Categoria Brasil

porpjbarreto

Extorsão no débito: travestis obrigam clientes a passar cartões

O bando chegou a faturar R$ 12,6 mil ao dopar um servidor público. Ameaçado de morte em um quarto de motel, ele forneceu as senhas

Armada, perigosa e com funções bem definidas, uma quadrilha formada por travestis negocia programas sexuais, rende vítimas e comete roubos e extorsões no Distrito Federal. Os principais alvos são homens que procuram sexo rápido e sigiloso na região conhecida por abrigar pontos de prostituição em Taguatinga Sul, próximo à fábrica da Coca-Cola. O bando chega a faturar entre R$ 10 e R$ 12 mil em cada ação, sempre operando máquinas de crédito e débito. Os equipamentos são usados para passar os cartões das vítimas.

Dezenas de ocorrências registradas na 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul) mobilizaram equipes de investigação para identificar e desarticular a associação criminosa, formada por sete travestis, dois homens e uma mulher. Ao todo, 72 vítimas procuraram a unidade policial e narraram ataques. Em um dos casos, um servidor público de 55 anos foi rendido e obrigado a digitar a senha dos seus cartões. Perdeu R$ 12,3 mil na cama de um motel.

As investigações traçaram o modus operandi usado pela quadrilha, o perfil das vítimas, além do dia, hora e local que as acompanhantes mais atacam. Os casos se multiplicaram desde o início deste ano, especificamente nos lugares com maior concentração de pontos de prostituição e casas especializadas em promover encontros sexuais.

Perfil

Conforme análise da PCDF, o grupo escolhe a dedo suas vítimas. Em todos os casos, os alvos são homens — a maioria casado —, com idades entre 40 e 65 anos e que apresentam receio de serem expostos por terem tido contato com travestis. Quase todos os ataques ocorrem nas quadras CSG, entre segunda e quinta-feira. Os horários variam entre 1h e 5h da madrugada.

Ela fez uma proposta aparentemente vantajosa: o homem desembolsaria mais R$ 30 e teria outras duas travestis para uma orgia. Todos seguiram para um motel próximo ao ponto de prostituição. No quarto, uma delas abriu uma lata de cerveja e serviu ao cliente. A bebida havia sido batizada com uma substância calmante, que deixou o funcionário público desorientado.

As agressões e ameaças começaram. As acompanhantes sacaram máquinas de débito guardadas nas bolsas e obrigaram o homem a digitar a senha do cartão. “Só me lembro delas falando que estava demorando para apagar e que me cortariam com facas se eu não digitasse a senha”, disse a vítima em depoimento na delegacia.

Ao todo, elas efetuaram 16 saques com os cartões do servidor, totalizando R$ 12,3 mil. Foram feitas também compras de crédito em uma série de estabelecimentos. Ainda atordoado e sob o efeito da droga, a vítima despertou apenas na manhã do dia seguinte, acordado por uma camareira do motel. O servidor juntou todas as faturas dos cartões usados pelas travestis e entregou aos investigadores, que apuram os roubos cometidos.

Outras vítimas

Além do servidor dopado e roubado, os policiais da 21ª DP investigam uma série de outros casos ligados ao bando. Um deles diz respeito a um idoso de 64 anos rendido no estacionamento de uma faculdade, em Taguatinga. Morador da Asa Norte, ele foi obrigado a debitar valores com seus cartões. Os valores chegaram a R$ 6,8 mil.

Caminhoneiros e motoristas de aplicativo também tornaram-se alvos do bando pela vulnerabilidade de suas funções. Os primeiros costumam estacionar as carretas e caminhões nas regiões próximas à Coca-Cola. Alguns são rendidos enquanto dormem nas boleias e outros são roubados quando negociam programas com as travestis.

Os motoristas de aplicativos são acionados por meio do celular para realizarem corridas e acabam sendo ameaçados com facas e obrigados a digitar as senhas dos cartões nas máquinas. Algumas das travestis foram identificadas e são procuradas pela polícia.

Fonte: Metropoles

porpjbarreto

Dez mil brasileiros participam da canonização da Irmã Dulce

A estimativa é do Vaticano. Celebração ocorreu na manhã deste domingo (13)

Papa Francisco lidera missa pela canonização de cinco pessoas no Vaticano

Cerca de 50 mil pessoas acompanharam o rito de canonização da brasileira Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, a irmã Dulce, e de outros quatro beatos, realizado na manhã deste domingo (13), na Praça São Pedro, no Vaticano.

A Santa Sé estima que em torno de dez mil brasileiros participaram da celebração litúrgica. Entre eles, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e os presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ); do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffolli.

Além da primeira santa nascida no Brasil, o Papa Francisco também canonizou a italiana Giuseppina Vannini; a suíça Margarida Bays; o inglês John Henry Newman e a indiana Maria Teresa Chiramel Mankidiyan.

O Vice-presidente, general Hamilton Mourão e a esposa, Paula Mourão, participam da cerimônia de canonização de Irmã Dulce na Santa Sé, no Vaticano

O Vice-presidente, general Hamilton Mourão e a esposa, Paula Mourão, participam da cerimônia de canonização de Irmã Dulce na Santa Sé, no Vaticano – Twitter / vice-presidente Hamilton Mourão.

Ao se dirigir à multidão que lotava a Praça São Pedro, o Papa citou trecho do Evangelho de Lucas para destacar a importância da fé e da solidariedade. “Precisamos de ser curados da pouca confiança em nós mesmos, na vida, no futuro; curados de muitos medos; dos vícios de que somos escravos; de tantos fechamentos, dependências e apegos: ao jogo, ao dinheiro, à televisão, ao celular, à opinião dos outros”, comentou Francisco. “Mas a fé caminhar juntos, jamais sozinhos. Constitui nossa tarefa ocuparmo-nos de quem deixou de caminhar, de quem se extraviou: somos guardiões dos irmãos distantes. Quer crescer na fé? Ocupa-se dum irmão distante”, acrescentou o Papa.

Milagres de Irmã Dulce

Nascida em 26 de maio de 1914, em Salvador, a soteropolitana passa agora a ser conhecida como Santa Dulce dos Pobres, grupo ao qual se dedicou desde o início da adolescência, quando passou a acolher moradores de rua e doentes em sua casa, transformando a residência da família, no bairro de Nazaré, em um centro de atendimento. No processo de sua canonização, dois milagres lhe foram atribuídos.

O maestro soteropolitano José Maurício Moreira é o beneficiário de um deles. Após 14 anos sem enxergar, Moreira recuperou a visão ao pedir ajuda a agora santa Irmã Dulce. Hoje, ele estava na Praça São Pedro, diante do Papa Francisco. Segundo sua esposa, Marize Araújo Jorge de Mendonça, o marido e todo o grupo de fiéis que viajou de Salvador estavam emocionados com o reconhecimento do trabalho assistencial e religioso de Irmã Dulce.

“Ela continua operando milagres todos os dias. Seus milagres continuam acontecendo por meio do acolhimento oferecido a milhares de pessoas necessitadas, desesperadas, seja no Hospital Irmã Dulce, seja em obras como o Centro Educacional Santo Antônio, em Simões Filho”, comentou Marize, referindo-se ao hospital de Salvador onde, segundo ela, são feitos quase três mil atendimentos médicos diários; e à escola da região metropolitana de Salvador onde mais de 700 crianças estudam em período integral.

Ainda emocionada, Marize contou que pediu aos santos para ajudá-la a conter a emoção diante do Papa, que cumprimentou a Moreira e aos outros beneficiários de milagres atribuídos aos cinco beatos santificados hoje. “Foi algo maravilhoso. Faltam-me palavras para descrever todo o encanto e a beleza desta cerimônia”, comentou Marize, chorando ao falar sobre a “felicidade” do Papa na escolha do tema de sua pregação. “Ele foi ultra feliz ao falar sobre a importância da fé, da esperança, em um tempo de tanta desesperança. As pessoas precisam ter fé, tentar não se desesperar diante das atribuições”, comentou, afirmando jamais ter duvidado de que Irmã Dulce seria santificada

Papa Francisco: Pelé ou Maradona?

O vice-presidente Hamilton Mourão usou sua conta no Twitter para manifestar a alegria de participar da canonização de Irmã Dulce.

O Papa Francisco cumprimenta o vice-presidente general Hamilton Mourão e sua esposa, Paula Mourão no Vaticano

O Papa Francisco cumprimenta o vice-presidente general Hamilton Mourão e sua esposa, Paula Mourão no Vaticano – Twitter / vice-presidente Hamilton Mourão.

“Participei da cerimônia de canonização do Anjo Bom da Bahia [como também era conhecida a santa] pelo Papa Francisco. Irmã Dulce, que com grande amor e fé intercedeu pela saúde e vida de milhares de brasileiros, torna-se santa de todo nosso Brasil e do mundo”, comentou Mourão, revelando que, ao cumprimentar o Papa Francisco, foi surpreendido por uma pergunta inusitada.

Davi Alcomumbre

Presidente do Senado, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) concede entrevista à imprensa

Presidente do Senado, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) concede entrevista à imprensa – José Cruz/Agência Brasil.

“Cumprimentando o Santo Padre, dele recebi uma pergunta difícil: quem é o melhor, Pelé ou Maradona? Saí-me diplomaticamente: os dois!”, escreveu o vice-presidente na rede social.

Judeu, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, destacou a atuação do Papa “para aumentar o diálogo da fé entre as nações e entre as religiões, estimulando o fortalecimento de valores comuns para a justiça e a paz no mundo. Para Alcolumbre, “a Igreja Católica brasileira vive um grande momento com a canonização da Irmã Dulce”.

Agência Brasil

porpjbarreto

“Chá da Tarde” reúne colaboradoras da Unitrans para comemorar o Outubro Rosa

O final do expediente da última sexta-feira (11) foi bem diferente para as  colaboradoras da empresa de ônibus Untrans, de João Pessoa. Isto porque, elas encerraram a jornada de trabalho com um chá da tarde, que marcou as comemorações do Outubro Rosa. Essa ação, que ocorre em todo o país para alertar às mulheres sobre a importância da prevenção, aconteceu no auditório da empresa e contou com a participação das diretoras da Unitrans, Lorena Dantas, da Santa Maria, Larissa Nascimento e da Unidas Mercedes-Benz, Gisa Melo, além da enfermeira e coordenadora da Agência Transfusional do Hospital Napoleão Laureano, Edenilza Ciraulo e de uma participação especial, a da convidada Chistiana Costa, que deu um testemunho de como enfrentou um câncer de mama, fez o tratamento e alcançou a cura.

A diretora da Unitrans, Lorena Dantas, reforçou a importância da campanha do Outubro Rosa, reiterou a necessidade das mulheres se cuidarem mais e lembrou que não é apenas no mês de outubro que essa atenção deva existir. “Ao menor sinal de algo estranho na mama, é importante que vá se averiguar o que está acontecendo, pois as chances de cura quando a doença está em estágio inicial são muito grandes. Portanto, mesmo com a correria do dia a dia, com os diversos papeis que precisamos desempenhar como mães, profissionais, mulheres, amigas, nós não podemos negligenciar com a nossa saúde, que é o bem mais precioso que temos”, disse ela.

O testemunho da Sra. Chistiana reforçou as palavras da diretora da Unitrans e a necessidade de não apenas se cuidar, mas acreditar que o câncer não é uma sentença de morte, mas, na maioria dos casos, uma resignificação da vida. “O diagnóstico de câncer assusta, dá medo, mas eu posso falar, com conhecimento de causa, de quem teve um câncer de mama e se curou, que é muito importante esse olhar da mulher sobre ela, um tratamento adequado e no estágio inicial da doença, além de ter fé que tudo dará certo. Tudo isso faz uma diferença enorme”, destacou a convidada.

Após as falas, as colaboradoras da empresa se confraternizaram em meio a um lanche coletivo, e ao som de voz e violão dos colaboradores, Ivan e Rosália, com direito a bolos e chás diversos e saíram da empresa conscientes de que é preciso ter um olhar especial sobre elas e de que não há desculpa que justifique a falta de atenção consigo própria. Elas também foram presenteadas com garrafinhas da campanha Outubro Rosa, que estão sendo vendidas pelo Hospital Napoleão Laureano, uma instituição referência no tratamento de câncer na Paraíba, que passa por dificuldades financeiras para manter seus serviços em pleno funcionamento. “Adquirimos as garrafinhas para dar nossa contribuição e ajudar o Hospital nessa ação do Outubro Rosa”, destaca a gerente de Recursos Humanos da Unitrans, Izabela Maria.

Sobre o câncer de mama

O câncer de mama é o que mais acomete as mulheres em todo o mundo, sendo 1,38 milhões de novos casos e 458 mil mortes pela doença por ano, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). No Brasil, o Ministério da Saúde estima mais de 52 mil casos novos a cada ano. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Mastologia, cerca de uma a cada 12 mulheres terão um tumor nas mamas até os 90 anos de idade.

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Nordeste tem tempo nublado neste domingo (13)

Os termômetros têm mínima de 15°C e máxima de 39°C

A região Nordeste tem, neste domingo (13), tempo nublado a parcialmente nublado com chuva isolada no norte e oeste do Maranhão, Pernambuco e Sergipe. Há a possibilidade de chuvas no Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas e Bahia, todos com tempo nublado ao longo de todo o dia.

Os termômetros têm mínima de 15°C e máxima de 39°C. A umidade relativa do ar deve variar de 15% a 95%. As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia, o INMET.

Por Ricardo Ribeiro – Agência do Rádio

porpjbarreto

Irmã Dulce será reconhecida como santa neste domingo

Após a canonização, ela se chamará Santa Dulce dos Pobres

Neste domingo (13), às 5h da manhã em Brasília (10h em Roma), a soteropolitana Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes (1914–1992), nominada como Irmã Dulce desde 1933, torna-se a primeira santa nascida no Brasil reconhecida pela Igreja Católica Apostólica Romana. Torna-se Santa Dulce dos Pobres.

A canonização ocorre nove anos após o colegiado de cardeais e bispos da Congregação para a Causa dos Santos, da Cúria Romana, atestar o primeiro milagre atribuído à Irmã Dulce descrito no processo de beatificação da religiosa iniciado pela Arquidiocese de São Salvador da Bahia. A decisão do colegiado é baseada em avaliação de peritos de saber científico (como médicos) e teólogos.

O milagre que levou à beatificação foi a intercessão da freira, a pedido de orações de um padre, para salvar a vida de uma mulher que deu à luz a um menino e estava desenganada por causa de uma hemorragia depois do parto, que os médicos não conseguiam conter. O caso ocorreu nove anos após a morte de Irmã Dulce (2001), em uma cidade do interior de Sergipe.

 Irmã Dulce

Irmã Dulce – Acervo Irmã Dulce

Para a canonização, a Constituição Apostólica exige a comprovação de um segundo milagre e semelhante ritual processual e comprobatório. A segunda graça, conforme publicado pela Arquidiocese de Salvador, foi a recuperação da visão do músico e maestro José Maurício Bragança Moreira, após 14 anos sem enxergar por causa do glaucoma.

“Eu fui paciente de glaucoma muito grave que me cegou durante 14 anos. No dia do milagre, 10 de dezembro de 2014, o meu coral ia cantar, mas a minha esposa nem me deixou sair de casa por causa do derrame que eu tive nos olhos devido a uma conjuntivite viral. Eu passei a noite sem conseguir dormir e por volta das 4h eu peguei a imagem de Irmã Dulce, que fica na cabeceira da minha cama, a coloquei nos meus olhos e pedi que ela aliviasse a minha dor”, descreve Moreira em relato publicado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

De acordo com o músico, após colocar o santinho impresso sobre os olhos, sentiu sono e adormeceu. “Quando eu acordei de manhã, a minha esposa me deu umas compressas de gelo e foi quando eu comecei a enxergar o gelo e a ver a minha mão, e aos poucos a visão foi voltando. O momento que começou o retorno da visão foi pouco tempo depois da oração. É um milagre”, afirma. Após o reconhecimento do milagre pela Igreja, o Papa Francisco anunciou a canonização de Irmã Dulce.

 Irmã Dulce

Irmã Dulce – Acervo Irmã Dulce

Vocação social

A vocação religiosa de Irmã Dulce é revelada ainda na adolescência sob influência de uma tia paterna. Ela tornou-se freira no começo da década de 1930 pela Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, em São Cristóvão (Sergipe).

Formada como professora, teve como primeira missão ensinar a crianças em colégio de sua congregação em Salvador. A vocação para as causas sociais teve início naquela década quando passou a prestar assistência à comunidade pobre de Alagados, e a participar da União Operária São Francisco.

Em 1937, funda o Círculo Operário da Bahia, juntamente com Frei Hildebrando Kruthaup. Em 1939, Irmã Dulce inaugura o Colégio Santo Antônio, escola comunitária voltada para operários e filhos de operários.

Dez anos depois, ocupa um galinheiro ao lado do Convento Santo Antônio de Salvador para acolher 70 doentes. Em 1959, é instalada oficialmente as Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) e no ano seguinte é inaugurado o Albergue Santo Antônio.

 Irmã Dulce

Irmã Dulce – Acervo Irmã Dulce

Celebração

O Santuário de Irmã Dulce, em Salvador, ao lado da sede das Osid permanecerá aberto durante toda noite de sábado (12) e a madrugada de domingo para a vigília à espera das canonizações que o Papa Francisco presidirá no Vaticano.

Junto com a santa brasileira, serão canonizados os beatos John Henry Newman (1801-1880), cardeal, fundador do Oratório de São Filipe Néri na Inglaterra; Giuseppina Vannini, Madre Josefina (1859-1911), italiana, fundadora das Filhas de São Camilo; a Maria Teresa Chiramel Mankidiyan (1876-1926), indiana, fundadora da Congregação das Irmãs da Sagrada Família; e Margherita Bays (1815-1879), suíça, da Ordem Terceira de São Francisco de Assis.

A primeira missa em honra à Santa Dulce dos Pobres ocorrerá em Roma na igreja San’t Andrea della Valle, segunda-feira(14), 24 horas depois da canonização. No dia 20 de outubro, domingo, em Salvador, haverá a celebração pela canonização da Santa. Será no estádio de futebol Arena Fonte Nova, com abertura dos portões ao meio-dia. Os ingressos gratuitos estão à disposição nas diversas paróquias da Arquidiocese de Salvador e começaram a ser distribuídos no início deste mês.

Saiba mais sobre a vida de Irmã Dulce, a primeira santa brasileira

Com Agência Brasil

porpjbarreto

12 de outubro- Especial Semana da Criança, parte 5

Música: “Valsa Para Uma Menininha”, de Vinícius de Moraes e Toquinho

Letra
Menininha do meu coração
Eu só quero você
A três palmos do chão
Menininha, não cresça mais não
Fique pequenininha na minha canção
Senhorinha levada
Batendo palminha
Fingindo assustada
Do bicho-papão
Menininha, que graça é você
Uma coisinha assim
Começando a viver
Fique assim, meu amor
Sem crescer
Porque o mundo é ruim, é ruim
E você vai sofrer de repente
Uma desilusão
Porque a vida é somente
Teu bicho-papão
Fique assim, fique assim
Sempre assim
E se lembre de mim
Pelas coisas que eu dei
E também não se esqueça de mim
Quando você souber enfim
De tudo o que eu amei
Compositores: Vinicius de Moraes / Antonio Pecci Filho Toquinho

 

Produção e apresentação – Luiz Cláudio Canuto

Agência Rádio Câmara

porpjbarreto

Presidente da Asplan participa de instalação do comitê do Plano AgroNordeste na PB e faz críticas a exclusão da região do litoral

Região que concentra boa parte da cultura canavieira da Paraíba, além de outras atividades produtivas que geram emprego e renda, a região litorânea do estado ficou de fora do Plano AgroNordeste, que irá contemplar somente 29 municípios do Cariri Oriental e Ocidental. No lançamento do primeiro comitê estadual de coordenação do Plano AgroNordeste, ocorrido na última quarta-feira (09), em João Pessoa, o presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), José Inácio de Moais, fez  críticas à exclusão do Litoral no referido Plano. “O Plano tem bons objetivos, mas peca por deixar de fora uma região que abriga setores produtivos importantes”, disse o dirigente canavieiro.

José Inácio lembrou que, a exemplo do que fez a Sudene, que excluiu o setor canavieiro de suas atividades e investimentos, o Plano AgroNordeste, também comete um pecado ao excluir o Litoral de suas ações. “É no Litoral que se concentra boa parte da cultura canavieira no Nordeste, além de vários arranjos produtivos que geram renda e emprego e que precisam de aporte para se desenvolverem e, erroneamente, essa região fica de fora do Plano. O governo federal volta a errar na estratégia de não fomentar a região litorânea e também a cultura da cana-de-açúcar no Plano, pois esse é o setor que mais emprega e gera renda na região”, destacou o presidente da Asplan.

José Inácio lembrou também que, durante a atuação da Sudene, o setor de cana-de-açúcar não teve apoio nenhum, ficando à margem dos investimentos, mas, mesmo assim sobreviveu a vários governos, se manteve firme e hoje é o setor que mais gera empregos, algo em torno de 35 mil postos de trabalho, na Paraíba, em épocas de safra como agora. “Penso que o governo erra na estratégia de excluir a região litorânea do Plano e contemplar apenas o Cariri Oriental e Ocidental”, reiterou José Inácio, lembrando que não há mais monocultura de cana na região, uma vez que a maior parte dos produtores canavieiros também são agropecuaristas, criam camarão e têm outras atividades. Jose Inácio lembrou ainda que mais de 80% dos produtores associados da Asplan se enquadram no perfil de pequenos e médios produtores, que são alvo do Plano AgroNordeste, mas que boa parte deles ficarão fora do Plano.

Sobre o AgroNordeste na PB  

O comitê estadual de coordenação do Plano AgroNordeste da Paraíba, que foi instalado essa semana, tem a missão de fazer os levantamentos necessários para definição dos projetos que serão desenvolvidos nas regiões contempladas com o Plano, que é voltado para pequenos e médios produtores que já comercializam parte da produção, mas ainda encontram dificuldades para expandir o negócio e gerar mais renda e emprego na região onde vivem. O diretor geral do programa AgroNordeste na Paraíba é Danilo Forte. Em nível local, o AgroNordeste vai atuar em 29 municípios do Cariri Oriental e Ocidental, que vão contar com a oferta de assistência técnica e gerencial do Senar. A coordenação estadual do AgroNordeste contará com representantes do Senar-PB, Superintendência Federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SFA), Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Sebrae e  Embrapa.

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

Pais de alunos aprovam implantação de escola cívico-militar em Santa Rita

A Prefeitura Municipal de Santa Rita solicitou ao Ministério da Educação (MEC) a adesão ao programa de implantação de escola cívico-militar a partir de 2020. A escola Odilon Ribeiro Coutinho foi selecionada para ser inserida no novo modelo de ensino. Os pais de alunos aprovaram, em audiência pública, a nova metodologia de atuação, que poderá ser iniciada no próximo ano letivo.

Pelo projeto apresentado pelo Governo Federal, algumas exigências precisam ser atendidas antes mesmo do pedido de adesão ao PECIM (Programa Nacional de Escolas Cívico-Militares). Entre os pré-requisitos solicitados está a necessidade de turmas do 6º ao 9º ano do ensino fundamental II e com uma média de 500 a 1000 alunos matriculados. Neste quesito a escola municipal Odilon Ribeiro Coutinho foi selecionada e passou a realizar as etapas seguintes para conclusão da proposta de adesão.

A Secretaria de Educação realizou reuniões e audiências públicas com a comunidade para avaliação e aceitação do modelo apresentado pelo Governo Federal. Todo o processo foi registrado por meio de documentos oficiais, fotos e vídeos, que foram enviados para o conhecimento do Ministério de Educação.

Durante audiência pública, realizada no último dia 08 de outubro, os pais ou responsáveis pelos alunos da Odilon Ribeiro Coutinho aprovaram, por maioria de votos, a adesão da unidade escolar ao novo modelo.

Pela proposta apresentada pelo MEC, o modelo de escola cívico-militar visa melhorar o processo de ensino e aprendizagem, bem como desenvolver um ambiente mais seguro para toda a comunidade acadêmica.

A implantação deste novo modelo terá a participação do Ministério da Educação e do Ministério da Defesa, que custeará o trabalho de militares da reserva das Forças Armadas junto às escolas.

Durante as audiências públicas foram repassadas informações acerca da metodologia a ser utilizada. Não se trata de militarização de escolas e nada mudará na forma como os gestores estão atuando neste momento.

Secretaria de Comunicação Institucional

porpjbarreto

Máximas no Nordeste chegarão a 39°C neste sábado (12)

A umidade relativa do ar varia entre 15% e 95%.

Nordeste terá céu nublado a parcialmente nublado com chuva isolada no Piauí, no norte, centro e sul do Ceará, no leste dos estados de Pernambuco, de Sergipe, no centro, norte e nordeste da Bahia. Há possibilidade de chuvas em áreas isoladas no norte do Piauí, no leste e oeste do Ceará, no leste do Rio Grande do Norte, da Paraíba, de Alagoas, oeste de Pernambuco, de Sergipe e nas demais áreas da Bahia. No restante da região, parcialmente nublado.

A mínima prevista para a região é de 15°C e a máxima 39ºC. A umidade relativa do ar varia entre 15% e 95%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia, o INMET.

 

Por Israel Medeiros – Agência do Rádio

porpjbarreto

Senador Veneziano parabeniza Campina Grande pelos 155 anos e renova compromissos com a Rainha da Borborema

O Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) parabenizou Campina Grande pelo aniversário de 155 anos de emancipação política, comemorado nesta sexta-feira, 11 de outubro. Além de postar mensagens de felicitações nas redes sociais, ele fez referência à cidade e sua importância no Senado federal. No Instagram, Veneziano aproveitou o dia de ontem (quinta-feira), dia de #TBT, e publicou fotos e mensagens lembrando obras e ações entregues nos aniversários da cidade quando ele exercia o cargo de prefeito.

Como mensagem ao povo de Campina Grande, e com orgulho incontido de ser campinense, Veneziano reafirmou que Campina é uma cidade promissora, de povo acolhedor, criativo, e que precisa de ações da classe política para se manter nos trilhos do progresso e do desenvolvimento.

Por isso, como prefeito da cidade por duas vezes, Veneziano deixou um legado de mais de 3 mil obras e ações, a exemplo da Nova Feira da Prata, a Vila Olímpica Plinio Lemos, o Sistema Integrado de Transportes, a Vila do Artesão, dentre outras.

Veneziano assegurou que vai continuar atuando, em Brasília, para conseguir recursos e, junto com o Governador João Azevedo, garantir obras importantes para Campina. Como presente para a Rainha da Borborema, ele garantiu a destinação de emendas, no valor de R$ 12 milhões, que permitirão ao Governo do Estado construir o Centro de Convenções e pavimentar diversas ruas.

“Terra de Trabalho” – Veneziano destacou que são 155 anos de muita história, conquistas e luta de um povo trabalhador e extremamente acolhedor. “Campina é terra de trabalho, de oportunidades, de lutas e vitórias. A Rainha da Borborema é um município de gente batalhadora, de homens e mulheres que lutam em busca de seus sonhos e dos seus objetivos”, disse.

Às margens do Açude Velho, Cartão Postal da cidade, Veneziano disse que era uma grande alegria poder parabenizar a cidade com a qual tem uma identificação e um carinho enormes. “Nesta data de grande importância para os campinenses, sinto-me honrado em poder, junto aos demais parlamentares, homenagear o município e desejar o crescimento contínuo, através de um trabalho que garanta mais qualidade de vida e desenvolvimento à população. Desejo prosperidade e muita qualidade de vida a todos”.

Ontem, ao lado do governador João Azevêdo, o Senador afirmou que reverenciar Campina nos seus 155 anos tem um significado de muita emoção e alegria. “Todos sabem desse sentimento que tenho por Campina e a disposição que tenho de lutar por dias melhores para seus amados moradores”.

Assessoria de Imprensa