Arquivo de tag acidentes

porpjbarreto

Hospital de Patos registrou média de oito atendimentos dia somente com acidentados no trânsito por motocicletas na última semana

Somente entre os dias 06 e 12 deste mês, o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, de Patos, atendeu 67 pacientes, com diversas lesões, algumas das quais que necessitaram de encaminhamento para cirurgias, vítimas de acidentes de trânsito, destes, 62 casos envolveram acidentes com motocicletas, o que dá uma média de oito atendimentos/dia somente com vítimas nesta modalidade de transporte.

O relatório semanal de atendimentos aponta ainda que aconteceram três atropelamentos e outros dois acidentes de trânsito envolvendo ciclistas e mais onze pessoas deram entrada na unidade vítimas de violência, sendo cinco delas por ferimentos com armas brancas, quatro por armas de fogo e duas pessoas vítimas de agressão física.

A diretora geral do Complexo, Liliane Sena, chama atenção para a gravidade dos constantes números de acidentados por motos. “Nós estamos registrando crescentes números de atendimentos de pacientes vítimas de acidente de trânsito envolvendo motos e isso não é uma realidade só de Patos e região, se repete em outros hospitais da rede estadual. Penso que é preciso reforçar a campanha de educação no trânsito para que as pessoas se conscientizem da gravidade deste fato, que além de lotar as emergências dos hospitais, ocupar leitos e UTI’s, via de regra, em boa parte dos casos, pode deixar sequelas para o resto da vida”, afirma Liliane, complementando que dados do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, referente apenas aos últimos dias 11 e 12, atestam que 58 pessoas deram entrada naquela unidade também vítimas de acidentes de motos.

 

Assessoria

porpjbarreto

Hospital de Patos registra 61 atendimentos de vítimas de acidentes de moto nos primeiros cinco dias de 2020

Referência para urgências e emergências para a população de 80 municípios do sertão paraibano, o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, de Patos, tem registrado um crescente aumento de número de atendimentos de pacientes vítimas de acidente de motos. Somente nos cinco primeiros dias do ano, 61 pessoas deram entrada na unidade vítimas de acidentes envolvendo motos. No período, a unidade registrou um total de 70 ocorrências de acidentes de trânsito.

O relatório de acidentes de trânsito entre os dias 01 e 05 de janeiro apontam que além dos 61 pacientes que se envolveram em acidentes com motos, deram entrada na unidade outras cinco pessoas vítimas de acidente com bicicletas, duas se envolveram em acidentes com automóvel e outras duas vítimas sofreram atropelamento. Houve ainda 17 ocorrências de pessoas vítimas de violência sendo seis delas por agressão física, três casos de ferimentos por arma de fogo e outras três pessoas vítimas de arma branca.

O coordenador do setor de Ortopedia do Complexo, Dr. João Suassuna, destaca que as maiores intercorrências de trauma oriundo dos acidentes de motos são dos membros inferiores. “Cerca de 40 a 50% dos casos que atendemos no hospital requer cirurgias de pequeno e médio porte, na maior parte das vezes, com traumas em tornozelos, punhos, pernas e antebraço”, afirma o médico.      Segundo ele, além da questão da saúde física, outro ponto tem que ser destacado em relação aos acidentes e suas intercorrências. “A maior parte dos acidentados passa um tempo sem ter condições de realizar suas práticas laborais, o que acarreta outros problemas de ordem social, isso sem falar também no tempo de internação, no custo deste paciente para o Sistema Único de Saúde, para a seguridade, já que alguns também ficam com problemas definitivos que os impedem de voltar a ter uma vida laboral ativa”, finaliza o médico.

Assessoria 

porpjbarreto

Paraíba sem nenhum registro de óbito: Feriado de Natal registra 50 mortes e quase mil feridos nas rodovias

Balanço parcial da PRF mostra menor número de óbitos em relação a 2018

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) começou a divulgar os resultados da tradicional Operação Natal. Com o objetivo de evitar acidentes, combater excessos e irregularidades no trânsito, o protocolo especial de fiscalização ocorre sempre durante feriados longos e recessos. A ação da PRF visa ainda diminuir o volume de acidentes e conscientizar os motoristas que lotam as BRs no fm do ano.

A operação durou cinco dias e foi realizada em todos os estados. No geral, foram registrados 759 acidentes, 50 mortes e 962 pessoas feridas em ocorrências nas estradas federais. Apesar da queda de 28% no número de óbitos, alguns estados tiveram mais registros que no ano anterior.

Conforme os resultados divulgados até o momento, a Bahia registrou leve queda no número de acidentes com feridos durante a semana do Natal. A PRF atendeu 60 ocorrências nas rodovias federais que cortam a Bahia. Destas, 47 registraram pessoas feridas. Os acidentes graves se mantiveram em relação ao ano passado: foram 21 ocorrências, com casos de morte em 6 dos acidentes graves.

Segundo a PRF, a operação abordou mais de 10 mil veículos no estado. Quase 6 mil testes do bafômetro foram aplicados, e 103 condutores recusaram-se a fazer o teste. O número de motoristas flagrados dirigindo alcoolizados foi de 15 pessoas, sendo que 6 foram presos por embriaguez.

O Distrito Federal teve uma sensível queda no número de feridos em acidentes nas rodovias federais durante o Natal. Foram 26% de acidentes a menos do que em 2018. A operação registrou 29 acidentes, quatro mortos e 37 pessoas feridas. Apesar de o número de acidentes quase não ter variado de um ano para o outro (foram 38 em 2018), houve 13 pessoas feridas a menos que no ano anterior.

Nas abordagens, 1.325 veículos foram fiscalizados. Destes, 985 sofreram algum tipo de penalidade: foram 985 infrações, 21 pessoas detidas e quatro presos por embriaguez. A PRF registrou, ainda, 29 veículos onde crianças estavam sem a cadeirinha – equipamento obrigatório para circulação.

Espírito Santo e Paraíba

As rodovias federais que cortam o Espírito Santo tiveram um número de acidentes quase 16% maior que o do ano passado – 59 ocorrências foram registradas. O número de feridos foi idêntico ao de 2018: 84 pessoas se machucaram durante ocorrências de trânsito. Foram registradas nas estradas federais cinco mortes, uma a mais que em 2018.

A PRF informou que, nas abordagens, 1.072 pessoas receberam explicações educativas e foram orientadas sobre boas práticas no trânsito.

A população paraibana mostrou conduta exemplar durante o feriado: o número de acidentes e ocorrências é o menor dos últimos cinco anos: foram 12 acidentes e 12 pessoas feridas, sem nenhum registro de óbito. Isso representa uma queda de 45% no número de acidentes e de 25% no número de feridos.

A fiscalização abordou quase 3 mil veículos, e 699 testes do bafômetro foram aplicados. Motoristas embriagados foram registrados em 33 destes testes. A polícia aplicou multas em 1.042 infrações.