Categoria Vídeos

porpjbarreto

Irmã Dulce será reconhecida como santa neste domingo

Após a canonização, ela se chamará Santa Dulce dos Pobres

Neste domingo (13), às 5h da manhã em Brasília (10h em Roma), a soteropolitana Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes (1914–1992), nominada como Irmã Dulce desde 1933, torna-se a primeira santa nascida no Brasil reconhecida pela Igreja Católica Apostólica Romana. Torna-se Santa Dulce dos Pobres.

A canonização ocorre nove anos após o colegiado de cardeais e bispos da Congregação para a Causa dos Santos, da Cúria Romana, atestar o primeiro milagre atribuído à Irmã Dulce descrito no processo de beatificação da religiosa iniciado pela Arquidiocese de São Salvador da Bahia. A decisão do colegiado é baseada em avaliação de peritos de saber científico (como médicos) e teólogos.

O milagre que levou à beatificação foi a intercessão da freira, a pedido de orações de um padre, para salvar a vida de uma mulher que deu à luz a um menino e estava desenganada por causa de uma hemorragia depois do parto, que os médicos não conseguiam conter. O caso ocorreu nove anos após a morte de Irmã Dulce (2001), em uma cidade do interior de Sergipe.

 Irmã Dulce

Irmã Dulce – Acervo Irmã Dulce

Para a canonização, a Constituição Apostólica exige a comprovação de um segundo milagre e semelhante ritual processual e comprobatório. A segunda graça, conforme publicado pela Arquidiocese de Salvador, foi a recuperação da visão do músico e maestro José Maurício Bragança Moreira, após 14 anos sem enxergar por causa do glaucoma.

“Eu fui paciente de glaucoma muito grave que me cegou durante 14 anos. No dia do milagre, 10 de dezembro de 2014, o meu coral ia cantar, mas a minha esposa nem me deixou sair de casa por causa do derrame que eu tive nos olhos devido a uma conjuntivite viral. Eu passei a noite sem conseguir dormir e por volta das 4h eu peguei a imagem de Irmã Dulce, que fica na cabeceira da minha cama, a coloquei nos meus olhos e pedi que ela aliviasse a minha dor”, descreve Moreira em relato publicado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

De acordo com o músico, após colocar o santinho impresso sobre os olhos, sentiu sono e adormeceu. “Quando eu acordei de manhã, a minha esposa me deu umas compressas de gelo e foi quando eu comecei a enxergar o gelo e a ver a minha mão, e aos poucos a visão foi voltando. O momento que começou o retorno da visão foi pouco tempo depois da oração. É um milagre”, afirma. Após o reconhecimento do milagre pela Igreja, o Papa Francisco anunciou a canonização de Irmã Dulce.

 Irmã Dulce

Irmã Dulce – Acervo Irmã Dulce

Vocação social

A vocação religiosa de Irmã Dulce é revelada ainda na adolescência sob influência de uma tia paterna. Ela tornou-se freira no começo da década de 1930 pela Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, em São Cristóvão (Sergipe).

Formada como professora, teve como primeira missão ensinar a crianças em colégio de sua congregação em Salvador. A vocação para as causas sociais teve início naquela década quando passou a prestar assistência à comunidade pobre de Alagados, e a participar da União Operária São Francisco.

Em 1937, funda o Círculo Operário da Bahia, juntamente com Frei Hildebrando Kruthaup. Em 1939, Irmã Dulce inaugura o Colégio Santo Antônio, escola comunitária voltada para operários e filhos de operários.

Dez anos depois, ocupa um galinheiro ao lado do Convento Santo Antônio de Salvador para acolher 70 doentes. Em 1959, é instalada oficialmente as Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) e no ano seguinte é inaugurado o Albergue Santo Antônio.

 Irmã Dulce

Irmã Dulce – Acervo Irmã Dulce

Celebração

O Santuário de Irmã Dulce, em Salvador, ao lado da sede das Osid permanecerá aberto durante toda noite de sábado (12) e a madrugada de domingo para a vigília à espera das canonizações que o Papa Francisco presidirá no Vaticano.

Junto com a santa brasileira, serão canonizados os beatos John Henry Newman (1801-1880), cardeal, fundador do Oratório de São Filipe Néri na Inglaterra; Giuseppina Vannini, Madre Josefina (1859-1911), italiana, fundadora das Filhas de São Camilo; a Maria Teresa Chiramel Mankidiyan (1876-1926), indiana, fundadora da Congregação das Irmãs da Sagrada Família; e Margherita Bays (1815-1879), suíça, da Ordem Terceira de São Francisco de Assis.

A primeira missa em honra à Santa Dulce dos Pobres ocorrerá em Roma na igreja San’t Andrea della Valle, segunda-feira(14), 24 horas depois da canonização. No dia 20 de outubro, domingo, em Salvador, haverá a celebração pela canonização da Santa. Será no estádio de futebol Arena Fonte Nova, com abertura dos portões ao meio-dia. Os ingressos gratuitos estão à disposição nas diversas paróquias da Arquidiocese de Salvador e começaram a ser distribuídos no início deste mês.

Saiba mais sobre a vida de Irmã Dulce, a primeira santa brasileira

Com Agência Brasil

porpjbarreto

Após sair da TV Cabo Branco, Patrícia Rocha anuncia novo projeto

Após deixar o comando do ‘Bom dia Paraíba’ e sair da TV Cabo Branco, a jornalista Patrícia Rocha anunciou seu novo projeto.

A mineira publicou um vídeo onde conta sobre seu “novo espaço”. Trata-se de um canal no Youtube chamado ‘Paralelas’.

Para gente conversar, bater um papo, falar sobre umas histórias, vai ser muito legal. A qualquer momento a gente volta com novos conteúdos para você”, disse Patrícia.

Com paraibajá

porpjbarreto

Áudio: Plenário pode votar proposta que autoriza a criação de polícias penais

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou projeto do Senado que regulamenta o chamado contrato de desempenho no âmbito do governo federal.

O contrato de desempenho foi criado por uma emenda constitucional para ampliar a autonomia dos órgãos e entidades da administração pública.

O contrato deve estabelecer metas de desempenho para o órgão ou entidade, com prazos de execução e indicadores de qualidade, tendo como contrapartida a concessão de flexibilidades ou autonomias especiais.

Entre essas “flexibilidades e autonomias especiais”, estão: definir a estrutura regimental, sem aumento de despesas, e ampliar a autonomia administrativa quanto a celebração de contratos; estabelecimento de limites para despesas de pequenos vultos; e autorização para formação de banco de horas.

O prazo de vigência do contrato não poderá ser inferior a um ano nem superior a cinco anos. Na discussão da proposta na CCJ, o deputado Gilson Marques (Novo-SC) elogiou a iniciativa.

Gilson Marques: Esse é um projeto espetacular por dois motivos: primeiro, porque ele confere autonomia gerencial e administrativa, o que é muito bom. Hoje, os órgãos públicos estão cada vez mais engessados. Por outro lado, ele estipula parâmetros de análise de desempenho. Esses parâmetros, por exemplo, são prazos de contratos, controles e critérios de avaliação de desempenho, direitos e obrigações e responsabilidades dos dirigentes e, mais, a remuneração do pessoal, para que a gente tenha um desempenho ainda maior do serviço público.

A proposta que regulamenta o contrato de desempenho no governo federal pode já seguir para sanção, a não ser que haja recurso para a análise pelo Plenário.

Confira a íntegra dos discursos em Plenário

 

Rádio Câmara – Brasília/DF, Paula Bittar

porpjbarreto

Patos: Justiça mantém condenação de homem que divulgou fotos e vídeos íntimos da ex-namorada

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Paraíba manteve a sentença do Juízo da 2ª Vara da Comarca de Patos que condenou um homem a uma pena de um mês de detenção, em regime inicialmente aberto, por ter divulgado fotos e vídeos íntimos da ex-namorada. A relatoria da Apelação Criminal nº 0000086-10.2017.815.0251 foi do desembargador João Benedito da Silva.

De acordo com os autos, a vítima, em depoimento na polícia, afirmou que conviveu com o acusado por nove anos e que a relação era conturbada porque ele a traía com frequência. Disse, ainda, que descobriu que o então namorado estava noivo de outra mulher e o questionou com quem ele queria ficar, tendo o mesmo respondido que queria as duas.

Ainda em seu depoimento, a vítima contou que arranjou um novo namorado e desde que o ex soube passou a difamá-la, chegando a postar fotos e vídeos íntimos que ele já tinha em seu poder, como se fossem atuais. Tais difamações aconteceram de forma continuada através do Messenger do Facebook e encaminhadas para o namorado da vítima.

Na Justiça, o réu informou, em depoimento, ter tido um relacionamento com a vítima por cerca de dois anos, bem como disse ter enviado mensagens e fotos íntima para o então namorado dela, mas que o fez porque a ofendida não parava de ligar para ele, tendo o mesmo dito para ela “ou você para ou vai me pagar”. Explicou que essa expressão estaria relacionada apenas a ele ligar para o namorado dela.

O relator do caso, desembargador João Benedito da Silva, observou que se caracteriza como ameaça de mal grave e injusto a imposição do réu de que, se a vítima arrumasse outra pessoa, ele divulgaria vídeos e fotos íntimas dela, o que, aliás, acabou fazendo. “A condenação se mostra imperiosa no caso em epígrafe, sendo os argumentos defensivos perfilhados no apelo incapazes de produzir um decreto absolutório, diante do arcabouço probatório constante nos autos”, afirmou.

No que diz respeito ao pedido de redução da pena apresentado pela defesa, o relator ressaltou ser inviável, uma vez que a sanção já foi imposta no mínimo legal, qual seja, um mês de detenção. “Sendo a pena imposta no mínimo legal, não há como ser acolhido o pedido recursal de redução do quantum”, observou. Cabe recurso da decisão.

Assessoria de Imprensa – TJPB

porpjbarreto

Programa pretende fomentar agropecuária no Nordeste

O governo federal lançou na última dia terça-feira (1º) de outubro um plano para impulsionar o desenvolvimento rural na região Nordeste. Batizado de AgroNordeste, o programa pode ser implementado ainda este ano ou até o fim do ano que vem em 12 territórios da região que contemplam os nove estados nordestinos mais o norte de Minas Gerais. Ao todo, deve atender a uma população rural de 1,7 milhão de pessoas.

Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o AgroNordeste é voltado para pequenos e médios produtores que já comercializam parte da produção, mas ainda encontram dificuldades para expandir o negócio e gerar mais renda e emprego na região onde vivem. Entre os objetivos do plano estão aumentar a cobertura da assistência técnica, ampliar o acesso e diversificar mercados, além de promover e fortalecer a organização dos produtores, garantir segurança hídrica e desenvolver produtos com qualidade e valor agregado.

“Nós vamos poder com esse programa do AgroNordeste diminuir as diferenças regionais que nós temos hoje entre a agricultura do Centro-Oeste, do Sudeste, do Sul e do Norte do nosso país. O Nordeste que hoje produz muito mais, e é incrível esse dado – o Nordeste hoje produz mais que o Sudeste e o Centro-Oeste, em conjunto – vai produzir cada vez melhor, com tecnologia e com apoio para o pequeno, que precisa de políticas públicas e elas virão”, afirmou a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, durante a solenidade de lançamento do programa no Palácio do Planalto.

O plano se junta a outras ações já executadas pelo Ministério da Agricultura na região, como Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), regularização fundiária, Selo Arte, promoção da irrigação, indicação geográfica, equivalência de sistemas de inspeção de produtos de origem animal (Sisbi) e combate a doenças e pragas (febre aftosa, peste suína e mosca das frutas).

Parcerias

O AgroNordeste será desenvolvido em parceria com órgãos vinculados à pasta e instituições como Confederação Nacional da Agricultura (CNA), o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o Banco do Nordeste (BNB) e o Banco do Brasil.

Segundo o presidente da CNA, João Martins, o plano supre uma lacuna histórica para o Nordeste. Ele criticou programas de assistência social e ressaltou a necessidade de desenvolver a região.

“Nos últimos 30 anos, não houve um programa consistente para a região, com o objetivo de pelo menos melhorar a economia nordestina, elevando-a da lastimável situação dos 13% do PIB brasileiro. Na região, programas sociais como o Bolsa Família são fatores que vêm comprometendo a dignidade nordestina, levando à submissão político-partidária. A mudança desse cenário só se fará com políticas públicas diferenciadas.

Aumento de renda

Os 12 territórios abrangem um total de 410 mil estabelecimentos rurais. Foram identificadas cadeias produtivas com potencial de crescimento, entre elas arroz, leite, mel, frutas, ovinos, crustáceos, caprinos, mandioca, feijão, tomate, cebola e cachaça. A meta do programa é incrementar a renda dos produtores entre 20% e 50% no médio prazo. Cada território terá pelo menos um município-polo, que será definido em função do melhor local para execução do projeto. No polo será implantado o Escritório Local de Operações (ELO), que reunirá representantes do Ministério da Agricultura e das entidades parceiras na execução do AgroNordeste.

Os 12 territórios da etapa 2019/2020 são: Médio Mearim (MA), Alto Médio Canindé (PI), Sertões do Crateús e Inhamuns (CE), Vale do Jaguaribe (CE), Vale do Açu (RN), Cariri Paraíba (PB) e Moxotó (PE), Araripina (PE), Batalha (AL), Sergipana do São Francisco (SE), Irecê e Jacobina (BA), Januária (MG) e Salinas (MG).

Agência Brasil

porpjbarreto

Votação Aberta Para Os Melhores de Campina Grande 2019

Liberada a votação popular para “Os Melhores de Campina Grande 2019”. Com o objetivo de divulgar e homenagear todos aqueles que produzem e incentivam a cultura e a comunicação na cidade, essa será a terceira vez que a pesquisa acontece e que promete agitar a internet em toda Paraíba.

Nesta edição teremos as 16 categorias + 2 extras, ou seja: 17 categorias. Uma das grandes novidades deste ano foi a soma de mais DUAS categoria: O Melhor Programa de Rádio Apoiador da Cultura Local e O Melhor Fotógrafo de Campina Grande. Outra novidade é que nesta fase, você poderá votar em todas as categorias ou apenas na categoria que desejar.Como já é tradição, a pesquisa é realizada através do  Portal Cultural Glêbson Rodrigues e que acontece em duas fases. A primeira, o público ficará livre para escrever o nome do seu candidato preferido em cada categoria até o dia 20 de outubro. Preparados?

Confira a lista completa:

Melhor Apresentadora da TV local

Melhor Fotógrafo de Campina Grande (Nova Categoria)

Melhor Programa de Rádio Apoiadora da Cultura Local (Nova Categoria)

Melhor Emissora de TV apoiadora da cultura local

Melhor Atriz de Campina Grande

Melhor Festival de Campina Grande

Melhor Perfil de Divulgação no Instagram de Campina Grande

Melhor Banda de Campina Grande

Melhor Programa de TV apoiador da cultura local

Melhor Grupo de Dança de Campina Grande

Melhor Cantora de Campina Grande

Melhor Ator Campinense

Melhor Blog/site Jornalístico Campinense

Melhor Agência de Comunicação/Publicidade de Campina Grande

Melhor Apresentador da TV Local

Melhor Repórter da TV Local

Melhor Cantor de Campina Grande

Melhor Emissora de Rádio apoiadora da cultura local

Corre que a primeira fase irá até o dia 20 de outubro, certo? Acesse agora mesmo www.glebsonrodrigues.com.br e dê o seu voto em cada categoria. Lembrando que você pode votar quantas vezes quiser!

Glêbson Rodrigues
Comunicação e entretenimento
Contatos:(83) 9 9654-8187
porpjbarreto

Veneziano destaca a importância da pavimentação da rodovia Santo André-Juazeirinho, obra orçada em R$ 13,5 milhões

O senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) comemorou, nesta sexta-feira (13), a assinatura, pelo governador da Paraíba João Azevêdo (PSB), da ordem de serviço para o início das obras de pavimentação asfáltica da PB-200, no segmento Santo André a Juazeirinho, na região do Cariri paraibano, com a extensão de 20 km.

A rodovia está orçada em mais de R$ 13,5 milhões, recursos próprios do Estado. “Aqui, hoje, com essa assinatura dessa ordem de serviço, se consolida ainda mais esse projeto iniciado anos atrás. Não é fácil governador, por isso a alegria de fazer parte desse projeto, tendo com vossa excelência um amigo que percorreu 40 mil km, antes mesmo do processo eleitoral ter sido iniciado, cidade a cidade, mostrando o quanto nós podíamos continuar avançando”, disse Veneziano.

Veja os vídeos dos depoimentos de Veneziano:

Parte 1 – https://youtu.be/vv3uAt-eL4w

Parte 2 – https://youtu.be/o399OniZ7DI

A pavimentação do trecho em TSD (Tratamento Superficial Duplo) terá uma plataforma de 8 metros, sendo 6 de pista de rolamento e 1 metro de cada lado de acostamento. A obra beneficia, diretamente, os municípios de Serra Branca, São José dos Cordeiros, Parari, Santo André e Juazeirinho, contemplando uma população de 39.790 habitantes.

Na sua construção, serão executados serviços de terraplenagem em cortes e aterros, pavimentação asfáltica em TSD, bueiros, drenagem profunda e superficial, gramagem de taludes e sinalização horizontal e vertical.

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Taxa de desemprego no Brasil cai para 11,8% em julho, diz IBGE

Índice é inferior aos 12,5% do trimestre encerrado em abril deste ano

A taxa de desemprego do país recuou para 11,8% no trimestre finalizado em julho deste ano. Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada hoje (30), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa é inferior aos 12,5% do trimestre encerrado em abril deste ano e aos 12,3% de julho de 2018.

A população desocupada ficou em 12,6 milhões de pessoas no trimestre finalizado em julho, 4,6% abaixo do trimestre encerrado em abril (menos 609 mil pessoas), mas estatisticamente estável em relação a igual período de 2018.

Já a população ocupada ficou em 93,6 milhões de pessoas e chegou ao maior número da série histórica, iniciada em 2012.

O contingente é 1,3% maior (mais 1,22 milhão de pessoas) do que em relação ao trimestre encerrado em abril e 2,4% superior (mais 2,22 milhões de pessoas) do que o trimestre finalizado em julho do ano passado.

Veja reportagem da TV Brasil

 

Agência Brasil

porpjbarreto

Digital influencer é condenado a pagar indenização de R$ 15 mil por postagem homofóbica

Considerado um “digital influencer”, com mais de dois milhões de seguidores no instagram (@rafaelcunhaof) e com 322.301 inscritos no Youtube (o Vigarista), Rafael André de Araújo Cunha foi condenado a pagar uma indenização no valor de R$ 15 mil por postagem homofóbica. A decisão, unânime, é da Segunda Turma Recursal Permanente da Capital, ao dar provimento ao Recurso Inominado nº 0808339-33.2017.8.15.2003, oriundo do 1º Juizado Especial Misto de Mangabeira. A relatoria foi do juiz José Ferreira Ramos Júnior.

Consta, nos autos, que Rafael publicou, em sua rede social Instagram, imagens do recorrente com os seguintes dizeres: “Fanta Ligth”, “Fanta” e “Faço Melhor”. Ao analisar o caso, o relator disse que, ao escrever as referidas palavras, o acusado estava fazendo menção a expressão popularmente conhecida “essa coca é fanta”, cujo significado faz referência ao fato de um homem, ser, na verdade, homossexual.

“Assim, extrai-se que o recorrido estava com a real intenção de desmerecer a imagem do recorrente, utilizando-se expressão de conotação homofóbica, causando elevada humilhação ao autor”, destacou o magistrado, acrescentando que o comentário ofensivo caracteriza dano moral. Ele deu provimento ao recurso a fim de majorar o valor da indenização para um patamar de R$ 15 mil.

“Certo é que a indenização deve se prestar a coibir reincidência da conduta ilícita do causador do dano, porém sem proporcionar o enriquecimento sem causa da vítima ou mesmo corrigir desigualdades sociais. Logo, diante de tais considerações, destacando inclusive que o demandado possuía, na época do fato, mais de seis mil seguidores, entendo que o dano moral deve ser majorado, considerando a humilhação e o constrangimento sofridos pela parte, bem como se presta a impor ao recorrido maior cuidado com as publicações realizadas em suas redes sociais”, afirmou o juiz José Ferreira Ramos.

O magistrado lembrou que a Constituição Federal prevê, de forma categórica, o respeito e direito a dignidade da pessoa, a liberdade, a vida, a intimidade, a honra, bem como traz importantes garantias de direito às minorias.

Digital influencer – é um perfil famoso em redes sociais, que estabeleceu credibilidade em um nicho de mercado específico e, por ter acesso a um grande público nessas plataformas, possui a capacidade de influenciar outros usuários, ditar tendências, comportamentos e opiniões, podendo monetizar essa influência em ganhos. Da decisão cabe recurso.

Assessoria de Imprensa – TJPB

porpjbarreto

Ariano Suassuna é homenageado em documentários produzidos pelo IFPB

São 6 produções audiovisuais que dialogam diretamente com o universo do escritor

A vida e obra do escritor paraibano Ariano Suassua é tema de documentários produzidos pelo Professor do IFPB, Claudio Brito juntamente com equipe da coordenação de produção audiovisual.

Os projetos audiovisuais foram aprovados pela Reitoria e executados pela Coordenação de Produção Audiovisual do IFPB possibilitando a produção de 6 documentários que baseiam-se na reflexão sobre as obras e o trabalho de artistas vinculados à estética armorial e à obra de Ariano Suassuna. Os trabalhos tiveram início em 2013 e a finalização está prevista para 2023 com a exibição do documentário “Ariano: Armorial”.

Os seis projetos produzidos foram:

1) “Pelo Caminho Sagrado: Prelúdio” (documentário, 27 minutos, 2013);

2) “Tributo a Capiba” (aula-espetáculo, 123 minutos, 2014);

3) “Pelo Caminho Sagrado: Andante” (documentário, 81 minutos, 2015);

4) “Em Nome do Pai”(vídeo-exposição, 11 minutos, 2016);

5) “Fragmentária” (vídeo-exposição, 17 minutos, 2018);

6) “Avoenga: Heráldica-Sertaneja” (vídeo-exposição, 20 minutos, 2019).

“Ariano: Armorial” é o quarto trabalho da série, que começou em 2007 com o documentário “Ariano Suassuna: Cabra de coração e arte ou O cavaleiro da alegre figura”. O filme foi resultado de uma parceria entre a Uned-Floriano e os Institutos Federais do Piauí e Paraíba. Já em 2009 foi exibido no IFPB na capital paraibana, Ariano: Impressões (12 minutos). O terceiro documentário foi intitulado “Ariano: Suassunas (131 minutos)”, exibido no IFPB, com a participação do casal Ariano e Zélia Suassuna, em abril de 2013. O filme recebeu o prêmio de Melhor Documentário Longa-Metragem, concedido pela Academia Paraibana de Cinema. A tetralogia será finalizada com o documentário “Ariano: Armorial”.

“O cerne de nossas ações baseia-se na reflexão sobre as obras e o trabalho de artistas vinculados à estética armorial e à obra do escritor Ariano Suassuna”, afirmou Claudio Brito, que conta com João Carlos Beltrão (cineasta e diretor de fotografia) e Thiago Andrade (editor) em sua equipe.

Outras produções fazem parte do projeto “Ariano: Armorial”: “Ariano: Ilumiaras”, que será lançado em novembro deste ano e “Pelo Caminho Sagrado: Alegro”.

Há também o projeto “Braulio Tavares: saga e sina silibrina” que “traça um perfil artístico do escritor e compositor Braulio Tavares, a partir de sua formação, influências e parcerias artísticas. Temos a intenção de lançar o documentário de longa-metragem homônimo no final de 2020, para celebrar os 70 anos do Raio da Silibrina”, concluiu o professor Claudio Brito.

 

Assessoria de Imprensa – IFPB – Foto: (Arquivo Revista de Cinema)