Arquivo de tag Demandas

porpjbarreto

Santa Rita ganha campus do IFPB e estuda a implantação de curso para atender às demandas da região, dentre elas, a cana-de-açúcar

A inauguração do campus do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) em Santa Rita, no último dia 10, abre um leque de possibilidades para a região que já tem um parque industrial desenvolvido com usinas de cana-de-açúcar, água mineral e fruticultura. Sendo a quarta maior economia do estado, a tendência é que em breve o campus de Santa Rita abrigue cursos voltados a atender à demanda econômica da localidade. O curso Tecnólogo de Produção Química é um exemplo do que vem por aí e que deve dar um upgrade às indústrias ali instaladas, principalmente, às de cana. O curso ainda está em estudo e é uma possibilidade após aprovação em Conselho, para 2021.

A direção da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba – Asplan apoia a implantação do curso e elogiou a iniciativa da instituição. “A cultura canavieira é de suma importância para a Paraíba e, especialmente, para Santa Rita que é uma das principais regiões produtoras do Estado”, afirmou o presidente da Asplan, José Inácio de Morais.

Segundo o engenheiro químico e coordenador de Estágio e Relações Empresariais do IFPB – Santa Rita, Luzielson Baracho Ribeiro, com uma nova estrutura que teve o investimento de R$ 11.030.776,92, numa área de 5.740,96m², com dois blocos acadêmicos, laboratórios, um bloco administrativo, infraestrutura para reservatórios de água e urbanização, o campus agora estuda a abertura de cursos superiores voltados às potencialidades locais. “Aqui, nós temos um forte parque de usinas de cana, temos a água mineral e a fruticultura com o abacaxi e o coco muito fortes. Queremos crescer com esses mercados e atender às suas demandas profissionais, por isso nossa atenção está voltada também com esse foco”, comentou o coordenador.

Para ele, o curso de Produção Química atende bem a esse mercado em Santa Rita. “Diferente da Produção Sucroalcooleira que tem na UIFPB, a Produção Química abrange muitas culturas e processos. Na cana, por exemplo, o profissional poderá ser aproveitado na produção de bioenergia através da levedura, do CO2, do Sisal, do Agave, etc. Além, lógico, atuar com o próprio ATR. Além disso, também poderá atuar com a água mineral, que é muito forte em Santa Rita e a cultura do abacaxi e do coco. Ou seja, um profissional que vai agregar e muito a qualquer empresa”, defendeu Luzielson, acrescentando que 90% dos alunos do campus são de Santa Rita mesmo.

“O nosso campus já é o primeiro a ter o programa Jovem Aprendiz. Temos laboratórios e estamos investimento na compra dos equipamentos. A ideia é oferecer uma grande demanda por profissionais qualificados que moram no município”, destacou ele, lembrando que só para o mercado da cana, a Paraíba possui oito usinas distribuídas nos municípios de Caaporã, Pedras de Fogo, Santa Rita, Mamanguape e Rio Tinto. As plantações de cana-de-açúcar se estendem por 26 cidades na faixa litorânea e algumas localidades na microrregião do Brejo paraibano, onde o produto é destinado à produção de cachaça.

Para o presidente da Asplan, José Inácio de Morais, esse é um curso que vai incrementar a indústria Sucroalcooleira do estado. “Em produção a Paraíba só perde para Alagoas e Pernambuco. Empregamos quase 30 mil pessoas em épocas de safra como agora. Somos um dos principais pilares da economia do Estado. Nada mais natural que se tenha algo em nossas academias voltado ao segmento. Então, nós da Asplan, louvamos muito a iniciativa do IFPB. Será muito importante formar profissionais capacitados para trabalhar na indústria química, por meio de análises físico-químicas e biológicas”, comentou José Inácio. Na inauguração do novo campus de Santa Rita a Asplan foi representada pelo engenheiro agrônomo da entidade, Luis Augusto.

Estrutura

O prédio fica no km 42 da BR-230, no bairro Alto das Populares. O Campus Santa Rita do IFPB iniciou sua história em 2014 e funcionava em uma estrutura alugada. Lá, atualmente, tem dois cursos técnicos integrados ao Ensino Médio: Informática e Meio Ambiente. A unidade conta com grupos de pesquisa e de extensão e projetos na área de inovação. O Curso Tecnólogo em Produção Química será o primeiro superior do campus a funcionar em uma estrutura que conta com  blocos acadêmicos, 16 salas de aula, Laboratórios de Automação e Instrumentação Industrial, Açúcar e Álcool, Metrologia, Microbiologia, de Desenho – CAD, Metrologia Elétrica, Metrologia Dimensional, Química, Física, Biologia, Matemática, e três Laboratórios de Informática. Os prédios possuem ainda Coordenações de Curso e Sala de Professores.

Assessoria de Comunicação

porpjbarreto

Jeová leva demandas importantes de municípios para a secretaria de Educação e sai satisfeito com a garantia de ações

O deputado Jeová Campos (PSB) levou, na última segunda-feira (21), algumas pautas importantes das cidades de Uiraúna e São José de Piranhas para a Secretaria de Estado da Educação. Além disso, o parlamentar também apresentou ao secretário, Cláudio Furtadoo movimento “Não à Privatização” da Dataprev. O deputado esteve acompanhado do analista de TI da Dataprev, Judson Mesquita, bem como do prefeito de São José de Piranhas, Chico Mendes; e também das lideranças de Uiraúna, o vereador Francisco Benevenuto; e Dr. Paulo Arthur. A reunião, segundo Benevenuto, foi extremamente positiva, tendo alguns pleitos, inclusive, sendo atendidos de pronto.

Entre os pleitos do município de São José de Piranhas em relação à Educação estivera o encaminhamento da implantação da escola técnica estadual e a construção do ginásio da escola Dom Palito. O secretário Cláudio Furtado recebeu bem o pleito e deu garantia de que serão atendidas. O prefeito de São José de Piranhas, Chico Mendes, e o deputado estadual Jeová Campos, agradeceram ao Governador João Azevedo e ao secretário pela acolhida. “É muito gratificante ser recebido e ver um pleito importante ser compreendido como tal”, comentou Jeová.

O mesmo tratamento foi dado às demandas de Uiraúna referentes à Educação. Segundo o vereador Francisco Benevenuto, a maior escola de ensino médio da cidade, a José Duarte Filho, está atualmente funcionando em um prédio alugado e seus alunos aguardam a reforma do prédio original, que será feita pelo Governo do Estado. Durante a reunião, Jeová também levou, junto ao vereador, a demanda de implantação de um ensino profissionalizante de nível médio na cidade. “Foi tudo muito positivo. “Temos que agradecer ao deputado Jeová Campos por fazer esse contato”, disse o vereador, satisfeito com os encaminhamentos.

Movimento da Dataprev

No final da reunião, Jeová, que também esteve acompanhado do analista de TI da Dataprev, Judson Mesquita, apresentou a Cláudio Furtado a luta dos servidores efetivos de alguns órgãos federais a exemplo da Dataprev que pedem a continuidade dos serviços prestados. “O deputado tem se mostrado muito proativo nessa questão e tem nos ajudado fazendo esse intermédio com as autoridades da Paraíba para que possamos combater esse processo de privatizações”, afirmou Judson, que levou uma camisa do movimento “Não à privatização” para o secretário.

Assessoria de Imprensa