Categoria POLÍTICA

PTC de Cajazeiras tem novo presidente e comando do Vereador Delzinho da Arara

A Comissão Municipal Provisória de Cajazeiras do Partido Trabalhista Cristão (PTC) tem novo presidente, desde o último dia (08/06/2018), dia em que foi solicitada a alteração junto ao TER-PB.

Até bem poucos dias atrás a direção do partido estava com o Vereador Eudomar Filho, porém, em contato na noite da última segunda (11), com o Vereador Delzinho da Arara também filiado ao (PTC), o mesmo nos informou que iriam acontecer alterações na legenda – a pedido do presidente estadual Fábio Lins Filho.

De acordo com a nova resenha do (PTC), que de fato houve mudanças, com a indicação e inserção de nomes próximos do Vereador Delzinho. Já o atual presidente municipal é o jovem Pablo Duan Gouveia Barbosa.

Veja abaixo, toda lista do TSE:

MEMBRO – AMANDA KESSYA ALVES DE OLIVEIRA ROLIM

MEMBRO – JOÃO LINS DE SOUZA

MEMBRO – JOSÉ GONÇALVES DE ALBUQUERQUE

MEMBRO – LEONARDO LEITE ABRANTE

MEMBRO – MAYANNE ROBERTA GONÇALVES DE ABREU

MEMBRO – MILENE DA SILVA PEREIRA

MEMBRO – NEUZIENE GARCIA PEREIRA

MEMBRO – RAYANNE GONÇALVES DE ABREU

MEMBRO – SOLANGE AGUIAR DA CONCEIÇÃO

MEMBRO – TIAGO DIAS DE LIRA

PRESIDENTE – PABLO DUAN GOUVEIA BARBOZA

VICE-PRESIDENTE – EUDOMAR PEREIRA DA COSTA FILHO.

Redação – fmrural.com.br 

Vereadores de Cajazeiras tem encontro marcado com Lucélio Cartaxo em João Pessoa

Os vereadores Eudomar Filho (PTC), Eriberto Maciel (PP), Alysson Lira (PSD), Jucinério Félix (PPS) e Delzinho da Arara (PTC) irão se reunir com o pré-candidato ao Governo do Estado – Lucélio Cartaxo (PV).

De acordo com informações obtidas com exclusividade nesta segunda-feira (11), quatro vereadores ligados à gestão do prefeito José Aldemir (PP) e um de oposição, Delzinho da Arara – um encontro está agendado com Lucélio, na Capital paraibana na próxima quarta-feira (13), às 13 horas em local ainda não sabido, para tratar de apoio político na Terra do Padre Rolim.

Eudomar Filho e Delzinho, ambos eleitos pelo grupo político da ex-prefeita Denise e de seu esposo Carlos Antônio, estão dispostos a caminhar com o projeto político do irmão do prefeito de João Pessoa e, não com o candidato socialista João Avezedo, que é aliado da ex-prefeita e o do ex-prefeito Carlos Antônio. Já Eriberto, Alysson Lira e Jucinério que ainda estão no grupo do prefeito de Cajazeiras – e tem tendência liberal, não seguirão a orientação do gestor cajazeirense.

Notadamente, afastados das ações e eventos oriundos do Executivo local, Jucinério e Alysson tem demonstrado insatisfação com a forma de tratamento a eles oferecida. Vale ressaltar que a pré-candidata e ex-secretária de saúde de Cajazeiras – Drª. Paula Francinete chegou a afirmar que o seu candidato e do seu esposo, ao Governo do Estado, será o ex-governador e atual senador José Maranhão (MDB).

“Se nenhum deles for, eu vou sozinho”, garantiu Delzinho da Arara.

Redação – fmrural.com.br

Durante curso de formação política em João Pessoa, Rede Sustentabilidade apresenta pré-candidaturas do Elo Mulher

A Rede Sustentabilidade da Paraíba ofereceu para suas filiadas e no último domingo (10), um importante Curso de Formação Política inserido no Elo Mulheres Nacional da referida agremiação, que aconteceu na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos (SINTECT-PB), no Centro Histórico de João Pessoa-PB.

A formação contou com a coordenação de Juliet Matos, do Estado do Rio de Janeiro, de Patrícia Brandão do Estado de Pernambuco e Cristiana Almeida da Paraíba, ambas integrantes Elo Mulheres Nacional e da Coordenação Nacional para Formação Política. Além dos temas, amplamente debatidos naquela ocasião, foram apresentadas as pré-candidaturas femininas do partido, para vagas na Assembleia Legislativa da Paraíba e, Câmara Federal.

Prestigiaram o encontro, Lídia Moura (Presidente Estadual do PMN) e Gregória Benário (Presidente Estadual do PCdoB).

Na oportunidade – foram expostos para à Assembleia Legislativa, no pleito que se aproxima os nomes das filiadas: Aniely Mirtes, que trabalha como ativista social em defesa dos movimentos LGBT, movimentos feministas e, afrodescendentes; Cristina Maurício, que milita na periferia de Campina Grande com fortes laços e vasto serviço prestado ao povo do Jardim Quarenta e; Nilda Passione – ativista cultural de Mangabeira, em João Pessoa.

Ainda de acordo com representes do Elo Mulher da Rede, os nomes para concorrerem à Câmara Federal, serão os de Mariluzia de Souza, da cidade de Conde – no litoral paraibano e da representante da Comunidade Cigana de Sousa, no Sertão – da jovem Daniele Calon.

Coordenação de Comunicação Estadual – Rede Sustentabilidade

Redação – fmrural.com.br

TRE recebe pedido para criação de novo partido político na Paraíba

Formalização do ‘UP’ no estado foi protocolada junto ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), na cidade de Campina Grande

A Paraíba poderá ganhar, nos próximos dias, mais um partido político. Trata-se do Partido da Unidade Popular (UP), que está em constituição perante o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A formalização do UP no estado foi protocolada junto ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), na cidade de Campina Grande, a 120 quilômetros de João Pessoa. As fichas individuais apresentadas pelo UP podem ser impugnadas no prazo de cinco dias, a contar desta segunda-feira (11).

O processo está sob os cuidados da juíza Ana Christina Coelho, da 16ª Zona Eleitoral do Estado.

Atualmente, existem 35 legendas devidamente constituídas no país.

 

Correio da Paraíba

Comissão presidida por Couto debate ameaças contra defensores de direitos humanos no Brasil

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM) promove na próxima quarta-feira (13/06), às 14h, no Plenário 9, uma audiência pública para debater a criminalização dos defensores de direitos humanos no Brasil.

Uma resolução da Assembleia Geral das Nações Unidas, de 9 de dezembro de 1998, trata dos Defensores de Direitos Humanos. O documento reconhece a importância dos indivíduos, grupos, instituições e organizações não governamentais que realizam ações e exercem a responsabilidade de defender a democracia, proteger os direitos humanos e liberdades fundamentais.  Através desse trabalho contribuem para a promoção e progresso das sociedades, instituições e processos democráticos.

A luta por direitos é também um imperativo da Constituição de 1988, que afirma que são objetivos fundamentais da República construir uma sociedade livre, justa e solidária, erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades.

Para o presidente da CDHM, deputado Luiz Couto (PT/PB), e que pediu a realização da audiência pública, os defensores dos direitos humanos no Brasil são os responsáveis para que os objetivos previstos tanto pela Constituição como pelo Direito Internacional dos Direitos Humanos, sejam alcançados. ” Temos profundas desigualdades e injustiças da nossa realidade e esses defensores tentam mudar essa situação, seja através dos movimentos sociais ou de instituições. Mas, muitas vezes são criminalizados e por causa disso vamos fazer esse debate, para que sejam discutidos casos emblemáticos de perseguição jurídico-criminal a defensores”, esclarece Luiz Couto.

Devem participar da audiência pública Dom Leonardo Steiner, Secretário-Geral da CNBB; Domingos Sávio Dresch da Silveira, Procurador Federal dos Direitos do Cidadão Substituto do Ministério Público Federal; Herbert Borges Paes de Barros, Secretário Adjunto da Secretaria Nacional de Cidadania do Ministério dos Direitos Humanos; Liliana Won Ancken dos Santos,  da Comissão Pastoral Terra de Rondônia;  Mateus Pinheiro, do Movimento dos Pequenos Agricultores no Pará; Luciana Pivato, da organização de direitos humanos Terra de Direitos; Silvio Cardoso Rabello, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra e Antônio Canuto, da Comissão Pastoral da Terra.

Ascom do Dep. Luiz Couto

Deputado Jeová Campos visita Mari e destaca que cidade precisa ter sua agência do Banco do Brasil reaberta o quanto antes

O clima era de festa, afinal estava acontecendo a 2ª Festa Junina Luiz Gonzaga em Mari, que é promovida pelo professor Josa, de Capim, e sua esposa, Tânia,  mas os políticos que participaram da festa, entre eles, o deputado estadual Jeová Campos (PSB), além de exaltarem a importância de manter a tradição dos festejos juninos, aproveitaram a ocasião para levantar questões que são importantes para a população da cidade, a exemplo da reabertura imediata da agência do Banco do Brasil que está fechada desde que foi arrombada por assaltantes.

“Não é possível uma cidade com mais de 20 mil habitantes ficar sem agência do Banco do Brasil obrigando as pessoas a terem que se deslocar para municípios vizinhos para resolverem suas questões financeiras”, disse o deputado Jeová Campos, lembrando que além de prejudicar os cidadãos, ainda compromete o comércio local que também sente e sofre contratempos com a ausência do agente bancário e na localidade.

O parlamentar, que estava acompanhado de seu filho Vitor Campos, também aproveitou a ocasião para agradecer o apoio de lideranças locais, especialmente, do professor Josa e de Pedro Graziano para fortalecer o seu projeto de candidatar-se a um novo mandato de deputado estadual, nas eleições de outubro. “Tenho sido muito bem acolhido em Mari e isso me alegra e me faz ter a certeza de que as lutas que travei e as defesas que fiz em prol do povo paraibano ecoaram para os quatro cantos da Paraíba”, disse o deputado.

Assessoria

Sete partidos detêm quase dois terços do número de eleitores filiados

Legendas reúnem 10,4 milhões dos 16,8 milhões de eleitores filiados às 35 agremiações com registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

Sete dos 35 partidos políticos com registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concentram mais de um milhão de eleitores filiados cada um. O total de eleitores inscritos no Movimento Democrático Brasileiro (MDB), Partido dos Trabalhadores (PT), Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Partido Progressista (PP), Partido Democrático Trabalhista (PDT), Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) e o Democratas (DEM) alcança 10,4 milhões. Esse número equivale a quase dois terços dos 16,8 milhões de eleitores filiados às legendas com registro na Justiça Eleitoral brasileira.

Os números constam das últimas listas (relações) atualizadas de filiados entregues pelos partidos ao TSE até o dia 13 de abril deste ano. Essa regra consta no art. 19 de Lei nº 9.096/1995 (Lei dos Partidos Políticos). A norma prevê que as legendas devem encaminhar, anualmente, aos juízes eleitorais de cada localidade a lista atualizada de seus filiados sempre na segunda semana dos meses de abril e outubro.

Dos partidos que contam com número de eleitores filiados que ultrapassa um milhão de inscritos, o MDB dispõe de 2,3 milhões de filiados, o PT tem 1,5 milhão e o PSDB, 1,46 milhão. Já o PP conta com 1,44 milhão, o PDT com 1,2 milhão e o PTB, 1,1 milhão. O Democratas tem 1,09 milhão de inscritos.

Por sua vez, as legendas que detêm as menores quantidades de filiados são o Partido da Causa Operária (PCO), com 3,7 mil, Partido Comunista Brasileiro (PCB), 14,7 mil, Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU), 17,1 mil, Partido Novo (NOVO), 19 mil, e Rede Sustentabilidade (REDE), com 23,9 mil filiados.

Os números de eleitoras filiadas chegam próximo à metade nos partidos que têm mais de um milhão de inscritos em suas fileiras. As quantidades são as seguintes: MDB tem 1,07 milhão de filiadas, PT, 706 mil, PSDB, 650 mil, PP, 641 mil, PDT, 557 mil, PTB, 535 mil, e o DEM tem 475 mil filiadas.

Requisito para candidatura

A filiação partidária é um dos requisitos para o registro de candidatura a cargo eletivo. Assim, para disputar uma eleição, o candidato deverá estar filiado pelo menos seis meses antes do pleito à legenda pela qual pretende concorrer.

Além dos nomes dos filiados, a relação enviada pelos partidos à Justiça Eleitoral deve trazer informações como a data de filiação e o número do título de eleitor de cada um, bem como a seção eleitoral em que está inscrito para votar. A lei também delegou à Justiça Eleitoral a função de publicar essas listas e arquivá-las.

As informações são enviadas eletronicamente por meio do Filiaweb, aplicativo que permite a interação on-line com o Sistema de Filiação Partidária. Após receber a relação dos filiados, o TSE inicia o procedimento de identificação das duplicidades de filiação partidária, isto é, destaca as pessoas que figuram no sistema como ligadas a mais de uma legenda.

A legislação eleitoral determina que, se a relação de filiados não for enviada pelos partidos até o prazo fixado no provimento da Corregedoria-Geral Eleitoral (CGE), a filiação constante na última relação remetida à Justiça Eleitoral permanecerá inalterada.

A listagem entregue à Justiça Eleitoral em outubro do ano passado pelos partidos contabilizava 16.692.728 eleitores filiados às agremiações políticas.

O TSE mantém atualizada uma área de estatística de filiados. Isso porque, com a informatização dos procedimentos, no momento em que o partido filia ou desfilia um integrante, a agremiação pode alimentar o sistema Filiaweb, que passa a ser atualizado em tempo real.

Apesar de não ser uma exigência legal, o TSE informa os novos dados de filiados após o fechamento do mês. Ou seja, a cada mês, a Corte divulga os dados de filiados atualizados no mês anterior.

TSE

Pré-candidato a federal, Gervásio diz como poderá contribuir em Brasília

Com coerência. É assim que o presidente estadual da Assembleia Legislativa da Paraíba e pré-candidato a deputado federal, Gervásio Maia (PSB) pretende contribuir em Brasília, caso eleito nas eleições de outubro desse ano.

Em entrevista, nesse final de semana, o parlamentar ressaltou que suas decisões e seus posicionamentos na Capital Federal terão como termômetro a vontade popular daqueles que ele representará no legislativo e não mera vontade pessoal.

Gervásio disse ainda que é justamente por conta dos seus posicionamentos coerentes nestes quase quatro mandatos com deputado estadual é que lhe permite, atualmente, transitar nos 223 municípios do Estado e subir em qualquer palanque em eventuais festejos de emancipação política.

“Eu penso que toda vez que alguém que representa o parlamento for para o plenário, o seu voto tem que ser dado medindo o termômetro da maioria do povo que você representa, seja deputado estadual ou federal. Eu todas as vezes que fui ao plenário me permite antes a ir conversar com o povo, por isso que hoje posso transitar nos 223 municípios da Paraíba, me permite subir em qualquer palanque. É preciso enfrentar os debates sempre ao lado do povo, esse é o caminho do político. Então vamos discutir a reforma trabalhista, vamos sim e saber quem vai pagar a conta, e não é justo que sejam os que menos tem. Tem que buscar a fórmula. Está aí agora a confusão dos combustíveis. Essa discussão tem que ir adiante porque o país tem petróleo. Isso tem que ser pautado”, ressaltou.

Maia não esqueceu de cutucar alguns dos atuais representantes da Paraíba no Congresso Nacional e mirou no campeão de votos, Pedro Cunha Lima, do PSDB. Para ele, o discurso do novato não encontra respaldo na coerência, já que quando o que está em jogo é a esfera federal o posicionamento é um e quando é a esfera estadual, é outro.

“Essa renúncia trilhonária que houve. Como é que em uma época dessa de crise se fala em renunciar tributos. Aí vem um deputado federal de lá para cá dizer que a conta dessa bagunça do combustível tinha que ser paga pelo Estado da Paraíba, a exemplo de Pedro Cunha Lima (PSDB) que votou a renúncia. Lá é de um jeito e aqui é de outro. Para esfera estadual vale uma coisa e para federal vale outra. É preciso haver coerência”, concluiu. Pedro é um dos nove deputado federais da Paraíba que vão disputar a reeleição.

 

Com Assessoria e PBAgora

Sósias de Kim e Trump já mostram serviço em Singapura

Os líderes da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, chegaram a Singapura. Na realidade, foram seus sósias que já desembarcaram na cidade que receberá o encontro histórico.

Os sósias, Howard X e Dennis Alan, se encontraram no Merlion Park. A cúpula oficial está agendada para o dia 12 de junho na ilha de Sentosa, frente à costa da ilha principal de Singapura. Os presidentes irão discutir sobre a desnuclearização do país norte-coreano e redução das sanções.

De acordo com o G1, o sósia de Kim Jong-un, Howard X, que é originário de Hong Kong, disse que ao chegar ao aeroporto foi interceptado por um oficial da imigração e interrogado durante duas horas.

 

G1

Prefeito de Patos poderá ser afastado do cargo por conta da prestação de contas do São João

A vereadora Nadir Rodrigues (MDB), durante sessão ordinária na Câmara de vereadores, na noite da última quinta-feira, 07, informou que irá pedir o afastamento do prefeito de Patos, Dinaldo Medeiros Filho (PSDB).

O pedido, segundo a parlamentar mirim, foi motivado após uma denúncia feita pela vereadora Lucinha Peixoto, na tribuna da Câmara, onde ela apresentou documentos que comprovam que o prefeito de Patos que, no ano passado tinha autorização a Câmara para gastar 400 mil reais no São João, ele gastou mais de dois milhões, ou seja, despesas realizadas sem autorização prévia da Câmara.

“Nós sabemos, infelizmente, que isso não pode acontecer, nenhum gestor pode tomar essa atitude e, isso é sim motivos para que a Câmara apresente um processo de impeachment e que as investigações aconteçam e que de fato, todas as providências sejam tomadas, pois, a Câmara Municipal tem o poder de fiscalizar e tem o compromisso assumido com a população e melhor representar o povo patoense”, explicou a vereadora emedebista, Nadir Rodrigues.

A vereadora ainda afirmou está esperançosa ao apresentar esse documento, pois, conta com o apoio de outros parlamentares. “A oposição, nós somos quatro vereadores, mas, já tem vereadores da base do prefeito que vinham a nossa bancada e dizia que podia contar com o apoio deles”, garantiu.

Nadir lamentou a cidade de Patos está com atendimentos da ação social, saúde e educação em defasagem e que os vereadores foram pegos de surpresa ao receberem um documento que comprova o gasto de mais de dois milhões de reais para o festejo junino sem autorização da Câmara.

Por Acilene Candeia – Patos Verdade