Autor pjbarreto

porpjbarreto

Com baixa avaliação: 1% diz que a gestão municipal de Cajazeiras está boa e 1% ótima

Em enquete realizada pelo Diário do Sertão, a gestão do prefeito de Cajazeiras, José Aldemir (PP) foi avaliada entre regular e péssima. As duas opções da enquete tiveram 49% dos cliques dos internautas.

Regular teve 4.712 votos, enquanto péssima teve 4.711 votos de um total de 9.617 opiniões.

Apenas 1% disse que a gestão municipal está boa e 1% disse que está ótima. A enquete foi ao ar entre os dias 11 e 15 de dezembro.

Fonte: Diário do Sertão

porpjbarreto

Meu mandato é compromissado com os humildes, não aceita injustiças e faz a defesa de políticas de inclusão diz Jeová no evento de diplomação

“O sentimento que tenho, com essa diplomação, é uma sensação de uma responsabilidade coletiva e eu como representante dos eleitores que me diplomaram, ou seja 31.017 paraibanos, só posso dizer que isso traduz uma história de vida vitoriosa, de superação e de enfrentamento dos problemas”, afirmou na última terça-feira (18), o deputado estadual Jeová Campos (PSB), logo após receber dos juízes representantes do Tribunal Regional Eleitoral o diploma de deputado eleito no último pleito. O parlamentar que estava acompanhado na solenidade de diplomação, realizada no Centro de Convenções, dos filhos, da esposa Solange e de outros parentes, subiu ao palco para receber seu diploma acompanhado do filho mais novo, Mateus.

O parlamentar dedicou o diploma ao povo da Paraíba, representado pelos 31.017 eleitores que acreditam num mandato que é compromissado com os humildes, que não aceita as injustiças sociais, que não participa dos banquetes dos poderosos, que faz a defesa de políticas de inclusão, de geração de oportunidades de trabalho, de construção da cidadania, que defende uma sociedade sem preconceito de raça, cor, origem, etnia, ou de concepção filosófica e que não aceita a intolerância. “Meu mandato tem compromisso com tudo isso e com a democracia. Os votos que me elegeram simbolizam, para mim, a resistência e o desejo de ver uma sociedade sorridente, democrática e que possa ser um dia feliz de verdade”, disse Jeová, que retoma a ALPB, em 2019, para exercer seu terceiro mandato na Casa. No primeiro e segundo mandatos, o parlamentar foi escolhido, pelos jornalistas que acompanham as atividades legislativas da ALPB, como um dos mais atuantes.

A solenidade de diplomação dos eleitos no último pleito – deputados estaduais e federais, os senadores, os respectivos suplentes e o governador – foi iniciada com a projeção de um vídeo sobre a Paraíba e outro sobre o TRE. Houve, em seguida, a apresentação do coral do Unipê e a execução do Hino Nacional. O presidente do TRE-PB, Carlos Beltrão Filho, abriu a solenidade discursando sobre a importância e lisura do trabalho feito pelo Tribunal Regional Eleitoral e ainda sobre o verdadeiro papel da política. “A boa política muda a realidade da sociedade e promove o desenvolvimento do povo. Apelo para que os eleitos tenham essa percepção e direcionem suas ações para o povo, para os mais necessitados”, disse Carlos Beltrão Filho.

Assessoria

porpjbarreto

PF cumpre oito mandados de busca e apreensão; Kassab é um dos alvos

Gilberto Kassab é o atual ministro de Ciência e Tecnologia de Temer.

A Polícia Federal está cumprindo hoje, quarta-feira (19) oito mandados de busca e apreensão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O ministro de Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, ex-prefeito de São Paulo (2010 a 2016) e indicado para a Casa Civil no governo de João Doria (PSDB), é um dos alvos da ação. Policiais federais foram ao apartamento dele em um bairro nobre de São Paulo.

Um grupo de 40 policiais federais cumprem oito mandados de busca e apreensão, dos quais seis em São Paulo e dois no Rio Grande do Norte. Os alvos são investigados pelos crimes de corrupção passiva e falsidade ideológica eleitoral.

As investigações têm como base informações transmitidas durante delações premiadas de executivos da J&F. O objetivo é apurar suposto recebimento de vantagens indevidas por parte de Kassab enquanto estava na prefeitura.

De acordo com a PF, as vantagens teriam sido exigidas pelo grupo empresarial do ramo dos frigorífico em troca da defesa de interesses, assim como para direcionar o apoio político na campanha presidencial de 2014.

Segundo informações da Polícia Federal, parte dos recursos foi repassada para campanha de um determinado candidato ao governo do Rio Grande do Norte e a um deputado federal, ambos eleitos. Porém, os nomes não foram divulgados.

A suspeita é que os valores eram recebidos por empresas por meio da simulação de serviços que não foram efetivamente prestados e para os quais foram emitidas notas fiscais falsas.

 

Agência Brasil

porpjbarreto

Informação Importante: Por baixa adesão “Realize o Sonho da Casa Própria” foi cancelado

Informação Importante: Por motivo de baixa adesão ao projeto Realize o Sonho da Casa Própria, com sorteio pelo milhar do 1º PRÊMIO da LOTEP, EXTRAÇÃO (29/12/2018) das 15h30, foi cancelado. Informamos ainda, que os amigos e amigas que adquiriram os bilhetes possam procurar os vendedores para serem ressarcidos.

 

Rádio Rural FM de Cajazeiras.

Instituto de Desenvolvimento Social da Paraíba – IDESP.

Informações: (83) 9.9151.0310 / 9.9927.3848

 

fmrural.com.br

porpjbarreto

Justiça de Goiás nega habeas corpus ao médium “João de Deus”

A Justiça de Goiás negou hoje, terça-feira (18) o habeas corpus para o médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, preso desde o último domingo, alvo de denúncias de abuso sexual de mulheres que buscavam tratamento na Casa Dom Inácio de Loyola. O advogado do médium, Alberto Toron, disse que irá recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para conseguir a liberdade de seu cliente.

“Apenas a liminar foi apreciada e negada. O julgamento final do habeas deverá se dar após o recesso. Discordamos da decisão e vamos recorrer ao STJ”, afirmou Toron, em nota à imprensa.

Movimentação na Casa de Dom Inácio, onde o médium João de Deus realiza atendimentos e cirurgias espirituais.

A defesa de João de Deus pretende transformar a preventiva em prisão domiciliar com uso de tornozeleira. Segundo o advogado, é preciso levar em conta a idade avançada e o estado de saúde do médium. Ele está em uma cela de 16 metros quadrados com pia e vaso sanitário, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

A prisão preventiva foi decretada com base em 15 denúncias já formalizadas em Goiânia, todas por crimes sexuais. O médium se entregou à polícia de Goiás, na tarde de domingo (16), em uma estrada de chão, em Abadiânia, onde mantém suas obras sociais e o centro de atendimento. Desde a semana passada, a força-tarefa do Ministério Público de Goiás recebeu 506 relatos de crimes sexuais atribuídos ao médium.

Agência Brasil

porpjbarreto

Esplanada dos Ministérios ficará interditada a partir de 30 de dezembro para posse de Bolsonaro

Palácio do Planalto estima que a posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro, vai ter entre 250 mil e 500 mil pessoas

Foto: EBC

A Esplanada dos Ministérios vai estar interditada a partir do dia 30 de dezembro para a posse do presidente eleito Jair Bolsonaro. É o que explicou o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen.

“Nós vamos interditar a Esplanada dos Ministérios à zero hora (meia noite) do dia 30, e ela passará a ser ocupada pela estrutura de segurança, para que nós possamos assegurar a todos que venham a essa festa, todas as condições essenciais e necessárias para que tudo transcorra como nós esperamos e temos certeza que vai transcorrer.”

No dia 1º de janeiro, a segurança vai estar bem reforçada. O acesso de pedestres vai ser feito exclusivamente pela Rodoviária, na região central de Brasília. Além disso, terá quatro pontos de revista pessoal.

De acordo com o Palácio do Planalto, não poderão ser levados para a Esplanada dos Ministérios armas de fogo, objetos cortantes, drones, produtos inflamáveis, fogos de artifício, apontadores laser, sprays, garrafas, bebidas alcoólicas, guarda-chuva, animais, bolsas e mochilas, máscaras e carrinhos de bebê.

A Esplanada vai contar com postos médicos, pontos de água, banheiros e telões. Já os vendedores ambulantes vão ser proibidos de acessarem o local.

O Palácio do Planalto estima que a posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro, no dia 1º de janeiro, vai ter entre 250 mil e 500 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios.

 

Reportagem – Cintia Moreira

Fonte: Agência do Rádio

porpjbarreto

Governador eleito da PB, vice, senadores, deputados e suplentes são diplomados

Diplomação do TRE-PB aconteceu no teatro Pedra do Reino, em João Pessoa.

O governador eleito da Paraíba, João Azevedo (PSB), a vice, Lígia Feliciano (PDT), os deputados federais e estaduais e os senadores eleitos nas Eleições 2018 foram diplomados nesta terça-feira (18), pelo Tribunal Regional Eleitoral do estado (TRE-PB), durante uma cerimônia no teatro Pedra do Reino, em João Pessoa.

Na cerimônia, João Azevêdo ressaltou que pretende fazer uma gestão de continuidade e ampliação de políticas do atual governo. “Agregar sempre melhorias em todas as políticas públicas é nosso objetivo. Não há nada na vida que não precise de aperfeiçoamento, não há nada na vida que não precise de melhorias. É isso que vamos buscar em cada política pública implementada, reforçando aquilo que efetivamente deu muito certo e alterando aquilo que nós precisamos, que entendemos que precisa de rota a ser mudada”, disse.

Ao todo, receberam o diploma dois senadores, com dois suplentes cada, 12 deputados federais e 36 deputados estaduais. Essa etapa do processo eleitoral confirma que os eleitos cumpriram o que é previsto em lei e estão aptos para serem empossados.

Além disso, os primeiros e segundos suplentes mais votados por partido ou coligação – sendo 10 de deputados federais e 14 de deputados estaduais – também foram diplomados. Os diplomas são assinados pelo presidente do Tribunal, o desembargador Carlos Martins Beltrão Filho.

G1-PB

porpjbarreto

Justiça Federal da Paraíba funcionará em regime de plantão a partir desta quinta-feira (20)

Expediente será retomado, normalmente, no dia 07/01

Os usuários que precisam de atendimento ou de outros serviços oferecidos pela Justiça Federal na Paraíba (JFPB) devem ficar atentos, a partir desta quinta-feira (20). É que este será o primeiro dia do recesso forense e administrativo do órgão, que funcionará em regime de plantão até o dia 06/01, de acordo com a Portaria nº 967/2018. O expediente será retomado, normalmente, no dia 07/01, das 9h às 18h.

Durante o período de recesso, o Plantão Judiciário das Subseções de Campina Grande, Monteiro, Guarabira, Sousa e Patos será centralizado na sede da JFPB, em João Pessoa. No entanto, cada Subseção irá manter servidores plantonistas para recebimento dos pedidos urgentes dirigidos àqueles juízos e encaminhamento ao magistrado plantonista na Capital, bem como Oficiais de Justiça para eventual necessidade de cumprimento, nas Subseções, de diligências determinadas durante o plantão.

É importante destacar que, conforme prevê o art. 220 do Novo Código de Processo Civil (CPC), até o dia 20/01, os processos cíveis terão seus prazos suspensos e não serão realizadas audiências ou sessões de julgamentos desses casos. Os prazos das audiências nos processos penais transcorrerão normalmente a partir do dia 07/01, primeiro dia útil após o período de recesso.

Os telefones para atendimento do Plantão Judiciário são os seguintes:

João Pessoa e Guarabira: (83) 99982-3061;

Campina Grande, Monteiro, Patos e Sousa: (83) 99971-4007.

 

Assessoria de Comunicação 
Justiça Federal na Paraíba – JFPB

porpjbarreto

Jarismar Pereira assume a partir de janeiro a comunicação da Câmara de Cajazeiras

O radialista Jarismar Pereira estará assumindo, a partir de janeiro de 2019, a assessoria de comunicação da Câmara Municipal de Cajazeiras.

Pereira, que já foi Secretário de Comunicação nos governos: Léo Abreu e Calos Rafael – passará a responder pela divulgação das ações do Poder Legislativo.

A nomeação por parte do futuro presidente dar-se-á no início do ano. Já a posse de Deusinho da Arara (PTC) como novo presidente da Casa Otacílio Jurema, está programada para acontecer no próximo dia (28) de dezembro.

 

Com Blog do Furão

porpjbarreto

Posse de Bolsonaro terá agentes disfarçados no meio do público e ‘snipers’; veja como será a cerimônia

A posse de Jair Bolsonaro (PSL), no dia 1º de janeiro, terá o maior esquema de segurança da história do evento. O atentado sofrido pelo então candidato, em setembro, e as denúncias de ameaças feitas contra ele após a eleição aumentaram a preocupação dos que participam do planejamento, que vem sendo discutido há semanas em grupos que reúnem a equipe do atual presidente, Michel Temer (MDB), e a de transição.

Doze mil agentes trabalharão na operação. O maior esquema de segurança para uma posse presidencial montado até hoje foi o empregado quando Luiz Inácio Lula da Silva (PT) assumiu o cargo pela primeira vez, em 2003, com 8,2 mil homens das forças de segurança. Na última cerimônia do tipo, em 1º de janeiro 2015, dia em que Dilma Rousseff (PT) deu início ao seu segundo mandato, foram 4 mil.

Atiradores de elite, os “snipers”, ficarão posicionados em prédios da Esplanada dos Ministérios e haverá um grande contingente de agentes disfarçados entre os espectadores, durante todo o tempo em que Bolsonaro estiver exposto ao público. O culto na Catedral de Brasília e o desfile em carro aberto até o Congresso ainda não estão garantidos.

— Estão todos torcendo pela chuva em Brasília. Se o tempo ajudar, o presidente não precisará desfilar em carro aberto — disse ao EXTRA um auxiliar do governo.

Segundo auxiliares da Presidência revelaram ao EXTRA, todo o evento está sendo pensado de modo a reduzir ao mínimo possível o risco de um atentado com arma de fogo contra o presidente eleito, que usará colete à prova de balas. Por causa da estrutura de segurança, o custo total da posse deve chegar a cerca de R$ 1 milhão, quase o dobro de eventos anteriores.

DETALHES DA CERIMÔNIA

AGENTES

Os 12 mil homens envolvidos no esquema de segurança da posse serão integrantes das Forças Armadas, das polícias federal, civil e militar, dos Bombeiros e do departamento de trânsito do Distrito Federal.

ZONA DE EXCLUSÃO

A Esplanada dos Ministérios será isolada e convertida numa espécie de zona de exclusão alguns dias antes da posse. Bloqueadores de radiofrequência serão utilizados para dificultar a comunicação entre possíveis criminosos. Militares do Exército vão isolar e monitorar todo o entorno da Esplanada.

HORÁRIO

A sessão solene que dará posse ao 38º presidente da República do Brasil, no Congresso, será às 15h do dia 1º de janeiro de 2019.

QUEM CUIDA

A área do desfile e o evento no Palácio do Planalto serão controlados pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência. No Congresso, a segurança será feita pela Polícia Legislativa.

CERCAS

O governo comprou 32 quilômetros de cercas de aço para isolar o perímetro e criar espaços controlados de circulação para o público na Esplanada. Além de revistar cada pessoa, haverá controle de volumes, até garrafas d’água serão fracionadas para evitar possíveis ataques com coquetel molotov.

AMEAÇAS

Como revelou recentemente o vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão, o serviço de inteligência do governo descobriu planos para matar Jair Bolsonaro, incluindo até a participação de grupos terroristas internacionais, além do emprego de atiradores de elite e carro-bomba. No dia 6 de setembro, quando fazia campanha em Juiz de Fora (MG), Bolsonaro levou uma facada na barriga e precisou passar por duas cirurgias. Por conta da lesão no intestino, ele usa bolsa de colostomia, que será retirada em nova cirurgia, marcada para 28 de janeiro.

PÚBLICO

A expectativa é de que a passagem de bastão de Temer para Bolsonaro atraia um público de cerca de 100 mil pessoas para a Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

DESCONVIDADOS

O Ministério das Relações Exteriores informou ontem que ‘desconvidou’ os presidentes de Cuba, Miguel Díaz-Canel, e da Venezuela, Nicolás Maduro, para a posse. O Itamaraty ressaltou que recebeu da equipe do presidente eleito “a recomendação de que todos os chefes de Estado e de governo dos países com os quais mantemos relações diplomáticas deveriam ser convidados”. A decisão de retirar o convite a Cuba e Venezuela foi tomada depois, também por recomendação do governo eleito, e “exigiu uma nova comunicação a esses dois governos”.

 

Fonte: extra.globo.com