Categoria Paraíba

porpjbarreto

Exclusivo: Filha de prefeito teria pedido “cabeça” de secretária e amiga íntima do gestor

Bastidores do Poder: esposa de prefeito descobre encontros com amantes via empregadas domésticas e “cabeças” vão rolar

– Prefeito de importante cidade do interior da Paraíba teria demitido todas as empregadas de sua residência, após sua esposa tomar conhecimento dos encontros amorosos do mesmo e sua amante na casa de secretária municipal e fiel amiga de longa data.

– A esposa traída sempre que presta entrevista à imprensa faz questão de transmitir sua indignação dos casos do suposto ex-esposo prefeito com as amantes.

– Populares e pessoas próximas ao casal já dão como certa a separação de ambos.

– Em uma solicitação de ajuda para um parente, uma servidora da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano da cidade, teria pedido à esposa do prefeito, que pudesse intervir, mas recebeu como resposta, que não era mais a esposa do prefeito, porém, que a pessoa fizesse a referida solicitação à secretária, pois, a mesma é amiga íntima do prefeito. “Ela vai lhe atender amiga”. Teria dito.

– Ainda de acordo com uma informação confidencial, chegada a nossa redação – a filha do referido casal, que reside no Sudeste do país, teria pedido a “cabeça” da amiga íntima do seu pai, que responde pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano. Resta aguardar se “cabeças” vão rolar.

 

Redação – fmrural.com.br

porpjbarreto

Com homenagem especial a Gabriel Diniz, Romero abre a 36ª edição d’O Maior São João do Mundo

Homenageando o cantor Gabriel Diniz, que participaria do Maior São João do Mundo no próximo dia 30, o prefeito Romero Rodrigues abriu oficialmente a edição 2019, exatamente à meia-noite, pedindo proteção divina, discernimento e sabedoria para que o evento ocorra com tranquilidade.

Logo em seguida, Santana cantou “Olha Pro Céu, Meu Amor”, canção regional que, há 36 anos marca o início das festividades juninas de 30 mil dias em Campina Grande.

Em seguida, um show pirotécnico de aproximadamente 15 minutos marcou os céus da cidade. O prefeito comemorou o resultado de todo trabalho, que culminou na realização da primeira noite do evento que se estenderá pelos próximos 30 dias.

“Todo ano a ansiedade é grande, mas graças a Deus vai dar tudo certo, como sempre deu, resultado do esforço de muita gente para proporcionar alegria para nosso povo e turistas”, declarou em entrevista, minutos depois.

A fala do prefeito foi muito rápida. Ele agradeceu todo empenho e competência da empresa Medow Enterteniment, organizadora da festa. Em seguida surgiu no telão a homenagem a Gabriel Diniz, o GD, que morreu recentemente num acidente aéreo e que desde 2016 era presença garantida no evento. A música “Jenifer”, que catapultou o sucesso do artista em nível nacional, foi entoada pela multidão.

Shows

Mesmo com o cancelamento do show da cantora Ivete Sangalo na véspera de sua apresentação, uma multidão compareceu ao Parque do Povo, e aprovou o novo layout, com mais espaço para o público.

A primeira atração da noite foi Genival Lacerda, com mais de 60 anos de carreira, que mostrou toda felicidade em voltar ao palco principal do Maior São João do Mundo. Depois,  Os Três do Nordeste, com seus grandes sucessos, seguido de Santana, com uma participação especial de Flávio José. Pedrinho Pegação fechou a primeira noite.

Convidados

Muitas autoridades prestigiaram a abertura da edição 2019. O presidente do Congresso Nacional, Davi Alcalumbre, convidado da senadora Daniela Ribeiro, seus colegas Marcos Rogério (RO), Fernando Bezerra (PE) e o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Duarte Guimarães, entre outros executivos.

Acompanhado da primeira dama, Michelline Rodrigues, o prefeito recepcionou no camarote oficial, o deputado federal Pedro Cunha Lima, o vice-prefeito da capital, Manoel Júnior, deputados estaduais Ricardo Barbosa e Tovar Correia Lima, além do conselheiro Fábio Nogueira, do TCE, secretários municipais, vereadores e lideranças regionais.

Com segurança reforçada por 250 câmeras e sistema de identificação facial, a primeira noite transcorreu sem registro de fatos graves na área de segurança.

Neste sábado, as atrações do palco e principal do Parque do Povo são Os Gonzagas, Avine Vinny, Flávio José e Calcinha Preta.

Assessoria de Imprensa – PMCG

porpjbarreto

Defesa revela doença de Roberto Santiago pede prisão domiciliar e justiça nega

A defesa do empresário Roberto Santiago, preso na Operação Xeque-Mate, no dia 22 de março, impetrou Habeas Corpus, solicitando a substituição da prisão preventiva em domiciliar. Os advogados alegam que Santiago sofre de doença pulmonar crônica que necessita de sessões semanais de fisioterapia e natação.

Os argumentos elencados pela defesa, no entanto, não foram acatados pelo Tribunal de Justiça da Paraíba nem pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça, Félix Fischer é muito menos pelo Ministério Público Federal, que na quarta-feira (5), emitiu parecer contrário à soltura de Roberto Santiago.

Com o parecer do MPF, o pleno do STJ deve julgar até o final do mês a liminar do ministro Félix Fischer, que negou Habeas Corpus ao empresário. A expectativa não é boa para Santiago, já que o ministro do STJ é conhecido pela dureza em suas decisões. Ele negou todos Habeas Corpus impetrados pela defesa do ex-presidente Lula.

Roberto Santiago foi apontado em depoimentos, durante as investigações como o responsável pelos pagamentos que resultaram na compra do mandato do ex-prefeito Luceninha, em Cabedelo. O gestor renunciou ao cargo, em 2013, abrindo caminho para o agora também ex-prefeito Leto Viana (PRP) assumir o cargo de prefeito, que era o vice de Luceninha.

Fonte: Blgo do Anderson Soares

porpjbarreto

Parlamentares paraibanos participam de lançamento de Carta em defesa do Fundeb

Com objetivo de unir os parlamentares, educadores e pessoas interessadas na luta em defesa da educação brasileira, lideranças políticas de 23 estados, participaram na última sexta-feira (7), do 1º Encontro Nacional dos presidentes e vice-presidentes das Comissões de Educação das Assembleias Legislativas. Ao final do evento, foi lançada a Carta de Florianópolis, documento que defende a aprovação da PEC à Constituição que torna o Fundeb uma política permanente de financiamento da educação básica e a retomada da implementação do Plano Nacional da Educação. A Paraíba contou com as participações da deputada Estela Bezerra (PSB), e do deputado Chió (REDE), que atuam (respectivamente) na presidência e vice-presidência da Comissão de Educação.

florianópolis (2)Para a deputada Estela, que integrou a relatoria para a elaboração da Carta, o documento reforçou a preocupação das lideranças com a educação brasileira. “

Estamos lutando pela garantia do Fundeb. É fundamental que não percamos os mecanismos de financiamento da educação. O debate de hoje foi bastante rico e produtivo nesse sentido”, avaliou a parlamentar.

A idealizadora do encontro e presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Luciane Carminatti (PT), reafirmou a fala de Estela, ressaltando que o futuro da educação no Brasil é pauta prioritária. “Há um consenso com a preocupação em manter o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) permanente e aumentar a contribuição da União para viabilizar o cumprimento das metas previstas no PNE”, destacou a parlamentar.

O documento vai ser encaminhado ao Ministério da Educação (MEC), governadores, senadores, deputados federais e estaduais, tribunais de contas, ministérios públicos estaduais e outras entidades preocupadas com o setor.

Sobre o encontro

O financiamento público da educação foi o centro dos debates do 1º Encontro Nacional dos Presidentes e Vice-presidentes das Comissões de Educação das Assembleias Legislativas. Tornar o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) permanente e aumentar a contribuição da União para viabilizar o cumprimento das metas previstas no Plano Nacional da Educação (PNE) foram temas de discussão no encontro. A guerra ideológica no atual comando do MEC, a preocupação da possível desobrigação da União no financiamento da educação superior,  e a “crueldade” com os professores na Reforma da Previdência também foram discutido pelos parlamentares.

Carta de Florianópolis

Nós, deputados e deputadas estaduais, reunidos no Primeiro Encontro Nacional de Presidentes e Vice-Presidentesflorianópolis (1) de Comissões de Educação das Assembleias Legislativas para debater e buscar estratégias de garantia do financiamento e execução das Metas do Plano Nacional de Educação, que, na atual conjuntura, se encontra sob ameaça, assumimos o compromisso de nos tornarmos instâncias de mobilização permanente junto à sociedade civil, Administrações e Câmaras Municipais, a representação da bancada federal de cada unidade da federação.

Colocar em movimento e em articulação essas instâncias é uma atitude estratégica neste momento crucial para educação brasileira, considerando a capilaridade e a proximidade com a população, as administrações e Câmaras Municipais, próprias dos legislativos estaduais, assim como a capacidade de articulação com as representações de cada unidade federativa no Congresso Nacional.

Destacamos a importância de aprovação da PEC que torna o Fundeb uma política permanente de financiamento da educação básica. Acreditamos que a relevância do Fundeb para a conquista de alguns indicadores positivos na construção da qualidade do ensino e da valorização profissional é um ponto pacificado no Brasil, e apelamos à continuidade da ação coordenada entre as duas Casas do Congresso Nacional para consolidar a máxima convergência entre os textos em tramitação.

Consideramos muito relevante o redimensionamento da participação dos entes federados na manutenção e aprimoramento do Fundeb, notadamente de parte da União. Neste aspecto, o financiamento da educação básica precisa ser um indutor efetivo do regime de colaboração entre União, Estados e Municípios. Não é possível que à União não sejam exigidas parcelas maiores de contribuição na busca de universalização da educação básica brasileira com qualidade e equidade.

Neste sentido, o novo Fundeb deve ser incorporado às disposições permanentes da Constituição Federal visando:

Manter a cesta de recursos obrigatórios, vinculados nas três esferas da administração; Assegurar a distribuição proporcional dos recursos em relação às matrículas de cada rede; Ampliar progressivamente a complementação da União para o mínimo de 40% da soma de todos os fundos estaduais; Limitar a 30% a apropriação de recursos federais vinculados a manutenção e desenvolvimento da educação para efeitos da complementação federal; Avançar na perspectivas de alcançar a distribuição da parcela de complementação federal diretamente às redes de ensino com menores capacidades fiscais, considerados todos os recursos vinculados a manutenção e desenvolvimento do ensino; Configurar como crime de responsabilidade o descumprimento de seus dispositivos; Incrementar e tornar efetivo o seu controle social, interno e externo;

Estabelecer a vinculação obrigatória de tributos derivados da exploração de petróleo, gás natural e outros recursos minerais; Impedir que as novas vinculações sejam substitutivas dos recursos já comprometidos com a atual cesta de impostos;

Destinar, pelo menos 75% dos recursos para gastos com a remuneração dos profissionais da educação; Relativizar o impacto dos gastos com pessoal da educação para efeitos da lei de responsabilidade fiscal; Assegurar o incremento real do piso salarial profissional nacional do magistério e regular a instituição do piso salarial profissional nacional dos demais profissionais da educação; Vedar a utilização dos recursos vinculados à manutenção e desenvolvimento do ensino para pagamento de benefícios previdenciários de aposentadorias e pensões; Constitucionalizar o custo aluno qualidade como referência do financiamento; Considerar indicadores sociais e econômicos para efeitos redistribuição equitativa; Revogar a EC (Emenda Constitucional) 95.

Destacamos, ainda, a urgência da retomada de implementação do Plano Nacional de Educação, aprovado com ampla participação da sociedade, em um rico professo de construção de consensos. É sabido por todos que o PNE está com atrasos significativos no alcance das metas e estratégias previstas em lei. A nossa preocupação aumenta em relação ao PNE, frente a aprovação de medidas governamentais que vão de encontro aos seus dispositivos e que implicarão negativamente na construção do Sistema Nacional de Educação.

Reafirmamos o nosso compromisso com a defesa e a promoção da educação pública e envidaremos todo o nosso espaço de representação popular na busca de alternativas que superem limites e restrições impostos aos direitos sociais.

Nos somamos à voz das ruas que pavimentam a esperança em caminhos que se alarguem na direção da qualidade da educação, na elevação de investimentos e nos respeito aos educadores e educadoras. Repudiamos os cortes nas bolsas de estudo e de pesquisa, nos recursos discricionários imprescindíveis à manutenção e aprimoramento das instituições federais de ensino superior e de educação profissional e tecnológica.

Diante dos acertos e do esforço empreendido para o êxito do Primeiro Encontro Nacional de Presidentes e Vice-Presidentes de Comissões de Educação das Assembleias Legislativas, propomos que este evento se torne regular nas nossas agendas e que seja realizado o próximo encontro no segundo semestre de 2019 e assumimos o compromisso de promover frentes parlamentares estaduais entre as Assembleias Legislativas e as Câmaras Municipais e promover os pactos pelo Fundeb permanente entre a bancada federal de cada unidade da federação, assembleias legislativas e representações da Undime.

 

Viva a Educação!

Viva o Legislativo Estadual!

Florianópolis, 7 de junho de 2019

 

Assessoria de Imprensa – ALPB

porpjbarreto

Veneziano destaca ações na área de segurança e investimentos do Governo do Estado para o São João de Campina Grande

Ao participar e discursar em Campina Grande, durante solenidade de entrega de viaturas e armamentos para as Polícias Militar, Civil e Corpo de Bombeiros, por parte do Governador João Azevêdo, na última sexta-feira, 07, o Senador Veneziano Vital (PSB-PB) destacou os investimentos do Estado, não apenas para combater a criminalidade, mas também nas políticas públicas que colaboraram para que a Paraíba pudesse ser reconhecida nacionalmente nesse contexto.

Os equipamentos serão primordiais para o trabalho das unidades militares e civis, notadamente agora, durante os festejos juninos. Veneziano destacou o volume de investimentos pelo Governo em Campina e disse que, nos debates sobre segurança dos quais participa, em Brasília, ao apresentar a realidade da segurança pública da Paraíba, recebe o reconhecimento, pelos resultados e números obtidos pelo Estado.

“São mais de um milhão e duzentos mil reais investidos. E isso tem um significado muito grande. Essa presença da Segurança Pública não é apenas em Campina Grande, mas em toda a Paraíba e vai se estender até o mês de julho, quando muitas cidades ainda realizam festejos juninos”, destacou o Senador paraibano, ao lembrar outras ações no São João de Campina Grande, como a realização do Salão de Artesanato..

Veneziano disse que os números que colocam a Paraíba numa situação de respeito em relação a investimentos e resultados na área de segurança não são forjados, mas trabalhados cientificamente e resultado de ações sem improvisação: “Se não estamos alcançando o ideal, estamos buscando dia a dia melhorar. E tudo isso graças a um trabalho continuado, desde o começo da gestão Ricardo Coutinho, e trabalhado eficazmente no Governo João Azevedo”.

Confira o pronunciamento do Senador:

https://www.facebook.com/senadorvenezianovital/videos/457379001756072/

Os Investimentos

Na solenidade em Campina Grande, o governador João Azevêdo lançou o planejamento operacional do São João 2019. Na ocasião, ele anunciou as promoções de mais de 600 policiais militares e de bombeiros militares e entregou 13 novas viaturas e 18 motos para a Polícia Militar – um investimento superior a R$ 1,2 milhão -, além de duas viaturas de combate a incêndio para o Corpo de Bombeiros, novos veículos para a Polícia Civil, sendo 32 substituídos em todo o Estado, e armamentos para a Secretaria da Administração Penitenciária.

Ele também evidenciou que o São João de Campina Grande contará com o auxílio do sistema de monitoramento e do helicóptero Acauã 2. “Além disso, e da presença da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, nós reforçamos o Hospital de Trauma e destinamos R$ 2 milhões para os comerciantes do Parque do Povo, por meio do programa Empreender; é assim que demonstramos o respeito pelo povo paraibano e por Campina Grande”, completou.

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Governo promove cadastramento dos artesãos de Campina para a abertura de créditos do Empreender

O Governo do Estado, por meio dos técnicos do programa Empreender-PB, esteve na sede do Corpo de Bombeiros, em Campina Grande, na última sexta-feira (07), com intuito de atender as demandas de quase 100 artesãos da Rainha da Borborema, em especial os da Vila do Artesão, localizados na Av. Prof. Almeida Barreto, S/N, no bairro do São José, Campina Grande, que buscam, por meio do programa, recursos para potencializar seus empreendimentos.

O objetivo de incentivar a geração de renda para os profissionais da Vila do Artesão foi atendido pelo Governo do Estado, a partir de reunião de representantes dos artesãos com a secretária de Articulação e Desenvolvimento Municipal do Estado, Ana Cláudia Vital do Rêgo; e uma solicitação do vereador campinense Bruno Faustino, que tinha recebido um oficio da categoria. Também esteve presente no cadastramento o Secretário Executivo do Empreender, Fabrício Feitosa. Nesta primeira fase, estão sendo feitos o cadastramento destes profissionais, na sede do Corpo de Bombeiros – que fica bem próximo à Vila do Artesão.

Segundo uma das artesãs cadastradas para receber os benefícios dos créditos do Empreender, Dalva de Oliveira, que também é Presidente da Associação Tropeiros da Borborema, o Estado estende, com esse gesto, as mãos aos artesãos, ampliando seus potenciais de crescimento, através deste apoio.

Ela agradeceu, em nome dos beneficiados, o trabalho da Secretária Ana Cláudia, que possibilitou essa ponte entre o Governo do Estado e os artesãos. “Além de apoiar os comerciantes do Parque do Povo, através do Governo, Ana viu que os profissionais da Vila do Artesão também podiam ser ajudados, através do programa Empreender, e assim vem sendo feito”, disse.

Ascom

porpjbarreto

Waldonys aciona Justiça contra empresa organizadora do São João de Campina Grande

Artista foi retirado da programação de maneira “grosseira”; Indenização será destinada às instituições sociais de Campina Grande

Um dos maiores nomes da música nordestina, o cantor e sanfoneiro cearense Waldonys, vai acionar a Justiça contra a empresa que o descartou, de maneira “grosseira e irresponsável”, da programação do Maior São João do Mundo. Waldonys foi contratado para um show em Campina Grande no dia 13 de junho pela Medow Entertainment, que anunciou pelas redes sociais a retirada do cantor da programação, dizendo que traria “artistas de peso” no lugar do sanfoneiro. “Fico muito triste que isso esteja acontecendo com o São João de Campina Grande, cidade que tenho um enorme carinho e que inclusive me honrou com o título de cidadão campinense. Quero que fique claro que esse acontecimento nada tem a ver com a cidade de Campina Grande e os campinenses, que merecem todo o meu respeito”, declarou Waldonys.

O artista adiantou que vai acionar a Justiça por danos morais pela maneira que foi divulgado a saída dele da programação da festa. “A forma foi grosseira, irresponsável e sem respeito algum. O termo usado foi: “atrações de peso estão chegando”. Além de não honrarem com as negociações, eles nos dispensaram, como se não tivéssemos peso”, ressaltou o artista. Segundo Waldonys, caso tenha alguma indenização, ela será integralmente destinada às instituições sociais de Campina Grande.

Entenda o caso – Após as negociações entre a produção de Waldonys e a Medow Entertainment, o cantor foi convidado para fazer parte do Maior São João do Mundo, na edição de 2019. No entanto, no momento da divulgação das atrações, o cantor foi descartado, com divulgação pelas redes sociais do evento. Além da apresentação de Waldonys, os shows de Eliane e Rita de Cássia também foram inexplicavelmente cancelados. A Medow Entertainment disse que, no lugar deles, traria “atrações de peso”. “ Não houve nota de retratação, nem uma justificativa. Como somos artistas, deixamos de vender os shows para outras prefeituras e fomos extremamente prejudicados com esse fato”, lamentou.

Nota para a imprensa –  Waldonys, juntamente com Rita de Cássia e Eliane emitiram, uma nota sobre o cancelamento de suas participações no Maior São João do Mundo, em Campina Grande. Segundo o texto, os três foram retirados da programação das festividades, sem aviso prévio. Confira a nota na íntegra:

_Gostaríamos de esclarecer a nossos fãs que, por motivos alheios ao nosso controle e vontade, os shows de Eliane “A Rainha do Forró”, Waldonys e Rita de Cássia marcados para o São João de Campina Grande foram inexplicavelmente cancelados. De forma grosseira e sem nenhum respeito a notícia de que fomos SUBSTITUIDOS foi divulgada na internet pelas próprias redes oficias do São João de Campina Grande.

O termo usado foi “POR OUTRO LADO, ATRAÇÕES DE PESO ESTÃO CHEGANDO… ” Como artistas entendemos que o evento não tem obrigação alguma de nos contratar todos os anos, porém se o fizeram honrassem suas negociações, ou que pelo menos ao “DISPENSAR” os supostos ARTISTAS SEM PESO, tivessem o mínimo de respeito possível.

O suposto problema alegado posteriormente a nossos pedidos de explicação foi “falta de dinheiro” para pagar nossas apresentações, justificativa essa que não convence a nenhum de nós artistas e muito menos ao público.

Ressaltamos que não houve nenhum problema pessoal de nossa parte, ou qualquer outra desculpa que possa ser dada pelo evento que justifique tal fato. É lamentável, mas infelizmente nesse momento o que podemos fazer é pedir DESCULPAS aos nossos fãs e a quem respeita a história do nosso forró.

 

Eliane

Waldonys

Rita De Cássia

porpjbarreto

Justiça acata recurso do MPPB e determina afastamento da prefeita de Diamante

A 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba acatou o recurso interposto pelo Ministério Público (MPPB) e determinou o afastamento da prefeita do Município de Diamante, Carmelita de Lucena Mangueira, do cargo pelo prazo de 180 dias, devido à prática de atos de improbidade administrativa. Ao dar provimento ao agravo de instrumento interposto pelo promotor de Justiça Reynaldo Di Lorenzo Serpa Filho na ação civil pública, a Câmara, em harmonia com a Procuradoria de Justiça, modificou, em parte, a decisão do juiz de 1° grau, que havia deferido o pedido de indisponibilidade de bens dela no valor de R$ 96, 4 mil, mas negado o afastamento cautelar das funções de prefeita. A relatora do recurso foi a desembargadora Maria das Graças Morais Guedes.

Carmelita foi alvo de ação civil pública por ato de improbidade devido à prática de fraude na locação de veículo, nomeação de funcionários fantasmas, desvio de verbas públicas da saúde, pagamento por serviços não executados, perfuração de poço artesiano e descumprimento de lei, dentre outros fatos apontados pela promotoria de Justiça.

No agravo de instrumento, o promotor Reynaldo Serpa alegou que a prefeita forjou documentos falsos e produziu situações fictícias para justificar despesas ilegais pela prefeitura, nos últimos dois anos, para desviar recursos públicos. Ele defendeu que o afastamento da prefeita era de extrema urgência, porque a permanência dela poderia atrapalhar a instrução processual, e lembrou que, após tomar ciência do afastamento no âmbito penal, em novembro de 2018, a gestora realizou cinco transferências bancárias da conta corrente do Fundo Municipal de Saúde para empresas privadas e pessoas físicas.

Em seu parecer, o promotor de Justiça convocado, Francisco Paula Ferreira Lavor, foi favorável ao afastamento da gestora municipal. “Da conduta da agravada pode-se extrair, outrossim, o risco desta, na condição de gestora da edilidade, poder influir na instrução processual, sobretudo na prestação de informações, sejam aquelas a serem obtidas junto a servidores, sejam aquelas documentais que, eventualmente, poderiam servir de subsídio para reforçar os fatos narrados e apurados em investigação criminal”, argumentou.

A relatora do recurso também entendeu que a manutenção da ré no cargo de prefeita pode acarretar prejuízos à colheita de provas e à instrução do feito de origem. A desembargadora concluiu que havia fortes indícios de que a ré manipulou a liberação de pagamentos, mesmo tendo sido vedado acesso dela à Prefeitura. “As transferências bancárias perpetradas pela ré, momentos depois da intimação de decisão lançada em ação penal, são indícios de interferências em provas”, registrou.

O entendimento foi seguido por unanimidade pelo colegiado.

Assessoria de Imprensa – TJPB

porpjbarreto

5ª e 6ª Varas Federais completam 20 anos de instalação

Até o fim deste mês, também fazem aniversário as 8ª e 10ª Varas, além da Turma Recursal da Seção Judiciária paraibana

As 5ª e 6ª Varas da Justiça Federal na Paraíba (JFPB), localizadas em João Pessoa e Campina Grande, respectivamente, estão completando 20 anos de instalação. A primeira a comemorar a data é a unidade da Rainha da Borborema, neste sábado (08), enquanto que a Vara pessoense aniversaria na próxima terça-feira (11).

A 5ª Vara Federal é privativa das execuções fiscais e foi criada através das Resoluções de nº 02 e 07, de 14/04/1999 e 05/05/1999, ambas do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5). Seu primeiro juiz titular foi o atual desembargador federal Rogério Fialho. Hoje, respondem pela Vara os juízes federais Helena Fialho e Fernando Porto, auxiliados pelo diretor de secretaria, Hélio Aquino, e mais de 20 servidores e estagiários.

Já a 6ª Vara Federal, criada pelos mesmos Atos Normativos e Resolução referentes à 5ª Vara, tem competência plena comum (cível e criminal) e privativa de execuções penais. A primeira magistrada foi a juíza federal Helena Fialho e, atualmente, o juiz federal Gustavo de Paiva Gadelha é quem responde pela unidade, que conta com uma equipe de 20 pessoas. O diretor de secretaria é Lívio Augusto Carvalho.

Outros aniversários

Até o fim deste mês, outras Varas Federais estarão relembrando as datas de suas instalações. No dia 13, a 10ª (Campina Grande) completa 14 anos; no dia seguinte é a vez da Turma Recursal dos Juizados Especiais Federais (JEFs), em João Pessoa, comemorar 17 anos de criação; já no dia 21, a 8ª Vara, em Sousa, completa 15 anos de existência.

 

Assessoria de Comunicação 
Justiça Federal na Paraíba – JFPB

porpjbarreto

Empresário paraibano Jocélio Costa, do Bar do Cuscuz, será homenageado pelo Senado Federal

O empresário paraibano Jocélio Costa Barbosa, proprietário do ‘Bar do Cuscuz’, será homenageado pelo Senado Federal com o diploma José Ermírio de Moraes. A entrega da honraria ocorrerá em Sessão Especial do Senado, a ser realizada no início do mês de julho, em data ainda a ser definida pela Mesa Diretora da Casa.

O nome de Jocélio foi aprovado em votação ocorrida esta semana. Ele foi indicado pelo Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB), considerando o histórico da empresa ‘Bar do Cuscuz’ e a sua contribuição para o desenvolvimento econômico e turístico de Campina Grande e da Paraíba, com repercussão nacional.

Ao defender o nome de Jocélio, Veneziano falou sobre o histórico do Bar do Cuscuz, uma empresa que nasceu com caráter familiar, mas que, ao longo dos anos, cresceu e passou a gerar emprego e desenvolvimento econômico e turístico, inicialmente para Campina Grande, depois para João Pessoa e agora, numa terceira fase, para todo o Brasil, já que a empresa está em vias de abrir unidades em 10 estados brasileiros e no Distrito Federal.

“Jocélio Costa é proprietário do famoso ‘Bar do Cuscuz’, maior empresa do ramo alimentício e referencial turístico e econômico da Paraíba, com unidades em João Pessoa e Campina Grande. Com início de forma familiar em 1973, e mesmo sendo o maior do ramo no Estado da Paraíba, ainda encontra-se em plena expansão. Já há, por exemplo, a previsão de abertura de novos restaurantes em 10 Estados e no Distrito Federal, o que comprova o esforço e a vocação de Jocélio em contribuir com a geração de empregos, o aquecimento da economia e o progresso do país, mesmo diante das notórias adversidades do mercado, a alta carga tributária suportada pelo setor e demais crises ocorridas nesse período, sem qualquer ajuda governamental”, destacou Veneziano, em sua defesa.

Este ano, além de Jocélio, receberão o Diploma os empresários Carlos Fernando de Carvalho, fundador da Carvalho Hosken S.A., do Rio de Janeiro; Benjamin Steinbruch, fundador do Banco Fibra, a Equity Brasil e o Grupo Vicunha; Genésio Moisés Spillere, empresário catarinense do setor metal-mecânico, com atuação social; João Gonçalves Filho, que atua no ramo supermercados e frigoríficos em Rondônia; Josué Christiano Gomes da Silva, presidente da Companhia de Tecidos Norte de Minas – COTEMINAS; e Saejoo Chang, CEO da Dongkuk Steel Group, maior compradora mundial de placas de aço e acionista com expressiva participação na Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP).

Sobre o Diploma

O Diploma José Ermírio de Moraes foi instituído em 2010. Trata-se de uma homenagem concedida pelo Senado Federal, anualmente, a empresários ou empresas que tenham prestado relevante contribuição ao crescimento e desenvolvimento econômico e social do país.

O empresário José Ermírio de Morais, que leva o nome do diploma, é pai do também empresário Antônio Ermírio de Morais e avô de Carlos Antonio de Moraes, ambos do Grupo Votorantim. José Ermírio nasceu em Nazaré da Mata (PE), no dia 21 de janeiro de 1900, e faleceu em São Paulo, em 9 de agosto de 1973.

Filho de donos de engenho no Nordeste, José Ermírio formou-se em engenharia nos Estados Unidos. Voltando ao Brasil, foi trabalhar no maior complexo industrial de tecelagem do país, localizado em Sorocaba (SP) – a Sociedade Anônima Fábrica Votorantim -, do industrial português Antônio Pereira Ignácio.

Posteriormente, José Ermírio casou-se com a filha de Ignácio, Helena, e, sob sua administração, o negócio cresceu e se diversificou, tornando-se o atual Grupo Votorantim, que atua nas áreas de cimento, celulose, papel, alumínio, zinco, níquel, aços longos, filmes de polipropileno, especialidades químicas e suco de laranja. Já como um dos maiores empresários do país, elegeu-se senador pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), cargo que exerceu de 1963 a 1971.

Ass.Com Comunicação e Marketing