Arquivo de tag Delegacia

porpjbarreto

Vídeo: Jovem tenta furtar carro da concessionária Ford em Cajazeiras e quase causa tragédia

Um jovem se apresentou como suposto comprador de um veículo, no início da tarde desta quarta-feira (08) e conseguiu sair dirigindo o carro pelas ruas do Centro de Cajazeiras e quase causou um atropelamento, logo após sair da Ford Cavalcante e Primo.

A Polícia Militar foi acionada, saiu em diligências e localizou o acusado na região do Jardim Oásis, foi dada voz de prisão e o mesmo – conduzido à Delegacia de Polícia, para tomada das providências cabíveis.

Segundo informações, ao ser pego, o rapaz chegou a dizer que era investidor e que morava na Vila Nova em Cajazeiras. Vale ressaltar que o veículo é zero quilômetro. Ninguém ficou ferido. Foi registrado apenas danos materiais.

Redação

porpjbarreto

Saiba quais são as delegacias de Polícia Civil que funcionam em regime de plantão em João Pessoa e região metropolitana

Visando garantir a segurança dos paraibanos, diversas delegacias da Polícia Civil da Paraíba, estão com seu efetivo reforçado e delegacias funcionando em regime de plantão durante a festa do réveillon e toda a alta estação, que compreende o período de férias e vai até o carnaval 2020, numa operação que está sendo chamada de “Operação Verão”.

Segundo o planejamento elaborado pela Delegacia Geral de Polícia Civil, delegados, escrivães, agentes de investigação e peritos devem trabalhar durante a “Operação Verão”  em  escala de revezamento, de modo a reforçar o atendimento à população.

A operação vai empregar todas as forças de segurança, como a Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e outros órgãos do governo, todos com seus efetivos ampliados, além de órgãos parceiros de Prefeituras e instituições públicas e privadas. O objetivo é garantir um atendimento de qualidade à população durante as festividades de fim de ano e todo o período do verão.

Além do efetivo empregado nas delegacias, a Polícia Civil deverá reforçar atividades como a Delegacia Móvel, que estará presente em locais de grande movimento, como shows e atrações turísticas. Também haverá reforço no trabalho preventivo realizado pela Coordenação das Delegacias de Atendimento à Mulher (Coordeam), com a distribuição de panfletos e informações sobre o combate à violência doméstica e a Lei Maria da Penha.

A Central de Flagrantes, no Geisel, continua atendendo em sua escala de plantão 24 horas para registros de ocorrências, além das Delegacias da Mulher (Deam), da Infância e Juventude (DIJ) e de Crimes Contra a Pessoa (Homicídios). A Delegacia de Atendimento ao Turista (Deatur), em Tambaú, irá funcionar em regime de plantão 24 horas para registro de Boletins de Ocorrência, assim como a 9ª Delegacia Distrital, em Mangabeira, e a 12ª Delegacia Distrital, em Manaíra.

No interior do Estado também serão mantidos os polos de plantão que permanecem realizando procedimentos e atendimento ao público, como na Central de Polícia de Campina Grande e nas Delegacias Seccionais nos outros municípios. Todas terão os efetivos reforçados.

DELEGACIAS ABERTAS DURANTE O RÉVEILLON PARA REGISTROS DE OCORRÊNCIA

  • Central de flagrantes (Geisel/Central de Polícia)
  • Delegacia da Mulher (Geisel/Central de Poícia)
  • Delegacia da Infância e Juventude (DIJ – Geisel/Central de Polícia)
  • Delegacia de Homicídios (Geisel/Central de Polícia)
  • Delegacia do Turista (Tambaú/Térreo do prédio da PBTur)
  • 9ª DDC (Mangabeira)
  • 12ª DDC (Manaíra)
  • 5ª DDC Cabedelo
  • 6ª DDC Santa Rita
  • Delegacia de Mamanguape
  • Delegacia de Alhandra
A 2ª Delegacia Distrital com sede em Cajazeiras – Av. Cmte. Vital Rolim, S/N – (83) 3531-7005 – trabalha em regime de plantão.

Assessoria de Comunicação – SESDS

porpjbarreto

Polícia Militar prende suspeitos de assaltar loja no Sertão

Os suspeitos levaram perfumes, joias, dinheiro e um aparelho celular. Após rastrear o aparelho, os policiais localizaram os suspeitos na rua Castanholas, no bairro Várzea da Cruz, em Sousa.

A Polícia Militar prendeu, na tarde desta terça-feira (24), três suspeitos de assaltar uma loja em Coremas. O trio foi detido no município de Sousa, no Sertão da Paraíba.

Os suspeitos levaram perfumes, joias, dinheiro e um aparelho celular. Após rastrear o aparelho, os policiais localizaram os suspeitos na rua Castanholas, no Bairro Várzea da Cruz, em Sousa.

O trio foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil. Eles foram reconhecidos pelas vítimas e ficarão à disposição da Justiça.

 

Com informações de ClickPB

porpjbarreto

Extorsão no débito: travestis obrigam clientes a passar cartões

O bando chegou a faturar R$ 12,6 mil ao dopar um servidor público. Ameaçado de morte em um quarto de motel, ele forneceu as senhas

Armada, perigosa e com funções bem definidas, uma quadrilha formada por travestis negocia programas sexuais, rende vítimas e comete roubos e extorsões no Distrito Federal. Os principais alvos são homens que procuram sexo rápido e sigiloso na região conhecida por abrigar pontos de prostituição em Taguatinga Sul, próximo à fábrica da Coca-Cola. O bando chega a faturar entre R$ 10 e R$ 12 mil em cada ação, sempre operando máquinas de crédito e débito. Os equipamentos são usados para passar os cartões das vítimas.

Dezenas de ocorrências registradas na 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul) mobilizaram equipes de investigação para identificar e desarticular a associação criminosa, formada por sete travestis, dois homens e uma mulher. Ao todo, 72 vítimas procuraram a unidade policial e narraram ataques. Em um dos casos, um servidor público de 55 anos foi rendido e obrigado a digitar a senha dos seus cartões. Perdeu R$ 12,3 mil na cama de um motel.

As investigações traçaram o modus operandi usado pela quadrilha, o perfil das vítimas, além do dia, hora e local que as acompanhantes mais atacam. Os casos se multiplicaram desde o início deste ano, especificamente nos lugares com maior concentração de pontos de prostituição e casas especializadas em promover encontros sexuais.

Perfil

Conforme análise da PCDF, o grupo escolhe a dedo suas vítimas. Em todos os casos, os alvos são homens — a maioria casado —, com idades entre 40 e 65 anos e que apresentam receio de serem expostos por terem tido contato com travestis. Quase todos os ataques ocorrem nas quadras CSG, entre segunda e quinta-feira. Os horários variam entre 1h e 5h da madrugada.

Ela fez uma proposta aparentemente vantajosa: o homem desembolsaria mais R$ 30 e teria outras duas travestis para uma orgia. Todos seguiram para um motel próximo ao ponto de prostituição. No quarto, uma delas abriu uma lata de cerveja e serviu ao cliente. A bebida havia sido batizada com uma substância calmante, que deixou o funcionário público desorientado.

As agressões e ameaças começaram. As acompanhantes sacaram máquinas de débito guardadas nas bolsas e obrigaram o homem a digitar a senha do cartão. “Só me lembro delas falando que estava demorando para apagar e que me cortariam com facas se eu não digitasse a senha”, disse a vítima em depoimento na delegacia.

Ao todo, elas efetuaram 16 saques com os cartões do servidor, totalizando R$ 12,3 mil. Foram feitas também compras de crédito em uma série de estabelecimentos. Ainda atordoado e sob o efeito da droga, a vítima despertou apenas na manhã do dia seguinte, acordado por uma camareira do motel. O servidor juntou todas as faturas dos cartões usados pelas travestis e entregou aos investigadores, que apuram os roubos cometidos.

Outras vítimas

Além do servidor dopado e roubado, os policiais da 21ª DP investigam uma série de outros casos ligados ao bando. Um deles diz respeito a um idoso de 64 anos rendido no estacionamento de uma faculdade, em Taguatinga. Morador da Asa Norte, ele foi obrigado a debitar valores com seus cartões. Os valores chegaram a R$ 6,8 mil.

Caminhoneiros e motoristas de aplicativo também tornaram-se alvos do bando pela vulnerabilidade de suas funções. Os primeiros costumam estacionar as carretas e caminhões nas regiões próximas à Coca-Cola. Alguns são rendidos enquanto dormem nas boleias e outros são roubados quando negociam programas com as travestis.

Os motoristas de aplicativos são acionados por meio do celular para realizarem corridas e acabam sendo ameaçados com facas e obrigados a digitar as senhas dos cartões nas máquinas. Algumas das travestis foram identificadas e são procuradas pela polícia.

Fonte: Metropoles