Categoria Cajazeiras

porpjbarreto

Prefeitura de Cajazeiras vai higienizar pontos de moto-táxi e distribuir equipamentos

A Prefeitura de Cajazeiras, por meio de parceria entre a SCTrans e Secretaria de Saúde, desenvolve mais uma importante ação em favor do serviço de moto-táxi da cidade, seguindo determinação do prefeito Zé Aldemir. Desta feita, no combate a disseminação do Coronavírus.

A partir da próxima segunda-feira, (1º de junho), todos os 55 pontos de moto-táxi passarão por um processo de higienização, com as equipes de vigilância sanitária, epidemiológica e ambiental fazendo a desinfecção e distribuindo máscaras e álcool em gel com os moto-taxistas.

Segundo o superintendente da SCTrans, João Vítor Mendes, essa ação visa proteger cada vez mais a saúde dos moto-taxistas e também do público usuário desse importante serviço, que gera emprego e renda na cidade.

João Vítor adiantou que todo o equipamento já foi adquirido para distribuição em todos os postos. “Vamos cumprir mais essa ação determinada pelo prefeito Zé Aldemir, numa parceria com a Secretaria de Saúde”, disse o superintendente da SCTrans.

Assessoria

porpjbarreto

Câmara Municipal de Cajazeiras vai realizar sessão virtual com autoridades em saúde para debater sobre a Covid-19

Em atendimento a propositura do Vereador Jucinério Felix (PSB), a Câmara Municipal de Cajazeiras, irá realizar na próxima segunda-feira (1º de junho), às 17hs, mais uma sessão ordinária por meio de vídeo conferência, com autoridades em saúde para debater sobre a Covid-19.

 

Assessoria

porpjbarreto

Academia Cajazeirense de Artes e Letras registra primeiro ano realizando conferência virtual com “imortais”

Um encontro histórico. Assim pode ser definida a Conferência Virtual da Academia Cajazeirense de Artes e Letras (Acal), realizada no último domingo, 24 de maio, como forma de marcar o primeiro ano de instalação da entidade. Em virtude do isolamento social recomendado pela Organização Mundial de Saúde, em função do coronavírus, toda a programação agendada para a data foi cancelada. A Conferência Virtual aconteceu através do aplicativo Zoom e reuniu 19 membros da Acal.

A Conferência foi comandada pelo presidente Francisco Sales Cartaxo (Frassales), tendo a acadêmica Nadja Claudino como mediadora e os acadêmicos Christiano Moura e Linaldo Guedes no apoio técnico à mediação do evento.

O primeiro ano de criação da entidade seria comemorado com festa, lançamentos de livros e revistas da instituição e de seus acadêmicos. Em virtude da pandemia, o evento foi adiado e transformado em Conferência Virtual.

A conferência foi aberta pelo presidente Frassales, que deu informes sobre o adiamento da festa e dos eventos programados para o aniversário de primeiro ano da Acal. Falaram, ainda, na parte inicial da conferência, o vice-presidente Ubiratan di Assis, que explicou o andamento das articulações para a aquisição de uma sede própria para a entidade, que atualmente funciona provisoriamente no Casarão da Epifânio Sobreira. Também falou o acadêmico Linaldo Guedes, contando detalhes da revista da ACAL, que seria lançada nesta data.

Em seguida, a mediadora abriu inscrições para todos os acadêmicos. Os membros da ACAL falaram de diversas partes do país, como Cajazeiras (PB), João Pessoa (PB), Fortaleza (CE), Rio de Janeiro RJ), Recife (PE), Guarulhos (SP) e Lucena (PB). Entre os temas abordados pelos acadêmicos, estão o de abertura de inscrições para novos membros, a inclusão em ata do registro das participações dos acadêmicos Mariana Moreira e Rui Leitão como colunistas de A União, além de matéria do jornal sobre aniversário da Acal, realização dos eventos com lançamentos de livros e da revista da entidade no mês de agosto e a explicação de como foi organizada a conferência virtual.

Participaram da conferência os seguintes acadêmicos: Frassales Cartaxo, Ubiratan di Assis, Nadja Claudino, Linaldo Guedes, Christiano Moura, Lenilson Oliveira, Constantino Cartaxo, Helder Moura, José Antônio de Albuquerque, Guilherme Sargentelli, Bosco Maciel, Irismar Gomes, Mariana Moreira, Gildemar Pontes, José Caitano, Naldinho Braga, Alexandre Costa, Francelino Soares e Rui Leitão. A Acal foi instalada, oficialmente, em 24 de maio de 2019, em solenidade realizada no Cajazeiras Tênis Clube.

 

Assessoria

porpjbarreto

Nota: por motivos técnicos sessão ordinária da Câmara Municipal de Cajazeiras será realizada nesta terça-feira (26)

Agendada para ser realizada as 17 horas desta segunda-feira (25), mas adiada para esta terça-feira (26), no mesmo horário, a reunião virtual não aconteceu por motivos técnicos.

O presidente da Casa Legislativa de Cajazeiras, Vereador José Gonçalves de Albuquerque, Delzinho da Arara (PSB), informa aos demais pares e, à sociedade cajazeirense, que a sessão ordinária será realizada no horário regimental, as 17 horas por meio de vídeo conferência.

Vale informar que na sessão, será apreciado o Projeto de Lei, nº 09/2020, de 19 de maio de 2020, do Poder Executivo.

Mensagem – Autoriza o chefe do Poder Executivo Municipal a suspender o pagamento das parcelas vincendas daqueles que contraíram empréstimo junto ao Programa Empreender Cajazeiras, bem como a utilizar parte do fundo de reserva desse programa para auxiliar de forma emergencial os ambulantes (camelôs) que atuam no “Largo da Telemar” e adjacências, que já se encontravam cadastrados desde o ano de 2019, em razão da paralisação de suas atividades como medida para evitar a rápida disseminação do coronavírus nesta cidade, nos termos que especifica e dá outras providências.

 

Assessoria

porpjbarreto

Educação: a influência de “Tia Nem” na vida do menino pobre do campo que virou advogado, professor universitário e deputado estadual da Paraíba

Francisca Vieira de Oliveira – “Tia Nem”.

A frase do filósofo prussiano, Immanuel Kant ‘O homem não é nada além daquilo que a educação faz dele’, se encaixa perfeitamente na trajetória de vida do deputado estadual Jeová Campos. Filho de agricultores, até os dez anos de idade, Jeová morava no Sítio Poço Vermelho, no município de São José de Piranhas, no Alto Sertão paraibano. Os horizontes eram curtos, embora a inteligência e vontade de crescer daquele menino da roça fosse muito além das porteiras do local. Neste contexto, em 1975, eis que alguém faria a diferença na vida dele levando-o para estudar na cidade de Cajazeiras. Essa pessoa foi a tia materna, Francisca Vieira de Oliveira, carinhosamente chamada de “Tia Nem”.

“A ida para Cajazeiras mudou minha história e trajetória, pois a Educação ampliou meus horizontes e as possibilidades de uma vida melhor. Nunca terei condições de agradecer à altura deste gesto. Minha gratidão será eterna. Na casa de “Tia Nem”, onde comiam cinco filhos, tinha lugar para mais agregados, já que eu não vim sozinho, ela também trouxe minha irmã”, relembra Jeová, que na tarde desta última segunda-feira (25), foi pedir a benção a sua “Tia Nem”, como faz todas as vezes que está em Cajazeiras.

Advogado, Professor licenciado da Universidade Federal de Campina Grande, do campus de Sousa, e no terceiro mandato de deputado estadual pela Paraíba, Jeová sempre que pode em seus discursos enaltece a importância da Educação na vida das pessoas. “A Educação mudou meu destino e de milhares de outras pessoas que não nasceram em berços de ouro. É lógico que também me esforcei, fui a luta, acreditei que era possível mudar minha realidade, mas, não posso esquecer jamais que nesse caminhar, aos 10 anos, tive um anjo que me acolheu, me levou para sua casa e me abriu as portas para que eu pudesse construir minha história de forma diferente dos meus conterrâneos que ficaram na roça”, destaca Jeová, que enquanto estudava no colégio e depois na faculdade, conciliava os estudos vendendo alho na feira livre de Cajazeiras, daí a origem de seu apelido ‘Rei do alho’.

O deputado que permanece no sertão neste período de isolamento social, está participando das sessões remotas da ALPB e é autor de várias proposituras de apoio à população para superação neste momento de pandemia. Foi dele a iniciativa, pioneira em nível nacional, de propor a ampliação do auxílio emergencial, pago pelo governo federal a trabalhadores autônomos e em situação de vulnerabilidade, de R$ 600,00, até o final do ano. A proposta já está em discussão no Congresso Nacional. Foi dele também o PL que cria o programa de Auxílio Emergencial a classe artística em tempos de pandemia. Jeová também foi autor do PL que obriga os hospitais privados a receberem pacientes de Covid, mesmo com planos de saúde ainda em período de carência. “Não estamos em plenário, em função das circunstâncias, mas estamos trabalhando em prol do povo da Paraíba. Toda a minha equipe está atuando em regime de home office e foi a partir deste trabalho que surgiram essas iniciativas”, finaliza Jeová que permanecerá no sertão pedindo benção a sua mãe Maria e a sua “Tia Nem”, até o retorno presencial das atividades na ALPB.

 

Assessoria

porpjbarreto

Vídeo: homem cava sepultura do irmão por falta de coveiro em cemitério público de Cajazeiras

 

WhatsApp

porpjbarreto

Primeiro aniversário da Academia Cajazeirense de Artes e Letras será comemorado de forma virtual

O primeiro ano de instalação e criação da Academia Cajazeirense de Artes e Letras (Acal), que acontece neste domingo (24), será comemorado de forma diferente. A diretoria da entidade havia programado uma série de eventos, com lançamentos de livros e do primeiro número da Revista da Acal, mas em virtude da isolamento social recomendado pela Organização Mundial de Saúde, em função do coronavírus, haverá apenas uma reunião online, via aplicativo zoom, neste domingo, a partir das 17 horas, com todos os membros da Academia.

Segundo o presidente da Acal, Francisco Sales Cartaxo Rolim, a festa de 24 de maio está prevista no estatuto da entidade, com a presença dos sócios efetivos da entidade. “A pandemia do coronavírus, no entanto, impôs suas condições. Impossível nos reunirmos em sessão solene. O mundo inteiro sofre as agruras causadas pelo poderoso invisível que nos tranca em casa”, explicou.

Frassales, como é mais conhecido o presidente da Acal, informou que é difícil marcar uma nova data, já que o vírus continua se espalhando pelo mundo. “Diante de tanta incerteza, adiamos a festa da Acal. Confinados, faremos um encontro virtual, usando recursos tecnológicos da comunicação à distância, reuniremos confrades e confreiras. O sonho comemorativo, com expansivos abraços e beijos e muita alegria, fica transferido para quando houver proteção à saúde de todos. Aí, sim, teremos o lançamento da Revista da Acal, de livros de imortais e colaboradores e intensa programação cultural e artística”, acrescentou.

A Revista da Acal, que seria lançada neste dia 24, reúne artigos, ensaios, crônicas, poemas, discursos e fotografias dos imortais da Academia Cajazeirense de Artes e Letras (Acal), em cerca de 300 páginas que contam, ainda, com documentos da entidade e textos de colaboradores que não são membros da entidade, como professores, poetas, escritores, entre outros. A revista já está pronta e editada, com capa feita, faltando apenas a impressão, adiada em função da crise do coronavírus.

O evento da Acal programado para este domingo dia 24 teria, também, lançamentos de livros de imortais da entidade. Entre eles, “Maria Bonita: entre o punhal e o afeto”, da escritora e historiadora Nadja Claudino, e “Portal da Memória: um passeio pelo passado de Cajazeiras”, do professor Francelino Soares de Souza. Além destes, estavam programados relançamentos de obras dos imortais publicadas ano passado e lançamentos de livros de outros autores e de membros da Academia Paraibana de Letras.

Instalada em 24 de maio de 2019, a Acal conta com os seguintes membros: Sebastião Moreira Duarte, Aguinaldo Rolim, Irismar Gomes, Chagas Amaro, Alexandre Costa, Francisco Sales Cartaxo Rolim, Irismar Di Lyra, Antônio Bandeira, Constantino Cartaxo, Rui Leitão, Francelino Soares, Naldinho Braga, Lenilson Oliveira, Paulo Andriola, Ubiratan di Assis, Christiano Moura, José Caitano, Nadja Claudino, Gutemberg Cardoso, Eliezer Rolim, Lúcio Vilar, Saulo Pires Ferreira, Guilherme Sargentelli, José Rigonaldo, Gilson Souto Maior, Josival Pereira, José Antônio de Albuquerque, Padre Francivaldo, Rafael Holanda, Carlos Gildemar Pontes, Reudesman Lopes, Abdiel de Souza Rolim, Ely Janoville Santana Sobra, Edna Marlowa, Bosco Maciel, Mariana Moreira, Helder Moura e Linaldo Guedes.

 

Assessoria

porpjbarreto

Cajazeiras perde a alegria e o empreendedorismo de Zezinho de Solinhares lamenta deputado Jeová Campos após morte de amigo

A notícia do falecimento na noite deste domingo (17), no Hospital Regional de Cajazeiras, do empresário José Ferreira Linhares, mais conhecido como Zezinho da Solinhares, deixou não somente familiares do empresário cajazeirense tristes com o episódio. Amigos de infância dele, a exemplo do deputado estadual Jeová Campos, se solidarizaram à família pela dor da perda. Zezinho tinha 62 anos estava internado no HRC, com suspeita de Covid-19, desde da última quinta-feira (14). “Meu amigo pessoal, desde a minha adolescência, siga em paz, na certeza de que deixas aqui entre nós um exemplo que orgulha a todos que tiveram o privilégio de conviver com você”, disse o parlamentar assim que soube da morte do amigo.

Para Jeová, com mais esse registro de morte pelo Covid e com os casos crescendo vertiginosamente em todo o país, inclusive, na Paraíba, é preciso chamar atenção para a gravidade desta pandemia. “Mesmo com todas as medidas de restrição e isolamento, o que a gente vê é que os casos não param de crescer, inclusive de mortes. O isolamento social e indispensável e é a única forma de combater esse vírus, e a única ‘vacina’, que salva na atual conjuntura. Então vamos nos proteger e proteger a quem a gente ama”, reiterou o deputado.

Ainda segundo Jeová, a perda do amigo lhe tocou profundamente. “Essa perda, em particular, é sem dimensão, algo que bateu muito fortemente no meu peito e das pessoas de Cajazeiras que conheciam Zezinho. Mas, os justos, os de bom coração, terão uma passagem de luz e com certeza devem colher na outra dimensão os frutos do plantio desta vida. Será assim com Zezinho”, finalizou Jeová.

 

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Empresário não resiste e morre vítima do novo Coronavírus no Hospital Regional de Cajazeiras

Após apresentar falta de ar e certo desconforto para respirar, o empresário do ramo de confecção, impressão e fabricação de material esportivo e fardamento, José Linhares ou “Zezinho Solinhares”, como era conhecido na cidade, deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cajazeiras, no último sábado (09), tendo o mesmo recebido os primeiros atendimentos, Zezinho permaneceu por (dois) dias internado, mas retornou à sua residência na segunda-feira (11).

O empresário chegou a fazer exames para o Coronavírus em um laboratório particular, que testou positivo – afirmou o HRC.

Porém, de acordo com familiares Zezinho voltou a sentir-se mal e foi encaminhado para o Hospital Regional de Cajazeiras, onde ficou internado na ala do Covid-19 e veio a falecer no final da tarde do último domingo (17).

Amigos e familiares estão comovidos com a partida prematura do empresário que muito bem-quisto na comunidade local.

 

Redação

porpjbarreto

Prefeitura de Cajazeiras instala Unidade de Referência da Covid-19

A Unidade Municipal de Referência da COVID-19, que foi motivo de elogios do secretário de Saúde do Estado e do presidente da Assembleia Legislativa, já está instalada e pronta para receber as pessoas com sintomas do Coronavírus.

Cumprindo determinação do prefeito Zé Aldemir, a secretária de Saúde, Francimones Rolim, já instalou todos os equipamentos necessários para o seu pleno funcionamento, que será no Bairro São Francisco, zona sul da cidade, onde está havendo uma incidência de casos da doença.

Segundo a secretária, a Unidade de Referência vai atender exclusivamente casos suspeitos do Coronavírus, e fazer os encaminhamentos necessários. Esse, segundo afirmou, é mais um equipamento de saúde importante que Cajazeiras ganha no enfrentamento ao Coronavírus.

Secom