Arquivo de tag Combate

porpjbarreto

Justiça Federal na Paraíba participa da campanha “Dezembro Vermelho”

Durante todo este mês, ações são realizadas para estimular a prevenção e o combate ao HIV/Aids e a outras ISTs

A Justiça Federal na Paraíba (JFPB) aderiu à campanha de conscientização “Dezembro Vermelho”, que visa promover ações educativas voltadas à prevenção e ao combate ao HIV/Aids e a outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs). O site institucional da JFPB ganhou um design que faz alusão ao tema e as redes sociais do órgão divulgarão dicas e informações sobre a iniciativa.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil conseguiu evitar 2,5 mil mortes por Aids entre os anos de 2014 e 2018. Nos últimos cinco anos, o número de mortes pela doença caiu 22,8%, de 12,5 mil em 2014 para 10,9 mil em 2018. Apesar de os dados serem positivos, acredita-se que 135 mil pessoas vivem com HIV no Brasil e não sabem.

Com base nessa estimativa, estão sendo realizadas, ao longo do mês, atividades e mobilizações em todo o País, tais como: veiculação de campanhas de mídia; palestras e atividades educativas, além de promoção de eventos. As ações têm parceria entre o poder público, sociedade civil e organismos internacionais, de acordo com as diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS) para enfretamento da Aids e outras ISTs.

A campanha é orientada pela  Lei 13.504/2017, que define detalhes sobre prevenção, assistência, proteção e promoção dos direitos humanos das pessoas que vivem com HIV/Aids.

Dezembro Vermelho

O mês de dezembro foi definido como período de reforço às ações de prevenção e combate à Aids em referência ao dia 1º, considerado mundialmente como de luta contra a doença. A decisão foi tomada na Assembleia Mundial de Saúde, em outubro de 1987, com apoio da Organização das Nações Unidas (ONU). A data serve para reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com as pessoas infectadas pelo HIV/Aids. No Brasil, a data passou a ser adotada, a partir de 1988, por uma portaria assinada pelo Ministério da Saúde.

O laço vermelho foi escolhido por causa de sua ligação ao sangue e à ideia de paixão, além de ser visto como símbolo de solidariedade e de comprometimento na luta contra a Aids. O projeto foi criado, em 1991, pela Visual Aids, grupo de profissionais de arte, de New York, que queriam homenagear amigos e colegas que haviam morrido ou estavam morrendo por causa da doença.

Assessoria de Comunicação 
Justiça Federal na Paraíba – JFPB

porpjbarreto

Dia Mundial de Combate à Aids Secretaria de Saúde realiza ação na Praça da Bandeira

O Dia Mundial de Combate à AIDS aconteceu neste domingo, 01, e dá início à campanha Dezembro Vermelho, que chama a atenção para a necessidade da informação sobre a proteção, tratamento e os cuidados necessários para pessoas com HIV/AIDS, além da prevenção a essa infecção sexualmente transmissível.

A Secretaria de Saúde de Campina Grande realizará uma ação durante toda esta semana, iniciando nesta segunda e prosseguindo até a sexta-feira, 2 a 6 de dezembro. Serão realizados testes rápidos de detecção da doença, além da distribuição de preservativos na Praça da Bandeira, das 8h ao meio-dia e das 14h às 16h.

“O objetivo é conscientizar a população sobre a necessidade da prevenção e do diagnóstico precoce, para darmos início ao tratamento rapidamente, pois é possível conviver com a infecção e ter uma vida estável. Além disso, o nosso objetivo é, primordialmente, levar informação para as pessoas, desmistificar o preconceito em torno do tema, mostrar que há tratamento e que existe uma rede de cuidados”, explicou a coordenadora Municipal das Políticas para ISTs, Andréa Truta.

Atualmente, mais de 1.100 pessoas, a maioria homens, são acompanhadas pelo Serviço de Atendimento Especializado (SAE), que oferece assistência a esses pacientes através de médicos, enfermeiros, psicólogos e assistentes sociais. O SAE também faz a distribuição dos medicamentos necessários para o controle da infecção.

Em 2019, novos 85 casos foram descobertos por meio dos testes rápidos e as pessoas puderam iniciar o tratamento. Desde 2013 a Secretaria Municipal de Saúde intensificou a aplicação de testes rápidos. Eles são realizados nas Unidades Básicas de Saúde e confirmados por meio de exames específicos no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), que em 2019 executou quase 3 mil testes.

Assessoria de Comunicação – PMCG

porpjbarreto

Diretor do Foro da JFPB participa de reunião da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro

Evento, realizado pelo Ministério da Justiça, ocorre até esta sexta-feira (22), em Minas Gerais

O diretor do Foro da Justiça Federal na Paraíba (JFPB), juiz federal Bruno Teixeira de Paiva, participa, nesta semana, em Belo Horizonte (MG), da XVII Reunião Plenária da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA). O grupo é formado por mais de 90 entidades dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário – das esferas federal, estadual e municipal; além de Ministérios Públicos e associações que atuam, direta ou indiretamente, nessa causa. O encontro, realizado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, começou na última segunda e termina nesta sexta-feira (22).

“Essa é uma reunião de grande importância, que acontece, anualmente, para discutir e traçar as ações que serão executadas nos meses seguintes. As contribuições são diversas e colaboram, efetivamente, com o combate ao crime de lavagem de dinheiro e às práticas de corrupção desde 2003, quando o grupo foi instituído”, disse o magistrado da JFPB, que representa o Conselho da Justiça Federal (CJF). “Neste ano, observamos, na avaliação mantida durante o evento, que as ações priorizaram a inteligência digital na análise de dados e os projetos de lei contra a lavagem e o desvio de recursos públicos. Agora, o debate segue para definir o planejamento de 2020”, complementou.

Principais resultados

Entre as ações implementadas pela ENCCLA, desde a sua criação, estão: o Programa Nacional de Capacitação e Treinamento no Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (PNLD); a Rede Nacional de Laboratórios contra Lavagem de Dinheiro (Rede-LAB); o Sistema de Movimentação Bancária (SIMBA); a iniciativa de padronização do layout para quebra de sigilo bancário e a posterior criação do Cadastro Único de Correntistas do Sistema Financeiro Nacional (CCS); a proposição legislativa que resultou na promulgação de leis importantes para o país, tais como a Lei 12.683/12, que modernizou a nossa Lei de Lavagem de Dinheiro.

 

Assessoria de Comunicação 
Justiça Federal na Paraíba – JFPB