Arquivo de tag alta

porpjbarreto

Deputado Jeová Campos terá alta do hospital nesta sexta-feira e está apto a voltar a exercer suas atividades parlamentares

Com quadro de hemorragia superado, com o sucesso do tratamento e intervenção feitos no hospital Santa Terezinha, em Sousa, onde foi realizado a endoscopia e a cauterização de uma úlcera que havia rompido no último domingo (26), o deputado estadual Jeová Campos vai receber alta nesta sexta-feira (30), do Hospital Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa, onde está desde a última segunda-feira (27). Em um áudio que gravou para a família, amigos e correligionários, o parlamentar agradeceu a solidariedade demonstrada a ele em função da intercorrência, especialmente, ao médico Joab Sales que foi decisivo no pronto restabelecimento de sua saúde.

“Eu quero abraçar todos os amigos, amigas e companheiros de jornada e agradecer a solidariedade demonstrada por esse infeliz e lamentável incidente, infelizmente, desenvolvi uma úlcera e ela sangrou bastante no último domingo, mas graças a assistência que recebi, dos médicos do Hospital de Cajazeiras, depois do Hospital Santa Terezinha, especialmente, o Dr. Joab, eu me recuperei, estou bem e pronto para voltar as minhas atividades de trabalho”, disse o parlamentar o áudio.

“A vida é assim mesmo, nos prega surpresas, eu tive um janeiro muito bom perto de minha família, mas, infelizmente as coisas da política nos levam a sofrer bastante, mas, a todos o meu carinho, o meu afeto, a minha gratidão, especialmente, a minha família e a minha mãe Maria, a quem devo tudo. Vamos juntos na certeza de que Deus segue sempre ao nosso lado”, afirmou Jeová.

Num segundo áudio, o parlamentar faz referência as equipes médicas que o atenderam e a assistência dispensada a ele por todos os profissionais que cuidaram dele. “Também gostaria de agradecer a todos os médicos que foram decisivos  no meu tratamento, de forma destacada ao Dr. Joab Sales, esse irmão que Deus colocou na minha vida, que em todas as situações está na cabeceira da cama adotando os melhores procedimentos. Quero agradecer a todos que cuidaram de mim e posso afirmar que a atuação eficaz e na hora certa do gastroenterologista e cirurgião, Jarismar Gonçalves foi fundamental para o sucesso de meu tratamento. A todos e todas, de forma indistinta, fica o meu agradecimento e a minha eterna dívida. Somos cristão e haveremos de estar juntos”, finalizou Jeová.

O que aconteceu

O deputado estava na casa de sua mãe, em Cajazeiras, no último domingo, se preparando para retornar a João Pessoa, quando passou mal e começou a vomitar. Familiares o levaram para o hospital regional da cidade onde ele teve os primeiros atendimentos. A transferência para Sousa se deu em função da necessidade da realização da endoscopia, exame que não é realizado no Hospital Regional de Cajazeiras. Lá foi feita uma cauterização da úlcera e estancado o sangramento. A volta para João Pessoa, na segunda-feira (27), foi uma orientação da equipe médica e também um pedido do parlamentar que terá alta nesta sexta-feira (30) e vai descansar em casa até o próximo dia 04 quando ele retoma as atividades na ALPB, na volta do recesso legislativo.

 

Assessoria 

porpjbarreto

Governo deve autorizar nova alta para o salário mínimo

Valor passou de R$ 998 para R$ 1.039 e deve subir “mais R$ 4 ou R$ 5”

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (14) que o governo deve autorizar um novo reajuste para o salário mínimo de 2020, para repor a inflação de 2019. O cálculo do governo que elevou o valor de R$ 998 para R$ 1.039 considerou uma inflação mais baixa do que a registrada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) fechou 2019 com alta de 4,48%, de acordo com os dados divulgados na semana passada. Por lei, esse é o índice usado para o reajuste do salário mínimo, embora a inflação oficial seja a medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que fechou o ano de 2019 em 4,31%.

A alta no preço da carne teve um peso grande no aumento dos indicadores. Nesta tarde, Bolsonaro vai se reunir com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para definir o novo valor e como a medida será encaminhada ao Congresso, que ainda precisa votar a Medida Provisória que definiu o primeiro valor do salário mínimo.

“Acho que tem brecha para a gente atender [o reajuste]. A inflação de dezembro foi atípica [com] pico por causa do preço da carne. A ideia é [repor] a inflação, o mínimo, né?! Agora, cada um real [de reajuste] aumenta mais ou menos R$ 300 milhões no orçamento. A barra é pesada. Apesar de ser pouco o aumento, R$ 4 ou R$ 5, mas tem que recompor”, disse o presidente ao deixar o Palácio da Alvorada na manhã desta terça-feira.

INSS e reformas

O governo pretende ainda anunciar nesta semana medidas para diminuir a fila de espera por benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). De acordo com Bolsonaro, uma dessas medidas deve ser a contratação de servidores ou militares da reserva.

“A gente pretende contratar, a lei permite, servidores ou militares da reserva pagando 30% a mais do que eles ganham, para a gente romper essa fila que aumentou muito por ocasião da tramitação da reforma da Previdência”, explicou o presidente.

Sobre as reformas tributária e administrativa que o governo deve enviar esse ano ao Congresso, Bolsonaro disse que está confiante na aprovação, “sem muito atrito” com o Lesgislativo. “A minha ideia é fazer da melhor maneira possível para que possa ser aprovada sem muito atrito. A economia está recuperando, mas se nós pararmos na reforma [da Previdência] pode perder o que ganhou até agora. O Congresso está bastante consciente disso, acredito que não tenhamos grande dificuldades se apresentarmos boas propostas”, disse.

Agência Brasil