Categoria Esporte

porpjbarreto

Brasil enfrenta França nas oitavas de final do Mundial Feminino

O Brasil já sabe quem será o seu adversário nas oitavas de final da Copa do Mundo de Futebol Feminino. Será a anfitriã França. O jogo ocorre no próximo domingo (23) às 16h (horário de Brasília) no estádio Océane, em Le Havre.

O confronto foi definido nesta quinta (20) após as partidas da 3ª rodada do grupo F da competição, que fecharam a primeira fase do Mudial.

A França chega a este jogo como primeira colocada do grupo A, com 3 vitórias em 3 partidas, enquanto o Brasil chega como o terceiro colocado do grupo C, com 2 vitórias e 1 derrota na fase inicial.

O retrospecto é totalmente favorável às francesas. Em 8 jogos, entre amistosos e partidas de Copa do Mundo, ocorreram 5 empates e 3 vitórias da França.

 

Fábio Lisboa – TV Brasil

porpjbarreto

Atleta paraibano integrou equipe de natação que conquistou medalha de bronze em prova internacional no revezamento 4×100

Uma das revelações da natação do Nordeste, o atleta Daniel Azevedo Macena Gomes, em sua primeira competição internacional, além de conquistar o terceiro lugar nos 100 metros costas, também integrou a equipe da Seleção Brasileira do Norte-Nordeste na XXXIX Copa Pacífico de Natação 2019, disputada entre os dias 12 e 15 deste mês, e trouxe para casa outra medalha de bronze na prova de revezamento masculino 4×100 metros Medley. Além de Daniel que nadou Costas, participaram da prova os atletas Joabe Carvalho (Peito), Gustavo Bandeira (Borboleta) e Heitor Raiol (Livre). Daniel liderou sua bateria, de ponta a ponta, entregando o revezamento em primeiro lugar. A equipe chilena ficou com a medalha de Ouro e a Uruguaia com a de Prata. A prova foi disputada na última sexta-feira (14).

No dia anterior ao da prova por equipes, Daniel, que concilia os estudos no 9º ano do colégio GEO com uma rotina pesada de treinos no parque aquático do Esporte Clube Cabo Branco – ECCB/Acqua R1, ficou em terceiro lugar nos 100 metros costas, com um tempo de 1.02,82, conquistando outra medalha de bronze. O detalhe é que Daniel disputou a prova sul americana individual em desvantagem, pois os demais atletas eram de uma categoria superior, ou seja, mais velhos que ele. As provas da Copa Pacífico foram disputadas no Campo de Marte, em Lima, no Peru, e foi a primeira competição internacional de Daniel que viajou com a mãe, Daniele Macena. Ele foi convocado pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) para compor a seleção brasileira nesta disputa no Peru, junto com outros 28 atletas.

O treinador de Daniel, Stefano Vieira, não viajou junto com ele, pois só conseguiu o patrocínio das passagens de última hora. “A alegria e segurança de meu filho quando o Stefano chegou nem dá para descrever. Espero que nas outras provas a gente consiga patrocínio para o Daniel viajar junto com seu treinador”, afirma Daniele que tem bancado, junto com o esposo, as despesas de viagens do atleta. E a próxima competição já tem data: será em setembro, no Campeonato Milton Medeiros, em Salvador. Até lá, quem sabe, o atleta revelação da natação paraibana possa estar com patrocínios para viajar mais tranquilo.

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

FIA dá ao Brasil aval para sediar etapa da Fórmula E

Modalidade é disputada por carros elétricos de alta performance

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, reuniu-se nesta semana com o presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Jean Todt, na sede da entidade, em Paris, e obteve dele o aval para que o Brasil receba uma etapa do circuito mundial da Fórmula E, de carros elétricos de alta performance.

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, durante posse do presidente da Embratur, Gilson Machado Neto.
O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio – Valter Campanato/Arquivo/Agência Brasil

Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte apresentaram propostas para sediar a prova, que é realizada em circuito de rua. Essa categoria, iniciada em 2014, tem provas de aproximadamente uma hora de duração, com carros movidos exclusivamente a energia elétrica.

No caso do Rio de Janeiro, os locais propostos foram o complexo do Maracanã, com parte da corrida percorrendo inclusive o gramado do estádio, e a Marina da Glória. Em Belo Horizonte, o local sugerido é a Esplanada do Mineirão.

Jean Todt recebeu as propostas com interesse e disse que, se houver possibilidade, uma das etapas será disputada no Brasil ainda neste ano. Todt ligou para o ex-piloto de Fórmula-1 Felipe Massa, um dos organizadores dessa modalidade de corrida. Por telefone, Massa combinou de reunir-se em agosto com o ministro Marcelo Álvaro Antônio para definir detalhes da prova.

Sobre os motivos que levaram o Brasil a pleitear uma corrida desta modalidade, o ministro disse que seria “um indicativo importante de que o governo federal tem interesse em inovação e em sustentabilidade, associado a um evento que tem alto poder de atratividade turística e retorno financeiro para o país”.

A Fórmula E é o mais novo investimento das indústrias automobilísticas, que buscam desenvolver veículos sustentáveis e seguros. Como na Fórmula 1, os avanços tecnológicos da categoria são repassados para os veículos oferecidos em linha de montagem. Atualmente são 14 os circuitos desta modalidade.

*Com informações do Ministério do Turismo

porpjbarreto

Federação Paraibana de Musculação realizará em João Pessoa a 8º edição do Curso de Arbitragem de Fisiculturismo e Fitness

Federação Paraibana de Musculação realizará em João Pessoa a 8º edição do Curso de Arbitragem de Fisiculturismo e Fitness, no dia 6 de julho (sábado), às 9h, no JR Hotel.

O curso terá duração de 14 horas/aula e ao final os participantes receberão Certificado. A teoria será no Hotel e a prática no Campeonato Pessoense, que acontecerá dia 07 (domingo), no Teatro Lima Penante. Os profissionais da diretoria da Federação irão se revezar em suas especialidades. Todo conteúdo do curso será encaminhado via e-mail após a realização para os participantes.

Wanilson Pantera, Presidente da Federação Paraibana de Musculação, informa que o conteúdo do curso é composto por Categorias, Regras, Critérios de Julgamento, Soma de Pontos, Poses, Procedimentos de Inscrição, Nutrição e Biomecânica. “O público-alvo são Atletas, Profissionais de Educação Física, Treinadores, Fisioterapeutas, Nutricionistas e amantes da Musculação”, destaca.

Conheça os profissionais que irão ministrar o curso:

Wanilson Pantera

• Bi Campeão Paraibano Bodybuilder

• Presidente da Federação Paraibana há mais de 20 anos

• Árbitro Estadual, Nacional e Internacional de Fisiculturismo

• Profissional de Educação Física – Personal Trainer

• Preparador de Atletas Fisiculturistas-Especialista em poses

Sebastião Filho

• Nutricionista da Clínica Perfil

• Nutricionista da Federação Paraibana de Musculação

• Nutricionista do Botafogo Futebol Clube

• Árbitro Nacional e Estadual de Fisiculturismo

• Nutricionista da Confederação Brasileira de Culturismo e Musculação – WBPF

Marcos André

• Fisioterapeuta da Federação Paraibana de Musculação

• Profissional de Educação Física – Personal Trainer

• Árbitro Estadual e Nacional

• Atleta Campeão Paraibano

• Coach de Atletas

Diego Brito – Convidado Especial

• Árbitro Estadual

• Coach de Atletas Fisiculturistas

• Over All Paraibano

• Over All Pantera Classic

• Vice Campeão Norte Nordeste

• Terceiro Lugar Brasileiro

• Campeão Recifitness

• Over All Muscle Mania-Caruaru

• Over All Hf Fitness

• Vice Campeão Sulamericano

• Over All Copa Paraíba

• Over All Daniel Classic

• Over All Mister Praia Pirangi RN

• Over All Apolo de Praia

• Campeão Copa Pernambucana

8º edição do Curso de Arbitragem de Fisiculturismo e Fitness conta com o apoio Da Hora, Mega Vitaminas, Viva Bem, Gold Classic, Copicenter, Perfil Nutrição Clínica e Esportiva – Dr. Sebastião Filho e CCEE.

As inscrição estão abertas no valor de R$ 80,00. Informações através do celular (83) 986383204. O JR Hotel está localizado na Rua Rodrigues Chaves, 87, Centro, João Pessoa/PB.

Fonte: Imagens-reprodução-divulgação: Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Brasil leva virada e perde para Austrália na Copa do Mundo Feminina

Marta faz gol de pênalti e se torna maior artilheira em copas com 16 gols marcados

Créditos: Assessoria / CBF

Resultado amargo na segunda rodada da Copa do Mundo Feminino. Na partida em que marcou a estreia de Marta no mundial, o Brasil acabou perdendo de virada para a Austrália. Em partida disputada na cidade francesa de Montpellier, o Brasil começou bem a partida.

Aos 25 minutos da primeira etapa, Letícia Santos foi puxada na área e a árbitra marcou pênalti. A nossa camisa 10, Marta, bateu e fez o primeiro gol. Um a zero.

Com o gol, Marta se tornou a jogadora com mais gols em Copas do Mundo, 16 ao total. Ainda no primeiro tempo, uma jogada para ser vista várias vezes. Tamires aplicou uma caneta para fugir da marcação, tocou para Debinha que cruzou para Cristiane, nossa camisa 9 matadora, tocar de cabeça sem chances para a goleira Williams.

Após o segundo gol as australianas acordaram para o jogo e foram para cima. Antes do intervalo, Foord apareceu na pequena área e descontou.

No segundo tempo, a reação australiana. A meia Logarzo avançou, chutou cruzado de fora da área, a bola não desviou em ninguém, mas enganou a goleira Bárbara, empatando para as australianas. Aos 23, em mais uma falha defensiva, a zagueira Mônica acabou tocando na bola de cabeça e tirando as chances de defesa da goleira Bárbara. A arbitragem recorreu ao árbitro de vídeo e confirmou o gol. Final, Brasil dois, Austrália três.

O Brasil ainda lidera o grupo C, mas a Itália ainda não jogou nesta rodada e pode assumir a primeira posição. Para garantir a classificação para as oitavas, o Brasil terá que vencer a Itália na terça-feira, dia 18, na última rodada da fase de grupos.

Repórter Raphael Costa – Agência do Rádio

porpjbarreto

Atleta paraibano conquista medalha de bronze na Copa Pacífico de Natação no Peru e traz a primeira medalha individual do Brasil

Depois de conquistar as medalhas de Ouro, Prata e Bronze para a Paraíba no Campeonato Brasileiro de Inverno Troféu Ruben Dinard de Araújo, o atleta Daniel Azevedo Macena Gomes, em sua primeira competição internacional, ficou em terceiro lugar nos 100 metros costas, com um tempo de 1.02,82 conquistando a medalha de bronze na XXXIX Copa Pacífico de Natação 2019. O detalhe é que Daniel disputou a prova sul americana, nesta quinta-feira (13), com atletas de uma categoria superior, ou seja, mais velhos que ele. A medalha foi a primeira do Brasil nas provas individuais. As provas foram disputadas no Campo de Marte, em Lima, no Peru. O campeonato começou no dia 12 e acontece até o próximo sábado, dia 15. Na prova dos 200 metros Costas, realizada ontem (12), Daniel, que é aluno do 9º Ano do GEO Tambaú, ficou em 8º lugar.

“Eu fiquei bastante feliz com o resultado, com a minha primeira medalha numa disputa internacional e eu gostei bastante do meu desempenho, embora não tenha conseguido melhorar meu tempo, mas, eu estava focando meus treinamentos para o brasileiro e o fato de eu competir numa categoria acima da minha, me empolgou, mas exigiu muito de mim. Eu estou feliz, principalmente, porque vejo que a minha dedicação aos treinos, sempre buscando fazer o melhor, está dando resultados positivos”, disse Daniel, que viajou para o Peru acompanhado da mãe, Danielle Macena.

Daniel está entre os quatro atletas paraibanos da categoria masculina que foi convocado pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) para compor a seleção brasileira nesta disputa no Peru. Ao todo, 29 atletas, sendo 16 masculino e 13 feminino, do Norte/Nordeste formam a delegação brasileira na competição. Daniel tem apenas 14 anos e é atleta da equipe do Esporte Clube Cabo Branco – ECCB/Acqua R1. Oito países disputam a Copa Pacifico: Brasil, Bolívia, Colômbia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai.

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

Brasil goleia Honduras por 7 a 0 no Beira-Rio. Veja!

Faltando cinco dias para a estreia na Copa América, Seleção Brasileira aplica goleada histórica na equipe hondurenha, em Porto Alegre

Neste domingo (9), a Seleção Brasileira disputou o último amistoso antes da Copa América e mostrou que está preparada para a estreia na competição continental. No Beira-Rio, o time comandado por Tite goleou Honduras por 7 a 0, com gols de Gabriel Jesus (duas vezes), Thiago Silva, Philippe Coutinho, David Neres, Roberto Firmino e Richarlison.

Após este último teste, o Brasil estreia na Copa América na próxima sexta-feira (14), contra a Bolívia, às 21h30, no Morumbi. Pelo Grupo A da competição, a Canarinho ainda enfrenta Venezuela e Peru.

O jogo

A Seleção Brasileira já começou a partida atacando. Logo no primeiro minuto, Gabriel Jesus recebeu passe de Arthur, driblou o goleiro e finalizou com uma bomba, que explodiu na defesa. Não demorou para a rede balançar. Aos cinco minutos, após ótima tabela entre Richarlison e Daniel Alves, o lateral cruzou para Gabriel Jesus cabecear e abrir o placar. A jogada ainda foi analisada pelo VAR e confirmada logo depois. Aos 12, Philippe Coutinho cobrou escanteio, e Thiago Silva subiu para desviar de cabeça e fazer 2 a 0. Com mais posse de bola e criando boas chances, o Brasil marcou o terceiro aos 36, com Coutinho, de pênalti. O camisa 11, inclusive, teve atuação destacada na primeira etapa, com bom toque de bola, boa marcação e ainda acertando a trave duas vezes.

Com a boa vantagem construída no primeiro tempo, o técnico Tite promoveu as entradas de Éder Militão, Fernandinho e Roberto Firmino na volta do intervalo. E as mudanças surtiram efeito já no primeiro minuto, quando Fernandinho lançou para Richarlison, que ajeitou de cabeça para Gabriel Jesus marcar o quarto gol brasileiro. Depois, aos dez, David Neres recebeu assistência de Filipe Luís, ganhou na corrida e finalizou com categoria para marcar seu primeiro gol com a camisa do Brasil, o quinto do time no amistoso. Dominando completamente as ações da partida, a Canarinho ainda marcou mais. Aos 19, Firmino ficou na cara do gol e tocou na saída do goleiro López para fazer 6 a 0. Pouco depois, aos 24, Everton avançou pela esquerda e cruzou para Richarlison empurrar para o fundo das redes e aumentar a goleada.

Brasil: Alisson, Daniel Alves, Marquinhos (Éder Militão), Thiago Silva (Miranda) e Filipe Luís; Casemiro (Fernandinho), Arthur (Alan) e Philippe Coutinho (Everton); Richarlison, David Neres e Gabriel Jesus (Roberto Firmino).

 

Assessoria de Imprensa – CBF

porpjbarreto

Com show de Cristiane, o Brasil derrota a Jamaica por 3 a 0

Cristiane foi o grande nome da seleção brasileira na partida de estreia contra a Jamaica, na Copa do Mundo, realizada no Estádio dos Alpes, em Grenoble, na França. A camisa 11 marcou três gols, além de jogadas de velocidade que confundiram as defensoras jamaicanas.

O treinador Vadão, durante entrevista no gramado após o jogo, disse que ficou satisfeito com o desempenho da equipe, reconheceu alguns erros e lamentou alguns gols perdidos. Ele não confirmou a presença de Marta para a próxima partida da seleção contra a Austrália, na quinta-feira (13), às 13h, em Montpellier.

Copa do Mundo Feminina 2019: Segundo gol de Cristiane do Brasil contra a Jamaica
Copa do Mundo Feminina 2019: Segundo gol de Cristiane do Brasil contra a Jamaica – Reuters/Emmanuel Foudrot/Direitos reservados

O jogo

O jogo começou com a seleção brasileira pressionando a defesa da Jamaica, em ações de Tamires, Debinha e Cristiane. Aos seis minutos, em uma jogada pela esquerda, Cristiane cruzou para o gol e surpreendendo a goleira Schneider, com a passando perigosamente pela frente do gol. Logo depois, as jamaicanas vão para o ataque, após um lançamento longo para a atacante Matthews. A goleira Bárbara se antecipa e afasta o perigo.

Aos sete minutos, Debinha recebe um lançamento nas costas da zaga, avança livre e tenta driblar a goleira Schneider, que desvia a bola com a mão.

Com o time recuado, esperando que o Brasil oferecesse o contra-ataque, as jamaicanas, posicionadas na defesa, lutavam por uma bola, mas a pressão das brasileiras impedia os lançamentos para Matthews.

Foi na pressão que Andressa, aos 15 minutos, cruza pela esquerda do ataque brasileiro e encontra Cristiane livre na área, que só teve o trabalho de cabecear no canto esquerdo de Schneider, que nada pôde fazer: Brasil 1 a 0.

Após o gol, o time brasileiro passou a jogar com mais tranquilidade, mas sempre mantendo a marcação alta, em cima da zaga da Jamaica que, a todo momento, se confundia, errando os passes e devolvendo a bola de graça para as brasileiras.

A grande jogada da Jamaica só aconteceu aos 27 minutos do primeiro tempo. Um lançamento para o lado esquerda defensivo do Brasil encontrou Bond-Flasza, que colocou a bola na frente, venceu na corrida a lateral Tamires e, da entrada da área, bateu forte no canto esquerdo alto da goleira Bárbara, que fez uma grande defesa.

Aos 36 minutos, em uma jogada pela direita, Andressa recebe na entrada da área, espera a passagem de Letícia e passa a bola. A lateral recebe, tenta o cruzamento, a bola toca no braço de Swaby. O pênalti é marcado, mas Andressa desperdiça chutando fraco no lado direito de Schneider, que defendeu sem dificuldade.

O pênalti perdido diminuiu um pouco o ânimo das brasileiras, que recuaram um pouco e passaram a tocar a bola mais no meio de campo à espera de uma brecha na defesa da Jamaica, a fim de enfiar uma bola para Cristiane ou Debinha. O jogo permaneceu assim até que a árbitra apitasse o fim do jogo na primeira fase.

Segundo tempo

O Brasil voltou para o segundo tempo sem nenhuma alteração na equipe. O treinador Vadão manteve o mesmo esquema tático do primeiro tempo, com as jogadoras pressionando a defesa jamaicana. E foi em uma jogada de pressão, aos quatro minutos, que a defensora da Jamaica deu um chute para a frente, a bola sobrou para Formiga. A volante brasileira escorou para Debinha, que cedeu para Andressa. Ela cruza para a pequena, onde Cristiane escora para o gol. A jamaicana Plummer tenta salvar, mas a bola cruza a linha de gol: 2 a 0 para o Brasil.

Copa do Mundo Feminina 2019: Segundo gol de Cristiane do Brasil contra a Jamaica

Copa do Mundo Feminina 2019: Segundo gol de Cristiane do Brasil contra a Jamaica – Reuters/Emmanuel Foudrot/Direitos reservados.

O segundo gol brasileiro, o segundo de Cristiane no jogo, deu mais tranquilidade para as brasileiras, que passaram a buscar jogadas de contra-ataque pelos lados do campo, com lançamentos longos em profundidade. Em uma dessas jogadas, Cristiane recebeu na entrada da área e, quando tentou o passar pela zagueira da Jamaica, foi derrubada. Na cobrança da falta, aos 17 minutos, a camisa 11 do Brasil fez o seu terceiro gol no jogo.

Logo após o gol, o treinador Vadão substituiu Cristiane, colocando em campo Ludmila. Em seguida, ele tirou também a atacante Bia Zaneratto e colocou Geise. Na Jamaica, o treinador Hue Menzie trocou Mathews por Brown. Pouco tempo depois, ele subsitui Carter por Cameron.

Aos 30 minutos, Vadão fez outra mudança no time brasileiro. Ele trocou Kathellen por Daiane. As substituições mudaram o ritmo do jogo, com as brasileiras tocando a bola no meio de campo, esperando por uma falha na defesa da Jamaica. Aos 33 minutos, após uma cobrança de escanteio, a bola sobra para Thaísa, a camisa 5 chuta forte por cima do gol de Schneider.

O Brasil tem mais uma chance de fazer o quarto gol aos 34 minutos: a zaga da Jamaica falha, Geyse rouba a bola de Plummer, cruza na área, Ludmila chega, mas bate para fora.

Depois deste lance, as brasileiras passaram a segurar a bola, fazendo o tempo passar até a árbitra apitar fim da partida aos 49 minutos.

Liderança do grupo

A vitória do Brasil garante a liderança do grupo C. A seleção soma três pontos e três gols de saldo, ficando à frente da Itália, que venceu a Austrália por 2 a 1, fazendo também três pontos, mas saldo de apenas um gol. Austrália e Jamaica ainda não marcaram pontos.

Ficha técnica do jogo

Árbitro: Riem Hussein (Alemanha).
Assistentes: Kylie Cockburn (Escócia), Mihaela Tepusa (Romênia) e Kateryna Monzul (Ucrânia).
Cartões amarelos: Plummer (Jamaica), Formiga e Daiane (Brasil).

Time do Brasil:: Bárbara, Leticia Santos, Kathellen (Daiane), Mônica e Tamires; Thaisa, Formiga e Andressa Alves; Debinha, Bia Zaneratto (Geyse) e Cristiane (Ludmila).
Treinador: Vadão.

Time da Jamaica: Sydney Schneider, Bond-Flasza, Plummer, Allyson Swaby e Blackwood; Matthews (Brown), Solaun e Chantelle Swaby; Sweatman, Carter (Cameron) e Shaw.
Treinador: Hue Menzies.

 

Agência Brasil

porpjbarreto

R$ 70 milhões: confira os números da Mega-Sena sorteados neste sábado

Segundo a Caixa, o valor é suficiente para adquirir 14 coberturas de luxo nas melhores localidades do país

Acumulada pela quarta vez consecutiva, a Mega-Sena sorteia o prêmio de R$ 70 milhões do concurso 2.158, neste sábado (8/6). O sorteio foi realizado no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo (SP). Confira os números sorteados:

Mega-Sena: 09 – 27 – 35 – 45 – 46 – 59

Dia de sorte: 02 – 03 – 05 – 14 – 15 – 20 – 25

Mês da sorte: 12 (dezembro)

Dupla Sena: 03 – 20 – 26 – 40 – 42 – 46

04 – 07 – 35 – 38 – 41 – 45

Quina: 03 – 35 – 52 – 54 – 75

Time Mania: 06 – 13 – 20 – 54 – 56 – 58 – 65

Time do coração: 04 (América do Rio Grande do Norte)

Aplicado na Poupança da Caixa, o montante do prêmio da Mega-Sena pode render mais de R$ 260 mil por mês, o que garante uma aposentadoria tranquila ao ganhador.

Segundo a Caixa, o valor é suficiente para adquirir 14 coberturas de luxo nas melhores localidades do país, no valor de R$ 5 milhões cada.

As apostas puderam ser feitas até as 19h (horário de Brasília) em qualquer lotérica do país e também no portal Loterias Online (www.loteriasonline.caixa.gov.br).

porpjbarreto

Willian se apresenta, e Seleção Brasileira está completa em Porto Alegre

Willian se apresentou na manhã deste sábado (8) em Porto Alegre, e agora o técnico Tite tem os 23 jogadores convocados a sua disposição para a Copa América

O atacante Willian se apresentou à Seleção Brasileira na manhã deste sábado (8) em Porto Alegre, e agora o técnico Tite tem os 23 jogadores convocados a sua disposição para a sequência da preparação para a Copa América.

– É um momento único vestir a camisa da Seleção Brasileira, quando recebi a ligação deu aquele frio na barriga de novo como se fosse a primeira. Me sinto muito orgulhoso e feliz de estar aqui novamente. Jogar aqui no Brasil é melhor ainda. O calor da torcida será fundamental para buscarmos essa conquista – disse Willian o camisa 10.

Willian herda a camisa 10 de Neymar, desconvocado por motivo de lesão. A Seleção Brasileira treinou à tarde no Estádio Beira Rio.

Assessoria de Imprensa – CBF