Categoria POLICIAL

Juiz da Comarca de Cajazeiras condena três moças há 4 anos e 4 meses por furto qualificado e formação de quadrilha. Veja!

O juiz substituto da 1ª Vara da Comarca de Cajazeiras, Dr. Francisco Thiago da Silva Rabelo proferiu em sentença condenatória, três moças acusadas de arquitetar, desviar e furtar recursos dos caixas da empresa Supermercado Cajazeiras, localizado à Rua José Rodovalho de Alencar – Centro – Cajazeiras-PB, há (quatro anos), (quatro) meses e (vinte e sete) dias e, multa de (um) salário mínimo para cada uma delas.

Foram condenadas: Tayslane Menezes Andrade, Rayssa da Silva Maciel e Nayane Galdino da Silva, por desviar recursos dos caixas da referida empresa acima mencionada entre os meses de janeiro e março do ano de 2016. As rés, duas delas operadoras de caixas – utilizaram-se da confiança da direção da empresa, para operar o esquema criminoso que desfalcou os cofres em R$ 40.000,00 (quarenta mil reais). Ainda de acordo com as investigações, ambas permaneceram acomunadas com o propósito especifico de dar sequencia ás práticas delituosas, configurando associação e formação quadrilha.

Ainda de acordo com as denúncias, o Ministério Público ouviu testemunhas, analisou imagens de câmeras de segurança para comprovar os devidos crimes, o juiz entendeu que houve abuso de confiança e formação de quadrilha. O magistrado determinou que as rés em questão iniciassem o cumprimento de pena em regime semiaberto, em consideração à ação condenatória. Outra denúncia de desvio de mercadorias na mesma empresa está sendo investigada pelo MP e pode haver desdobramentos para os próximos dias. Alguns funcionários do setor de frigorifico estão sendo envolvidos.

 

Redação – fmrural.com.br

Com informações do Repórter F. Dunga e MP-PB

Oficiais do 6º BPM se reúnem para avaliar índices de segurança e realizar planejamento para o término no ano

Durante a manhã desta sexta-feira (25), oficiais do 6º BPM se reunirão na sede da Unidade para avaliar os números da segurança pública na área de atuação do Batalhão e para planejar as Ações e Operações para os festejos juninos assim como para o segundo semestre.

“Indubitavelmente teremos muito trabalho daqui para o final de ano; Copa do Mundo, São João, São Pedro, eleições, fora as festas tradicionais da região; são evento como estes que nos obrigam a um planejamento antecipado para utilização da melhor forma possível dos nossos recursos humanos e materiais”, enfatizou a seção de Comunicação e Marketing do 6º BPM.

Assessoria

Acidente automobilístico na madrugada desta sexta (25) mata comerciante sousense em Marizópolis

Um gravíssimo acidente automobilístico do tipo capotamento, foi registrado pela Polícia Rodoviária Federal por volta das 02hs00 da madrugada desta sexta-feira (25), na BR-230, nas proximidades da entrada do Sítio Espera entre o Município de Marizópolis e, o Distrito de Divinópolis no Sertão paraibano.

O fatídico ocorrido acabou ceifando a vida do comerciante sousense Saul Estrela Sobrinho, conhecido naquela cidade por “Saul Lanches”. O comerciante dirigia uma caminhoneta Hilux SRV, de cor prata, placas: QGH-7926, inscrição de Mossoró/RN.

De acordo com informações chegadas a nossa redação, o popular seguia no sentido Sousa para Cajazeiras e em dado momento ele perdeu o controle da direção e veio a capotar várias vezes, causando-lhe instantaneamente à morte.

Após a chegada da Polícia Judiciária e, peritos o corpo foi encaminhado para o Núcleo de Medicina Legal em Patos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Redação – fmrural.com.br

Alunos alegam que foram enganados por instituição de ensino superior em Monte Horebe. Veja!

Quatorze dos vinte e dois alunos que fizeram matricula e, concluíram o Curso de Extensão de Bacharel em Serviço Social, ambos residentes na cidade de Monte Horebe, no Sertão paraibano estão alegando que foram ludibriados por uma instituição de ensino superior não autorizada pelo MEC e detentora de larga ficha de processos na justiça.

O referido curso que iniciou em novembro de 2013 e, funcionou a princípio em um prédio locado pela empresa Assessoria Educacional CARDAN, em nome de Geovani Braz Dantas com escritório na Avenida Coronel Martiniano, Nº 1800 – Penedo – Caicó-RN, porém, do meio para o fim, a empresa conseguiu sessão de uso em um anexo da Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental – José Dias Guarita, que deu continuidade, finalizando o curso com (14) alunos em outubro de 2017.

Após consultar a inscrição nº 11.350.597/0001-10, no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas da Receita Federal, obtivemos o seguinte resultado: a empresa em questão tem outro endereço, RUA MANOEL LUIZ DE MARIA, Nº 709, CEP: 59.390-000, Centro – Lagoa Nova – Rio Grande do Norte, sob a denominação CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL SHALOM.

De acordo com documentos que Cícera Janaína da Silva possui o IDEA – Instituto de Desenvolvimento Avançado Ltda; inscrito no CNPJ: 14.959.103/0001-98, com sede na Rua Coronel Botelho, nº 435 – Andar Altos – Maranguape-CE, faz parte de um grupo de entidades educacionais parceiras, ou terceirizadas, para garantir idoneidade ao processo e, ao final dos cursos essas instituições fecham suas portas e não emitem os diplomas, deixando todos no prejuízo – formando na verdade um grande esquema criminoso para enganar e subtrair de maneira silenciosa – tanto os investimentos e economias das pessoas, quanto os sonhos dos possíveis formandos.

A Sapiens Faculdade de Ciências Humanas da Paraíba Ltda, CNPJ: 07.737.921/0001-80, com sede à Rua João Tavares, Nº 335 – Centro – Campina Grande-PB, com quadro societário em nome de Lúcia Sant Ana Pereira (Sócio-Administrador), Washington Luiz Alves de Menezes (sócio) e, Nelsivan Marques de Carvalho (sócio), segundo Boletim de Ocorrência tinha como responsável o Sr. Geovani Braz Dantas, e coordenador do curso, o Senhor Francisco Alves Barreto.

Ainda de acordo com as vítimas, houve mais uma mudança de responsável pelo curso passando a ser a gerenciado pela Cardan. Em contato com Geovani, o mesmo declarou para Cícera, que a diplomação seria em março do ano em corrente, mas em decorrência dos acontecimentos, os alunos tomaram conhecimento que Geovani estava impedido pela justiça de ofertar esse tipo de curso, onde o mesmo responde vários processos judiciais. “Geovani muda de número de telefone constantemente e não dá satisfação a respeito da diplomação dos concluintes, restando um prejuízo em torno de R$ 9.950,00, com as mensalidades e despesas outras a cada um de nós”, ressaltou.

Ficamos sabendo por uma professora da instituição, que foi requerer seu concelho e, ela também ficou sabendo que a documentação era falsa”, finalizou Cícera Janaína. Informação não oficial dá conta, que Geovani Braz Dantas está dando aula em uma conceituada faculdade particular na cidade de Natal-RN. Após confecção de B.O, a polícia judiciária deu inicio uma investigação para apurar os fatos.

 

Redação – fmrural.com.br

Câmara homenageia Cabo da Polícia Militar de Cajazeiras com medalha de Honra ao Mérito

A Câmara Municipal de Cajazeiras – numa propositura da Vereadora Léa Silva Santos (DEM), realizou no inicio da noite da última terça-feira (22), em Sessão Solene de Outorga ao Cabo da Polícia Militar Wanderson Kelly de Abreu Farias, natural de Cajazeiras-PB, por excepcional comportamento e bravura com a mais alta honraria do Poder Legislativo local, a Medalha de Honra ao Mérito – Deputado João Bosco Braga Barreto.

Com as dependências do Poder Legislativo, lotadas, o evento foi bastante prestigiado por familiares, amigos e colegas de profissão, o policial foi reconhecido pela ação que culminou por evitar um duplo homicídio na zona rural de Cajazeiras.

Relembre como foi – Wanderson Kelly de Abreu Farias seguia para sua residência, no Sítio Javigor, quando populares avistaram o militar e solicitaram ajuda – dando conta, que um homem estava espancando sua companheira na comunidade próxima – denominada de Boa Vista. O fato se deu numa quarta-feira (04) de abril do ano em curso. De acordo com informações do Boletim de Ocorrência registrado na Delegacia de Polícia naquela ocasião, Francisco Daniel Ferreira Vieira que mantém um relacionamento com Luziene Cândido do Nascimento, (36) anos, que residia no Bairro do Cristo Rei, bebiam no momento e logo em seguida iniciou-se uma discussão, que por sorte não acabou em tragédia. Outro popular conhecido por Erivaldo da Silva Alexandre, que agrediu Luziene com uma roçadeira, em ato continuo seu companheiro Francisco Daniel atingiu Erivaldo na altura da orelha. Revoltado o acusado armado com a roçadeira correu atrás de Francisco Daniel, mas sem sucesso na captura, e não satisfeito retornou ao local e passou agredir Luziene afirmando que iria matá-la. Wanderson, que estava de folga e voltava para sua casa, passava nas proximidades, quando pessoas que presenciavam o problema pararam e disseram que uma mulher estava sendo agredida por um homem. Foi ai que entrou em cena o conhecimento do militar, se dirigindo ao local, o mesmo se deparou com o acusado de posse uma foice resmungando que iria golpear Luziene, já caída ao solo, em virtude do espancamento sofrido. Erivaldo partiu para cima do policial que se identificou e ordenou que parasse, porém, o acusado insistiu em tentar contra a vida do militar – não havendo outra saída a não ser efetuar disparos de advertência para tentar mobilizar o agressor. Com apoio da ROTAM, o homem foi imobilizado e conduzido e os demais envolvidos conduzidos à Delegacia. A vítima foi socorrida para o Hospital Regional de Cajazeiras, após medicada foi prestar queixar.

Redação – fmrural.com.br

 

Polícia Militar cumpre determinação da justiça por força de mandado de prisão em Patos

Na manhã desta terça-feira (22), por volta das 10hs30, em mais uma ação integrada entre a equipe da (DHE/GTE) de Polícia Civil de Patos e o Núcleo Reservado da Polícia Militar de Patos (P2), prenderam em sua residência, no Bairro do Monte Castelo, o acusado Islan Chagas dos Santos, de 24 anos.

Em desfavor de Islan, existia um Mandado de Prisão, onde o mesmo é suspeito de ter patrocinado vários disparos de arma de fogo contra Lucas Gabriel, fato ocorrido no Bairro do Jatobá, vindo Lucas a óbito na porta do Hospital Regional de Patos, fato ocorrido no dia (12) de maio do corrente ano.

Islan foi conduzido para a Delegacia de Homicídios para os procedimentos cabíveis e em seguida ficará a disposição da Justiça no Presídio Romero Nóbrega em Patos, no Sertão paraibano.

 

Com Assessoria

Policiais militares de São João do Rio do Peixe recuperam motocicleta roubada e prende suspeitos

Na desta segunda-feira (21), por volta das 07h30min, guarnições de radiopatrulha da cidade de São João do Rio do Peixe faziam abordagens na entrada da cidade próximas a Igreja Matriz, quando quatro indivíduos em duas motocicletas perceberam a presença das guarnições e tentaram evitar a abordagem desviando a barreira policial de maneira brusca, o que levantou suspeita daquela atitude.

Os militares resolveram abordá-los, iniciando uma perseguição que terminou na PB 393, nas proximidades da Cerâmica Rolim, quando uma dupla perdeu o controle da moto Yamaha Factor, 125 cc, de cor roxa, que no momento estava sem placa, tombando ao solo, enquanto que a outra dupla continuou a fuga, não sendo alcançada pela guarnição.

Em seguida os suspeitos caídos foram abordados, assim como foi feita uma averiguação nas condições da motocicleta, ficando constatado que a mesma tinha sido roubada na ultima quinta feira (17/07) na cidade de Cajazeiras nas proximidades da AABB, e que sua placa original era OEX – 8920.

A dupla foi identificada como sendo: Diego Maciel da Silva Sousa, que é albergado e tem 27 anos, e Isaías Barreto Soares, de 19 anos de idade, os quais após receberem voz de prisão foram conduzidos para Delegacia de Policia Civil de Cajazeiras para as providências legais juntamente com a motocicleta apreendida.

Seção de Comunicação do 6º BPM

Paraíba é o 1º Estado do país em investigações envolvendo exploração sexual infantil

Desde 2009, 293 procedimentos foram autuados pelo MPT na Paraíba para investigar exploração sexual.

Dos 293 procedimentos, 48 estão ativos atualmente sendo investigados e acompanhados pelo Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB), sendo 37 em João Pessoa e 11 em Campina Grande. Os dados são do ‘MPT Digital’ e colocam o Estado como o primeiro do País com o maior número de investigações em curso sobre exploração sexual infantil.

No período de 2010 a 2018, 22 ações judiciais foram propostas pelo MPT na Paraíba. Dessas, 10 foram Ações Civis Públicas (ACP). Considerada pela OIT (Organização Internacional do Trabalho) uma das piores formas de trabalho infantil, a exploração sexual de crianças e adolescentes é combatida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT).

Paraíba pioneira – “O ‘leading case’ que deflagrou a atuação do MPT contra a exploração sexual em todo o território nacional, sem dúvida alguma, foi o ‘Caso Sapé’”, informou o procurador do Trabalho Eduardo Varandas, coordenador adjunto da Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Coordinfância).

“As investigações do ‘Caso Sapé’ confirmaram que comerciantes e autoridades locais exploravam sexualmente meninas de 12 a 16 anos por pequenas quantias em dinheiro. O caso ganhou repercussão nacional. Atualmente, temos casos até mais complexos, todavia, em razão do segredo de justiça, não podemos mencionar”, acrescentou Varandas.

MPT alerta: “Faltam políticas públicas” – O procurador do MPT-PB, Eduardo Varandas, alerta sobre a ausência de políticas públicas efetivas de combate à exploração de todas as formas de trabalho infantil, entre elas, a exploração sexual.

“Costumo dizer que a Paraíba é ‘açougue’ de carne de criança. Os conselhos tutelares estão desaparelhados e sem atenção prioritária do poder público. A assistência social a crianças e adolescentes em vulnerabilidade social é sofrível e não recebe a atenção devida da administração pública”, afirmou Varandas.

“Os delitos praticados contra crianças e adolescentes não são devidamente investigados e a impunidade é a regra geral. Lamentavelmente, não cuidamos de nossas crianças”, lamentou.

Para o procurador, a base da proteção da criança é  o fortalecimento da família e da escola pública. “Por isso, precisamos de escolas públicas de qualidade com jornadas duplicadas (dois turnos) que atendam não apenas ao currículo básico de formação primária, mas incluam atividades desportivas, artísticas e de lazer”, apontou Varandas.

Assistência integral – Ainda de acordo com o procurador, também é preciso oferecer a assistência social às famílias abaixo da linha pobreza. “Esse deve ser outro norte, com a geração de emprego decente para adultos a fim de evitar que as famílias ponham os filhos e as filhas para trabalhar nas ruas da cidade. As causas do trabalho infantil são a miséria e a ignorância e, enquanto não forem combatidas, teremos crianças exploradas e vilipendiadas em todas as cidades brasileiras”, concluiu.

Campanha – A campanha ‘É Proibido Cochilar’ tem o foco no enfrentamento à exploração sexual, uma das piores formas de trabalho infantil. A iniciativa é uma realização da Casa Pequeno Davi, Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Trabalhador Adolescente (Fepeti-PB) e Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB).

18 de Maio – Neste dia, em 1973, uma menina de 8 anos, de Vitória (ES), foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada. Seu corpo apareceu seis dias depois, carbonizado e os seus agressores nunca foram punidos.

Com a repercussão do caso, e forte mobilização do movimento em defesa dos direitos das crianças e adolescentes, 18 de maio foi instituído como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Desde então, esse se tornou o dia para que a população brasileira se una e se manifeste contra esse tipo de violência.

 

 

Em Sousa: frentista é assassinado e mulher é baleada em tiroteio no Posto Chabocão na BR-230

Um crime de morte e uma tentativa de homicídio foram registrados, na manhã deste domingo (20), por volta das 9hs30 no Posto Chabocão, localizado às margens da BR-230 em Sousa, tendo como vítima fatal o frentista das iniciais “J.N”

Segundo as primeiras informações um casal estava no local, momento em que um segurança efetuou vários disparos de arma de fogo contra o casal, identificado apenas como “J.N” e”C. P. S”. Equipes do SAMU e Corpo de Bombeiros foram mobilizadas para prestarem socorro às vítimas e em seguida encaminhar ao Hospital Regional de Sousa.

O frentista não resistiu e veio a óbito. O motivo do crime ainda é desconhecido. A Polícia Militar está fazendo diligências com intuito de localizar o acusado que já foi identificado. A equipe da Delegacia de Homicídios e Entorpecentes (DHE) também foi acionada para dar início às diligências na tentativa de prender o acusado que foragiu tomando rumo ignorado.

 

Com Sertão Informado

Assédio sexual: jovem faz desabafo em rede social e presidente de associação de mototaxistas de Cajazeiras emite nota de solidariedade

Uma jovem  de Cajazeiras postou em sua rede social, que teria sido vítima de assédio sexual por um mototaxista, quando estaria sendo transportada de um ponto a outro da cidade.

 

Abaixo, um resumo e teor de parte da nota emitida pelo presidente da associação. Leia!

– A Associação dos Mototaxistas de Cajazeiras vem através desta, se solidarizar com essa jovem, onde relata em sua publicação que postou nas redes sociais ter sido assediada sexualmente por um mototaxista de Cajazeiras. Em tempo, a Associação discorda com ela, quando a mesma solicita na publicação que outras meninas evitem andar com mototaxistas em Cajazeiras. “MENINAS EVITEM DE ANDAR DE MOTOTÁXI EM CAJAZEIRAS“. Pois bem, nesse ponto ela se precipitou – porque jamais ninguém deve pagar pelos erros dos outros e como nossa categoria é uma categoria de mais de (650) mototaxistas cadastrados, junto ao órgão fiscalizador da nossa cidade, o (SCTRANS). Fora esses cadastrados, existem ainda, os mototaxistas que fazem o serviço clandestino. Então, a jovem deveria ter procurado o Sctrans, ou até mesmo a polícia, para que os fatos fossem apurados e conforme a lei, dar inicio a devida identificação do suposto acusado.

Ainda de acordo com o presidente da Associação dos Mototaxistas de Cajazeiras, Augustinho Filho – a vítima se precipitou, pois, da maneira que a mesma faz a narração do referido fato, toda categoria pode ser penalizada pela atitude isolada de um profissional de má fé e intenção duvidosa.

Discordando, Augustinho Filho completou: “Agora ela sair culpando toda a categoria, isso não pode! A categoria dos Mototaxistas de Cajazeiras têm profissionais que prestam serviços há mais de (22 anos). A Associação dos Mototaxistas de Cajazeiras se solidariza com a categoria por essa jovem ter culpado toda a classe. Pedimos providências às autoridades, que procurem essa jovem e investiguem o caso. Para que o verdadeiro culpado pague pelo seu erro”. Afirmou.

 

Redação