Arquivo de tag HRC

porpjbarreto

HRC emite nota para esclarecer sobre ocorrência com duas pessoas feridas em bloco de carnaval, em Cajazeiras

NOTA INFORMATIVA

O setor de urgência e emergência do Hospital Regional de Cajazeiras, recebeu na noite desse último sábado (22), dois foliões oriundos da Praça João Pessoa, local de concentração de um bloco de Carnaval na cidade de Cajazeiras, quando em dado momento, houve um desentendimento entre duas pessoas que foram atingidas por garrafas, causando ferimentos que se fazia necessário ser suturado.

No momento em que um dos foliões estava sendo atendido no ambulatório do HRC, o outro envolvido chegou trazido por terceiros, quando novamente se encontraram e entraram em vias de fato dentro da unidade. De imediato, a equipe do Hospital Regional de Cajazeiras solicitou a Polícia Militar que, de pronto, chegou ao local e realizou os procedimentos necessários, restabelecendo a ordem, proporcionando tranquilidade para a continuação dos Atendimentos. O Hospital Regional de Cajazeiras, conta com o total apoio da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros do Estado da Paraíba, para garantir a segurança e o apoio na prestação do cuidado dos nossos pacientes, acompanhantes e profissionais da instituição.

 

Cajazeiras, 22 de Fevereiro 2020.

 

Hospital Regional de Cajazeiras

porpjbarreto

Deputado Jeová passa mal é internado na UTI do HRC e será transferido para um hospital de Sousa

Após ser atendido na tarde deste domingo (26) na urgência do Hospital Regional de Cajazeiras e encaminhado para a UTI daquela unidade, o deputado estadual Jeová Campos (PSB), foi estabilizado e seu quadro de suspeita de hemorragia digestiva, será transferido para o hospital Santa Terezinha, em Sousa, para realização de endoscopia digestiva ainda neste domingo. A transferência se faz necessária em função de ser preciso fechar o diagnóstico que fez o parlamentar passar mal e ter uma crise de vômitos com presença de sangue.

Antes de ser transferido para o Santa Terezinha, Jeová poderá fazer bolsas de sangue como precaução, se necessário.  O HRC distribuiu Boletim Médico no início da noite deste domingo destacando que o parlamentar ‘está consciente e orientado e que já apresenta melhora no seu quadro clínico e que a hemorragia já foi controlada’.

O deputado estava na casa de sua mãe, em Cajazeiras, se preparando para retornar a João Pessoa, quando passou mal e começou a vomitar. Familiares o levaram para o hospital regional onde ele teve os primeiros atendimentos. A transferência para Sousa se deu a pedido da família e em função da necessidade da realização da endoscopia, exame que não é realizado no Hospital Regional de Cajazeiras.

 

Assessoria 

porpjbarreto

Deputado Jeová reafirma seu compromisso de apoiar governador João, mas critica exoneração da diretora do Hospital de Cajazeiras

O deputado estadual Jeová Campos, que faz parte da base de apoio ao governador João Azevedo na ALPB, ficou surpreso e indignado ao tomar conhecimento da exoneração da diretora geral do Hospital de Cajazeiras, Edjane Leite. O parlamentar afirmou, logo após comprovar a veracidade da informação, que continua na base de apoio do governo, mas que não aceita que usem seu nome de forma vil e mentirosa e que ele seja humilhado politicamente em sua principal base eleitoral. “A forma como fizeram a exoneração da diretora do hospital é um ato completamente irresponsável de quem fez e politicamente inaceitável, porque usaram meu nome, mentindo”, desabafou Jeová.

De acordo com o parlamentar, o deputado Júnior Araújo e a ex-prefeita de Cajazeiras, Denise Albuquerque, aliados de última hora do atual governo, falaram com Ronaldo Guerra e mentiram para ele dizendo que Jeová  concordava com a exoneração de Edjane. “Isso é uma mentira, eu não disse nada neste sentido e, mais ainda, estou revoltado com tudo isso. Apoio João, pretendo continuar na base do governo, mas não aceitarei ser humilhado desta forma em Cajazeiras”, disse Jeová.

O ato de exoneração está publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (20), e além da exoneração da Diretora do Hospital Regional de Cajazeiras, Edjane Leite, traz também o ato que exonera Iara Maysa Gonçalves de Brito, da direção do Hospital Distrital de Itaporanga. Na mesma edição do DO, o governador João Azevêdo nomeia Rogéria Chelly Diniz, para ocupar a função de diretora distrital do Hospital de Itaporanga e Manuel Telamon Arruda Filho (Telminho), para a direção geral do Hospital Regional de Cajazeiras.

Assessoria 

porpjbarreto

DOE desta sexta-feira (20) trouxe a exoneração da diretora geral do HRC – Edjane Leite. Veja nomeação do novo diretor!

O GOVERNADOR DO ESTADO DA PARAÍBA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 86, inciso XX, da Constituição do Estado, e de acordo com artigo 33, inciso I, da Lei Complementar nº 58, de 30 de dezembro de 2003, R E S O L V E exonerar EDJANE LEITE SANTOS, matrícula nº 171.102-4, do cargo em comissão de Diretor Geral do Hospital Regional de Cajazeiras, Símbolo CSS-2, da Secretaria de Estado da Saúde.

Ato Governamental nº 3.175 João Pessoa, 19 de dezembro de 2019

R E S O L V E nomear MANUEL TELAMON ARRUDA FILHO para ocupar o cargo de provimento em comissão de Diretor Geral do Hospital Regional de Cajazeiras, Símbolo CSS2, da Secretaria de Estado da Saúde.

Ato Governamental nº 3.176 João Pessoa, 19 de dezembro de 2019, O GOVERNADOR DO ESTADO DA PARAÍBA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 86, inciso XX, da Constituição do Estado, e de acordo com artigo 33, inciso II, da Lei Complementar nº 58, de 30 de dezembro de 2003, R E S O L V E exonerar, a pedido, MANUEL TELAMON ARRUDA FILHO, matrícula nº 187.189-7, do cargo em comissão de Diretor Administrativo do Hospital Regional de Cajazeiras, Símbolo CSS-3, da Secretaria de Estado da Saúde.

Mesmo sendo um ato do governador João Azevedo, o deputado Jeová Campos (PSB), revelou que não teria sido consultado sobre indicação de Manuel Telamon Arruda Filho, “Telminho”, porém, segundo informa a imprensa local, a referida indicação partiu do deputado estadual Júnior Araújo (Avante) e lideranças políticas do seu grupo.

Redação com Diário Oficial do Estado (edição 20/12/2019)

porpjbarreto

Hospital Regional de Cajazeiras emite nota para esclarecer sobre morte de paciente na maternidade Deodato Cartaxo

GOVERNO DA PARAÍBA – SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE – HOSPITAL REGIONAL DE CAJAZEIRAS
GABINETE DA DIREÇÃO

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Na manhã do último sábado (09), o gabinete da Direção do Hospital Regional de Cajazeiras, foi informado sobre o acontecimento de um óbito devido complicações no pós cirúrgico (cesariana), diante do fato, se faz necessário alguns esclarecimentos:

01 – A gestante/paciente chegou a Maternidade Dr. Deodato Cartaxo, na última quinta feira (07), com queixa de perda de líquido, sendo de imediato acolhida pela equipe, e realizados os primeiros atendimentos, seguindo os protocolos de acordo com os sintomas apresentados;

02 – Após ser avaliada, havendo a suspeita de perda de líquido, fora solicitado exame de ultrassonografia para um melhor diagnóstico, sendo confirmado a diminuição do líquido, havendo a necessidade de intervenção cirúrgica de imediato. A paciente foi levada para o bloco cirúrgico e realizado o parto cesário, onde ocorreu tudo dentro da sua normalidade, inclusive, após algumas horas após o procedimento, a paciente já amamentava a criança;

03 – No dia seguinte, sexta feira (08), a paciente ao levantar-se, sentiu-se mal, apresentando cansaço (dispineica), sendo tão logo solicitado a equipe médica para melhor avaliação. Após avaliada, houve a necessidade do internamento da paciente na UTI devido o agravamento de seu quadro clínico, em dado momento, a paciente entrou em Parada Cardio Respiratória – PCR, sendo administradas as manobras de Reanimação Cárdio Pulmonar – RPC, onde voltou a apresentar seus sinais vitais, e logo em seguida, intubada;

04 – Na manhã deste sábado (09), a paciente entrou em uma segunda PCR, havendo a intervenção da equipe da UTI, e identificado um quadro de Embolia Pulmonar, sendo de pronto realizado a administração de medicamentos no intuito da destruição dos coágulos/trombos, mas, sem êxito. A paciente, infelizmente, chegou a óbito por Embolia Pulmonar.

O QUE CAUSA A EMBOLIA PULMONAR?

A embolia pulmonar é causada pela obstrução das artérias dos pulmões por coágulos (trombos ou êmbolos) que, na maior parte das vezes, se formam nas veias profundas das pernas ou da pélvis e são liberados na circulação sanguínea. Apesar de mais raros, também existem casos de embolias gordurosas provocadas por traumas ou fraturas, de embolias aéreas (bolhas de ar) e de líquido amniótico.

QUAIS OS FATORES DE RISCO?

São fatores de risco para a embolia pulmonar a imobilidade prolongada, cirurgias extensas, câncer, traumas, anticoncepcionais com estrógeno, reposição hormonal, gravidez e pós-parto, varizes, obesidade, tabagismo, insuficiência cardíaca, idade superior a 40 anos, DPOC e distúrbios na coagulação do sangue.

A Direção do Hospital Regional de Cajazeiras, lamenta profundamente a morte precoce da paciente, se colocando a disposição para outros esclarecimentos que se fizer necessário.

A Direção.

Cajazeiras, 09 de Novembro de 2019

porpjbarreto

Hospital Regional de Cajazeiras realiza procedimento cirúrgico com a utilização de tecnologia de ponta

A endourologia consiste em um ramo da urologia responsável pelo tratamento cirúrgico de várias patologias que acometem o trato urogenital. Com o uso de pequenas câmeras e instrumentos inseridos através do trato urinário dispensando assim a realização de incisões na pele. O médico Marlon Arthur, é o profissional responsável por realizar o procedimento.

Juntamente com a laparoscopia esta área hoje consiste no mais moderno meio para realizar procedimento cirúrgico.

Por se tratar de um meio minimamente invasivo, o paciente sofre uma menor agressão cirúrgica diminuindo as dores e complicações no pós operatório, acarretando uma alta hospitalar precoce e retorno as atividades diárias com curto espaço de tempo.

As principais patologias tratadas são os cálculos urinários (de acordo com o tamanho e o local dos cálculos), os tumores uroteliais e a hiperplasia prostática benigna.

Assessoria de Comunicação – HRC