Categoria Brasil

porpjbarreto

Palmeiras confirma Mano Menezes, que enfrentará rejeição da torcida

Passado no rival Corinthians e perfil defensivo desagradam boa parte da torcida alviverde, que espalhou campanha #ManoNao pelas redes sociais

Palmeiras anunciou nesta terça-feira, 3, a contratação de seu novo técnico, Mano Menezes, que será o substituto do demitido Luiz Felipe Scolari, com acordo válido até o fim de 2021. O treinador gaúcho de 57 anos era um sonho antigo da diretoria alviverde e desta vez estava no mercado depois de encerrar sua passagem pelo Cruzeiro, pelo qual conquistou a Copa do Brasil (2017 e 2018) e o Campeonato Mineiro (2018 e 2019). Mano Menezes, porém, deve enfrentar forte resistência da torcida.

Logo depois da demissão de Felipão, tiveram início os rumores sobre a chegada de Mano Menezes. Rapidamente, a hashtag #ManoNao, criada por torcedores contrários à chegada do técnico, se espalhou pelas redes sociais. A Mancha Verde, principal torcida organizada do Alviverde endossou o descontentamento de boa parte dos torcedores.

Muitos torcedores alviverdes reclamaram da identificação de Mano Menezes com o rival Corinthians, clube pelo qual ganhou a Série B (2008), a Copa do Brasil (2009) e o Campeonato Paulista (2009) e também do estilo de jogo defensivo e que se assemelha em alguns aspectos ao modelo de Felipão.

Em suas redes sociais, Mano Menezes prometeu empenho. “Grandes sonhos precisam de grandes decisões. Ao Palmeiras e à torcida palmeirense o meu sim: ‘Sou Palmeiras, sim senhor!’ Vamos trabalhar cada segundo para conquistarmos esse sonho juntos. Nossos adversários têm que ser os outros”, escreveu. Chegam com ele, o auxiliar Sidnei Lobo e o preparador físico Eduardo Silva.

‘Burrice’, reclama conselheiro em áudio vazado

O presidente do Conselho Deliberativo (CD) do Palmeiras, Seraphim Del Grande, criticou nesta segunda-feira a decisão do presidente do clube, Mauricio Galiotte, de contratar Mano Menezes. Em áudio gravado pelo aplicativo WhatsApp antes do anúncio e vazado nas redes sociais, o dirigente pede a saída do diretor de futebol Alexandre Mattos e avalia que a troca no comando da equipe pode prejudicar politicamente a atual gestão.

“Sem dúvida, se vier o Mano Menezes, seria o caos para nós. Eu espero que o Mauricio (presidente) não faça essa burrice, que se fizer a burrice é o enterro do resto do mandato dele”, disse Del Grande no áudio, antes de o Palmeiras anunciar oficialmente a contratação de Mano nesta terça-feira. “Eu acho que nem era o momento de mandar o Felipão embora, devia mandar o Alexandre Mattos embora, e não ele. Ele deveria continuar mais uns dois meses para ver como ia o time. Mas infelizmente o problema do Palmeiras é o Alexandre Mattos”, comentou em outro trecho da gravação.

(Com Gazeta Press e Estadão Conteúdo)

porpjbarreto

De Repente no Espaço apresenta Zé Cardoso e Ivanildo Vila Nova

A cultura popular nordestina tem encontro marcado, nesta quarta-feira (4), em mais uma edição do projeto De Repente no Espaço, em João Pessoa. Desta vez, a cantoria tem como convidados Zé Cardoso (RN) e Ivanildo Vila Nova (PB). Mestres na arte do improviso, eles brincam com as palavras e transformam fatos do cotidiano em versos rimados, prometendo uma noite de improvisos e violadas. O evento acontece no mezanino 2 do Espaço Cultural José Lins do Rego, a partir das 19h e a entrada é gratuita. A apresentação é de Iponax Vila Nova, declamador oficial do evento.

Quem já conhece a dinâmica das apresentações sabe que o público também tem o seu momento de interação com os convidados, sugerindo temas e rimas. O apresentador é uma atração à parte, com sua memória infalível ao declamar versos de poetas que são referência na arte do repente.

Para o público fiel do projeto é a oportunidade de conferir a performance desses dois nomes da arte do repente. Poetas que trazem consigo o dom que os permite trazer o verso no improviso. Rápidos no raciocínio e no gatilho mental, os dois têm sempre a resposta de imediato ao oponente.

Zé Cardoso – Natural do Rio Grande do Norte, com mais de 30 anos de carreira, é um dos mais premiados repentistas nordestinos, apresentando em Limoeiro do Norte um programa de rádio de grande audiência, juntamente com o poeta Antônio de França.

Ivanildo Vila Nova – Considerado um dos maiores repentistas em atividade, Ivanildo Vila Nova chegou a ser eleito pelos seus pares como o “Cantador do Século XX”. Com mais de 50 anos de carreira, Vila Nova foi uns dos principais personagens na profissionalização do repente. Pernambucano, é conhecido por muitos como o maior cantador da atualidade. Já levou a cantoria nordestina para todos os cantos do Brasil e continua sendo figura constante nos festivais. Profissional da cantoria desde 1963, Ivanildo tem participação em mais de 500 congressos, noitadas e torneios de cantadores.

Iponax Vila Nova – Nascido na cidade de Cajazeiras no Alto Sertão paraibano, filho do pernambucano Ivanildo Vila Nova, o maior dos repentistas da atualidade, Iponax cresceu com a poesia no seu cotidiano. A poesia e a viola de Ivanildo estavam em todos os lugares da casa, e aos poucos foi despertando no menino o desejo de participar dessa disseminação da cultura popular. Fez da poesia a régua e compasso no seu projeto de vida. Ainda muito jovem, levou sua arte para os mais distantes grotões do país. Um verdadeiro ativista da cultura matuta, é um grande articulador da arte do repente, considerado um dos grandes nomes da poesia e da declamação dos nossos dias.

Sobre o projeto – O “De Repente no Espaço” é um evento mensal da Funesc lançado em julho de 2015 e faz parte das ações de ocupação do Espaço Cultural. Os encontros acontecem na primeira quarta-feira do mês. A cada nova edição, o público conta com diferentes atrações da Paraíba e de outros Estados da região. Em janeiro e julho de 2016 foram realizados o 1º e 2º “Desafio De Repente”, com várias duplas de repentistas da Paraíba e de outros Estados. O apresentador oficial e declamador é Iponax Vila Nova, coordenador do projeto que além conduzir as cantorias realiza oficina de declamação e versos pelo estado, dentro do projeto.

Serviço:

De Repente no Espaço, com Zé Cardoso (RN) e Ivanildo Vila Nova (PE)

Apresentação: Iponax Vila Nova

Data: 04/09, às 19h

Local: Mezanino 2 do Espaço Cultural José Lins do Rego

Acesso: gratuito.

 

Secom-PB

porpjbarreto

Veneziano recebe do líder do governo a garantia de regularidade financeira para o Minha Casa, Minha Vida na Paraíba

O Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) esteve em audiência nesta terça-feira (03) com o Líder do Governo no Senado, Senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), para tratar sobre uma demanda de vários segmentos ligados à Construção Civil na Paraíba, que é descontinuidade dos repasses financeiros, por parte do Governo Federal, para garantir a regularidade do programa Minha Casa, Minha Vida na Paraíba.

Há cerca de 15 dias Veneziano foi procurado, na Paraíba, por uma comissão, que detalhou o problema e pediu a sua intermediação para buscar uma solução. A descontinuidade dos repasses – que são feitos para a Caixa Econômica Federal cumprir as obrigações financeiras com construtoras, fornecedores e outros segmentos ligados ao programa – causou paralisações em obras de conjuntos habitacionais e incertezas quanto ao futuro do programa no Estado.

“De forma distinguida, como lhe é peculiar e o caracteriza, o líder Fernando Bezerra nos recebeu hoje pela manhã para tratar sobre um assunto que tem incomodado a todos os empresários da Construção Civil, que é o problema, nesses últimos dois meses, dos não repasses ao programa Minha Casa, Minha Vida. E, gentilmente, ele nos acolhe para, de ‘viva voz’, nos trazer as informações”, afirmou o Senador paraibano.

Fernando Bezerra informou a Veneziano que, nesta segunda-feira (02), foi publicada uma ampliação no limite financeiro do Ministério do Desenvolvimento Regional que vai permitir que o órgão possa retomar os pagamentos do Minha Casa, Minha Vida que estão em atraso.

Fernando Bezerra garantiu a Veneziano que, ainda esta semana, deverão ser liberados mais de R$ 440 milhões para tentar regularizar as parcelas em aberto. “Mas vamos continuar trabalhando, torcendo para que a economia possa se recuperar e, com isso, o Governo Federal possa dispor de mais receitas para poder honrar os compromissos com o Minha Casa, Minha Vida até o final do ano”, declarou o Líder.

Veja o vídeo gravado após a audiência: https://youtu.be/joenx1zDV9U

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Inscrição para vagas remanescentes do Fies começa nesta quarta-feira

O processo seletivo para vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) referente ao segundo semestre de 2019 começa nesta quarta-feira (4). As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas pelo site do programa.

As vagas remanescentes são aquelas que não foram ocupadas durante os processos seletivos regulares do Fies. Por exemplo: desistência dos candidatos pré-selecionados ou pela falta de documentação.

edital com os prazos foi publicado na edição dessa segunda-feira (2) do Diário Oficial da União.

Como ocorre desde o segundo semestre de 2015, houve o estabelecimento de cursos prioritários. Até sexta-feira (6), serão ofertadas somente as vagas remanescentes nas áreas de saúde, engenharia e ciência da computação, licenciatura, pedagogia normal e superior.

A partir de sábado (7), as inscrições são abertas para todas as áreas. Os prazos para participar do processo seletivo dependem da situação do estudante. Candidatos não matriculados em Instituição de Educação Superior têm até 11 de setembro para se inscrever. Para os matriculados, o prazo é 29 de novembro.

Para a inscrição, o candidato tem que atender às seguintes condições: ter participado do Enem, a partir da edição de 2010, obtendo média igual ou superior a 450 pontos e nota na redação superior a zero; e possuir renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos.

A ocupação das vagas será ocorrerá de acordo com a ordem de conclusão das inscrições, que garantem ao candidato apenas a expectativa de direito à vaga remanescente para a qual se inscreveu. Após a conclusão da inscrição, o candidato tem dois dias úteis para validar as informações na instituição de ensino.

Não pode fazer a inscrição o candidato que não tenha quitado financiamento anterior pelo Fies ou pelo Programa de Crédito Educativo ou aquele que atualmente possua financiamento do Fies.

Agência Brasil

porpjbarreto

Presidente da Unida e Asplan elogia iniciativa de Bolsonaro em mudar decreto e permitir queimadas fora da Amazônia

A publicação do decreto nº 9.992, de 28 de agosto, que proibia as queimadas em todo o País durante o período da seca causou um grande rebuliço no setor canavieiro do Nordeste. Isto porque se a proibição fosse mantida, ela inviabilizaria a colheita da cana-de-açúcar em regiões produtoras do Nordeste e comprometeria seriamente a safra 2019/2020 recentemente iniciada. Mas, a sensibilidade do presidente Bolsonaro e de sua equipe de governo, o fez rever a proibição e abrir uma exceção para tal prática agrícola fora da Amazônia Legal.

“Nosso presidente mostrou, mais uma vez, que quer ver o país progredindo  e publicou novo decreto, em edição extra do Diário Oficial da última sexta-feira (30), permitindo a realização de queimadas em razão de práticas agrícolas, o que nos deu um alívio muito grande, pois se a decisão tivesse sido mantida seria um caos para os produtores de cana do Nordeste”, argumenta o presidente da União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida) e da Associação de Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), José Inácio de Morais.

A decisão do presidente altera a medida que havia proibido a prática de queimadas por 60 dias em todo o território nacional. O novo decreto presidencial permite a realização de queimadas em razão de práticas agrícolas, fora da Amazônia Legal, quando imprescindíveis à realização da operação de colheita, desde que previamente autorizada pelo órgão ambiental estadual, o que se enquadra as lavouras de cana-de-açúcar do Nordeste, a maior parte das quais localizadas em áreas que não permite a mecanização em função da declividade e topografia dos terrenos.

Segundo o dirigente da Unida e da Asplan, se o decreto anterior fosse mantido, isso inviabilizaria a colheita da cana em regiões produtoras do Nordeste, justamente, no início da safra atual, causando prejuízos incalculáveis a uma região onde a cultura canavieira é uma das atividades econômicas mais expressivas. “Queremos agradecer não apenas ao presidente, mas a toda sua equipe, especialmente, representados pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que tem feito um trabalho brilhante à frente da Pasta,  por reavaliar essa medida que é muito oportuna para a região Amazônica, mas que não é adequada para nossa região”, destaca José Inácio, lembrando que as queimadas realizadas para o corte da cana são todas programadas, cuidadosamente realizadas, acompanhadas pelos órgãos ambientais competentes e rigorosamente controladas.

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Monitor da Violência: Paraíba reduz em 21,96% o número de mortes violentas no 1º semestre

A Paraíba registrou 134 assassinatos a menos e uma redução de 21,96% nas mortes violentas no primeiro semestre deste ano, em comparação com o mesmo período de 2018. Os dados, que constatam os números apresentados pelo Governo do Estado no mês de julho, são do Monitor da Violência, índice nacional de homicídios criado pelo G1, que faz o acompanhamento dos dados de vítimas de crimes violentos mês a mês no país.

De acordo com o Monitor da Violência, em seis meses, foram registradas 476 mortes na Paraíba, contra 610 no mesmo período do ano passado. A redução do número de assassinatos acompanhou a média nacional, que registrou queda de 22% no número de mortes violentas no primeiro semestre.

O número consolidado até agora pelo Monitor da Violência contabiliza todos os homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte, que, juntos, compõem os chamados crimes violentos letais e intencionais.

Os dados revelados pelo G1 constatam que o Estado continua a ser o único do Brasil a reduzir homicídios durante sete anos consecutivos e ainda no 1º semestre. De acordo com o Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace) da Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social, a queda acumulada de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), que são os homicídios dolosos ou qualquer outro crime doloso que resulte em morte, chega a 43% desde o início do Programa Paraíba Unida pela Paz, em 2011, considerando os primeiros semestres. Naquele ano, foram registrados 843 homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte, no período de janeiro a junho.

Dessa forma, segundo as estatísticas do Nace, a projeção é que em 2019 a Paraíba consiga atingir o menor número de mortes por assassinato já registrado nos últimos 12 anos, alcançando 967 CVLI. Em termos de taxa, o Estado sairia de 44,3 mortes por 100 mil habitantes em 2011, para finalizar este ano com 24,3 assassinatos por 100 mil habitantes. João Pessoa cairia de 81 para 24,3 mortes por 100 mil habitantes e Campina Grande de 45,4 para 15,4 assassinatos por 100 mil habitantes.

Ainda de acordo com relatório do Núcleo, das 22 Áreas Integradas de Segurança Pública (Aisp), referentes à divisão territorial estabelecida na Lei Complementar 111/2012 na Paraíba, 17 tiveram redução de crimes contra a vida: 5ª Aisp, em Santa Rita (-33 casos); 2ª Aisp, zona sul de João Pessoa (-19 casos); 10ª Aisp, zona leste de Campina Grande (-18 casos); 22ª Aisp, zona oeste de Campina Grande (-17 casos); 11ª Aisp, em Queimadas (-15 casos); 14ª Aisp, em Monteiro (-10 casos); 21ª Aisp, de Solânea (-9 casos); 13ª Aisp, em Picuí (-9 casos); 4ª Aisp, em Bayeux (-6 casos); 6ª Aisp, em Alhandra (-5 casos); 8ª Aisp, em Guarabira (-4 casos); 3ª Aisp, de Cabedelo (-4 casos); 19ª Aisp, em Sousa (-4 casos), 15ª Aisp, de Patos (-4 casos); 20ª Aisp, em Cajazeiras (-3 casos); 12ª Aisp, em Esperança (-3 casos); 7ª Aisp, de Mamanguape (-2 casos).

Secom-PB

porpjbarreto

No Sertão: Sobrinho de Bolsonaro visita Cajazeiras e mantém reunião com militantes do (PSL) local

A cidade de Cajazeiras recebeu a visita do sobrinho do presidente Jair Bolsonaro neste domingo (1º) de setembro

Representando o Governo Federal, sobrinho do presidente Jair Bolsonaro, Leonardo Rodrigues de Jesus, mais conhecido “Léo Índio”, visita os estados do Nordeste, em busca de colher informações e demandas da sociedade, para que sejam levadas ao Palácio do Planalto em Brasília.

Na cidade de Cajazeiras, “Léo Índio” foi recebido pelos representantes do Movimento Direita Cajazeiras. Na ocasião, foi entregue uma lista de solicitações e demandas, mas dentre elas está a extrema necessidade da aquisição de aparelhos para a instalação de uma (UTI Neonatal), para tentar diminuir o sofrimento da população.

Além dessa demanda, estão outras, tais como: a solicitação da viabilidade para a liberação do restante das verbas para a construção do Hospital Universitário Federal, na cidade de Cajazeiras; projeto da Zona Franca do Semiárido, alavancando a geração de emprego, renda e desenvolvimento para todo Sertão.

O Grupo Direita Cajazeiras é formado por comerciantes, policias, professores, lideres religiosos, estudantes, médicos, enfermeiros, profissionais liberais e outros, todos no mesmo intuito de um Brasil melhor e mais forte.

Foi uma reunião onde o visitante recebeu uma pauta com projetos para a cidade e região, projetos esses que podem ser facilmente viabilizados pelo Governo Federal. “Alguns dos projetos já estão no quadro de demandas do Governo Federal, com projetos já existentes em outros municípios do Brasil. Conversamos ainda sobre o aparelhamento, para Cajazeiras, na área da saúde”, ressaltou Moaby Abreu, um dos líderes do grupo Movimento Direita Cajazeiras.

Com Assessoria de Imprensa – MLC

porpjbarreto

Girassol é símbolo de campanha para alertar sobre depressão

Todas as manhãs o girassol parte em busca do sol, seguindo a luminosidade insistentemente, porque precisa dela para crescer e florescer. Mesmo quando o sol está escondido entre as nuvens, a flor gira persistente, apesar da dificuldade, em direção à luz. Em alusão a esse comportamento da natureza, o girassol foi escolhido como símbolo da campanha Na Direção da Vida – Depressão sem Tabu, iniciativa do movimento mundial Setembro Amarelo, que tem o objetivo de abrir o diálogo e alertar a sociedade sobre o tema.

A campanha conduzida pela Upjohn, uma das divisões de um laboratório farmacêutico focada em doenças crônicas não transmissíveis, em parceria com a Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores de Transtornos Afetivos (Abrata) e participação do Centro de Valorização à Vida (CVV), trará ações digitais e de rua para combater os estigmas da depressão. O trabalho tem ainda o apoio de músicos, esportistas e influenciadores digitais que já passaram ou passam pelo problema, dividindo suas experiências.

Os usuários de redes sociais serão convidados a postar o ícone do girassol para mostrar que estão dispostos a falar sobre o assunto #depressaosemtabu. Eles também poderão conhecer o site www.depressaosemtabu.com.br, que traz informações sobre o tema e orientações sobre a identificação de comportamentos de risco em pessoas próximas.

Fora da internet, no dia 10 de setembro, Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, um labirinto de dois mil girassóis, com 120 metros quadrados, será montado no Largo da Batata, zona oeste de São Paulo. Quem percorrer o caminho do labirinto acompanhará a jornada do paciente com depressão, desde a dificuldade do diagnóstico até os desafios ao longo do tratamento, como o preconceito ou a sensação de inadequação. A instalação estará aberta das 9h às 18h, até o dia 14.

“Queremos levar informação às pessoas. Quem visitar o local será convidado a deixar uma mensagem de coragem e apoio aos pacientes. Ao final, essas flores serão recolhidas e doadas para uma organização não governamental, que as transformará em buquês para serem distribuídos a pessoas que estão em tratamento”, explicou a neurologista da Upjohn Elizabeth Bilevicius.

Depressão e suicídio

Segundo Elizabeth, para tratar a depressão e evitar o suicídio, o primeiro passo é ver a depressão como uma doença que precisa ser tratada. “Precisamos criar uma atmosfera de confiança para o paciente se sentir à vontade para dizer que tem a doença e legitimar o que ele sente como sintoma de algo que pode ser tratado. Essa é uma forma de encorajar a busca por ajuda adequada, criando um entorno social mais empático e melhor informado para ajudar essa pessoa”, disse.

De acordo com as informações da Upjohn, mais de 90% dos casos de suicídio estão associados a distúrbios mentais e transtornos do humor. A depressão é o diagnóstico mais frequente, aparecendo em 36% das vítimas. O aumento dos casos entre os mais novos e com prevalência entre os homens faz da depressão a quarta maior causa de suicídio entre jovens no país. Outras doenças que podem ser tratadas, como o alcoolismo, a esquizofrenia e transtornos de personalidade, também afetam esses pacientes e por isso afirma-se que o suicídio pode ser evitado na maioria das vezes.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que o Brasil é o país com maior percentual de depressão na América Latina, chegando a 5,8% da população, o que corresponde a 12 milhões de brasileiros. A taxa é maior do que o valor global, que é de 4,4%. Igualmente maior do que em outros países, a taxa de suicídio entre adolescentes de 10 a 19 anos aumentou 24% de 2006 a 2015. A cada 46 minutos alguém tira a própria vida no Brasil.

O psiquiatra Teng Chei Tung,  coordenador dos Serviços de Pronto-Socorro e Interconsultas do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (HC-USP) e vice-coordenador da Comissão de Emergência Psiquiátrica da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), explicou que a alta incidência entre os jovens está ligada à grande expectativa externa e interna de que eles se comportem como adultos, mesmo sem ter ainda as habilidades de um adulto, e à pressão de que o adolescente seja pleno, potente, competente e reconhecido.

“Então ele faz as coisas, erra e se frustra. Nessas frustrações os jovens podem entrar na depressão. Os preconceitos são os mesmos e são agravados pela desinformação. Para o jovem existe a influência do pensamento de que a saúde mental é só uma questão social, existencial e psicológica”, afirmou.

Teng disse que sentir tristeza é normal e que a frustração sempre traz alguma tristeza passageira, mas é preciso que as pessoas próximas fiquem atentas para perceber quando esse estado já se tornou uma depressão. Segundo ele, a tristeza é algo que gera introspecção, provoca reflexão e crescimento, mas o deprimido fica introspectivo por vários dias e semanas.

“Um dos parâmetros é quando há sofrimento excessivo e quando começa a causar real prejuízo. Afeta as relações interpessoais, produtividade no trabalho, ou sofrimento individual, ou seja, a pessoa está sofrendo mais do que que precisaria naquela situação. Não é que não pode ter tristeza e emoção, mas isso não pode prejudicar a pessoa a ponto de afetá-la fisicamente”, destacou.

Para Teng, a melhor forma de falar sobre a depressão é deixar claro que ela é uma doença que apresenta alterações biológicas e fisiológicas, envolvendo fatores genéticos e estruturais, o que significa que a pessoa nasce com a tendência de desenvolver o quadro depressivo. O tratamento inclui, principalmente, melhorar o estilo de vida. “Quem tem depressão precisa se equilibrar e cuidar da saúde, para não ter de novo a doença”, disse o médico.

EBC

porpjbarreto

Senador Veneziano diz que ‘SOS Transposição’ representou o apelo da população nordestina pela finalização das obras

O Senador Veneziano Vital do Rego (PSB) esteve neste domingo (01) participando do ato ‘SOS Transposição’, que aconteceu na cidade de Monteiro. Ele destacou que o evento serviu como mais uma forma de sensibilizar o Governo Federal sobre a importância da obra, que beneficia todos os nordestinos.

O evento serviu para cobrar do governo federal a finalização das obras da Transposição de Águas do Rio São Francisco, no Eixo Norte, e a regularização do bombeamento de água no Eixo Leste. “Se faz necessário fazer as correções que são urgentes, para que o curso das aguas do São Francisco possam voltar a ter a sua regularidade, afinal de contas, sabemos que a ausência dessa regularidade prejudica diversos municípios paraibanos, que são dependentes dessa Transposição. E a omissão do Governo Federal demostra justamente isso. Queremos tanto a conclusão do Eixo Leste, mas também, pela dinamicidade das obras do Eixo Norte”, disse Veneziano, ao destacar também que o ato foi um símbolo de como o Nordeste quer a concretização e manutenção desta obra.

O ato público foi promovido com o apoio de varias lideranças. Dentre elas, o ex-governador e atual presidente da Fundação João Mangabeira, Ricardo Coutinho (PSB) l, e contou com a presença do ex-presidenciável Fernando Haddad (PT); do senador Humberto Costa (PT); dos deputados federais João Campos (PSB-PE), Gervásio Maia (PSB) e Frei Anastácio, dentre outras lideranças políticas e movimentos sociais.

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Sebrae organiza caravanas empresariais para Feira Internacional de Negócios Criativos e Colaborativos

Evento será de 25 a 28 de setembro,  no Espaço Cultural José Lins do Rego, em  João Pessoa

O Sebrae Paraíba está organizando caravanas empresariais para que os empreendedores do interior do Estado possam participar da  Feira Internacional de Negócios Criativos e Colaborativos – FINCC, que acontece de 25 a 28 de setembro, no Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa. As inscrições para as caravanas poderão ser realizadas nas agências dos Sebrae em Campina Grande, Monteiro, Patos, Cajazeiras, Guarabira, Sousa, Itaporanga, Araruna e Pombal.

Com stands, palestras, workshops e momentos de networking, a FINCC visa promover, qualificar e gerar negócios entre expositores e compradores, colocando os empreendimentos numa vitrine internacional e utilizando formas inovadoras de negociar e dar visibilidade aos seus produtos ou serviços. “A economia criativa é um termo criado para nomear modelos de negócios, desenvolvidos a partir do conhecimento, da criatividade, da cultura e da tecnologia, com vistas à geração de renda. Esse caminho rumo às novas economias, será mais acessível e mais rápido, na medida em que as empresas busquem a capacitação e aproveitem formas diferentes de fazer negócios. Qualquer negócio, com um produto ou serviço inovador, pode ser expositor da Feira Internacional de Negócios Criativos e Colaborativos. É só adequar a sua condição financeira ao tamanho do espaço para expor”, lembra Regina Amorim, gestora do Sebrae Paraíba.

Informações:

(83) 2108.1256
(83) 99981.1456

www.fincc.com.br

@fincc2019