Categoria POLÍTICA

Segundo debate promovido pelo deputado Jeová Campos acontece em São João do Rio do Peixe

Abrir um diálogo com a sociedade sobre o futuro da Paraíba e qual o papel dos cidadãos na defesa da Democracia e na garantia de que as próximas eleições sejam limpas. Esse é o objetivo dos encontros intitulado ‘Caminhada pela retomada da Democracia e pelo futuro da Paraíba’ que o deputado estadual Jeová Campos (PSB) começou a realizar. O primeiro deles aconteceu no último dia 06, em João Pessoa. No próximo domingo (17), a partir das 9h, acontece outro momento de debate, desta vez, na sede do Sindicato dos Funcionários Municipais, na cidade de São João do Rio do Peixe.

O pré-candidato a governador da Paraíba, João Azevedo (PSB), que participou do primeiro debate, já confirmou presença no evento que também terá a participação do deputado estadual Gervásio Maia. Além de Jeová, o ex-prefeito de São João Rio do Peixe, Zé Nilton e alguns vereadores estão organizando o encontro que reunirá aliados do PT e PSB, lideranças comunitárias e o público que se interessar em debater o futuro do país e os destinos da Paraíba.

De acordo com o deputado Jeová Campos, o evento não tem a finalidade de lançar nenhuma candidatura, inclusive, a dele que pretende disputar novo mandato na ALPB. “O objetivo é proporcionar um momento de profunda reflexão sobre o papel que temos, enquanto cidadãos e eleitores, na atual conjuntura nacional e local. Tem muita gente descrente na classe política, desanimada com o futuro do país, perplexa com tantos desmandos, por isso, mesmo é importante debates desta natureza para mostrar que há saídas e caminhos a percorrer para que nem o Brasil, nem a Paraíba tenha retrocessos”, reforça Jeová.

Assessoria

Governo amplia acesso ao saque do PIS/Pasep

Tem direito ao benefício servidores públicos e pessoas que trabalharam com carteira assinada de 1971 até 1988

Foto: EBC

O presidente Michel Temer assinou nesta quarta-feira (13) o decreto que regulamenta os saques das contas inativas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep).

De acordo com o secretário-executivo do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Gleisson Rubin, tem direito ao saque servidores públicos e pessoas que trabalharam com carteira assinada de 1971, quando o PIS/Pasep foi criado, até 1988.

“Estamos falando apenas das contas do antigo fundo PIS/Pasep, o fundo que existiu até a Constituição, portanto, só afeta trabalhadores que estavam na ativa entre 1971 e 1988.”

Segundo o governo, o pagamento das cotas deve injetar R$ 39,5 bilhões na economia e potencializar o PIB, que é soma de todos os bens e serviços produzidos no país, na ordem de 0,55 ponto percentual.

O objetivo da medida, segundo o presidente Michel Temer, é movimentar a economia brasileira.

“Vejam que coisa curiosa: são valores depositados até 1988, entretanto, estão lá paralisados. Na verdade, se me permite a expressão, entre aspas, engordando um pouco os haveres da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil. Quando, na verdade, devem, mais uma vez entre aspas, engordar aqueles que são beneficiários. Interessante, muitas vezes a pessoa diz ‘ah, será que eu tenho? Tenho pouco. Não vou lá buscar, etc’ e isso não é bom, porque o objetivo central deste nosso ato é precisamente mobilizar e movimentar a economia brasileira.”

A partir da próxima segunda-feira (18), até o dia 28 de setembro, qualquer pessoa titular de conta do PIS/Pasep ou seu herdeiro poderão sacar o benefício. Lembrando que quem aguardar para resgatar o dinheiro a partir de agosto, poderá ganhar um pouquinho a mais, afinal, o reajuste dos valores nas contas para o exercício 2017/2018 será feito em julho. No exercício passado, esse reajuste foi de 8%.

Aqueles que tiverem conta-corrente na Caixa Econômica Federal ou no Banco do Brasil, terão o depósito feito automaticamente a partir de 8 de agosto. Os demais cotistas poderão fazer os saques diretamente nas agências da Caixa e do Banco do Brasil ou solicitar a transferência sem ônus para suas contas em outros bancos.

Para saber se você tem direito ao benefício, acesse os sites caixa.gov.br/cotaspis e bb.com.br/pasep.

 

Redação – fmrural.com.br

Reportagem: Cintia Moreira

 

Vereadores de Cajazeiras vão ao encontro com Lucélio Cartaxo em residência de Bruna Veras

“quero o apoio do prefeito José Aldemir”

Os vereadores Delzinho da Arara (PTC), Alysson Lira (PSD) e Jucinério Félix (PPS) cumpriram a palavra e foram à cidade de Sousa, na residência da Vereadora Bruna Veras, onde se encontraram com o pré-candidato ao Governo do Estado – Lucélio Cartaxo (PV), irmão do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo – presidente estadual do (PV).

De acordo com do Vereador Delzinho, Eriberto Maciel (PP) justificou sua ausência. Eudomar Filho (PTC) esteve presente, não quis aparecer em fotos, mas garantiu que logo após conversar com seu pai e demais pessoas da família volta a dialogar com Lucélio.

Vale ressaltar, que tanto Alysson Lira quanto, Jucinério Félix são aliados do prefeito de Cajazeiras – José Aldemir (PP), que poderá apoiar para o Governo do Estado o ex-governador e atual senador José Maranhão, portanto, os parlamentares -, com esta visita pública – tendem ao pré-candidato Lucélio, eles poderão caminhar com tendência liberal e serem contrários ao que pensa o gestor cajazeirense, que aos poucos vai perdendo seus aliados.

Já Delzinho que é do grupo político da ex-prefeita Denise e, do também ex-prefeito Carlos Antônio, não acompanhará o candidato socialista de Denise e Carlos – João Azevedo (PSB).

Prego batido, ponta virada: Lucélio agradeceu o apoio dos vereadores Jucinério, Alysson Lira, Delzinho e Eudomar, mas foi enfático: “Eu agradeço o apoio de vocês vereadores, e também quero o apoio do prefeito José Aldemir – quero visitar Cajazeiras, ter contato com o povo, quero ouvir de cada um – os seus anseios, as suas necessidades, o governo irá se instalar nas áreas mais distantes desse Estado, pois, não é concebível um gerente regional, um vereador, um coordenador estadual – ter que ir a João Pessoa, para resolver um assunto em alguns casos simples, que poderia ser tratado aqui mesmo no Sertão, por exemplo,” – teria dito o pré-candidato Lucélio, ao Vereador Jucinério.

Ainda na sequência, Lucélio assegurou: “Quero dialogar com as lideranças, vou estar em Cajazeiras logo em breve, quero saber a realidade desse povo, quero garantir que chegando ao Governo, não vamos paralisar obras, pelo contrário, vamos dar continuidade ao que foi iniciado, precisamos ter responsabilidade com a coisa pública”, pontuou Lucélio.

 

Redação – fmrural.com.br

STF marca julgamento de Gleisi para a próxima terça-feira

Senadora e presidente do PT será a segunda política julgada pelo Supremo em quatro anos de Operação Lava Jato

A presidente nacional do PT e senadora pelo estado do Paraná, Gleisi Hoffmann (Edilson Rodrigues/Agência Senado)

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) marcou para a próxima terça-feira, dia 19, o julgamento de uma ação penal contra a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e o marido, o ex-ministro Paulo Bernardo. Presidente nacional do PT, Gleisi é acusada de receber 1 milhão de reais do esquema da Petrobras para a sua campanha ao Senado em 2010.

A petista será a segunda política a ser julgada pelo Supremo nos quatro anos de investigação da Operação Lava Jato. O primeiro, o deputado Nelson Meurer (PP-PR), foi condenado a 13 anos e 9 meses de prisão, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

No que depender da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a presidente do PT vai engrossar a lista: em manifestações finais na ação, a chefe do Ministério Público Federal pediu a condenação à prisão da petista e o pagamento de uma multa de 4 milhões de reais de indenização pelos danos.

A ação foi liberada para julgamento pelo revisor do processo, o ministro Celso de Mello, na última quinta-feira, 7. Além dele, votarão o futuro da senadora o relator, Edson Fachin, e os ministros Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli e Gilmar Mendes. Se for condenada, mas obtiver ao menos 2 dos 5 votos a seu favor, Gleisi poderá recorrer ao Plenário do Supremo.

 

Veja.com

Pré-candidato a presidente que defende esterilização de pobres pode ter apoio de Cartaxo e de Romero na Paraíba

Segundo relato recente do advogado e jornalista Rui Galdino, os prefeitos de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB) e de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), poderão apoiar a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência da República. Bolsonaro, que esteve há menos de um mês com o prefeito de Campina em Brasília para articular a campanha do seu irmão Moacir Rodrigues a deputado estadual, voltou a polêmica na última segunda-feira (11), segundo reportagem da Folha de São Paulo, quando defendeu a esterilização de pobres para combater a miséria e o crime, no Brasil.

A mídia publicou no último dia 24 de maio conversas entre Romero, Luciano e o presidente do PSL na Paraíba, Julian Lemos, tratando de articulações dos dois prefeitos com a tendência de um apoio deles a Bolsonaro e vice-versa, ou seja, Bolsonaro deverá ter um forte palanque na Paraíba e apoiar a candidatura de Lucélio Cartaxo (PV) para o Governo do Estado.

Romero e o presidente estadual do PSL, Julian Lemos, também se reuniram no dia 24.05, em Brasília, para tratar da vinda de Bolsonaro à Paraíba. De acordo com Lemos, o presidenciável vem ao estado agora no mês de junho, durante os festejos juninos.

Segundo a Folha de São Paulo, Bolsonaro apresentou projetos e defendeu em discursos nas últimas décadas a esterilização dos pobres como meio de combater a criminalidade e a miséria. No último dia 23, ele afirmou, na marcha dos prefeitos a Brasília, que estuda colocar no seu plano de governo uma proposta de planejamento familiar, mas não a detalhou. “Não estou autorizado a falar isso, que botei na mesa, mas eu gostaria que o Brasil tivesse um programa de planejamento familiar. Um homem e uma mulher com educação dificilmente vão querer ter um filho a mais para engordar um programa social.”

Nas dezenas de discursos que ele proferiu sobre o assunto, na Câmara, nos últimos 25 anos, defendeu a adoção pelo Estado de um rígido programa de controle de natalidade, com foco nos pobres. Segundo o pensamento que manifestou nesse período, seria o caminho para a redução da criminalidade e da miséria.

No passado, Bolsonaro manifestou que programas como Bolsa Escola e Bolsa Família serviriam apenas para incentivar os pobres a ter mais filhos e, com isso, aumentar a fatia que recebem de benefícios.

“Só tem uma utilidade o pobre no nosso país: votar. Título de eleitor na mão e diploma de burro no bolso, para votar no governo que está aí. Só para isso e mais nada serve, então, essa nefasta política de bolsas do governo”, afirmou em novembro de 2013 no plenário da Câmara.

Em 1992, seu terceiro ano como deputado, ele já falava sobre o tema. “Devemos adotar uma rígida política de controle da natalidade. Não podemos mais fazer discursos demagógicos, apenas cobrando recursos e meios do governo para atender a esses miseráveis que proliferam cada vez mais por toda esta nação.”

A Folha enviou perguntas sobre o tema à assessoria do presidenciável, mas não houve resposta. O vereador Carlos Bolsonaro também não se manifestou. Olha a matéria completa aqui:

https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/06/bolsonaro-defendeu-esterilizacao-de-pobres-para-combater-miseria-e-crime.shtml

 

Redação com Folha de São Paulo

Neto da Vila Nova desmente informação que estaria viajando a João Pessoa para encontro com Lucélio Cartaxo

O Vereador Neto da Vila Nova (PPL) declarou para o site da Rádio Rural FM de Cajazeiras, na noite desta terça-feira (12), que não tem reunião, encontro, ou qualquer outro tipo de aproximação com o pré-candidato ao Governo do Estado – o Senhor Lucélio Cartaxo (PV).

Após veicularmos em primeira mão que cinco vereadores de Cajazeiras, irão à Capital paraibana nesta quarta-feira (13) para uma reunião com o irmão do prefeito Luciano Cartaxo, em João Pessoa, boatos dando conta que o Vereador Neto da Vila Nova também iria para a referida reunião – de pronto, o mesmo entrou em contato com esta redação e afirmou que ele segue as orientações políticas do prefeito de Cajazeiras, José Aldemir Meireles (PP) e, que vota nos candidatos do chefe do executivo cajazeirense.

“Os meus candidatos são os candidatos do prefeito José Aldemir”.

Abaixo, o áudio declaratório do vereador:

Redação – fmrural.com.br

PTC de Cajazeiras tem novo presidente e comando do Vereador Delzinho da Arara

A Comissão Municipal Provisória de Cajazeiras do Partido Trabalhista Cristão (PTC) tem novo presidente, desde o último dia (08/06/2018), dia em que foi solicitada a alteração junto ao TER-PB.

Até bem poucos dias atrás a direção do partido estava com o Vereador Eudomar Filho, porém, em contato na noite da última segunda (11), com o Vereador Delzinho da Arara também filiado ao (PTC), o mesmo nos informou que iriam acontecer alterações na legenda – a pedido do presidente estadual Fábio Lins Filho.

De acordo com a nova resenha do (PTC), que de fato houve mudanças, com a indicação e inserção de nomes próximos do Vereador Delzinho. Já o atual presidente municipal é o jovem Pablo Duan Gouveia Barbosa.

Veja abaixo, toda lista do TSE:

MEMBRO – AMANDA KESSYA ALVES DE OLIVEIRA ROLIM

MEMBRO – JOÃO LINS DE SOUZA

MEMBRO – JOSÉ GONÇALVES DE ALBUQUERQUE

MEMBRO – LEONARDO LEITE ABRANTE

MEMBRO – MAYANNE ROBERTA GONÇALVES DE ABREU

MEMBRO – MILENE DA SILVA PEREIRA

MEMBRO – NEUZIENE GARCIA PEREIRA

MEMBRO – RAYANNE GONÇALVES DE ABREU

MEMBRO – SOLANGE AGUIAR DA CONCEIÇÃO

MEMBRO – TIAGO DIAS DE LIRA

PRESIDENTE – PABLO DUAN GOUVEIA BARBOZA

VICE-PRESIDENTE – EUDOMAR PEREIRA DA COSTA FILHO.

Redação – fmrural.com.br 

Vereadores de Cajazeiras tem encontro marcado com Lucélio Cartaxo em João Pessoa

Os vereadores Eudomar Filho (PTC), Eriberto Maciel (PP), Alysson Lira (PSD), Jucinério Félix (PPS) e Delzinho da Arara (PTC) irão se reunir com o pré-candidato ao Governo do Estado – Lucélio Cartaxo (PV).

De acordo com informações obtidas com exclusividade nesta segunda-feira (11), quatro vereadores ligados à gestão do prefeito José Aldemir (PP) e um de oposição, Delzinho da Arara – um encontro está agendado com Lucélio, na Capital paraibana na próxima quarta-feira (13), às 13 horas em local ainda não sabido, para tratar de apoio político na Terra do Padre Rolim.

Eudomar Filho e Delzinho, ambos eleitos pelo grupo político da ex-prefeita Denise e de seu esposo Carlos Antônio, estão dispostos a caminhar com o projeto político do irmão do prefeito de João Pessoa e, não com o candidato socialista João Avezedo, que é aliado da ex-prefeita e o do ex-prefeito Carlos Antônio. Já Eriberto, Alysson Lira e Jucinério que ainda estão no grupo do prefeito de Cajazeiras – e tem tendência liberal, não seguirão a orientação do gestor cajazeirense.

Notadamente, afastados das ações e eventos oriundos do Executivo local, Jucinério e Alysson tem demonstrado insatisfação com a forma de tratamento a eles oferecida. Vale ressaltar que a pré-candidata e ex-secretária de saúde de Cajazeiras – Drª. Paula Francinete chegou a afirmar que o seu candidato e do seu esposo, ao Governo do Estado, será o ex-governador e atual senador José Maranhão (MDB).

“Se nenhum deles for, eu vou sozinho”, garantiu Delzinho da Arara.

Redação – fmrural.com.br

Durante curso de formação política em João Pessoa, Rede Sustentabilidade apresenta pré-candidaturas do Elo Mulher

A Rede Sustentabilidade da Paraíba ofereceu para suas filiadas e no último domingo (10), um importante Curso de Formação Política inserido no Elo Mulheres Nacional da referida agremiação, que aconteceu na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos (SINTECT-PB), no Centro Histórico de João Pessoa-PB.

A formação contou com a coordenação de Juliet Matos, do Estado do Rio de Janeiro, de Patrícia Brandão do Estado de Pernambuco e Cristiana Almeida da Paraíba, ambas integrantes Elo Mulheres Nacional e da Coordenação Nacional para Formação Política. Além dos temas, amplamente debatidos naquela ocasião, foram apresentadas as pré-candidaturas femininas do partido, para vagas na Assembleia Legislativa da Paraíba e, Câmara Federal.

Prestigiaram o encontro, Lídia Moura (Presidente Estadual do PMN) e Gregória Benário (Presidente Estadual do PCdoB).

Na oportunidade – foram expostos para à Assembleia Legislativa, no pleito que se aproxima os nomes das filiadas: Aniely Mirtes, que trabalha como ativista social em defesa dos movimentos LGBT, movimentos feministas e, afrodescendentes; Cristina Maurício, que milita na periferia de Campina Grande com fortes laços e vasto serviço prestado ao povo do Jardim Quarenta e; Nilda Passione – ativista cultural de Mangabeira, em João Pessoa.

Ainda de acordo com representes do Elo Mulher da Rede, os nomes para concorrerem à Câmara Federal, serão os de Mariluzia de Souza, da cidade de Conde – no litoral paraibano e da representante da Comunidade Cigana de Sousa, no Sertão – da jovem Daniele Calon.

Coordenação de Comunicação Estadual – Rede Sustentabilidade

Redação – fmrural.com.br

TRE recebe pedido para criação de novo partido político na Paraíba

Formalização do ‘UP’ no estado foi protocolada junto ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), na cidade de Campina Grande

A Paraíba poderá ganhar, nos próximos dias, mais um partido político. Trata-se do Partido da Unidade Popular (UP), que está em constituição perante o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A formalização do UP no estado foi protocolada junto ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), na cidade de Campina Grande, a 120 quilômetros de João Pessoa. As fichas individuais apresentadas pelo UP podem ser impugnadas no prazo de cinco dias, a contar desta segunda-feira (11).

O processo está sob os cuidados da juíza Ana Christina Coelho, da 16ª Zona Eleitoral do Estado.

Atualmente, existem 35 legendas devidamente constituídas no país.

 

Correio da Paraíba