Arquivo de tag atendimentos

porpjbarreto

Complexo Regional de Patos registra mais de 40 mil atendimentos e quase três mil cirurgias entre janeiro e outubro deste ano

A demanda de atendimentos no Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, de Patos, tem aumentado muito ultimamente. Em outubro, por exemplo, a unidade, que integra a rede estadual de serviços, teve o maior número de atendimentos dos últimos anos, tanto no setor de Urgência e Emergência, quanto no Ambulatorial. No 1° semestre, a média de atendimento/mês foi 2.974, agora essa média está em 3.386, o que representa um aumento de 12%. O relatório de prestação de serviço da unidade aponta que entre o dia 1º de janeiro e 31 de outubro último, o Complexo realizou 40.387 atendimentos, 2.996 cirurgias, 5.482 internações, 40.718 exames laboratoriais e mais 41.323 exames radiológicos em seu Centro de Imagem.

Segundo a diretora geral do Complexo, Liliane Sena, de fato, houve um significativo aumento na demanda para a unidade, contextualizado por alguns motivos, entre os quais destacam-se a ampliação de casos por problemas respiratórios e do alto índice de acidentes, além de ser reflexo da atual situação da rede de assistência à saúde nos municípios. “A fragilidade porque passa a rede de assistência à saúde municipal, que vem enfrentando dificuldades ao longo do tempo e que tem se agravado de maneira mais forte nos últimos meses, ocasionou uma maior procura pelo Hospital, tanto por especialidades médicas e exames, que as pessoas não estão tendo acesso em seus referidos municípios. Isso provoca um agravamento da doença, até chegar ao ponto de ser indicativo de procura pelo Regional”, afirma Liliane, lembrando ainda que os muitos acidentes, não só em Patos, mas em toda a região, além de questões pontuais como a da incineração do lixão da cidade, que provocou um aumento no número de casos por problemas respiratórios, refletem na demanda do Complexo.

Referência para mais de 80 municípios da região do sertão, o Complexo registrou 31.388 atendimentos de urgência e emergência nos primeiros dez meses deste ano e mais 8.999 atendimentos ambulatoriais, totalizado 40.387 atendimentos neste período. Das 2.996 cirurgias realizadas entre janeiro e outubro, a maior parte delas foi de procedimentos ortopédicos, com 1.394 casos, seguido de cirurgias gerais, com 688 registros, e 422 casos de cirurgia oncológica, este último, porque os procedimentos oriundos do Hospital do Bem são realizados no Regional, já que a unidade oncológica integra o Complexo Hospitalar.

Dados do relatório de serviços prestados pelo Complexo apontam ainda que das 5.482 internações realizadas entre janeiro e outubro último, a grande maioria delas foi na Clínica Média, com 2.672 casos, seguido de demandas da ortopedia, com 1.442 internações e de Cirurgia geral, com 685 casos. Neste período, o Complexo realizou ainda 40.718 exames laboratoriais, numa média de 4 mil exames/mês e mais 41.223 exames radiológicos, dos quais 21.508 foram Raio X, 12.907 foram Tomografias, 5.473 foram Ultrassons e Ecocardiograma, 758 Endoscopias e mais 558 Colposcopia. No Centro de Imagens do Complexo foram feitos ainda 81 Colonoscopias, 31 Ressonância Magnética, seis Cintilografias e ainda uma Broncoscopia.

A diretora geral do Complexo reitera a importância da unidade para a população da região. “Pelos dados aqui apresentados, a gente já pode mensurar o quão fundamental é a prestação de serviços do Complexo para a população de Patos e dos municípios para os quais somos referência. São inúmeros procedimentos, atendimentos e serviços que reforçam o compromisso que temos na prestação de um serviço tão essencial à população o que, consequentemente, reforça o papel do Sistema Único de Saúde (SUS) na assistência e promoção da saúde do cidadão”, finaliza Liliane.

Assessoria

porpjbarreto

Idosos respondem por 29% da demanda total de atendimentos do Complexo Regional de Patos

 “Hoje, a política pública de saúde, precisa realmente trabalhar em rede ter um cuidado longitudinal para a saúde da pessoa idosa, já que a expectativa de vida nas últimas sete décadas aumentou 30 anos, passado de 45,4 para 75,4 anos, em 2015. O envelhecimento da população já é uma realidade e será ainda mais, tanto que estima-se que o número de idosos, em 2030, ultrapassará o número de crianças e adolescentes de zero a 14 anos”, disse a diretora geral do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, de Patos, Liliane Sena, ao apresentar dados da unidade durante sua participação, nesta quarta-feira (06), na audiência pública da Câmara Municipal, que discutiu a situação da pessoa idosa no município. Números de atendimentos do Complexo atestam que, de janeiro a outubro deste ano, foram realizados 40.388 atendimentos, dos quais 29% foram direcionados aos pacientes idosos.

Ainda segundo Liliane, de cada dez pacientes que dão entrada no setor de Urgência e Emergência do Complexo, dois precisam ficar internados na unidade que atende, em média, mais de 1000 idosos/mês. Somente este ano, o Hospital registrou a internação de 5.484 internamentos, dos quais, 2.477 eram de pacientes idosos. “Vale destacar ainda que além de expressiva, a internação de idosos requer um cuidado especial, pois ela é mais delicada nesta faixa etária e temos que direcionar todos os esforços para que o paciente volte o mais rápido possível para o convívio de sua família e para o ambiente que ele já está habituado a viver”, reiterou a diretora do Complexo.

Segundo a diretora do Complexo, entre as causas mais comuns de internação de idosos na unidade está problemas respiratórios, que correspondem a 19% do total de atendimentos, seguido de queda de própria altura, com um índice de 10%. Na questão das quedas, segundo Liliane, algumas resultam em intercorrências que necessitam de intervenção cirúrgica o que amplia a permanência do idoso no hospital.

A audiência pública, proposta pelo vereador Sales Júnior, contou com a presença de representantes do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, da Pastoral da Pessoal Idosa e de setores da sociedade civil, que atuam diretamente na rede de proteção ao idoso na cidade de Patos e ainda com a participação de representantes da OAB, do INSS, da Gerência de Saúde, entre outros representantes de instituições e órgãos. Durante a plenária, foram tratados temas relacionados não apenas a saúde, mas, também a situações de abandono, violência e negligência praticada contra a pessoa idosa no âmbito do município de Patos.

Assessoria de Imprensa