Autor pjbarreto

porpjbarreto

Tufão deixa mais de 70 feridos e afeta transportes no Japão

Dezenas de milhares de pessoas receberam ordens de evacuação.

Tufão deixa mais de 70 feridos e afeta transportes no Japão

Um potente tufão atingiu o Japão neste domingo (30), causando transtornos e o cancelamento de voos e viagens de trens por causa de chuvas torrenciais, fortes ventos e inundações.

As autoridades já contabilizam mais de 70 feridos, porém não há registros de mortes. O tufão, chamado “Trami”, chegou ao arquipélago pelo sudoeste e causou alagamentos na ilha de Kyushu.

As ordens de evacuação englobam dezenas de milhares de pessoas, segundo a emissora “NHK”. Centenas de voos foram cancelados em aeroportos por todo o país, incluindo os de Narita e Haneda, nos arredores da capital Tóquio. Trami deve seguir em direção ao norte nesta segunda-feira (1º).

No início de setembro, o Japão já havia sido atingido pelo tufão Jebi, o mais potente em 25 anos e que deixou 11 mortos. Além disso, em julho, deslizamentos e enchentes fizeram 221 vítimas no arquipélago.

ANSA

porpjbarreto

Após ser ligada a Temer, Daniella perde quase 7 mil seguidores na rede social

Um fator considerado por todos os marqueteiros Brasil afora que contribui para uma queda vertiginosa nas pesquisas eleitorais desde ano é sem dúvida lembrar respectivamente à proximidade de um candidato a imagem do atual presidente da República Michel Temer (MDB), tal fato possa explicar nos últimos dias a vertiginosa queda de seguidores nas redes sociais da candidata ao Senado Daniella Ribeiro (PP).

Após a circulação na imprensa paraibana e nas redes sociais da proximidade da parlamentar do PP, que é irmã do líder do Governo Temer, Aguinaldo Ribeiro (PP), a parlamentar vem caindo vertiginosamente no seu número de seguidores, vale ressaltar que semana passada Daniella tinha 43,6 mil seguidores no Instagram e passou para neste domingo (30.09.2018) a ter 36,7 mil. Uma perca de quase 7 mil seguidores, ou seja, mil seguidores por dia, nós últimos sete dias.

A imprensa paraibana lembrou recentemente que Daniella é a parlamentar paraibana, conforme dados do Tribunal Superior Eleitoral, que recebeu mais recursos da advindos da JBS, empresa que delatou às autoridades federais o esquema de propina envolvendo políticos em todo o país e teve seus proprietários presos. Ela embolsou somente em 2014 a bagatela de R$ 267 mil. (https://www2.pbagora.com.br/noticia/politica/20170522142053/daniella-ribeiro-foi-a-deputada-da-pb-que-mais-recebeu-recursos-da-jbs).

Recentemente Daniella Ribeiro também disse a um portal de Campina Grande ser contraria a qualquer mudança na atual Reforma Trabalhista aprovada pelo presidente Michel Temer, que teve como um dos coordenadores seu irmão Aguinaldo Ribeiro. Ela disse que se eleita Senadora não pretende alterar em nada a Reforma Trabalhista. “não vejo necessidade de mudar” a reforma que entrou em vigência no final do ano passado e é objeto de contestação por parte dos sindicatos. (https://paraibaonline.com.br/2018/07/daniella-ribeiro-reforma-trabalhista-nao-precisa-ser-alterada/).

Daniella também foi uma das reesposáveis junto ao seu irmão Aguinaldo Ribeiro, pela indicação do cargo de confiança do Governo Michel Temer para sua mãe, a ex-prefeita de Pilar é atual superintendente da Fundação Nacional de Saúde da Paraíba (Funasa). Outro ponto que a imprensa revelou recentemente é que o coordenador da sua campanha ao Senado é o ex-ministro das Cidades no governo de Dilma Rousseff e líder do governo Michel Temer na Câmara Federal, o deputado paraibano Aguinaldo Ribeiro, do Partido Progressista. (http://www.paraibaradioblog.com/2018/07/16/lider-de-temer-deve-assumir-coordenacao-da-pre-candidatura-de-daniella-ao-senado/).

Aguinaldo como líder de Temer vem orientando a bancada governista em votações favoráveis ao Governo como a Reforma Trabalhista, Terceirização, MP do Trilhão que concedeu isenções de impostos a petrolíferas estrangeiras no valor de mais de R$ 1 trilhão.

 

Fonte: Jornalismo PB

porpjbarreto

Senador Raimundo Lira participa de inauguração de Centro Especializado em Reabilitação, em Princesa Isabel

O Senador Raimundo Lira (PSD) participou, na noite da última sexta-feira (29) da inauguração do CER – Centro Especializado em Reabilitação, modalidade III, na cidade de Princesa Isabel. Lira foi convidado pelo Prefeito Ricardo Pereira (PSB). Também estavam presentes o Prefeito Tom, de Água Branca, Vereadores, Secretários e familiares do Ex-Deputado Estadual Aloysio Pereira, que deu nome à obra.

Durante a inauguração, Lira foi muito parabenizado pelo seu mandato de Senador, tanto por Ricardo Pereira e membros da Administração Municipal, quanto por pessoas que participaram da solenidade. O Prefeito chegou a afirmar que a decisão de Raimundo Lira de não concorrer ao Senado, nas eleições deste ano, significava uma grande perda para Princesa Isabel, para região e para todo o Estado, por tudo o que Lira vem fazendo no Senado em favor da Paraíba.

O Senador agradeceu os elogios e falou sobre a importância do centro que estava sendo entregue à população. Ele ressaltou o desafio enfrentado pelo prefeito Ricardo Pereira para concluir a obra. “Princesa Isabel tem uma história própria de lutas, tem um prefeito determinado, corajoso, que superou desafios e entrega este Centro fazendo uma grande homenagem a Dr. Aloysio Pereira”, disse Raimundo Lira.

O CER será referência em fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia, pedagogia, oftalmologia, clínica geral, suporte em enfermagem e terapia ocupacional para o atendimento especializado em reabilitação física, visual e intelectual, que serão oferecidos às populações das cidades de Manaíra, São José de Princesa, Princesa Isabel, Tavares, Juru, Água Branca e Imaculada.

O CER recebeu um investimento superior a R$ 3 milhões e leva o nome do Ex-Deputado Aloysio Pereira, falecido recentemente, que era médico e exerceu cargos ligados à área de Saúde, a exemplo de Secretário Estadual da Saúde no governo de Tarcísio Burity; e diretor do Hospital Universitário Alcides Carneiro, em Campina Grande.

Assessoria de Imprensa

Gabinete do Senador Raimundo Lira – PSD/PB

porpjbarreto

Confira a agenda da presidenciável Marina Silva (Rede) à Paraíba nesta segunda-feira (1º) de outubro

AGENDA MARINA SILVA Á PARAÍBA

1/10 – Joao Pessoa/PB – (Segunda-feira)

12:15h: Recepção na chegada no aeroporto

13-14h: Caminhada no anel externo do Parque da Lagoa com concentração na descida da Av. Getúlio Vargas próximo à Zeny.

14-14:30h: Coletiva de imprensa em frente ao Shopping da Lagoa.

Assessoria

porpjbarreto

ONG Amigos do Peito começa Outubro Rosa com atividade especial para idosas assistidas por abrigos da capital

O rastreamento mamográfico realizado de forma planejada e responsável, mostra-se como ferramenta fundamental na redução da mortalidade feminina por câncer de mama, e é intensificando essa conduta que a ONG Amigos do Peito inicia as ações do Outubro Rosa com uma Atividade Especial para Idosas dos abrigos de João Pessoa, previamente agendadas, nesta segunda-feira (1º), a partir das 8h00, na Pró Mulher Diagnóstico por Imagem, em João Pessoa.

Graças a uma parceria da ONG com a FujiFilm e Pró Mulher Diagnóstico por Imagem, a ação vai oferecer mais de 100 mamografias às mulheres idosas que são assistidas nos abrigos da capital, e para esse exame, passaram por um agendamento prévio pela organização.

A ONG Amigos do Peito também faz um apelo a toda população pessoense para a doação de material de higiene pessoal, a ser entregue na Pró Mulher Diagnóstico por Imagem, na Avenida Epitácio Pessoa, e que será distribuído para as mulheres idosas na ocasião.

O mutirão tem início nesta segunda-feira (1º), e prosseguirá durante todo o mês de outubro para atender o público alvo.

Assessoria

porpjbarreto

Mais de 379 mil estudantes desistiram dos cursos superiores de engenharia no Brasil

Em 2017, mais de 289 mil alunos ingressaram nos cursos superiores das áreas de engenharia, em todo o Brasil. Os dados são do Censo da Educação Superior, que também apontou que mais de 379 mil estudantes desistiram de ser engenheiros e trocaram de curso, trancaram a matrícula ou se desvincularam da universidade.

Crédito: Agência do Rádio Mais

Para o coordenador dos cursos de engenharia da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), José Renato de Oliveira, é preciso deixar o ensino mais interessante para que os alunos não desistam da engenharia.

“Não basta ensinar os cálculos sem dar aplicações e sem ligar aquilo à vida, ao cotidiano do aluno. A oportunidade de ter prática, de ter experimento, é imprescindível.”

Diante da fragilidade e a necessidade da modernização do ensino de engenharia, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) identificou uma série de propostas para a atualização do currículo dos cursos superiores da área. A diretora de Inovação da CNI e superintendente nacional do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), Gianna Sagazio, explica que o novo currículo de engenharia deve estar integrado com as novas tecnologias e estimular a produtividade.

“É importantíssimo que a formação privilegie o domínio das competências ligadas ao desenvolvimento e à gestão de projetos, habilidades como o empreendedorismo, a liderança, a criatividade, a facilidade de trabalho em equipes multidisciplinares e a capacidade de aprendizagem autônoma.”

As propostas foram definidas a partir de um trabalho conjunto entre a CNI, líderes empresariais e reitores de importantes universidades; e encaminhadas aos candidatos à presidência da República.

Reportagem: Aline Dias

porpjbarreto

Vaza áudio da irmã de Ricardo Coutinho sobre esquema para obtenção de votos com servidores na base da ameaça. Escute!

Poderia ser apenas mais uma discussão entre amigos no Whatsapp. Mas nos áudios vazados de um grupo de apoiadores da candidatura de João Azevêdo, a voz que aparece é bastante conhecida na cena política paraibana. Em seis trechos, Sandra Coutinho, irmã do governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, revela um esquema em que a moeda de troca para cobrar participação nos eventos da campanha do candidato do (PSB) é a ocupação de cargos no Governo do Estado.

Sandra ameaça e constrange pessoas que, supostamente, receberam cargos no Governo e não estariam se dedicando nos eventos de João Azevêdo. Em diversos momentos, ela pressiona os membros do grupo e chega a confessar que guarda, em sua residência, informações sobre as pessoas que foram beneficiadas com cargos no Governo do irmão.

“Eu sei bem quem eu coloco pra trabalhar. Ninguém pense que eu esqueço nada, porque eu tenho, na minha casa… eu tenho na minha casa todos que eu emprego, todos que, de alguma forma, devem favores. Eu é que não tenho que tá atrás. Porque as pessoas têm que se tocarem (sic) que, na hora da necessidade, quem chegou foi Sandra Coutinho”, afirma, em um dos áudios que chegaram até o blog.

Em diversos trechos fica claro o poder da irmã de Ricardo Coutinho em conseguir nomeações dentro do Governo do Estado. Em uma das falas, Sandra Coutinho afirma ter mais poderes até mesmo que os deputados.

“Lembrando que, aqui, quase uma totalidade, nós conseguimos colocar no mercado de trabalho. (…) eu duvido qual é o deputado, quem é que vai honrar com as pessoas do jeito que eu honro. Eu duvido. Eu aposto, tá entendendo?”, dispara a irmã de Ricardo Coutinho.

O estopim para o início das ameaças que Sandra Coutinho fez aos integrantes do grupo foi a dificuldade encontrada pela candidatura de João Azevêdo em mobilizar apoiadores para as caminhadas de campanha. A irmã do governador deixa claro que aqueles que não participarem dos eventos todos os dias deixarão de contar com o apoio dela.

“Todo mundo tá: ‘tamo junto’. Mas quando eu chego na caminhada são sempre as mesmas pessoas. Nunca tem mais gente. Aí fica complicado, né?”. (…) Eu tô dizendo, tô avisando, que, a partir de hoje, eu quero pessoas desse grupo na caminhada. (…) Lembrando que ninguém é obrigado, não. Assim como eu não serei obrigada a ter honra com ninguém que não tem honra comigo. Meu compromisso será zero”, garante a irmã de Ricardo.

Sandra chega a citar o irmão governador para reforçar a pressão sobre os integrantes do grupo.

“Eu tô fazendo a relação, porque eu tô cheia de gente ingrato (sic). Eu não sou burra. Eu vou fazer que nem Ricardo: “ninguém bota papa na minha boca, não’. Quem tá junto, tá junto na hora da dor, na hora da caminhada, do suor, na hora de gastar sola de sapato”.

 

Fonte: Bastidores da Politica PB

porpjbarreto

Prefeitura de Cajazeiras inicia pagamento de servidores efetivos referente ao mês de setembro

A Prefeitura de Cajazeiras, por meio da Secretaria Municipal de Administração e Secretaria Municipal da Fazenda Pública iniciou no último dia (28), parte do pagamento dos servidores efetivos – referente ao mês de setembro do ano em curso (2018).

As secretárias acima menconadas não divulgaram ainda, o restante da tabela das demais categorias – nem tão pouco, a tabela de pagamento para comissionados e contratados.

 

Redação – fmrurla.com.br

Com Secom

porpjbarreto

Ex-prefeito afirma que está se preparado para enfrentar José Aldemir nas ruas e nas urnas em 2020

Num vídeo ao vivo exibido nos stories do Instagram do candidato a deputado estadual Júnior Araújo (Avante), o médico Carlos Antônio (DEM), ex-prefeito de Cajazeiras e ex-secretário de Estado, disse que está preparado para enfrentar o atual prefeito José Aldemir (Progressista) nas urnas e nas ruas em 2020.

Principal incentivador e mais influente coordenador da campanha de Júnior Araújo, o ex-prefeito Carlos Antônio foi categórico ao dizer que nada vai impedi-lo de disputar as próximas eleições municipais na sua terra.

Quero dizer que estou me preparando para enfrentar esse prefeito nas ruas e urnas sem medo de nada. Faço o bem a esse povo e a pobreza sabe o que estou falando. Nosso governo ficou marcado pelas ações que fizeram com que Cajazeiras desse um salto gigantesco em todas as áreas e pretendo contribuir muito mais. Primeiro, Júnior deputado e João governador,” frisou.

 

Fonte: Coisas de Cajazeiras

porpjbarreto

Ruy Dantas ‘criou um Maranhão virtual’, mas não é mágico

Semiótica é uma esfera do conhecimento que existe há um longo tempo, e revela as formas de como o indivíduo dá significado a tudo que o cerca. É, portanto, a ciência que estuda os signos, símbolos e todas as linguagens e acontecimentos culturais como se fossem fenômenos produtores de significado.

No melhor ensinamento do filósofo americano Charles S. Peirce, semiótica é uma disciplina que compõe uma arquitetura filosófica concebida como ciência de caráter abstrato. Entre seus ramos se destaca a lógica crítica, que estuda os tipos de ilações e argumentos como a indução.

Ao que parece, Ruy Dantas fez bem o dever de casa na matéria semiótica. É o que tem se percebido com o seu esforço em tentar induzir a oposição sobre a viabilidade da candidatura de José Maranhão ao governo em 2018, apresentando-a como uma novidade.

Ruy é um empresário bem sucedido e um publicitário talentoso, mas não é mágico. Ele até conseguiu criar um Maranhão virtual, desvinculado do impopular e radioativo presidente Michel Temer e do seu candidato Henrique Meirelles, mas não consegue o mais difícil: vendê-lo como novidade no mundo real.

Não é fácil transformar em novidade um senhor de 84 anos, que por 3 vezes foi governador, tendo amargado em sua passagem pelo governo, índices bem aquém do esperado em áreas essenciais como educação, saúde e segurança. E que não satisfeito com os seus quase 60 anos na política, defende que pode voltar fazer o que não fez em 10 anos de mandato.

É brincar com a inteligência das pessoas.

Mesmo utilizando uma abordagem semiótica inteligente, o publicitário tem dificuldade em demonstrar, na prática, o candidato vigoroso que José Maranhão diz ser nas entrevistas e debates que participa. Isto é, quando consegue chegar a tempo nestes espaços. Nos últimos dias, o candidato chegou atrasado em 3 debates dos quais saiu antes do término em 2, demonstrando aparente cansaço. Num desses foi vaiado pela atitude.

Em que pese sua determinação, a falta vigor físico é compreensível para um homem nesta idade, uma rápida olhada nas agendas do candidato atesta que ela foi estrategicamente reduzida quanto as atividades de rua.

O resumo das agendas diárias de campanha do ex-governador compreende reuniões com a equipe de campanha e adesões imaginárias. Sim, imaginárias, porque são movimentos para fazer com que as pessoas, sobretudo pessoas da oposição, sejam induzidas a acreditar que a campanha está crescendo. Mas adesões que vem num dia e n’outro se vão, não existem. São, portanto, obras da imaginação, basta que nos lembremos da adesão de Arnaldo Monteiro de Esperança.

Procura-se a militância de Zé!

Não tem. Pelo menos aqui em João Pessoa, suas caminhadas são raras. Confesso que ainda não vi arrastões e/ou grandes atividades, também não custa lembrar a dificuldade que foi para o MDB colocar gente no Clube Branco no dia da sua convenção.

Diferente das outras duas candidaturas, mais competitivas, que dispõem de agendas robustas e volumosas em contingente, não se observa volume na campanha de Zé, e até aonde se sabe não se ganha eleição sem volume de campanha.

Dito isto, passo a escrever sobre o histórico recente de resultados eleitorais de José Maranhão em João Pessoa. Algo que não é digno de grandes comemorações.

Vamos aos números.

Nas eleições para prefeito em 2012, o ex-governador amargou a 4ª colocação, atrás da então desconhecida candidata do PSB, Estelizabel Bezerra. Na peleja de 2014 – quando venceu para o senado –, enquanto Lucélio Cartaxo obteve 161,595 mil votos e chegou a 50,27% dos votos válidos, Maranhão alcançou 81,625 mil votos, o correspondente a 25,39% dos válidos.

Os dados apresentados bastam em si para desmontar o que determinadas pesquisas de intenção de voto demonstram ao colocarem o senador do MDB em patamares acima de 30% na capital. Além disso, o desempenho de Zé em retas finais de campanha para o governo tem sido tão sofrível que nem mesmo a melhor semiótica se fez capaz para atenuá-lo.

O que se observa ao longo dessa campanha, é que a candidatura de José Maranhão tem servido a dois infelizes propósitos: dividir a oposição e dar sobrevida a candidatura governista.
Na verdade, se quiser vencer as eleições, o campo das oposições precisa parar de vacilar e concentrar suas energias em Lucélio e Micheline. A História tem nos mostrado que a união de João Pessoa e Campina Grande consegue, não apenas pautar, mas integrar a Paraíba. Isso já aconteceu no passado, acontecerá novamente.

Para isso, é preciso que as lideranças da oposição façam a análise mais inteligente. Tomando por base para tal leitura, que a obra semiótica de Ruy Dantas merece elogio, mas é, na verdade, uma grande cilada.
A oposição não precisa de um candidato com capacidade de ir ao 2º turno, precisa de um que ganhe a eleição.
O desafio é complexo, mas o que já foi demonstrado é que para derrotar o projeto do governador Ricardo Coutinho não basta recall e fala mansa, é preciso ter o que mostrar e capacidade de comparar. Receita que os Cartaxos dominam muito bem. Afinal, foram os únicos que experimentaram esse sabor… por duas vezes.

 

Por Rômulo Oliveira - (Polêmica Paraíba)