Arquivo de tag Ford

porpjbarreto

Grupo Caoa desiste de comprar fábrica da Ford em São Bernardo do Campo

Segundo Doria, a Caoa, apesar de não concretizar a compra da planta da montadora norte-americana, deverá anunciar importantes investimentos no setor automobilístico no estado em 2020 (Imagem: Valter Campanato/Agência Brasil).

O grupo Caoa desistiu de comprar a fábrica da Ford em São Bernardo do Campo, São Paulo. A informação foi dada nesta segunda-feira (13) pelo governador João Doria e, posteriormente, confirmada pela companhia.

Segundo Doria, a Caoa, apesar de não concretizar a compra da planta da montadora norte-americana, deverá anunciar importantes investimentos no setor automobilístico no estado em 2020.

“Não foi possível viabilizar [a venda da fábrica da Ford para a Caoa] neste caso específico, mas a Caoa deve anunciar, agora em 2020, um novo e forte investimento com fabricante chinês na indústria automobilística aqui em São Paulo”, disse Doria em entrevista coletiva.

“Não é fácil você vender uma fábrica instalada, é difícil, sob certos os aspectos. É mais fácil você motivar a implantação de uma fábrica do que a venda de uma fábrica porque ela tem que ser muito ajustada. Uma coisa é você fazer um terno, e outra é você vender o terno pronto para um número muito pequeno de potenciais usuários”, acrescentou o governador.

A Ford anunciou em 20 de outubro do ano passado o encerramento da produção de caminhões na fábrica de São Bernardo, após de 52 anos de funcionamento (Imagem: Wikimedia Commons).

Em nota, o grupo Caoa confirmou a informação do governador. “A Caoa confirma que as negociações devam seguir o encaminhamento informado pelo governador Doria.”

O governador disse que a compra da fábrica da Ford está sendo estudada por dois grupos de investidores chineses. Doria não identificou os dois grupos empresariais.

“Há um entendimento novo com dois fabricantes chineses, entendimentos que estão em curso, mas não temos propagado, até para que eles possam seguir com tranquilidade, sem a pressão do tempo.”

A Ford anunciou em 20 de outubro do ano passado o encerramento da produção de caminhões na fábrica de São Bernardo, após de 52 anos de funcionamento.

O anúncio havia sido previamente divulgado em fevereiro e, segundo nota da montadora, está “em linha com a decisão de sair do segmento de caminhões na América do Sul”.

O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC informou, na época, que cerca de 650 funcionários da produção seriam desligados da fábrica. Aproximadamente mil trabalhadores, da parte administrativa, continuariam na fábrica de São Bernardo e seriam transferidos para uma nova sede, na capital paulista, a partir de abril deste ano.

 

Por money times

porpjbarreto

Vídeo: Jovem tenta furtar carro da concessionária Ford em Cajazeiras e quase causa tragédia

Um jovem se apresentou como suposto comprador de um veículo, no início da tarde desta quarta-feira (08) e conseguiu sair dirigindo o carro pelas ruas do Centro de Cajazeiras e quase causou um atropelamento, logo após sair da Ford Cavalcante e Primo.

A Polícia Militar foi acionada, saiu em diligências e localizou o acusado na região do Jardim Oásis, foi dada voz de prisão e o mesmo – conduzido à Delegacia de Polícia, para tomada das providências cabíveis.

Segundo informações, ao ser pego, o rapaz chegou a dizer que era investidor e que morava na Vila Nova em Cajazeiras. Vale ressaltar que o veículo é zero quilômetro. Ninguém ficou ferido. Foi registrado apenas danos materiais.

Redação

porpjbarreto

Dano moral: Justiça da Paraíba condena Ford e Vepel a pagarem R$ 10 mil de indenização por defeito em veículo novo

Juiz Ely Jorge Trindade

O juiz Ely Jorge Trindade, da 2ª Vara Cível da Comarca de Campina Grande, condenou a Ford Motor Company do Brasil Ltda. e Vepel Veículos e Peças Ltda., a pagarem, solidariamente, uma indenização no valor de R$ 10 mil por danos morais a um cliente que adquiriu um carro novo com defeito de fábrica. A decisão foi proferida nos autos da ação nº 0818847-30.2017.8.15.0001.

Ao apresentar defesa, a Vepel alegou, preliminarmente, ilegitimidade passiva, e, quanto ao mérito, rechaçou as alegações deduzidas pela parte autora, sob o fundamento principal de inexistência de ato ilícito praticado por ela a ensejar danos morais. Já a Ford apresentou contestação e documentos, na qual sustentou ausência de vício de fabricação no veículo do autor, atribuindo os problemas narrados na ação à agente externo, embora não tenha se recusado a reparar o veículo, cujo serviço não estaria coberto pela garantia, requerendo, ao final, a improcedência da ação.

Conforme consta nos autos, após alguns meses da data da compra, o carro apresentou vários problemas de oxidação da pintura, tendo sido realizados reiterados reparos, e sempre retornando ao revendedor para nova reparação, porém, sem sucesso. Alega que, em uma das vezes em que o carro ficou na oficina, foi constatada, ainda, folga na direção, cujo problema foi objeto de reclamações no SAC de uma das promovidas. Não obstante, todas as investidas do comprador em solucionar o impasse amigavelmente na via extrajudicial foram malsucedidas.

“De fato, não se pode negar que o autor teve frustrada sua legítima expectativa de ter adquirido veículo zero quilômetro sem a necessidade excessiva de manutenção, que é própria de veículo usado e que, além das revisões obrigatórias, nas quais o autor sempre informou sobre o problema de ferrugem, foram diversas as vezes que o veículo deu entrada na oficina autorizada para solução do vício de fabricação detectado no laudo pericial, conforme as ordens de serviço anexadas à inicial, comprovando problemas que não deveriam existir em um veículo zero quilômetro”, ressaltou, na sentença, o magistrado. Cabe recurso da decisão.

Assessoria de Imprensa – TJPB