Arquivo de tag Marchinhas

porpjbarreto

Secult anuncia abertura de inscrições para Festival de Marchinhas Carnavalescas

A Prefeitura Municipal de Cajazeiras, através da Secretaria de Cultura e Turismo, abre no próximo dia (20) as inscrições para o II Festival de Marchinhas Carnavalescas.

Realizado no ano passado pela primeira vez, o evento retorna em 2020 com o objetivo de revelar novos talentos e valorizar a música feita pelos artistas da terra, além de resgatar a tradição dos carnavais de antigamente.

O Festival será realizada no dia 14 de fevereiro de 2020, na Quadra do Leblon, em Cajazeiras, às 19h30. Cada participante poderá inscrever até duas músicas. Não existe taxa de inscrição. As inscrições serão feitas na sede da Secretaria de Cultura e Turismo de Cajazeiras, localizada na rua Epifânio Sobreira 268, centro.

A vencedora do I Festival de Marchinhas Carnavalescas realizado no ano passado foi a música “Carnaval em Cajazeiras”, de Marcos Rodrigues, interpretada por Biguinho Show. “O pobretão no Carnaval” ficou em segundo lugar e “Cadê você”, de Naldinho Braga, em terceiro.

Confira o Regulamento do evento:

DATAS E ORGANIZAÇÃO

O Festival será realizada no dia 14 de fevereiro de 2020, na Quadra do Leblon, em Cajazeiras, às 19h30.
O festival é organizado pela Secretaria de Cultura e Turismo da Prefeitura Municipal de Cajazeiras, com apoio de parceiros.

INSCRIÇÕES

As inscrições começam dia 20 de janeiro e terminam no dia 11 de fevereiro de 2020.
Cada participante poderá inscrever até duas músicas.
Não existe taxa de inscrição. As inscrições serão feitas na sede da Secretaria de Cultura e Turismo de Cajazeiras, localizada na rua Epifânio Sobreira 268, centro.
As composições deverão ser inéditas e originais, tanto na parte musical como nos versos. Entende-se por inédita a música não lançada por gravadora ou distribuída comercialmente em larga escala e nem veiculada na mídia de um modo geral. Como original, a que não contiver plágio, adaptação ou citação poética e musical de outro autor ou compositor.
Somente serão consideradas inscrições cujas letras estejam em português.
O gênero musical é a marchinha carnavalesca.
No material de inscrição deverá constar:
A ficha da inscrição deve conter o nome, endereço, e-mail e telefone do(s) compositor(s) e indicação do(s) intérprete(s)
Arquivo em MP3 ou, áudio via Whatsapp (83-99309.9441)
Cópia da letra em anexo
Cópia do RG e CPF comprovante de residência – documento obrigatório para receber o prêmio de classificação
Além de letra e da melodia a interpretação será considerada na seleção das músicas.
Só poderão inscrever músicas de autores nascidos em Cajazeiras ou radicados na região de Cajazeiras.
O material da inscrição não será devolvido

SELEÇÃO E APRESENTAÇÃO

Das músicas inscritas a comissão de seleção escolherá 15 para o festival.
A comissão de seleção será formada por profissionais capacitados, convidados pela comissão organizadora.
Cada intérprete poderá apresentar, no máximo, duas músicas por etapa.
As músicas serão apresentadas a partir 19h30, no local reservados pela organização.
A ordem da apresentação das músicas não poderá ser alterada.
Os intérpretes terão tempo limite de 5 minutos para iniciar a apresentação, com perda de pontuação se o tempo for excedido.
As interpretações deverão ser executadas da forma como as músicas foram inscritas, ou seja, com o(s) mesmo(s) cantor (es) e instrumental. Os compositores que consideram impraticável o translado com seus grupos não devem se inscrever com eles.
Não serão permitidos efeitos sonoros que modifiquem a voz ou criem vocais
Se o intérprete não comparecer no dia da apresentação estará automaticamente desclassificado
A ordem de apresentação das musicas será conhecida por sorteio

JÚRI

A comissão julgadora será formada, na sua maioria, por músicos, compositores, críticos musicais, escritores, artistas plásticos e jornalistas, escolhidos pela comissão organizadora.
Das decisões do júri não cabem recurso

PRÊMIOS

Serão distribuídos R$ 2.100,00 em prêmios, da seguinte forma:
1º classificado: R$ 1.000,00
2º classificado: R$ 500,00
3º classificado: R$ 300,00
Melhor letra :R$ 150,00
Melhor interpretação:R$ 150,00

OBS:
Além da premiação em dinheiro os três primeiros colocados receberão troféus.
Premiação será paga em cheques ( ou dinheiro ) após cada apresentação.
Nenhuma premiação será paga se a música não for apresentada na data prevista.

OS CASOS OMISSOS NO PRESENTE REGULAMENTO SERÃO RESOLVIDOS SOBERANAMENTE PELA COMISSÃO ORGANIZADORA

CONTATOS:
E-MAIL: secultcajazeiras1@gmail.com
whatsapp:83-99309.9441 (Cristina Lima).

 

Secom

porpjbarreto

Radialista Eutim Rodrigues conclui gravação do CD de marchinhas carnavalescas e lançamento será no final de janeiro

O radialista Eutim Rodrigues estará lançando no final do mês de janeiro um CD de marchas carnavalescas; todas composições inéditas e de sua autoria. O CD foi patrocinado pelo FUMINC (Fundo de Incentivo à Cultura) através da secretaria de cultura do município.

São oito faixas produzidas por músicos e artistas Cajazeirenses, como Neném Amaro, Eduardo Jorge e Everton Pereira (Biguinho) que retratam os velhos e saudosos carnavais através das marchinhas que dão um charme especial a festa momesca.

O trabalho é o primeiro volume e, segundo o radialista e compositor o segundo volume já está sendo preparado, inclusive, algumas faixas do segundo CD estarão sendo apresentadas no II Festival de Marchinhas que será realizado pela secretaria de Cultura no mês de fevereiro.

Ouça todas as faixas:

1 – Na Cuíca da Tereza

 

2 – Casca da Banana

 

3 – O Mala da Mala

 

4 – Amigo 171

 

5 – Mágoas de Carnaval

 

6 – Tatico e Amaury

 

7 – Dindin de Cajá

 

8 – O Anel Que Ela Me Deu

 

Com informações de Blog do Furão

porpjbarreto

CDs vão registrar músicas de frevo e marchinhas feitas por artistas cajazeirenses

Dois projetos aprovados no edital do Fundo Municipal de Incentivo à Cultura (Fuminc) da Prefeitura Municipal de Cajazeiras, este ano, prometem agitar o carnaval da cidade em 2020. Os projetos preveem as gravações de dois CDs, sendo um com músicas de frevo e outra com marchinhas carnavalescas.

“As Minhas Marchinhas – Volume I” teve propositura do radialista e compositor de Moisés Rodrigues da Silva (Eutim Rodrigues). O projeto tem como principal objetivo a gravação de um CD contendo dez faixas com marchinhas de Carnaval, com letras autorais e inéditas. O CD está sendo produzido por músicos e cantores cajazeirenses.

O projeto visa, ainda, incentivar cada vez mais o Festival de Marchinhas implantado pela administração municipal este ano. Também atuar como forma de despertar o interesse dos cajazeirenses pela composição das marchinhas, que fazem parte das histórias dos antigos carnavais.

O outro projeto é a gravação e prensagem de um CD autoral de frevo. “Ser Tão Frevo” tem propositura do músico Donaciano Pereira Donato Júnior (Júnior Terra).

Conforme o projeto, o CD terá músicas que retratam o carnaval de Cajazeiras e já vem com 12 músicas denominadas, a saber: Frevo doido, Frevo do meu avô, A rainha do amor, Cafuçu do Sertão, Velhos carnavais, Tereza no frevo, Amélia nunca mais, Fantasia de pato, Carnaval do povo, Cajazeiras boa, Beco do Cafuçu e Açude Grande vivo.

O projeto pretende trazer de forma indireta o fomento a produção musical local, levando em consideração o número dos trabalhos realizados por compositores da terra quando se aproximam os festejos de momo. Todos os anos, Cajazeiras traz no seu contexto carnavalesco uma tradição de sempre surgirem novas composições de frevo e marchinhas. O CD reúne parte dessa produção musical que ainda não tem divulgação na mídia nacional por estarem soltas. A reunião das trilhas neste CD oportuniza, segundo o projeto, uma melhor divulgação e coloca a cidade na rota das poucas que produzem esse ritmo eletrizante.

Este ano, aconteceu a realização do Festival de Marchinhas Carnavalescas, numa promoção da Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Cultura e Turismo. “Carnaval em Cajazeiras”, de Marcos Rodrigues, interpretada por Biguinho Show, foi a grande vencedora do evento. A cidade tem, também, um dos mais animados carnavais do interior paraibano, com o desfile de blocos pelas principais ruas do centro, cantando músicas de autores da terra. Entre os blocos, destaque para Imprensados, Cafuçus, Dindin de Cajá, Amélia Nunca Mais e Bloco das Virgens.

Secom