Arquivo de tag Estados

porpjbarreto

Carrefour anuncia 1.290 vagas de emprego em diversos estados

Em Brasília, são três oportunidades. Há funções como operador de loja, peixeiro, padeiro e operador comercial, entre outros

O Grupo Carrefour está com inscrições abertas para aproximadamente 1.290 vagas de emprego em diversos cargos e oito estados e no Distrito Federal. Para algumas funções, inclusive, não é necessária experiência profissional — o que amplia as oportunidades para os jovens em busca do primeiro emprego.

De acordo com a página do Grupo Carrefour no portal do InfoJobs, há vagas de emprego nas carreiras de operador de loja, peixeiro, padeiro, operador comercial de cartões, promotor de cartões, atendente de ecommerce, vendedor de eletrodomésticos, analista de negociação de receitas logísticas, vendedor frentista, supervisor comercial, gerente de prevenção de perdas, analista de controle, atendente de farmácia, entre outras.

Em Brasília, são três vagas em duas funções: vendedor de eletrodomésticos e técnico em manutenção.

O destaque fica para o cargo de operador de loja, que exige ensino médio completo. Os trabalhadores selecionados para esta função serão responsáveis por executar as atividades das lojas conveniência, relativas a atendimento a clientes; operação de caixa; reposição e organização dos produtos nas gôndolas e geladeiras, entre outros.

De acordo com o anúncio, os futuros funcionários do Grupo Carrefour receberão salário compatível com o mercado, mais os benefícios de assistência médica, assistência odontológica, auxílio-farmácia, cesta básica, participação nos lucros, previdência privada, refeição no local ou auxílio-alimentação, seguro de vida, vale-transporte, entre outros, variando conforme o cargo pretendido.

Os interessados devem acessar o site específico, selecionar a vaga desejada e cadastrar o currículo. Vale destacar que a quantidade de postos de trabalho disponíveis no Carrefour pode variar conforme o preenchimento dos cargos.

Assessoria

porpjbarreto

MEC divulga horário de provas do Enem em cada estado

O Ministério da Educação (MEC) divulgou hoje (22) orientações sobre o horário das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), será realizado nos dias 3 e 10 de novembro, em 1.727 municípios. Como a aplicação segue o horário de Brasília, dependendo do local, os relógios podem estar até duas horas atrasados, e os participantes devem ficar atentos. Cerca de 5,1 milhões de pessoas estão inscritas para o exame.

Os portões de acesso aos locais de prova serão abertos e fechados em horários diferentes nos estados, isso porque, pela extensão territorial do país, existem diferentes fusos horários. Os estudantes que chegarem após o fechamento dos portões não poderão fazer o exame.

No dia 3 de novembro, os estudantes terão cinco horas e meia para fazer a prova. No segundo domingo de prova, 10 de novembro, o tempo será mais curto: cinco horas.

O acesso à sala de provas só será permitido com a apresentação de documento oficial de identificação com foto, conforme previsto em edital. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) recomenda que o participante imprima e leve o cartão de confirmação da inscrição, que já está disponível na Página do Participante e no aplicativo do Enem.

Veja o horário das provas do Enem em cada estado:

Acre e 13 municípios do Amazonas (Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Boca do Acre, Eirunepé, Envira, Guajará, Ipixuna, Itamarati, Jutaí, Lábrea, Pauini, São Paulo de Olivença, Tabatinga): abertura dos portões às 10h, fechamento dos portões, 11h, término das provas, 17.

Amazonas (com exceção dos 13 municípios descritos acima), Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul: abertura dos portões, às 11h, fechamento dos portões, 12h, início das provas, 12h30, término das provas, 18h.

Demais estados: abertura dos portões, às 12h, fechamento dos portões, 13h, início das provas,13h30, término das provas, 19h.

O horário de término das provas é válido para o primeiro domingo do Enem. No segundo domingo, a prova terminará meia hora mais cedo.

Agência Brasil