Arquivo de tag Dr Deodato Cartaxo

porpjbarreto

Nota Informativa: Maternidade Dr. Deodato Cartaxo de Cajazeiras

NOTA INFORMATIVA

Diante da solicitação de informações no que diz respeito a um suposto “vazio” de profissionais médicos obstetras na Maternidade Dr. Deodato Cartaxo, vimos por meio desta informar que:

01 – Visando o melhor atendimento à população de Cajazeiras e cidades que compõem a 9ª Regional de Saúde, informamos que, devido o afastamento de um dos profissionais da casa, tivemos um pequeno desfalque no quadro funcional, contudo, a Direção Geral já realizou a contratação de uma nova profissional de obstetrícia para atuar no serviço durante a quarta feira no qual já iniciou os trabalhos no que diz respeito aos atendimentos;

02 -Informamos também que, o Hospital Regional de Cajazeiras através de sua Direção Geral, já se encontra em fase de finalização, a contratação de mais um profissional para a realização dos atendimentos nas segundas feiras, como também já foi solicitado junto a Secretaria de Estado da Saúde, a extensão de um profissional da cidade de Sousa-PB, para o HRC no intuito de suprir algumas carências no serviço e reforçar nos atendimentos no setor de obstetrícia na Maternidade Dr. Deodato Cartaxo, seguindo com 100% do seu funcionamento com profissionais habilitados.

A Direção Geral do Hospital Regional de Cajazeiras, segue na busca de melhorias para gerar um atendimento de qualidade e humanizado para a população sertaneja. No mais, nos colocamos a disposição para outros esclarecimentos.

 

Cajazeiras, 10 de Janeiro de 2020.

 

Hospital Regional de Cajazeiras

Rua. Tabelião Antônio Holanda, s/n- Centro. Cajazeiras – PB | (83) 3531-3563

E-mail: hospitalregionaldecajazeiras@gmail.com

porpjbarreto

Hospital Regional de Cajazeiras emite nota para esclarecer sobre morte de paciente na maternidade Deodato Cartaxo

GOVERNO DA PARAÍBA – SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE – HOSPITAL REGIONAL DE CAJAZEIRAS
GABINETE DA DIREÇÃO

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Na manhã do último sábado (09), o gabinete da Direção do Hospital Regional de Cajazeiras, foi informado sobre o acontecimento de um óbito devido complicações no pós cirúrgico (cesariana), diante do fato, se faz necessário alguns esclarecimentos:

01 – A gestante/paciente chegou a Maternidade Dr. Deodato Cartaxo, na última quinta feira (07), com queixa de perda de líquido, sendo de imediato acolhida pela equipe, e realizados os primeiros atendimentos, seguindo os protocolos de acordo com os sintomas apresentados;

02 – Após ser avaliada, havendo a suspeita de perda de líquido, fora solicitado exame de ultrassonografia para um melhor diagnóstico, sendo confirmado a diminuição do líquido, havendo a necessidade de intervenção cirúrgica de imediato. A paciente foi levada para o bloco cirúrgico e realizado o parto cesário, onde ocorreu tudo dentro da sua normalidade, inclusive, após algumas horas após o procedimento, a paciente já amamentava a criança;

03 – No dia seguinte, sexta feira (08), a paciente ao levantar-se, sentiu-se mal, apresentando cansaço (dispineica), sendo tão logo solicitado a equipe médica para melhor avaliação. Após avaliada, houve a necessidade do internamento da paciente na UTI devido o agravamento de seu quadro clínico, em dado momento, a paciente entrou em Parada Cardio Respiratória – PCR, sendo administradas as manobras de Reanimação Cárdio Pulmonar – RPC, onde voltou a apresentar seus sinais vitais, e logo em seguida, intubada;

04 – Na manhã deste sábado (09), a paciente entrou em uma segunda PCR, havendo a intervenção da equipe da UTI, e identificado um quadro de Embolia Pulmonar, sendo de pronto realizado a administração de medicamentos no intuito da destruição dos coágulos/trombos, mas, sem êxito. A paciente, infelizmente, chegou a óbito por Embolia Pulmonar.

O QUE CAUSA A EMBOLIA PULMONAR?

A embolia pulmonar é causada pela obstrução das artérias dos pulmões por coágulos (trombos ou êmbolos) que, na maior parte das vezes, se formam nas veias profundas das pernas ou da pélvis e são liberados na circulação sanguínea. Apesar de mais raros, também existem casos de embolias gordurosas provocadas por traumas ou fraturas, de embolias aéreas (bolhas de ar) e de líquido amniótico.

QUAIS OS FATORES DE RISCO?

São fatores de risco para a embolia pulmonar a imobilidade prolongada, cirurgias extensas, câncer, traumas, anticoncepcionais com estrógeno, reposição hormonal, gravidez e pós-parto, varizes, obesidade, tabagismo, insuficiência cardíaca, idade superior a 40 anos, DPOC e distúrbios na coagulação do sangue.

A Direção do Hospital Regional de Cajazeiras, lamenta profundamente a morte precoce da paciente, se colocando a disposição para outros esclarecimentos que se fizer necessário.

A Direção.

Cajazeiras, 09 de Novembro de 2019