Arquivo de tag Campus

porpjbarreto

Proeja: inscrições abertas no IFPB Campus Cajazeiras

Inscrição para o curso técnico de Meio Ambiente é de 2 a 20 de dezembro desse ano e de 20 a 31 de janeiro de 2020

As inscrições para o Programa Nacional de Integração da Educação Profissional ao Ensino Médio na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (Proeja) do IFPB Campus Cajazeiras estão abertas. A seleção do Proeja é para o Curso Técnico em Meio Ambiente Integrado ao Ensino Médio e oferta 40 vagas.

Confira aqui o Edital da Pró-Reitoria de Ensino do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba. A inscrição é no período de 02 a 20 de dezembro de 2019, após uma pausa de 30 dias as inscrições retomam no período de 20 a 31 de janeiro de 2020 e são feitas presencialmente no Campus Cajazeiras. O curso é realizado no turno da noite e a inscrição é gratuita.

A seleção é por questionário e entrevista que levam em conta questões socioeconômicas e a expectativa do candidato com o curso. O resultado deve ser conhecido até 17 de fevereiro. No link acima, há anexos como o formulário de inscrição.

Assessoria de Imprensa – IFPB/Cajazeiras

porpjbarreto

Cajazeiras foi medalha de ouro com a equipe de vôlei de areia

Delegação do Campus Cajazeiras retorna dos JIFs com quatro medalhas

A etapa final da quarta edição dos Jogos Intercampi do IFPB terminou no último domingo (24/11) no ginásio de esportes do Campus Campina Grande e reuniu cerca de 400 estudantes de todos os campi da Instituição. A delegação de Cajazeiras foi a segunda maior dos jogos, composta por 35 atletas.

Foram quatro equipes medalhistas nas modalidades: vôlei, futebol, basquete e vôlei de praia. Sendo: uma medalha de bronze, duas de prata e uma de ouro. A professora de educação física Samara Brasil comemora o resultado. “Estou muito feliz com o desempenho das equipes e por tudo o que eles vivenciaram nesses jogos. O resultado não é o mais importante, valores como respeito, humildade, amizade e cooperação que o esporte proporciona é algo para toda a vida. Para a maioria foi uma experiência única: a primeira viagem, a primeira competição, a primeira vez que se hospedaram num hotel”, disse.

De acordo com a professora, o tempo médio de treinamento para uma equipe obter bons resultados é de dois a três anos. E algo em comum entre os times são os resultados conquistados mesmo com pouco tempo de treinos. A equipe de futebol, 3ª colocada dos JIFs, é formada basicamente por alunos do primeiro ano.

Os alunos do terceiro ano do curso integrado em eletromecânica Gustavo Henrique e Marcos Vinícius são exemplos desse trabalho de evolução, eles conquistaram a medalha de ouro no vôlei de areia. Os campões treinam há dois anos dentro e fora do IFPB. Marcos conta que conheceu o esporte ao entrar no IFPB Campus Cajazeiras. “Nesse tempo conseguimos evoluir bastante graças a todo esforço e dedicação ao esporte”. Gustavo também percebe a evolução e que é um apaixonado pelo esporte, mas que sabe das dificuldades e incertezas da vida de um atleta e por isso terá o esporte como um hobby.

O aluno Moldden Gualberto do quarto período de Engenharia Civil representou o campus Cajazeiras nos times de basquete e futebol. “Um fato inusitado chamou atenção, todos comentavam que entre um jogo e outro ele aproveitava o tempo para estudar na arquibancada” conta a professora. Molddem foi convidado para treinar basquete em João Pessoa com a equipe paraibana.

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

Semana de Engenharia começa nesta quarta-feira, (23) no IFPB Campus Cajazeiras

Programação reúne mais de 20 atividades

Com programação completa para profissionais e estudantes da área, a 4ª edição da semana de Engenharia Civil consolida o sucesso das edições anteriores. O evento tem duração de três dias e é um dos mais aguardados no calendário acadêmico do IFPB Campus Cajazeiras.

A abertura está marcada para acontecer dia 23 de outubro às 08h com o credenciamento seguido de duas competições: a de ponte de palitos de picolé e a batalha nerd/torta na cara. A cerimônia oficial de abertura será às 17h, com momento cultural e palestra com Hyago Timóteo sobre os “Cinco pilares fundamentais para vencer na Engenharia”.

O evento traz uma programação diversa como: apresentação de artigos, competições estruturais, palestras, minicursos e sorteios de livros. As inscrições acontecem no hall de entrada do IFPB Campus Cajazeiras.

Programação completa.

Assessoria de Imprensa – IFPB

porpjbarreto

Assembleia discute implantação de campus da UEPB no Vale do Piancó

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), através da Comissão de Educação, Cultura e Desportos, realizou, nesta segunda-feira (14), audiência pública para discutir a implantação de um campus da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) no Vale do Piancó. Na ocasião, diversos prefeitos, professores e estudantes de municípios da região discutiram a necessidade da expansão da UEPB.

O deputado Taciano Diniz, autor da propositura, ressaltou que a criação de um campus universitário no Vale do Piancó pode proporcionar o crescimento econômico e social da região. “Essa é uma luta que já vem desde o ano de 2000, passando por processos eleitorais e, assim, no engajamento de uma região composta por 18 municípios, que têm um forte ponto agropecuarista e desenvolvimento do ramo têxtil. Então, se faz necessário a implantação do ensino público superior para que, efetivamente, tenhamos a qualificação dos jovens, dando oportunidade para se formarem dentro da sua região”, afirmou.

O deputado Wallber Virgolino destacou que a representatividade da região na ALPB fortalece a luta das principais demandas da população local. “O Vale do Piancó é uma das regiões mais importantes da Paraíba, de grandes políticos, mas ao longo dos anos a classe política se enfraqueceu e o Vale ficou um pouco esquecido. Hoje, a região conta com dois representantes na Assembleia, eu e o deputado Taciano, e nós estamos lutando para a implantação de um campus da UEPB para que não só leve educação, mas desenvolvimento para a região, que precisa ser oxigenada”, enfatizou.

De acordo com o prefeito de Piancó, Daniel Galdino, a implementação do ensino superior na cidade promoverá a melhoria da qualidade de vida para o município e região. “Essa realidade iria mudar totalmente a economia, aquecer o comércio local, além de proporcionar para o cidadão piancoense e de toda a região do Vale do Piancó e das cidades circunvizinhas a possibilidade de se ter um curso superior presencial, em uma região que se tem quase 200 mil habitantes”, reiterou.

WhatsApp Image 2019-10-14 at 5.42.52 PMO prefeito de Itaporanga, Divaldo Dantas, também destacou que a criação de um campus é uma oportunidade de permanência da população nos municípios. “O Vale é uma região de população elevada e que temos essa necessidade urgente da implantação da universidade, já esperada há muitos anos, pois temos uma perda muito grande de pessoas que saem para estudar fora e que normalmente ficam em outras regiões, sem que possamos aproveitar a nossa própria mão de obra”, pontuou.

Já o reitor da UEPB, professor Rangel Júnior, ressaltou a viabilidade de outras formas de expansão da universidade no Vale do Piancó, diante de restrições financeiras. “A situação que a universidade vem enfrentando é extremamente difícil, mas, desde que haja planejamento, estudos, mobilização e garantias orçamentárias, podemos discutir a implementação, inclusive, através de educação à distância, de cursos de pós-graduação e de projetos e programas de extensão. Ou seja, a universidade pode estar nos lugares, sem necessariamente ter que ter um campus instalado”, concluiu.

Também participaram da audiência pública os deputados Branco Mendes, Tovar Correia Lima e Trócolli Júnior; o prefeito de Pedra Branca, Allan Bastos; o prefeito de Emas, Segundo Madruga; a prefeita de Boa Ventura, Leonice Lopes; além de diversos vereadores, lideranças e representantes da sociedade civil organizada da região.

Assessoria de Imprensa – ALPB

porpjbarreto

Equipe de Robótica do Campus Cajazeiras é finalista do ROSI CHALLENGE

Desafio de programação de robôs autônomos é promovido pela Vale e tem premiação de R$ 20 mil

A equipe ForROS liderada pelo professor Raphael Maciel do IFPB Campus Cajazeiras se prepara para mais uma competição da área de robótica de alto nível. O time integrado por alunos e professores do IFPB/Cajazeiras e do IFBA se prepara para disputar a final do ROSI CHALLENGE (Desafio de programação de robôs autônomos para inspeção industrial promovido pela Vale).

De acordo com Raphael “a competição tem como objetivo o desenvolvimento de um software de controle de um robô autônomo para inspeção de esteiras transportadoras”. O ROSI é uma plataforma robótica inovadora no setor industrial e mais de 25 equipes participaram do desafio que chega à sua última fase com nove finalistas, incluindo o time IFPB/IFBA.

O ROSI CHALLENGE é desafio extremamente difícil e a equipe do Campus Cajazeiras concorre com grupos de pesquisa de todo o Brasil, inclusive com instituições de grande nome. “Tivemos a felicidade chegarmos à final o que demonstra a força e potencial do IFPB Cajazeiras, no que se refere à robótica de alto nível”, destaca Raphael Maciel.

A etapa final acontecerá no dia 28 de outubro durante o principal evento científico em automação inteligente na América Latina. O 14ª edição do SBAI (Simpósio Brasileiro de Automação Inteligente) será realizada em Ouro Preto-MG.

Equipe ForRos:

Raphaell Maciel de Sousa (team leader/IFPB)

José Alberto Diaz Amado (co-orientador da equipe/IFBA)

Gerberson Felix da Silva (IFPB)

Jean Carlos Palácio Santos (IFBA)

Rafael Silva Nogueira Pacheco (IFBA)

Michael Botelho Santana (IFBA)

Sérgio Ricardo Ferreira Andrade Júnior (IFBA)

Matheus Vilela Novaes (IFBA)

Lucas dos Santos Ribeiro (IFBA)

Félix Santana Brito (IFBA)

Com informações de Clara Marinho