Categoria Cultura

porpjbarreto

Comissão debaterá MP que cria fundos para projetos nas áreas cultural e social

BIE – 23/01/2011 – Paço de São Cristóvão, antigo palácio imperial dos Imperadores do Brasil. Atualmente abriga o Museu Nacional. Em 1827, nos primórdios do Império, o senador Marquês de Caravelas (BA) pediu a palavra e, da tribuna do Palácio Conde dos Arcos, a sede do Senado, no Rio de Janeiro, propôs aos colegas um exercício de imaginação: — Suponha-se que sucede haver um incêndio ou que qualquer outro acidente funesto destrói grande parte do Paço de São Cristóvão. Foto: Halley Pacheco de Oliveira/Wikipedia

comissão mista responsável por analisar a Medida Provisória 851/18 promove três audiências públicas nesta semana (13 e 14). A MP permite a criação de fundos patrimoniais e estimula doações privadas para projetos de interesse público nas áreas de educação, ciência, tecnologia, pesquisa e inovação, cultura, saúde, meio ambiente, assistência social e desporto.

Combinada com a MP 850/18, que cria a Agência Brasileira de Museus (Abram), a ideia do Executivo é aperfeiçoar a gestão e a conservação dos museus do País. As duas medidas provisórias foram editadas dias após o incêndio que destruiu o Museu Nacional, no Rio de Janeiro. A instituição, que tinha um acervo com mais de 20 milhões de itens, é a mais antiga do gênero no País — completou 200 anos em junho de 2018.

Fundos
A MP 851 estabelece um marco regulatório para captação de recursos privados que constituirão os fundos patrimoniais. O objetivo é que esses fundos sirvam como financiamento de longo prazo para instituições de interesse público, por meio de parcerias, programas e projetos.

A medida também institui o Programa de Fomento à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação — Programa de Excelência, com o objetivo de promover a produção de conhecimento, ciência, desenvolvimento e inovação, por meio da pesquisa de excelência de nível internacional, da criação e do aperfeiçoamento de produtos, processos, metodologias e técnicas.

Audiências públicas
Nesta terça-feira (13), às 14 horas, será realizada a primeira audiência da semana. Foram convidados para discutir o tema com os parlamentares o presidente do Conselho Nacional das Fundações de Apoio às Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa Científica e Tecnológica (Confies), Fernando Peregrino; a reitora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Soraya Soubhi Smaili; o pesquisador da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Augusto Hirata; a representante do Comitê Gestor da Rede de Educadores em Museus Fernanda Castro; e o secretário-geral da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal, Sérgio Ronaldo da Silva.

Na quarta-feira (14), a partir da 9 horas, começarão os primeiros debates do dia com as presenças do presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Ildeu de Castro Moreira; a diretora de Inovação da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Gianna Sagazio; o representante da Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (Fenacon) Ricardo Roberto Monello; a secretária-executiva da Campanha Nacional de Escolas da Comunidade (CNEC), Gerfânia Damasceno; o presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Educação de São Paulo, Luis Celso Vieira Sobral; a especialista em Filantropia e Investimento Social Priscila Pasqualin, entre outros.

Na parte da tarde, às 14h30, participarão da terceira audiência pública sobre a MP 851 o chefe da Assessoria Especial do Ministério da Fazenda, Marcos José Mendes; o diretor de fiscalização do Banco Central do Brasil, Paulo Sérgio Neves de Souza; o presidente da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Marcos Cintra Albuquerque Cavalcanti; o professor da Universidade Federal do ABC Klaus Werner Cappelle; e o presidente da Fundação José Luiz Egydio Setúbal, José Luiz Egydio Setúbal.

Saiba mais sobre a tramitação das MPs

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

Da Redação – MB
Com informações da Agência Senado

Fonte: Agência Câmara Notícias
porpjbarreto

DIVERSÃO EM PAUTA: Animação de “O Grinch” supera live action e aflora sentimentos natalinos

Lázaro Ramos deu voz ao solitário Grinch em sua versão animada

O personagem Grinch não é inédito nas telas de cinema. Em 2000, o filme estreou em live action, quando foi interpretado por Jim Carrey, que contracenou com Taylor Momsen.

Quase 20 anos após o lançamento, “O Grinch” ganhou uma animação que, a partir desta semana, está em cartaz nos cinemas brasileiros e atinge todos os públicos. Desde as crianças até aqueles adultos que se emocionam com um filminho infantil.

A trama conta a história de Grinch, um ser verde que é super rabugento e odeia o Natal. Ele mora nas montanhas vizinhas à cidade de Quemlândia, onde moram os “Quems”, que são personagens que amam o Natal.

Quando Grinch percebe que está sendo atingido pela “magia do Natal”, ele decide roubar a alegria dos vizinhos, e então traça um plano para destruir esse feriado.

Em contrapartida, Cindy Lou é uma criança que sonha encontrar o Papai Noel para fazer um pedido especial. Quando as vidas de Grinch e Cindy Lou se cruzam, eles têm uma grande surpresa.

A animação supera o Grinch do ano 2000. O formato de narração em versos deixa a história com um gostinho de literatura, e relembra as histórias que contamos e escutamos antes de dormir.

Lázaro Ramos, ator de Geração Brasil e Insensato Coração, deu voz ao personagem de Grinch, o que fez muito bem. O jeitinho ora despojado, ora educado, ora raivoso foi bem interpretado na dublagem.

O filme é divertido e traz reflexões, de forma leve, sobre como as pessoas tratam umas às outras. É interessante já que, por ser um filme infantil, pode influenciar na formação das crianças e no que elas pensam sobre os outros.

Assista ao Grinch e, a não ser que você odeie o Natal, curta o clima natalino.

Tem também estreia de “Operação Overlord”. Um terror sobre uma tropa de paraquedistas americanos que é lançada atrás de linhas inimigas para uma missão crucial. Quando se aproximam do alvo, percebem que não é só uma operação militar. No elenco, Jovan Adepo e Wyatt Russell.

O original Netflix, “Legítimo Rei”, chega à plataforma nesta sexta-feira. A trama se passa na Escócia do século 14, onde Robert The Bruce reivindica o trono e lidera uma revolta violenta pela independência contra o domínio inglês.

 

Reportagem: Sara Rodrigues

Fonte: Agência do Rádio

porpjbarreto

‘O Doutrinador’ é o primeiro filme brasileiro de ação baseado em personagem de histórias em quadrinhos

Além de poder assistir nos cinemas neste ano, em 2019 vai ser exibida a série “O Doutrinador” pelo Canal Space

Está em cartaz nos cinemas o primeiro filme brasileiro de ação baseado em um personagem de histórias em quadrinhos, chamado “O Doutrinador”.

O personagem principal é interpretado por Kiko Pissolato, que é um anti-herói que persegue políticos e empresários corruptos. É o que explica o diretor do filme, Gustavo Bonafé.

“O Doutrinador é um filme baseado em uma história em quadrinhos, uma HQ, criada pelo Luciano Cunha; e ele é basicamente um anti-herói assassino de político. Ele conta a história desse cara, que sofre uma decepção muito grande, não só com a política, mas um trauma mesmo familiar e acaba perdendo um pouco a cabeça e resolve ver as coisas com base na violência.”

Gustavo Bonafé conta também que quem for conferir o filme vai ver várias cenas de ação, planejadas minunciosamente pelo “O Doutrinador” – personagem que é interpretado por Kiko Pissolato. De acordo com o diretor, o filme conta com um excelente elenco, com alguns atores e atrizes conhecidos e outros nem tanto assim, mas que foram muito comprometidos com seus papéis, para proporcionar uma certa reflexão sobre a corrupção e o quanto ela faz mal para o nosso país.

“O Kiko tem este físico de herói, né E é um cara, um ator super dedicado, um cara que gosta muito do que faz. Inclusive as cenas de ação, toda vez que eu podia, ele descartava a presença do dublê, porque ele queria fazer ele mesmo, com as próprias mãos. A gente tem atores famosos. Tem uma participação incrível do Dudu Moscovis (Eduardo Moscovis), ele faz o papel de um governador corrupto; tem o Carlos Betão, que é um ator baiano, que até estava na novela da Globo, que faz um grande vilão do filme também, o Otero Gomes; Tem também a Helena Ranaldi, que é incrível; temos a Tainá Medina, que é uma menina também maravilhosa, que foi outra surprezássa para mim, era uma atriz que eu não conhecia, uma atriz jovem, carioca, que faz a Nina, que é uma parceira do Miguel, do Doutrinador, no filme, ela faz o papel de uma hacker que acaba ajudando o Doutrinador a conseguir as coisas que ele quer, fazer esta vingança dele; Marília Gabriela faz uma participação interessantíssima também como uma juíza; Tuca Andrada, que faz um delegado; temos o Samuel (Samuel de Assis) que faz o papel do Edu, que é o parceiro do Miguel. A gente tem um elenco grande aí de atores e atrizes muito talentosos, foi uma alegria para mim! A criança, que é a Helena, que é uma ótima atriz também; um papel dificílimo para uma criança da idade dela. Foi uma das coisas mais difíceis do filme, sabe? Escolher esta criança, porque tem cenas difíceis para ela fazer, né? Mas no final deu certo.”

Além de poder assistir nos cinemas neste ano, em 2019 vai ser exibida a série “O Doutrinador” pelo Canal Space.

 

Reportagem: Cintia Moreira

porpjbarreto

Rádio Rural FM de Cajazeiras – Sempre ligada em você!

Desde que foi ao ar em 27 de dezembro de 2017, a Rádio Rural FM de Cajazeiras, no Sertão da Paraíba, alcança patamares superiores às emissoras nesta classificação (web rádio) e, inclusive, emissoras em Frequência Modulada com mais de trinta anos, outras com mais de dez anos de fundação. A rádio conta com uma programação eclética. Músicas atualizadas e as mais tocadas ao longo dos tempos. A emissora pertence a uma entidade filantrópica, o Instituto de Desenvolvimento Social da Paraíba (IDESP) e dispõe de programas de conteúdo para o homem do campo, cultural e, político. Parceira da Rádio Câmara e Rádio Senado – reproduz programas e conteúdo de interesse social.

– Acesse à rádio no Aplicativo RadiosNet

– Nosso Aplicativo no Google Play

– Acesse a nossa Programação

– Veja as Promoções

– Leia as Últimas Notícias 

 

Redação 

porpjbarreto

Ricardo assina Termo de Doação e obras do escultor pernambucano Abelardo da Hora ficam na Paraíba

Abelardo da Hora foi escultor, pintor, desenhista e gravador, sendo reconhecido como um dos mais importantes artistas brasileiros e deixando um acervo com quase 300 peças, entre esculturas, telas e outras obras. “Abelardo é um dos maiores artistas do país e vale lembrar que tem peças suas na Estação Ciência em João Pessoa. O Estado da Paraíba está assumindo a responsabilidade de receber o grandioso acervo deste artista, com obras que retratam a realidade do povo brasileiro. É preciso proteger e divulgar a arte brasileira e com este ato buscamos contribuir para manter viva a obra de Abelardo da Hora”, ressaltou o governador Ricardo Coutinho.

ricardo assina doacao das obras de abelardo da hora-foto francisco franca (8)De acordo com o secretário de Cultura, Lau Siqueira, a ação é muito importante para a preservação da memória e da cultura brasileira. Ele comentou que Portugal também estava buscando a doação do acervo de Abelardo da Hora, mas o Governo do Estado conseguiu fazer com que as obras permaneçam no Brasil, próximo de Pernambuco e dos familiares do artista. “A mulher de Abelardo era de Guarabira, então eles tiveram uma boa ligação com a Paraíba e os familiares aprovaram o Espaço Cultural para abrigar o acervo. O Memorial deve ficar pronto no início do próximo ano”, afirmou.

Uma das filhas de Abelardo da Hora, Lenora Lucena da Hora, demonstrou o sentimento de satisfação por saber que a obra de seu pai estará bem preservada em um Memorial na Paraíba. “A obra de Abelardo certamente será bem recebida na Paraíba e, por isso, estamos muito felizes, já que o acervo estará preservado da maneira adequada. Temos um laço de sangue com a Paraíba, porque minha mãe era paraibana e a acolhida do Governo do Estado nos deixa ainda mais ligados, a Paraíba será nossa segunda casa”, pontuou.

ricardo assina doacao das obras de abelardo da hora-foto francisco franca (7)“A cultura pernambucana escapou de morrer. Com este ato, o Governo da Paraíba salva o Brasil de perder algo que não tem preço, que representa um patrimônio cultural capaz de educar gerações. A obra de Abelardo da Hora, com certeza, estará bem preservada”, ressaltou o professor de História da Arte da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e genro de Abelardo, Antônio Alves.

Breve histórico de Abelardo da Hora – Abelardo Germano da Hora nasceu em 1924 na cidade de São Lourenço da Mata, em Pernambuco. Cursou Artes Decorativas no Colégio Industrial Professor Agamenon Magalhães. Ingressou na Faculdade de Direito de Olinda e frequentou o Curso Livre de Escultura da Escola de Belas Artes do Recife. Entre 1943 e 1945 foi contratado pelo industrial Ricardo Brennand, para trabalhar na Cerâmica São ricardo assina doacao das obras de abelardo da hora foto francisco franca 3 270x183 - Ricardo assina Termo de Doação e obras do escultor pernambucano Abelardo da Hora ficam na ParaíbaJoão, época em que realizou diversos trabalhos com motivos regionais. Entre 1955 e 1956, realizou, para a Prefeitura do Recife, diversas esculturas representativas da cultura popular, entre elas: “Os Cantadores e o Vendedor de Caldo de Cana”, no Parque 13 de maio, “O Sertanejo”, na Praça Euclides da Cunha.

Ele também participou da criação da Sociedade de Arte Moderna do Recife e fundou o Movimento de Cultura Popular. Abelardo ficou conhecido por retratar as mulheres e os temas regionais, se destacando como um dos maiores escultores do século XX em Pernambuco. Entre as obras de Abelardo da Hora estão: “Mulher Deitada”, no Shopping Center Recife, “Mulher Sereia”, no Mar Hotel, “Monumento ao Maracatu”, próximo ao Forte das Cinco Pontas, “Monumento ao Frevo”, na Rua da Aurora e outras. Ele morreu no dia 23 de dezembro de 2014, em Recife.

Secom – PB

porpjbarreto

Jocélio Amaro “Canta Cajazeiras” – no Teatro Ica neste sábado (27). Imperdível!

[PROGRAME-SE]

⏰ 27 de Outubro (sábado)

⏱21 horas

📍Teatro Íracles Brocos Pires

👁 Classificação: Livre

🤑 Adquira seu ingresso antecipado no NEC ou pelo telefone (83) 9.9110.8211.

 

Assessoria

porpjbarreto

Vanessa Jackson apresenta o Musical “Uma Saudação a Whitney Houston – The Intimate” dia 19 de outubro no Teatro Paulo Pontes

A cantora pop Vanessa Jackson aterrissa na capital paraibana para única apresentação do Musical “Uma Saudação a Whitney Houston – The Intimate Show”, no Teatro Paulo Pontes, nesta sexta-feira, 19 de outubro, às 20h.

O espetáculo “Uma saudação a Whitney Houston – The Intimate Show” comemora seu terceiro ano de sucesso em turnê pelo Brasil e Europa. A versão intima do espetáculo conecta os momentos inesquecíveis da trajetória de Whitney Houston ao público na interpretação e voz poderosa de Vanessa Jackson e elenco.

O espetáculo foi idealizado com muita atenção pelo diretor e criador Rafael Mello e sua equipe. “Nesta versão temos muitas novidades e inovações. Uma delas é que enquanto as canções são interpretadas por Vanessa Jackson ao vivo, toda a trajetória e os melhores momentos da carreira de Whitney Houston são projetados em um telão no palco”, declara o diretor Rafael Mello. Outra grande novidade são os novos figurinos, que foram criados pela estilista Íris Goya, sendo réplicas das peças originais usadas pela própria Whitney em sua linda trajetória de sucesso.

“The Intimate show” traz uma grande emoção aos fãs de Whitney Houston com momentos inesquecíveis da carreira musical e das cenas de filmes de sucesso, como: “Um anjo em minha vida”, “Falando de amor”,” Cinderella” e o memorável “O Guarda Costas”, de onde vem grandes sucessos como “I believe in you and me”, “Run to you”, “I have nothing” e o grande clássico “I will always love you”.

Vanessa Jackson possui uma trajetória artística premiada. A cantora foi vencedora do primeiro reality show da TV brasileira “Fama”, da Rede Globo, em 2002. Como também a grande campeã do programa “Esse artista sou eu”, do SBT. Considerada uma das vozes mais potentes do Brasil a cantora teve seu álbum de estreia gravado na Califórnia/ EUA.

Atualmente percorre o Brasil e Europa com seu show que é sucesso de crítica e público.

A DeArte Produções assina a produção local do Espetáculo Musical que emociona e faz reviver as eternas canções de Whitney Houston na maravilhosa interpretação de Vanessa Jackson.

Serviço

Teatro Paulo Pontes

Dia: 19 de outubro – sexta-feira

Horário: Às 20h

Ingressos: www.ontickets.com.br

Vendas na loja: MÁXIMO Confort – Avenida Nossa Senhora dos Navegantes575 Tambaú – Informações: (83) 3247 4304

Valor dos ingressos

Filas A até H inclusive: Inteira R$ 120,00 Meia R$ 60,00

Demais Lugares Inteira R$ 100,00 Meia R$ 50,00

Realização: DeArte Produções

 

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Praça das Profissões promove II Feira de Arte, Cultura, Ciência e Tecnologia

A Praça das Profissões, unidade pertencente à UFCG, é um projeto que integra a comunidade acadêmica em geral (Alunos, Professores e Servidores) com a sociedade de Campina Grande e região, tendo como objetivo e missão principal, levar conhecimento sobre cada área e profissão para alunos do ensino médio das redes pública/estadual e privada.

Esta é uma tarefa fundamental para que suas dúvidas sobre as áreas de atuação e graduação que irão escolher como carreira sejam sanadas, visando reduzir a evasão no ensino superior, e reduzir a insatisfação com o que é visto ao longo do curso e no exercício de cada profissão. Assim, a unidade da Praça das Profissões – UFCG vem se solidificando dentro do ambiente acadêmico e integrando-se à sociedade.

Nesse sentido, os alunos integrantes da unidade promoverão a segunda edição da Feira de Arte, Cultura, Ciência e Tecnologia (ACCT), desenvolvida juntamente com o apoio de grupos da comunidade acadêmica.

A II ACCT acontecerá no próximo dia 10 de outubro, com programação das 08h às 17h. Na agenda do evento estarão as seguintes atividades:

  • Apresentações de dança, música e teatro;
  • Palestra sobre “Ansiedade e estresse na Universidade”
  • Mini-palestras teóricas e práticas sobre as graduações (incluindo experiência em laboratório);
  • Visita ao Museu de Minerais e Gemas do Centro Gemológico do Nordeste.

Serviço

II ACCT – Feira de Arte, Cultura, Ciência e Tecnologia da Praça das Profissões

Quando? Dia 10 de outubro, das 08h às 17h

Onde? Sede da Praça das Profissões, na UFCG

Prof. Raimundo Nonato Calazans Duarte (coordenador da Praça das Profissões)
(83) 83 9922-9922 / nonatocduarte@hotmail.com
 
Sérgio Almeida (coordenador de eventos)
(83) 83 9820-6446 / sergio22almeida@gmail.com
porpjbarreto

DIVERSÃO EM PAUTA: Violência e crítica social marcam “A Primeira Noite de Crime”

Uma noite em que todos os crimes são liberados, sem nenhuma punição. Assassinatos, estupros, torturas. Tudo isso é permitido durante as 12 horas da chamada noite do Expurgo. E se você já assistiu “Noite de Crime”, filme de 2013 com Ethan Hawke, essa premissa deve bem soar familiar.

Mas agora essa história tem uma novidade: “Primeira Noite de Crime” é o lançamento desta semana nos cinemas e conta a história de como começou a tradição sanguinária do Expurgo.

Para quem não conhece, Uma Noite de Crime é uma série de filmes que trata justamente sobre essa noite de violência sem punições. E após a produção de três filmes que tinham tudo para dar certo, mas que foram massacrados pela crítica, “Primeira Noite de Crime” chega para tentar “expurgar” todas as más reações aos filmes anteriores.

Assim, o quarto filme da série relata um experimento social de um novo partido político dos Estados Unidos, o New Found Fathers of America. O experimento é feito na cidade de Staten Island, e os moradores não são obrigados a participar. No entanto, para quem aceita fazer parte do experimento, o governo oferece uma quantia de 5 mil dólares.

Apesar de carregar o peso das críticas negativas dos outros longas da série, a “Primeira Noite de Crime” foi bem produzido e dirigido. Se fosse uma trama isolada da sequência, talvez não trouxesse tantos preconceitos para quem já assistiu aos outros. As cenas de ação e as explícitas de violência ilustram bem a principal premissa do filme.

Além disso, o elenco também merece um elogio pelas atuações convincentes. O filme faz fortes críticas sociais ao tipo de mundo em que estamos inseridos e isso nos leva a refletir sobre atitudes dos governantes e da própria população. As claras referências ao governo Trump, nos Estados Unidos, tornam a narrativa muito mais interessante.

A discussão central do filme também é importante. Apesar de projetar um cenário exagerado, é possível identificar situações absurdas que não são vivenciadas apenas nos Estados Unidos. Durante as noites de crime, os moradores podem assaltar, estuprar e matar quem quiserem. E, segundo o governo, essa é uma necessidade que todos os cidadãos tem para expressar seus verdadeiros sentimentos.

Mas será que esse é um desejo dos cidadãos, ou um desejo do próprio governo? Você vai precisar assistir para saber! Basta procurar o cinema mais próximo e garantir seu ingresso.

E também tem novidade no cinema nacional. O filme Coração de Cowboy conta a história de Lucca, um cantor sertanejo conhecido pelas músicas “chicletes” compostas a partir das demandas que a empresária encomenda. Ele percebe que não escreve sobre o que realmente sente ou o que ama, e decide voltar para o interior para se reencontrar.

Nesse meio tempo, ele se depara com seu amor de infância que também foi sua parceira de canções. Juntos, os dois descobrem novas melodias. Aí vai um spoiler: se você ama a música “Evidências” de Chitãozinho e Xororó, você não pode perder esse filme!

Já a Netflix lança o suspense Noite de Lobos nesta sexta-feira (28). O filme é sobre um naturalista que, durante um inverno sombrio do Alasca, tenta encontrar respostas para o assassinato de um garoto. Tudo indica que ele foi morto por lobos. A partir daí, ele começa a investigar e viver em mundo de mistérios.

E se você tinha dúvidas sobre o que fazer no final de semana, agora não tem mais desculpas! Aproveite nossas dicas com muita pipoca!

 

Reportagem: Sara Rodrigues

porpjbarreto

Dia de Luta pela Descriminalização do Abroto na América Latina e Caribe acontece com festival na Paraíba. Confira!

O dia (28) de setembro é o Dia de Luta pela Descriminalização do Aborto na América Latina e Caribe. Nesta data acontecerá o Festival Pela Vida das Mulheres na Paraíba a partir das 14h na Lagoa (Parque Sólon de Lucena).

A cada dois dias uma mulher morre no Brasil por causa de complicações decorrentes do aborto inseguro, sendo a maioria pobre e negra. Precisamos refletir e encarar o aborto não enquanto crime, mas como uma questão de saúde pública e de garantia dos direitos sexuais, reprodutivos e de vida das mulheres.

No intuito de dialogar e integrar a sociedade sobre essas questões, O Festival Pela Vida das Mulheres na Paraíba promove dia 28 de setembro oficinas, rodas de diálogo, feira de artesanatos, performances, coleta de material reciclado, além de manifestações culturais e artísticas.

Convidamos as mulheres para participar juntas conosco deste momento.

Evento: Festival Pela Vida das Mulheres na Paraíba

Local: Lagoa (Parque Sólon de Lucena)

Horário: 14h às 19:30h

PROGRAMAÇÃO

14h – Abertura

14h15 – Performance

14h30 – Roda de diálogo – Pela vida das mulheres: memória e aspectos legais.

15h30 – Oficina de autocuidado – Cuidando “dela”!

16h30 – Roda de diálogo – Saberes ancestrais e o direito ao nosso corpo.

17h/19h – Apresentações artísticas e culturais (Cineclube e Sarau Selváticas – Anna Apolinário e Aline Cardoso).

Artistas: Val Donato, Matriarcaos, Regina Limeira, As Marias, Gláucia Lima, Cida Alves, DJ Isa Queiróz e Mebi’ah, Marta Sanchis, Gatunas, Kátia Eulília e Coco das Manas.

19h30 – Cortejo com Batuqueiras.

 

Juntas somos mais! É pelas nossas vidas!

 

Assessoria do Movimento