Categoria Internacional

porpjbarreto

Discurso de Bolsonaro na abertura da Assembleia-Geral da ONU é elogiado por representantes do agronegócio

O discurso do presidente Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), nesta terça-feira (22), foi recebido com muito entusiasmo por representantes de entidades ligadas ao agronegócio. Na avaliação do presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), José Inácio de Morais, além do pronunciamento mostrar que o Brasil está em pleno desenvolvimento, com um governo que busca o crescimento econômico da nação, finalmente, o setor do agronegócio tem o devido reconhecimento. “O presidente foi muito feliz quando bem lembrou que apesar da crise mundial provocada pela pandemia, o homem do campo não parou e trabalhou como nunca para fazer chegar os alimentos nas mesas dos brasileiros”, destacou José Inácio.

“A produção rural no Brasil não parou nestes tempos de pandemia. O homem do campo trabalhou como nunca, produziu, como sempre, alimentos e contribui para que o mundo continuasse a ser bem alimentado”, disse o presidente, enaltecendo que “o agronegócio brasileiro continua pujante e acima de tudo possuindo e respeitando a melhor legislação ambiental do planeta”. O presidente lamentou ainda que o país seja, injustamente, vítima de, segundo ele, de uma das mais cruéis campanhas de difamação sobre a Amazônia e Pantanal.

Para o presidente da Asplan, o discurso do presidente Bolsonaro mostrou um chefe de nação patriota, responsável, inteiramente defensor da soberania nacional e um defensor do progresso e desenvolvimento do Brasil. “Não apenas em relação ao agronegócio, mas em todos os temas de relevância nacional, vi no discurso do presidente Bolsonaro posições firmes e coerentes, de um chefe de nação que quer ver o Brasil comprometido com o desenvolvimento e progresso”, finalizou José Inácio.

Assessoria

porpjbarreto

15º Fest Aruanda promove intercâmbio em parceria com Universidade Lusófona, de Portugal

Projeto tem aval da Universidade Federal da Paraíba e terá início nesta edição do evento

Com a apresentação da nova identidade visual do Fest Aruanda 2020, segue repercutindo no meio cultural local o intercâmbio firmado entre o evento e a Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, com sede em Lisboa. A novidade foi anunciada em primeira mão pelo produtor executivo do festival, Lúcio Vilar. “Foram várias reuniões remotas com os docentes Filipe Vale e Orlando Franco, das áreas de fotografia e cinema da Lusófona. A partir daí, avançamos na formatação da proposição que, enfim, começa a ganhar forma e terá sua estréia na edição 2020 do Fest Aruanda, em dezembro”, adiantou Lúcio.
Segundo Lúcio, o intercâmbio acontecerá ainda este ano com a realização de duas mostras audiovisuais especiais na programação do Fest Aruanda, com conteúdos audiovisuais portugueses e da União Europeia. “Estamos trabalhando na perspectiva de oferecer duas mostras de curtas-metragens produzidos por alunos da Lusófona, e outra mais ampliada, com obras de diretores de países da União Europeia chancelados pela universidade portuguesa, com filmes no campo da ficção, animação e dos documentários”, adiantou o produtor.
Para o diretor da Universidade Lusófona, Manuel José Damásio, o projeto, que tem o aval da reitora Margareth Diniz e da Agência de Cooperação Internacional da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), tem a possibilidade de tornar conhecido o trabalho produzido pelos estudantes portugueses no Brasil. “Percebemos que um festival com a importância que tem o Aruanda, no contexto brasileiro, seria uma boa oportunidade para darmos a conhecer, no Brasil, o trabalho realizado pelos nossos alunos do departamento de Cinema da Universidade Lusófona”, conta Manuel.
Para ele, o projeto terá a oportunidade de aumentar e melhorar a circulação de objetos culturais entre Portugal e Brasil, promovendo uma verdadeira cultura da lusofonia. “Além disso, nós apostamos na criação de laços que possam permitir tornar regular este intercâmbio de produções cinematográficas entre Portugal e Brasil, e também o intercâmbio de jovens criadores e artistas entre os dois países que têm tanto em comum”, revela o diretor.
O 15° Fest Aruanda acontece de 10 a 17 de dezembro no Cinépolis (Manaíra shopping).
Serviço:
15º Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro
Data: de 10 a 17 de dezembro
Inscrições: www.festaruanda.com.br
Local: Cinépolis (Manaíra Shopping)
Instagram: @festaruanda
Assessoria
porpjbarreto

Filme paraibano com atuação da atriz cajazeirense Raquel Rolim é selecionado para festival em Los Angeles/EUA

Fábio Campos interpreta Leon e Raquel Rolim, Dolores.

A edição deste ano do Los Angeles Brazillian Film Festival contará com a exibição de um longa-metragem paraibano. O festival irá acontecer entre os dias 21 e 25 de outubro e será 100% online.

Programação da Mostra Paralela de Longas-Metragens do LABRFF terá o filme ‘Incursão’, que conta com a direção de Silvio Toledo e Eduardo Moreira. ‘Incursão’ é um drama sobre Leon, um homem em busca de desvendar o mistério sobre o passado de sua família. Ano passado, ‘Incursão’ foi exibido no Festival de Cinema de Brasília.

Essa será a primeira exibição oficial do filme fora do território brasileiro.

Raquel Rolim é Cajazeirense, atriz de TV, teatro e cinema, jornalista, repórter   humorista, produtora, apresentadora de TV, idealizadora do primeiro festival de cinema em Cajazeiras em 2015. Recentemente atuou no filme longa- metragem INCURSÃO como atriz coadjuvante, e no curta KABUUUM, curta-metragem que foi eleito como melhor filme no festival de cinema de Remígio.

Também, ganhou o prêmio como a melhor atriz destaque do ano de 2020. Já passou por várias emissoras como apresentadora TV Sertão, TV Sauro, TV Arapuan (com programa independente), repórter no programa Ênio Carlos na TV Diário de Fortaleza e dentre outras. No humor, com seus shows em Fortaleza dividindo palco com grandes nomes de humoristas, dentre eles, Naná Pinheiro, vencedor da competição de humor do programa do Tom Cavalcante no melhor do riso.

Raquel está na produção e assistência de direção do filme VEREDAS D’UM SERTANEJO e já na produção de mais um outro longa que começa em 2021 com também, sua atuação. No longa INCURSÃO, interpreta a personagem Dolores. Além de Raquel Rolim, o filme conta com um Grande elenco, Fábio Campos, Cláudia Lira, Fernando Teixeira, Arly Arnaud, Dadá Venceslau, Beto Quirino, Sebastião Formiga, Ruy Marques e Mariana Abreu.

 

Assessoria

porpjbarreto

Conferência Intercontinental de Turismo Rural será sediada pela RuralTur

II CINTURR acontece entre os dias 1 e 4 de setembro, de forma totalmente digital

Com a missão de trazer grandes oportunidades para o mercado, a 16ª edição da Ruraltur conta com uma programação exclusiva voltada para o desenvolvimento do turismo rural no País.  Com o tema “A Inteligência do Turismo Rural”, o evento promovido pelo Sebrae Paraíba acontecerá de forma digital e gratuita de 1 a 4 de setembro, buscando reunir milhares de pessoas para debater sobre assuntos relevantes do segmento, incentivar a economia rural e servir como incentivo ao Turismo, que foi duramente afetado pela pandemia do novo coronavírus tendo suas atividades interrompidas.

Além de sua programação, a feira será responsável por sediar a segunda edição da Conferência Intercontinental de Turismo Rural (CINTURR), organizada pelo Instituto de Desenvolvimento do Turismo Rural Brasil Rural durante os dias do evento, em formato digital e com sua temática central voltada para A Inteligência do Turismo Rural: Desenvolvimento Rural Cenários Desafios e Soluções. A II CINTUR conta com a presença confirmada de palestrantes da Argentina, Bolívia, Cabo Verde, Chile, Colômbia, Brasil, Uruguai, Panamá, Portugal, Peru e Venezuela

Conferência Intercontinental de Turismo Rural (CINTURR) – A I Conferência que decorre dos debates de alguns dos líderes do Brasil e Portugal teve a participação da Argentina, Peru, Cabo Verde e Estados Unidos que se reuniram para propor ações comuns como internacionalização, venda e até atividade de avaliação. A II Conferência Intercontinental de Turismo Rural propõe ser um ato de integração entre vários países, reconhecendo-o como um instrumento de eficaz disseminação, intercâmbio de conhecimentos e informações e, principalmente, união durante os dias da Conferência. Mesas de debate e palestras informativas serão responsáveis por propor uma análise detalhada do momento em que o setor está experimentando, além de buscar incluir empreendedores nacionais e internacionais; representantes governamentais nacionais e internacionais; empresários; agricultores; comércio turístico; universidades públicas e privadas; instituições de desenvolvimento e promoção; organizações governamentais e não governamentais e profissionais de mídia.

Serviço:
16ª Ruraltur | Feira de Turismo Rural do Brasil

Data: 1 a 4 de setembro de 2020
Local: 100% digital
Público-alvo: Empresas formalizadas – MEI, ME e EPP, produtores rurais com DAP, artesãos com SICAB, que atuam em atividades econômicas, vinculadas ao turismo rural, profissionais do trade turístico, gestores públicos, profissionais da imprensa, pesquisadores, professores e alunos dos cursos de turismo e visitantes em geral.

Para mais informações, o site é http://ruralturdigital.com.br/e o instagram @ruralturdigital

 

Assessoria

porpjbarreto

Por que as pessoas traem mesmo em relacionamentos felizes?

4 Mitos Sobre Infidelidade e Assuntos

Quais são realmente os assuntos? Eles acontecem apenas em relacionamentos infelizes? Nesse caso, por que a maioria de nós é culpada de algum tipo de traição? Por que parceiros comprometidos traem mesmo em relacionamentos aparentemente felizes? Por que eles sentem vontade de se afastar, mesmo quando são amados e cuidados?

Neste artigo, examinaremos mais de perto o que faz as pessoas felizes traírem, o que realmente interessa e também esclarecer os mitos comuns sobre assuntos e infidelidade que todos precisamos entender e aceitar.

“Esta é minha opinião todos os homens traem à sua maneira, e ele é apenas honesto, que não é descoberto.” – SUSANNAH CENTLIVRE

Se você é uma mulher que foi traída, ou uma mulher presa num relacionamento sem amor, e que tem vontade de explorar outras coisas no mundo afora, não pense que o mundo não tem outras soluções melhores para você.  É bem comum mulheres se envolverem com homens mais velhos, após vivenciar várias desilusões amorosas, e desempenharem o papel de Ashley Madison por que não?

Talvez você tenha um pai que teve um caso. Talvez esse caso tenha terminado o casamento de seus pais. Talvez tenha sido sua melhor amiga ou sua irmã que se desviou. Talvez tenha sido sua esposa. Talvez tenha sido você.

Em sua recente palestra no TED, Repensando a infidelidade … uma palestra para quem já amou, Esther Perel examina por que as pessoas traem, por que a infidelidade é tão devastadora e como, no cerne da maioria dos casos, você encontrará questões de saudade e perda – saudade novidade, intensidade sexual, liberdade e desejo de recuperar a vitalidade em face de tragédia ou perda.

“Todo homem quer que uma mulher apele para o seu lado melhor, seus instintos mais nobres e sua natureza superior – e outra mulher para ajudá-lo a esquecê-los.” – Helen Rowland

Esther nos diz que sempre perguntava: “Qual a porcentagem de pessoas que traem?” Sua resposta: porque não há uma definição universalmente acordada do que constitui infidelidade – sexting? Assistindo pornografia? Ficar secretamente ativo em sites de namoro? Se beijando? Pensando em beijar? – não há como medir. “As estimativas variam”, diz ela, “de 26% a 75%”.

“E se mesmo um bom casamento não puder nos inocular contra o desejo de viajar? E se a paixão tiver uma vida útil limitada? E se há coisas que mesmo um bom relacionamento não pode nos dar? ”

Ela também perguntou: “A favor ou contra?” – como você acha que os negócios são bons ou ruins? E é aqui que o que ela está dizendo fica interessante. Embora sua resposta um tanto travessa à questão pró ou contra seja “sim”, sua mensagem mais séria é que precisamos considerar a infidelidade de uma maneira mais sutil. Precisamos levar a conversa além do bem e do mal; além da vítima e do agressor.

E, para fazer isso, precisamos entender o que realmente interessa.

Mito # 1 – Os assuntos são sobre casamentos infelizes (ou pessoas não saudáveis).

É uma suposição comum: se alguém tem um caso, há algo errado no relacionamento deles ou algo errado com eles. Mas, como Esther aponta, “milhões de pessoas não podem ser patológicas”. Nem todos eles estão fugindo de casamentos miseráveis.

A única coisa que as pessoas em todo o mundo disseram a ela sobre seu caso – faz com que se sintam “vivas”.

“Quando um homem deve forçar-se a ser fiel em seu amor, isso não é melhor do que a infidelidade.” – François La Rochefoucauld

A sabedoria convencional diz que, se tudo estiver indo bem em casa – bom sexo, bons tempos – não há necessidade de procurar em outro lugar. Mas as perguntas que Esther levanta em sua palestra nos desafiam a repensar.

“E se mesmo um bom casamento não puder nos inocular contra o desejo de viajar?” ela pergunta. “E se a paixão tem uma vida útil finita? E se há coisas que mesmo um bom relacionamento não pode nos dar? ”

Com isso, ela não está tolerando casos como um antídoto para o tédio previsível ou inquietação de um relacionamento de longo prazo. O que ela está dizendo é que é complicado, que a resposta para a pergunta de por que as pessoas se perdem não é preto e branco. Não é simples E muitas vezes não é o que costumamos pensar.

Assessoria

porpjbarreto

Com patamar internacional, Ruraltur Digital é pauta em reunião nacional do Sebrae Nacional

Evento promovido pelo Sebrae Paraíba, será a primeira feira de turismo rural 100% digital do mundo

Com objetivo de firmar parcerias e atualizar informações sobre o evento, a Ruraltur Digital, foi pauta da reunião que aconteceu na última terça-feira (28) com os diretores técnicos dos Sebrae UF, e a equipe de turismo do Sebrae Nacional. Trazendo uma programação voltada para empresas, produtores rurais e artesãos que atuam em atividades econômicas vinculadas ao turismo rural, a Ruraltur Digital, evento promovido pelo Sebrae Paraíba, será a primeira feira de turismo rural 100% do mundo.

De acordo com Regina Amorim, gestora de Turismo do Sebrae Paraíba, a 16º edição da Ruraltur será disruptiva e não apenas para o turismo rural. “Pelo fato de ser um evento digital, é esperado que se tenha um resultado muito maior do que um evento presencial, já que é bem mais acessível e pretende dar mais visibilidade para os micro e pequenos negócios além do turismo rural, como o ecoturismo, turismo aventura, turismo de natureza e empreendimentos que fazem parte do turismo, como a produção associada”, conta a gestora.

Além disso, Regina também conta que o turismo rural também está se preparando para a retomada ao novo normal. “2020 é o ano do Turismo Rural, que estará voltando ainda mais forte pós pandemia, para uma retomada mais consciente, segura e de qualidade, seguindo todas as medidas de biossegurança.” Afirma Regina.

Por ser um evento digital, a feira se tornou internacional e vai contar com eventos paralelos como a II Conferência Intercontinental de Turismo Rural (CINTURR), considerado um dos maiores eventos do setor, e o Encontro Nacional de Caminhadas na Natureza, confirmando a participação de palestrantes do França, Estados Unidos e Canadá. Em quatro dias de feira, de 1 a 4 de setembro, o público poderá acompanhar de forma online e gratuita 15 visitas técnicas, 5 apresentações culturais, e visitar mais de 150 lojas virtuais de produtos e serviços do Turismo Rural e da Produção Associada.

Durante a reunião, também foram confirmadas a participação dos Sebrae Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Santa Catarina e Espírito Santo, o que beneficiará mais de 400 micro e pequenas empresas do Brasil.

Serviço:

16ª Ruraltur | Feira de Turismo Rural do Brasil

Data: 1 a 4 de setembro de 2020

Local: 100% digital

Público-alvo: Empresas formalizadas – MEI, ME e EPP, produtores rurais com DAP, artesãos com SICAB, que atuam em atividades econômicas, vinculadas ao turismo rural, profissionais do trade turístico, gestores públicos, profissionais da imprensa, pesquisadores, professores e alunos dos cursos de turismo e visitantes em geral.

Para mais informações, o site é http://ruralturdigital.com.br/e o instagram @ruralturdigital

Assessoria

porpjbarreto

O Boticário é a primeira grande empresa de cosméticos brasileira a receber certificação Ecocert para produção de linha de produtos certificados orgânicos

O Boticário conquistou uma rigorosa certificação que legitima a marca para produzir sua primeira linha de produtos certificados orgânicos. A nova linha Nativa SPA Orgânico, prevista para chegar ao mercado em outubro, já nasce certificada pela Ecocert – organismo de inspeção e certificação fundado na França e que atualmente está presente em mais de 130 países. Os produtos da nova linha terão ingredientes naturais, orgânicos, veganos e livres de testes em animais.

Responsável pela certificação orgânica dos cosméticos, a Ecocert tem como objetivo conscientizar a necessidade de desenvolver um modelo agrícola baseado no respeito ao meio ambiente e de oferecer reconhecimento aos produtores que optam por essa alternativa. A certificação, feita em duas etapas rigorosas, incluiu, além da rastreabilidade dos insumos, a auditoria da fábrica para verificar os processos de fabricação da linha, desde o recebimento de sua matéria-prima, até o processo de expedição do produto envasado.

Para a fabricação dos produtos certificados orgânicos, a planta do Boticário, localizada em São José dos Pinhais/PR, passou por uma reformulação e adaptação de suas etapas de produção. “Por orientação da certificadora, as matérias-primas orgânicas precisam ficar em local separado das demais. Além disso, a pesagem delas é feita em um ambiente exclusivo, para evitar qualquer tipo de contaminação cruzada. Na área de fabricação até a higienização de reatores e utensílios precisa ser específica para esse tipo de produto, conforme aprovado pelo referencial Cosmos. O Boticário tem consumidores exigentes e padrões de qualidade altos, com esse certificado que é confiável e reconhecido podemos garantir um produto inovador no Brasil e de altíssima qualidade”, comenta Paulo Roseiro diretor do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da marca.

A iniciativa atende à demanda cada vez mais frequente de consumidores exigentes que desejam ter conhecimento da rastreabilidade das matérias-primas. Afinal, o que são cosméticos orgânicos, naturais ou veganos? Os cosméticos naturais podem conter ingredientes de fonte vegetal e mineral. Já os cosméticos veganos são fabricados com isenção de matérias-primas animais derivadas e/ou testadas em animais. Os cosméticos orgânicos, por sua vez, são fabricados com ingredientes orgânicos certificados e têm toda a cadeia produtiva rastreada, podendo conter também ingredientes naturais e minerais – desde que validados pela Ecocert/Cosmos – além de serem livres de GMO (ingredientes não geneticamente modificados) são também livres de testes em animais.

O Boticário conta com o selo Beauty Without Bunnies da certificadora People for the Ethical Treatment of Animals (PETA), reconhecida organização de direitos dos animais. Em 2019 a marca conquistou também a aprovação pelo programa Leaping Bunny, que estabelece padrões cruelty free superiores aos exigidos pela legislação.

Sobre O Boticário

O Boticário é uma empresa brasileira de cosméticos, unidade de negócios do Grupo Boticário. Inaugurada em 1977, em Curitiba (Paraná), a marca tem a maior rede franqueada de cosméticos do país com mais de 3.700 pontos de venda, em 1.750 cidades brasileiras, e mais de 900 franqueados. Presente em 15 países, há mais de 40 anos desenvolve produtos com tecnologia, qualidade e sofisticação – seu portfólio tem mais de 850 itens de perfumaria, maquiagem e cuidados pessoais. Comprometido com a beleza das pessoas e do planeta, O Boticário não realiza testes em animais e investe na melhoria contínua de produtos e processos para torná-los cada vez mais sustentáveis.

 

Assessoria

porpjbarreto

100% digital, Feira de Turismo Rural pretende alcançar público maior e com menos investimento

Sem fronteiras físicas, já estão confirmados no evento palestrantes do Brasil e do exterior

Voltada para empresas, produtores rurais e artesãos que atuam em atividades econômicas vinculadas ao turismo rural, trade turístico, gestores públicos, imprensa, pesquisadores, professores e universitários, a 16ª edição da Feira de Turismo Rural (Ruraltur), organizada pelo Sebrae Paraíba. Já estão confirmados, palestrantes do Brasil, Peru,  Argentina, Panamá, Portugal,  Cabo Verde e Uruguai. A Feira acontecerá de 1 a 4 de setembro, de forma 100% digital. Para esta edição, estão programadas 57 palestras, 15 visitas técnicas virtuais, cinco apresentações culturais, quatro rodadas de negócios diárias, a inauguração online da Pousada Rural Matuto Sonhador, localizada em Cabaceiras – PB, além de incluir em sua programação encontros paralelos e mesas redondas.
Com o tema “A Inteligência do Turismo Rural”, a perspectiva é que a Ruraltur Digital mesmo possuindo um investimento mais baixo, tenha um resultado muito maior do que um evento presencial, já que apenas usando o aparelho celular ou notebook, é possível participar da feira estando em qualquer parte do mundo. A 16º Ruraltur já conta com a parceria das unidades d Sebrae do Sergipe, Bahia, Santa Catarina, Piauí, Maranhão, Rio Grande do Norte, Ceará, Alagoas, Pernambuco e Espírito Santo, e 150 lojas virtuais também estão confirmadas no Marketplace do evento. Os expositores serão capacitados para melhor compreensão da loja virtual.
Além disso, esse é o ano do Turismo Rural junto a OMT – Organização Mundial do Turismo. Por isso, o evento promovido pelo Sebrae Paraíba sediará também, a Conferência Intercontinental de Turismo Rural (II CINTURR), em parceira com o Instituto do Turismo Rural do Brasil.

Serviço:

16ª Ruraltur | Feira de Turismo Rural do Brasil
Data: 1 a 4 de setembro de 2020
Local: 100% digital
Público-alvo: Empresas formalizadas – MEI, ME e EPP, produtores rurais com DAP, artesãos com SICAB, que atuam em atividades econômicas, vinculadas ao turismo rural, profissionais do trade turístico, gestores públicos, profissionais da imprensa, pesquisadores, professores e alunos dos cursos de turismo e visitantes em geral.
Para mais informações, o site é http://ruralturdigital.com.br/ e o instagram @ruralturdigital .
porpjbarreto

Livro de jornalista paraibano é selecionado pela Amazon para promoção “Especial Não Ficção”

O livro “Emagreça bebendo cerveja”, do jornalista paraibano Felipe Gesteira, foi selecionado pela Amazon para fazer parte da promoção “Especial Não Ficção”. O ebook estará até esta sexta-feira (10) sendo vendido pela metade do preço, no valor promocional de R$ 7,99, diretamente neste link.

A obra é um relato autobiográfico sobre a busca do autor por adotar um modo de vida mais saudável, sem abrir mão de pequenos prazeres. “Não há fórmulas exatas aqui, rotinas de treinos, dietas mirabolantes a seguir.

Há, sim, um princípio onde cada um pode encontrar seu próprio caminho, com pequenas concessões, e até emagrecer sem cortar a cervejinha do fim de semana”, diz Gesteira na apresentação do livro.

Nesta promoção da Amazon, o livro do paraibano aparece junto a obras de autores consagrados, como “O universo numa casca de noz”, de Stephen Hawking, e “As veias abertas da América Latina”, de Eduardo Galeano.

Edição em inglês

Lançado em setembro de 2019, “Emagreça bebendo cerveja” recebeu sua primeira tradução no mês passado. Publicado com o título “How to Get Fit Even Drinking Beer”, o livro foi traduzido por Krys Carneiro. Ambas as edições têm prefácio de Phelipe Caldas e capa de William Medeiros. A edição em português tem revisão de Cadu Vieira.

Sobre o autor

Felipe Gesteira é jornalista formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e mestre em Computação, Comunicação e Artes pela mesma instituição. Casado e pai de dois meninos, é apaixonado por corrida de rua, futebol, videogames e fotografia, além de não dispensar biscoitos, pizza e cerveja. Atua como consultor político, é editor no portal Termômetro da Política e escreve semanalmente para o jornal A União.


Assessoria

porpjbarreto

LBV vai realizar o 22º Congresso Internacional de Educação com o tema: “O desafio das aulas remotas e a escola pós-pandemia”

A partir desta segunda-feira, 29 até o dia 1 de julho, iniciando às 19h30, ocorre o 22º Congresso Internacional de Educação da LBV, que discutirá o tema “O desafio das aulas remotas e a escola pós-pandemia — Uma visão além do intelecto”, o encontro é gratuito.

O evento anualmente reúne presencialmente públicos do Brasil e do exterior, e neste ano pela primeira vez terá formato de Webinar e certificará os participantes.

A professora Sueli Periotto, doutora e mestre em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP) e supervisora da Pedagogia do Afeto e da Pedagogia do Cidadão Ecumênico, da LBV, convida os ouvintes e apresenta o formato do encontro e seus palestrantes.

Abaixo, sonora com a especialista Sueli Periotto – Professora da LBV e responsável pela Edição do Congresso.

 

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até as 23h59 deste domingo, 28 de junho, pelo site www.lbv.org/congresso-de-educacao

 

Assessoria