Arquivo de tag Campeão

porpjbarreto

Liverpool se vinga do Flamengo e é campeão inédito

Rubro-negro enfrenta os Reds de igual para igual, mas contra-ataque letal no início da prorrogação transforma o brasileiro Firmino em herói do time inglês

Em dezembro de 2019, o Liverpool é campeão inédito do Mundial de Clubes da Fifa. Depois de um jogo equilibrado no tempo normal, o time inglês aproveitou um contra-ataque na primeira etapa da prorrogação e decretou a conquista inédita do clube inglês. Vice contra o próprio Flamengo em 1981, ao perder por 3 x 0; e contra o São Paulo em 2005; os Reds finalmente conquistam o planeta bola. Atual vencedor da Champions League e da Supercopa da Uefa, a trupe de Jürgen Klopp empilha o terceiro título no ano. Na quinta-feira, o timaço da terra dos Beatles retoma a maratona pelo título inédito da Premier League. A equipe jamais levou o troféu desde que a competição passou a ser uma liga nacional.

Ao contrário de outros campeões da Libertadores, o Flamengo jogou de igual para igual com o vencedor da Uefa Champions League, mas o Liverpool mostrou que está em outro patamar. Com isso, o Flamengo encerra o ano com três dos quatro títulos sonhados. No início do ano, faturou o Campeonato Carioca em cima do arquirrival Vasco. Faturou também o Campeonato Brasileiro saindo da fila de 10 anos e a Libertadores quebrando jejum de 38 anos ao superar o River Plate de virada. A expectativa no retorno do time ao Brasil é quanto a permanência do técnico Jorge Jesus e da dupla de ataque formada por Bruno Henrique, que interessa ao futebol chinês, e Gabriel Barbosa, cujo contrato de empréstimo da Internazionale chegou ao fim.

O estilo heavy metal do Liverpool fez barulho logo nos primeiros segundos do jogo.  O brasileiro Roberto Firmino recebeu passe, surgiu na cara do goleiro Diego Alves e finalizou por cima da trave rubro-negra. O camisa 9 desperdiçou a oportunidade incrível ao ser pressionado pelo zagueiro Rodrigo Caio. Elétricos, os Reds assustaram novamente em uma escapada de Salah pela esquerda. O egípcio ganhou de Filipe Luís na corrida e serviu o volante Keita. O jogador nascido em Guiné isolou a bola. A pressão do Liverpool continuou até os seis minutos. Alexander-Arnold escapou pela direita e chutou cruzado, a um palmo da trave direita protegida por Diego Alves.

Depois de suportar o bombardeio inglês, o Flamengo teve minutos de domínio e incomodou o Liverpool, principalmente, nas escapadas em velocidade do atacante Bruno Henrique nas costas dos laterais Arnold e Robertson. Em um dos lances, Gabriel Barbosa finalizou em cima da defesa do Liverpool. Em outra investida, a bola passou na frente do volante Gerson, o único posicionado dentro da área dos campeões europeus. O zagueiro holandês Van Dijk também teve trabalho com Bruno Henrique ao interceptar a arrancada de Bruno Henrique. Joe Gomez foi providencial após lançamento de Pablo Marí e brecou o rubro-negro.

O Flamengo encerrou o primeiro tempo com mais posse de bola do que o Liverpool: 52% contra 48% do adversário. No entanto, pecava na finalização ou demorava na definição. Gabriel Barbosa e Bruno  Henrique não conseguiram concluir. Nas últimas tentativas do primeiro tempo, Salah e Bruno Henrique receberam lançamentos em profundidade no meio da defesa, mas os goleiros Diego Alves e Alisson estavam atentos. O tempo equentou com um desentendimento do lateral-direito com Mané. O senegalês recebeu cartão amarelo.

O início do segundo tempo foi um repeteco do início do primeiro. Roberto Firmino deu chapéu em Rodrigo Caio e marcaria um golaço se as duas traves não tivessem salvado o goleiro Diego Alves. O camisa 1 rubro-negro só ficou olhando. Na sequência foi a vez de Arnold encontrar Salah na área. O atacante chutou de direita à esquerda Diego Alves.

O sufoco passou e o Flamengo deu o troco no Liverpool. Arrascaeta entregou a bola para Gabriel Barbosa e o centroavante chutou por cima do gol de Alisson. Gabigol fez o papel de garçom na trama mais perigosa do time carioca. Everton Ribeiro chutou cruzado e Alisson usou o braço direito para evitar que a bola entrasse no cantinho. Gabigol arriscou até uma finalização de bicicleta depois de um cruzamento cruto de Bruno Henrique para a esquerda. Porém, Alisson estava ligado e segurou no canto esquerdo.

O panorama tático da final começou a mudar aos 30 minutos do segundo tempo. Jürgen Klopp tirou o contundido Chamberlain e inseriu Lallana em campo. Jorge Jesus respondeu surpreendendo com Vitinho no lugar de Arrascaeta. Numa escapa pela esquerda, Roberto Firmino cruzou para a área, a bola passou por Mané e Keita e chegou para Arnold chutar fraco. Atento, Diego Alves encaixou a bola com tranquilidade.

O Liverpool retomou o domínio da partida e voltou a ameaçar numa finalização de Robertson de fora da área. Diego Alves voou para protagonizar a defesa mais bonita da partida com um tapinha para escanteio. A bola entraria no ângulo esquerdo do goleiro do Flamengo. Um susto e tanto para a torcida rubro-negra.

O nível de emoção do jogo atingiu o ápice aos 45 minutos do segundo tempo. Mané recebeu lançamento no meio da zaga do Flamengo. Perseguido por Rafinha, o senegalês caiu na entrada área. O juiz catari Abdulrahman Al Jassim imediatamente sinalizou pênalti e puniu Rafinha com cartão amarelo. O lance foi revisado pelo VAR. Depois de cinco minutos de suspense, o árbitro interpretou que não houve falta cancelou o cartão de Rafinha e a decisão avançou à prorrogação pela terceira vez no atual formato, como na conquista do Barcelona sobre o Estudiantes em 2009; e do Real Madrid diante do Kashima Antlers em 2016.

A percepção ao término do primeiro tempo era de que as alterações de Jorge Jesus descaracterizaram o Flamengo, principalmente as saídas de Arrascaeta e Everton Ribeiro. Melhor taticamente e aparentemente mais inteiro fisicamente, o time inglês abriu o placar em um contra-ataque perfeito. Henderson acionou Mané em velocidade. Ele esperou a chegada de Roberto Firmino e o centroavante teve tranquilidade para tirar Rodrigo Caio e Diego Alves do lance e estufar a rede e partir para comemorar o gol da conquista inédita do Liverpool. A esquadra da terra dos Beatles se junta ao Manchester United. Até então, os Diabos Vermelhos eram os únicos campeões mundiais representando a pátria da rainha.

 

FICHA TÉCNICA

LIVERPOOL 1
Alisson; Arnold, Gomez, Van Dijk e Robertson; Henderson, Keita (Milner) e Chamberlain (Lallana); Salah (Shaqiri), Firmino (Origi) e Mané.
Técnico: Jürgen Klopp

FLAMENGO 0
Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Willian Arão (Berrío); Everton Ribeiro (Diego), Gerson (Lincoln), Arrascaeta (Vitinho) e Bruno Henrique; Gabriel Barbosa
Técnico: Jorge Jesus

Gol: Roberto Firmino, aos 8 minutos do primeiro tempo da prorrogação
Cartões amarelos: Mané, Salah, Milner, Diego e Vitinho

Público: 42.416 pagantes
Renda: não divulgada
Árbitro: Abdulrahman Al Jassim (Catar).

 

Por Super Esportes

porpjbarreto

Atleta paraibano Daniel Azevedo é campeão Sul Americano nos 200 Medley

O nadador paraibano Daniel Azevedo conquistou, no começo da noite da última terça-feira (03), em Assunção, no Paraguai, o título de campeão Sul Americano ao ganhar a prova dos 200 Medley. Daniel conquistou o primeiro lugar na competição nesta modalidade e subiu no ponto mais alto do pódio para receber sua medalha ao som do Hino Nacional segurando a bandeira brasileira. Ele conquistou o Ouro com um tempo de 2.13.51. O segundo colocado na prova, outro brasileiro, Artur de Souza, conquistou a medalha de Prata, com um tempo de 2.15.83. O terceiro colocado foi o nadador chileno, Ardiles Quiroz, com o tempo de 2.18.02. Nesta quarta-feira (04), Daniel volta a nadar, desta vez, na modalidade Costas, uma de suas especialidades.

Daniel, que vinha de uma rotina pesada de treinos e emendou três eventos seguidos, disse que está muito feliz com o resultado e com a superação de sua marca. “Esse é meu primeiro título Sul Americano e essa foi uma conquista gigante para mim, principalmente, porque eu estava voltando de outros dois campeonatos consecutivos e mesmo com o desgaste das provas, consegui melhorar meu tempo e pretendo me superar cada vez mais”, disse o atleta.

Daniel é uma revelação e se destaca em todas a competições que participa. Nas duas últimas, ele subiu ao pódio várias vezes. No Campeonato Brasileiro Interclubes Infantil de Natação, disputado entre os dias 19 e 23 de novembro, em Porto Alegre, ele sagrou-se campeão nos 200 Costas e 200 Medley e ainda vice-campeão nos 100 Costas. De Porto Alegre ele foi para Blumenau, onde disputou os Jogos Escolares da Juventude, entre os dias 27 e 29, quando representou a Paraíba e o colégio GEO, onde é aluno do 9º ano. Daniel quebrou recordes nesta última competição e foi campeão nas provas de 100 Costas, 200 Medley e nos 50 Costas. Foram três ouros no mesmo campeonato e em todas as provas que disputou.

Daniel, que está em Assunção, no Paraguai, com a mãe Daniele, que sempre que pode o acompanha nas provas, é o único atleta paraibano a integrar o time das estrelas da Seleção Brasileira Escolar, de 12 a 14 anos que disputa os Jogos Escolares Sul Americano. A competição começou ontem (02) e termina na próxima sexta-feira (06). Daniel é atleta do clube Acqua R1 e, por enquanto, não tem patrocinadores, o que exige da família um esforço muito grande para bancar a participação dele e de um acompanhante em todas as competições, já que ele é menor de idade. “Não é fácil arcar com tantas despesas. Nossa família tem recursos limitados, mas, até agora fizemos um esforço para proporcionar que ele participe de todas as provas, porém confesso que se tivéssemos uma ajuda isso nos ajudaria muito”, disse a maior torcedora e fá de Daniel, Daniele Azevedo.

Assessoria 

porpjbarreto

Flamengo é campeão brasileiro e se torna primeiro time desde 1963 a ganhar Nacional e Libertadores no mesmo ano

Com os dois títulos, Rubro-Negro alcança feito que só havia sido obtido pelo Santos de Pelé

Depois de ter sido campeão da Libertadores no último sábado, o Flamengo conquistou também o título do Campeonato Brasileiro neste domingo, com a derrota do Palmeiras para o Grêmio por 2 a 1. Com o feito, o Rubro-Negro se tornou o primeiro time desde 1963 a ganhar o Brasileiro e a Libertadores no mesmo ano.

A única equipe que obtivera tal feito havia sido o Santos, ao conquistar as edições de 1962 e 1963 da Taça Brasil – que ganhou status de Brasileiro após resolução da CBF em 2010 – e da Libertadores. Comandado por Pelé, o Peixe dominou o futebol do país naquela década e conquistou o status de um dos melhores times de todos os tempos.

Desde então, nenhum time do país conseguiu ganhar o maior título nacional e a Libertadores na mesma temporada.

Como o jogo da 34ª rodada contra o Vasco havia sido antecipado para o dia 13, o Flamengo conquistou o Brasileirão sem nem entrar em campo. Faltando quatro jogos para cada equipe, o Rubro-Negro soma 13 pontos a mais do que Santos e Palmeiras.

Após conquistar a Libertadores, o Flamengo deixou Lima na madrugada deste domingo e chegou ao Rio pouco antes das 11h. Do aeroporto, o time seguiu para o Centro, onde desfilou em trio elétrico por quase quatro horas. Logo após o início do jogo entre Palmeiras e Grêmio, o trio deixou a Avenida Presidente Vargas.

No momento do apito final na Arena Palmeiras, os jogadores do Flamengo estavam no ônibus do clube no bairro do Recreio dos Bandeirantes, a caminho do Ninho do Urubu. Em festa, os atletas gritaram “É campeão” e “Volta pro trio”.

Globo Esporte

porpjbarreto

Sport-PB segura a pressão do São Paulo Crystal, vence nos pênaltis e é campeão paraibano da Série B

A equipe do Sport-PB – Sport Lagoa Seca, como é mais conhecido – conseguiu um feito digno de poucos, na tarde deste sábado (12), no Estádio O Carneirão, no município de Cruz do Espírito Santo. A equipe segurou a pressão do time da casa, o invicto São Paulo Crystal, com um jogador a menos durante quase os 90 minutos da etapa regular, e venceu a final do Campeonato Paraibano da segunda divisão, na disputa por pênaltis, pelo placar de 3 a 2.

O primeiro lance significativo da partida final foi logo aos dois minutos, com uma entrada criminosa de Anderson Pinto, meio-campo do Sport-PB, em jogador adversário. O árbitro convocado pela Federação Paraibana de Futebol para apitar a partida, Wagner Reway, da Fifa, expulso o atleta de campo, que deixou o gramado chorando bastante.

Era a equipe do técnico Jânio Fialho tendo que buscar a superação na partida. Mas, o adversário não conseguiu reverter em gols a vantagem numérica em campo e pouco ofereceu em termos de risco à defesa do Sport-PB.

No segundo tempo, a partida seguia equilibrada até aos 18 minutos, quando outro jogador foi expulso do campo de jogo. O atacante Júnior Fialho, do Sport-PB, fez falta dura e recebeu o segundo amarelo. Com nove em campo, a equipe de Lagoa Seca viu o Sport Crystal crescer em campo e a estrela do goleiro João Manoel começou a aparecer.

Aos 36 minutos, outra expulsão. O atacante da equipe da casa, Jó Boy, que havia entrado no decorrer da partida, fez falta dura e recebeu o cartão vermelho. A partida terminou mesmo em 0 a 0, e a disputa foi para os pênaltis.

Marcaram pelo Sport-PB: Ítalo, Robertinho e Gustavo; Gaspar e Erivan desperdiçaram as cobranças; Pelo São Paulo Cystal confirmaram os penais os atletas Isaías e Filipe Pires. Carioca, Igor e Nonato não concluíram as oportunidades. O placar de 3 a 2 deu o título inédito a equipe de Lagoa Seca.

Fotos: tvtorcedor

Com wscom