Arquivo de tag Operação Pés de Barro

porpjbarreto

Poço Dantas está na agenda do deputado Wilson Santiago apreendida pela Policia Federal, afirma o Estadão

A Polícia Federal encontrou no apartamento do deputado Wilson Santiago (PTB), em João Pessoa, uma agenda com ‘anotações de pagamentos para personalidades politicamente relevantes da Paraíba‘, mencionando deputados, prefeitos, ex-prefeitos e vereadores ligados a 62 Municípios do Estado. Segundo a PF, a relação contém o nome do atual prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), ao lado de quantum que totalizam R$ 260 mil.
A Polícia Federal pegou também um manuscrito com uma relação de municípios e ‘o que seriam valores financeiros a eles relacionados. Na listagem constavam os nomes dos Municípios Poço Dantas, Bernardino Batista, Bonito de Santa Fé, Poço de Jose de Moura, dentre outros. O tema foi divulgado na Revista Crusoé e o Jornal Estadão.

Além disso foram apreendidos documentos de operações bancárias de depósito em favor de empresas controladas pelo grupo familiar de Wilson Santiago, além do registro de controle financeiro da aeronave PT-WRL, registrada em nome da empresa JFB Locadora.

“O material apreendido durante o procedimento de busca e apreensão revela importantes indícios de ocultação patrimonial e dissimulação de operações financeiras através de pessoas dos círculos íntimos familiar e profissional de Wilson Santiago bem como indicativos de repasses ou recebimentos de recursos financeiros”, registrou a equipe no relatório.

A Polícia Federal também apreendeu, no quarto do parlamentar, sete cópias de planilhas de cheques com anotações de valores e nomes, e uma outra agenda, com indicações semelhantes.

 

Com informações de O Estadão

porpjbarreto

Vigilante revela à PF que foi avisado na noite anterior da Operação Pés de Barro com alvo no escritório do deputado Wilson Santiago

As buscas e apreensões em gabinetes têm provocado desgaste entre Câmara e o STF. Na última ação realizada no ano passado, vigilantes terceirizados disseram aos policiais da Operação Pés de Barro que já estavam esperando a Polícia Federal.

O funcionário contou ter recebido um alerta na noite anterior, por volta de 23h, via rádio. A comunicação teria sido passada por seu supervisor. Ele não soube informar se os agentes da Polícia Legislativa também foram informados antecipadamente da ação da PF. Enquanto o delegado entrevistava o vigilante, uma agente da Polícia Legislativa orientou que ele permanecesse em silêncio.

O funcionário foi levado e teve que prestar depoimento. A ação tinha como alvo central o escritório do deputado Wilson Santiago, do PTB da Paraíba.

Com informações de O Antagonista