Arquivo de tag EUA

porpjbarreto

Família lê nota em agradecimento durante retirada de órgãos de Gugu

“Estarei batendo em muitos outros corações”, diz nota lida pela família durante procedimento

A cirurgia para retirada de órgãos de Gugu Liberato foi realizada durante a noite de sábado (23/11) e madrugada de domingo (24/11). Segundo nota enviada pela assessoria do apresentador, a instituição  Our Legacy ( https://www.ourlegacyfl.org/ ) foi responsável pelos trâmites da retirada, conservação e intermediação para o transplante para pacientes necessitados. “É importante reforçar que todos os órgãos são única e exclusivamente doados. Antes do início da cirurgia de retirada dos órgãos, os médicos e toda a equipe do hospital fizeram uma menção de honra”, diz a nota.

Antes de iniciar o procedimento, familiares de Gugu também leram uma nota escrita em primeira pessoa em nome do apresentador. “Aos meus familiares eu agradeço por terem  realizado a minha vontade. Tenham certeza que, a partir de agora, eu estarei batendo em muitos outros corações e compartilhando minha vida com outros irmãos”, diz o texto.

Os familiares também quiseram saber se a doação poderia beneficiar pacientes brasileiros, mas foram informados de que, por causa da distância e tempo de conservação dos órgãos doados, não seria possível. Após o procedimento de retirada, o corpo foi levado para o instituto responsável pela necrópsia para que o médico legista fizesse os exames necessários à liberação do corpo para o traslado de volta ao Brasil. Pelas leis da Flórida (Estados Unidos), onde Gugu morreu após uma queda acidental, o filho mais velho fica responsável por assinar as autorizações necessárias aos trâmites de doação e traslado. Foi, portanto, João Augusto Liberato, 18 anos, primogênito de Gugu, o responsável pelas assinaturas.

Confira a nota na íntegra:

Doação de órgãos

A cirurgia para retirada dos órgãos foi realizada esta noite e madrugada (sábado para domingo) e durou mais de seis horas.

A instituição Our Legacy ( https://www.ourlegacyfl.org/ ) cuidou de todos os tramites referentes a retirada, conservação e intermediação com os pacientes necessitados.

É importante reforçar que todos os órgãos são única e exclusivamente doados.

Antes do início da cirurgia de retirada dos órgãos, os médicos e toda a equipe do hospital fizeram uma menção de honra dizendo:

“Momento de honra,

Neste momento e a partir deste momento, honramos Antonio Augusto Moraes Liberato e essa oportunidade de salvar e melhorar a vida de outras pessoas.  Ao cuidarmos dele agora, também somos responsáveis por cuidar desse gracioso presente da vida.  Estendemos nosso respeito e gratidão à família e os mantemos em nossos pensamentos.  Ao tocarmos a vida de muitos hoje, podemos entender nosso papel em transmitir o presente heroico da vida de um ser humano para outro.  Que tenhamos um momento de silêncio agora para lembrar Gugu Liberato e todos os que se juntam à sua história do passado, presente e todos os dias à frente.”

Na mesma cerimonia, foi lido o seguinte texto escrito pelos familiares de Gugu em primeira pessoa:

“Deus em sua infinita bondade nos dá a oportunidade da vida. Vivi minha jornada na Terra seguindo os ensinamentos que recebi de meus pais , Augusto e Maria do Céu. Com eles aprendi a importância de olhar para o próximo com amor e fraternidade.

Agora eu sigo adiante por um caminho que me levará mais próximo ao Pai. E neste momento quero praticar os ensinamentos do mestre Jesus. Assim como ele compartilhou o pão com os seus, eu compartilho meu corpo com aqueles que necessitam de uma nova oportunidade de viver.

Aos meus familiares eu agradeço por terem  realizado a minha vontade. Tenham certeza que, a partir de agora, eu estarei batendo em muitos outros corações e compartilhando minha vida com outros irmãos.

Que eu seja um instrumento de amor, oportunidade e de luz. Gugu”

Receptores dos órgãos

Familiares de Gugu perguntaram à equipe médica se seria possível doar algum órgão para um paciente brasileiro que estivesse na fila para transplante, porém foram informados que não seria possível por questões da distância e tempo de conservação dos órgãos doados.

A doação de órgãos era um desejo do apresentador e poderão beneficiar cerca de 50 pessoas.

Translado do corpo e demais tramites legais

Terminada a cirurgia de retirada dos órgãos, o corpo foi levado para o instituto responsável pelas necropsias e laudos (o equivalente ao IML no Brasil) onde, por lei, são encaminhados todos os corpos de falecidos de morte não natural.

Nesse local um médico legista fará o exame necessário. Nossa expectativa é que esse exame deve ser feito amanhã (segunda-feira). Somente depois disso será liberado para a retirada pela agência funerária, possivelmente no período da tarde.

Ainda não temos mais informações sobre os próximos passos: dia e horário da liberação do corpo na funerária, translado para o Brasil, velório e sepultamento.

Pelas leis da Florida, por ser o primogênito de Gugu, João Augusto Liberato, 18 anos, é quem assina todos os papeis referentes as autorizações para os tramites necessários.

Assessoria com Correio Braziliense

porpjbarreto

Corpo de Gugu chegará ao Brasil na quinta-feira, diz assessoria

O apresentador morreu nessa sexta-feira (22/11/2019), aos 60 anos, em Orlando, nos Estados Unidos

O corpo de Gugu Liberato, que morreu nessa sexta-feira (22/11/2019), aos 60 anos, nos Estados Unidos, deverá chegar ao Brasil até quinta-feira (28/11/2019). A informação foi passada pela assessoria de imprensa do apresentador.

Ainda de acordo com a nota divulgada, o velório de Gugu Liberato será aberto ao público. No entanto, a data e o local da cerimônia ainda não foram definidos. A família analisa o convite feito pela Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) para a despedida ocorrer em um salão da Casa.

“A probabilidade maior é de que o corpo chegue entre quarta e quinta, sendo mais provável na quinta”, pontua a assessoria de imprensa do comunicador.

Gugu Liberato, uma das mais importantes figuras da televisão brasileira, morreu aos 60 anos, após sofrer acidente doméstico. O apresentador caiu de uma altura de quatro metros ao tentar consertar um aparelho de ar-condicionado, na residência de Orlando, nos Estados Unidos.

O comunicador foi encaminhado a um hospital da cidade, onde ficou em observação por 48 horas. A morte cerebral foi confirmada pelo médico Guilherme Lepski, neurocirurgião brasileiro chamado pela família para ir aos Estados Unidos.

Assessoria