Arquivo de tag Esportes

Proposta do Catar pode fazer Zidane o treinador mais bem pago do planeta

Nada de seleção francesa, Zinedine Zidane pode estar a caminho de comandar a equipe do Catar. Segundo informações divulgadas por um bilionário egípcio, Naguib Sawiris, o ex-treinador do Real Madrid teria em mãos uma proposta extratosférica para treinar a seleção do país que sediará a Copa de 2022.

Segundo a publicação do segundo homem mais rico do Egito, o treinador francês recebeu uma proposta salarial do país árabe que gira em torno de 50 milhões de euros por ano (o equivalente a R$ 218 milhões) por um contrato de quatro temporadas.

"Zidane se une ao qatar para treinar a seleção nacional para a Copa do Mundo de 2022. 50mn ao ano em 4 anos ...
Dinheiro fala mais alto"?

“Zidane se juntando a seleção do Catar para ser o treinador para a Copa de 2022. 50 milhões de euros em quatro anos. Dinheiro chamando?”, publicou o empresário egípcio.

Caso Zidane aceite esta investida do Catar, o seu salário como treinador iria quintuplicar, já que seus vencimentos junto ao Real Madrid giravam em torno de 10 milhões de euros (aproximadamente R$ 44 milhões) anuais.

Além disso, a proposta simboliza também a chance do francês se transformar no treinador mais bem pago do planeta. Isso porque o posto hoje pertence a Marcello Lippi, que recebe 20 milhões de euros anualmente para comandar a seleção chinesa. Isso significa que Zidane pode se tornar o comandante mais bem remunerado do planeta com um salário 250% maior que o anterior.

 

Fonte: gazetaesportiva.com

BRASILEIRÃO: Clássicos estaduais e Fla x Timão esquentam fim de semana

Neste sábado, Vasco x Bota e Palmeiras x São Paulo abrem a nona rodada

É muito futebol que você quer? Então, é muito futebol que você vai ter. Neste final de semana, é bom preparar os corações, já que a briga pela ponta da tabela tem sido acirrada. No sábado (2), quatro partidas abrem a nona rodada do Brasileirão. E logo de cara, dois clássicos estaduais.

No Rio de Janeiro, o Vasco vai encarar o Botafogo, em São Januário. Fazendo a conexão via Dutra, clássico paulista na Arena Palmeiras. Querendo espantar o mal momento, após duas derrotas, o Verdão joga contra o São Paulo, que quer tomar a ponta do Flamengo.

Embalado, São Paulo vai encarar o Palmeiras fora de casa

Quem também quer se reabilitar é o Atlético Mineiro, que foi derrotado nas últimas rodadas. O Galo joga contra a Chapecoense, time que o eliminou da Copa do Brasil. No Beira-Rio, o Internacional vem embalado e quer vencer o Sport para engatar a terceiro triunfo seguido no campeonato.

No domingo (3), clássico envolvendo as duas maiores torcidas do país. O Maracanã vai ser palco do confronto entre Flamengo e Corinthians, que pode valer a ponta da tabela.

O Bahia vai ter a dura tarefa de jogar contra o Grêmio, em Salvador, e o América de Minas quer usar o fator casa para superar o Atlético Paranaense.

Na Vila Belmiro, o Santos tenta espantar a má fase diante do Vitória. O jogo é importante para as duas equipes, que tentam se distanciar da zona da degola.

Para encerrar as partidas do domingão, Ceará e Cruzeiro tem compromisso marcado no estádio Castelão.

 

Reportagem: Raphael Costa

 

Sem Neymar, Brasil faz amistoso contra a Croácia em Anfield

Jogo é penúltimo teste antes antes da Copa do Mundo

Na preparação para a Copa do Mundo, a seleção brasileira entra em campo neste domingo (3) para ajustar os últimos detalhes. O time canarinho enfrenta a seleção da Croácia, em partida que será disputada no estádio do Liverpool, na Inglaterra. O adversário é complicado e também disputará o Mundial na Rússia.

O time comandado por Tite deve ter novidades na escalação. A primeira delas é Neymar no banco. Ainda se recuperando de lesão, o camisa dez da seleção e do Paris Saint Germain não deve participar do amistoso. O atacante brasileiro está sem jogar desde o dia 25 de fevereiro, quando se machucou durante uma partida do clube parisiense.

A outra novidade é Thiago Silva como titular. O zagueiro deve começar a partida formando dupla de zaga com Miranda. Marquinhos, que vinha sendo o titular sob o comando de Tite, deve ficar no banco.

De resto, a equipe deve ser a mesma que venceu a Alemanha, em Berlim. O Brasil deve ir à campo com Alison, Marcelo, Miranda, Thiago Silva e Danilo na zaga. Casemiro, Paulinho e Fernandinho formam o meio-campo. No trio de ataque, Philippe Coutinho, Willian e Gabriel Jesus.

A bola rola a partir das onze da manhã, horário de Brasília.

 

Reportagem: Raphael Costa

Série D 2018: tabela detalhada da Segunda Fase

Diretoria de Competições da CBF divulgou, na última segunda-feira (28), a tabela detalhada da Segunda Fase da Série D do Campeonato Brasileiro

Vai começar o mata-mata da Série D! Com a definição de todos os 32 classificados no último domingo (27), a Diretoria de Competições da CBF divulgou, nesta segunda-feira (28), a tabela detalhada da Segunda Fase da competição. Os jogos de ida acontecem entre os dias 2, 3 e 4 de junho, enquanto os confrontos da volta serão realizados nos dias 9 e 10 do mesmo mês.

A partir desta etapa, as equipes se enfrentam no sistema eliminatório sendo o saldo de gols o único critério de desempate em caso de igualdade em pontos ganhos ao final das duas partidas. Se o empate permanecer, a vaga às Oitavas de Final será decidida nas penalidades.

Confira a abaixo a tabela detalha da Segunda Fase da competição e acesse os anexos para obter mais informações.

CBF

ESPORTE: Paratleta do Unipê é sinônimo de superação

O Unipê levou mais um ouro nos Jogos Paralímpicos Universitários 2018. O estudante do P1 de Educação Física do Centro Universitário de João Pessoa Paulo Nogueira, sinônimo de superação, chegou ao primeiro lugar do pódio na modalidade Bocha Adaptada. Atualmente, Nogueira, que também é atleta da Seleção Brasileira de Bocha Adaptada, é o bicampeão da categoria nos jogos Paralímpicos Universitários.

O resultado classificou o estudante para o Parapan Universitário, competição da qual ele vai participar caso a modalidade seja incluída. O Parapan Universitário vai ocorrer no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, entre os dias 19 e 29 de julho deste ano.

Três medalhas em menos de um mês

Subir ao pódio não é uma novidade para Paulo. Em menos de 30 dias ele conquistou dois ouros e uma prata. “Conquistei o bicampeonato nos Paralímpicos Universitários; conquistei o ouro na Tríplice Aliança, que é um campeonato regional; e ainda levei o vice-campeonato na cidade de Montréal, no Canadá”, comemorou o aluno-atleta.

A paralimpíada universitária foi a última medalha do atleta, que revelou que a sua preparação para o campeonato internacional de Montréal foi um diferencial para que ele subisse ao pódio representando o Unipê. “Eu já venho de uma competição internacional. Três anos consecutivos eu já compito em nível nacional e, neste ano, consegui me destacar em nível mundial. Fui selecionado para a equipe brasileira e conquistei um mundial no Canadá. Essa conquista do Universitário foi uma importante oportunidade que o Unipê me deu”, disse.

“Estou cotado para ir para o mundial em Liverpool com a seleção brasileira, para o Parapan, se tiver a categoria Bocha, e ainda para Tóquio em 2020. Espero levar o nome do Unipê comigo por onde quer que eu vá”, declarou, orgulhoso, o atleta Unipê.

Trajetória na Bocha

“Tenho seis anos de Bocha. Comecei em 2012, pela Funad. Eu nunca pensei em fazer até que um técnico acreditou em mim e hoje sou tricampeão regional e, agora, alcançando espaço em nível nacional”, revelou Paulo.

O atleta, por muito tempo, nem pensava em entrar para o mundo do esporte. Paulo tem paralisia cerebral, o que limita os seus movimentos, mas não sua capacidade de sonhar. “Sabe aquelas coisas de Deus? Ele coloca alguma coisa na sua vida para colocar rumo à sua vida. Assim foi com a Bocha. Me supero a cada dia e espero continuar conquistando meu espaço devagar, para levar o nome do Nordeste e, agora, o nome do Unipê”, comentou.

Paulo e o Unipê

O sonho encontrou um propósito. Apaixonado por futebol desde a infância, Paulo descobriu seu amor pela Bocha e, em consequência, pela Educação Física. E foi no Unipê que ele encontrou a possibilidade de adquirir e, quem sabe, repassar conhecimentos.

“Escolhi porque eu sou apaixonado pelo Esporte e quando eu descobri que a Educação Física no Unipê tinha cadeira adaptada eu descobri que poderia trabalhar na minha área. Assim eu me interessei mais ainda. Daqui a um tempo, quando pensar em me aposentar, eu quero me aposentar formado, ter outras carreiras para continuar ativo”, disse.

O aluno-atleta complementou destacando o apoio do Unipê para as suas conquistas. “Nunca achei que fosse encontrar o apoio que o Unipê está me dando como atleta. É um orgulho e uma responsabilidade carregar o nome de uma Instituição tão grande no Nordeste e no país. Tenho consciência dessa responsabilidade. Isso me dá ainda mais gás para treinar e querer fazer bonito para essa Instituição, que está acreditando em mim”, finalizou.

Sobre a Bocha

A competição consiste em lançar as bolas coloridas o mais perto possível de uma branca (jack ou bolim). Os atletas ficam sentados em cadeiras de rodas e limitados a um espaço demarcado para fazer os arremessos. É permitido usar as mãos, os pés e instrumentos de auxílio, e contar com ajudantes (calheiros), no caso dos atletas com maior comprometimento dos membros. No Brasil, a modalidade é administrada pela Associação Nacional de Desporto para Deficientes (ANDE).

Fonte: Da redação, com Luis Thales