Categoria NOTÍCIAS

Pré-candidato Júnior Araújo (AVANTE) comemora novos apoios e agradece as lideranças em Bonito de Santa Fé

Em visita ao município sertanejo de Bonito de Santa Fé, o pré-candidato a deputado estadual e, ex-vice-prefeito de Cajazeiras, Júnior Araújo (AVANTE), esteve reunido com lideranças políticas daquela cidade para dialogar, ouvir as reivindicações e agradecer aos novos apoiadores para o seu projeto político.

De acordo com informações da assessoria de Júnior, após dialogar com as lideranças locais, ficou acertado apoio de Beto Afonso, do Vereador Bosco Soldado (DEM), do Vereador Ribeiro (PDT), do suplente de Vereador Ioiô Martins (PDT), do Vereador Marcos Lacerda, além de contar com o apoio do ex-vice-prefeito e empresário James Araruna (PDT).

Outra liderança bonitense que garante apoio ao pré-candidato é Neto, do Distrito do Viana, além dos amigos e demais líderes que não puderam estar presentes nesta reunião.

“Eu volto de Bonito de Santa Fé com a certeza que estamos caminhando para alcançar os nossos objetivos, a conversa foi muito produtiva, mas tenho que voltar outras vezes lá, para dialogar e fechar novos apoios, com os amigos que não estiveram presentes por motivo de força maior”, declarou Júnior Araújo.

Redação – fmrural.com.br

Vídeo: juiz da Comarca de São João do Rio do Peixe é filmado agredindo popular na BR-230 em protesto

Dr. Agílio Tomaz Marques da Comarca de São João do Rio do Peixe, que é juiz temporário na Comarca de Sousa no Sertão paraibano foi filmado por manifestantes em protesto pelo aumento dos preços dos combustíveis na manhã desta quinta-feira (24), na BR-230 na região de Sousa.

No vídeo, o magistrado empurra um homem e ameaça o suposto manifestante de prendê-lo, logo em seguida se aproxima uma viatura da Polícia Militar do 14º BPM de Sousa, que inicia acolhimento das ordens do referido juiz.

Redação – fmrural.com.br

Falta de combustíveis já afeta serviços essenciais nas grandes cidades da Paraíba

O efeito da greve dos caminhoneiros está afetando a prestação de serviços essenciais na Prefeitura de Santa Rita. O desabastecimento de combustível já atinge todo o setor de transporte municipal, inclusive os da área de saúde.

Sem alternativa, a Prefeitura está priorizando o atendimento do SAMU e dos pacientes que fazem hemodiálise. No entanto, a situação é preocupante, pois a reserva de combustível desses veículos também é mínima e, caso o reabastecimento não volte ao normal, estes serviços também serão comprometidos.

Diante da situação, a coleta de lixo e o transporte escolar sofreram interrupção e voltarão a ser restabelecidos assim que a crise for solucionada.

 

Secretaria de Comunicação Institucional

Esporte: sem Guerrero, Peru volta à Copa após 36 anos

Desafios para os peruanos ficou mais difícil sem o maior artilheiro da história da seleção

Surpresa nas Eliminatórias Sul-Americanas, o Peru está de volta à Copa do Mundo. A seleção do ex-craque Cubillas não disputava a competição há 36 anos e, depois de suar a camisa para carimbar a vaga, retorna com chances de passar da fase de grupos. Essa será a quinta participação dos Rojiblancos em Mundiais.

Anteriormente, os peruanos disputaram as Copas de 1930, 1970, 1978 e, a última delas, em 1982. Depois de ficar fora de oito edições seguidas, a seleção retornou ao Mundial após uma campanha regular nas eliminatórias. Foram sete vitórias, cinco empates e seis derrotas. Com 26 pontos, o Peru teve que disputar a repescagem contra a Nova Zelândia. Um empate sem gols e uma vitória em casa por dois a zero deram ao Peru uma nova oportunidade de disputar o torneio de seleções mais importante do mundo.

No entanto, antes mesmo da confirmação da vaga, a torcida e a seleção branca e vermelha sofreram um duro golpe fora dos campos. O atacante Paolo Guerrero, principal esperança peruana e maior goleador da história do time nacional, foi suspenso por doping. Guerrero foi flagrado no exame após a partida contra a Argentina, em outubro do ano passado, em jogo pelas Eliminatórias.

Foi detectado no organismo do atacante do Flamengo uma substância proibida, um metabólito da cocaína. O motivo, segundo a defesa, seria o uso de um chá para gripe com folha de coca, erva tradicional em países andinos como Peru e Bolívia. Em um primeiro momento, a FIFA puniu o jogador com um ano de suspensão, mas o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) reduziu a pena pela metade. Guerrero sempre alegou inocência, mas, no último dia 14 de maio, a Corte Arbitral do Esporte atendeu a um pedido da Agência Internacional Antidoping (WADA) e aumentou a punição. Com a suspensão de 14 meses, a seleção peruana deve jogar a Copa sem o principal ídolo e capitão.

Com a ausência do maior artilheiro, o técnico Ricardo Gareca divulgou a lista com os 23 nomes que disputarão a Copa do Mundo. Dois deles são bem conhecidos entre os torcedores brasileiros. Um é o lateral esquerdo Miguel Trauco, jogador do Flamengo. O outro é o polêmico meia Christian Cueva, que defende as cores do São Paulo. Sem Guerrero, cai sobre os ombros de Jefferson Farfán a responsabilidade de liderar o grupo.

Com 33 anos de idade, Farfán tem larga experiência vestindo a camisa da seleção nacional. O atacante é convocado desde 2003, dois anos após a estreia como profissional pelo Alianza Lima, clube onde começou a carreira.

Em 2004, Farfán foi para o PSV, um dos gigantes do futebol holandês. Foram oito anos jogando em uma das principais ligas europeias, com 67 gols marcados em 169 jogos. O peruano passou ainda pelo Schalke 04, da Alemanha. Atualmente, é jogador do Lokomotiv Moscou, da Rússia.

Pela seleção, Farfán já fez 79 partidas e tem 23 gols anotados. Um deles sobre a Nova Zelândia, na partida que classificou o Peru para esta edição da Copa do Mundo.

A seleção peruana tem chances de se classificar em segundo lugar no grupo C, que conta com a favorita França, Dinamarca e Austrália.

O Peru estreia na Copa no dia 16 de junho, contra a Dinamarca. A bola começa a rolar a partir de uma da tarde, horário de Brasília.

Reportagem, Raphael Costa

Cartão Postal: velho açude de Cajazeiras morre aos poucos pela inércia

Uma cena para lamentar. Ver o velho Açude Grande de Cajazeiras sufocado pelos dejetos e coliformes fecais, plantas aquáticas cobrindo toda sua extensão de lâmina d’água e demais “parasitas” – morrendo aos poucos pelas ações rotineiras, ao longo dos anos. Um dia, o que foi belo vê tido como Cartão Postal, que dava prazer apreciar o entardecer e amanhecer aos seus moradores e visitantes hoje morre lentamente.

A seguir, um breve relato histórico do que foi o Açude Grande de Cajazeiras – Em 16 de abril de 1916, o reservatório foi inaugurado com a realização de muitas festividades na cidade.

Construído inicialmente pela família do Padre Rolim, o citado açude foi reconstruído e ampliado pelo Governo Federal. Segundo os relatos históricos, a seca que assolou o Nordeste, em 1915, forçou as autoridades governamentais a dar mais atenção à região. Assim, foi determinada a reconstrução, depois de estudos e projetos da Inspetoria de Obras Contra as Secas.

Iniciadas em 27 de dezembro de 1915, com o auxílio dos trabalhadores inscritos nas Frentes de Emergência, as obras ficaram definitivamente concluídas em 15 de abril de 1916, sendo que, para maior segurança da antiga barragem de alvenaria, que ficou à jusante da nova barragem de terra construída, foi deliberada, depois de organizado o projeto, a construção de três gigantes de alvenaria na parte externa da referida muralha.

Logo em seguida, iniciou-se o processo de desapropriação das terras que deveriam ser ocupadas pelas águas. O livro “Estrada das Boiadas” da saudosa escritora Rosilda Cartaxo, conta que foi uma das mais intrincadas questões de desapropriação do interior nordestino. Em 06 de novembro de 1917, foi feita a entrega do açude ao Governo do Estado da Paraíba, que se prontificara a recebê-lo e conservá-lo para serventia pública.

O engenheiro Francisco Coelho Sobrinho (Dr. Coelho), foi o encarregado dos trabalhos de ampliação do Açude Grande. Natural da Bahia, ele chegou a Cajazeiras em 1915. Foi, também, um dos engenheiros responsáveis pela construção da estrada de rodagem do Sertão paraibano, no período do presidente Epitácio Pessoa. Manteve excelente relacionamento com a sociedade cajazeirense, fixando residência no casarão que deu início a rua que tem o seu nome, a Dr. Coelho.

Importância – Passados todos esses anos, o velho Açude Grande de Cajazeiras, como é chamado por todos, já viveu vários momentos da vida da cidade. Suas águas serviram, durante muito tempo, para o abastecimento humano de Cajazeiras. Até 1964, quando foi construída a primeira adutora de Cajazeiras, a população era abastecida com a água que era transportada por meio de carroças. Foi a fase mais importante do Açude Grande para Cajazeiras.

Depois de alguns anos, a cidade foi crescendo e não houve a preocupação de preservar a qualidade da água. Muitas construções foram feitas e os esgotos sendo jogados para dentro do açude, iniciando-se um processo de poluição, que até hoje prejudica esse importante reservatório.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Redação

Com informações

Na Marcha à Brasília em Defesa dos Municípios, Lira recebe reconhecimento dos prefeitos por sua atuação municipalista

O Senador Raimundo Lira (PSD-PB) recebeu o reconhecimento dos Prefeitos do Brasil que participaram, na última quarta-feira (23), da Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. Foi durante cerimônia que reuniu cerca 3 mil Prefeitos, no Centro de Convenções de Brasília, onde o Senador falou sobre sua atuação em favor dos Municípios brasileiros – em especial dos paraibanos – o que lhe conferiu o título de Senador Municipalista pela a Confederação Nacional dos Municípios – CNM.

Dentre as ações citadas em sua fala, Lira detalhou a Proposta de Emenda à Constituição (PEC-29/2017), de sua autoria, que aumenta a receita do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) em 1% no mês de setembro, para as Prefeituras. Ao final da explanação, ele foi muito aplaudido pelos Prefeitos e acompanhantes. Após os aplausos e o reconhecimento de todos os que estavam no auditório, Lira aproveitou e convidou os Prefeitos paraibanos e seus acompanhantes para um almoço de confraternização.

O almoço reuniu cerca de 80 Prefeitos paraibanos, além de muitas Primeiras Damas, Vice-Prefeitos, Secretários Municipais, Vereadores, Presidentes de Câmaras Municipais e diversas lideranças políticas de várias cidades da Paraíba que haviam participado da reunião da CNM.

O Senador ficou muito satisfeito com a presença de todos no almoço de confraternização e mais uma vez reforçou sua disposição em trabalhar pelos Municípios paraibanos. Na conversa com os Prefeitos, durante o almoço, ele disse que continuará defendendo os interesses dos Municípios, em Brasília. “Ajudando os Prefeitos, trabalhando pelos Municípios, eu estarei trabalhando pela população da Paraíba”, disse.

Assessoria de Imprensa
Gabinete do Senador Raimundo Lira – PSD/PB

Em sabatina, Alckmin promete reformas estruturais e fala em desafio para reduzir dívida pública

Ex-governardor paulista também falou sobre acusações contra membros de seu partido e disse que “ninguém está acima da lei”

Em sabatina realizada por jornalistas da Folha de S. Paulo, UOL e SBT nesta quarta-feira (23), o pré-candidato ao Planalto Geraldo Alckmin, do PSDB, afirmou que “quem assumir o governo vai enfrentar um grande problema”. A declaração do tucano faz referência à dívida pública federal, que pode chegar a 75% do PIB em 2019, segundo estimativas do Tesouro Nacional. Se for eleito presidente, Alckmin prometeu realizar, no mínimo, quatro grandes reformas: política, com adoção do voto distrital misto e de cláusula de barreira, simplificação tributária, reforma do Estado, “para diminuir gastos públicos”, e reforma da Previdência, com restrição às Forças Armadas.

“Uma exceção: Forças Armadas. Não é que ela vai ficar fora da reforma. Ela não vai ficar fora. Eu pretendo sentar com as Forças Armadas, eles sabem disso, que não podem continuar esse modelo, então ela vai ser modificada.”

O pré-candidato do PSDB também foi questionado por jornalistas sobre os processos em que é investigado por supostos crimes durante campanhas eleitorais. O tucano, acusado pela Odebrecht de receber mais de R$ 10 milhões em caixa dois para as eleições de 2010 e 2014, disse que as acusações são um “absurdo verdadeiro” e que as campanhas “foram feitas dentro da Lei, sem ostentação”.

Além disso, afirmou que se sente indignado com as investigações e cravou que “quem enricar com a política, é ladrão”. Geraldo Alckmin também falou sobre as acusações contra membros de seu partido. Ao citar a condenação de Azeredo, ex-governador de Minas Gerais que se entregou nesta tarde para cumprir a pena de 20 anos, o tucano declarou que a Justiça deve ser cumprida. Sobre o ex-governador do Paraná Beto Richa, Alckmin disse que “ele vai se explicar”. Quanto a Aécio Neves, réu no Supremo, o ex-governador paulista disse que é provável que o senador não seja candidato. Declarou ainda que é contrário ao foro privilegiado e que seu partido está a disposição para prestar contas à Justiça.

“O PSDB não é imune à crítica, não é imune a prestar contas ao poder Judiciário e nós não vamos passar a mão na cabeça de ninguém. Justiça se cumpre. Então, a Justiça é para o PT, para o PSDB, é para todos os partidos, ninguém está à cima da Lei.”

Perguntado sobre o número de policiais mortos em São Paulo, Alckmin disse que “a letalidade policial vai cair quando o bandido não tiver com o fuzil na mão” e que “o problema hoje é o tráfico de armas”.

Na última pesquisa Datafolha, o ex-governador de São Paulo tinha entre 7% e 8% das intenções de voto. Nesta quinta-feira (24), a ex-senadora Marina Silva, pré-candidata pela Rede, será a próxima entrevistada pelos jornalistas em São Paulo.

 

Reportagem, Juliana Gonçalves

 

Além das fábricas de confecção de Cajazeiras deputado defende investimentos do Empreendedor no setor mecânico de Mamanguape

A assinatura do decreto que redefiniu o regime fiscal do setor produtivo de confecção no sertão paraibano, com a redução da alíquota de ICMS para 2% e o apoio, através da destinação de R$ 6 milhões, através do Empreender para os microempresários do setor de confecção de Cajazeiras e região são algumas das ações defendidas pelo deputado estadual Jeová Campos que ajudarão a fomentar o desenvolvimento descentralizado da Paraíba. Nesta quarta-feira (23), o parlamentar acompanhou o governador Ricardo Coutinho no lançamento da 4ª Edição do Projeto Acolher e defendeu, na oportunidade, que o Empreender também invista no setor mecânico do Vale do Mamanguape.

O fortalecimento da atividade têxtil em Cajazeiras e região é um pleito defendido pelo deputado Jeová desde seu primeiro mandato. “O estímulo ao setor produtivo de confecção de Cajazeiras vai movimentar a economia local, pois possibilitará abrir muitos postos de trabalho e gerar renda numa região necessitada e que tem uma vocação natural para a confecção”, destaca Jeová que agora também está defendendo investimentos do Empreender no setor mecânico do Vale do Mamanguape. “Depois da atividade de cultivo da cana-de-açúcar e do comércio, o setor mecânico daquela região é o que mais movimenta a economia local, através das oficinas, e um investimento neste setor seriam muito importante para a região”, afirma Jeová.

De acordo com o parlamentar, o regime fiscal diferenciado que reduziu a alíquota do ICMS para o setor têxtil do sertão paraibano, e que já está em vigor desde o ano passado, foi muito bom, mas falta agora que os recursos disponibilizados pelo Empreender para o setor de confecção seja incrementado na prática. “A nossa expectativa é que esses contratos sejam assinados em breve pelo governador para que esses recursos sejam liberados o quanto antes a fim de que o setor produtivo possa ser alavancado na região”, afirmou Jeová.

 

Assessoria

STAB Setentrional vai realizar XVII Workshop em João Pessoa com apoio da Asplan e de empresas parceiras

Em agosto, a capital paraibana será palco de um importante evento técnico que vai reunir especialistas, pesquisadores e profissionais de empresas de defensivos agrícolas que irão debater assuntos ligados a nutrição e combate a ervas daninhas na lavoura de cana-de-açúcar e outras culturas. A programação e detalhes do XVII Workshop, que acontecerá nos dias 08 e 09, no auditório da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan) começou a ser definida em uma reunião que aconteceu essa semana e contou com a participação de representantes da STAB Setentrional, promotora do evento, do diretor do Departamento Técnico da Asplan, Neto Siqueira, além de profissionais e técnicos ligados às indústrias sucroalcooleiras e empresas de defensivos agrícolas que são parceiras do evento.

O Workshop será aberto a quem se interessar, mas terá como público alvo os associados da STAB e da Asplan, técnicos e agrônomos das indústrias sucroalcooleiras, produtores e estudantes da área. Além das palestras e mesas redondas o evento terá ainda um espaço para 17 stands, onde haverá a exposição de produtos, insumos e equipamentos. Essa estrutura será montada no estacionamento externo da Asplan. De acordo com Neto Siqueira, a proposta é fomentar não apenas o debate sobre nutrição e ervas daninhas com especialistas nestes dois assuntos, mas também expor produtos e insumos utilizados para esses fins. No próximo dia 19 haverá outra reunião com o grupo organizador para fechamento da programação e aprovação de detalhes no local da realização do evento.

O valo das taxas de inscrição do workshop já foram definidos. Sócios da STAB pagam R$ 100,00 e não sócios R$ 300,00. Estudantes pagam R$ 50,00. Além do acesso a todas as atividades do evento e ao local dos stands, essa taxa também inclui o almoço e coffee break nos dois dias. As inscrições poderão ser feitas no site www.stabsetentrional.org.br e também presencialmente no primeiro dia do Workshop se ainda houver vagas. “Será um evento de altíssimo nível de debates e palestras, eu diria até que imperdível”, destaca Neto Siqueira.

Assessoria

Alunos alegam que foram enganados por instituição de ensino superior em Monte Horebe. Veja!

Quatorze dos vinte e dois alunos que fizeram matricula e, concluíram o Curso de Extensão de Bacharel em Serviço Social, ambos residentes na cidade de Monte Horebe, no Sertão paraibano estão alegando que foram ludibriados por uma instituição de ensino superior não autorizada pelo MEC e detentora de larga ficha de processos na justiça.

O referido curso que iniciou em novembro de 2013 e, funcionou a princípio em um prédio locado pela empresa Assessoria Educacional CARDAN, em nome de Geovani Braz Dantas com escritório na Avenida Coronel Martiniano, Nº 1800 – Penedo – Caicó-RN, porém, do meio para o fim, a empresa conseguiu sessão de uso em um anexo da Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental – José Dias Guarita, que deu continuidade, finalizando o curso com (14) alunos em outubro de 2017.

Após consultar a inscrição nº 11.350.597/0001-10, no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas da Receita Federal, obtivemos o seguinte resultado: a empresa em questão tem outro endereço, RUA MANOEL LUIZ DE MARIA, Nº 709, CEP: 59.390-000, Centro – Lagoa Nova – Rio Grande do Norte, sob a denominação CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL SHALOM.

De acordo com documentos que Cícera Janaína da Silva possui o IDEA – Instituto de Desenvolvimento Avançado Ltda; inscrito no CNPJ: 14.959.103/0001-98, com sede na Rua Coronel Botelho, nº 435 – Andar Altos – Maranguape-CE, faz parte de um grupo de entidades educacionais parceiras, ou terceirizadas, para garantir idoneidade ao processo e, ao final dos cursos essas instituições fecham suas portas e não emitem os diplomas, deixando todos no prejuízo – formando na verdade um grande esquema criminoso para enganar e subtrair de maneira silenciosa – tanto os investimentos e economias das pessoas, quanto os sonhos dos possíveis formandos.

A Sapiens Faculdade de Ciências Humanas da Paraíba Ltda, CNPJ: 07.737.921/0001-80, com sede à Rua João Tavares, Nº 335 – Centro – Campina Grande-PB, com quadro societário em nome de Lúcia Sant Ana Pereira (Sócio-Administrador), Washington Luiz Alves de Menezes (sócio) e, Nelsivan Marques de Carvalho (sócio), segundo Boletim de Ocorrência tinha como responsável o Sr. Geovani Braz Dantas, e coordenador do curso, o Senhor Francisco Alves Barreto.

Ainda de acordo com as vítimas, houve mais uma mudança de responsável pelo curso passando a ser a gerenciado pela Cardan. Em contato com Geovani, o mesmo declarou para Cícera, que a diplomação seria em março do ano em corrente, mas em decorrência dos acontecimentos, os alunos tomaram conhecimento que Geovani estava impedido pela justiça de ofertar esse tipo de curso, onde o mesmo responde vários processos judiciais. “Geovani muda de número de telefone constantemente e não dá satisfação a respeito da diplomação dos concluintes, restando um prejuízo em torno de R$ 9.950,00, com as mensalidades e despesas outras a cada um de nós”, ressaltou.

Ficamos sabendo por uma professora da instituição, que foi requerer seu concelho e, ela também ficou sabendo que a documentação era falsa”, finalizou Cícera Janaína. Informação não oficial dá conta, que Geovani Braz Dantas está dando aula em uma conceituada faculdade particular na cidade de Natal-RN. Após confecção de B.O, a polícia judiciária deu inicio uma investigação para apurar os fatos.

 

Redação – fmrural.com.br