Autor pjbarreto

porpjbarreto

Ônibus interestadual se envolve em acidente entre Sousa e Aparecida

Na noite dessa segunda-feira (09), um acidente com um ônibus da empresa Guanabara foi registrado entre as cidades de Sousa e Aparecida, no Sertão da Paraíba.

De acordo com informações uma vaca teria atravessado a rodovia e o motorista ainda teria tantado frear, mas devido ao forte impacto o animal foi parar embaixo do veículo.

Apesar do susto os passageiros e o motorista do ônibus não se feriram.

A Polícia Rodoviária Federal foi acionada para adoção dos procedimentos necessários ao caso.

Com portais

porpjbarreto

Deputado Jeová Campos tem votação expressiva e atribui vitória a reconhecimento dos paraibanos ao seu trabalho e a sua coerência

Candidato a um novo mandato para Assembleia Legislativa, Jeová Campos (PSB), foi o 15º mais votado da Paraíba e teve seu mandato renovado por 31.017 votos, a maior votação dele nas disputas para o legislativo estadual. Jeová, que exercerá o mandato pela terceira vez, conseguiu descentralizar sua campanha, antes bem restrita ao sertão paraibano, para várias regiões do estado, a exemplo do Vale do Mamanguape, litoral e região metropolitana de João Pessoa e reunir um conjunto de militares,  apoiadores e, principalmente, eleitores que identificaram no candidato uma exceção na política, ou seja, um cidadão decente, trabalhador, honesto, que honra o mandato por sua coerência, atitudes, iniciativas e, sobretudo, produção parlamentar.

“A Paraíba mostrou que respeita e reconhece quem trabalha. Foi assim comigo, com João Azevedo, nosso governador a partir de janeiro, com os nossos deputados federais, Frei Anastácio e Gervásio Maia e que, sobretudo, o caminho da democracia e da decência na política é o que deve prevalecer. Estou muito feliz e agradecido, principalmente, porque nesta caminhada das eleições recebi inúmeros acenos de carinho e apoio, que me mostram que estou do lado e no caminho certo. A todos que contribuíram com essa vitória a minha mais profunda gratidão”, disse Jeová.

Em seus agradecimentos, Jeová ressaltou a energia e garra de sua militância, o compromisso de seus apoiadores e aliados e a força de sua equipe que foi se multiplicando em quantidade e qualidade durante a campanha. “Essa vitória não é minha, é de um coletivo que entendeu que os represento bem na ALPB, que se identifica com minhas lutas, que enxerga no político Jeová Campos uma representação legítima. Nesta campanha não tivemos caciques, nem generais, tivemos o povo”, disse o parlamentar, que hoje, segunda (08) à noite, em Cajazeiras, vai realizar uma festa popular, no meio da rua, como ele gosta, para agradecer os votos e a confiança dos paraibanos.

Para o parlamentar, agora é hora de arregaçar as mangas, colocar o pé na estrada novamente para garantir a vitória de Fernando Haddad no segundo turno. “Quem tem compromisso com o povo, com a democracia, com a liberdade, com o país, não pode se eximir desta luta que é garantir que o país retome seu rumo e isso só é possível se conseguirmos eleger Haddad, porque ele representa o lado que não tem ódio, que tem projetos, que quer governar o país para os brasileiros e os mais humildes”, disse Jeová. Ele lembra que Haddad teve 31 milhões de voto, enquanto se adversário teve 49 milhões. “Temos amplas chances de vitória, pois houve 29,5 milhões de abstenções, três milhões de votos em branco e sete milhões nulos, ou seja 1/3 da população não votou em Bolsonaro”, argumenta Jeová. Na opinião dele, o Brasil precisa ser passado a limpo e a única forma efetiva disso ocorrer é com a eleição de Haddad.

Assessoria

porpjbarreto

Palmeiras bate São Paulo e se mantém na liderança

Flu encara Paraná nesta segunda (8)

O foco do fim de semana foi a política, mas se engana quem acha que a bola parou de rolar pelo Brasileirão. Sete partidas movimentaram a tabela da 28ª rodada.E um dos jogos definiu a liderança. Fora de casa, o Palmeiras derrotou o São Paulo e se manteve na primeira posição do campeonato. Gustavo Gómez e Deyverson marcaram e quebraram o jejum Alviverde, que não vencia no Morumbi há 16 anos. Agora o Palmeiras tem 56 pontos, três a mais que o Internacional, segundo colocado. Já o São Paulo caiu para a quarta posição, isso porque o Flamengo derrotou o Corinthians fora de casa por três a zero. Destaque para Lucas Paquetá que fez dois gols. O Flamengo está na terceira posição.

Palmeiras vence clássico, fica na liderança e quebra jejum no MorumbiE o Colorado derrapou na perseguição ao líder, isso porque perdeu para o Sport na Ilha do Retiro por dois a um. O time Gaúcho se manteve na segunda posição. O Atlético Paranaense goleou o América de Minas por quatro a zero e o Vitória perdeu em casa para o Santos por um a zero.

Em Porto Alegre, Grêmio e Bahia empataram em dois a dois.E o início desta semana ainda tem futebol. Um jogo na noite desta segunda dá continuidade na 28ª rodada. No Maracanã, o Fluminense encara o lanterna da competição, o Paraná. A bola rola a partir das oito da noite, horário de Brasília.

Reportagem: Raphael Costa

porpjbarreto

Sapateiro cajazeirense não consegue objetivo de chegar à Câmara Federal e agradece aos seus eleitores de toda Paraíba

Com 7.819 votos em Cajazeiras e, 18.014 em todo o Estado, o sapateiro Antônio Gobira (REDE), alcançou apenas a 23ª posição não logrando êxito ao propósito de chegar à Câmara Federal em Brasília.

Conseguindo expressivos 48.157 votos pelo (PSOL) na eleição estadual em 2104, Antônio Gobira não desistiu e continuou sua peregrinação pelos recantos desse estado.

Em contato com o referido político, o mesmo contou que não está chateado, pois a vontade do povo é soberana. “Não estou chateado com o povo, a vontade de cada um tem que ser respeitada, mas nós conhecemos esse tipo de ação dos políticos tradicionais e não vai mudar de repente, eles usam do poder econômico para garantir a manutenção no poder, nós trabalhamos diferente disso, nós trabalhamos com propostas, dizendo os caminhos que iremos seguir”,  afirmou o sapataeiro cajazeirense.

Ainda de acordo com Gobira, ele e sua assessoria irão prestar esclarecimentos e agradecer aos seus amigos e eleitores do apoio à caminhada.

Abaixo, os (doze) Deputados Federais – Eleitos e Reeleitos:

1º lugar – GERVÁSIO MAIA (PSB) – 7,38% 146.860

2º lugar – AGUINALDO RIBEIRO (PP) – 6,04% 120.220

3º lugar – WELLINGTON ROBERTO (PR) – 5,40% 107.465

4º lugar – DR DAMIÃO (PDT) – 5,07% 100.876

5º lugar – HUGO (PRB) – 4,65% 92.468

6º lugar – FREI ANASTACIO (PT) – 4,59% 91.408

7º lugar – WILSON SANTIAGO (PTB) – 4,33% 86.208

8º lugar – PEDRO CUNHA LIMA PSDB RE – 3,86% 76.754

9º lugar – EFRAIM FILHO DEM RE – 3,82% 76.089

10º lugar – JULIAN LEMOS PSL E – 3,61% 71.899

11º lugar – EDNA HENRIQUE PSDB E – 3,52% 69.935

12º lugar – RUY CARNEIRO PSDB E – 3,08% 61.259

 

Redação – fmrural.com.br

porpjbarreto

João Azevêdo, governador eleito da PB, diz que vai aprimorar políticas públicas

Candidato do PSB foi eleito governador da Paraíba no último domingo (7) com 58,18% dos votos.

Eleito com 58,18% dos votos válidos neste domingo (7), João Azevêdo (PSB) afirmou que pretende continuar o trabalho feito na atual governo da Paraíba. O governador eleito disse que pretende ampliar projetos, com prioridades em todas as áreas, e sem “grandes sobressaltos” que o diferenciem da gestão de Ricardo Coutinho.

Com 100% das urnas apuradas, João Azevêdo obteve 1.119.758 votos, que representaram 58,18% dos válidos. Lucélio Cartaxo obteve 450.525, ou 23,41% do total. Veja o resultado da apuração em todo o estado; por cidade; e por zona eleitoral.

“Administrativamente o estado está organizado. Nós vamos, a partir de janeiro, implementar o plano de governo que elaboramos. Um plano de governo que tem o estabelecimento de várias metas, como todas as políticas públicas que existem no Estado precisam ser aprimoradas. São detalhes, são ampliações que nós vamos fazer. Isso nós vamos implementar a partir do plano de trabalho”, afirmou João Azevêdo.

O gestor destacou que a partir de 2019 deve manter o projeto dos últimos oito anos de governo. “Nós temos prioridades nas áreas todas, cada um tem uma lógica diferente do tratar da coisa pública, entretanto esse projeto tem um conceito que vai continuar sem sobressaltos. A Paraíba pode ficar tranquila que não vai ter nada extremamente diferente que quebre ou crie uma ruptura daquilo que houve anteriormente. Nós vamos dar continuidade com celeridade, com tranquilidade, para se implementar as ações que estão no nosso plano de trabalho, sem grandes sobressaltos”.

Em coletiva realizada em João Pessoa após a confirmação da vitória, o governador eleito da Paraíba tafalou sobre as eleições: “Eu tenho certeza que esse momento é muito especial, por uma série de fatores. Como foi grande e como foi bonita essa caminhada que nós fizemos. Fizemos uma campanha limpa, uma campanha propositiva, uma campanha de convencimento, uma campanha de demonstrar a todo mundo aquilo que efetivamente aconteceu. Uma campanha da verdade que mostrou que essa Paraíba evoluiu, porque evoluiu, como evoluiu e quem promoveu essa evolução pra Paraíba. E foi um projeto comandado pelo companheiro Ricardo Vieira Coutinho”.

Festa da vitória de João Azevedo (PSB) acontece na orla de João Pessoa — Foto: Felícia Arbex/TV Cabo Branco

Festa da vitória de João Azevedo (PSB) acontece na orla de João Pessoa — Foto: Felícia Arbex/TV Cabo Branco

G1

porpjbarreto

Aguinaldo comemora reeleição e vitórias expressivas de Daniella para o Senado e de aliados para a ALPB

Com 120.220 votos, sendo o segundo deputado federal mais votado da Paraíba, Aguinaldo Ribeiro conquistou a reeleição para a Câmara Federal. O parlamentar comemorou a expressiva votação recebida e agradeceu aos paraibanos pelo reconhecimento do seu trabalho e por mais uma vez depositarem a confiança no seu mandato.

Aguinaldo também comemorou a eleição da sua irmã, Daniella Ribeiro (PP) para o Senado Federal e a votação expressiva que os filiados do partido tiveram, a exemplo da Doutora Jane Panta e do ex-prefeito Cláudio Régis.

“É uma satisfação muito grande, acho que a Paraíba vai ganhar muito no Senado Federal, Daniella tem já uma experiência, trajetória na Assembleia e nós estamos precisando em Brasília também deste reforço e eu fiquei muito feliz. Nós fizemos uma campanha aqui que foi muito dura, nós lutamos bastante e o partido teve uma participação decisiva, nós lutamos juntos, a base partidária trabalhou bastante, nossa militância, figuras como Cláudio Régis e Jane Panta que fizeram a diferença, obtendo votações expressivas e a hora agora é de agradecer a Deus porque a gente corre pra batalha, mas Deus é que nos dá a vitória.” disse.

O parlamentar fez questão, ainda, de destacar a vitória dos correligionários Galego Souza (Progressistas), em São Bento, a quem considera um guerreiro, por ter garantido mais uma eleição, e também a médica Paula Franssinetti (Progressistas), que emplacou um espaço na Casa de Epitácio Pessoa.

“O Galego é um amigo e foi um guerreiro. Mesmo sem máquina alguma lhe apoiando, sem prefeitura, sem o Estado, ele mostrou que seu trabalho vale a pena ter continuidade e o povo entendeu essa mensagem o colocando de volta à Assembleia. Aproveito também para parabenizar a amiga, Doutora Paula Frassinete, médica, profissional destacada, que vai dignificar o parlamento estadual pelos próximos quatro anos”, disse.

Aguinaldo dedicou sua vitória aos pais, Virgínia Velloso e o vice-prefeito de Campina Grande, Enivaldo Ribeiro.

“Dedicamos essa vitória aos nossos pais Enivaldo Ribeiro e Virgínia Velloso que nos ensinaram a trilhar o caminho da boa política e acho que essa eleição mostrou que quem faz a boa política tem o reconhecimento da população, foi assim com Daniella, foi assim conosco na Câmara Federal eu fico muito feliz agora é comemorar um pouco depois começar a trabalhar” pontuou.

Apesar da euforia da vitória, o parlamentar declarou os desafios pelos quais o país passa e que ele através do seu trabalho pretende ajudar a superar.

“Nós temos um desafio pela frente que é justamente vencer o equilíbrio fiscal, gerar emprego, recuperar nossa economia e sobretudo a credibilidade do país” concluiu.

 

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Gervásio Maia é eleito o deputado federal mais votado na Paraíba

O deputado estadual Gervásio Maia Filho(PSB), presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), liderou a disputa pela Câmara Federal, com uma votação de mais de 146 mil, comemorou o resultado das eleições do último domingo na Paraíba, destacando que além de ser motivo de muita alegria, é resultando de um trabalho que vem dando certo na Paraíba.

“Além de ser motivo de muita alegria, é a certeza que nós sempre tivemos no caminho certo. A Paraíba vive um momento extraordinário, conduzida pelas mãos do governador Ricardo Coutinho, e que a partir do ano que vem, será comandada por alguém que participou de tudo isso, João Azevêdo”, comentou.

O campeão de votos para Câmara Federal disse ainda, que além de sua eleição vai resultar na representação do PSB da Paraíba na Câmara dos Deputados. “Nós estamos muito felizes com a vitória rumo à Câmara e com uma vitória gigantesca de uma bancada forte ruma à Assembleia Legislativa, e com a eleição de Veneziano Senador da República. Eu não tenho a menor dúvida que a Paraíba começa a viver um novo tempo”, afirmou.

O socialista adiantou ainda, qual serão suas prioridades para atuação na Câmara Federal, afirmando que dará suporte ao PSB e ao futuro governador da Paraíba, João Azevêdo.

Como não tínhamos e agora teremos um deputado federal lá na Câmara, vamos debater e defender os interesses da Paraíba. Sabemos que a grande parte da arrecadação desse País fica com a União e lá eu estarei, servindo exatamente a este projeto. Não serei como eu dizia, deputado de mim mesmo, serei deputado de uma causa e de um projeto chamado trabalho”, declarou.

Correio da Paraíba

porpjbarreto

Eleições presidenciais repercutem na imprensa internacional

O resultado do primeiro turno das eleições presidenciais no Brasil é destaque nos principais jornais do mundo hoje (8). Em manchetes que ocuparam espaços privilegiados nas primeiras páginas, a imprensa internacional ressaltou a surpresa com a conquista de Jair Bolsonaro (PSL), que obteve quase metade dos votos entre os eleitores.

O “choque” de grande parte dos brasileiros diante do número foi o tom da matéria do The Washington Post. A reportagem destaca que a campanha de Bolsonaro dividiu a maior nação da América Latina ao longo de linhas raciais e de gênero e lembrou que, muitas vezes, o candidato do PSL é comparado ao presidente norte-americano Donald Trump.

O The New York Times destacou que “o candidato de extrema direita que falou com carinho da antiga ditadura militar do Brasil e teceu comentários ofensivos sobre mulheres, negros e gays chegou perto de uma vitória na eleição presidencial de domingo.”

A matéria revela, ainda, o atual cenário brasileiro marcado pela repulsa da população à política e de defesa do combate à criminalidade e corrupção.

Em tom mais ameno, a emissora pública BBC, do Reino Unido, estampa em sua página na internet a disputa, em segundo turno, entre Bolsonaro e Fernando Haddad, marcada para 28 de outubro.

O mexicano La Jornada destaca a “distância confortável” que Bolsonaro teve em relação a Haddad. Segundo o jornal, “será difícil para a esquerda reverter o resultado na eleição presidencial.”

O jornal aponta as várias surpresas negativas para a esquerda durante o pleito, citando as derrotas para o Senado do veterano Eduardo Suplicy, por São Paulo e, em Minas Gerais, da ex-presidente Dilma Rousseff.

Vizinhos

Entre jornais sul-americanos, o argentino Clarín, de Buenos Aires, estampa a manchete “Jair Bolsonaro varre o Brasil e fica com ampla vantagem para a votação com Fernando Haddad”.

O jornal destaca que o ex-capitão do Exército fechou o score com uma diferença de quase 17 pontos, o que pode revelar uma tendência sobre o segundo turno.

O periódico também veiculou a mensagem transmitida pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aos seus seguidores, na qual afirma que o Brasil caminha para “o diálogo e respeito” e aposta que “a esperança superará o ódio”.

Europa

O jornal português Diário de Notícias mostra um “Brasil partido ao meio” e destaca que faltou pouco para o candidato Jair Bolsonaro vencer em primeiro turno. O jornal Público também estampou que o Brasil deixou Bolsonaro com um pé na presidência.

Mais crítico, o francês Le Monde descreve a conquista da maior parte dos votos pelo candidato “nostálgico da ditadura militar, às vezes rude, racista ou homofóbico”.

Lembra, ainda, o momento em que os holofotes da política se viraram para Bolsonaro, durante a sessão no Congresso, em abril de 2016, quando, ao votar a favor do impeachment de Dilma Rousseff (PT) ,dedicou sua escolha “em memória do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra”, acusado de ser um dos torturadores da ditadura militar.

El País, da Espanha, reservou o maior espaço ao assunto entre todas as publicações, classificando o resultado como uma “onda conservadora que tomou o país e garantiu ampla vantagem a Bolsonaro no segundo turno para se tornar o próximo presidente do Brasil.”

A publicação ressalta a polarização aguda entre os presidenciáveis, comparando com “água e óleo” e considera o pleito como uma das eleições mais emocionantes da história democrática.

Barricada

O jornal espanhol também traz manchetes com o posicionamento da região Nordeste, “a barricada do PT” e as perdas do partido de esquerda como a derrota de Dilma Rousseff ao Senado por Minas Gerais. Os tucanos também aparecem nas matérias do El País, que destaca derrotas como no comando do estado de Mato Grosso e a luta por votos que o PSDB ainda espera conquistar em seis estados.

O inglês The Times mostrou que “o Brasil chegou perto de eleger um presidente de extrema direita” revelando uma onda de apoio ao populista, considerado a resposta da América Latina a Donald Trump”.

Também da Inglaterra, o The Guardian lembra que Bolsonaro venceu em número de votos, mas não teve ainda a vitória e comparou a campanha “improvável e eletrizante do candidato de extrema-direita a “qualquer telenovela brasileira”.

O italiano L`Opinione e, na Alemanha, a Deutsche Welle (DW), lembraram que o Brasil terá que definir o futuro presidente em um segundo turno e destacaram os percentuais de votos dos dois presidenciáveis.

O mesmo destaque foi dado pelo China Daily, do outro lado do mundo.

Agência Brasil

porpjbarreto

Ricardo Coutinho se mostra preocupado com a vitória de Bolsonaro, “a nação nunca esteve tão ameaçada”

O governador Ricardo Coutinho (PSB), neste domingo de eleição (07), comentou a ascensão do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), que venceu o primeiro turno das eleições. Para ele, existe uma grande preocupação com a democracia brasileira e fez uma comparação com o golpe militar de 1964, que deu início a um regime ditatorial.

“Conversei com o Fernando Haddad (PT) recentemente e temos a mesma preocupação e não é de eleger algum candidato, mas de proteger a nação, que nunca esteve tão ameaçada quanto está agora. Em 64 os tanques derrubaram o governo, o Congresso se acovardou e a ditadura entrou, agora é diferente, é um sentimento confuso de ódio, de reação, da simplicidade como se a vida pudesse ser resolvida por golpes de violência. As pessoas assumiram isso de forma tão perigosa e eu me proponho a ser um militante para defender a democracia”, declarou.

Com Assessoria

porpjbarreto

Nordeste: Sete dos nove estados escolhem governadores no 1º turno

Eleitores do Rio Grande do Norte e Sergipe votam no segundo turno em 28 de outubro

Em sete dos nove estados da região Nordeste os governadores foram definidos já neste domingo (7), em primeiro turno. Eleitores do Rio Grande do Norte e Sergipe voltam às urnas no dia 28 de outubro para o pleito em segundo turno.

Os cearenses reelegeram Camilo Santana (PT) com a maior porcentagem da região: 79,86% dos votos. O segundo colocado no estado foi o General Theophilo (PSDB), com apenas 11,39%. Em Alagoas, Renan Filho também foi reeleito, com 77,35%. A segunda posição ficou com o candidato do PSL, Josan Leite, com 11%.

Na Bahia, Rui Costa (PT) segue no governo por mais quatro anos após receber 76% dos votos. Zé Ronaldo (DEM) teve 22,30%. No Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) foi reeleito com 59,44%. Filha de José Sarney, Roseana Sarney (MDB) sofreu nova derrota no estado.

João Azevêdo (PSB) recebeu 58,20% dos votos e exercerá seu primeiro mandato como governador da Paraíba. Ele desbancou Lucélio Cartaxo (PV), que obteve 23,40%. Em Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) foi reeleito com 51%, seguido por Armando Monteiro (PTB), que teve 36% dos votos dos eleitores pernambucanos.

O Piauí segue com Wellington Dias (PT) no governo por mais quatro anos. O petista teve 55,60% dos votos. A segunda colocação ficou com o candidato do Solidariedade, Dr. Pessoa, com 20,50% dos eleitores.

Em nova disputa no segundo turno, o Rio Grande do Norte terá que decidir entre Fatima Bezerra (PT), que recebeu 46,17% dos votos, e Carlos Eduardo (PDT), com 32,45%. Sergipe também deixou a decisão para o dia 28 de outubro. Belivaldo (PSD) chegou a 40,84% e enfrenta Valadares Filho (PSB), que alcançou 21,49% dos votos.

Reportagem: Clara Sasse