Categoria Brasil

porpjbarreto

Custo da cesta básica caiu em 13 capitais no mês de julho, diz Dieese

Curitiba é a capital com a cesta mais cara do país

No mês de julho, o custo da cesta básica caiu em 13 das 17 capitais analisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Nas outras quatro capitais, o custo subiu.

Entre as capitais analisadas, a cesta básica mais cara encontrada foi a de Curitiba, onde o preço médio estava em torno de R$ 526,14; seguida por São Paulo, com custo médio de R$ 524,74. A cesta mais barata era a de Aracaju, com preço médio de R$ 392,75.

Em Curitiba, o preço da cesta cresceu 3,97%, o que também ocorreu em Florianópolis, com crescimento de 0,98%, Campo Grande, 1.01%, e Recife crescimento de 0,18%.

Coleta

Por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19), o Dieese suspendeu a coleta presencial de preços e começou a coletar os preços por meio de telefone, aplicativos de entrega, e-mail e consultas na internet. Com a dificuldade para coletar esses dados, a amostra teve que ser reduzida. Somente na capital paulista a coleta continua sendo feita de forma presencial.

“Entretanto, é importante levar em consideração que as variações devem ser relativizadas, uma vez que os preços médios observados são resultado não só da atual conjuntura, mas do fato de não ter sido possível seguir à risca a metodologia da pesquisa. Sem a coleta presencial, os preços podem estar subestimados ou superestimados”, explicou a entidade, ressaltando que os dados captados pela internet referem-se em geral às grandes redes varejistas com lojas online. Outro problema que pode interferir no preço é o fato de que os produtos podem ser de marcas diferentes das que eram habitualmente coletadas na pesquisa presencial.

Salário mínimo

Com base na cesta mais cara do país, o valor do salário mínimo em dezembro, necessário para suprir as despesas de um trabalhador e de sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência, teria que ser de R$ 4.420,11, o que corresponde a 4,23 vezes o salário mínimo vigente, de R$ 1.045.

 

Agência Brasil

porpjbarreto

Ana Claúdia diz que Campina Grande precisa de uma gestão transparente e volta a defender a realização de concursos públicos

Pré-candidata à Prefeitura Municipal de Campina Grande nas eleições deste ano, Ana Cláudia (Podemos) afirmou que a cidade precisa de uma gestão transparente, sempre valorizando e respeitando os recursos públicos.

Com a experiência de quem geriu a Secretaria Estadual da Articulação Municipal e foi Superintendente da Fundação Nacional de Saúde (FUNASA/PB), Ana Claudia destacou que a transparência deve ser um princípio que rege toda a gestão pública. Ela lamentou que a gestão atual tenha priorizado o investimento em mídia, num momento tão difícil que a cidade atravessa, devido à pandemia do novo coronavírus.

Ana lembrou que a Prefeitura de Campina Grande recebeu, até o mês de julho desse ano, do governo federal e de emendas parlamentares, mais de R$ 60 milhões só para serem usados no enfrentamento do novo coronavírus. Mas infelizmente, segundo ela, a atual gestão tem outras prioridades, como o investimento em uma propaganda que não retrata a realidade da saúde do município. Em meio à pandemia, a prefeitura, relatou a pré-candidata, se encontra inchada em termos de servidores contratados sem concurso, o que elevou a folha do município de R$ 9 para R$ 13 milhões.

“Nossa prioridade de gestão vai ser transparência na aplicação dos recursos públicos, inclusive com a implantação de um Conselho formado pela sociedade civil para fazer o acompanhamento desta aplicação” destacou.

Ana Claudia também voltou a defender a realização de concursos para garantir o acesso do servidor à administração pública por méritos, evitando, assim, que haja barganha em ano eleitoral, como ocorre com a gestão atual.

Ela lembrou que em pouco mais de 7 anos, o único concurso que a gestão atual fez, foi eivado de irregularidades. Em comparação, a gestão anterior, do ex-prefeito e hoje senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB), realizou 12 concursos e que, ao longo de 8 anos, chamou mais de 6,5 mil candidatos aprovados.

Ana disse que fará uma campanha pautada em propostas, nas boas idéias, com equilíbrio e moderação,  e que vai procurar apontar soluções efetivas que hoje afetam a vida dos campinenses. No entanto, também ressaltou que não poderá negar as falhas da gestão atual, e lembrou que a Prefeitura de Campina Grande teve as suas contas reprovadas por unanimidade no ano de 2015 pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB).

 

Assessoria

porpjbarreto

Em 7 meses, JFPB cumpre cerca de 70% das metas do CNJ para 2020

Das oito metas nacionais estabelecidas para a Justiça Federal, a Seção Judiciária da Paraíba já cumpriu cinco em sua totalidade

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ), desde 2009, estabelece, anualmente, metas para melhorar a qualidade dos serviços prestados à população pelo Poder Judiciário de todo o País. Para 2020, a Justiça Federal recebeu a missão de cumprir oito metas. Em 7 meses, a Seção Judiciária da Paraíba está com cinco delas 100% cumpridas, algumas com o dobro do resultado esperado. As restantes estão bem avançadas, com cerca de, pelo menos, 60% de cumprimento.

A Meta 1, que estabeleceu o julgamento de quantidade maior de processos de conhecimento do que os distribuídos no ano corrente, foi cumprida em 97,12%. A Meta 2, que teve como objetivo julgar, até 31 de dezembro 2020, no 1º e 2º graus, pelo menos 100% dos processos distribuídos até 31/12/2015 e 85% dos processos distribuídos em 2016, teve cumprimento de 78,63% e 86,71%, respectivamente. Nos Juizados Especiais Federais e Turmas Recursais, a meta era 100%, sendo que a SJPB obteve um resultado de 99,90% do objetivo até o momento.

As Metas 3 (fomentar o alcance do percentual mínimo de 6% na proporção dos processos conciliados em relação aos distribuídos) e 4 (identificar e julgar até 31/12/2020: 70% das ações de improbidade administrativa e das ações penais relacionadas a crimes contra a Administração Pública distribuídas até 31/12/2017) foram cumpridas na totalidade. A meta 3, inclusive, com 153,89% de cumprimento, e a 4 com 105,32%.

A meta 5, com objetivo de baixar a quantidade maior de processos de execução não fiscal em relação ao total de casos novos no ano corrente, atingiu 70,10% até o momento. Até o final do ano de 2020, prazo final para o cumprimento das metas nacionais, espera-se atingir o percentual total objetivado.

As Metas 6 (identificar e julgar até 31/12/2020: 85% dos processos de ações coletivas distribuídas até 31/12/2016, no 1º e 2º graus), 7 (baixar e julgar quantidade maior de processos criminais do que os casos novos criminais no ano corrente) e 8 (identificar e julgar até 31/12/2020: 70% das ações penais vinculadas aos crimes relacionados ao tráfico de pessoas, à exploração sexual e ao trabalho escravo, distribuídas até 31/12/2017) foram cumpridas na totalidade. A meta 6, com 101,01% de cumprimento; a 7 com mais que o dobro do esperado, marcando 215,50% do objetivo; e a 8, com 142,86% do total alcançado.

As metas nacionais para 2020 foram estabelecidas em novembro de 2019, durante o XIII Encontro Nacional do Poder Judiciário, em reunião entre os presidentes e representantes dos tribunais do país.

 

Assessoria de Comunicação

Justiça Federal na Paraíba – JFPB

porpjbarreto

Em 7 meses, JFPB cumpre cerca de 70% das metas do CNJ para 2020

Das oito metas nacionais estabelecidas para a Justiça Federal, a Seção Judiciária da Paraíba já cumpriu cinco em sua totalidade

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ), desde 2009, estabelece, anualmente, metas para melhorar a qualidade dos serviços prestados à população pelo Poder Judiciário de todo o País. Para 2020, a Justiça Federal recebeu a missão de cumprir oito metas. Em 7 meses, a Seção Judiciária da Paraíba está com cinco delas 100% cumpridas, algumas com o dobro do resultado esperado. As restantes estão bem avançadas, com cerca de, pelo menos, 60% de cumprimento.

A Meta 1, que estabeleceu o julgamento de quantidade maior de processos de conhecimento do que os distribuídos no ano corrente, foi cumprida em 97,12%. A Meta 2, que teve como objetivo julgar, até 31 de dezembro 2020, no 1º e 2º graus, pelo menos 100% dos processos distribuídos até 31/12/2015 e 85% dos processos distribuídos em 2016, teve cumprimento de 78,63% e 86,71%, respectivamente. Nos Juizados Especiais Federais e Turmas Recursais, a meta era 100%, sendo que a SJPB obteve um resultado de 99,90% do objetivo até o momento.

As Metas 3 (fomentar o alcance do percentual mínimo de 6% na proporção dos processos conciliados em relação aos distribuídos) e 4 (identificar e julgar até 31/12/2020: 70% das ações de improbidade administrativa e das ações penais relacionadas a crimes contra a Administração Pública distribuídas até 31/12/2017) foram cumpridas na totalidade. A meta 3, inclusive, com 153,89% de cumprimento, e a 4 com 105,32%.

A meta 5, com objetivo de baixar a quantidade maior de processos de execução não fiscal em relação ao total de casos novos no ano corrente, atingiu 70,10% até o momento. Até o final do ano de 2020, prazo final para o cumprimento das metas nacionais, espera-se atingir o percentual total objetivado.

As Metas 6 (identificar e julgar até 31/12/2020: 85% dos processos de ações coletivas distribuídas até 31/12/2016, no 1º e 2º graus), 7 (baixar e julgar quantidade maior de processos criminais do que os casos novos criminais no ano corrente) e 8 (identificar e julgar até 31/12/2020: 70% das ações penais vinculadas aos crimes relacionados ao tráfico de pessoas, à exploração sexual e ao trabalho escravo, distribuídas até 31/12/2017) foram cumpridas na totalidade. A meta 6, com 101,01% de cumprimento; a 7 com mais que o dobro do esperado, marcando 215,50% do objetivo; e a 8, com 142,86% do total alcançado.

As metas nacionais para 2020 foram estabelecidas em novembro de 2019, durante o XIII Encontro Nacional do Poder Judiciário, em reunião entre os presidentes e representantes dos tribunais do país.

Assessoria de Comunicação 
Justiça Federal na Paraíba – JFPB

porpjbarreto

Deputado Jeová Campos viaja à Brasília e traz boas notícias para Cajazeiras. Leia!

A ausência do deputado estadual Jeová Campos da sessão legislativa remota da última terça-feira (04) teve um motivo de força maior. É que o deputado que preside a Frente Parlamentar da Água e da Agricultura Familiar da ALPB teve uma audiência em Brasília, no Ministério da Integração Regional, com Marcelo Borges.

Na ocasião, foi informado que a licitação da recuperação da parede do açude de Engenheiro Ávidos já está em curso, assim como já está sendo executado a obra do canal Caiçara-Engenheiro Ávidos. “Essas são notícias que me deixam muito alegre e esperançoso, pois essas duas ações são reivindicações recorrentes de meu mandato que são imprescindíveis para a chegada das águas da integração do Rio São Francisco no sertão paraibano”, disse o parlamentar.

Ainda segundo Jeová, a conclusão destas duas obras é de fundamental importância não apenas para a chegada das águas da transposição, mas, sobretudo, para o início de um projeto de agricultura familiar que pode mudar a realidade de muitos sertanejos. “Com a chegada destas águas poderemos ter o grande avanço do projeto da Transposição no sertão paraibano que será a implantação de um amplo projeto de produção de alimentos orgânicos”, disse o parlamentar, destacando sua satisfação de retornar da capital federal com essas duas boas notícias. Jeová viajou na terça-feira (04) e regressou no dia seguinte, quarta (05).

 

Assessoria

porpjbarreto

Conferência Intercontinental de Turismo Rural será sediada pela RuralTur

II CINTURR acontece entre os dias 1 e 4 de setembro, de forma totalmente digital

Com a missão de trazer grandes oportunidades para o mercado, a 16ª edição da Ruraltur conta com uma programação exclusiva voltada para o desenvolvimento do turismo rural no País.  Com o tema “A Inteligência do Turismo Rural”, o evento promovido pelo Sebrae Paraíba acontecerá de forma digital e gratuita de 1 a 4 de setembro, buscando reunir milhares de pessoas para debater sobre assuntos relevantes do segmento, incentivar a economia rural e servir como incentivo ao Turismo, que foi duramente afetado pela pandemia do novo coronavírus tendo suas atividades interrompidas.

Além de sua programação, a feira será responsável por sediar a segunda edição da Conferência Intercontinental de Turismo Rural (CINTURR), organizada pelo Instituto de Desenvolvimento do Turismo Rural Brasil Rural durante os dias do evento, em formato digital e com sua temática central voltada para A Inteligência do Turismo Rural: Desenvolvimento Rural Cenários Desafios e Soluções. A II CINTUR conta com a presença confirmada de palestrantes da Argentina, Bolívia, Cabo Verde, Chile, Colômbia, Brasil, Uruguai, Panamá, Portugal, Peru e Venezuela

Conferência Intercontinental de Turismo Rural (CINTURR) – A I Conferência que decorre dos debates de alguns dos líderes do Brasil e Portugal teve a participação da Argentina, Peru, Cabo Verde e Estados Unidos que se reuniram para propor ações comuns como internacionalização, venda e até atividade de avaliação. A II Conferência Intercontinental de Turismo Rural propõe ser um ato de integração entre vários países, reconhecendo-o como um instrumento de eficaz disseminação, intercâmbio de conhecimentos e informações e, principalmente, união durante os dias da Conferência. Mesas de debate e palestras informativas serão responsáveis por propor uma análise detalhada do momento em que o setor está experimentando, além de buscar incluir empreendedores nacionais e internacionais; representantes governamentais nacionais e internacionais; empresários; agricultores; comércio turístico; universidades públicas e privadas; instituições de desenvolvimento e promoção; organizações governamentais e não governamentais e profissionais de mídia.

Serviço:
16ª Ruraltur | Feira de Turismo Rural do Brasil

Data: 1 a 4 de setembro de 2020
Local: 100% digital
Público-alvo: Empresas formalizadas – MEI, ME e EPP, produtores rurais com DAP, artesãos com SICAB, que atuam em atividades econômicas, vinculadas ao turismo rural, profissionais do trade turístico, gestores públicos, profissionais da imprensa, pesquisadores, professores e alunos dos cursos de turismo e visitantes em geral.

Para mais informações, o site é http://ruralturdigital.com.br/e o instagram @ruralturdigital

 

Assessoria

porpjbarreto

Senado aprova auxílio financeiro para agricultores familiares

Projeto prevê pagamento de R$ 600 em auxílio a esses trabalhadores

O Senado aprovou nesta quarta-feira (5) o Projeto de Lei 735/2020, que estabelece medidas de socorro financeiro aos agricultores familiares. O projeto passou primeiro pela Câmara e foi aprovado pelo Senado sem alterações. Ele segue para sanção do presidente da República, que pode sancionar o projeto ou vetá-lo, todo ou em parte.

O projeto traz, entre seus principais dispositivos, a previsão do pagamento de cinco parcelas de R$ 600 a título de auxílio aos agricultores familiares. Além disso, o projeto também prevê um fomento emergencial de inclusão produtiva rural, um pagamento de R$ 2,5 mil, em parcela única, por unidade familiar. Para a mulher agricultora familiar, a transferência será de R$ 3 mil.

O auxílio de R$ 600 só será pago àqueles que não tenham sido beneficiados pelo auxílio emergencial do governo. O agricultor familiar não pode ter emprego formal, nem receber outro benefício previdenciário, exceto Bolsa Família ou seguro-defeso, e deve ter renda familiar de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar total de até três salários mínimos.

Outro ponto do projeto concede o auxílio Garantia-Safra, automaticamente, a todos os agricultores familiares aptos a receber o benefício durante o período de calamidade pública, condicionado à apresentação de laudo técnico de vistoria municipal comprovando a perda de safra. O Garantia-Safra assegura ao agricultor familiar o recebimento de um auxílio pecuniário, por tempo determinado, caso perca sua safra em razão de seca ou excesso de chuvas.

O texto também institui linhas de crédito rural no âmbito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Podem se beneficiar das medidas agricultores com renda familiar mensal de até três salários mínimos.

 

Agência Brasil

porpjbarreto

O Boticário lança kits especiais para surpreender todos os estilos de pais

Com valores de R$ 39,90 e R$ 264,90, presentes podem ser adquiridos nas lojas físicas, por meio do site, aplicativo, revendedor ou whatsapp

É hora de pensar na homenagem que vai traduzir todo o amor e gratidão neste Dia dos Pais. O gesto pode também levar um pouco do abraço e da saudade, nesses tempos de distanciamento social, ou revelar o quanto a super convivência está tornando os dias mais ricos e cheios de aprendizado. Esteja ele perto ou longe, O Boticário tem o melhor presente pro paizão.

Pensando nisso, a marca preparou opções para agradar todos os estilos e tipos de pais. Além dos itens exclusivos, os kits com os clássicos conhecidos – e queridos – pelos brasileiros permanecem no portfólio. Cada um deles vai ajudar a representar a alegria dos momentos juntos, únicos e verdadeiros que acontecem nas particularidades de uma relação de pais e filhos. E, é claro, presentear e reconhecer outros homens que são importantes em sua vida como avós, tios, sogros, padrinhos, entre outros.

Todas as embalagens dos kits são feitas em material reciclado e com garrafas PET retiradas do meio ambiente. Com valores entre R$ 39,90 e R$ 264,90, os presentes podem ser adquiridos sem sair de casa e com toda segurança em quatro diferentes canais: no site www.boticario.com.br, no app disponível para versões Android e iOs, por meio de um revendedor ou ainda pelo WhatsApp, no número (41) 8771-4909 – número real e seguro – ou na plataforma do dispositivo. Confira as regras de atendimento e consulte a disponibilidade na sua cidade ou região no site da marca. As compras acima de R$ 100 realizadas pelo site ou app podem ser parceladas em até 10 vezes e, acima de R$129,90, o frete é grátis.

Amor pelo futuro

Comprar um kit de Dia dos Pais do Boticário é mais do que demonstrar amor ao papai. É também uma forma de contribuir com o futuro de jovens em situação de risco e vulnerabilidade. Como em todas a datas comemorativas desde o Dia das Mães de 2019, a ação Compre e Doe do Dia dos Pais tem um propósito social. Em Namorados e Mães deste ano, as famílias das cooperativas do Programa Boti Recicla foram assistidas com vale-alimentação e equipamentos de proteção para evitar a contaminação pelo coronavírus.

Desta vez, a marca, por meio do Instituto Grupo Boticário, está lançando o projeto Jovens em Transformação, em parceria com a ONG Recriando Raízes. O projeto vai atender quase 5 mil jovens de 16 a 29 anos, do Rio e São Paulo, com cursos de capacitação em diferentes áreas, como saúde, beleza e tecnologia. “Acreditamos que só o amor pode transformar tudo isso que estamos vivendo. Por isso, estamos criando um projeto de preparação de jovens de comunidades para o mercado de trabalho, oferecendo cursos gratuitos em diversos segmentos e transformado o futuro deles”, comenta Gustavo Fruges, diretor de comunicação do Boticário.

Assessoria

porpjbarreto

Veneziano antecipa voto favorável ao Fundeb e elogia caráter permanente e aumento no percentual de composição do fundo

O senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) destacou, em pronunciamento no Senado e em uma live do programa “Agenda Brasil”, a aprovação, na Câmara dos Deputados, da Proposta de Emenda à Constituição (PEC 26/2020) que torna permanente o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

O senador antecipou o seu voto favorável à aprovação do Fundeb, por entender a extrema importância de ampliar os investimentos em Educação para garantir um futuro melhor para o nosso país.

Veneziano destacou dois pontos que ele considera de fundamental importância no novo Fundeb. O primeiro, é que o Fundo passa a ser permanente, nem a necessidade de estar sempre sendo renovado; e o segundo é a ampliação dos percentuais de composição do fundo por parte do governo, de 10% para 23%, de forma gradativa.

Como membro titular da Comissão de Educação do Senado, Veneziano enfatizou que em nenhuma fase da história, nenhuma nação se fez forte sem que houvesse efetivos investimentos no setor educacional.

Ele disse que o Fundo se constituiu em uma grande conquista para a educação, e para a Juventude, e trará grandes benefícios para o País. Para ele, a votação dos deputados foi uma vitória do povo brasileiro, especialmente dos estudantes e professores.

— Ter o Fundeb extinto seria algo extremamente melancólico e os desastres e as consequências seriam maiores — ressaltou.

Auxílio Emergencial para a Cultura – Em outra parte do pronunciamento, o senador Veneziano destacou a aprovação da Medida Provisória (MP) 986/2020, que detalha os repasses a estados e municípios dos valores destinados ao auxílio emergencial para o setor cultural. De acordo com Veneziano, o setor tem sido um dos mais afetados por causa da pandemia do novo coronavírus.

Para Veneziano, que foi o relator da matéria no Senado, os cancelamentos de shows e apresentações artísticas, para evitar aglomeração, levaram ao desemprego e à diminuição de renda de milhares de profissionais. Veneziano disse que cobrará do governo a liberação para quem realmente precisa.

— Venturosamente contou com o apoiamento de toda a Casa. Foram 76 votos favoráveis à medida provisória. Isso dará ao governo a possibilidade e a oportunidade, porque nós vamos também cobrar, de o mais brevemente possível fazer a liberação desses montantes: R$ 3 bilhões para estados e municípios — disse.

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Aplicativo gratuito conecta clientes e prestadores de serviços em plataforma de busca em João Pessoa e região

De forma rápida, prática e segura, “Psiu” facilita a contratação de profissionais capacitados de diversas áreas em João Pessoa e região

O uso de aplicativos no celular faz parte da rotina das pessoas e se tornou uma necessidade diária do consumidor brasileiro. O uso do aparelho fez com que o mercado de prestação de serviços online cresça sem parar, ano após ano, principalmente após a pandemia. De acordo com a Think Tank Pew Research Center, que estuda as principais questões de tendências e atitudes que moldam o mundo, o Brasil é o segundo país onde o mercado de aplicativos mais se expande e a expectativa é que o setor seja responsável por movimentar US$ 6,3 trilhões no mundo até 2021. Neste cenário, diante da necessidade de oferecer serviços seguros e de qualidade, o “Psiu” chega ao mercado paraibano.

A plataforma gratuita reúne pessoas que buscam serviços de diversas áreas com profissionais capacitados para realizar as demandas rotineiras com eficiência. Nelson Petrucci, CEO do Psiu, acredita que o aplicativo chega com a missão de fazer parte da vida do dia a dia de todos. “Estamos vivendo um momento inédito e delicado onde é necessário ter ainda mais cautela na contratação de profissionais. Com o Psiu, o cliente busca um serviço exclusivo, feito com todas as medidas de higienização e segurança, e com qualidade acima de tudo”, pontua Nelson. “Foi a partir desta necessidade que o aplicativo foi desenvolvido. O nosso propósito é oferecer uma oportunidade aos trabalhadores autônomos e atender as demandas dos contratantes em uma rede de conexão online”, conta Nelson.

Diaristas, passeadores de cães, mecânicos, churrasqueiros, cuidados de idosos, locação de brinquedos infantis, veterinários e eletricistas estão entre as especialidades oferecidas pela plataforma de busca. “São serviços de diversas áreas reunidos para oferecer tudo que o cliente precisa em poucos cliques, seja para um evento, para consertar o automóvel, reparar a casa, cuidar dos animais, por exemplo”, detalha Nelson. O Psiu conta com diversos profissionais cadastrados, que passam por curadoria e treinamento. “Toda a seleção é feita com muita cautela para garantir a segurança dos clientes ao contratar um serviço. Desta forma, todos os profissionais são verificados antes de serem ativos na plataforma”, explica o CEO. Além disso, a plataforma conta com conteúdo exclusivo e cursos livres em diversas áreas para incentivar os prestadores a melhorarem o rendimento.

Como acessar – Só baixar o aplicativo na App Store ou Play Store e realizar o cadastro, o usuário, poderá escolher o serviço e terá a opção de agendar o dia e horário. Em caso de urgência, o profissional mais próximo ao local é automaticamente acionado. O contato é feito diretamente pelo chat e, em poucos cliques, é possível finalizar a contratação. Após a realização do trabalho, o pagamento só é confirmado depois da avaliação do cliente.

Há facilidades de pagamento em espécie por meio do Psiu Cash – créditos comprados antecipadamente – e no cartão de crédito, sendo possível parcelar em até 6x. O atendimento contratado e pago conta com uma garantia de até R$5.000 –  uma iniciativa para garantir que todos os serviços realizados pelo Psiu sigam um padrão de qualidade.

A princípio, o Psiu atua na nas localidades da Grande João Pessoa.

 

Assessoria