Categoria Política

porpjbarreto

Prefeitura de Patos está devendo quase 2 milhões de reais à empresa de limpeza urbana

O representante da Conserve, empresa que faz a limpeza pública em Patos, senhor Herbert, discordou da fala do secretário de finanças do município de Patos, Arnon Medeiros, que afirmou à reportagem da Rádio Espinharas, que a Prefeitura devia R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) à referida empresa.

A fala do secretário foi reproduzida na tarde do último sábado (12) pelo patosonline.com, foi quando Herbert tomou conhecimento da afirmação.

O representante da Conserve entrou em contato com a redação e afirmou que a Prefeitura deve quase R$ 2.000.000,00 (dois milhões de reais). Ele fez questão de mostrar a tabela de valores.

Com patosonline

porpjbarreto

Dez mil brasileiros participam da canonização da Irmã Dulce

A estimativa é do Vaticano. Celebração ocorreu na manhã deste domingo (13)

Papa Francisco lidera missa pela canonização de cinco pessoas no Vaticano

Cerca de 50 mil pessoas acompanharam o rito de canonização da brasileira Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, a irmã Dulce, e de outros quatro beatos, realizado na manhã deste domingo (13), na Praça São Pedro, no Vaticano.

A Santa Sé estima que em torno de dez mil brasileiros participaram da celebração litúrgica. Entre eles, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e os presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ); do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffolli.

Além da primeira santa nascida no Brasil, o Papa Francisco também canonizou a italiana Giuseppina Vannini; a suíça Margarida Bays; o inglês John Henry Newman e a indiana Maria Teresa Chiramel Mankidiyan.

O Vice-presidente, general Hamilton Mourão e a esposa, Paula Mourão, participam da cerimônia de canonização de Irmã Dulce na Santa Sé, no Vaticano

O Vice-presidente, general Hamilton Mourão e a esposa, Paula Mourão, participam da cerimônia de canonização de Irmã Dulce na Santa Sé, no Vaticano – Twitter / vice-presidente Hamilton Mourão.

Ao se dirigir à multidão que lotava a Praça São Pedro, o Papa citou trecho do Evangelho de Lucas para destacar a importância da fé e da solidariedade. “Precisamos de ser curados da pouca confiança em nós mesmos, na vida, no futuro; curados de muitos medos; dos vícios de que somos escravos; de tantos fechamentos, dependências e apegos: ao jogo, ao dinheiro, à televisão, ao celular, à opinião dos outros”, comentou Francisco. “Mas a fé caminhar juntos, jamais sozinhos. Constitui nossa tarefa ocuparmo-nos de quem deixou de caminhar, de quem se extraviou: somos guardiões dos irmãos distantes. Quer crescer na fé? Ocupa-se dum irmão distante”, acrescentou o Papa.

Milagres de Irmã Dulce

Nascida em 26 de maio de 1914, em Salvador, a soteropolitana passa agora a ser conhecida como Santa Dulce dos Pobres, grupo ao qual se dedicou desde o início da adolescência, quando passou a acolher moradores de rua e doentes em sua casa, transformando a residência da família, no bairro de Nazaré, em um centro de atendimento. No processo de sua canonização, dois milagres lhe foram atribuídos.

O maestro soteropolitano José Maurício Moreira é o beneficiário de um deles. Após 14 anos sem enxergar, Moreira recuperou a visão ao pedir ajuda a agora santa Irmã Dulce. Hoje, ele estava na Praça São Pedro, diante do Papa Francisco. Segundo sua esposa, Marize Araújo Jorge de Mendonça, o marido e todo o grupo de fiéis que viajou de Salvador estavam emocionados com o reconhecimento do trabalho assistencial e religioso de Irmã Dulce.

“Ela continua operando milagres todos os dias. Seus milagres continuam acontecendo por meio do acolhimento oferecido a milhares de pessoas necessitadas, desesperadas, seja no Hospital Irmã Dulce, seja em obras como o Centro Educacional Santo Antônio, em Simões Filho”, comentou Marize, referindo-se ao hospital de Salvador onde, segundo ela, são feitos quase três mil atendimentos médicos diários; e à escola da região metropolitana de Salvador onde mais de 700 crianças estudam em período integral.

Ainda emocionada, Marize contou que pediu aos santos para ajudá-la a conter a emoção diante do Papa, que cumprimentou a Moreira e aos outros beneficiários de milagres atribuídos aos cinco beatos santificados hoje. “Foi algo maravilhoso. Faltam-me palavras para descrever todo o encanto e a beleza desta cerimônia”, comentou Marize, chorando ao falar sobre a “felicidade” do Papa na escolha do tema de sua pregação. “Ele foi ultra feliz ao falar sobre a importância da fé, da esperança, em um tempo de tanta desesperança. As pessoas precisam ter fé, tentar não se desesperar diante das atribuições”, comentou, afirmando jamais ter duvidado de que Irmã Dulce seria santificada

Papa Francisco: Pelé ou Maradona?

O vice-presidente Hamilton Mourão usou sua conta no Twitter para manifestar a alegria de participar da canonização de Irmã Dulce.

O Papa Francisco cumprimenta o vice-presidente general Hamilton Mourão e sua esposa, Paula Mourão no Vaticano

O Papa Francisco cumprimenta o vice-presidente general Hamilton Mourão e sua esposa, Paula Mourão no Vaticano – Twitter / vice-presidente Hamilton Mourão.

“Participei da cerimônia de canonização do Anjo Bom da Bahia [como também era conhecida a santa] pelo Papa Francisco. Irmã Dulce, que com grande amor e fé intercedeu pela saúde e vida de milhares de brasileiros, torna-se santa de todo nosso Brasil e do mundo”, comentou Mourão, revelando que, ao cumprimentar o Papa Francisco, foi surpreendido por uma pergunta inusitada.

Davi Alcomumbre

Presidente do Senado, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) concede entrevista à imprensa

Presidente do Senado, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) concede entrevista à imprensa – José Cruz/Agência Brasil.

“Cumprimentando o Santo Padre, dele recebi uma pergunta difícil: quem é o melhor, Pelé ou Maradona? Saí-me diplomaticamente: os dois!”, escreveu o vice-presidente na rede social.

Judeu, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, destacou a atuação do Papa “para aumentar o diálogo da fé entre as nações e entre as religiões, estimulando o fortalecimento de valores comuns para a justiça e a paz no mundo. Para Alcolumbre, “a Igreja Católica brasileira vive um grande momento com a canonização da Irmã Dulce”.

Agência Brasil

porpjbarreto

Drª. Paula apresenta ‘Moção de Congratulação’ à população de Poço de José de Moura pelos 25 anos de emancipação política

Por meio de requerimento, apresentando na Assembleia Legislativa da Paraíba, a deputada Drª Paula Francinete (PP) externa estima e consideração ao município de Poço de José de Moura,  pelos 25 anos de emancipação política, a ser comemorados neste domingo (13). No documento, a parlamentar requer ‘MOÇÃO DE CONGRATULAÇÃO’ à população do Município.
Ainda no requerimento, Drª Paula requer à Presidência da Assembleia Legislativa que propositura, na forma regimental, e após aprovação em Plenário, a seja encaminhada à prefeita do Município, Aurileide Egidio de Moura, e ao vereador Geraldo Wilson de Adrade, presidente da Câmara Municipal.
Na justificativa, Drª Paula informa que a busca de um refrigério para o gado foi o motivo primeiro de ocupação das terras que atualmente constituem a cidade de Poço de José de Moura. “Assim, a história nos apresenta o vaqueiro Gonçalo de Moura como o primeiro a pisar em solo poçomourense, isso no ano de 1825”, acrescenta.
“É com grande júbilo que referencio minhas homenagens às autoridades, às lideranças políticas e empresariais e principalmente, ao seu povo corajoso que cotidianamente vai à luta construindo a sua história, que as comemorações dos 25 anos de independência política sejam focadas na valorização das suas origens e dos homens e mulheres que meritoriamente a construíram”, declarou Drª Paula.
De acordo com a deputada, destacou-se na localidade o filho primogênito de Manuel Alves de Moura e Philomena Ribeiro de Carvalho, chamado José Alves de Moura, aquele que com toda honra é considerado o fundador, mesmo não sendo ele o primeiro a ocupar aquele sítio. “Rezador, curandeiro, benzedor. Muitas eram as orações, terços, rezas e ladainhas recitadas por Zé de Moura, como passou a ser conhecido. Consultava em sua residência, sem cobrar nada, a todos os que o procurava, ganhando assim grande fama, o que muito  contribuiu para que o Poço se tornasse o povoado na primeira metade do século XX”, comentou.
História – Em 22 de dezembro de 1959, o povoado do Poço passava a condição de Distrito pela Lei n° 171, originária de um projeto de lei do então vereador Manoel Alves Neto (Peixe Moura), representante do Poço junto ao legislativo municipal de São João do Rio do Peixe. Os anos foram passando, é criada uma escola pública, construído mercado público, posto de saúde, posto telefônico, é instalada a energia elétrica.
Poço cresceu e foi elevado à  categoria de município com a denominação de Poço de José de Moura, pela Lei Estadual n° 5.914 de 24 de abril de 1994. Após esta afirmação se esclarece que em homenagem a aquele que é considerado seu fundador, a data comemorativa da emancipação política é a data do seu nascimento, o dia 13 de outubro.
Assessoria de Imprensa
porpjbarreto

Fogo não apaga e chamas devasta vegetação de morros no Jardineiro e avança para a Serra da Arara em Cajazeiras

Há quase uma semana do primeiro registro dos pequenos focos de incêndio no Sítio Jardineiro em Cajazeiras, o fogo se espalha rapidamente e avança para à Serra da Arara.

Moradores das comunidades adjacentes estão em pânico, pois até agora nenhuma autoridade deu qualquer satisfação, causando-lhes muito medo de perder o pouco que tem.

Será que ninguém pode fazer nada por a gente”, indagou uma agricultora idosa.

Redação –fmrural.com.br

porpjbarreto

Secretaria Municipal de Saúde e órgãos parceiros lançam campanha de combate à hanseníase em Cajazeiras

O secretário de saúde do município, Helano Segundo, e integrantes da equipe da pasta participaram na última terça-feira (08), no auditório da Escola Técnica Estadual do lançamento de uma campanha para o combate à hanseníase em Cajazeiras.

A campanha para detectar e tratar possíveis casos da doença no município está sendo desenvolvida em parceria com o HRC, UPA, Samu e HUJB.

O secretário destacou os esforços da administração municipal, através da pasta da saúde, em acompanhar os casos já existentes da doença, levando conscientização à população para a prevenção e tratamento de novos casos.

Secom-Cz

porpjbarreto

Três prefeitos do sertão podem deixar o (PSB) nos próximos dias

Os próximos dias são decisivos para os “girassóis”. Capítulos emocionantes desta história deverão surgir, protagonizados pelo atual governador, e o ex-governador da Paraíba. No Sertão, três prefeitos do (PSB) estão acompanhando com lupa todo esse imbróglio: Fábio Tyrone (Sousa), Chico Mendes (São José de Piranhas), e Gervásio Gomes (Bernardino Batista).

Internamente existe um acordo entre esses três mandatários para se deixarem o partido seja em bloco. A tendência é que a posição deles deverá ser em prol de João Azevedo. Os Prefeitos sertanejos não andam nada satisfeitos com essa contenta toda. E outra coisa mais, “governo é governo, se souber usar”, já dizia o ex-vereador sousense, Dário Formiga.

Porém, sobre tudo isso houve reação do deputado estadual, Lindolfo Pires (Podemos). “Lamento que isso esteja acontecendo dentro do PSB”; disse ainda, que uma tomada de decisão precipitada por parte do prefeito em deixar o partido seria precoce porque precisa ouvir qual é a orientação do governador, João.

Lindolfo deixou claro que essa condição de Tyrone, deixar ou não o (PSB) é preciso esgotar as possibilidades cabíveis.

Por fim, Fabio Tyrone deu declaração durante entrevista em Sousa, que torce ainda por uma união entre RC e JA, mas se isso não acontecer deverá tomar sua decisão a favor de João Azevedo.

Se Tyrone sair do (PSB) já há rumores de notícias dando conta que o ex-vice-prefeito de Sousa, Dr. Zé Célio poderia comandar o partido e já existe um convite nos bastidores.

 

Com informações de ReporterPB e Polêmica Paraíba

porpjbarreto

Irmã Dulce será reconhecida como santa neste domingo

Após a canonização, ela se chamará Santa Dulce dos Pobres

Neste domingo (13), às 5h da manhã em Brasília (10h em Roma), a soteropolitana Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes (1914–1992), nominada como Irmã Dulce desde 1933, torna-se a primeira santa nascida no Brasil reconhecida pela Igreja Católica Apostólica Romana. Torna-se Santa Dulce dos Pobres.

A canonização ocorre nove anos após o colegiado de cardeais e bispos da Congregação para a Causa dos Santos, da Cúria Romana, atestar o primeiro milagre atribuído à Irmã Dulce descrito no processo de beatificação da religiosa iniciado pela Arquidiocese de São Salvador da Bahia. A decisão do colegiado é baseada em avaliação de peritos de saber científico (como médicos) e teólogos.

O milagre que levou à beatificação foi a intercessão da freira, a pedido de orações de um padre, para salvar a vida de uma mulher que deu à luz a um menino e estava desenganada por causa de uma hemorragia depois do parto, que os médicos não conseguiam conter. O caso ocorreu nove anos após a morte de Irmã Dulce (2001), em uma cidade do interior de Sergipe.

 Irmã Dulce

Irmã Dulce – Acervo Irmã Dulce

Para a canonização, a Constituição Apostólica exige a comprovação de um segundo milagre e semelhante ritual processual e comprobatório. A segunda graça, conforme publicado pela Arquidiocese de Salvador, foi a recuperação da visão do músico e maestro José Maurício Bragança Moreira, após 14 anos sem enxergar por causa do glaucoma.

“Eu fui paciente de glaucoma muito grave que me cegou durante 14 anos. No dia do milagre, 10 de dezembro de 2014, o meu coral ia cantar, mas a minha esposa nem me deixou sair de casa por causa do derrame que eu tive nos olhos devido a uma conjuntivite viral. Eu passei a noite sem conseguir dormir e por volta das 4h eu peguei a imagem de Irmã Dulce, que fica na cabeceira da minha cama, a coloquei nos meus olhos e pedi que ela aliviasse a minha dor”, descreve Moreira em relato publicado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

De acordo com o músico, após colocar o santinho impresso sobre os olhos, sentiu sono e adormeceu. “Quando eu acordei de manhã, a minha esposa me deu umas compressas de gelo e foi quando eu comecei a enxergar o gelo e a ver a minha mão, e aos poucos a visão foi voltando. O momento que começou o retorno da visão foi pouco tempo depois da oração. É um milagre”, afirma. Após o reconhecimento do milagre pela Igreja, o Papa Francisco anunciou a canonização de Irmã Dulce.

 Irmã Dulce

Irmã Dulce – Acervo Irmã Dulce

Vocação social

A vocação religiosa de Irmã Dulce é revelada ainda na adolescência sob influência de uma tia paterna. Ela tornou-se freira no começo da década de 1930 pela Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, em São Cristóvão (Sergipe).

Formada como professora, teve como primeira missão ensinar a crianças em colégio de sua congregação em Salvador. A vocação para as causas sociais teve início naquela década quando passou a prestar assistência à comunidade pobre de Alagados, e a participar da União Operária São Francisco.

Em 1937, funda o Círculo Operário da Bahia, juntamente com Frei Hildebrando Kruthaup. Em 1939, Irmã Dulce inaugura o Colégio Santo Antônio, escola comunitária voltada para operários e filhos de operários.

Dez anos depois, ocupa um galinheiro ao lado do Convento Santo Antônio de Salvador para acolher 70 doentes. Em 1959, é instalada oficialmente as Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) e no ano seguinte é inaugurado o Albergue Santo Antônio.

 Irmã Dulce

Irmã Dulce – Acervo Irmã Dulce

Celebração

O Santuário de Irmã Dulce, em Salvador, ao lado da sede das Osid permanecerá aberto durante toda noite de sábado (12) e a madrugada de domingo para a vigília à espera das canonizações que o Papa Francisco presidirá no Vaticano.

Junto com a santa brasileira, serão canonizados os beatos John Henry Newman (1801-1880), cardeal, fundador do Oratório de São Filipe Néri na Inglaterra; Giuseppina Vannini, Madre Josefina (1859-1911), italiana, fundadora das Filhas de São Camilo; a Maria Teresa Chiramel Mankidiyan (1876-1926), indiana, fundadora da Congregação das Irmãs da Sagrada Família; e Margherita Bays (1815-1879), suíça, da Ordem Terceira de São Francisco de Assis.

A primeira missa em honra à Santa Dulce dos Pobres ocorrerá em Roma na igreja San’t Andrea della Valle, segunda-feira(14), 24 horas depois da canonização. No dia 20 de outubro, domingo, em Salvador, haverá a celebração pela canonização da Santa. Será no estádio de futebol Arena Fonte Nova, com abertura dos portões ao meio-dia. Os ingressos gratuitos estão à disposição nas diversas paróquias da Arquidiocese de Salvador e começaram a ser distribuídos no início deste mês.

Saiba mais sobre a vida de Irmã Dulce, a primeira santa brasileira

Com Agência Brasil

porpjbarreto

TCE-PB emite parecer positivo pela aprovação das contas de 2017 e 2018 do prefeito de Cajazeiras

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), já encaminhou à Câmara Municipal de Cajazeiras, relatórios com os pareceres positivos, referentes à aprovação das contas dos exercícios dos anos (2017 e 2018), da gestão do prefeito José Aldemir Meireles de Almeida (PP).

De acordo com informações chegadas à nossa redação, o presidente do Poder Legislativo cajazeirense, “Deuzinho da Arara” tem até o último dia último de novembro para pôr em votação, pois, a partir desse período a Câmara entra em recesso.

Já as contas do ex-prefeito Carlos Rafael Medeiros de Souza, estão na Câmara, para apreciação, mas o parecer do TCE, recomenda pela reprovação.

 

Redação – fmrural.com.br

porpjbarreto

João Azevêdo inaugura Instituto de Polícia Científica e autoriza obra de pavimentação em Cajazeiras

O governador João Azevêdo inaugurou, nesta sexta-feira (11), o Instituto de Polícia Científica (IPC) de Cajazeiras, no Sertão da Paraíba. A obra reivindicada pela população de cerca de 40 municípios da região representa um investimento de aproximadamente R$ 3 milhões, oriundos do tesouro estadual. Na ocasião, o chefe do Executivo estadual também assinou a ordem de licitação para pavimentação da rua Projetada 01, no bairro Capoeiras Sul, que liga a PB-400 ao IPC, no valor de R$ 186 mil.

Na oportunidade, João Azevêdo ressaltou a importância da obra para as famílias que precisam dos serviços do Estado. “A vida nos impõe algumas necessidades e um equipamento como esse representa respeito às famílias; uma ação que possa melhorar e dar assistência às pessoas é sempre bem-vinda e, além disso, aqui serão realizados vários serviços”, frisou.

Ele também destacou as ações do Governo do Estado para assegurar condições adequadas de trabalho para os profissionais da Segurança. “Além da estrutura física, precisamos ter um servidor valorizado. O esforço que estamos fazendo dentro da segurança pública, a exemplo das promoções nas Polícias Militar e Civil e Corpo de Bombeiros e o Plano de Cargo, Carreira e Remuneração dos agentes penitenciários, reflete o meu respeito à categoria e uma segurança forte também depende de homens e mulheres motivados”, acrescentou.

O secretário de Estado da Segurança e da Defesa Social, Jean Francisco Nunes, evidenciou a qualidade da estrutura do IPC de Cajazeiras. “Esse equipamento representa um presente para a cidade e o fortalecimento da perícia que recebe uma atenção especial do Estado. Além disso, a população terá uma melhor condição de atendimento e o funcionalismo melhores condições de trabalho”, pontuou.

O delegado geral da Polícia Civil, Isaías Gualberto, afirmou que Cajazeiras ganhou um dos melhores equipamentos de perícia do Nordeste. “Esse é um pleito de décadas da população cajazeirense e das cidades vizinhas que solicitavam a obra e essa é uma ação que vai dar mais agilidade no atendimento dos usuários da Polícia Civil”, explicou.

O deputado estadual Jeová Campos destacou o simbolismo da obra para a região. “Por muitos anos, nós padecemos esperando pelo IPC e sabemos o quanto esse momento é representativo e essa foi uma questão pautada por todos os homens e mulheres dessa terra que agradecem a quem tanto faz por ela”, declarou.

O deputado estadual Júnior Araújo afirmou que a obra representa o compromisso do Governo com a população sertaneja. “É muito bom receber o governador em nossa cidade que vem trazer um empreendimento esperado e desejado. Essa é mais uma conquista para nós e sabemos que muitas coisas virão para Cajazeiras”, disse.

O Instituto de Polícia Científica de Cajazeiras foi construído numa área de 600,57m² e conta com os Núcleos de Medicina e Odontologia Legal e o Núcleo de Criminalística. Na unidade serão realizados exames de lesão corporal, sexológicos, necropsias, exumação cadavérica, estimativa de idade, perícias nos locais onde ocorreram mortes violentas – a exemplo dos homicídios, suicídios e acidentes, bem como nos locais de danos ao patrimônio.

O ambiente conta com laboratórios, coleta, capela, alojamentos com banheiros, alojamento acessível com banheiro, cela, sala de espera para 32 lugares, consultório custódia, estar feminino, crianças e adolescentes, sala de cofre, recepção, direção administrativa, direção técnica, direção geral, sala de peritos, arquivo, copa, sala de utilidades, sala de necropsia, vestiários, raio X, câmara fria, sala pós-necropsia e liberação do corpo, bloco de serviço (sala de utilidade, lixo comum, lixo contaminado, necropsia especiais, D.M.L, lavagem bombonas/carrinhos), circulação, rampa de acessibilidade, estacionamento e jardim.

O conselheiro do Orçamento Democrático Estadual (ODE), Walter Moreira, enalteceu a importância da obra para a região. “Quem já precisou dos serviços do IPC sabe o que essa obra representa e essa é mais uma reivindicação do povo que está sendo concretizada pelo Governo do Estado”, disse.

A dona de casa Maria do Socorro Soares fez questão de acompanhar a inauguração. “O prédio ficou muito bom e será importante porque quem precisava de algum serviço na região precisava se deslocar para Patos”, comentou.

A solenidade foi prestigiada também pelo deputado federal Wilson Santiago, deputados estaduais, prefeitos, vereadores e auxiliares do Governo da Paraíba.

Secom-PB

porpjbarreto

Presidente da Asplan participa de instalação do comitê do Plano AgroNordeste na PB e faz críticas a exclusão da região do litoral

Região que concentra boa parte da cultura canavieira da Paraíba, além de outras atividades produtivas que geram emprego e renda, a região litorânea do estado ficou de fora do Plano AgroNordeste, que irá contemplar somente 29 municípios do Cariri Oriental e Ocidental. No lançamento do primeiro comitê estadual de coordenação do Plano AgroNordeste, ocorrido na última quarta-feira (09), em João Pessoa, o presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), José Inácio de Moais, fez  críticas à exclusão do Litoral no referido Plano. “O Plano tem bons objetivos, mas peca por deixar de fora uma região que abriga setores produtivos importantes”, disse o dirigente canavieiro.

José Inácio lembrou que, a exemplo do que fez a Sudene, que excluiu o setor canavieiro de suas atividades e investimentos, o Plano AgroNordeste, também comete um pecado ao excluir o Litoral de suas ações. “É no Litoral que se concentra boa parte da cultura canavieira no Nordeste, além de vários arranjos produtivos que geram renda e emprego e que precisam de aporte para se desenvolverem e, erroneamente, essa região fica de fora do Plano. O governo federal volta a errar na estratégia de não fomentar a região litorânea e também a cultura da cana-de-açúcar no Plano, pois esse é o setor que mais emprega e gera renda na região”, destacou o presidente da Asplan.

José Inácio lembrou também que, durante a atuação da Sudene, o setor de cana-de-açúcar não teve apoio nenhum, ficando à margem dos investimentos, mas, mesmo assim sobreviveu a vários governos, se manteve firme e hoje é o setor que mais gera empregos, algo em torno de 35 mil postos de trabalho, na Paraíba, em épocas de safra como agora. “Penso que o governo erra na estratégia de excluir a região litorânea do Plano e contemplar apenas o Cariri Oriental e Ocidental”, reiterou José Inácio, lembrando que não há mais monocultura de cana na região, uma vez que a maior parte dos produtores canavieiros também são agropecuaristas, criam camarão e têm outras atividades. Jose Inácio lembrou ainda que mais de 80% dos produtores associados da Asplan se enquadram no perfil de pequenos e médios produtores, que são alvo do Plano AgroNordeste, mas que boa parte deles ficarão fora do Plano.

Sobre o AgroNordeste na PB  

O comitê estadual de coordenação do Plano AgroNordeste da Paraíba, que foi instalado essa semana, tem a missão de fazer os levantamentos necessários para definição dos projetos que serão desenvolvidos nas regiões contempladas com o Plano, que é voltado para pequenos e médios produtores que já comercializam parte da produção, mas ainda encontram dificuldades para expandir o negócio e gerar mais renda e emprego na região onde vivem. O diretor geral do programa AgroNordeste na Paraíba é Danilo Forte. Em nível local, o AgroNordeste vai atuar em 29 municípios do Cariri Oriental e Ocidental, que vão contar com a oferta de assistência técnica e gerencial do Senar. A coordenação estadual do AgroNordeste contará com representantes do Senar-PB, Superintendência Federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SFA), Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Sebrae e  Embrapa.

Assessoria de Imprensa