Categoria Música

porpjbarreto

Artistas e produtores culturais começam receber segunda parcela emergencial da Lei Aldir Blanc em Cajazeiras

Os artistas e produtores culturais que tiveram seus projetos aprovados pela Lei Emergencial Aldir Blanc no município de Cajazeiras começaram a receber a segunda parcela nas suas contas bancárias, referente a mais (33 por cento) do valor total.

As transferências começaram a ser feitas na quinta-feira, dia 12, priorizando os proponentes que já haviam apresentado as suas prestações de conta da primeira parcela, condição estabelecida pelo Edital, tendo sequência nesta sexta-feira, dia 13, e durante a próxima semana, até que todos recebam as suas cotas.

O secretário de Cultura e Turismo de Cajazeiras, Ubiratan de Assis, esclarece que, para a prestação de contas é preferível que o proponente apresente notas fiscais de gastos, podendo, na falta destas, serem usados recibos, devidamente acompanhados de cópias de RF, CPF e comprovante de residência.

“No caso de o proponente não ter utilizado ainda os recursos da primeira parcela, ele poderá assinar uma declaração se comprometendo a prestar contas na próxima parcela, uma vez que, assumindo esse compromisso, a Secult libera esses recursos”, disse Ubiratan di Assis.

Ele destacou ainda que Cajazeiras é uma das poucas cidades da Paraíba, que está já está pagando a segunda parcela da Lei Aldir Blanc e já está projetando para o dia 10 de dezembro o repasse da terceira e última parcela, com as devidas prestações de contas das duas anteriores por parte dos artistas e produtores culturais contemplados.

 

Secom

porpjbarreto

Cantora Vanusa morre aos 73 anos

UPA constata que a causa da morte foi insuficiência respiratória

A cantora Vanusa faleceu na madrugada deste domingo (8), na casa de repouso em Santos (SP), onde estava morando há mais de 2 anos.

Por meio de nota, a assessoria de imprensa da artista disse que um enfermeiro percebeu que Vanusa estava sem batimentos cardíacos por volta das 5h30 da manhã. Imediatamente chamaram uma unidade móvel de pronto atendimento (UPA) que constatou insuficiência respiratória como a causa da morte.

Segundo a assessoria, Vanusa “ontem teve um dia muito feliz com a visita da Amanda, a filha mais velha. Cantou, brincou, riu, se alimentou bem”.

Nos últimos anos, a cantora teve depressão e ficou muito debilitada devido a problemas gerados pelo uso de medicamentos tarja preta em excesso. De agosto a setembro deste ano, esteve internada no Complexo Hospitalar dos Estivadores.

O filho caçula Rafael Vannucci está viajando para São Paulo para tratar dos trâmites do enterro e mais informações serão repassadas no final do dia.

Vanusa e o filho Rafael Vannucci

Vanusa e o filho Rafael Vannucci – Arquivo pessoal

Carreira da cantora

Vanusa Santos Flores nasceu em 22 de agosto de 1947, na cidade de Cruzeiro, estado de São Paulo, sendo criada nas cidades mineiras de Uberaba e Frutal. Aos 16 anos, tornou-se vocalista do conjunto Golden Lions. Em uma das apresentações foi ouvida por Sidney Carvalho, da agência de propaganda Prosperi, Magaldi & Maia, que a convidou para ir a São Paulo.

Em 1966, durante os últimos anos do movimento cultural Jovem Guarda, apresentou-se no programa O Bom, de Eduardo Araújo, na extinta TV Excelsior de São Paulo. Logo, foi contratada pela RCA Victor e ganhou êxito com a canção Pra Nunca Mais Chorar (Eduardo Araújo e Carlos Imperial). O sucesso a fez participar do programa Jovem Guarda, da TV Record, em suas duas últimas edições.

Em 1968, gravou seu primeiro álbum, estreando ainda como compositora em três canções, uma delas em parceria com David Miranda. Cinco anos depois, em seu quarto LP, já como contratada da gravadora Continental, lançou seu maior sucesso: Manhãs de Setembro, composta em parceria com Mário Campanha. Em 1975, lançou outro hit: Paralelas, uma composição de Belchior. Em 1977, protagonizou ao lado de Ronnie Von a telenovela Cinderela 77, da Rede Tupi.

“Eu quero sair
Eu quero falar
Eu quero ensinar o vizinho a cantar
Nas manhãs de setembro”
(Trecho da música Manhãs de Setembro)

Ao longo de sua carreira, gravou 23 discos e vendeu mais de três milhões de cópias. Representou o país em vários festivais internacionais e recebeu cerca de 200 prêmios. Por dois anos seguidos foi eleita a Rainha da Televisão.

“Na verdade o que eu quero é impossível
O que eu quero é perfeito demais
Não existe um amor tão sublime
Por entre os mortais”
(Trecho da música Paralelas)

Em 1997, publicou sua autobiografia: Vanusa – A Vida Não Pode Ser Só Isso!, pela editora Saraiva. Em 2005, participou de vários concertos comemorativos aos 40 anos da Jovem Guarda.

Em 1999, depois de cinco anos sem gravar e apresentando-se apenas eventualmente, Vanusa estreou no Teatro Santa Catarina (São Paulo,SP), o musical Ninguém é Loira por Acaso, escrito e produzido pela jornalista Léa Penteado de quem é amiga desde os anos 70. No musical autobiográfico, além dos seus sucessos, ela estimula as mulheres a não abdicar dos seus sonhos. “Eu mesma estou realizando um, que é o de ser atriz”, comenta Vanusa que atuou em Hair, em 1973, quando ouviu do diretor, Altair Lima, que nunca mais deveria deixar o teatro.

Em 2015, lançou seu primeiro álbum de canções inéditas em 20 anos: Vanusa Santos Flores, produzido por Zeca Baleiro. A cantora foi casada duas vezes: com o músico Antônio Marcos com quem teve as filhas Amanda e Aretha, e com o ator e diretor de televisão Augusto César Vannucci, pai do seu filho Rafael Vannucci.

Ouça na Radio MEC

Ouça Vanusa cantando no programa Arte Clube, episódio Lado A Lado B destaca o lado roqueiro de Vanusa. O que teriam em comum a banda de heavy metal Black Sabath e a cantora Vanusa? É o que você vai descobrir na coluna Lado A/Lado B, escrita pelo jornalista, doutor em literatura e colecionador de discos de vinil, Odirlei Costa. Ouça sucessos de uma das mais populares cantoras do país e conheça essa polêmica com a banda de rock!

 

Por Liliane Farias – Agência Brasil

porpjbarreto

Associação Cajazeirense de Imprensa emite nota de pesar pelo falecimento do radialista Paulo Feitoza

NOTA DE PESAR

A ACI – Associação Cajazeirense de Imprensa, vem através desta, lamentar profundamente o falecimento do companheiro radialista Paulo Feitoza ocorrido na manhã deste sábado (07), no Hospital Regional de Cajazeiras, vítima de infarto.

Deixamos expresso nossos sentimentos de solidariedade, tristeza e luto, extensivo a todos os amigos, companheiros de trabalho e familiares, nesse momento tão difícil.

Paulo Feitoza era um profissional de qualidade, que já militou na maioria das emissoras de rádio de Cajazeiras, sempre com sua voz pujante, atuando nos principais programas jornalísticos e deixando sua marca e história. Atualmente, era âncora dos programas “Mais Debate” da Estação Mais FM 97.7 e 100.1 e “Frente a Frente”.

Seu falecimento pegou a todos de surpresa, pois, aos 45 anos tinha um futuro promissor na profissão que amava. Coincidentemente, sua partida aconteceu exatamente no dia 07 de novembro, (Dia do Radialista), e isso, ficará marcado na nossa memória.

Seu corpo está sendo velado na Central de Velório Memorial Esperança ao lado do Hospital Regional. O sepultamento ocorrerá por volta das 09h00 da manhã deste domingo (08).

 

Com informações da ACI

porpjbarreto

Artistas de Cajazeiras manifestam apoio ao candidato Zé Aldemir

Em encontro realizado nessa quarta-feira, 04, na residência do cantor compositor Chico Amaro, músicos e integrantes de outros segmentos artísticos, manifestaram apoio ao prefeito e candidato à reeleição Zé Aldemir.

Na ocasião, o cantor Chico Amaro declarou o apoio de sua família e dos demais presentes a candidatura de Zé Aldemir, reconhecendo os investimentos da atual gestão na Cultura e ressaltando a necessidade da valorização cada vez maior da classe artística cajazeirense.

O prefeito Zé Aldemir agradeceu o apoio, enalteceu as ações e investimentos citados pelo agitador cultural Júnior Terra e pelo secretário Ubiratan de Assis, e disse que vai fazer muito mais pela valorização da classe artística, sempre inserindo os talentos cajazeirenses nos grandes eventos da cidade.

 

Assessoria

porpjbarreto

15º Fest Aruanda promove intercâmbio em parceria com Universidade Lusófona, de Portugal

Projeto tem aval da Universidade Federal da Paraíba e terá início nesta edição do evento

Com a apresentação da nova identidade visual do Fest Aruanda 2020, segue repercutindo no meio cultural local o intercâmbio firmado entre o evento e a Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, com sede em Lisboa. A novidade foi anunciada em primeira mão pelo produtor executivo do festival, Lúcio Vilar. “Foram várias reuniões remotas com os docentes Filipe Vale e Orlando Franco, das áreas de fotografia e cinema da Lusófona. A partir daí, avançamos na formatação da proposição que, enfim, começa a ganhar forma e terá sua estréia na edição 2020 do Fest Aruanda, em dezembro”, adiantou Lúcio.
Segundo Lúcio, o intercâmbio acontecerá ainda este ano com a realização de duas mostras audiovisuais especiais na programação do Fest Aruanda, com conteúdos audiovisuais portugueses e da União Europeia. “Estamos trabalhando na perspectiva de oferecer duas mostras de curtas-metragens produzidos por alunos da Lusófona, e outra mais ampliada, com obras de diretores de países da União Europeia chancelados pela universidade portuguesa, com filmes no campo da ficção, animação e dos documentários”, adiantou o produtor.
Para o diretor da Universidade Lusófona, Manuel José Damásio, o projeto, que tem o aval da reitora Margareth Diniz e da Agência de Cooperação Internacional da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), tem a possibilidade de tornar conhecido o trabalho produzido pelos estudantes portugueses no Brasil. “Percebemos que um festival com a importância que tem o Aruanda, no contexto brasileiro, seria uma boa oportunidade para darmos a conhecer, no Brasil, o trabalho realizado pelos nossos alunos do departamento de Cinema da Universidade Lusófona”, conta Manuel.
Para ele, o projeto terá a oportunidade de aumentar e melhorar a circulação de objetos culturais entre Portugal e Brasil, promovendo uma verdadeira cultura da lusofonia. “Além disso, nós apostamos na criação de laços que possam permitir tornar regular este intercâmbio de produções cinematográficas entre Portugal e Brasil, e também o intercâmbio de jovens criadores e artistas entre os dois países que têm tanto em comum”, revela o diretor.
O 15° Fest Aruanda acontece de 10 a 17 de dezembro no Cinépolis (Manaíra shopping).
Serviço:
15º Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro
Data: de 10 a 17 de dezembro
Inscrições: www.festaruanda.com.br
Local: Cinépolis (Manaíra Shopping)
Instagram: @festaruanda
Assessoria
porpjbarreto

Prosa e Cantoria com Xangai

O isolamento social trouxe distâncias físicas, mas também reforçou a certeza de que é tempo de estar mais perto do que realmente importa. Também não tem sido fácil para as mestras e mestres que fazem a arte que admiramos. Na espera pelos próximos abraços e pra clarear a boca da noite do domingo 23 de agosto, o mestre Xangai puxa a cadeira para uma mão de prosa e cantoria virtual na sala de sua casa.

Um acarinhamento mútuo e uma conexão intimista entre público e artista, com solidariedade e afeto, numa chance de ver e escutar mais de perto a sabedoria e o encantamento com as coisas do universo sertanez acaatingado. O cantador vai homenagear seus mestres e sua ancestralidade com um repertório preparado especialmente para esse momento.

Caminhante aciganado com mais de 15 discos gravados, Xangai é um poeta-cantador de múltiplas delicadezas, trazendo em seu canto a sonoridade dos ranchos fundos dos sertões brasileiros, uma voz a serviço dos ritmos nordestinos. O artista integrou projetos consagrados como o Cantoria, ao lado de Elomar, Geraldo Azevedo e Vital Farias.

Essa vivência terá duração mínima de 90 minutos e acontecerá de forma restrita para quem adquirir os acessos. Os ingressos estarão disponíveis até o meio-dia do sábado, 22 de agosto, ou até esgotarem.

A mediação será de @lauritadias, historiadora, pesquisadora das tradições orais no universo da música e da educação. Articuladora Cultural da Kukukaya Criativa, admiradora do artista.

A arte de divulgação é presente de Silvio Sá. A técnica fica por conta da @faniquitoproducoes e toda bilheteria será destinada ao artista.

Nós da @kukukayacriativa e da @liquidificadorprodutora agradecemos e honramos a chance de produzir e partilhar desse momento especial.

 

Link para compra dos acessos:

https://www.sympla.com.br/prosa-e-cantoria-com-xangai__926044

 

Assessoria

porpjbarreto

Romero anuncia cancelamento do Maior São João do Mundo e a antecipação do início do Natal Iluminado 2020

Segundo o prefeito, a conjuntura ainda não permite a realização do evento nacional com segurança sanitária

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, anunciou, através de transmissão nas redes sociais, na manhã desta sexta-feira, 31, que não mais será realizado o Maior São João do Mundo 2020. Em maio passado, Romero adiou o evento, por conta da pandemia do novo coronavírus e definiu o período de 9 de outubro a 10 de novembro como período excepcional para o evento.
Em sua exposição na live, realizada na empresa Medow, no bairro Itataré, Romero observou que, embora venha se registrando a queda da curva de incidência de casos de Covid-19 na cidade, o evento não poderá ser realizado, pois congrega não apenas pessoas de Campina Grande, mas visitantes oriundos de todas as regiões do Brasil.
Romero disse, ainda, que segue o exemplo de outros centros do país, que têm cancelado grandes eventos este ano e até mesmo os já previstos para o 2021. A meta, então continua sendo em Campina Grande evitar a propagação da doença.
Devolução de taxas – O prefeito ainda destacou que, a partir de 6 de agosto, a empresa parceira Medow Entretenimento estará convocando os comerciantes que atuam no São João e que já haviam efetuado o pagamento, total ou parcial, da taxa de ocupação de espaços no Parque do Povo para que recebam o ressarcimento do valor pago. O atendimento será realizado no escritório da Medow, na rua Sebastão Donato, 133, centro.
Antecipação do Natal Iluminado – Mas se Campina Grande não contará com os festejos juninos este ano, o prefeito Romero Rodrigues informou que será antecipada a realização do Natal Iluminado na cidade este ano.
Conforme garantiu, a iluminação de 2020 será mais arrojada e vai ser antecipada como forma de fortalecer o comércio e o trade turístico da cidade. Espera inaugurar a iluminação já no dia 11 de outubro, data de aniversário da cidade.
Companhias na live – Na companhia do prefeito, estiveram o empresário Jomário Souto (Medow Entretenimento); os secretários Rosália Lucas (Desenvolvimento Econômico) e Asfora Neto (Juventude, Esporte e Lazer); o presidente do SindCampina, Divaildo Júnior; Tupac Dantas (Vila Sitio São João), Márcio Holanda (Spazzio e Vila Forró), o vereador Teles Albuquerque e outras autoridades.
Assessoria de Comunicação – PMCG
porpjbarreto

Buscando atrair novos públicos, 15º edição do Fest Aruanda aposta em conteúdos digitais

Estão programadas lives para abordar assuntos sobre audiovisual no Brasil

Em comemoração à 15ª edição do Fest Aruanda, que este ano será realizado de de 3 a 10 de dezembro, em João Pessoa, os preparativos começaram mais cedo. No mês de junho, os produtores do festival iniciaram uma série de lives sobre cinema no perfil do Instagram oficial do Fest Aruanda e estão retomando a produção do podcast “Aruanda No Ar” nas principais plataformas de streaming.

Introduzido ano passado, o podcast do festival é produzido por alunos do projeto extensão da UFPB “Aruandando no Campus”, no qual alunos de Comunicação realizam ações para promover o Fest Aruanda dentro da Universidade. Para a nova temporada do “Aruanda No Ar”, estão programados episódios  para abordar assuntos, como o panorama do Festival e o audiovisual local e mundial, além de entrevistas com convidados especiais, e a novidade: terá também uma janela internacional em parceria com a Universidade Lusófona,  maior universidade privada portuguesa com sede em Lisboa.

De acordo com o diretor executivo do Fest Aruanda, Lúcio Vilar, a produção de conteúdo digital terá extrema importância na divulgação do evento para novos públicos, principalmente no contexto atual. “Estamos produzindo conteúdo em diferentes plataformas digitais para a fidelização do público do festival e para despertar interesse em pessoas que nunca participaram do Fest Aruanda, por meio dessas plataformas”, destaca Lúcio.

Nesta quinta-feira (25), às 17h os organizadores  estarão realizando uma live de cinema com a jornalista e crítica de cinema Maria do Rosário Caetano, que é colaboradora do Estadão e da Revista de Cinema. Na live, ela irá conversar com a equipe do Fest Aruanda sobre o panorama atual dos festivais de cinemas brasileiros com o isolamento social, os novos formatos e os que foram adiados. Também irá conversar acerca do futuro do cinema no contexto pós-pandemia e ampliar o repertório de cinema mundial.

Serviço:
15ª Edição do Fest Aruanda

Data: de 3 a 10 de dezembro
Inscrições e informações: www.festaruanda.com.br e instagram @festaruanda
Local: Cinépolis (Manaíra Shopping)
Podcast: https://open.spotify.com/show/17ptpdngqnnU9I1KqicHPp?si=EbTm2vWDQ3WIRb2ySUtMFA

Assessoria
porpjbarreto

Associação dos Comerciantes do Maior São João do Mundo apoia iniciativa de Ana Cláudia para criação de auxílio emergencial

A Associação dos Comerciantes do Maior São João do Mundo – ACMSJM viu como excelente a ideia da pré-candidata à Prefeitura de Campina Grande, Ana Cláudia Vital, de criação de um auxílio emergencial para as pessoas que dependiam da realização São João de Campina Grande e que, por conta do adiamento da festa, ficarão sem dinheiro neste mês de junho.

Ana Cláudia sugeriu que a Prefeitura de Campina Grande utilize parte dos recursos federais que está recebendo por transferência direta para investimento em ações de combate e convivência com a pandemia do coronavírus e destine um auxílio que ela sugeriu se chamar “Nosso São João”, de R$ 500, em parcela única, a trabalhadores que atuam no evento campinense, para garantir o São João destas pessoas.

Esta semana, Ana Cláudia participou de outras reuniões remotas, com membros da associação e com outros trabalhadores que atuam no São João, para a elaboração final de uma proposta que o vereador Galego do Leite (Podemos) está apresentando na Câmara Municipal.

“A ACMSJM informa que, fruto de algumas conversas online conosco e com outros representantes dos trabalhadores do São João, a pré-candidata à Prefeitura de Campina Grande Ana Cláudia Vital vai levar à Câmara Municipal de Campina Grande um Projeto intitulado ‘Nosso São João’, visando beneficiar os trabalhadores do Maior São João do Mundo. Entre eles, os comerciantes. Esperamos que seja aprovado o Projeto e que a PMCG o coloque em prática. Trata de uma ajuda emergencial de R$ 500,00 em cota única, até dia 24 de junho de 2020, que seria oriunda das transferências Federais para o enfrentamento da Pandemia”, diz nota da entidade.

O representante dos comerciantes, Lucinei Cavalcanti, presidente da ACMSJM, participou das conversas online e disse que apoia a medida, para amenizar os impactos da pandemia na vida dos comerciantes e demais trabalhadores do São João. “Parabenizamos Ana Cláudia pela iniciativa e esperamos que a Câmara Municipal aprove e a Prefeitura coloque em prática tal ajuda emergencial para os comerciantes e trabalhadores do São João”, disse Lucinei Cavalcanti, entusiasta e apoiador do Projeto intitulado ‘Nosso São João’.

O auxílio beneficiaria as pessoas em situação de maior vulnerabilidade social, que trabalham na festa todos os anos, a exemplo de catadores de resíduos, costureiras que trabalham para as quadrilhas, os contratados temporariamente no período do evento para fazer a limpeza do Parque do Povo, músicos e técnicos de som e luz que atuam nos trios de forró e nas pequenas bandas, comerciantes fixos, ambulantes de bebidas e de milho cozido, dentre outros.

 

Assessoria de Imprensa

Ana Cláudia Vital

porpjbarreto

CULTURA PB NA WEB: Artistas podem se inscrever até domingo

Encerram neste domingo (21) as inscrições do projeto #CULTURAPBNAWEB, que tem o objetivo de proporcionar cultura, arte, entretenimento e atividades formativas para a população que se encontra em isolamento social e beneficiar artistas de diversas áreas afetados pela pandemia. Estão sendo oferecidas 150 vagas de propostas artísticas nas categorias: Apresentação e Performance Artística, Curso, Oficina e Workshop, E-Books e História em Quadrinhos, Podcast, Exibição de Curta-Metragem e Exposição, Intervenção e Galeria de Arte Virtual. Os artistas interessados devem acessar o link https://paraiba.pb.gov.br/diretas/secretaria-da-cultura/edital-cultura-pb-na-web

Cada proposta selecionada terá direito a um cachê de R$ 1,2 mil, totalizando um investimento de R$ 180 mil. As propostas culturais em formato digital serão divulgadas em plataformas e tecnologias disponíveis on-line a partir do dia 14 de julho e uma das exigências do edital é que seu conteúdo seja de classificação etária indicativa livre.

Categorias – As propostas culturais em formato digital estão assim definidas:

– Apresentação e Performance Artística, com conteúdo de caráter performático, disponibilizado em formato audiovisual, digital, com duração entre 15 e 45 minutos, relacionado às artes cênicas, artes visuais, literatura, humor, música e patrimônio cultural imaterial, assim como à diversidade de expressões estéticas decorrentes desses segmentos;

– Cursos, oficinas e workshops de caráter formativo, também em formato audiovisual, digital, podendo ser utilizado o modelo seriado, relacionado às artes cênicas, artes visuais, literatura, cinema, música e patrimônio cultural imaterial, assim como à diversidade de atividades laborais, de habilidades e de técnicas;

 – E-book e história em quadrinhos, de conteúdo literário em formato digital, com características de livro padrão ou conjunto de posts para a internet, relacionado a temas como cultura, arte e história paraibana;

– Podcasts de caráter lúdico-formativo, disponibilizado em formato de áudio, utilizando o modelo seriado, incluindo histórias, relatos, reflexões, entrevistas, entre outros;

– Exibição de curta-metragens, obras audiovisuais, digitais, de gênero ficção, documentário ou animação, produzida na Paraíba, finalizadas entre 2016 e 2020, com duração de até 20 (vinte) minutos;

– Exposições, intervenções e galerias de arte virtual, de conteúdo contemplativo, disponibilizadas em formato digital.

 

Secom