Categoria CAJAZEIRAS

Paraíba: O tempo e a temperatura para este sábado (21) de julho de 2018

Formações de nebulosidade em baixa altitude, que se deslocam do oceano Atlântico em direção à costa leste nordestina, tendem a deixar o tempo variável e favorável à ocorrência de chuvas esparsas em áreas das regiões do Litoral, Brejo e Agreste da Paraíba.

Fonte: Aesa-PB

Paraíba: O tempo e a temperatura para esta sexta-feira (20) de julho de 2018

Mantém-se as condições de nebulosidade variável sobre o estado da Paraíba durante esta sexta-feira. No decorrer do período, poderão ser registradas chuvas ocasionais apenas em áreas do Litoral, Brejo e Agreste.

Fonte: Aesa – PB

Deputado Marcondes Gadelha reúne colonos de São Gonçalo e garante que ANA irá liberar 10 milhões de m³ de Boqueirão

Há alguns dias a população de Cajazeiras vem aflita com a informação de que boa parte da água armazenada no açude de Boqueirão de Piranhas poderá ser liberada para ajudar no cultivo de coco nas várzeas produtivas de São Gonçalo. A notícia foi bastante discutida nos meios de comunicação desde o início da semana com a maioria das opiniões sendo contrárias à ação que vem sendo articulada por parte do deputado federal sousense Marcondes Gadelha (PSC) junto à ANA (Agência Nacional das Águas).

Mas, mesmo com todos os protestos, a liberação deverá mesmo acontecer. Na manhã da última quarta-feira (18) o deputado esteve reunido com os colonos do distrito e anunciou que 10 milhões de m³ de deverá ser liberados pela agência.

A informação foi confirmada pela vereadora sousense Flávia Félix por telefone ao também vereador de Cajazeiras Neguin do Mondrian. Flávia esteve participando do encontro de Marcondes com os colonos.

Em se concluindo a informação estará sendo liberado praticamente um ano de abastecimento d água da cidade de Cajazeiras para o cultivo de coco, já que a cidade consume cerca de 7 milhões de m³ de água por ano, sendo que a mesma quantidade é consumida pela evaporação.

Na tarde da quarta-feira (18) políticos e autoridades cajazeirenses prometeram fazer gestão junto ao Ministério da Integração para que a liberação não se conclua. O grande receio é que possamos passar pelo mesmo problema de anos anteriores quando foram liberados 20 milhões de metros cúbicos, comprometendo o abastecimento humano e animal da cidade e região.

Por blog do furao

Compra de mandato em Cabedelo-PB foi proposta por radialista cajazeirense aponta denúncia

Segunda fase da operação Xeque-Mate foi deflagrada na última quinta-feira (19), com 4 mandados de busca e apreensão.

A denúncia protocolada pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), que deflagrou a segunda fase da Operação Xeque-Mate, na última quinta-feira (19), esclarece que a compra do mandato de Luceninha, prefeito de Cabedelo em 2013, foi uma ideia proposta pelo radialista Fabiano Gomes. Os dois foram denunciados nesta segunda fase e o radialista alvo de mandado de busca e apreensão. Os fatos foram relatados na denúncia de Olívio Oliveira, em depoimento à Polícia Federal.

A operação Xeque-Mate foi deflagrada no dia 3 de abril, em sua primeira fase, com o cumprimento de 11 mandados de prisão preventiva, 15 sequestros de imóveis e 36 de mandados busca e apreensão expedidos pelo Tribunal de Justiça da Paraíba e cumpridos pela Polícia Federal. Nesta quinta-feira, foi deflagrada a segunda fase, com o cumprimento de quatro mandados de busca e apreensão.

Conforme sintetizado na denúncia do MPPB, Fabiano Gomes foi responsável por “exercer forte pressão” junto ao então prefeito Luceninha, para o pagamento de R$ 30 mil mensais repassados a ele por Luceninha. Segundo a denúncia, as dívidas com campanha tornaram a situação financeira de Luceninha “insustentável”, a ponto de confessar a Olívio, também denunciado na segunda fase, que iria renunciar.

Olívio contou a Fabiano que Luceninha estava disposto a renunciar. Diante disso, o radialista marcou uma reunião em seu flat, no bairro de Manaíra, onde ouviu de Luceninha a motivação da renúncia. Ele explicou a Fabiano que estaria com dívidas de campanha de aproximadamente R$ 3 milhões.

Após ouvir os motivos, Fabiano saiu do flat e pediu que Luceninha e Olívio o aguardassem no flat. Aproximadamente duas horas depois Fabiano retomou dizendo ao então prefeito que um empresário iria pagar suas contas de campanha e que ele renunciaria para dar lugar a Leto Viana (PRP) na Prefeitura.

Quando perguntado por Luceninha a Fabiano se o negócio era lícito, a resposta foi que o dinheiro seria de Roberto Santiago. No escritório do empresário, uma hora e meia depois que Luceninha confirmou a renúncia, uma pessoa chegou ao local com o termo de renúncia pronto.

Ao retomar ao escritório, Luceninha pediu R$ 1 milhão a Roberto Santiago alegando necessitar pagar dívidas imediatamente. Roberto pediu para que Luceninha fosse para casa e que o dinheiro chegaria até ele através de Olívio. Por volta das 17h30 do mesmo dia, um funcionário de Roberto chegou ao escritório com uma bolsa escolar dizendo conter R$ 800 mil em espécie. Desse valor, R$ 300 mil foram retirados pelo próprio Roberto Santiago de um cofre situado no banheiro de seu escritório.

O que dizem as defesas

Durante depoimento realizado no dia 24 de abril, Fabiano esclareceu que não houve compra do mandato, mas uma procura espontânea, por parte de Luceninha e Olivio, ao empresário Roberto Santiago, através do radialista, para saldar dívidas de campanha cujos credores estariam tornando insustentável a permanência de Luceninha à frente da gestão municipal.

Radialista Fabiano Gomes, investigado na Operação Xeque-mate, detalhou a compra do mandato do prefeito Luceninha, em Cabedelo, PB (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)
Radialista Fabiano Gomes, investigado na Operação Xeque-mate, detalhou a compra do mandato do prefeito Luceninha, em Cabedelo, PB (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)

Pré-candidata a deputada estadual, Paula Francinete declara apoio a Maranhão

O jornalista Gutemberg Cardoso entrevistou no programa Master News da última quinta-feira (19), a pré-candidata a Deputada estadual Paula Francinete, que deu início a entrevista falando sobre o lançamento do livro de sua filha Poliana. Que fala sobre sua sobre sua história de vida e dificuldades que viveu depois de sofrer um acidente de carro aos oito anos de idade. O livro tem lançamento marcado para amanhã.

Paula confirmou sua pré-candidatura a deputada estadual, e fez questão de ressaltar o trabalho realizado no tempo que esteve à frente da Secretaria Municipal de Saúde de Cajazeiras.

Sobre a decisão de quem o PP deve seguir, ela destacou sua preferência por José Maranhão, mas contou que o partido ainda não decidiu com quem segue.

“sempre tive uma relação de amizade com José Maranhão, se fosse por minha decisão seria José Maranhão”.

 

Com Polêmica Paraíba

HU de Cajazeiras implanta serviço de ultrassonografia com oferta para mulheres

Por mês, serão realizados quase 700 exames em mulheres, crianças e adolescentes

Em uma carroça, Janiane Cavalcanti chega ao Hospital Universitário Júlio Bandeira, vinculado à UFCG e à Rede Ebserh, acompanhada do marido e do filho mais novo. A agricultora, que está grávida de 7 meses e mora em um povoado próximo a Cajazeiras, é uma das beneficiadas com o novo serviço de ultrassonografia implantado este mês na unidade e que deve desafogar todo o sistema, além de garantir maior rapidez nos agendamentos e satisfação por parte das usuárias, que costumam esperar meses pelo exame. Serão ofertadas quase 700 ultrassonografias por mês para mulheres, crianças e adolescentes.

“O médico tentou marcar para a Policlínica do município (um dos pontos onde são feitos os procedimentos), mas estava lotado, não tinha mais vaga. Estou esperando por esse ultrassom, principalmente porque ainda não sei o sexo e não comprei nada do enxoval. Tenho certeza que terei um bom atendimento”, disse Janiane, pouco antes de entrar no consultório.

A regulação é feita por meio dos municípios, um total de 15 cidades cuja população de mais de 177 mil pessoas já é referenciada para o HUJB nos casos de pediatria. Antes da oferta do serviço de ultrassonografia voltada à saúde da mulher no hospital universitário, os únicos pontos que disponibilizavam o exame em Cajazeiras eram a Policlínica e a Maternidade Dr. Deodato Cartaxo.

“A regulação dos atendimentos eletivos do HUJB está sendo feita através do agendamento pela Central de Regulação e Exames e Consultas (CREC) do município de Cajazeiras e posteriormente pelo Sistema Nacional de Regulação (Sisreg). Os usuários são atendidos na Unidade Básica de Saúde da Família e encaminhados para a CREC”, detalhou a chefe do setor de Regulação e Avaliação em Saúde do HUJB, Tereza Lourença Araújo.

A usuária Josefa Framíria, de 23 anos, disse que esperou mais de dois meses porque o exame também estava agendado para fazer na policlínica do município. “Nunca havia feito pelo SUS porque demorava demais. Agora, foi mais rápido porque nos remanejaram para o HUJB. Estão todos de parabéns pela organização e limpeza do ambiente, e principalmente pelo excelente atendimento dos profissionais daqui”, contou a agricultora.

Ainda segundo a chefe do setor de Regulação, a oferta para as ultrassonografias é de segunda-feira a sábado, com 30 vagas diariamente, sendo que quatro dessas vagas são destinadas aos pacientes internos. “A capacidade de Ultrassonografias mensal é de aproximadamente 660, incluindo abdômen total, rins e vias, obstétrico, tireoide, mama, pélvica, transvaginal, articulação, obstétrico com doppler, bolsa testicular, glândulas salivares, parede abdominal, cervical, abdômen superior e região inguinal”, enumerou Tereza.

“Com esta última contratação dos empregados públicos concursados, vimos tornar-se realidade serviços que antes não eram possíveis por falta de pessoal. Além dos exames de ultrassonografia, contamos agora com a ampliação do número de consultas e especialidades nos ambulatórios, a implantação do pré-natal de alto risco e a abertura da maternidade, que deve funcionar até 2019”, relatou a superintendente Mônica Paulino.

Sobre a Ebserh

Desde dezembro de 2015, o Hospital Universitário Júlio Bandeira da Universidade Federal de Campina Grande faz parte da Rede Ebserh. Estatal vinculada ao Ministério da Educação, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) atua na gestão de hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do SUS, e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

 

Assessoria

PSCT 2018.2: Resultado Preliminar é divulgado

O Resultado Preliminar do Processo Seletivo de Cursos Técnicos (PSCT 2018.2) do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) foi publicado pela Comissão Permanente de Concursos Públicos (Compec). Confira aqui a lista do Campus Cajazeiras.

A Compec informa que recursos poderão ser interpostos na quinta, dia 12 de julho, até às 23h59min, online. O candidato que precisar contestar o resultado deve fazer por meio de login e senha no ambiente das inscrições. Confira na página de acompanhamento.

O resultado final está programado para ser divulgado em 17 de julho. A seleção foi realizada por meio de análise do desempenho escolar em Língua Portuguesa e Matemática ou disciplinas equivalentes cursadas no 1º e 2º ano do Ensino Médio.

O PSCT 2018.2 registrou 4.604 inscrições para 985 vagas em cursos técnicos subsequentes (para quem já terminou o Ensino Médio). Todos os cursos são presenciais e para o semestre de 2018.2. As inscrições no PSCT 2018.2 foram gratuitas.

As vagas foram distribuídas em 12 campi: Cabedelo, Cabedelo Centro (incluindo o Núcleo de Lucena), Cajazeiras, Campina Grande, Esperança, João Pessoa, João Pessoa/Mangabeira, Monteiro, Patos, Picuí, Princesa Isabel e Santa Luzia.

Os cursos ofertados neste processo seletivo para o Campus Cajazeiras são:   Eletromecânica e Edificações.

Metade das vagas é destinada a quem fez o ensino fundamental nas escolas públicas. Há também cotas para quem tem renda familiar de até 1,5 salário mínimo mensal per capita, autodeclarados pretos, pardos e indígenas (PPI) e pessoas com deficiência.

 

Por Ana Carolina Abiahy – IFPB

Vereador Rivelino Martins (PSB) solicita em Sessão Ordinária que TCE realize auditoria geral nas contas do IPAM

Em Sessão Ordinária realizada na noite da última terça-feira (17), ao usar a palavra, o Vereador Rivelino Martins (PSB), solicitou ao secretário da Mesa Diretora do Poder Legislativo – o Vereador Álisson Américo (PSB), que o mesmo encaminhasse oficio ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), uma solicitação de pedido de auditoria nas contas do Instituto de Previdência Municipal de Cajazeiras (IPAM).

Reação que motivou o Vereador Jucinério Félix (PPS), pedir a palavra para a apoiar a iniciativa e afirmou: “Que seja feita auditoria nas contas do IPAM desde a primeira sua criação até a gestão atual, ai sim, eu estarei de acordo”, concluiu.

Redação – fmrural.com.br

Paraíba: O tempo e a temperatura para esta quarta-feira (18) de julho de 2018

Formações de nebulosidade do tipo baixa que se propagam do oceano Atlântico em direção à costa leste nordestina poderão favorecer ao aumento da concentração de nuvens em áreas do do Litoral, Brejo e Agreste da Paraíba. Logo, poderão ser registradas chuvas de forma isolada no final do período na faixa litorânea do Estado.

 

Fonte: Aesa-PB

Prefeitura de Cajazeiras não repassa parcelas de empréstimos consignados ao Santander e servidores podem “cair” no Serasa

Uma servidora da Prefeitura Municipal de Cajazeiras gravou um áudio e divulgou nas redes sociais nesta terça-feira (17), dando conta que após tomar conhecimentos através de um funcionário do Banco Santander da agência local, que os repasses dos contratos de empréstimos consignados entre servidores e edilidade estão em atraso.

Segundo informa a servidora municipal, a mesma foi ao referido banco para uma consulta financeira e lá soube que a Prefeitura de Cajazeiras deixou de realizar os repasses entre os meses de julho de (2017) e fevereiro de (2018), totalizando (oito) parcelas, mesmo fazendo os descontos dos servidores nos contracheques – religiosamente.

Revoltada, a vítima sugeriu que fosse formada uma comissão para uma tomada de providências, junto às autoridades competentes e responsáveis pelos transtornos criados.

Eu sugiro que a gente forme uma comissão, quem tem empréstimo consignado para tomar providência minha gente, não tem condição não, eu mesma vou denunciar, foram oito meses do meu salário”, diz servidora em trecho do áudio, que os nossos leitores podem ouvi abaixo.

Redação – fmrural.com.br