Caixa ao Cidadão pelo 0800 726 0207.

De acordo com o banco, o total disponibilizado para o pagamento do PIS no atual calendário é de R$ 16,4 bilhões, beneficiando 21,6 milhões de trabalhadores.

Como receber o Pasep

No caso do Pasep, pago pelo Banco do Brasil, mais de 2,9 milhões de trabalhadores têm direito ao abono, totalizando R$ 2,6 bilhões.

Este ano, a novidade é que correntistas de outras instituições financeiras podem enviar transferência eletrônica disponível (TED) sem custos. Para os clientes Banco do Brasil, o crédito automático em conta será feito dois dias antes da liberação dos pagamentos.

Entre os servidores públicos e militares, com direito ao saque do abono no exercício 2019/2020, cerca de 1,6 milhão não têm conta no Banco do Brasil. Para facilitar o recebimento, esse público não precisará se deslocar a uma das agências do banco.

Na página da internet criada pelo BB para o pagamento do benefício, o servidor poderá solicitar a transferência bancária do valor do seu abono, de acordo com o calendário de pagamento. A transferência também pode ser feita em qualquer terminal de autoatendimento do Banco do Brasil, antes mesmo do início do atendimento físico nas agências.

Os demais beneficiários (cerca de 1,3 milhão de trabalhadores) são correntistas do banco.

Para saber se tem direito ao abono, o trabalhador pode consultar o site www.bb.com.br/pasep ou telefonar para a Central de Atendimento do Banco do Brasil, nos telefones 4004-0001 e 0800-729-0001.

Histórico

As leis complementares nº 7 e 8 de 1970, respectivamente, criaram o PIS e o Pasep. A partir de 1976, foi feita a unificação dos programas no Fundo PIS/Pasep. Até outubro de 1988 os empregadores contribuiam ao Fundo de Participação PIS/Pasep, que distribuía valores aos empregados na forma de cotas proporcionais ao salário e tempo de serviço.

Após a promulgação da Constituição de 1988, as contribuições recolhidas em nome do PIS/Pasep não acrescentam saldo às contas individuais. Os recursos passaram a compor o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), para o custeio do Programa do Seguro-Desemprego, do Abono Salarial e a financiamento de programas do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O abono salarial que não for retirado dentro do calendário anual de pagamentos será devolvido ao FAT.

Agência Brasil