Arquivo de tag Carlos Antônio

porpjbarreto

Ex-prefeitos “puxam” bloco carnavalesco e atrai multidão pelas ruas centrais de Cajazeiras

Denise acenou para o povo, num gesto de reconhecimento e respeito

O bloco Vixe Maria recém-criado por foliões de Cajazeiras, saiu às ruas centrais da Terra do Padre Rolim na noite desta quarta-feira (19) de fevereiro.

Prestigiando o início das festividades carnavalescas, os ex-prefeitos de Cajazeiras, Dr. Carlos Antônio e sua esposa Dra. Denise Albuquerque “puxaram” a multidão que se concentrou nas proximidades da Praça Ana de Albuquerque com a Rua Dr. Victor Jurema, com destino à Praça Dom Adalto “Praça do Xamegão”. Um mini trio sonorizou o evento.

De acordo com informações de foliões, alguns vereadores aliados do casal Carlos/Denise estiveram acompanhando e prestigiando o momento de entretenimento alusivo à festa de momo.

 

Redação

porpjbarreto

Junior Araújo poderá ter ao seu lado como companheiro de chapa, o ex-vice-prefeito de São José de Piranhas. Entenda!

“A chapa pra derrotar Zé Aldemir é Junior Araújo e Marquinhos Campos, não tenho dúvida disso”, declarou uma autoridade política cajazeirense.

De todos os nomes amplamente questionados e colocados na mídia local e regional como prováveis pré-candidatos à Prefeitura de Cajazeiras em 2020, os mais referendados (sem desmerecer) os demais, foram os nomes do deputado estadual cajazeirense Junior Araújo (Avante) e do ex-vice-prefeito de São José de Piranhas em duas oportunidades, Marquinhos Campos (PSB), irmão do também deputado estadual Jeová Campos.

Muitos foram lembrados e reverberados nos últimos meses, para concorrer à Prefeitura de Cajazeiras pelas oposições e, contra o projeto de reeleição do atual prefeito José Aldemir (PP).

De acordo com pessoas ligadas ao grupo político dos ex-prefeitos Carlos Antônio e Denise Albuquerque, os nomes para concorrer e, possivelmente lograr êxito nas eleições municipais neste ano que se inicia 2020, seria uma chapa com grande aceitação popular.

De um lado o grupo político liderado pelo deputado Jeová Campos, do outro, simpatizantes de Carlos Antônio, Denise e dos vereadores de oposição, debatem conjecturas e formulas para compor a chapa dos “sonhos”.

Segundo nos foi repassado por uma fonte, o deputado Jeová Campos tem a pretensão de indicar um familiar seu para concorrer ao executivo cajazeirense, que seria o irmão Marcos Campos. Mas caso venha haver a aproximação dos dois grupos, qual nome com maior expressão e musculatura política para o executivo: Seria do deputado Junior Araújo, ou de Marquinhos Campos? Pois, ambos já desempenharam a mesma função de vice-prefeito; um em São José de Piranhas, o outro em Cajazeiras.

Vale ressaltar que os maiores apoios políticos estão ao lado do deputado Junior Araújo, como por exemplo, dos ex-prefeitos Carlos Antônio e Denise, dos vereadores aliados; Léa Silva (DEM), Lindberg Lira (PTB), Roselânio Lopes (PTB), Kleber Lima (PTB), Moacir Filho (DEM), Deuzinho da Arara atual presidente da Câmara Municipal (PTC) e do Vereador Jucinério Félix (Cidadania).

Podemos somar ainda como prováveis apoios ao nome do irmão de Jeová, os vereadores: Alisson Voz e Violão (PSB), João da Coca (PTC) e Marcos Barros (PSB), este último, implicado em diversos processos judiciais e condenado em segunda instância – podendo não concorrer a nenhum cargo eletivo em 2020 e, um grupo de suplentes/vereadores com bastante densidade eleitoral como base política para Marquinhos Campos.

Já o Vereador Rivelino Martins (PSB), tem idealizado uma candidatura própria, com apoio do (PT).

 

Redação

porpjbarreto

Jeová diz a um vereador que não fará aliança com o grupo de Carlos Antônio. “Não me junto com esse povo, nem que meu pai pedisse”

“Não me junto com esse povo nem que meu amado pai se vivo estivesse, me pedisse”

Há um ano para ás eleições municipais, os ânimos já começam a dar o tom de rivalidade. Não é de se estranhar que as divergências políticas entre o grupo representado pelo deputado estadual Jeová Campos (PSB) e o grupo político representado pelos ex-prefeitos de Cajazeiras, Dr. Carlos Antônio (DEM), Dra. Denise (PSB), Carlos Filho (DEM) e o deputado estadual Júnior Araújo (Avante), estejam inflamadas e em desencontro.

Jeová teria dito a um vereador de Cajazeiras, que não se aproximará na campanha de 2020, nem tão pouco se alia com o grupo político de Carlos Antônio mesmo que seu pai se vivo estivesse, pedisse ao referido parlamentar sertanejo. “Não me junto com esse povo nem que meu amado pai se vivo estivesse, me pedisse”, confidenciou Campos.

Para Jeová, o nome do Vereador Marcos Barros tem seu aval e total apoio para ser colocado à disposição do seu grupo, para concorrer à Prefeitura de Cajazeiras, porém, devido os diversos processos judiciais e impedimento criminal, que o parlamentar-mirim está inserido no momento – dificilmente poderá ser candidato.

Na linha sucessória, figura o irmão do deputado, o ex-vice-prefeito de São José de Piranhas, Marcos Campos que recentemente transferiu seu domicílio eleitoral daquela cidade, para Cajazeiras.

Em contato com “Marquinhos Campos” na última sexta-feira (04) durante evento em sua residência, o irmão de Jeová chegou a afirmar que não caminha ao lado do projeto político de reeleição do prefeito José Aldemir (PP). “Não tenho atrito com nenhum grupo político, não tenho desavença com Zé Aldemir, com Dr. Carlos, nem com Dra. Denise, nem com Carlos Filho e nem tão pouco com o deputado Júnior Araújo, o nosso grupo é esse aqui (apontando para os suplentes que estavam presentes no café da manhã e, ao lado da conversa), vou para onde esses guerreiros me levar, eles que estiveram com a gente na campanha estadual do ano passado (2018), eles que vão dizer para onde e com quem eu vou”, afirmou Marcos Campos.

 

Redação – fmrural.com.br