Categoria POLÍTICA

Mandato do deputado Paulo Maluf pode ser cassado nesta quarta-feira (22)

O parlamentar tem sido aconselhado pelo advogado Antônio Carlos de Almeida Castro a renunciar o cargo, para evitar mais desgastes

Foto: EBC

O mandato do deputado afastado Paulo Maluf, do PP de São Paulo, que está em prisão domiciliar, deve ser decidido nesta quarta-feira (22). O parlamentar tem sido aconselhado pelo advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, mais conhecido como Kakai, a renunciar o cargo, para evitar mais desgastes.

Kakai é defensor e amigo das figuras mais eminentes da política brasileira e em seu ofício, já defendeu mais de sessenta governadores e três ex-presidentes.

Maluf foi condenado em maio do ano passado a 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão por lavagem de dinheiro. O ex-prefeito de São Paulo chegou a ficar preso entre dezembro e março no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, mas ganhou o direito de cumprir prisão domiciliar por conta de problemas de saúde.

O político, que tem 86 anos de idade, possui problemas cardíacos, ortopédicos, além de câncer de próstata e diabetes. Se Paulo Maluf não renunciar, vai ocorrer uma reunião nesta quarta-feira (22), às 11h, na residência oficial do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para decidir o futuro do político.

Reportagem: Cintia Moreira

 

Jeová Campos anuncia alta do tratamento e agradece acolhimento da equipe do Hospital Napoleão Laureano

“Recebi essa grande notícia ontem (20) e quero partilhar com os paraibanos que recebi alta de meu tratamento contra uma deformação celular na laringe, que atingia minha corda vocal e comprometia minha voz e, neste momento, de muita alegria quero agradecer a equipe do Hospital Napoleão Laureano pela acolhida e tratamento”, Disse hoje (21), o deputado estadual Jeová Campos (PSB), ao anunciar sua cura, durante sessão na ALPB.

O parlamentar que encerrou o ciclo de 34 sessões de radioterapia, no final de junho, recebeu alta após se submeter a exames que identificaram o sucesso do tratamento, que foi acompanhamento pela médica, Ana Carolina Rocha de Ataíde. A voz do parlamentar ainda está comprometida por causa dos efeitos da radioterapia, por isso, ele fará sessões de fonoaudiologia até plena recuperação da voz.

Segundo Jeová, que conseguiu conciliar suas atividades na ALPB e sua agenda política com o tratamento médico sem precisar tirar licença médica, o apoio e acolhimento que recebeu da equipe do Laureano e a experiência que viveu durante o tratamento vai ficar em sua memória. “Foram dias difíceis, mas, de muito aprendizado e amadurecimento espiritual. Estou muito feliz de ter conseguido superar essa adversidade e quero de público agradecer a todos que se solidarizaram comigo nesta jornada. Posso dizer que saio deste processo ainda mais consciente do papel e missão que tenho por aqui. Isso fortaleceu a minha fé e me fez ver a vida com olhos ainda mais humanizados”, disse o parlamentar.

O esquema de tratamento radioterápico a que foi submetido o parlamentar consistiu em aplicações, sendo cinco sessões por semana, durante dois meses. As sessões aconteciam nas primeiras horas da manhã e duravam, cada uma, cerca de cinco minutos. “Sempre estive confiante no tratamento, até porque tive a benção de identificar a doença em seu estágio inicial, enfim, enfrentei mais esse desafio em minha vida e o encarei com altivez, com a certeza de que eu faria a minha parte para encontrar a cura e ser merecedor dela”, finalizou Jeová.

 

Assessoria

TSE realiza audiência pública para elaboração de plano de mídia da eleição presidencial

Reunião será na próxima quinta-feira (23), a partir das 10h, e contará com transmissão ao vivo pelo YouTube

A partir das 10h desta quinta-feira (23), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realiza audiência pública para receber sugestões de representantes dos partidos políticos e coligações, bem como das emissoras de rádio e televisão, em relação à minuta de resolução do plano de mídia das eleições presidenciais. Na ocasião também será feito sorteio para a escolha da ordem de veiculação da propaganda em rede de cada partido político ou coligação para o primeiro dia do horário eleitoral gratuito.

A resolução tratará especificamente do plano de mídia, uma vez que as regras do horário eleitoral gratuito já foram aprovadas pelo TSE por meio da Resolução TSE 23.551/2017.

Na audiência, o tema será abordado por, no máximo, duas horas. Cada participante poderá se manifestar pelo prazo máximo de cinco minutos. As manifestações serão precedidas de identificação pessoal.

Também será possível participar enviando sugestões por escrito. Para tanto, é necessário protocolar o documento no TSE até o dia do evento ou até 24 horas após sua realização.

A audiência pública ocorrerá no Auditório I do edifício-sede do Tribunal, em Brasília (DF), e será transmitida ao vivo pelo canal da Justiça Eleitoral no YouTube.

Não será necessário credenciamento prévio dos jornalistas interessados em fazer a cobertura do evento.

 

Ascom – TSE

Lucélio Cartaxo defende criação de nove UPAs para garantir cobertura a 100% dos paraibanos

Em mais um debate para as eleições 2018, realizado na noite desta segunda-feira (20) pela TV Master, Lucélio Cartaxo, candidato ao Governo do Estado pelo PV, defendeu a criação de nove novas UPAs nos municípios paraibanos, acabando com o déficit que existe hoje nas regiões.

“No nosso governo, a Paraíba terá todas as regiões cobertas por uma ampla rede de UPAS. Para isso, criaremos as nove unidades que faltam para acabar com o déficit existente. Defendemos uma forma de governar que apresente resultados em benefício da saúde pública, porque só quem não pode pagar por um plano de saúde sabe como é importante ter um Estado parceiro quando se mais precisa”, disse.

Além das Unidades de Pronto Atendimento tradicionais, as regiões com maior demanda receberão a UPA Especialidade, com profissionais da área de ortopedia para reduzir o fluxo de atendimentos nos Hospitais de Trauma do Estado, garante Lucélio Cartaxo em seu programa de governo. O candidato defende ainda que todas as microrregiões da Paraíba contarão com Centrais de Exames de média complexidade, com equipamentos e profissionais especializados, a exemplo do que já existe em João Pessoa e Campina Grande.

No debate, Lucélio defendeu ainda a criação do Hospital de Trauma do Sertão, que vai dar mais conforto e qualidade de vida ao sertanejo. “Não podemos mais aceitar que o filho do Sertão, como eu, passe cinco horas numa estrada para buscar atendimento em João Pessoa ou Campina Grande. Essa é uma política do passado. Iremos criar o Hospital de Trauma do Sertão, que além de melhorar a vida dos sertanejos, vai desafogar os hospitais de João Pessoa e Campina Grande”, disse.

Assessoria

João apresenta plano de ligações regionais com construção de novas estradas na PB

Mais uma vez, o candidato do PSB, João Azevêdo, aproveitou um debate entre os candidatos a governador para apresentar propostas ao povo paraibano. Na noite dessa desta segunda-feira, (20), na TV Master, ele lembrou que foi a gestão socialista que retirou 54 cidades do isolamento asfáltico e realizou o maior programa de infraestrutura rodoviária já visto na história da Paraíba, com mais de 2,6 mil quilômetros de novas estradas.

João também apresentou um plano para interligar regiões e cidades, que vai garantir agilidade e economia no transporte de cargas e de pessoas. “Existem algumas regiões do Estado que precisam ainda estar ligadas economicamente, e nós sabemos disso. A produção nessas regiões precisa de facilidades na sua distribuição e nós vamos fazer essas ligações para reduzir caminhos e fazer com que a produção e o deslocamento das pessoas se façam de maneira mais rápida e econômica”, justificou João.

O candidato socialista apresentou alguns exemplos de interligações regionais que serão realizadas no seu governo, como por exemplo, as estradas entre as cidades de Juazeirinho e Santo André; São José dos Cordeiros e Livramento; Arara e Solânea. “O custo do transporte hoje ainda é muito alto e uma boa estrada faz uma diferença fundamental. É por isso que essa Paraíba se desenvolveu tanto nestes últimos anos”, pontuou.

Outras propostas

João já propôs a implantação do Arco Metropolitano, que compreende a reestruturação da PB 016, interligando o distrito de Odilândia, em Santa Rita, até o município de Conde, evitando que veículos de carga tenham que passar pelas cidades de João Pessoa e Bayeux, nas imediações das Três Lagoas.

Para Campina Grande, João anunciou a implantação de um VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), aproveitando a linha férrea já existente que corta toda a cidade. Neste final de semana, durante a Caravana do Trabalho, ele também se comprometeu com a prefeita de Sossego, Neide Oliveira (PSB), e com o prefeito de Cubati, Dudu Dantas (PSB), a construir a estrada ligando os dois municípios.

O candidato do PSB anunciou a construção de uma rodovia interligando as cidades de Picuí e Nova Floresta, no Curimataú paraibano. “A população sabe que foi o governo do PSB quem transformou a malha rodoviária da Paraíba. Sabemos como fazer e vamos fazer muito mais a partir do próximo ano”.

Assessoria

Zé Maranhão apresenta temas polêmicos durante debate na TV Master

A população da Paraíba teve a oportunidade de conhecer as verdadeiras propostas de inovação para o estado nesta segunda-feira (20). Durante debate realizado pela TV Master, Zé Maranhão garantiu participação popular na gestão: “Todos os nossos projetos possuem a preocupação com o futuro do nosso povo. Meu governo será um governo de inovação, de mudanças, preocupado com a população. Seremos um governo aberto, verdadeiramente ao diálogo”

Não só o diálogo, mas também a transparência será destaque na gestão. Após resposta de um candidato, Maranhão disparou: “De repente temos a sensação que estamos na Suíça. Mas não é isso que sente a população. Tudo precisa ser feito com transparência. Não é só dizer, é preciso, principalmente, mostrar.”

Uma das grandes preocupações da população paraibana hoje é a saúde. Zé Maranhão afirmou que saúde é direito do cidadão e obrigação do estado, mas isso não vem sendo cumprido. “Uma prova disso é a quantidade de intervenções jurídicas que precisam ocorrer para que o cidadão tenha acesso a procedimentos simples. Algo que também precisa ser revisto é o contrato da Cruz Vermelha porque eles não estão cumprindo nem metade do que precisam fazer”, disse Maranhão.

Educação é tema de extrema importância porque, para Maranhão, incentivar um ensino que se preocupe com inovação e que já prepara para o mercado de trabalho é uma das saídas para mudar o atual quadro de desemprego do estado e fomentar a economia.

Por onde passa, Maranhão é conhecido por ser quem levou energia a todas as regiões da Paraíba. Explorar as melhores formas de produzir energia é forma de pensar no desenvolvimento do estado. “Me orgulho de ter sido pioneiro no trabalhos de energia eólica no estado. Contratei um estudo junto a Eletrobras para saber onde havia potencial para produção de energia. A partir daí o processo começou a acontecer”, disse.

A violência contra a mulher voltou a ser destaque. Maranhão destacou que votou favoravelmente a Maria da Penha e que acredita que ela ainda precisa de novos olhares para que se torne ainda mais eficiente.

Assessoria

Nota de repúdio ao pedido de revogação da Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais

A Executiva Nacional e Elo Ambientalista da Rede Sustentabilidade vêm por meio desta repudiar mais uma tentativa de desmonte da legislação socioambiental por parte dos ruralistas, do setor mais atrasado do agronegócio e dos deputados que dão suporte ao retrocesso do país.

Em carta enviada ao Presidente da República, a Confederação Nacional da Agricultura e a Frente Parlamentar da Agropecuária pedem a revogação do Decreto 6040/2007, que institui a Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais – PNPCT e a suspensão dos processos demarcatórios embasados na mesma.

Convocamos a sociedade a defender a manutenção da PNPCT, amplamente discutida antes de sua promulgação, e que nos seus 10 anos de existência tirou da invisibilidade milhões de povos e comunidades, trazendo-os para um espaço de acesso à cidadania e à direito sobre seus territórios tradicionais – um reconhecimento pelos serviços ambientais que prestam – proteção da biodiversidade, das águas, dos solos e captura de carbono e gases de efeito estufa – e uma proteção a um dos elos mais frágeis da sociedade, a grupos sociais cuja cultura e conhecimentos são parte da diversidade do nosso país.

Os argumentos utilizados pelos ruralistas para o seu pedido carecem de fundamento e se baseiam em uma visão individualista-proprietarista do século XIX, sendo apenas mais um episódio na busca pela apropriação da terra por parte do latifúndio, em detrimento daqueles que nela vivem, produzem e protegem o equilíbrio dos ecossistemas.

Portanto, a Rede Sustentabilidade defende a implementação da Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável para Povos e Comunidades Tradicionais e alerta que seu desmonte poderá acarretar prejuízos consideráveis a grupos vulneráveis como povos indígenas, quilombolas, ribeirinhos, extrativistas, dentre outros.

Brasília, 18 de agosto de 2018
Rede Sustentabilidade

Debate da TV Master: Técnica e Política a serviço da Paraíba

Após o terceiro debate de TV, realizado pela TV Master na última segunda-feira (20/08), foi possível perceber que alguns candidatos querem esvaziar a política e reduzir o processo eleitoral a mera técnica, escondendo inclusive quem são representantes na disputa presidencial. O candidato do PSOL ao Governo da Paraíba, Tárcio, foi o único a apresentar e defender seu candidato a Presidente, Boulos. Tárcio também foi o único a defender Lula Livre por entender que ele é um preso político decorrente do Golpe ocorrido no Brasil 2016.

O candidato da Coligação Construir Poder Popular, composta pelo PSOL, PCB e UP, afirma que “é fundamental trazer a política e o povo para o debate, trazer as denúncia necessárias e lembrar sempre de apresentar as propostas de transformação da Paraíba”. Entre os temas que foram debatidos por Tárcio estiveram Serviço Público, Educação, Segurança, Semiárido e Mobilidade Urbana.

Sobre Serviço Público foi apresentada a necessidade de modernização da máquina pública por meio de tecnologia, concurso público e valorização do servidor. No ponto sobre educação o candidato denunciou que os professores não recebem o piso nacional e assumiu o compromisso de mudar essa realidade em seu governo, mas foi além desse ponto, afirmou que: irá descongelar progressões e os salários; nomeará concursados; ajudará a UEPB para que a Universidade Estadual não feche metade de suas vagas; reabrirá as escolas fechadas pelo atual governo.

A interiorização da segurança e a valorização dos profissionais dessa área marcaram vários momentos do debate, vindo junto com a necessidade de interiorizar as delegacias especializadas, garantindo abertura 24h e enfrentando o racismo estruturante na sociedade.

Tárcio ainda defendeu a construção de políticas hídricas próximas das pessoas, voltadas para agricultura familiar; a necessidade de uma maior articulação entre o Governo do Estado e os municípios na solução das questões da mobilidade urbana, defendendo a interligação entre os diferentes modais e a importância dos trilhos para mobilidade e economia da Paraíba.

Na avaliação do candidato do PSOL, “debater apenas aspectos técnicos é enganar o povo, só é possível transformar e efetivar as propostas apresentadas trazendo o povo para política, invertendo a lógica do orçamento da Paraíba e enfrentando privilégios. Saber que em nossa chapa não tem golpista é importante para saber quem anda com Temer e quem anda com o povo”.

Diretório Estadual do PSOL

Leia também!

Zé Maranhão apresenta temas polêmicos durante debate na TV Master

Lucélio Cartaxo defende criação de nove UPAs para garantir cobertura a 100% dos paraibanos

João apresenta plano de ligações regionais com construção de novas estradas na PB

 

Redação – fmrural.com.br

Dra. Jane inaugura comitê e inicia agenda de caminhada em Santa Rita

Dra. Jane inaugura comitê e inicia agenda de caminhada em Santa Rita

A candidata a deputada estadual, Dra. Jane Panta, inaugurou nesta segunda-feira (20) o comitê da campanha, localizado na Praça Getúlio Vargas, no Centro. O espaço funciona como um ponto de apoio para militância. E é lá também que todos têm acesso ao material de divulgação.

Na noite de ontem, Dra. Jane também realizou a sua primeira caminhada, que teve início na Eurico Dutra no bairro Popular, em Santa Rita, e seguiu pela rua Maria da Paz Lacet. Junto com a militância, a candidata do Progressistas percorreu cerca de 1km recebendo o apoio e carinho da população.

Em discurso, Dra. Jane destacou o propósito de sua candidatura. “Estou encarando este desafio porque eu acredito na reconstrução de Santa Rita e no desenvolvimento de toda a Paraíba. Juntos, vamos seguindo rumo à vitória”, afirmou a doutora.

Ao lado da candidata, encontravam-se também o deputado federal Ruy Carneiro e a vereadora Ivonete. Dra. Jane é candidata a deputada estadual pela coligação Força da Esperança II (PV PSDB PSD – PP – PTC – PHS – PSC). Nesta terça-feira (21), a caminhada será na rua da Alegria no bairro de Várzea Nova, em Santa Rita, às 18h.

 

Assessoria

1ª pesquisa Ibope após registro de chapas aponta Bolsonaro com 20% das intenções de voto

Levantamento mostra ainda que Marina Silva aparece com 12%, e Ciro Gomes, com 9%

No primeiro levantamento realizado após a oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral, o Ibope aponta Jair Bolsonaro na liderança ao cargo de presidente da República. O candidato do PSL aparece com 20% das intenções de voto, seguido por Marina Silva, com 12%, e Ciro Gomes, com 9%.

O tucano Geraldo Alckmin tem 7% da preferência do eleitorado, Fernando Haddad tem 4%, e Alvaro Dias, 3%. Henrique Meirelles, do MDB, Guilherme Boulos, do Psol, e João Amoêdo, do Novo, somam, cada, 1% dos votos. Brancos e nulos somam 29%, não sabem ou não responderam, 9%.

A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Foram ouvidos 2002 eleitores em 142 municípios, entre 17 e 19 de agosto.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S.Paulo.

Reportagem: Tácido Rodrigues