Categoria PARAÍBA

Audiências concentradas analisam situação de crianças e adolescentes acolhidos em Cajazeiras

O juiz Ricardo Henriques Pereira Amorim, em substituição na 2ª Vara Mista da Comarca de Cajazeiras, realizou, na última quinta-feira (14), audiências concentradas de 14 crianças e adolescentes acolhidos na cidade. A ação contou com a participação de familiares, representantes da Secretaria de Desenvolvimento Humano, da equipe multidisciplinar do Juízo e da Casa de Acolhimento, bem como, do Ministério Público e Defensoria Pública Estaduais. O encontro aconteceu no Centro de Atenção a Criança e ao Adolescente (CCA).

Após as análises da situação dos acolhidos, o magistrado deferiu o estágio de convivência a uma criança e aos pretendentes à adoção, conforme estabelecido no artigo 46 do Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), que versa: ‘adoção será precedida de estágio de convivência com a criança ou adolescente, pelo prazo de 90 dias, observadas a idade e as peculiaridades do caso’, redação dada pela Lei nº 13.509 de 2017. Nesse caso, a destituição do poder familiar havia sido sentenciada e uma família pretendente à adoção já estava no Cadastro Nacional de Adoção (CNA).

Um pedido de guarda foi deferido aos padrinhos e, em outro caso, o juiz sentenciou um auto de adoção. Também foi oportunizado aos participantes um instante especial para que cada criança acolhida e os genitores conversassem com os órgãos ali representados, de modo a explicarem o que esperam.

“A maior importância desse momento é poder colher das próprias crianças e adolescentes a expectativa que elas têm sobre o próprio processo e as medidas de proteção, além de conceder-lhes o direito à convivência familiar, de forma célere e preservando todas as partes”, ressaltou Ricardo Henriques.

 

Redação – fmrural.com.br

Por Clélia Toscano

Romero Rodrigues participou neste sábado da 5ª Cavalgada Junina

A Prefeitura de Campina Grande e o “Clube Manga Larga Marchador” realizaram na manhã deste sábado, 16, a 5ª Cavalgada Junina. Os cavaleiros em número de 100 participantes, saíram da Estação Velha, desfilaram pela ruas centrais da cidade, passaram pelos monumentos dos pioneiros e do sesquicentenário, em seguida se dirigiram para o Centro de Exposição de animais no bairro do Ligeiro.

O prefeito Romero Rodrigues foi um dos cavaleiros do evento, que contou com outras autoridades, entre elas, o deputado estadual Bruno Cunha Lima, o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Fábio Nogueira (organizador da Cavalgada) e os secretários municipais, Fábio Medeiros (Agricultura) e Teles Albuquerque, Esporte, Juventude e Lazer (Sejel).

A Cavalgada, que nasceu sob a inspiração dos Tropeiros da Borborema, ficou conhecida como um dos eventos culturais mais prestigiados da programação junina de Campina Grande e que atraiu uma multidão de expectadores, que a todo instante aplaudiu os participantes, onde cerca de 30 deles eram mulheres (amazonas).

O cavaleiro Valdenor Cavalcante participante da cavalgada desde a primeira edição, disse que cavalgada é “uma coisa que está no sangue”, ele esteve montado no cavalo “Batuke” o mesmo que o cantor Mano Walter gravou um vídeo e que já tem mais 2,7 milhões de visualizações, nas redes sociais do artista.

O prefeito Romero Rodrigues, afirmou que participar da cavalgada junina é voltar no tempo e na história de Campina Grande, visto que a cidade se originou com as tropas de burros e seus tropeiros, fato que faz parte da cultura campinense.

Romero também aproveitou a oportunidade para fazer uma avaliação da primeira semana do Maior São João do Mundo, ele disse que todos os índices da festa já se apresentam de forma positiva, incluindo a presença de público e a parte econômica, que segundo o SindCampina já apresenta uma tendência de crescimento e de reação positiva.

O organizador da Cavalgada, Fábio Nogueira destacou que este é um evento que busca resgatar a história da cidade e fazer a integração do cavalo com o homem, com a sociedade. Fábio Nogueira disse em suas palavras que aproveitava a oportunidade para fazer um agradecimento incondicional e irrestrito a prefeitura de Campina Grande, que se fez presente com a Sejel, Sesuma, STTP e com a Secretaria de Saúde, para ele sem esta estrutura, não seria possível a realização do evento.

Teles Albuquerque, secretário de Esportes de Campina Grande, um dos entusiastas da Cavalgada Junina, descreveu a cavalgada como sendo um momento cultural e histórico e que traduz a história de Campina e dos tropeiros que contribuíram com desenvolvimento da cidade, segundo ele isto é uma forma de dizer a nova geração com Campina Grande se desenvolveu.

 

Ascom

Ciro Gomes afirma que não vê obstáculos para uma aliança nacional com o PSB

O pré-candidato a presidente da República pelo PDT Ciro Gomes disse neste sábado (16) que não vê obstáculos para uma aliança nacional com o PSB, considerando as “delicadezas das alianças nacionais, que tem que respeitar as peculiaridades locais. Ciro veio à Paraíba reafirmar a pré-candidatura de Lígia Feliciano ao governo.

Por outro lado ele reconhece que a Paraíba na gestão do governador Ricardo Coutinho, do PSB, está “arrumada, com um canteiro de obras”, diferente do vizinho Rio Grande do Norte, que segundo ele, está um “caos”, administrativamente.

Já em relação à sua pré-candidatura a presidente, ele apontou caminhos para gerar emprego no Brasil.

Ele enfatizou o investimento de 1% do PIB na construção civil, que segundo ele corresponde a R$ 300 bilhões, gera 1.500.000 empregos na construção civil, e que isso não precisa ser dinheiro do tesouro e sim crédito do Banco Mundial, por exemplo, facilitando assim as garantias.

“Eu vou fazer os projetos pro Estado e Município, saneamento básico, moradia popular, drenagem e pavimentação, isso aqui tenho gerado 2.000.000 de empregos, digerindo para começar a virar o jogo”, afirmou Ciro, que disse que ao mesmo tempo acontece uma virada de petróleo, gás e energia.

Ciro condenou a eminência na venda de cana bruta pra China, pra importar etanol, como está fazendo com os Estados Unidos, gerando emprego lá fora.

O presidenciável falou sobre o complexo industrial da saúde, que este ano, segundo Ciro, o governo brasileiro gastou U$ 17 bilhões em camas de hospital, remédios, próteses, entre outros, com dinheiro público, gerando empregos na China, Europa e EUA, que ainda segundo ele pode associar a compra governamental com as universidades, fazendo assim uma maternidade de empresa jovem.

 

Por ClickPB

Projeto OAB na escola visita Colégio Dom Moisés Coelho em Cajazeiras

Foi na última sexta-feira (15/06), que a OAB – Subseção Cajazeiras levou o projeto “OAB na Escola” para o Colégio Dom Moisés Coelho, tendo como público, os estudantes do 9º ano do ensino fundamental.

Na oportunidade foi ministrada palestra acerca do financiamento da educação pública, trabalhando como foco à educação fiscal junto aos alunos.

Nesta parceria, escola e OAB se juntaram para proporcionar aos alunos, de forma leve e descontraída, conhecimentos sobre tributos, impostos, e como eles são usados para garantir o direito à educação.

Pelo palestrante e também coordenador do projeto, Dr. Victor de Saulo, foi dito que educar também sob a ótica fiscal é essencial para o fortalecimento da cidadania e a participação ativa dos jovens nos debates políticos, especialmente neste ano de eleição.

Novamente, a OAB se destaca pelo trabalho sério e comprometido para com a comunidade cajazeirense.

 

Com Assessoria

OAB Subseção – Cajazeiras

Bancos terão horário especial durante os jogos do Brasil

Foto: EBC

Os bancos de todo o país vão funcionar em horário especial durante os jogos do Brasil na Copa do Mundo. A orientação é do Banco Central e os estados devem seguir o horário oficial de Brasília.

Quando os jogos começarem às nove horas, o atendimento será das 13h às 17h. Se as partidas tiverem início às 11 horas, o funcionamento será dividido em duas etapas: das 8h30 às 10h30 e das 14h às 16h. Já nos dias em que a seleção jogar às 15 horas, as agências estarão abertas das 9h às 13h.

Aquelas pessoas que quiserem pagar suas contas, podem usar os caixas eletrônicos, o internet banking ou o aplicativo do banco no celular.

Além deste jogo do Brasil neste domingo (17) contra a Suíça, às 15h, a seleção vai jogar contra a Costa Rica na sexta-feira (22), a partir das 9h. O último jogo da primeira fase vai ser às 15h da quarta-feira (27) contra a Sérvia.

 

Reportagem: Cintia Moreira

 

Prefeito afastado de Bayeux é hostilizado em evento junino e após episódio emite nota

O prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima, divulgou uma nota na noite de ontem, sábado (16), para esclarecer o episódio em que levou uma ovada, no Festival de Quadrilhas Juninas, no Mário Andreazza.

Segundo Berg, os adversários políticos utilizaram dois adolescentes para tentar ofuscar o evento e denegrir a imagem dele. “Não jogam pedra em árvore que não tem frutos”, disse.

Nota de Berg Lima

Amigos e amigas de Bayeux, não param as ações de perseguição política em Bayeux e construção de mentiras (fakenews). “Não jogam pedras em árvore que não tem frutos”. Nesta sexta-feira participei de um importante evento cultural “Festival de Quadrilha Junina de Bayeux” no Mário Andreazza, onde pessoas da política local (adversários) de forma covarde utilizaram cerca de dois adolescentes de identificação desconhecida para tentar ofuscar o evento maravilhoso que tanto engrandece a nossa cidade, como o festival junino. Não houve nada mais que uma tentativa frustrada de atrapalhar o evento. Outra coisa é de se destacar, é que a cada dia notícias mentirosas são divulgadas quase constantemente através de blogs e grupos de redes sociais para tentar denegrir minha imagem. Mas vamos tomar as medidas cabíveis. Apesar de tudo, estou muito tranquilo e sempre com fé em Deus, vamos ter boas novidades. No mais, obrigado pelo carinho de todos e os gestos de solidariedade.

Atenciosamente,

Berg Lima

Novo fluxograma de cirurgias ortopédicas no Complexo Hospitalar Regional de Patos atenderá pacientes de forma mais ágil e cômoda

O Complexo Hospitalar Regional Dep. Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), que integra a rede estadual de saúde, vai implantar um novo fluxograma de cirurgias eletiva ortopédicas que atenderá os pacientes de forma mais ágil e cômoda. Com a mudança, os pacientes serão atendidos em até sete dias e não mais precisarão ficar internados no hospital esperando a data de sua intervenção. Essa é outra ação que  acarretará melhorias no atendimento aos pacientes e faz parte de uma série de mudanças que serão implementadas pela nova gestão do HRP, que desde o dia 15 de maio está sob a coordenação da Organização Social Instituto Gerir. Esse novo fluxograma está em fase de implantação. As cirurgias de urgência e emergência não sofrem alteração.

O coordenador de ortopedia da unidade, Dr. João Herbert Suassuna, explica que com essa nova rotina, antes de serem liberados para casa, os pacientes passam por uma avaliação médica, recebem orientações, medicamentos e têm o membro afetado imobilizado quando necessário. “Esse novo fluxograma permitirá que o paciente aguarde seu procedimento em ambiente domiciliar, recebendo o carinho dos familiares e sem nenhum prejuízo para sua saúde, não ficando exposto em ambiente hospitalar e nem sentindo dor, já que saem do hospital orientados, medicados e imobilizados”, reitera o médico. O Serviço Social da unidade é quem fará o comunicado ao paciente da data de realização da cirurgia.

Unidade que, proporcionalmente, mais realiza cirurgias ortopédicas no Estado,  o CHRDJC é referência, nesta área da Medicina, para 54 municípios da Paraíba. Entre as cirurgias de pequeno porte mais frequentes destacam-se as radio distal, de clavícula e de tornozelo. A unidade realiza uma média 170 cirurgias de implantes/mês e o dobro deste quantitativo quando se refere a intervenções de tratamento conservador de redução e gesso. As cirurgias ortopédicas eletivas são realizadas de 2ª a 6ª feira, enquanto que as de urgência são realizadas 24h, todos os dias da semana. A unidade conta com uma equipe de 18 ortopedistas.

Com exceção das cirurgias de fratura de coluna e algumas mais específicas de quadril, todas as outras modalidades de intervenções ortopédicas são realizadas no CHRDJC. Segundo Dr. João, nestes casos específicos os pacientes são encaminhados para o Hospital de Trauma de Campina Grande, que é referência nestes casos. Somente na terça-feira (12), a unidade realizou 10 cirurgias ortopédicas.

 

Ascom

Legado do agropecuarista Pompeu Borba orgulha a Paraíba afirma Presidente da Asplan

“Um produtor que sempre teve como referência um bom trabalho, que acreditou e investiu na agropecuária e que viveu mais de 50 anos às custas de seu trabalho no campo, sendo referência não só na região, mas, em todo o país, em genética de qualidade e que deixa um legado que orgulha a Paraíba”, disse hoje (15), o presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), José Inácio de Morais. O dirigente canavieiro se referiu ao agropecuarista Pompeu Gouveia Borba, que faleceu na madrugada da quinta-feira (14), aos 85 anos, em João Pessoa, onde residia.

Pecuarista, produtor rural e criador, Pompeu começou sua relação com a atividade agropecuária muito jovem, com apenas 15 anos, com a produção de cana-de-açúcar. Anos depois, assumiu a Fazenda Riacho do Navio, onde iniciou seu trabalho em genética e melhoramento, destacando-se como referência nacional como criador da raça Sindi e carneiros Santa Inês.

“Pompeu nos deixa além de um legado muito importante, a lição de que é possível sobreviver da agropecuária com dignidade e o exemplo de um produtor que adorava sua atividade, que tinha orgulho e prazer no que fazia”, afirma José Inácio, lembrando que essa amor pela lida no campo, inspirou seus descendentes que, com certeza, continuarão elevando o setor rural paraibano.

Assessoria

Governo lança cadastro para mapeamento de ONG’s e protetores independentes de cães e gatos

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) lançou, nesta sexta-feira (15), um cadastro online para Organizações Não Governamentais (ONG’s) e protetores independentes de cães e gatos. O objetivo da iniciativa é mapear essas instituições e apoiadores para parcerias em ações futuras.

O cadastramento é resultado da reunião da SES (Vigilância em Saúde, Vigilância Ambiental, área técnica, setor jurídico) com representantes de ONGs das quatro Macrorregiões, que aconteceu no dia 6 de junho, para apresentar estratégias para o controle de natalidade de cães e gatos.

“Até então, o Estado não tem um cadastro formal destes grupos. Nossa intenção é conhecer as ONG’s e protetores de animais aqui do estado, para que possamos, futuramente, apoiar ações de controle de natalidade e reduzir, consequentemente, o índice de adoecimento por doenças relacionadas às zoonoses”, informou a gerente Executiva de Vigilância em Saúde da SES, Renata Nóbrega.

O cadastro fica disponível através dos seguintes links até o dia 22 de junho:

Mudanças na venda do etanol podem baratear preço final do produto ao consumidor final

Os senadores aprovaram na última terça-feira (12) a urgência na tramitação do projeto de decreto legislativo que autoriza o produtor de etanol a vender o produto diretamente aos postos de combustíveis. Essa proposta, defendida por várias entidades ligadas ao setor sucroalcooleiro, entre elas, a União dos Produtores de Cana do Nordeste (Unida), suspende o artigo 6º da Resolução 43/2009, da Agência Nacional de Petróleo (ANP), que obriga o produtor a vender o etanol as distribuidoras ou ao mercado externo. Com a mudança, a indústria teria a flexibilidade de fazer a venda diretamente para os postos o que baratearia os custos, tornando o preço do etanol nas bombas mais vantajoso para o consumidor. Com a urgência na tramitação, a proposta passa a constar na Ordem do Dia da próxima sessão deliberativa do Senado.

Essa solicitação da venda direta do etanol hidratado das usinas /destilarias para os postos de combustíveis, segundo o presidente da Unida e da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), José Inácio de Morais, na prática, além de agilizar a entrega do produto, reduziria o preço do etanol ao consumidor, ao acabar com a intermediação das distribuidoras. “A legislação brasileira hoje obriga que haja essa intermediação das distribuidoras, que hoje detém o monopólio da compra e venda do álcool. Acontece que essa intermediação gera um custo adicional com a margem da distribuidora, de transporte e da carga tributária, o que causa um impacto significativo e encarece o preço final do produto que com essa venda direta seria mais acessível”, explica o dirigente canavieiro.

O autor do projeto, senador Otto Alencar (PSD-BA), em declarações à Imprensa, coloca que a recente crise institucional causada pelas paralisações de caminhoneiros contra a alta no preço dos combustíveis fez surgir a necessidade de alterar a política de comercialização do setor. Segundo ele, a limitação imposta pela ANP “produz ineficiências econômicas ao impedir o livre comércio através da venda direta entre produtores de etanol e postos de abastecimento”.

A proposta de revogar a proibição, explica José Inácio, não tira da cadeia comercial as distribuidoras. “A proposta é criar uma alternativa dos postos adquirirem o etanol, tanto das distribuidoras, quanto das usinas e das destilarias, incrementando a concorrência do mercado de combustíveis e, consequentemente, a redução no preço do produto para o consumidor final”, reitera o dirigente da Unida.

 

Redação – fmrural.com.br

Com Assessoria