Arquivo de tag Implantação

porpjbarreto

Detran-PB reúne despachantes para discutir sobre implantação das placas Mercosul

Ficou acertado que a empresa estampadora ficará responsável pelo envio das placas para as concessionárias

O superintendente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB), Agamenon Vieira, reuniu os representantes da categoria de despachantes, nesta última quinta-feira (dia 7), para discutir e dirimir dúvidas sobre a implantação das placas do padrão Mercosul para o primeiro emplacamento, que terá início nesta segunda-feira (11). A reunião aconteceu na sede da Escola do Serviço Público do Estado da Paraíba (Espep) e contou com a participação do diretor de Operações, Orlando Soares.

Entre os principais pontos de discussão levantados pelos representantes do Sindicato dos Despachantes Documentalistas da Paraíba (Sinddesp) e do Conselho Regional de Despachantes Documentalistas da Paraíba (CRDD), ficou acertado que a empresa estampadora ficará responsável pelo envio das placas para as concessionárias, a fim de evitar que os despachantes precisem dar várias viagens para concluir o processo.

Agamenon Vieira pediu a compreensão dos despachantes, no sentido de fazer com que o processo de mudança para o modelo Mercosul seja o menos traumático possível. “Existem coisas que o Detran não tem a prerrogativa de resolver. Eles decidiram mudar e nós temos que tentar fazer da melhor maneira possível, dentro da legalidade e da segurança jurídica, tentando diminuir as dificuldades para o usuários e todos os demais envolvidos, a exemplo dos despachantes, que são os intermediários desse processo. Vamos trabalhar em conjunto nessa passagem”, enfatizou.

A intenção é evitar os problemas ocorridos em outros Estados, que até hoje enfrentam dificuldades. “O Serpro revelou que o Detran da Paraíba apresentou a melhor planilha desse processo de mudança”, disse o superintendente.

Ainda participaram da reunião vários assessores do órgão, ligados à Coordenação de Processamento de Dados, Corregedoria, Assessoria Jurídica, Divisão de Registro de Veículos, Chefia de Gabinete, além dos representantes da empresa estampadora.

Assessoria de Imprensa – Detran-PB

porpjbarreto

Pais de alunos aprovam implantação de escola cívico-militar em Santa Rita

A Prefeitura Municipal de Santa Rita solicitou ao Ministério da Educação (MEC) a adesão ao programa de implantação de escola cívico-militar a partir de 2020. A escola Odilon Ribeiro Coutinho foi selecionada para ser inserida no novo modelo de ensino. Os pais de alunos aprovaram, em audiência pública, a nova metodologia de atuação, que poderá ser iniciada no próximo ano letivo.

Pelo projeto apresentado pelo Governo Federal, algumas exigências precisam ser atendidas antes mesmo do pedido de adesão ao PECIM (Programa Nacional de Escolas Cívico-Militares). Entre os pré-requisitos solicitados está a necessidade de turmas do 6º ao 9º ano do ensino fundamental II e com uma média de 500 a 1000 alunos matriculados. Neste quesito a escola municipal Odilon Ribeiro Coutinho foi selecionada e passou a realizar as etapas seguintes para conclusão da proposta de adesão.

A Secretaria de Educação realizou reuniões e audiências públicas com a comunidade para avaliação e aceitação do modelo apresentado pelo Governo Federal. Todo o processo foi registrado por meio de documentos oficiais, fotos e vídeos, que foram enviados para o conhecimento do Ministério de Educação.

Durante audiência pública, realizada no último dia 08 de outubro, os pais ou responsáveis pelos alunos da Odilon Ribeiro Coutinho aprovaram, por maioria de votos, a adesão da unidade escolar ao novo modelo.

Pela proposta apresentada pelo MEC, o modelo de escola cívico-militar visa melhorar o processo de ensino e aprendizagem, bem como desenvolver um ambiente mais seguro para toda a comunidade acadêmica.

A implantação deste novo modelo terá a participação do Ministério da Educação e do Ministério da Defesa, que custeará o trabalho de militares da reserva das Forças Armadas junto às escolas.

Durante as audiências públicas foram repassadas informações acerca da metodologia a ser utilizada. Não se trata de militarização de escolas e nada mudará na forma como os gestores estão atuando neste momento.

Secretaria de Comunicação Institucional