Categoria Brasil

porpjbarreto

Alunos do IFPB, Campus Cajazeiras participam de aula de campo na Chapada do Araripe

Atividade interdisciplinar reuniu educação, lazer e aventura numa trilha com duração de 3h

Os alunos do primeiro ano do curso técnico em Informática do IFPB Campus Cajazeiras se orgulham da união da turma. E num dia de aula atípica promovida pelas professoras Eva Campos, SarahBelle Leite, Jacinta e pelo professor Demétrio Gamboa na Chapada do Araripe, região de Barbalha, no Ceará, eles puderam celebrar essa afinidade que é uma marca da turma.

Ansiosos para fazer a trilha na Chapada do Araripe e terem sua primeira aula de campo, muitos se surpreenderam com as belezas naturais da Chapada. A aluna Isabelly disse que “a experiência ficará marcada em sua memória. Para mim, foi um momento de conscientização porque não é todo dia que temos contato com a natureza e vimos de perto o quanto precisamos preservar o meio ambiente”. O aluno Gabriel disse que “o mais especial foi a possibilidade da turma se confraternizar. Eu aprendi e me diverti ao mesmo tempo”.

Ao adentrar a Chapada do Araripe numa trilha com duração de três horas, os alunos tiveram contato direto com uma variedade de formas de relevo e de classes de solos e vivenciaram a variação climática causada pela existência de redutos de mata atlântica e de cerrado em pleno domínio das caatingas. A Chapada se estende pelos estados do Ceará, Pernambuco e Piauí.

A professora de Biologia Sarahbelle disse que a atividade foi pensada de forma interdisciplinar para permitir que os alunos “pudessem ver a realidade em si, sentir e tatear elementos da natureza explicados em sala de aula e toda riqueza de fauna e flora que existe na região do Araripe. Nas últimas aulas eles aprenderam sobre os líquens (seres vivos complexos que só se estabelecem em ambientes com ar limpo). E muitos se surpreendiam ao vê-los tão de perto”, disse.

A aluna Mariana disse que sentiu na pele o peso dos impactos ambientais na região. “Fiquei triste ao saber da extinção do macaco guariba e da ameaça de extinção que sofre o pássaro soldadinho do Araripe. Foi um momento de muito aprendizado, agradeço a todos os professores”.

A professora de Língua Portuguesa Jacinta Rodrigues disse que a aula “foi uma atividade que envolveu senso crítico e habilidades de conteúdo. Um momento maravilhoso e desafiador. A turma aprendeu teoria e prática porque uma coisa é falarmos sobre água pura outra, é eles terem a experiência de beber água pura com as próprias mãos direto da fonte guaribas”.

Demétrio, professor de Sociologia, ressaltou o valor dos alunos terem essa dinâmica. “Em sala de aula ensino para eles a importância do desenvolvimento sustentável e o impacto do consumo na natureza. Ao conhecerem um ambiente como a Chapada, eles passam a valorizar a preservação ambiental e garantem às próximas gerações um meio ambiente saudável”.

A professora Eva, disse que mesmo lecionando Informática, é adepta de momentos de integração com a natureza como esses. “Não podemos limitar o pensamento de nossos alunos. Eles precisam saber que existe um caminho sustentável para o desenvolvimento tecnológico. Para mim, foi marcante usarmos esse momento para fortalecer os laços de afetividade da turma”.

Assessoria de Imprensa – IFPB

porpjbarreto

Com agendas nos ministérios da Economia e Educação da Alemanha, governadores encerram missão na Europa

A primeira missão internacional dos governadores do Nordeste foi encerrada nesta sexta-feira (22), em Berlim. Como último compromisso na Europa, eles estiveram nas sedes dos Ministérios da Economia, Educação e  Cooperação e Desenvolvimento da Alemanha, onde explicaram o funcionamento do Consórcio Nordeste.

Ampliar o fluxo de negócios com investidores europeus e fortalecer as relações de cooperação foram os principais objetivos da viagem. Na passagem por Paris, Roma e Berlim, o consórcio destacou o potencial de consumo e de desenvolvimento do Nordeste, que reúne 57,1 milhões de habitantes e tem um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 898,1 bilhões, equivalente a 14% do PIB brasileiro.

Tanto no Ministério da Economia como no da Cooperação e Desenvolvimento Econômico, em Berlim, nesta sexta-feira, a questão ambiental foi destacada pelos gestores alemães.

“Temos muitas empresas com experiências nos setores de saneamento e energias limpas que podem se interessar por projetos no Nordeste. Queremos fazer uma parceria com vocês nessas áreas. Para nós é importante a preservação da Floresta Amazônica para aceitação desses projetos com o Brasil”, explicou o secretário de Estado do Ministério da Economia, Ulrich Nussbaum.

O diretor para a América Latina do Ministério de Cooperação Econômica e Desenvolvimento, Volker Oel, ouviu dos governadores os projetos que gostariam de contar com apoio e também falou sobre questões ambientais. “ Sabemos que a proteção do clima e das florestas tropicais é uma das temáticas mais importantes. Temos muito interesse em cooperar com o consórcio, em ações como a proteção ambiental. Sabemos do grande potencial que seus estados têm na área de energia renovável”.

Educação – Finalizando a agenda da viagem, os governadores se encontraram com o diretor para Cooperação Internacional em Educação e Pesquisa, Frithjof Maennel. Os membros do Consórcio solicitaram apoio em especial para área de Educação Profissional e para promover com a Alemanha intercâmbio de alunos do ensino médio dos nove estados nordestinos.

De acordo com o diretor alemão, o Ministério poderá fomentar o segmento de pesquisa no Nordeste com liberação de financiamento. “Esses pontos de apoio solicitados pelos senhores são muito importantes para nós. Vamos desenvolver nos próximos meses propostas de cooperação”.

O governador João Azevêdo destacou a importância das agendas na Alemanha para viabilizar novas parcerias e assegurar a melhoria da qualidade de vida da população nordestina. “No último dia da nossa missão na Europa, em Berlim, tivemos a oportunidade de nos reunir com o Ministério da Economia e, posteriormente, com o Ministério da Cooperação. Foram reuniões extremamente importantes que podem abrir, mais uma vez, as portas da Alemanha para segmentos importantes, principalmente, na área de pesquisa e desenvolvimento de tecnologia”, disse o gestor.

Participaram da missão os governadores Rui Costa (Bahia), Renan Filho (Alagoas), Camilo Santana (Ceará), João Azevêdo (Paraíba), Paulo Câmara (Pernambuco), Wellington Dias (Piauí), Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte) e Belivaldo Chagas, assim como o vice-governador Carlos Brandão (Maranhão). O governador de Sergipe foi representado pelo superintendente de PPPs, Oliveira Junior.

Secom

porpjbarreto

Artistas de renome enaltecem Agnes Nunes como a nova promessa da MPB

Cantora faz primeiro show em João Pessoa no dia 18 de dezembro, no Teatro Paulo Pontes

Chico César, Johnny Hooker, DJ Alok, Elba Ramalho, Lázaro Ramos, Cláudia Leitte e Pablo Vittar. Esses são apenas alguns dos artistas de renome nacional que estão encantados com a revelação musical paraibana Agnes Nunes. Para quem ainda não a conhece, a chance é agora: Agnes Nunes faz seu primeiro show em João Pessoa no dia 18 de dezembro, no Teatro Paulo Pontes, Espaço Cultural José Lins do Rego, com produção da Kukukaya Criativa. O primeiro lote de ingressos, quase todo esgotado, está sendo vendido apenas online, pela Sympla.

Adjetivos como “talentosa”, “autêntica” e “espontânea” brotam das declarações que a cantora vem colhendo desde que estourou nas redes sociais. Elogiada por Lázaro Ramos no Facebook, em janeiro passado, Agnes chamou a atenção de artistas e produtores de todo o Brasil e, desde então, tornou-se a queridinha do meio musical atual. Participou do DVD gravado por Elba Ramalho no São João de Campina Grande, gravou uma música com o cantor e compositor Chico César, lançou o seu primeiro EP (“Elas por Elas”, em parceria com o rapper Xamã), teve sinalizações do DJ Alok e de Pabllo Vittar para dividir o palco, assinou contrato com a gravadora Bagua Records, lançou dois singles nas plataformas de streaming (“100 Por Hora” e “Segredo”), ganhou elogios do produtor Rodrigo Gorky, responsável por alguns dos maiores hits de Pabllo Vittar, e está preparando novas músicas, que deverão ser lançadas ao longo dos próximos meses.

A sua última aparição pública foi com Chico César, com quem se apresentou na terça-feira passada (19), em Belo Horizonte, durante o 10º Festival de Arte Negra de Belo Horizonte, que promove um encontro entre música, artes cênicas, cine cinema, moda, artes visuais, performance e literatura de matriz africana, do Brasil e do exterior. A participação se deu no lançamento do novo álbum de Chico, “O Amor é um Ato Revolucionário”, no Sesc Palladium.

No dia seguinte, o cantor saudou Agnes em seu Instagram, pela “juventude negra” e a “suave e inquebrantável força” que ela transmite. “Em teu voo sinto que aí também vão minhas asas, meus sonhos de criança sertaneja, meus desejos adolescentes de justiça e liberdade. Leva-me contigo, e em mim te trago, reconheço em ti o doce furor da nova onda e a implacável generosidade do tempo, que nos faz perenes um no outro. Reconheço-me neste teu destemor e na tua inata curiosidade. Te amo, Agnes Nunes”, escreveu.

Sucesso nas redes – Com apenas 17 anos de idade, Agnes nasceu na Bahia, mas está radicada na Paraíba desde a infância. Nos vídeos que grava em casa (e posta nas redes desde 2015), ela mostra um repertório eclético, com novos arranjos e melodias para músicas nacionais e internacionais, além de composições próprias. Com mais de 2,1 milhões de seguidores no Instagram, 432 mil inscritos no seu canal do Youtube e quase 16,5 mil seguidores no Facebook, Agnes segue fazendo alarde nas redes sociais. Enquanto não sai um disco só seu, o público pessoense poderá conferir, de perto, o que a transformou em uma promessa da nova MPB

Serviço

Show de Agnes Nunes, em João Pessoa

Data: 18/12/19

Hora: 20h

Local: Teatro Paulo Pontes – Espaço Cultural José Lins do Rego

Ingressos – 1º Lote

Meia: R$40,00

Inteira: R$80,00

Social: R$ 60,00 (mais um livro em bom estado ou um quilo de alimento)

Vendas: www.sympla.com.br

 

Assessoria 

porpjbarreto

Divulgados os vencedores da quarta edição do Concurso 1 Minuto Contra a Corrupção

Vencedores

Rafaela Vitória Melo Trigueiro, Infância corrompida, do Pará

Leandro Sarai, Corrupção é traição, São Paulo

Amanda Lara Santos, 1 minuto contra a corrupção, de Minas Gerais

Fábio Galdino Cabral Santos, Fake News, da Paraíba

 

Menções honrosas

Isadora Pinto da Silva, Gênese, do Rio Grande do Sul

Marcio Lins, O Paraíso, da Paraíba

 

Já são conhecidos os vencedores da quarta edição do Concurso 1 Minuto Contra a Corrupção. A comissão julgadora formada por Emilson Ferreira Garcia Júnior, professor da Faculdade UNINASSAU, José Mauricio Alves Fernandes Filho, professor da Faculdade IESP e Walber Alexandre de Oliveira e Silva, auditor da Controladoria-Geral da União-CGU, se reuniram no último dia 20 de novembro e escolheram os quatro melhores vídeos produzidos, não havendo ordem de classificação. Também foi decidido conceder duas menções honrosas. Todos os vídeos produzidos ficam agora à disposição da sociedade em plataformas de compartilhamento gratuito de vídeos na internet.

Nesta edição foram recebidos 31 vídeos, contando com a participação de representantes dos estados da Paraíba, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Pará, Amazonas, Alagoas, Minas Gerais e Maranhão, demonstrando que o Concurso vai a cada ano ampliando os horizontes e promovendo a reflexão da luta contra a corrupção nas diversas regiões brasileiras.

 

Fest Aruanda

Os vencedores terão os vídeos inseridos na programação do festival nacional de cinema, Fest Aruanda, e serão premiados no próximo dia 02 de dezembro, às 14h. Walber Silva, auditor da CGU, lembra que o evento não é apenas para os que participaram do Concurso: “na verdade o evento de premiação está inserido dentro da programação do festival e toda a sociedade está convidada, pois além de apresentar os vídeos vencedores do Concurso, teremos a exibição do curta metragem “A ética das hienas”, com a presença do diretor do filme, Rodolpho de Barros. Será uma sessão de cinema especial, gratuita e abordando uma temática do nosso cotidiano”, afirmou.

O Concurso de Vídeos “1 minuto contra a corrupção” integra a programação alusiva ao Dia Internacional Contra à Corrupção, data estabelecida na convenção das Nações Unidas realizada na cidade de Mérida/México em 9 de dezembro de 2003, da qual o Brasil é signatário. São promotores do Concurso, além da CGU, a Universidade Federal da Paraíba-UFPB e o Fórum Paraibano de Combate à Corrupção – FOCCO.

Lista dos vencedores

Vídeo Autor(a) Estado Link do vídeo
Infância corrompida Rafaela Vitória Melo Trigueiro Pará https://www.youtube.com/watch?v=ukL6krbTbU4
Corrupção é traição Leandro Sarai São Paulo https://youtu.be/Wf1VE-khhLs
1 minuto contra a corrupção Amanda Lara Santos Minas Gerais https://youtu.be/0pz1XaBF0Ko
Fake News Fábio Galdino Cabral Santos Paraíba https://www.youtube.com/watch?v=cd4gt_mnKCE

 

 Menções honrosas

Vídeo Autor(a) Estado Link do vídeo
Gênese Isadora Pinto da Silva Rio Grande do Sul https://youtu.be/dLUMq2gYeRw
O Paraíso Marcio Lins Paraíba https://youtu.be/Z7zfGfqoAic

 

Serviço

Sessão especial da CGU no Fest Aruanda

Dia 2 de dezembro, às 14h – Cinépolis Manaíra Shopping – João Pessoa /PB

Apresentação do curta metragem “A Ética das Hienas”; Apresentação dos vídeos vencedores do concurso 1 Minuto Contra à Corrupção; Roda de debates com a plateia, diretor do filme e especialistas.

Entrada Gratuita.

 

Assessoria 

porpjbarreto

Veneziano apresenta emenda à MP 905 para suprimir do texto o fim da obrigatoriedade do registro para atuação de jornalistas

O Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) apresentou Emenda à Medida Provisória 905/2019 para suprimir a alteração proposta pela MP, contida no texto do Inciso VII do Artigo 51, que revoga a obrigatoriedade de registro para a atuação profissional de jornalistas. A alteração atende a reivindicação de jornalistas de todo o Brasil, externada pelas diversas entidades que representam a classe, nacionalmente e nos estados, e que repudiaram a atitude do governo ao apresentar o pacote, chamado de ‘Carteira Verde e Amarela’.

Segundo Veneziano, a intenção do governo em apresentar uma proposta que vise incentivar a geração e empregos até que é válida, mesmo que seja a primeira iniciativa concreta da atual gestão, quase um ano após a posse. Entretanto, o fato de penalizar categorias, retirar direitos e conquistas históricas é abominável e deve ser repreendida pelo Congresso Nacional.

“Tal medida mostra-se tendente a cercear o direito à informação e à comunicação constitucionalmente garantidos, fazendo-se mister sua eliminação do presente diploma legal”, afirmou o Senador paraibano, ao apresentar a emenda para garantir o direito de jornalistas de todo o Brasil.

FENAJ: governo quer “destruir o jornalismo”

A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) e seus sindicatos filiados em todo o país denunciaram o que consideram “inconstitucionalidade” da MP 905/2019. Segundo a entidade, a iniciativa “é mais um passo rumo à precarização do exercício da profissão de jornalista, uma atividade de natureza social ligada à concretização do direito humano à comunicação”.

Na prática, de acordo com as entidades, sem qualquer tipo de registro de categoria, o Estado brasileiro passa a permitir, de maneira irresponsável, o exercício da profissão por pessoas não-habilitadas, prejudicando toda a sociedade. “A FENAJ denuncia que o governo de Jair Bolsonaro constrói uma narrativa, desde a posse na Presidência, para deslegitimar a atuação dos jornalistas no exercício profissional. Agora, utiliza a MP 905/19 para, mais uma vez, atacar a profissão, os jornalistas e o produto da atividade jornalística: as notícias”.

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Jovem Senadora da Paraíba aponta os problemas do Orçamento Participativo

Todos os anos 27 estudantes de todo o Brasil, um de cada estado e do Distrito Federal, são selecionados, a partir de um concurso de redação, para serem Jovens Senadores.

Maria Adellaide Maciel Campos é a representante da Paraíba na edição de 2019, que teve como tema o Orçamento Público. A aluna da escola Melquíades Vilar, de Taperoá, escreveu a redação “Progredir é a ordem!”, e explicou que seu texto tratou principalmente dos problemas na implantação do orçamento participativo: Fazendo até analogia ao tema da nossa bandeira nacional, eu quis relacionar esse título com minha redação porque a todo tempo eu fico falando na minha redação, que embora sejam programas que incentivem, que trazem essa parte do orçamento pra perto da população, a gente ainda encontra muitas barreiras.

Como foi o caso do meu segundo desenvolvimento, que eu argumentei, que embora o orçamento participativo seja um programa público de imensa importância, ele só é aplicado em 3 dos 26 estados.

Como prêmio, os estudantes selecionados participam de uma semana de atividades no Senado em Brasília, como destaca o senador Irajá, do PSD de Tocantins, presidente do Conselho do Jovem Senador: “É a chance de eles virem a Brasília, poderem passar aqui uma semana conhecendo o funcionamento do Senado, das comissões, do plenário, da vida, da rotina de um parlamentar. E eu tenho certeza que eles saem com a impressão muito diferente de quando chegam. E claro que eles divulgam em seus estados essa realidade”.

Reportagem Marcella do Nascimento

Com Agência Senado

porpjbarreto

Vereador de Romero que teve o filho beneficiado por doação de terreno milionário é devedor de mais de R$80 mil reais em IPTU em CG

Na última quinta-feira, 21 de novembro de 2019, a Câmara Municipal de Campina Grande  (CMCG) aprovou Projeto de Lei que doa um terreno de quase 25.000m² a empresa MEMORIAL DO HOMEM DO NORDESTE, responsável pela gestão da Vila Sítio São João, tendo o filho do Vereador João Dantas (PSD), Tupac Rodrigues Albuquerque Dantas, como sócio administrador.

Ao mesmo tempo, a Procuradoria do Município de Campina Grande – PB propôs em 2018 Execução Fiscal contra o Vereador João Dantas, executando débitos de IPTU dos anos de 2013 a 2017, que perfazem o montante atualizado de R$ 81.527,74. Tal débito é relativo ao imóvel residencial do vereador, situado a Rua Freia Caneca, 335, Centro, Campina Grande – PB, como se observas nas Certidões de Dívida Ativa apresentas pela Procuradoria na ação de execução.

Mesmo sendo agraciado com a doação em questão e sendo vereador, que integra a base de sustentação do prefeito de Campina Romero Rodrigues (PSD) e de seu vice prefeito Enivaldo Ribeiro (PP), João Dantas,  deixa de cumprir suas obrigações tributárias com o erário municipal.

Vila Sítio São João – O projeto de doação causou espanto nos integrantes da bancada de oposição que observam favorecimento na doação. Atualmente a Vila Sítio São João, explora o terreno público com shows pagos. O projeto foi aprovado, pela base de sustentação do prefeito Romero e do seu vice Enivaldo.

‘Memorial do Homem do Nordeste Ltda’ tem segundo consulta pública no seu quadro societário como a como sócio-administrador o filho do vereador João Dantas (PSD), Tupac Rodrigues Albuquerque Dantas. Ele fica localizado na Avenida Floriano Peixoto, no bairro Dinamérica, proximidades do ginásio “O Meninão”.

Votaram favoravelmente a doação do terreno os vereadores:

  • Alexandre do Sindicato;
  • Álvaro Farias;
  • Aldo Cabral;
  • Ivan Batista;
  • JOÃO DANTAS;
  • Pastor Marcio Breno;
  • Márcio Melo;
  • Pimentel Filho;
  • Rodrigo Ramos;
  • Renan Maracajá;
  • Rui da Ceasa;
  • Marinaldo Cardoso.

Redação 

porpjbarreto

Servidor do Detran que recebeu dinheiro para facilitar obtenção de CNH é condenado por corrupção passiva

Homem que ofereceu a vantagem indevida foi condenado pela Justiça por corrupção ativa

O réu Clayton de França Barbosa foi condenado a uma pena de quatro anos de reclusão, em regime semiaberto, pelo crime de corrupção ativa (artigo 333 do Código Penal). Ele teria desembolsado a quantia de R$ 200,00 para facilitar sua aprovação no teste de direção veicular na categoria A. O valor foi entregue ao também réu Severino do Nascimento Vidal, servidor do Detran-PB condenado a uma pena de três anos de reclusão, em regime aberto, por ter recebido vantagem indevida em razão do cargo (artigo 317 do Código Penal).

A Ação Penal nº 0041203-70.2001.815.2003 foi julgada pelo juiz Sivanildo Torres Ferreira, da 3ª Vara Regional de Mangabeira, que integra o grupo da Meta 4, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), no âmbito do Judiciário estadual. Relatam os autos que, antes de se submeter ao teste de direção, o acusado Clayton de França abordou uma funcionária do Detran-PB e afirmou que repassou uma quantia em dinheiro a outro servidor do órgão para facilitar sua aprovação. Na época do fato, o então corregedor Walber Virgulino ordenou que a funcionária informasse ao denunciado que ele havia sido reprovado no teste, com o objetivo de descobrir quem havia sido o servidor que recebeu a propina.

Ainda conforme os autos, depois de saber da reprovação, Clayton de França foi ao guichê onde trabalhava o servidor para pedir o dinheiro de volta. O funcionário do Detran foi encontrado no banheiro devolvendo o dinheiro recebido. Em seguida, ambos foram presos em flagrante. O caso aconteceu em setembro de 2011.

Em defesa preliminar, o acusado Severino do Nascimento argumentou que a denúncia deveria ser rejeitada porque o flagrante havia sido preparado pelo então corregedor do Detran-PB. A defesa afirmou, também, que o denunciado era funcionário do órgão há mais de 20 anos e não havia, nesse período, cometido ação que ferisse sua conduta. Além disso, alegou inexistência de crime. Por sua vez, a defesa do réu Clayton de França, que teria repassado o valor ao servidor público, negou as imputações e argumentou que as declarações apresentadas na Corregedoria foram criadas.

Ao analisar o caso, o juiz Sivanildo Torres afastou a possibilidade de absolvição sumária dos réus. No mérito, entendeu que a autoria e a materialidade dos crimes para ambos os acusados restaram comprovadas através dos depoimentos e documentos apresentados. “A corrupção ativa consiste no ato de oferecer vantagem, qualquer tipo de benefício ou satisfação da vontade que venha a afetar a moralidade da Administração Pública”, esclareceu. Ainda em relação ao servidor do Detran-PB, o magistrado entendeu que, para a configuração do delito, basta que ocorra a solicitação, exigência, cobrança ou obtenção de valores visando influenciar junto a agentes públicos. Desta decisão cabe recurso.

Assessoria – TJPB

porpjbarreto

Senado mantém calendário para votar prisão em segunda instância

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) vai manter o calendário para discussão e votação do projeto que estabelece a prisão de condenados após decisão em segunda instância (PLS 166/2018). A decisão foi anunciada nesta quinta-feira (21), depois de uma reunião de líderes na Presidência do Senado. A votação está marcada para quarta-feira (27). No dia anterior, a CCJ promoverá uma audiência pública sobre o projeto do senador Lasier Martins (Podemos-RS) com o ministro da Justiça, Sergio Moro.

A reunião de líderes foi convocada depois que a CCJ da Câmara aprovou a admissibilidade de uma proposta de emenda à Constituição (PEC 199/2019) que permite a execução imediata de decisões dos tribunais regionais federais, dos estados e do Distrito Federal. Na última quarta-feira (20), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, determinou a criação de uma comissão especial de 34 deputados para analisar a matéria.

Para líderes que participaram da reunião na Presidência do Senado, o “fato novo” não muda o rito de votação do PLS 166/2018, que altera o Código de Processo Penal (CPP). Os senadores reconhecem, no entanto, que é preciso buscar “uma aproximação” com os deputados sobre a tramitação das duas matérias.

— A intenção é que as duas Casas possam ter convergência em relação à proposta de prisão em segunda instância. Como esse assunto ganhou relevância muito grande, é preciso ser feito como na reforma da Previdência: presidentes e líderes das duas Casas sentaram e estabeleceram um cronograma comum para evitar o dissabor de uma Casa aprovar, e a outra não — disse o líder do DEM, senador Rodrigo Pacheco (MG).

O líder da Rede, senador Randolfe Rodrigues (AP), afirmou que “um entendimento” entre as duas Casas pode favorecer “um caminho mais rápido para a aprovação” da prisão em segunda instância, seja por meio de alteração da Constituição ou do CPP. O líder do PDT, senador Weverton (MA), defende a criação de uma comissão especial do Senado para acompanhar a tramitação da PEC 199/2019 na Câmara. Para ele, “a pressa não produz boas leis”.

— A questão não é se vai aprovar em novembro ou março. É um sistema bicameral. Precisamos tentar combinar um procedimento e partir para unificar esse debate. Podemos criar uma comissão especial para a ela [PEC 199/2019] chegar de forma madura e evoluída para votar no Senado.

O líder do governo no Congresso, senador Eduardo Gomes (MDB-TO), reconhece que existe uma “movimentação forte” após a aprovação da PEC 199/2019. Ele avalia que a decisão da Câmara “mexeu com as estratégias de cada Casa”, mas defende um “entendimento estratégico” entre senadores e deputados, mesmo que a decisão sobre a prisão em segunda instância fique para o próximo ano.

— Estamos a três semanas do fim da sessão legislativa. É melhor o Brasil ter um dispositivo legal consolidado no começo de 2020 do que tentar atropelar um processo legislativo e levar a população brasileira à mesma dúvida que essa matéria já levou o Supremo, que mudou várias vezes de entendimento. O calendário está mantido, desde que as duas Casas não encontrem uma tramitação mais segura e mais célere.

Agência Senado

porpjbarreto

Jeová Campos lembra da importância da resistência e luta durante sessão especial sobre os 40 anos do Centro de Educação da UFPB

Os 40 anos de atuação do Centro de Educação (CE) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) foram lembrados durante sessão especial realizada pela Assembleia Legislativa, na manhã desta quinta-feira (21). Proposta pela deputada Cida Ramos (PSB), a iniciativa teve o objetivo de enaltecer o papel do Centro que nas últimas quatro décadas contribuiu com a educação na Paraíba. Logo na abertura da sessão, o deputado Jeová Campos (PSB), que secretariou os trabalhos, emocionou os presentes ao apresentar um vídeo com Luiz Gonzaga cantando ‘Para não dizer que não falei das flores’, de Geraldo Vandré, uma música que simboliza a resistência e luta do povo brasileiro em prol da democracia. “É preciso resistir e lutar para que direitos não sejam mais suprimidos, que a liberdade de expressão prevaleça, contra o sucateamento da Educação no país, contra essa política neoliberal”, disse o parlamentar.

“O Brasil precisa se unir contra o liberalismo econômico. Nosso inimigo não é Bolsonaro, ele é um fantoche deste processo. O nosso debate não é se ele é miliciano ou não. Cada um faça um juízo de valor sobre isso. Nosso debate é qual o projeto econômico, qual a repercussão nas diversas áreas que nós temos a oferecer a esse país para tirá-lo do encantoado deste momento. A música de Vandré já nos dá respostas: Bem vamos embora porque esperar não é saber…”, destacou o parlamentar.

A autora da propositura, deputada Cida Ramos, falou do orgulho de integrar os quadros da UFPB e enalteceu a importância do Centro na formação dos educadores. “O Centro de Educação da UFPB tem uma história de resistência e formação de quadros, pois foi responsável pela quase totalidade da formação e capacitação continuada dos educadores dos municípios paraibanos. São vários projetos de extensão, cursos de graduação e pós-graduação. Eu tenho muito orgulho de integrar os quadros da UFPB e de poder aqui homenagear um espaço que fomenta a Educação e Cultura de forma muito significativa”, disse a parlamentar.

O deputado Jeová Campos, que falou em seguida, destacou o papel da Educação na vida das pessoas e lembrou que ele próprio é um exemplo de mudança, a partir da formação educacional. “O que seria de mim se não fosse a Educação e não digo isso com vaidade. Um deputado, um professor e um advogado que já foi agricultor e vendedor de alho, que morou numa casa sem banheiro durante muitos anos, quem permitiu essa mudança foi a Educação”, disse Jeová, lembrando que o Centro de Educação já tinha o acolhido anos antes.

O parlamentar reiterou ainda a importância de comemorar os 40 anos dos Centros de Educação, não só da Paraíba, mas do país inteiro, mas, sobretudo entender esse momento e resistir. “Na saída da ditadura estavam nascendo os Centros, agora nós estamos precisando resgatar a soberania nacional e resistir. E preciso derrotar esse projeto que está curso no Brasil. O que fizeram com o Chile, em Honduras, no Paraguai, aqui com o golpe em Dilma e a prisão de Lula, depois na Bolívia, vão tentar fazer na Argentina também e tudo isso tem o dedo do imperialismo americano. É preciso resistir e para isso temos que nos agigantarmos em solidariedade, em irmandade, quebrando nossas diferenças para buscar um eixo comum que derrube o liberalismo econômico que está acabando com a previdência, com o SUS, com direitos adquiridos”, finalizou o parlamentar.

Assessoria de Imprensa