Autor pjbarreto

porpjbarreto

Frei Anastácio registra na Câmara, repúdio dos Oficiais de Justiça ao projeto de reforma da Previdência

O deputado federal Frei Anastácio registrou, nesta quinta-feira (25), na Câmara Federal, uma nota da Associação Federal dos Oficiais de Justiça do Brasil contra a Reforma da Previdência. “É uma nota em defesa da sociedade, já que essa reforma proposta por Bolsonaro atinge frontalmente à classe trabalhadora. Dedico todo meu apoio a essa forma de pensar dos Oficiais de Justiça do Brasil”, disse o deputado.

Em um dos trechos da nota, a entidade diz que não pode aceitar, numa sociedade democrática, a imposição de regras que mudam toda a vida da sociedade. Mudanças propostas sem que seja discutida de forma profunda, toda a repercussão da reforma.

A entidade diz que é preciso disponibilizar todos os números necessários para a compreensão das mudanças propostas. “A Associação reconhece que se existe a necessidade de ajustes no sistema previdenciário atual, esses ajustes devem ser discutidos de forma ampla com a sociedade. E não é isso o que vem ocorrendo”, explicou o deputado.

Veja a nota na íntegra:

NOTA PÚBLICA CONTRA A PEC 06/2019 (DESMONTE da PREVIDÊNCIA SOCIAL)

A AFOJUS/FOJEBRA atua, precipuamente, ao lado e em favor da Sociedade Brasileira. Coloca-se à favor do Brasil e deseja que todos os governos tenham êxito. Mas não pode aceitar, numa sociedade democrática, a imposição de regras que mudam toda a vida da sociedade sem que seja discutida a fundo toda a repercussão e que sejam disponibilizados todos os números necessários a compreender as mudanças propostas.

Se existe a necessidade de ajustes no sistema previdenciário atual, esse deve ser discutido de forma ampla com a sociedade, com todos os números e detalhes abertos para que não fique nenhuma dúvida sobre a finalidade da proposta. Não é isso o que vem ocorrendo.

Os números não chegam num denominador comum. Numa simples busca na internet todos poderão ver que aparecerão números diversos que apontam déficit e até outros que desmentem o déficit alegado, todos elaborados por profissionais qualificados. De uma conta que se alega ser deficitária, há explicação lógica para se retirar dela (R$ 134,7 BILHÕES) quase o mesmo valor do déficit anual alegado para que esse valor seja realizado em outras áreas? (Decreto 9.699, de 08/02/2019 – “Transfere dotações orçamentárias constantes dos Orçamentos Fiscal e Seguridade Social da União para diversos órgãos do Poder Executivo federal…”).

Desse modo, a AFOJUS/FOJEBRA não poderia deixar de se manifestar contrária ao Projeto de Emenda Constitucional nº 06/2019, por essas e pelas razões que passa a expor. A PEC 06/2019. REDUZ para R$ 400,00 o valor do BPC a ser pago a idosos carentes com idade entre 60 e 70 anos de idade, sem compromisso de reajuste desse valor. REDUZ drasticamente a pensão da(o) viúva(o). RETIRA-SE o piso de 1 salário mínimo para pensão por morte. EXTREMAMENTE DANOSA PARA AS MULHERES, como pode ser observado nas alterações propostas: TRABALHADORES RURAIS- AUMENTA o tempo de contribuição de homens e mulheres, de 15 para 20 anos, e AUMENTA a idade mínima das mulheres, igualando aos homens, em 60 anos. PROFESSORES- AUMENTA a idade mínima de homens, em 5 anos, e mulheres, em 10 anos, deixando ambos com idade mínima de 60 anos. AUMENTA o tempo de contribuição em 5 anos para as mulheres, colocando-as junto aos homens com 30 anos de tempo de contribuição. Em relação aos servidores públicos, a propaganda do governo é MENTIROSA.

Diz que cortará os privilégios, fazendo com que os servidores públicos passem a se aposentarem como todos, pelo teto do regime geral. MENTIRA! As reformas de 2003 e 2013 já corrigiram essa diferença e hoje TODOS OS SERVIDORES PÚBLICOS ADMITIDOS APÓS 2013 se aposentam no limite do TETO do REGIME GERAL.

A PEC 06/2019 erra ainda ao não apresentar REGRA de TRANSIÇÃO para todo o Regime Geral e para o Serviço Público. Sem uma transição de um regime para outro, quebra-se a CONFIANÇA nas regras do estado. A forma proposta apresenta, ainda, INCONSTITUCIONALIDADES. A Constituição brasileira (ver artigos 40 e 201) fundamenta o sistema previdenciário na necessidade de se manter o equilíbrio econômico-financeiro e atuário, ou seja, o cálculo atuarial projeta, para o futuro, as despesas com benefícios e estima as receitas que serão arrecadadas para pagá-las.

A PEC 06/2019 não está acompanhada de qualquer estudo nesse sentido, o que evidencia uma inconstitucionalidade no nascedouro da proposta porque não embasa ou justifica tecnicamente a sua necessidade. Cada setor apresenta uma conta diferente, justamente porque não existe um estudo, um cálculo atuarial para justificar o projeto. Outro grande problema da proposta, a DESCONSTITUCIONALIZAÇÃO de matérias previdenciárias que constam do projeto preocupa porque colocam o trabalhador em situação de insegurança jurídica, já que essas matérias passarão a ser tratadas através de leis complementares que poderão ser alteradas com mais facilidade, abalando o chamado “princípio dos princípios constitucionais”, que é o da segurança jurídica.

O Brasil precisa de Confiança. Nos seus contratos, nas suas instituições. PORTANTO, em razão de não apresentar estudo técnico que justifique a reforma; por afetar drasticamente a vida dos mais necessitados e das mulheres em especial; por não conter regras de transição gerais para todos os níveis; por desconstitucionalizar assuntos que por sua relevância deveriam ser parte integrante da Constituição Federal; por demolir princípios fundamentais como os da Confiança e Segurança Jurídica; por divulgar versões inverídicas, mentirosas, em suas propagandas pela reforma, e principalmente pelo governo não colocar em ampla discussão com a sociedade assunto que afetará drasticamente a vida de todos, a AFOJUS/FOJEBRA se posiciona EM DEFESA DA SOCIEDADE E CONTRA a PEC 06/2019 que causa a DESTRUIÇÃO da PREVIDÊNCIA SOCIAL como a conhecemos hoje.

Associação Federal dos Oficiais de Justiça do Brasil.

Assessoria de imprensa 

porpjbarreto

Júnior Araújo leva Vereador Jucinério Félix para o seu grupo político e soma mais um parlamentar à base na Câmara de Cajazeiras

Agora é oficial. O ex-líder do governo Zé Aldemir na Câmara de Cajazeiras, o vereador Jucinério Félix (PPS), bateu o martelo e passa a ser o sétimo parlamentar a integrar o grupo liderado pelo deputado estadual, Júnior Araújo (Avante), um dos líderes da oposição da Terra do Padre Rolim.

Próximo de assinar ficha de filiação no PSB – Partido Socialista Brasileiro, Jucinério esteve ao lado de Júnior Araújo na tarde desta quarta-feira (25) com o governador João Azevêdo, onde foi apresentado ao chefe do executivo paraibano como novo membro do grupo de oposição cajazeirense.

Jucinério classificou o encontro muito proveitoso e garantiu que se sente em casa fazendo politica com muitos companheiros de velhas batalhas, a exemplo do ex-governador Ricardo Coutinho.

“Trabalhos juntos em campanhas empunhando a bandeira do PT. Sou do povo e minhas ideias são muito parecidas com as da minha futura sigla partidária. Sobre Júnior, sou suspeito de falar. Amigo que conquistei na campanha memorável de Léo Abreu em 2008. Esse eu confio e com certeza fará história da política paraibana,” frisou.

Com deputado estadual Júnior Araújo estão alinhados o seguintes vereadores: Delsinho da Serra da Arara, presidente da Câmara de Cajazeiras, Kléber Lima (PTB), Lindberg Lira (PTB), Roselânio Lopes (PTB), Léa Silva (DEM), Moacir Meneses (DEM) e agora Jucinério Félix (PPS)

Com Resenha Politika

porpjbarreto

Reforma vai gerar economia de R$ 1,236 trilhão em 10 anos, diz governo

A economia prevista pelo governo com a reforma da Previdência pode chegar a R$ 1,236 trilhão, em 10 anos. O novo número foi divulgado nesta quinta-feira (25) pelo Ministério da Economia, ao apresentar o impacto detalhado da proposta de reforma.

O impacto de mudanças na aposentadoria rural será de R$ 92,4 bilhões e a urbana, R$ 743,9 bilhões, em 10 anos.

As mudanças no Benefício de Prestação Continuada (BCP) são de R$ 34,8 bilhões, e no abono salarial, de R$ 169,4 bilhões.

Alíquotas

As mudanças nas alíquotas do regime geral urbano vão gerar maior despesa para o governo.

Segundo o secretário de Previdência, Leonardo Rolim, mesmo com a previsão negativa de R$ 28,4 bilhões, o governo optou pelas novas regras para tornar o sistema mais justo.

“Uma das principais premissas da Nova Previdência é quem ganha mais paga mais, quem ganha menos paga menos. Hoje o nosso regime faz o inverso”.

Outro item que gera prejuízo na proposta é chamado de “outros” (- R$ 8,2 bilhões) e refere-se aos auxílios doença, maternidade e reclusão, por exemplo.

DETALHAMENTO               10 anos (R$)    Percentual

RGPS (Total)                                807,9 bi

RURAL                               92,4 bi      7,5%

Aposentadoria por Idade       66,4 bi      5,4%

Pensão por Morte                26,1 bi      2,1%

URBANO                            743,9 bi     60,2%

Aposentadoria por Idade       128,0 bi     10,4%

Aposentadoria
por Tempo de Contribuição   432,9 bi     35,0%

Tempo de Contribuição        363,4 bi      29,4%

Professor                           12,0 bi        1,0%

Especial                            57,6 bi        4,7%

Aposentadoria
por Invalidez                      79,4 bi        6,4%

Pensão por Morte              111,7 bi       9,0%

Outros                               -8,2 bi        -0,7%

Novas Alíquotas
de Contribuição                  -28,4          -2,3%

RPPS União (Total)                       224,5 bi

Redução de Despesa         155,4 bi      12,6%

Aumento da Receita           41,4 bi        3,3%

Novas Alíquotas
de Contribuição                  27,7 bi        2,2%

BPC/Loas Idoso                 34,8 bi        2,8%

Focalização
do abono salarial                169,4 bi      13,7%

TOTAL                               1.236,5 tri   100,0%.

 

Agência Brasil

porpjbarreto

Romero se reúne com equipe do governo federal e aceita convite para Campina integrar grupo de cidades-modelo em desenvolvimento regional

Parceria envolve também a Agência Alemã de Cooperação Internacional

O prefeito Romero Rodrigues manteve reunião, na manhã desta quinta-feira, 25, no Ipsem, com equipe do Ministério do Desenvolvimento Regional e do Andus, um projeto que cooperação técnica entre os governos brasileiro e alemão.

Como pauta principal do encontro de trabalho, o convite do grupo – aceito por Romero – para que Campina passe a integrar um seleto conjunto de cidades escolhidas para implementar estratégias, diretrizes e instrumentos de desenvolvimento urbano.

Participaram da reunião acompanhando o prefeito os secretários Diogo Flávio Lyra Batista (Planejamento, Gestão e Transparência) e Bruno Cunha Lima (Chefia de Gabinete), além dos coordenadores Marcos Alfredo (Comunicação) e Denise Sena (Meio Ambiente). Por parte do Ministério do Desenvolvimento Regional, Ana Paula Bruno (Coordenadoria Geral de Apoio e Gestão Regional e Urbana) e Alex Rosa (Assessoria Técnica da Secretaria de Desenvolvimento Regional e Urbano). Representando a GIZ (Agência Alemã de Cooperação Internacional), Dr. Günther Wehenpohl.

Durante a reunião, Romero Rodrigues destacou algumas características que tornam Campina Grande uma “cidade hub” – que serve de ponto de conexão regional por atender demandas em nível de Paraíba e até de outros estados, como é o caso da saúde e do ensino superior e na área tecnológica.

Ficou acertado, ao final do encontro, que nos próximos dias será formalizado um documento formalizando a intenção de parceria entre o Município, o governo federal e o governo alemão. Um dos pontos destacados na reunião, pelas peculiaridades de planejamento e sustentabilidade, o Complexo Aluízio Campos foi visitado pela equipe do ministério, ciceroneado pelo próprio prefeito.

Assessoria de Imprensa – CG

porpjbarreto

MPPB processa vereador por acumular três aposentadorias e salário de parlamentar

O Ministério Público da Paraíba ajuizou uma ação civil pública por improbidade administrativa, em defesa do patrimônio e da moralidade administrativa, com pedido de tutela de urgência, contra o servidor público, Crisanto Cavalcante de Farias. Ele está sendo processado porque estaria acumulando ilegalmente duas aposentadorias pelo Estado, pagas pela PBPrev, como regente de ensino e cirurgião dentista; uma aposentadoria no Município de Rio Tinto, como odontólogo, além de receber os subsídios de vereador em Mamanguape.

Na ACP 0800642-68.2019.8.15.0231, protocolada na 2ª Vara Mista de Mamanguape, na última terça-feira (23/04), a 3ª promotoria de Justiça de Mamanguape, Carmem Eleonora da Silva Perazzo, diz que a investigação foi iniciada pelo Inquérito Civil Público 002.2018.014572 iniciado na Promotoria de Justiça do Patrimônio Público de João Pessoa. O caso foi encaminhado à Promotoria de Mamanguape, porque, inicialmente, as duas aposentadorias pagas pela PBPrev seriam legais, mas o acúmulo com o vínculo de vereador e com a terceira aposentadoria em Rio Tinto precisariam ser investigadas. O MPPB apurou que o vereador recebeu, indevidamente, R$ 210 mil, desde janeiro de 2017 até abril de 2019, na condição de parlamentar.

“É preciso ressaltar que a regra de vedação à acumulação não atinge apenas os servidores ativos. A percepção simultânea de proventos de aposentadoria também devem observar os ditames constitucionais. Cumpre atentar que, em nenhum momento, a Constituição autorizou o acúmulo de três cargos, empregos e/ou funções remuneradas pelo Poder Público, ainda que exista compatibilidade de horários. Portanto, o mandato eletivo de vereador só é acumulável com mais um cargo, emprego ou função, desde que haja compatibilidade de horários. Desse modo, é inadmissível a acumulação remunerada de três ou mais cargos e empregos, ainda que todos sejam passíveis de dupla acumulação, ou mesmo que um deles provenha de aposentadoria”, conclui a promotora em trecho da ACP.

Diante do apurado pelo Ministério Público, a promotora Carmem Perazzo requereu à Justiça que seja concedida a tutela de evidência, suspendendo-se o pagamento dos subsídios ao promovido pela Câmara Municipal de Mamanguape, como medida mais imediata. O MPPB também requereu que seja reconhecida no acúmulo ilegal de eventos “a prática de ato de improbidade administrativa prevista no artigo 10º e 11 da Lei 8.429/92, condenando nas sanções previstas no artigo 12, incisos II e III, com o ressarcimento dos valores acrescidos ilegalmente a seu patrimônio, desde janeiro de 2017, momento em que assumiu a vereança, até a exata suspensão do pagamento dos subsídios de vereador ao mesmo, sendo que o montante deverá ser atualizado monetariamente pelos índices oficiais de correção e acrescidos de juros de mora na taxa legal, a serem apurados na fase processual adequada”.

Assessoria de Imprensa – MPPB

porpjbarreto

IFPB divulga lista final de candidatos inscritos no concurso público para Professor

Concurso público do IFPB para Professor tem mais de 23 mil candidatos aptos às provas

Confira a lista final de inscritos, para Docente!

O concurso público para o cargo de Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT) promovido pelo Instituto Federal da Paraíba tem 23.852 candidatos aptos à realização da prova. O balanço consta na lista final de inscritos divulgada nesta quinta-feira (25).

Confira neste link a relação final de inscritos para o edital 148/2018.

De acordo com o cronograma, os locais das provas objetivas serão divulgados no dia 27 de maio. Os exames serão aplicados no dia 09 de junho e acontecerão nas cidades de João Pessoa, Cabedelo, Guarabira, Campina Grande, Picuí, Monteiro, Patos, Sousa e Cajazeiras.

Já as provas de desempenho estão marcadas para o período de 19 de julho a 12 de agosto e acontecerão nas cidades de Cabedelo, Cajazeiras, Campina Grande, João Pessoa, Patos e Sousa.

A entrega de títulos ocorrerá no período de 16 a 25 de setembro. O concurso também prevê a convocação para o procedimento de Heteroidentificação (confirmação, por meio de uma banca, de que a autodeclaração do candidato negro é verdadeira), etapa que está prevista para o dia 23 de outubro.

O resultado final do concurso que oferece 90 vagas será divulgado no dia 22 de novembro. Acompanhe neste link as informações do edital 148.

O Instituto Federal da Paraíba possui, atualmente, mais de 20 unidades espalhadas em todo o Estado. O salário inicial da carreira de professor no IFPB é de R$ 4.463,93, mas varia de acordo com a titulação apresentada pelo candidato no momento de sua nomeação.

 

Assessoria de Imprensa do IFPB

porpjbarreto

Simulado encenará acidente com múltiplas vítimas no Busto de Tamandaré

Com o objetivo de preparar equipes de socorro, trânsito e defesa civil, o Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba (Coren-PB), em parceria com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de João Pessoa, realizará um simulado de acidente com múltiplas vítimas, no dia 11 de maio, em frente ao Busto de Tamandaré.

Profissionais do Corpo de Bombeiros, Policia Militar, Samu e serviços móveis de instituições privadas estarão no local para prestar o atendimento. As vítimas serão encaminhadas de acordo com a gravidade de cada uma.

“Planejamos este simulado com o intuito de integrar todas as equipes e treinar os profissionais para situações como esta”, destaca a professora da UFPB e coordenadora do evento, Angela Amorim.

Com realismo, a encenação terá direito a sangue e fraturas expostas. Os personagens são estudantes de enfermagem maquiados especialmente para o simulado. Ao todo, 30 profissionais e estudantes participarão do evento.

A presidente do Coren-PB, Renata Ramalho, ressalta a importância da atividade. “A iniciativa é fundamental para definir os protocolos de situações de gravidade para que todos entendam a função do outro.

A ação faz parte da 20ª Semana da Enfermagem, com o tema “Enfermagem: um olhar para quem cuida”, realizada pelo Coren-PB, de 02 a 28 de maio, nas 16 regionais de saúde.

Serviços

Serão ofertados ainda, simultaneamente a simulação, os serviços de auriculoterapia, vacinação contra Influenza, teste rápido para IST’s, verificação de pressão arterial, glicemia capilar e avaliação antropométrica.

Nathalia Correia – Assessora de Comunicação Coren-PB 
porpjbarreto

Maia quer Aguinaldo Ribeiro para relatar Previdência na comissão especial

Aguinaldo Ribeiro é considerado um dos melhores articuladores e deputados com melhor trânsito em todos os partidos.

O líder da maioria, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), é o nome preferido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para relatar a proposta de emenda à Constituição da reforma da Previdência na comissão especial, o próximo local por onde a PEC passará após a aprovação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O texto foi aprovado por 48 votos a 18 na noite da terça-feira (23).

Há um acordo entre as lideranças governistas para instalar a comissão especial nesta quinta-feira (25). Os trabalhos, porém, só começarão após 6 de maio, no retorno do feriado do Dia do Trabalho. Para a presidência do colegiado que analisará o mérito da PEC da Previdência, Maia deve indicar o deputado Marcelo Ramos (PR-AM).

Publicamente, Aguinaldo tem dito que não quer saber de nada relacionado à reforma. Porém, desde que o texto chegou ao Congresso, ele acompanhou a maior parte dos encontros em que o assunto foi discutido com Rodrigo Maia. Para se blindar das especulações, o deputado assumiu a liderança da maioria, afirmando que assim não poderia estar no cargo sugerido. Ele foi líder do governo Michel Temer na Câmara e no Congresso e ministro das Cidades da ex-presidente Dilma.

“Ele de fato está meio avesso a aceitar. Não quer assumir sozinho. Mas vai acabar ficando, sim. O Maia quer e nós vamos pressionar também”, afirmou ao Congresso em Foco, sob condição de anonimato, um deputado do Centrão, grupo formado por DEM, Solidariedade, PP, PR e PRB. Segundo ele, embora ainda indeciso, Aguinaldo tende a aceitar o convite. A mesma avaliação foi feita por outros dois deputados de partidos diferentes do Centrão.

Aguinaldo é conhecido na Casa como um deputado com trânsito com todos os partidos e capacidade de diálogo inclusive com a oposição. Em sua posição de líder da maioria, tem atuado de forma discreta, como lhe é típico, com foco em conversas de bastidores.

“A reforma da Previdência foi feita dentro de um contexto complementar. Quando foi concebida a emenda 95, foi para haver a reforma, e para redução de gastos para haver equilíbrio fiscal. Vamos ter ambiente de discussão política de mérito em outra ocasião”, afirmou Aguinaldo na reunião dessa terça, ao orientar em nome da maioria contra um dos requerimentos apresentados pela oposição, que tentou obstruir os trabalhos.

Apesar de ser o predileto de Maia, Aguinaldo não é o nome mais bem visto pelo governo. A equipe econômica tem predileção por dois tucanos. O ministro da Economia, Paulo Guedes, vê com simpatia o deputado Paulo Abi-Ackel (MG). Já o secretário especial da Previdência, Rogério Marinho, prefere Eduardo Cury (SP).

O presidente da Câmara já demonstrava irritação desde o início da tramitação da PEC da Previdência com a interferência da equipe econômica, quando Marinho já falava em Cury para a relatoria da reforma na comissão especial.

 

Congresso em Foco

porpjbarreto

Justiça converte prisão da ex-secretária Livânia Farias em medidas cautelares

A juíza Andréa Gonçalves Lopes Lins, em substituição na 5ª Vara Criminal, proferiu decisão na tarde da última terça-feira (23) convertendo a prisão preventiva da ex-secretária Livânia Maria da Silva Farias em medidas cautelares. As medidas são as seguintes: proibição de acesso às repartições do Governo do Estado, proibição de manter contato com testemunhas e outros investigados da Operação Calvário, em especial agentes públicos estaduais, fornecedores da secretaria de Estado da Saúde, fornecedores de campanha eleitoral e seus parentes até o 3º grau, bem como doadores de campanha eleitoral, até o 3º grau, exceto os seus familiares até o 4º grau, proibição de se deslocar a locais com distância superior a 200 Km da Comarca de João Pessoa, proibição de exercer funções públicas e, por último, comparecimento mensal ao Ministério Público, em data a ser ajustada com o próprio órgão.

Em seu despacho, a magistrada adverte que o descumprimento de quaisquer das medidas importará na substituição por outras mais gravosas ou, se for o caso, o restabelecimento da prisão. Ela determinou, ainda, a expedição de alvará de soltura de Livânia Farias, contendo as medidas cautelares aplicadas, a fim de que seja imediatamente posta em liberdade, se por outro motivo não deva permanecer segregada.

De acordo com a decisão, não mais subsistem os motivos autorizadores da prisão, notadamente porque as investigações imprescindíveis já foram encerradas. “A denunciada, até o presente momento, não oferece nenhum tipo de resistência a eventuais novas acusações em seu desfavor, reconheceu perante o órgão acusatório as imputações apuradas neste processo, bem como apresentou informações de seu acervo de bens, não existindo risco de novas ocultações, portanto não se mostra adequada e necessária a manutenção da prisão, já que a instrução criminal não se encontra ameaçada”, destacou a juíza Andréa Gonçalves.

A ex-secretária Livânia Farias se encontra presa desde o mês de março no bojo da Operação Calvário. Com a renúncia dela do cargo de secretária, o processo foi remetido para a Primeira Instância. Conforme apontam as investigações, em 08/08/2018, Livânia teria recebido vantagem indevida no valor de R$ 840 mil, decorrente de delito de corrupção passiva, praticado, em tese, em detrimento ao erário do Estado da Paraíba, valor que teria sido desviado do contrato de gestão da Cruz Vermelha e do IPCEP.

Confira aqui a íntegra da decisão

Decisao_Livânia_Farias

 

Assessoria de Imprensa – TJPB

porpjbarreto

Confrontos da Pré-Copa do Nordeste 2020 estão decididos. Veja aqui!

Disputando por uma vaga para a Copa do Nordeste 2020, CRB-AL, Náutico-PE, Sampaio Corrêa-MA e ABC-RN ou América-RN jogam nas próximas duas quartas-feiras

Em sorteio realizado nesta quarta-feira (24), na sede da CBF, foram definidos os confrontos da Pré-Copa do Nordeste de 2020. Náutico x Campinense, Sampaio Corrêa x Confiança, CRB x Juazeirense e ABC-RN ou América x Altos se enfrentarão nas próximas duas quartas-feiras, nos dias primeiro e oito de maio. Os duelos estão sujeitos a alterações devido ao calendário dos clubes em outras competições. No formato de mata-mata, os quatro vencedores dos confrontos estarão classificados para a Copa do Nordeste de 2020. Em caso de empate, o jogo é decidido nas penalidades máximas. 

O sorteio está previsto no artigo 6º do Regulamento Específico da Competição. A Fase Preliminar tem a participação de oito clubes distribuídos em quatro grupos de duas equipes cada. CRB/AL, Náutico/PE, Sampaio Corrêa/MA e ABC/RN ou América/RN faziam parte do bloco A, os melhores classificados no ranking da CBF e os mandantes dos jogos de ida. No bloco B estavam Confiança/SE, Juazeirense/BA, Campinense/PB e Altos/PI, clubes de menor ranking.

Para a Copa do Nordeste 2020, 11 campeões estaduais já estão garantidos: Sport-RE, Santa Cruz-RE, Imperatriz-MA, Bahia-BA, Vitória-BA, Fortaleza-CE, Ceará-CE, CSA-AL, Botafogo-PB, River-PI, Frei Paulistano-SE. América-RN ou ABC-RN decidirão hoje, às 21h30, pela vaga no campeonato potiguar. A Copa do Nordeste 2019 está em sua fase semifinal – os confrontos Botafogo-PB x Náutico-PE e Fortaleza-CE x Santa Cruz-PE serão na quinta-feira (09/05), às 19h15 e 21h30, respectivamente. 

Veja mais: Pré-Copa do Nordeste 2020: confira regulamento e plano de ação

Confira os confrontos abaixo:

Náutico/PE x Campinense/SE
Sampaio Corrêa/MA x Confiança/SE
CRB/AL x Juazeirense/BA
ABC/RN ou América-RN x Altos/PI.

Assessoria de Imprensa – CBF