Autor pjbarreto

porpjbarreto

Oitenta anos de nascimento de Jair Rodrigues

Em Igarapava, no interior de São Paulo, nasceu um dos maiores cantores da música brasileira, no dia 6 de fevereiro de 1939

Jair Rodrigues de Oliveira foi crooner no meio dos anos 1950 e, no início da década de 1960, foi tentar o sucesso em São Paulo capital.

Jair Rodrigues ganhou maior visibilidade participando de programas de calouros na televisão e, em 1966, sua carreira disparou com a execução e interpretação da música “Disparada” no II Festival da Música Popular Brasileira na TV Record.

A Música do Dia é a versão ao vivo de “Disparada“, de Geraldo Vandré e Téo de Barros, na voz de Jair Rodrigues.

Produção e apresentação – Luiz Cláudio Canuto
Fonte: Agência Rádio Câmara
porpjbarreto

Whatsapp anuncia nova ferramenta que utiliza acesso biométrico

Funcionalidade lançada é, por enquanto, exclusiva para iPhone a partir do modelo 5s

Principal aplicativo de mensagens do mundo, o WhatsApp anunciou nesta terça-feira (5) uma nova ferramenta, que permite bloquear a tela do aplicativo e desbloqueá-la apenas com função biométrica de reconhecimento digital ou facial. A novidade, até o momento, é exclusiva para iPhones. Não há previsão da chegada dessa função para celulares com sistema operacional Android.

A ferramenta permite determinar uma quantidade de tempo para o bloqueio, desde a última vez em que o aplicativo foi utilizado. Se bloqueado, só será permitido o acesso com uso de autenticação biométrica, funções disponíveis nos celulares da Apple.

De acordo com o WhatsApp, a nova função vai fortalecer a privacidade do usuário e impedir que outras pessoas usem o aparelho sem permissão para ler mensagens.

 

Reportagem, Tácido Rodrigues

Fonte: Agência do Rádio

porpjbarreto

Governo projeta economia de R$ 1 trilhão com reforma da Previdência

Guedes disse que governo trabalha com duas ou três versões da proposta

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse hoje (5), em Brasília, que a proposta de reforma da Previdência do governo projeta uma economia de pelo menos um R$ 1 trilhão, em um período de 10 anos. A afirmação foi feita em entrevista coletiva ao lado do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. Os dois se reuniram no gabinete de Guedes para tratar da tramitação da reforma e Maia chegou a dizer que o tema poderá ser votado pelos deputados até maio.

“A ideia é que ela [a reforma] chegue pelo menos a R$ 1 trilhão [de economia de gastos]. Simulamos com 15 anos, com 20, com 10. O valor de R$ 1 trilhão é para 10 anos, mas há simulações em que é R$ 1 trilhão em 15 anos também, de valor presente. Isso é o que está sendo calibrado”, afirmou o ministro. Ele voltou a criticar o atual sistema previdenciário que, segundo ele, aprofunda desigualdades sociais e contribui para o desemprego.

“São 96 milhões de brasileiros economicamente ativos, e 46 milhões não contribuem, e vão envelhecer. Então, eles vão quebrar a Previdência. Nosso desafio é não só salvar a Previdência antiga, como impedir que ela seja um mecanismo perverso de transferência de renda, como ao mesmo tempo livrar as futuras gerações da armadilha em que essas gerações passadas, as nossas, caíram, que foi produzir um sistema que piora a desigualdade e destrói empregos em massa. São dezenas de milhões de empregos destruídos, por financiamento equivocado, uma série de defeitos que ela tem”, acrescentou.

Paulo Guedes disse que pediu a Rodrigo Maia um rito democrático para a tramitação da medida na Câmara e revelou que o governo teria até três versões alternativas da proposta, cuja palavra final será do presidente Jair Bolsonaro. “Nós já temos duas ou três versões alternativas, simuladas com os números. Ele [Bolsonaro] chegando, a gente entrega, ele bate o martelo e a coisa entra no processo”, disse.

Idade mínima

Perguntado sobre o estabelecimento de uma idade mínima única de 65 anos para homens e mulheres, conforme o trecho vazado ontem (4), do que seria uma das propostas do governo, Guedes reforçou que a decisão final é do presidente da República.

“Vocês sabem que a posição, por exemplo, do deputado Rodrigo Maia, é que fosse iguais [as idades mínimas de aposentadoria], porque as mulheres têm, inclusive, uma expectativa de vida mais longa. Só que a posição do presidente Bolsonaro sempre foi que não, que as mulheres deviam ficar com uma idade menor. E foi o que o general Mourão falou hoje, que a palavra final nisso é do presidente, porque ele que asina a PEC [proposta de emenda constitucional]. Nós vamos ser mais precisos muito brevemente”, acrescentou.

Caso a idade mínima seja 62 anos para homens e 57 para as mulheres, como chegou a mencionar o próprio presidente, no mês passado, Paulo Guedes disse que a economia seria menor do que R$ 1 trilhão. Nesse cenário, no entanto, as regras de transição poderiam ser mais rígidas para a atual geração.

“O presidente chegou a dizer 57 para mulheres e 62 para os homens. E o próprio deputado Rodrigo Maia disse, na época, que a transição teria que ser mais estreita, mais rápida. Nós simulamos isso também, fizemos com números. Favorece muito o nosso governo, mas não é generosa o suficiente para quem estava na iminência [de se aposentar]”, comentou.

Fonte: Agência Brasil

porpjbarreto

Sindalcool e Asplan promovem encontro para debater planilha do Renovacalc e procedimentos para emissão de certificados de Biocombustíveis

Com a resolução que regulamenta a Lei nº 13.576/2017 (RenovaBio) quanto aos critérios para Certificação da Produção Eficiente de Biocombustíveis, empresas interessadas poderão solicitar credenciamento como firmas inspetoras para certificação da produção ou importação eficiente de biocombustíveis. Produtores e importadores de biocombustíveis poderão calcular as suas Notas de Eficiência Energético-Ambiental por meio da RenovaCalc e contratar firmas inspetoras credenciadas pela ANP para realizar o processo de certificação de sua produção, que culminará na emissão do Certificado da Produção Eficiente de Biocombustíveis.

 Para entender melhor como funcionará a planilha do Renovacalc e a preparação para a certificação e emissão destes certificados, o Sindicato da Indústria de Fabricação de Álcool no Estado da Paraíba (Sindalcool), com apoio da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan) realizam nesta quarta-feira (06), um encontro com técnicos da Embrapa e Agroicone. O evento que acontece no mini auditório da Asplan, a partir das 9h, é direcionado aos produtores de cana-de-açúcar e industriais interessadose terá a participação do Chefe Geral da área de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Meio Ambiente, Marcelo Morandi, e a Dra. Nilza Patricia Ramos, pesquisadora da referida empresa. Ambos participam da elaboração do RenovaBio desde o princípio.

O presidente da Asplan, José Inácio de Morais, lembra que o RenovaBio é a política nacional para os biocombustíveis que tem como objetivos fomentar o aumento da produção em padrões mais sustentáveis e contribuir para o cumprimento das metas de redução de emissões com as quais o Brasil se comprometeu no Acordo de Paris. “Embora essa questão de certificação e cálculos de crédito de biocombustíveis ser inerente à indústria, porque ela é quem produz o biocombustível, é um assunto intrinsicamente ligado ao setor primário que é quem fornece a matéria-prima para produção. Ainda não sabemos de que forma os produtores serão beneficiados com esses cálculos, mas, como estamos inseridos nesta cadeia produtiva, inevitavelmente, deveremos ter nossa parcela de ganho calculada também”, destaca José Inácio.

 

Assessoria

porpjbarreto

Veneziano é escolhido líder do bloco Senado Independente, formado por Senadores do PSB, PDT, PPS e Rede

O Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB/PB) foi escolhido nesta terça-feira (5) para ser o líder do Bloco PSB-PDT-PPS-REDE, chamado Senado Independente. O bloco é formado por dez Senadores e três Senadoras que compõem os quatro partidos e manterá uma postura de oposição ao Governo, de forma responsável, ao analisar as proposituras no Senado Federal.

“Isso nos gratifica, porque demonstra confiança, dentro de uma relação de convivência; além da harmonia, que é fundamental quando você se propõe a liderar um bloco partidário. Então, agradecidos estamos, com o sentimento de trabalho contínuo e com responsabilidades ainda maiores”, comentou Veneziano, após a escolha.

Os senadores que compõem o bloco são:

1) PSB: Jorge Kajuru (GO); Leila Barros (DF); Veneziano Vital do Rêgo (PB)

2) PDT: Acir Gurgacz (RO); Cid Gomes (CE); Kátia Abreu (TO); Weverton Rocha (MA)

3) PPS: Alessandro Vieira (SE); Eliziane Gama (MA); Marcos do Val (ES)

4) REDE: Fabiano Contarato (ES); Flávio Arns (PR); Randolfe Rodrigues (AP).

Assessoria de Imprensa

Gabinete do Senador Veneziano Vital do Rêgo – PSB/PB

porpjbarreto

Saúde: Marquinha de sol com fita isolante: especialistas alertam para perigo redobrado

O verão é a época do ano em que os cariocas fazem questão de mostrar suas marquinhas de biquíni. Homens e mulheres aderiram à moda da fita isolante para deixar o desenho bem feito. Mas se expor por muito tempo ao sol com a intenção de se bronzear é uma atitude perigosa que pode gerar graves consequências no futuro. E o uso da fita é uma preocupação extra para os médicos.

— A cola da fita pode provocar um eczema de contato, que faz aparecer vermelhões e até bolhas. Por isso as pessoas não devem se bronzear usando a fita isolante. A minha recomendação é que, neste verão, ninguém vá para a laje se bronzear por causa da alta incidência de raios ultravioletas — orienta Murilo Drummond, dermatologista e professor titular do Instituto de Pós-Graduação Carlos Chagas.

Ana Luisa Bittencourt Jeunon, assessora do departamento de Dermatologia e Medicina Interna da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), lembra do risco de doenças ainda mais graves:

— O sol, depois de anos de queimaduras, é um fator de risco maior para o desenvolvimento de câncer de pele.

A pele bronzeada, tão desejada na juventude, é mais suscetível ao fotoenvelhecimento (envelhecimento da pele causada pela luz).

— Esse dano que o raio ultravioleta causa na pele para deixá-la bronzeada faz com que ela tenha rugas e manchas em maior quantidade. Por exemplo, a pessoa que sempre foi para a praia de maiô e nunca bronzeou a barriga, se você comparar a pele da barriga com a do braço ou a do rosto, essas últimas vão estar mais manchadas e enrugadas — afirma Ana Luisa Jeunon.

Bronzeadores caseiros fazem a pele ‘fritar’

Uma das grandes preocupações dos dermatologistas é o uso de bronzeadores caseiros. Essas fórmulas possuem substâncias que “fritam” a pele.

— Bronzeadores industrializados possuem um pequeno fator de proteção solar, que protege um pouquinho e possibilita o bronzeamento. Já as fórmulas caseiras levam substâncias que sensibilizam a pele ao sol, como o uso de limão, o que aumenta ainda mais o risco de queimaduras. De qualquer forma, eles não são seguros, principalmente para pessoas que são muito brancas — diz a dermatologista Ana Luisa Jeunon.

Os especialistas lembram que cada pessoa tem um limite para se expor ao sol sem se queimar e isso varia de acordo com o tom de pele: pessoas brancas estão sujeitas a se queimar mais, enquanto as negras, sofrem menos com o sol. De qualquer forma, é preciso se proteger ao máximo.

Maneira menos prejudicial de se bronzear

Hora certa

Aquela regra dos horários continua valendo: evite se expor ao sol entre 10h e 16h.

Use o protetor

O fator mínimo é de 30 FPS. Mesmo com o produto, a pele fica bronzeada.

Aos poucos

Não importa o seu tom de pele, você não vai conseguir o bronzeado “perfeito” em um dia. Para não causar queimaduras graves nem problemas como insolação, é preciso se expor ao sol poucos minutos por dia.

Alimentação

Frutas e legumes de cor laranja e amarela e folhas verde escuras são ricos em betacaroteno, vitamina que ajuda a manter o bronzeado na pele por mais tempo. Consuma esses alimentos com regularidade.

Extra

porpjbarreto

Galo e Chape estreiam em torneios sul-americanos nesta terça-feira (5)

Pela Copa do Brasil, Flu joga fora de casa contra o River do Piauí e tem a vantagem do empate

A partir da noite desta terça-feira (5), os principais times brasileiros deixam os estaduais em segundo plano e voltam as atenções para torneios nacionais e internacionais.

Pela principal competição das Américas, tem estreia de time brasileiro na primeira fase da pré-Libertadores. Em Montevidéu, o Galo enfrenta o Danubio, que ocupa apenas a décima colocação no campeonato uruguaio. O jogo será disputado no estádio Luis Franzini, casa do Defensor. A partida de volta acontece na semana que vem, no Independência. Vale lembrar que o gol fora de casa já vale como critério de desempate nesta fase da competição.Galo joga contra o Danúbio na pre-LibertadoresNa Sul-Americana, a Chape inicia sua caminhada por mais um título internacional diante do desconhecido Unión La Calera, do Chile. A temporada no futebol chileno ainda não começou, mas o rival do time catarinense passa por um momento conturbado nos bastidores. A torcida ficou insatisfeita com a mudança do escudo e exige que a diretoria volte atrás na decisão. Caso a alteração seja mantida, os torcedores prometem jogar bombas no estádio Nicolás Chahuán até que a partida seja adiada. Esta é a primeira vez que o Unión La Calera disputa uma competição continental.

A bola também vai rolar na Copa do Brasil, torneio mais valioso da América Latina. Em 2019, a competição vai distribuir mais de R$ 278 milhões em premiação. Quem estreia nesta terça é o Fluminense, que pega o o River do Piauí, em Teresina. O regulamento é o mesmo do ano passado e prevê apenas uma partida, com vantagem do empate para o time visitante. Nesta fase, não há jogo de volta.

Danubio e Galo se enfrentam a partir das sete e quinze, enquanto Unión Calera e Chape e River e Fluminense se enfrentam às nove e meia da noite, horário de Brasília.

Reportagem – Raphael Costa

Fonte: Agência do Rádio

porpjbarreto

Adriano Galdino anuncia reforma no plenário para garantir acessibilidade a Cida Ramos

O presidente da Assembleia Legislativa (ALPB), deputado Adriano Galdino, anunciou nesta segunda-feira (4) que a Casa passará por uma reforma para fazer adequações de acessibilidade, no Plenário Antônio Mariz, em atendimento a uma reivindicação da deputada Cida Ramos.

Na ocasião, o presidente Adriano Galdino afirmou que, por conta da reforma, os trabalhos da Assembleia Legislativa deverão ser retomados no dia 19. “Essa reforma tem como objetivo garantir à nobre deputada as condições de trabalho. Desta forma, eu peço autorização aos senhores deputados para a suspensão dos trabalhos por 15 dias. De forma que as reformas sejam feitas e não haja prejuízo para que nenhum parlamentar execute as suas funções”, disse.

Autora do pedido para realização dos ajustes de acessibilidade, a deputada Cida Ramos destacou a importância de serem atendidos os requisitos de acessibilidade. “Eu estive nesta Casa em dezembro e trouxe uma comissão de pessoas com deficiência, fiz um relatório com as observações”, disse. Em sua argumentação, a parlamentar destacou que a promoção da acessibilidade nas dependências da Assembleia Legislativa trata-se de um pressuposto previsto na Declaração dos Direitos Humanos. “Não só a mim, enquanto parlamentar, mas para todos os paraibanos deve ser assegurado o direito de acessar e participar da Assembleia Legislativa da Paraíba”, arrematou Cida Ramos.

Assessoria de Imprensa – ALPB

porpjbarreto

Rodrigo Maia defende aprovação da Reforma da Previdência para equilibrar contas públicas

O presidente da Câmara citou estudos que apontam o custo dos sistemas previdenciários como uma das principais causas do desequilíbrio das contas públicas

Na abertura do ano legislativo de 2019, o presidente reeleito da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, defende a aprovação de Reforma da Previdência “justa”, sem imposição de sacríficos demasiados à população. Maia ressaltou que o quadro de inflação controlada e de reservas internacionais do país contrasta com os seguidos anos de baixo crescimento do PIB, elevada taxa de desemprego e intenso desequilíbrio fiscal. Lembrou ainda que sete governadores chegaram a decretar estado de calamidade financeira, sem condições de pagar o funcionalismo nem de custear os serviços básicos de educação, saúde e segurança. O presidente da Câmara citou estudos que apontam o custo dos sistemas previdenciários como uma das principais causas do desequilíbrio das contas públicas.

Ao mesmo tempo em que defendeu a Reforma da Previdência, Maia afirmou que o texto precisa ser suficientemente equilibrado para resolver a crise econômica sem prejudicar a população.

“A aprovação da Reforma da Previdência será indicador seguro de que temos condições de promover também outras mudanças destinadas a estimular o nosso desenvolvimento. Na condição de representantes do povo brasileiro, a nossa responsabilidade é muito grande. Devemos aprovar uma reforma adequada às exigências de dinamização da nossa economia. Ao mesmo tempo, precisamos ter sensibilidade para evitar que o sacrifício imposto ao conjunto da população venha a ser demasiado e injustamente distribuído”.

O presidente da Câmara lembrou o elevado índice de renovação do Congresso Nacional imposto pelos eleitores. E admitiu que será um desafio para os novos parlamentares a criação de consensos diante de um cenário político tão fragmentado e de pautas urgentes para serem analisadas e votadas na Câmara. Maia aposta em “debate civilizado e convívio democrático” no Parlamento.

“Sem dúvida, a nova configuração exigirá de nós muita responsabilidade e redobrado esforço para, em um cenário fragmentado, construirmos os acordos necessários ao bom andamento dos trabalhos do Congresso. Nessa legislatura, precisaremos enfrentar uma pauta de matérias urgentes de modo a corresponder à vontade da maioria da população. Nessa pauta, sobressaltam-se temas como as reformas da Previdência e Tributária, a retomada do crescimento econômico, a redução da violência, o combate à corrupção e a redução da pobreza no nosso país”.

No combate à criminalidade, por exemplo, Rodrigo Maia ressaltou que serão combatidos tanto os crimes do chamado “colarinho branco” quanto aqueles mais diretamente ligados à segurança pública.

“Estou seguro que podemos fazê-lo levando em conta os diferentes pontos de vista e exercitando a nossa capacidade de diálogo”.

Em seu discurso, Rodrigo Maia também ressaltou que, apesar do ano eleitoral e da crise política, 2018 terminou com 149 propostas aprovadas no Plenário da Câmara, outras 132 aprovadas em caráter conclusivo nas comissões permanentes da Casa, abordando temas diversas.

Reportagem – José Carlos Oliveira
Fonte: Agência Rádio Câmara
porpjbarreto

Empreender Cultural é pauta de reunião realizada na Secult-PB

O Secretário de Estado da Cultura, Damião Ramos Cavalcanti, e o Secretário Executivo da pasta, Milton Dornellas, se reuniram na manhã da última segunda-feira (04) com o Chefe de Gabinete e a Assessora de Gabinete do Empreender Paraíba, Fabrício Feitosa e Renata Sousa – respectivamente – para tratar do Empreender Cultural, uma das linhas de crédito oferecidas pelo programa que visa conceder empréstimos com juros acessíveis e assim incentivar a geração de emprego e renda.

Renata Sousa explica que o Empreender Cultural nunca deixou de ser ofertado ao público, contudo, a demanda nesta área foi decrescendo de forma progressiva. “Percebemos que a submissão de ações e projetos na linha de cultura do programa caiu muito. A ideia é impulsionar a oferta de crédito nesta área para 2019”, lembrou.

Damião Ramos afirmou que a Secult-PB é parceira do Empreender Paraíba desde o início do Projeto, e agora retomará a avaliação dessas demandas para que o número de contemplados aumente ainda mais neste ano. “Nós recebemos os projetos, avaliamos e depois encaminhamos para os membros do Empreender Paraíba para que sigam com as demais etapas do atendimento”.

Para mais informações, os interessados devem ligar para os telefones 3612-9250 (Empreender Paraíba) ou 3255-8746 (Secult-PB).

Empreender Cultural

O Empreender Cultural é destinado à pessoas físicas e jurídicas relacionadas ao setor de economia da cultura. Podem ser submetidos projetos voltados para quaisquer linguagens culturais. O limite de empréstimo para pessoa física é de R$ 30.000,00 (trinta mil reais) e para pessoa jurídica é de R$ 80.000,00 (oitenta mil reais), ambos com juro de 0,64% (zero vírgula sessenta e quatro) ao mês e financiamento em até 46 (quarenta e seis) parcelas.

Assessoria de Imprensa