Categoria Entretenimento

porpjbarreto

Enquanto a maioria dos prefeitos investe no combate ao Covid-19, Romero mantém São João de CG, em período eleitoral

Enquanto a maioria dos gestores municipais no Brasil está preferindo cancelar os seus festejos juninos deste ano, para investires essas quantias vultosas no tratamento e combate a crise provocada pelo coronavírus no Brasil e no mundo. Em Campina Grande o prefeito Romero Rodrigues (PSD) e seu vice-prefeito Enivaldo Ribeiro (PP), preferiram adiar para o mês das eleições municipais o evento. Veja a trajetória de erros, cometidos pela atual gestão nos últimas sete edições da festa!

São inúmeros, os exemplos, de prefeitos pelo Brasil que preferiram utilizar os recursos dos eventos juninos para o tratamento e combate a pandemia do coronavírus, como: o gestor de Petrolina (PE), Juazeiro do Norte (CE), Vitória da Conquista (BA), Conceição do Almeida, no Recôncavo da Bahia, Natal (RN) e Mossoró (RN). “Nosso foco precisa estar todo voltado para essa luta e priorizar os investimentos na saúde”, disse o prefeito de Petrolina Miguel Coelho (MDB). “Com o decreto de calamidade pública, os eventos culturais, artísticos vão continuar todos cancelados. Vamos estender esse período para os próximos 90 dias e consequentemente o Mossoró Cidade Junina será cancelado. Os recursos destinados a essas atividades serão priorizados principalmente para a saúde.”, explica prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini.

Em contraponto Romero, preferiu gastar milhões com shows em pleno período eleitoral no mês de outubro, o que inclusive fere a legislação eleitoral vigente.  O prefeito Romero, inclusive foi duramente criticado nas suas redes sociais, durante a Live que fez anunciando o São João para o período das eleições e por não destinar tais recursos para a saúde nesse momento de pandemia. Esse, porém não, parece ter sido o único erro da gestão Romero na condução do evento nos últimos sete anos.

Desprezo e calote nos artistas – Vejamos o que ocorreu nos últimos anos. Desde 2013, quando assumiu a gestão, o prefeito Romero Rodrigues e seus demais apoiadores vêm sendo severamente criticados pelo processo de privatização e desculturalização do evento, seja por artistas, colaboradores da festa, turistas, comerciantes e pela população em geral.  Um dos artistas que já se manifestou contrário ao modelo de condução do evento, adotado por Romero, foi o cantor Biliu de Campina, que  lamentou sua exclusão da programação da festa nos últimos anos.  “Eu não fui chamado, talvez, por não cantar forró e não representar a cultura, só pode. Meu nome não é Biliu de Campina, deve ser Biliu da Alemanha ou do Afeganistão.”

Escute o desabafo completo de Biliu de Campina sobre sua exclusão do São Joao:

https://soundcloud.com/jornalismo-com-credibilidade-paraiba/biliu-de-campina-lamenta-exclusao-do-sao-joao-2019-de-cg-e-ironiza

Outro artista, de renome nacional, que questionou o modelo de São João defendido por Romero, foi o músico Alcymar Monteiro, que em vídeo divulgado na sua página do Facebook, que contou com milhares de visualizações, questiona o modelo adotado pelo prefeito para o evento. De acordo com o músico cearense, o prefeito Romero Rodrigues e sua gestão estão querendo acabar com o Maior São João do Mundo. “Querem acabar com a festa de São João, querem destruir toda nossa tradição. Alô minha gente querida! Eu sou Alcymar Monteiro e quero falar em nome do forró e dos artistas que compõem a trilha sonora do maior festival de inverno do mundo que é nosso São João. O São João está virando um festival de horrores”, disse o cantor.

Confira o vídeo completo no artista no link:

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=1103586186414571&id=131833763589823

E não parou por ai: o cantor Genival Lacerda foi duro e direto na critica ao atraso no pagamento por show realizado no evento, durante a gestão de Romero: “Mande me pagarem para eu não esculhambar você (Romero)”, diz. O cantor, por suas redes sociais, começa o áudio dizendo que o prefeito Romero Rodrigues não respeita a sua pessoa. “Aqui é Genival Lacerda, um artista que você não teve consideração. Eu sou um dos artistas que levei o nome de Campina Grande para todo o Brasil. Já fui dez vezes na sua cidade, atrás desse dinheiro, e você me bota para falar com secretario, depois bota para outro e não me pagaram até hoje”, afirmou o artista, mostrando uma grande angustia com o prefeito tucano.

Quem não lembra da empresa Aliança, alvo da ‘Operação Fantoche’? – Outra critica constante por parte da sociedade e órgãos policiais é sobre a privatização da festa, promovida pela atual administração. Neste sentido, a gestão de Romero concretizou, por diversos anos, uma Parceria Publico Privada com a empresa Aliança Comunicação, que tem como dono o empresário Luiz Otávio Gomes Vieira da Silva, alvo principal e preso durante a ‘Operação Fantoche’, da Polícia Federal. Apesar do Prefeito Romero Rodrigues (PSD) ter alegado que jamais a sua gestão teria recebido qualquer ajuda do Ministério do Turismo (o que foi citado pela operação) para a realização dos festejos juninos, o portal da prefeitura o desmentiu. Veja também os elogios de Romero a empresa Aliança a época da formulação da parceria: https://www.maispb.com.br/215862/alianca-comunicacao-e-cultura-vai-administrar-o-sao-joao.html

Além disso, o contrato da Aliança com a PMCG determinava que todo custo operacional da festa seria do encargo operacional da empresa, o que não foi verificado, com base no site do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba. Os organizadores do São João no ano de 2017 procuraram o Mtur para que o mesmo investisse na divulgação da festa. Entre as ações previstas por meio do edital destacam-se press trips – visitas de jornalistas e influenciadores digitais aos destinos – encontro de negócios, inclusão da festa no Calendário de Eventos Juninos, transmissão ao vivo nas redes sociais do MTur, divulgação dos destinos e cobertura jornalística dos festejos. Matéria do site também do MTur comprova a parceria. http://www.turismo.gov.br/%C3%BAltimas-not%C3%ADcias/7871-campina-grande-abre-as-portas-do-maior-s%C3%A3o-jo%C3%A3o-do-mundo-3.html

O próprio secretário municipal de Desenvolvimento Econômico da época, Luiz Alberto Leite, referendou a parceria do MTur com a PMCG, em matéria no site da prefeitura. “O fato de Campina Grande contar com o apoio institucional do Ministério do Turismo e da Embratur para a divulgação do seu mais importante evento é uma demonstração da força turística do Maior São João do Mundo”, disse o secretário de Romero, a época . Veja no link: http://pmcg.org.br/ministerio-do-turismo-e-embratur-farao-divulgacao-nacional-do-maior-sao-joao-do-mundo/

Criticas vinham até de dentro da gestão – A crítica a esse modelo de privatização da festa adotado por Romero partiu até mesmo de auxiliares, dentro da sua própria gestão, que, ao criticarem publicamente essa ‘Aliança’ com essa empresa alvo de escândalos investigados pela Polícia Federal, foram afastados das suas funções. Um deles foi o ex-coordenador do São João, o advogado Temístocles Cabral, que demostrou à época, sua discordância com o fato. “Sou contra a terceirização. Isso demonstraria incapacidade. Nosso evento maior precisa de gestão e planejamento para viabilização e ainda de uma definição clara do prefeito do limite financeiro do evento e quanto a Prefeitura poderá bancar, honrar e fazer um ajuste geral de custos, da montagem, estruturas, artistas. O São João de Campina não precisa de agência porque seu maior mix é sua marca”, asseverou Temi, à época, em contato com um portal da capital.

Incêndio no Parque do Povo – Em 2018, em plena realização dos festejos em Campina Grande, aconteceu um incêndio na parte inferior do Parque do Povo, onde dezenas de barracas foram tomadas pelo fogo. Até agora, conforme a Associação dos Barraqueiros, esses comerciantes não foram ressarcidos pelo município, sendo apoiados somente pelo programa Empreender, do Governo do Estado.

Redução de shows e do espaço para ambulantes – Outros dois fatos criticados pela sociedade nesta gestão foram à redução dos shows no palco principal do Parque do Povo, durante o evento, de três para dois shows por noite; e a redução drástica de comerciantes dentro da festa, nos últimos anos, de cerca de 500 para 160.

O prefeito, que durante a campanha eleitoral de 2016 também prometia tirar o local do evento do Parque do Povo para as proximidades do ginásio O Meninão, também não cumpriu a promessa. Este local, onde fica instalada a Vila Sitio São João, se constitui num terreno de 25 mil metros quadrados doado “de mão beijada” para esta Casa de Shows, que tem como proprietário um dos filhos do vereador João Dantas (PSD), que integra sua base de sustentação na Câmara Municipal de Campina Grande. Vale ressaltar que a Vila Sítio São João é coordenada pela Fundação Cultural Museu Étnico do Nordeste (Funet), entidade condenada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) por gestão ilegal de recursos federais no ano de 2010. De acordo com o órgão, a Ferreira Produções, Locações e Serviços Eireli ME – Art Produções e Eventos, que recebeu pagamentos, também foi condenada. Juntos, devem devolver R$ 445.850,00 de recursos do Ministério do Turismo.

Outra critica constante se dá sobre os reajustes considerados exorbitantes nas taxas de utilização do Parque do Povo para proprietários de quiosques, o que gerou aumento nos preços cobrados nos produtos comercializadora na festa (bebidas e comidas), contribuindo para afastar turistas e campinenses do evento. Veja abaixo vídeos de turistas que mostram o esvaziamento do evento nos últimos anos: (https://youtu.be/AiiR8XatcHM), e (https://youtu.be/vKLe5FEVssw).

Recentemente, o vereador oposicionista Bruno Farias questionou a prefeitura sobre a privatização do evento. Segundo ele, a prefeitura deu “a preço de banana” a festa para a iniciativa privada. “Diversos barraqueiros foram expulsos da festa. Só falta a empresa cobrar ingresso para a entrada”, disse o vereador, em entrevista.

Abandono do evento nos distritos – Ainda sobre a gestão de Romero em relação ao São João, são constantes as criticas de moradores dos distritos (São José da Mata, Galante e Catolé de Boa Vista), em Campina Grande, que revelam que a PMCG abandonou as ornamentações e eventos nessas localidades.

No distrito de e Catolé de Boa Vista, por exemplo, não existe, segundo o morador José da Silva, de 42 anos, nem visita dos organizadores dos festejos juninos para anunciar algum investimento na localidade, que insira a comunidade no São João. “Queria dizer ao prefeito que nós também somos campinenses e merecemos ser inseridos na festa, como éramos no passado, com trios de forró, ornamentações e shows musicais”, disse.

Redação 

porpjbarreto

Coronavírus: Conselho de Educação Física prorroga prazo de vencimento de anuidades

Profissionais e donos de estabelecimentos, que não realizaram os pagamentos, poderão efetuar até outubro

O Conselho Regional de Educação Física da 10ª Região – Paraíba (CREF10/PB) decidiu prorrogar o prazo de vencimento das anuidades deste ano para os profissionais e proprietários de estabelecimentos que ainda não efetuaram seus pagamentos. A medida faz parte das ações realizadas pelo CREF10, em virtude das dificuldades geradas pelo avanço do novo coronavírus no Brasil, principalmente em relação à economia. O Conselho emitirá Resolução com os detalhes da decisão, nos próximos dias.

De acordo com o CREF10, Pessoas Físicas (PF) e Jurídicas (PJ) terão as seguintes condições:

1– Anuidades de PF com vencimento em abril e maio, serão prorrogadas para setembro e outubro, beneficiando aqueles profissionais que não efetuaram seus pagamentos até 10 de março deste ano, mas que poderão fazê-los em duas parcelas (setembro e outubro) com o desconto de 40%.

– Anuidades de PJ com vencimento em julho, serão prorrogadas para outubro. Esse item envolve 100% das entidades registradas (PJ), já que ainda não houve pagamento dessa categoria, permanecendo em vigor as normas estabelecidas para o enquadramento das academias.

Assessoria de Comunicação do CREF10/PB

porpjbarreto

Em nota: Atlético de Cajazeiras suspende atividades dos jogadores por tempo indeterminado

NOTA OFICIAL

O Atlético Cajazeirense de Desportos vem por meio desta, comunicar que diante da pandemia do novo Coronavírus (COVID-19), que se alastra pelo país, o Campeonato Paraibano 2020, foi suspenso pela Federação Paraibana de Futebol e as recomendações do Ministério da Saúde, o Atlético de Cajazeiras dá uma pausa nas atividades, por tempo indeterminado, dedicando-se sempre pela saúde de todos que fazem parte da família Trovão Azul.

Que todos tenham consciência, sigam as recomendações e venceremos essa batalha juntos.

 

Atlético Cajazeirense de Desportos

porpjbarreto

NOTA DE CANCELAMENTO: Jampa Rock Festival 2020

Estamos muitos tristes em informar que, devido à pandemia de Covid-19 (coronavírus), e em atendimento às recomendações das autoridades de saúde da Paraíba e da cidade de João Pessoa, a Colônia Produções tomou a decisão de CANCELAR o Jampa Rock Festival 2020, inicialmente marcado para acontecer no dia 4 de abril deste ano, em João Pessoa. Tomamos essa decisão em respeito ao momento delicado que estamos vivendo e após esgotadas todas as possibilidades de um adiamento – em negociações entre a equipe de produção, as bandas e a Fundação Espaço Cultural José Lins do Rego (Funesc), onde ocorreria o festival.

A iniciativa é, também, uma medida de precaução diante do cenário já instalado. Prezamos pela saúde e pela segurança dos nossos parceiros, colaboradores, artistas e, principalmente, dos nossos clientes. Optamos pela responsabilidade coletiva, a fim de proteger a sociedade e de colaborar com os esforços para conter a propagação do vírus.

Lamentamos muito a atual situação, pois estávamos determinados a realizar o maior e o melhor festival de rock da Paraíba. Mas isso ainda acontecerá: em breve, uma nova data para a realização do Jampa Rock Festival em 2021 será anunciada, tão logo haja mudanças positivas no quadro que ora vivemos.

Em relação aos ingressos já vendidos, os comprados nos cartões de debito ou credito, a partir do dia 25 de março (quarta-feira) a Ingresso Nacional fará o reembolso automático sem necessidade de solicitação.

Ingressos comprados em dinheiro, também a partir do dia 25 de março, os clientes podem procurar o mesmo ponto de venda onde compraram para efetuarem reembolso mediante apresentação  e retenção do ingresso e assinatura de recibo.

Para qualquer dúvida sobre o processo de reembolso, os clientes podem entrar em contato com a Ingresso Nacional pelo e-mail atendimento@ingressonacional.com.br e pelo Call Center (0xx41)3315-0808.

Agradecemos a todos os envolvidos nesse projeto (bandas, artistas, Funesc, patrocinadores e apoiadores) pela confiança e pelo incentivo. Esperamos estar juntos – e ainda mais fortes – no próximo ano!

 

Atenciosamente,

Equipe Colônia Produções

porpjbarreto

NOTA – Adiamento da palestra de Leandro Karnal em Cajazeiras

NOTA

Buscando contribuir com a sociedade neste momento marcado por uma pandemia provocada pelo coronavírus, e seguindo as recomendações das autoridades em saúde para que seja evitada a aglomeração de pessoas, o Sebrae Paraíba e a Livraria Universitária comunicam o adiamento da palestra com o professor e historiador Leandro Karnal, que seria realizada nesta quinta-feira (19), no município de Cajazeiras.

Com a decisão, a palestra foi remarcada para o dia dois de julho, no mesmo local e horários anteriormente anunciados pela organização do evento. De acordo com o diretor técnico do Sebrae Paraíba, Luiz Alberto Amorim, a medida se faz necessária para colaborar com as ações que estão sendo adotadas na Paraíba e no país como um todo para prevenir e reduzir os casos da doença provocada pelo vírus.

Estamos buscando colaborar com a sociedade para o cumprimento de todas as medidas de emergência que se fazem necessárias neste momento, contribuindo para preservar a saúde do público, dos nossos clientes e da sociedade como um todo”, explicou.

Para esclarecer dúvidas ou obter mais informações sobre o assunto, o público pode entrar em contato com o Sebrae Paraíba através do telefone 0800 570 0800.

 

Assessoria – Sebrae

porpjbarreto

Investidores do Sun Park e Prefeitura de Lucena se reúnem para dar entrada nos projetos estruturais do terreno destinado ao parque aquático

Com investimento de cerca de R$ 100 milhões, equipamento será um polo de lazer inédito na Paraíba 

Os investidores do Sun Park se reuniram com representantes da Prefeitura de Lucena para discutir o projeto que promete ser um dos maiores parques aquáticos da América Latina. O equipamento, que localizado naquele município, está pronto para entrar em fase de obras. Na reunião, que aconteceu na sede da Prefeitura, estavam presentes Paulo Moraes, secretario municipal de Articulação, Vinícius Andrade, CEO do Sun Park, o prefeito Marcelo Monteiro, o secretário de Desenvolvimento José Maria, Lula Pimentel, do Departamento de Engenharia da Prefeitura e a secretária de Turismo e Meio Ambiente, Socorro Leite.
O polo de diversão será construído em um terreno com área total de 2 milhões de m², sendo uma área de 300 mil m² exclusiva para a instalação do parque aquático, rede hoteleira, projetos imobiliários e estacionamento. A previsão de entrega é em 24 meses, e haverá um showroom especial para vendas de passaportes em João Pessoa.
Com investimento inicial na ordem de  R$ 100 milhões, o Grupo Sun Park é formado por investidores paraibanos, capitaneado por Vinícius Andrade.  “A reunião com os membros da Prefeitura de Lucena foi muito positiva e todos sinalizaram que será importante para a economia local. Na reunião, apresentamos a estrutura do nosso organizacional interno e firmamos a necessidade de acelerar a elaboração dos projetos”, disse Vinícius, que é empresário com grande experiência no segmento de entretenimento aquático.
Assessoria 
porpjbarreto

Inédito: Músicos da banda de Cássia Eller juntam-se à cantora paraibana Val Donato e preparam homenagem especial

”Nós, Voz, Eller”  é o nome do show que vai circular o Nordeste em abril

Dezoito anos após a sua partida precoce, Cássia Eller será reverenciada por um trio de peso: os músicos Walter Villaça e Fernando Nunes, que fizeram parte da sua banda, e a cantora e compositora Val Donato – que não a conheceu, mas em quem os músicos confiaram a missão de ser a voz desse projeto. O grupo prepara uma turnê que começará pela capital paraibana, João Pessoa, e percorrerá outras cidades nordestinas, a partir do mês de abril. Depois, será a vez de ganhar o Brasil.

Os planos para essa homenagem começaram a ser tramados no ano passado, quando Val se sentiu segura para interpretar as músicas que fizeram sucesso na voz de Cássia sem que, com isso, tivesse o esse trabalho confundido com o de um cover. “Hoje, eu tenho um trabalho autoral bem desenvolvido, estou gravando o segundo disco, então as pessoas já entendem que tenho referências dela, sim, mas não faço uma imitação. No início da minha carreira, as pessoas me relacionavam muito a Cássia, até por não haver muitas cantoras no estilo dela”, conta.

Foi então que nasceu, na cantora paraibana, a vontade de homenagear a cantora carioca. Inicialmente, seria um projeto como outros que ela já tinha realizado com sua banda, como os tributos para Chico Science e Bob Marley. Mas aconteceu de ela se encontrar com o guitarrista Walter Villaça e, devido à amizade e à confiança que tem nele, pedir a sua opinião sobre a ideia – e então o plano inicial começou a ganhar outros caminhos.

O projeto – Walter tanto achou a ideia ótima quanto se dispôs a fazer uma participação em alguns shows. Primeira boa surpresa para Val. Daí, em janeiro passado, foi a vez de Fernando Nunes entrar no páreo. Depois de participar de algumas apresentações que ele fez em João Pessoa, e com a aproximação proporcionada por esses encontros (eles se conheciam apenas superficialmente), Val comentou sobre a ideia do show. “Ele adorou e foi mais longe: e se a gente fizesse esse show com a banda que tocava com ela?”, lembra Val. Outra surpresa.

Fernando voltou para São Paulo com essa ideia na cabeça e, logo que pôde, entrou em contato com Walter, que topou na hora. Convidaram o baterista da banda de Fernando, Igor Galindo, e formaram o grupo. A partir de então, começaram a checar possibilidades e agendas – e agora se preparam para estrear a turnê.

Os músicos – Músico profissional há 25 anos, Walter Villaça tocou com Cássia Eller de 1996 até a sua morte (e também em discos póstumos). Hoje, toca com Nando Reis e tem também um trabalho autoral instrumental, o Walter Villaça e os Cablocos. Além de guitarrista, é produtor musical e violonista. Ligado à música desde a infância, já tocou com artistas consagrados da música brasileira e internacional, como Gilberto Gil, Gal Gosta, Milton Nascimento, Zélia Duncan, Gabriel O Pensador, Frejat, Ivan Lins, Rita Lee, Glória Gaynor e Jr. Marvin (The Wailers), entre outros.

“Com o ‘Nós, Voz, Eller’, queremos elevar o nome da Cássia, uma das maiores cantoras do país, uma figura ímpar. Tive o privilégio de conviver com ela nos palcos e fora deles. Simples, inteligente, humana, com uma cultura musical robusta. Ela ficaria muito feliz com esse projeto”, acredita. Para ele, a música brasileira está carente de uma voz poderosa, que canta de samba a rock. E por isso a presença de Val será fundamental para o projeto. “Val tem um furacão na voz, é bem a onda de Cássia”, diz ele.

O alagoano Fernando Nunes também está na estrada desde as primeiras décadas de vida: começou a tocar aos 12 anos e atua profissionalmente desde os 15. Em quase 40 anos de carreira, ele morou em Salvador, onde tocou e gravou com diversos artistas do cenário baiano, e depois no Rio de Janeiro, onde se integrou à banda de Ivan Lins, em turnê pela Europa e Estados Unidos. Em 1994, entrou na banda de Cássia Eller – e lá permaneceu até o disco póstumo “Dez de dezembro” (2002).

“Eu trato tudo o que tem o nome Cássia Eller como algo muito pessoal, quase como uma missão de perpetuar o legado dela, preservando a qualidade e mantendo a atmosfera de alegria e amor à música que ela tinha, em sua essência”, diz o baixista. Para ele, o show não poderia ser encabeçado por outra pessoa, senão Val Donato. “Entrei nesse projeto porque, além da qualidade de Val como cantora, sei da sua seriedade em relação a Cássia”, diz. “Tudo terá regado a emoção e boas lembranças. Que cada show seja um presente para os fãs, os curiosos e também para nós, que sentimos muita falta dela.”

 

Assessoria 

porpjbarreto

Aula de crosskids é sucesso entre as crianças em João Pessoa

Projeto do Parque Panorâmico oferece treinos todos sábados de março, a partir das 17h

Sucesso total entre as crianças que gostam e precisam se divertir e se exercitar. O  crosskids, modalidade de treinamento funcional adaptado para crianças e adolescentes,  busca inserir atividades físicas que oferecem benefícios aos praticantes. As aulas são realizadas no Parque Panorâmico, maior complexo inflável do Estado,  aos sábados, a partir das 17h.

As aulas serão ministradas e acompanhadas pelo personal trainer Anikson Mendonça, que fará treinos em formato de circuito utilizando os brinquedos infláveis e outros materiais de apoio.  As aulas experimentais acontecerão por tempo limitado até a formação das primeiras turmas – uma para crianças de 4 a 7 anos e outra para alunos de 8 a 12 anos.

Ao adquirir o passaporte diário aos sábados, a criança já poderá participar da aula experimental. O Parque funciona de sexta à domingo, das 17h às 22h. A entrada ao parque é gratuita, mas para a utilização dos brinquedos o ingresso único é de R$35 para crianças e responsáveis que forem brincar. Mediante comprovação, crianças de até dois anos não pagam.

O Parque Panorâmico fica localizado na Av. João Cirilo da Silva, 131, Altiplano e tem como ponto de referência o campo da escolinha do Flamengo.

O instagram é @parquepanoramico

porpjbarreto

Santa Rita ganha Centro de Reabilitação em festa dos 130 anos da cidade

Santa Rita recebeu na última segunda-feira (09) os deputados estaduais paraibanos para uma sessão especial da Assembleia Legislativa em comemoração aos seus 130 anos de emancipação política. A solenidade aconteceu no Centro Especializado em Reabilitação (CER), que foi inaugurado oficialmente na ocasião. O equipamento de saúde construído pela Prefeitura municipal prestará assistência a pessoas com deficiência visual e motora por meio de equipe profissional multidisciplinar.

Centenas de populares estiveram no local prestigiando o evento. O prefeito Emerson Panta e a deputada estadual Dra. Jane discursaram e realçaram a importância do momento para o município, que se destaca no cenário estadual como o terceiro maior.

“Tivemos a honra de receber a Assembleia Legislativa da Paraíba em uma sessão itinerante como homenagem ao nosso município. Agradecemos aos deputados que aqui estiveram e a todos os santa-ritenses que vieram prestigiar este momento. O CER é mais uma obra para melhorar a assistência em saúde de nossa população”, disse o prefeito.

Para comemorar os 130 anos de história, a Prefeitura está realizando a entrega de um pacote de obras e serviços. Além do CER, foram inauguradas a revitalização do balneário das águas minerais e a pavimentação asfáltica da rua Maria da Paz Lacet. Nesta quarta-feira (11), será dada a ordem de serviço para a construção do Hospital Infantil do município, e dia 23 será entregue a pavimentação de mais uma via importante do bairro de Várzea Nova.

 

Assessoria de Comunicação – PMSR

porpjbarreto

Daniel Azevedo participa do Campeonato Paraibano de Natação com foco na seletiva brasileira para as olimpíadas

O campeão dos XXV Jogos Sul-Americanos Escolares 2019, disputado no Paraguai, Daniel Azevedo, de apenas 15 anos, já se prepara para disputar o Campeonato Paraibano e tentar índices para a Seletiva Olímpica Brasileira, que acontece em abril, no Rio de Janeiro. Aluno da 1ª Série do GEO Tambaú, Daniel está com uma rotina em que divide seu tempo entre os estudos na escola no turno da manhã e os intensos treinos que já estão acontecendo desde a primeira semana de janeiro. Ele espera atingir índices ainda melhores nas três categorias das quais participará: 200 costas, 200 medley e 100 costas para fazer parte da Seleção Brasileira, em breve. A primeira competição de 2020 será o Campeonato Paraibano de Natação, que acontecerá na Vila Olímpica, em João Pessoa, nos próximos dias 14 e 15 de março. O atleta está focado na melhoria dos seus tempos, o que o credenciará para poder participar da seletiva olímpica, posteriormente.

 O objetivo do atleta na competição é sair dos 02,11,32 nos 200 metros Costas e atingir o tempo de 02,09,20. Já nos 200 Medley, ele precisa 02,11,30 e tem 02,13,51. Nos 100 Costas ele precisa de 59,03 e tem 59,98. Para isso, Daniel explica que tem se dedicado bastante, com treinos árduos, todos os dias da semana. Para ele, não existe resultado bom sem foco e esforço. “A pessoa só consegue atingir seus objetivos se tiver foco naquilo que faz e gostar do que ela faz. É necessária uma demanda de dedicação muito grande para você alcançar excelência. Você precisa se empenhar ao máximo para tentar alcançar aquele objetivo. Isso porque toda vez que você treina bem, esforça-se bastante, você tem 50% de chance de alcançar seus resultados e outros 50% de não ser do que desejou. Mas, se você não se dedica, esses 50% já não existem mais. É uma percentagem menor”, ilustrou o atleta. “Estou me esforçando ao máximo para conseguir melhores resultados e conseguir ir para a Seletiva Olímpica”, frisou Daniel.

Agora resta torcer para que Daniel atinja os tempos que objetiva no Campeonato Paraibano de natação. Essa será uma prova importante porque é ela quem pode projetar Daniel Azevedo para a Seletiva Brasileira. “Se ele atingir os tempos que precisa será chamado para participar da Seletiva Olímpica. Estamos confiantes”, frisou a mãe do atleta, Daniele Azevedo, que acompanha o filho nas viagens e nos treinos sempre que possível. Ela conta que a rotina do filho é reservada apenas aos estudos e aos treinos, sendo o domingo um dia de folga dedicado à família e aos amigos. Assim, de segunda a sexta-feira, Daniel vai para o GEO onde fica toda a manhã. Nas terças e quintas-feiras, porém, ele acorda mais cedo do que o habitual e treina às 5hs, no Clube Cabo Branco, e já sai do treino direto para a escola, às 7hs.

Nas segundas e quartas-feiras, antes do treino da Natação, que é as 17h30, ele ainda tem aula de inglês em uma escola de línguas. Ao sair de lá, Daniel vai para o treino e só volta para casa por volta das 21h. Na sexta-feira, o treino é após a aula no GEO, às 15h, e só termina por volta das 18h. Aos sábados, ele treina pela manhã e à tarde, restando apenas o domingo para descansar um pouco para recomeçar a semana novamente. “Não é fácil vida de atleta não”, brinca Daniel que quando está entre amigos, se diverte com as brincadeiras próprias de gente de sua idade. O atleta que desponta nas piscinas como um campeão, vive a adolescência como qualquer garoto de sua idade, com a diferença que ele troca as tardes livres, passeios em shoppings e programas de TV ou papos pela internet, por treinamentos na piscina do Clube Cabo Branco, onde treina.

A mãe dele explica que foi com essa rotina de treinos que o filho tem conseguido muitas conquistas.  Em 2019, ele foi o único da Paraíba a integrar a equipe da Seleção Brasileira Escolar, de 12 a 14 anos, para disputar o XXV Jogos Sul-Americanos Escolares 2019, disputado em Assunção, no Paraguai.  Daniel Azevedo terminou o campeonato como um grande vencedor dos Jogos. Ele conseguiu o feito de ganhar quatro medalhas de Ouro na competição sendo um dos atletas com maior número de medalhas na competição. “Ele adora o que faz e é extremamente dedicado”, comentou Daniele, orgulhosa do filho.

Vale destacar que se Daniel alcançar os tempos que deseja na Seletiva Olímpica para Tóquio 2020 e integrar a equipe brasileira de Natação ele será o atleta mais jovem – apenas 15 anos – a disputar as olimpíadas de natação pela seleção brasileira. “Isso será um grande feito, mas o foco é a melhoria contínua, a preparação do atleta, se vier a convocação inédita para a idade, será bem merecida”, comentou a mãe. A Seletiva Olímpica Brasileira acontecerá entre 20 a 25 de abril, no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro.

O diretor do colégio Geo Tambaú, Danilo Abdala, lembra que Daniel não é somente campão nas piscinas, mas um aluno exemplar. “As notas de Daniel sempre foram muito boas, sinal de que mesmo com tanta dedicação aos treinos, ele não deixa de estar focado nos estudos. Mesmo quando faz provas fora do prazo, em função de sua ausência por causa das competições, ele sempre tira notas excelentes. Portanto, nosso aluno está duplamente de parabéns e estamos na torcida para que ele consiga atingir os índices e vá disputar a seletiva brasileira. Já pensou, a Paraíba ter um atleta na equipe olímpica e esse atleta ser nosso aluno. Orgulho em dose dupla”, destaca Danilo.

 

Assessoria