Arquivo de tag IFPB

porpjbarreto

Deputado Wellington Roberto destina R$ 2 milhões ao IFPB

O recurso foi utilizado para renovar os laboratórios de informática nos campi que ofertam cursos na área e compra de mobiliário para os ambientes administrativos

O Deputado Wellington Roberto destinou R$ 2 milhões ao Instituto Federal da Paraíba (IFPB), no final de 2019 e sinalizou o aporte de mais recursos para integralizar o orçamento da construção da Reitoria, em Mangabeira. A ação do parlamentar é resultado da política adotada pelo IFPB de se aproximar, de forma suprapartidária, dos deputados e senadores paraibanos para prover demandas estruturais e de funcionamento das instituições que representam.

De acordo com o reitor, Nicácio Lopes, o gesto do deputado trouxe um bem muito grande ao Instituto. “Conseguimos instrumentalizar nossos laboratórios e adquirir mobiliário para os ambientes administrativos” referindo-se, também, à renovação dos laboratórios de informática dos campi: Monteiro, Itabaiana, João Pessoa, Cajazeiras, Patos, Princesa Isabel, Guarabira e Picuí.

O reitor destacou ainda a atuação do parlamentar em sua vida pública e o seu compromisso com o interesse público. “O deputado Wellington Roberto tem pautado sua atuação parlamentar na defesa dos interesses públicos do Estado da Paraíba. Particularmente demostrou grande sensibilidade quanto à defesa da Educação Profissional e tecnológica em nosso Estado”.

Durante a aproximação do IFPB com os parlamentares, o reitor Nicácio Lopes, e sua equipe de assessores percorreram os gabinetes de deputados e senadores paraibanos. O primeiro contato foi feito por meio de um ofício de igual teor para todos os parlamentares com o objetivo de viabilizar a construção da Reitoria do IFPB, que será erguida no antigo CAIC, Mangabeira.

Vários deputados atenderam a solicitação do IFPB e destinaram via Lei orçamentária Anual (LOA) um total de R$ 6 milhões para a construção da Reitoria do IFPB. A previsão é que o orçamento seja liberado em março e partir daí será iniciado o processo licitatório para a construção da Reitoria.

A ação desses parlamentares será destaque em matérias que serão publicadas em nosso portal todas as segundas-feiras a partir de hoje.

 

Por Iris Souto Maior – Assessoria de Imprensa – IFPB

porpjbarreto

IFPB: Ordem de serviço para construção do Campus Santa Luzia é assinada

Documento firmado pela empresa TCL Tambaú e o reitor Nicácio teve como testemunhas o deputado Efraim Filho e o diretor geral Jerônimo Nóbrega

O Campus Santa Luzia do IFPB terá sua obra de construção retomada. Nessa terça-feira, 7 de janeiro de 2020, a ordem de serviço foi assinada pelo reitor Nicácio Lopes e a empresa TCL Tambaú, representada pela engenheira Ana Clara Ramalho Alves. O deputado federal Efraim Filho e o diretor geral do Campus Jerônimo Nóbrega assinaram como testemunhas o documento. A ocasião foi prestigiada pelo ex-senador Efraim Morais, o ex-deputado Raoni Mendes, o diretor de Obras, Vinicius Cabral, os pró-reitores do Instituto Federal da Paraíba, diretores da DGEP, além de servidores do Campus.

De acordo com o diretor do Campus, a primeira empresa contratada para construção do prédio só entregou 12% da obra no ano de 2018, abandonando o serviço e fazendo com que o recurso alocado tivesse de ser devolvido para a União. Hoje, o campus conta com R$ 4,8 milhões para a execução da obra, após intervenção do deputado Efraim Filho, como destacou Jerônimo Nóbrega.

O reitor Nicácio Lopes fez questão de destacar em sua fala a intervenção política de Efraim Morais e Efraim Filho para que o Campus Santa Luzia se consolidasse. O professor Nicácio frisou o apoio dos dois políticos durante reuniões no Ministério da Educação e também como articulação junto à bancada paraibana, estimulando a alocação de emendas parlamentares não só para o Campus Santa Luzia, como para outras unidades do IFPB.

A empresa responsável pela obra atualmente tem 540 dias para entregar a sede do IFPB em Santa Luzia. A TCL Tambaú construiu os campi de Catolé do Rocha e Santa Rita. “O caminhão já está descarregando material no terreno”, adiantou a engenheira Ana Clara, que fez questão de destacar que foi aluna da instituição, tendo se formado em Edificações no Campus João Pessoa.

O Campus Santa Luzia oferta os cursos técnicos de Informática em duas modalidades e esse ano vai iniciar uma turma de Sistemas de Energias Renováveis. “Temos nove técnico-administrativos, 16 professores e vamos receber mais seis docentes agora. O prédio provisório que estamos já está pequeno para nossas atividades, mas também já conseguimos verba para uma reforma”, ressaltou o diretor Jerônimo.

Confira mais fotos na página do IFPB Oficial no Facebook.

reitoria assinatura.JPG

 

Fotos: Luzivan Silva

Assessoria de Imprensa – IFPB

porpjbarreto

SISU 2020.1: Campus Cajazeiras oferta 150 vagas em cursos superiores

Inscrições de 21 a 24/01 para estudantes que fizeram o Enem 2019

O IFPB disponibilizou o quantitativo de vagas ofertadas em cursos superiores por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para o semestre de 2020.1. Estão sendo ofertadas 1.430 vagas em 39 cursos superiores, sendo um total de 150 vagas para o Campus Cajazeiras. A seleção é voltada para quem fez o Enem 2019. As inscrições vão de 21 a 24 de janeiro de 2020.

Confira o edital. 

Para se inscrever, o candidato deve acessar o portal http://www.sisu.mec.gov.br/ e escolher a instituição e o curso que deseja. O candidato pode optar por até dois cursos e ao final o sistema seleciona o mais bem classificado. Caso esteja apto para os dois cursos, será escolhido o curso de primeira opção. Todo o processo de inscrição é online e gratuito. O resultado será divulgado dia 28/01.

O total de 150 vagas ofertadas pelo IFPB Campus Cajazeiras são distribuídas entre os cursos de: Licenciatura em Matemática (40); Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (30); Bacharelado em Engenharia de Controle e Automação (40) e Bacharelado Engenharia Civil (40).

Confira o quadro de vagas e os cursos ofertados pelo IFPB. 

Acompanhe o cronograma de chamadas no portal do estudante.

 

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação contribuem para a produção do conhecimento no IFPB

Pró-Reitoria fecha o ano de 2019 com saldo positivo de suas ações

A pesquisa, a inovação e a pós-graduação vêm se consolidando no IFPB. Ao longo do ano de 2019 várias ações foram promovidas na perspectiva de contribuir para a produção do conhecimento e para o desenvolvimento científico, tecnológico e social, missão precípua dos Institutos Federais. Aliada ao ensino e a extensão, pilares indissociáveis quando se pensa em educação, a pesquisa ao lado da inovação e da pós-graduação no IFPB tem mostrado que mesmo em tempos de crise pode se reinventar.

Um exemplo disso foi a realização do III Simpósio de Pesquisa, Inovação e Pós-graduação (SIMPIF) que reuniu mais de mil visitantes e promoveu o envolvimento de todos os campi por meio da realização de apresentações, palestras, minicursos, oficinas. O evento foi realizado no campus João Pessoa, no mês de novembro.

De acordo com os dados da Pró-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-graduação (PRPIPG), em 2019 foram lançados 10 editais para fomento a projetos de pesquisa, o que totalizou 404 projetos em andamento com recursos próprios e um projeto contemplado com a tradicional chamada universal do CNPq, um dos mais importantes editais de financiamento da área.

Como forma de fortalecer as atividades dos grupos de pesquisa institucionais, a PRPIPG lança periodicamente o edital da chamada Interconecta que incentiva o aumento da produção científica por meio da participação de pesquisadores de diferentes campi.

Para que não houvesse pesquisas paradas em meio à crise de recursos que afetou órgãos de fomento, algumas bolsas foram pagas com recursos próprios. “Para incentivar à continuidade da pesquisa, este ano, no período de setembro a novembro de 2019, o IFPB pagou toda a parcela de responsabilidade do CNPq (R$ 400,00 por bolsa), em 4 projetos de Iniciação Científica da graduação e 20 projetos de ensino médio, no valor de 200 reais, já que a indicação de bolsistas estava suspensa pelo CNPq.”, lembrou a Pró-Reitora de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação, Silvana Cunha, que mesmo com o orçamento apertado conseguiu priorizar algumas áreas.

Desenvolvimento Social no Estado – contribuindo com o desenvolvimento de soluções tecnológicas, por meio de um Núcleo de Desenvolvimento da PRPIPG, uma equipe do IFPB liderou o desenvolvimento do sistema “Paraiba de Oportunidades”, plataforma que reúne um conjunto de informações que sobre os Arranjos Produtivos Locais (APLs) que permite ao empreendedor saber quais as oportunidades existentes para o crescimento de seu negócio. O Diretor de Pesquisa, Francisco Dantas, lembrou que o IFPB participou da equipe que aperfeiçoou o programa dentro do contexto da Rede PLADES e apresentou para o público na abertura do 29º Salão de Artesanato da Paraíba, realizado em João Pessoa, em dezembro de 2018.

Pós-Graduação – como forma de valorização da educação continuada, o IFPB também investiu em programas de pós-graduação para servidores e estudantes. Um dos destaques foi o programa Prodoutoral que ofertou três vagas possibilitando o afastamento integral do docente para cursar doutorado. O valor da bolsa mensal é de R$2.200,00, a ser paga pela CAPES.

Para os alunos matriculados nos cursos de pós-graduação do IFPB (PROFNIT, PROFEPT e PPGTI) foi lançado o edital InovaPós que beneficiou 06 estudantes com bolsas de estudo e apoio financeiro. Com o programa, fomentou-se a inovação tecnológica, social e educacional, promovendo a aproximação do IFPB com o setor produtivo”, destacou a Diretora de Pós-Graduação Deyse Morgana Correia.

Já para os servidores técnico-administrativos que desejam uma qualificação por meio da pós-graduação stricto sensu foi realizado um convênio com a UFPB para o curso de Mestrado Profissional em Políticas Públicas, Gestão e Avaliação da Educação Superior (MPPGAV), com 30 vagas exclusivas para servidores do IFPB. “A primeira seleção ocorreu para a turma de 2020, com 04 técnico-administrativos contemplados. As demais 26 vagas serão preenchidas na próxima seleção”. O custo total deste TED soma R$ 182.499,98”, informou a Diretora Deyse.

Nove servidores, sendo 01 do Campus João Pessoa, 02 de Patos, 01 de Mangabeira  e 04 da Reitoria foram contemplados com o Programa de Incentivo à Qualificação dos Servidores – PIQIFPB, lançado em 2019. “Por meio do programa os servidores recebem uma bolsa para custear os estudos em Programas de Mestrado e Doutorado. São 6 servidores no mestrado e 4 no doutorado recebendo bolsas de R$800,00 e R$1.000,00, respectivamente”, confirmou a Diretora.

Inovação – O ano de 2019 no âmbito do setor de inovação tecnológica foi bastante promissor. O IFPB ficou em 11º lugar no ranking das instituições que mais solicitaram registros de programas de computador, de acordo com o Instituto Nacional de Propriedade Industrial em 2018. A Diretoria de Inovação Tecnológica comemora também primeira patente concedida ao IFPB pelo INPI, intitulada “Sistema de Geração de Energia Elétrica Monofásica Baseado em Máquina de Indução Trifásica Desequilibrada com um Capacitor de Minimização de Desequilíbrio e Conversor, de Três Braços de Chaves Duais, Conectado A Rede de Distribuição da Concessionária de Energia Elétrica”, produzida pelo professor José Artur Alves Dias, do Campus João Pessoa.

Foi lançado ainda o primeiro Observatório da Inovação do IFPB, no Campus Campina Grande. O espaço tem por objetivo dar apoio aos Núcleos de Inovação Tecnológicas na avaliação e classificação dos resultados decorrentes de atividades e projetos de pesquisa e extensão relacionados aos processos de Inovação. O núcleo é composto por bolsistas estudantes do curso PROFNIT.

Realizando uma ação conjunta com os campi, a DIT vem orientando e acompanhando ações de captação de parcerias com empresas multinacionais para realização de incubação, a exemplo das tratativas que aconteceram em Monteiro, João Pessoa e Cabedelo. O Diretor de Inovação Tecnológica, Maxwell Amaral informou que o setor tem acompanhado as ações relacionadas ao envolvimento de projetos que estarão sendo realizados pelo IFPB em conjunto com a UFPB, SEBRAE, Secretaria de Ciência e Tecnologia de João Pessoa, SUCESU e demais empresas de base tecnológica (TIC). A Inauguração do Polo está prevista para o dia 19/12.

O Diretor ressalta também a definição do Plano Estratégico para a Inovação no IFPB, realizado com apoio da SETEC/MEC e CSIRO/Austrália em Brasília. Projeto enviado para submissão e seleção, sendo aprovado em 2019, além da gestão e definição dos editais de inovação do IFPB, que somam mais de R$286 mil em investimentos.

Editora IFPB – com 11 livros publicados em 2019, a editora do IFPB vem atuando de forma efetiva. De acordo com o Diretor Danilo Régis, mais 03 anais de eventos foram produzidos, 06 livros diagramados em parceria com o IFRN, 04 livros em produção. Os artigos publicados somam 80 nas 4 edições da revista Principía e mais 14 artigos em 2 edições da Revista de Agroecologia do Semiárido.

 

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

Proeja: inscrições abertas no IFPB Campus Cajazeiras

Inscrição para o curso técnico de Meio Ambiente é de 2 a 20 de dezembro desse ano e de 20 a 31 de janeiro de 2020

As inscrições para o Programa Nacional de Integração da Educação Profissional ao Ensino Médio na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (Proeja) do IFPB Campus Cajazeiras estão abertas. A seleção do Proeja é para o Curso Técnico em Meio Ambiente Integrado ao Ensino Médio e oferta 40 vagas.

Confira aqui o Edital da Pró-Reitoria de Ensino do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba. A inscrição é no período de 02 a 20 de dezembro de 2019, após uma pausa de 30 dias as inscrições retomam no período de 20 a 31 de janeiro de 2020 e são feitas presencialmente no Campus Cajazeiras. O curso é realizado no turno da noite e a inscrição é gratuita.

A seleção é por questionário e entrevista que levam em conta questões socioeconômicas e a expectativa do candidato com o curso. O resultado deve ser conhecido até 17 de fevereiro. No link acima, há anexos como o formulário de inscrição.

Assessoria de Imprensa – IFPB/Cajazeiras

porpjbarreto

Santa Rita ganha campus do IFPB e estuda a implantação de curso para atender às demandas da região, dentre elas, a cana-de-açúcar

A inauguração do campus do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) em Santa Rita, no último dia 10, abre um leque de possibilidades para a região que já tem um parque industrial desenvolvido com usinas de cana-de-açúcar, água mineral e fruticultura. Sendo a quarta maior economia do estado, a tendência é que em breve o campus de Santa Rita abrigue cursos voltados a atender à demanda econômica da localidade. O curso Tecnólogo de Produção Química é um exemplo do que vem por aí e que deve dar um upgrade às indústrias ali instaladas, principalmente, às de cana. O curso ainda está em estudo e é uma possibilidade após aprovação em Conselho, para 2021.

A direção da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba – Asplan apoia a implantação do curso e elogiou a iniciativa da instituição. “A cultura canavieira é de suma importância para a Paraíba e, especialmente, para Santa Rita que é uma das principais regiões produtoras do Estado”, afirmou o presidente da Asplan, José Inácio de Morais.

Segundo o engenheiro químico e coordenador de Estágio e Relações Empresariais do IFPB – Santa Rita, Luzielson Baracho Ribeiro, com uma nova estrutura que teve o investimento de R$ 11.030.776,92, numa área de 5.740,96m², com dois blocos acadêmicos, laboratórios, um bloco administrativo, infraestrutura para reservatórios de água e urbanização, o campus agora estuda a abertura de cursos superiores voltados às potencialidades locais. “Aqui, nós temos um forte parque de usinas de cana, temos a água mineral e a fruticultura com o abacaxi e o coco muito fortes. Queremos crescer com esses mercados e atender às suas demandas profissionais, por isso nossa atenção está voltada também com esse foco”, comentou o coordenador.

Para ele, o curso de Produção Química atende bem a esse mercado em Santa Rita. “Diferente da Produção Sucroalcooleira que tem na UIFPB, a Produção Química abrange muitas culturas e processos. Na cana, por exemplo, o profissional poderá ser aproveitado na produção de bioenergia através da levedura, do CO2, do Sisal, do Agave, etc. Além, lógico, atuar com o próprio ATR. Além disso, também poderá atuar com a água mineral, que é muito forte em Santa Rita e a cultura do abacaxi e do coco. Ou seja, um profissional que vai agregar e muito a qualquer empresa”, defendeu Luzielson, acrescentando que 90% dos alunos do campus são de Santa Rita mesmo.

“O nosso campus já é o primeiro a ter o programa Jovem Aprendiz. Temos laboratórios e estamos investimento na compra dos equipamentos. A ideia é oferecer uma grande demanda por profissionais qualificados que moram no município”, destacou ele, lembrando que só para o mercado da cana, a Paraíba possui oito usinas distribuídas nos municípios de Caaporã, Pedras de Fogo, Santa Rita, Mamanguape e Rio Tinto. As plantações de cana-de-açúcar se estendem por 26 cidades na faixa litorânea e algumas localidades na microrregião do Brejo paraibano, onde o produto é destinado à produção de cachaça.

Para o presidente da Asplan, José Inácio de Morais, esse é um curso que vai incrementar a indústria Sucroalcooleira do estado. “Em produção a Paraíba só perde para Alagoas e Pernambuco. Empregamos quase 30 mil pessoas em épocas de safra como agora. Somos um dos principais pilares da economia do Estado. Nada mais natural que se tenha algo em nossas academias voltado ao segmento. Então, nós da Asplan, louvamos muito a iniciativa do IFPB. Será muito importante formar profissionais capacitados para trabalhar na indústria química, por meio de análises físico-químicas e biológicas”, comentou José Inácio. Na inauguração do novo campus de Santa Rita a Asplan foi representada pelo engenheiro agrônomo da entidade, Luis Augusto.

Estrutura

O prédio fica no km 42 da BR-230, no bairro Alto das Populares. O Campus Santa Rita do IFPB iniciou sua história em 2014 e funcionava em uma estrutura alugada. Lá, atualmente, tem dois cursos técnicos integrados ao Ensino Médio: Informática e Meio Ambiente. A unidade conta com grupos de pesquisa e de extensão e projetos na área de inovação. O Curso Tecnólogo em Produção Química será o primeiro superior do campus a funcionar em uma estrutura que conta com  blocos acadêmicos, 16 salas de aula, Laboratórios de Automação e Instrumentação Industrial, Açúcar e Álcool, Metrologia, Microbiologia, de Desenho – CAD, Metrologia Elétrica, Metrologia Dimensional, Química, Física, Biologia, Matemática, e três Laboratórios de Informática. Os prédios possuem ainda Coordenações de Curso e Sala de Professores.

Assessoria de Comunicação

porpjbarreto

Campus Cajazeiras é homenageado pela Câmara de Vereadores em sessão especial

A Casa concedeu Título de Cidadão Cajazeirense ao Reitor Nicácio Lopes

No último dia (04) de dezembro o IFPB Campus Cajazeiras completou 25 anos e promoveu uma extensa agenda de comemorações iniciada na terça-feira, 03. O campus recebeu a sessão especial da Câmara Municipal de Vereadores – Casa Otacílio Jurema.

A sessão proposta pelos vereadores Francisco Jucinério Félix Filho e Kléber Gonçalves Lima em homenagem ao aniversário do Campus concedeu o título de cidadão cajazeirense ao Reitor do Instituto Federal da Paraíba Nicácio Lopes.  Na ocasião o professor Dimas Andriola prestou uma saudosa homenagem ao ex-deputado estadual Edme Tavares autor do projeto de lei que criou o IFPB Campus Cajazeiras.

O vereador Francisco Jucinério ressaltou a importância do Instituto para a região. “Eu acredito na educação libertadora que ensina as pessoas a serem humanas e sei que que essa escola não entrega seu ensino apenas dentro dessas paredes, mas vai onde a comunidade está através de seus projetos de extensão”.

O diretor de gestão de pessoas do IFPB Agnaldo Tejo prestou homenagem ao reitor em nome de toda instituição.

Numa retrospectiva emocionante da trajetória de vida, ele relembrou os passos de Nicácio e detalhou como a cidade de Cajazeiras está presente na vida estudantil e profissional do homenageado.

A diretora Lucrécia Petrucci externou, emocionada, seu orgulho em fazer parte da história do Campus e em como é gratificante lutar por uma educação que liberta e empodera alunos e suas famílias não só da Paraíba, mas de estados como Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte e muitos outros. Já Nicácio disse não saber se merece tantas homenagens. “Agradeço a intensidade das homenagens.

O sentindo maior que nos domina é o de gratidão. Peço muito a Deus com a mais indescritível sensação de gratidão que não permita que sejamos contagiados pelos caprichos e vaidades e que possamos continuar nossa luta pela democratização da educação.”

Após a sessão, os convidados apreciaram a boa música com a apresentação da Banda Filarmônica Jovem Ariosvaldo Fernandes da cidade de Uiraúna.

Assessoria de Imprensa – IFPB/Cajazeiras

porpjbarreto

IFPB: Campus Cajazeiras inaugura novo bloco de salas de aulas

Solenidade aconteceu na última quarta-feira (04), como parte das comemorações dos 25 anos do campus

“Uma instituição não é feita apenas de pedra e cal, mas de todas as perspectivas humanas de quem faz parte desse processo”. Foi com essas palavras que o reitor Nicácio Lopes abriu a solenidade de inauguração do novo bloco de salas de aula do Campus Cajazeiras, nesta quarta-feira (04).

A solenidade, que faz parte das comemorações dos 25 anos do campus, contou com a participação de representantes de todos os campi do IFPB, diretores, servidores, alunos e parceiros da instituição.

Ao lado da diretora-geral Lucrécia Petrucci; do ex-diretor de Ensino do campus, Gastão Coelho; e do aluno Felipe Costa, o reitor procedeu o hasteamento da bandeira nacional. Após apresentações culturais, as autoridades que compuseram a mesa de honra realizaram seus pronunciamentos.

André Sousa, que representou os alunos do campus, destacou a participação discente na gestão do IFPB. “Aqui os alunos são mais que a razão de ser da instituição. Eles decidem e fazem parte das políticas implementadas, opinando e tendo sua opinião respeitada”. André ainda ressaltou a importância da presença do Instituto no Sertão paraibano. “Aqui o trabalho é realizado com o pensamento guerreiro do sertanejo, plantando a semente da educação. Hoje nos 25 anos do campus, a inauguração do bloco de salas de aulas vem, mais uma vez, assegurar a qualidade do Ensino, Pesquisa e Extensão que desenvolvemos no nosso campus.”

Emocionada, Lucrécia Petrucci, externou a alegria em inaugurar o bloco. “Finalmente chegou o dia de entregar a obra que simboliza a realização de um sonho. Em tempos envoltos em dificuldades, só temos que agradecer podermos chegar até aqui. Desejo que o sentimento de pertencimento que existe em cada um de nós seja ampliado. Nós somos partícipes dessa história de vida na educação profissional do nosso país!”

Para o reitor Nicácio Lopes, a inauguração não é importante apenas para a região de Cajazeiras, mas para todo o Brasil. “Não é por acaso que esta é a cidade que ensinou a Paraíba a ler, sob a figura emblemática do padre Rolim. Deixo aqui um apelo aos estudantes, principalmente aos da região: amem e valorizem esta instituição. Infelizmente não são todos os que participam desse processo social. Vocês serão os agentes transformadores desse país ainda desigual. Tenho certeza de que Cajazeiras já é um grande exemplo de inclusão para todos”.

O bloco de salas de aulas inaugurado possui mais de 1.400 m² de área, sendo composto por ambientes mobiliados, num investimento total de R$ 1.959.284,00. Esta semana, o reitor também realiza inaugurações nos campi de Soledade e Guarabira.

Verônica Rufino – Assessoria de Imprensa/IFPB

porpjbarreto

Cajazeiras foi medalha de ouro com a equipe de vôlei de areia

Delegação do Campus Cajazeiras retorna dos JIFs com quatro medalhas

A etapa final da quarta edição dos Jogos Intercampi do IFPB terminou no último domingo (24/11) no ginásio de esportes do Campus Campina Grande e reuniu cerca de 400 estudantes de todos os campi da Instituição. A delegação de Cajazeiras foi a segunda maior dos jogos, composta por 35 atletas.

Foram quatro equipes medalhistas nas modalidades: vôlei, futebol, basquete e vôlei de praia. Sendo: uma medalha de bronze, duas de prata e uma de ouro. A professora de educação física Samara Brasil comemora o resultado. “Estou muito feliz com o desempenho das equipes e por tudo o que eles vivenciaram nesses jogos. O resultado não é o mais importante, valores como respeito, humildade, amizade e cooperação que o esporte proporciona é algo para toda a vida. Para a maioria foi uma experiência única: a primeira viagem, a primeira competição, a primeira vez que se hospedaram num hotel”, disse.

De acordo com a professora, o tempo médio de treinamento para uma equipe obter bons resultados é de dois a três anos. E algo em comum entre os times são os resultados conquistados mesmo com pouco tempo de treinos. A equipe de futebol, 3ª colocada dos JIFs, é formada basicamente por alunos do primeiro ano.

Os alunos do terceiro ano do curso integrado em eletromecânica Gustavo Henrique e Marcos Vinícius são exemplos desse trabalho de evolução, eles conquistaram a medalha de ouro no vôlei de areia. Os campões treinam há dois anos dentro e fora do IFPB. Marcos conta que conheceu o esporte ao entrar no IFPB Campus Cajazeiras. “Nesse tempo conseguimos evoluir bastante graças a todo esforço e dedicação ao esporte”. Gustavo também percebe a evolução e que é um apaixonado pelo esporte, mas que sabe das dificuldades e incertezas da vida de um atleta e por isso terá o esporte como um hobby.

O aluno Moldden Gualberto do quarto período de Engenharia Civil representou o campus Cajazeiras nos times de basquete e futebol. “Um fato inusitado chamou atenção, todos comentavam que entre um jogo e outro ele aproveitava o tempo para estudar na arquibancada” conta a professora. Molddem foi convidado para treinar basquete em João Pessoa com a equipe paraibana.

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

Convite: Câmara Municipal de Cajazeiras realiza nesta terça-feira (03), Sessão Especial em comemoração aos 25 anos do IFPB

A Câmara Municipal de Cajazeiras, por meio do seu presidente, o Vereador José Gonçalves de Albuquerque, convida toda sociedade cajazeirense e demais comunidades vizinhas, para uma Sessão Especial em comemoração aos 25 anos de fundação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – IFPB, Campus de Cajazeiras.

Em atendimento à propositura do Vereador Jucinério Félix.

Data: terça-feira (03/12/2019)

Horário: 18 horas

Local: Auditório do IFPB – Campus Cajazeiras

 

Assessoria