Categoria Esporte

porpjbarreto

GP Brasil de Fórmula 1 causa “guerra” entre Rio de Janeiro e São Paulo

Capital fluminense quer construir autódromo de R$ 700 mi com apoio de Bolsonaro; Paulistas criticam e negam dívidas com organizadores do evento

Foto: Beto Issa/GP Brasil F1

O grande prêmio Brasil de Fórmula 1 virou motivo para uma guerra entre os estados do Rio de Janeiro e São Paulo.

É que a prefeitura carioca publicou aviso de licitação para a construção de um autódromo, no valor de R$ 700 milhões, com capacidade para 130 mil pessoas. De acordo com a prefeitura do Rio de Janeiro, os recursos para a construção do autódromo serão da iniciativa privada que terá 35 anos para explorar o local.

O anúncio, inclusive, foi comemorado pelo presidente Jair Bolsonaro. Ele revelou que, sem o autódromo do Rio, o país poderia ficar sem o grande prêmio de Fórmula 1 porque o contrato firmado entre a organização do mundial e o estado de São Paulo, para o uso de Interlagos, chegará ao fim no próximo ano. Além disso, Jair Bolsonaro, afirmou que há uma dívida dos paulistas com os organizadores do GP impossibilitando, assim, a renovação do contrato.

Mas, esta semana os paulistas foram a público para garantir que têm condições de continuarem a sediar o evento mais importante do automobilismo mundial.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), afirmou que o presidente Bolsonaro está equivocado. O tucano garantiu que as dívidas entre Interlagos e os organizadores do GP Brasil foram renegociadas e que a continuidade do contrato, a partir de 2021, não sofre nenhuma resistência por parte dos executivos da Fórmula 1.

A licitação para a construção do autódromo do Rio de Janeiro deve ser publicada em janeiro de 2020. Antes, ela precisa ser aprovada pela câmara de vereadores da capital fluminense.

Repórter Cristiano Carlos – Agência do Rádio

porpjbarreto

Aposta única ganha R$ 289 milhões na Mega-Sena

Aposta única ganha prêmio de R$ 289 milhões na Mega-Sena. O sorteio ocorreu na noite do último sábado (11). O resultado é válido para o concurso 2.150.

As dezenas sorteadas foram: 23-24-26-38-42-49

De acordo com a Caixa Econômica Federal, responsável pela administração das loterias, no mesmo concurso,  a quina deve prêmio R$ 30.450,20 acertadores com 838 apostas.

Também foram registradas 56 994 apostas ganhadoras da quadra (quatro dos seis números sorteados), que foram premiadas com R$ 639,50.

Este é o maior prêmio entre concurso registrado na história.

Agência Brasil

porpjbarreto

Mega-Sena sorteia neste sábado terceiro maior prêmio da história

A Mega-Sena pode pagar hoje, sábado (11), o terceiro maior prêmio da história. São R$ 275 milhões para quem acertar as seis dezenas. O prêmio do concurso 2.150 só perde para duas edições da Mega da Virada. O concurso 2.000, em 31 de dezembro de 2017, pagou R$ 306 milhões para 17 apostas. Já o concurso 2.110 distribuiu R$ 302 milhões para 52 apostas em 31 de dezembro do ano passado.

Segundo a Caixa, o valor acumulado do prêmio aumentou devido ao fato de o concurso deste sábado ter final zero. Com isso, ele recebe um adicional de 22% no valor do prêmio, que é acumulado ao longo dos demais sorteios. O percentual é aplicado a todos os concursos de final 0 e 5.

Esta é a 14ª vez consecutiva que a Mega-Sena acumula. Na última quarta-feira (8), ninguém acertou as dezenas sorteadas: 21-23-37-44-46-48. Neste sábado, o sorteio será às 20 h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo (SP).

Em todos os país, a movimentação nas lotéricas têm sido intensa. As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio. A aposta mínima é custa R$ 3,50.

Também, é possível fazer uma “fezinha” pela internet . O site permite jogar na Mega-Sena e outras modalidades de loterias federais, independentemente de ser ou não cliente do banco.

Para apostar pela internet, entretanto, é preciso ter mais de 18 anos e fazer um cadastro com o número do CPF. Depois é só escolher os números. O valor mínimo da aposta é de R$ 30 e o máximo é de R$ 500 por dia. O pagamento é feito via cartão de crédito.

Os clientes da Caixa podem usar o Internet Banking Caixa para fazer suas apostas pelo seu computador pessoal, tablet ou smartphone. Para isso, basta ter conta corrente no banco e ser maior de 18 anos. Segundo o banco, o serviço funciona das 8h às 22h (horário de Brasília), exceto em dias de sorteios, quando as apostas se encerram às 19h, retornando às 21h para o concurso seguinte.

Probabilidades

Segundo a Caixa, a chance de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. A probabilidade de ganhar o prêmio milionário com uma aposta simples, com seis dezenas, é de 1 em 50 milhões. Para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003.

Agência Brasil

porpjbarreto

Paraibana vence campeonato brasileiro de Jiu-Jitsu em Barueri e traz bicampeonato na faixa amarela

Rayra Nayanne de Lima Mendes, de apenas nove anos, aluna do 5º ano A do Colégio GEO Sul, já é um fenômeno do Jiu-Jitsu infantil. Agora, ela acaba de ampliar sua coleção de medalhas ao consagrar-se bicampeã brasileira do esporte na faixa amarela, no Campeonato Brasileiro da Confederação Nacional de Jiu-Jitsu. A competição aconteceu no último dia 29 de abril, na cidade de Barueri, interior de São Paulo.

Acostumada com as vitórias, Rayra – que também é tetracampeã paraibana e está há dois anos, invicta, sem perder uma luta, afirma que está muito feliz com a conquista, mas, que está focada já no próximo objetivo: ser campeã sul-americana. “Essa é a segunda vez que ganho o campeonato brasileiro. Estou muito feliz, mas treinando muito também para a próxima competição”, comentou a atleta que já retorna nesta terça-feira (07) às suas atividades no GEO Sul e na sua escola de Jiu-Jitsu, em Jaguaribe, onde treina todos os dias.

O pai de Rayra, Valdênio Mendes, que também é seu professor de Jiu-Jitsu, explica que a filha tem muita dedicação ao esporte, mas não descuida dos estudos. “Ela começou a fazer Jiu-jitsu com quatro anos de idade e, de lá para cá, nunca mais parou. Sempre foi muito boa e sempre viajou para competir. Em 2017, com apenas sete anos, ela ficou em terceiro lugar no campeonato sul americano, no Rio de Janeiro, mas alia muito bem  os treinos com as atividades escolares”, disse Valdênio, destacando que em julho pode vir mais medalha por aí.

O diretor do Colégio GEO, o professor Roberto Oliveira, parabenizou Rayra, que estuda na unidade Sul há três anos. Ele espera que a disciplina da aluna para buscar seus sonhos sirva também de inspiração para colegas e pessoas que convivam com ela. “Com certeza Rayra nos enche de orgulho, mais uma vez. Não só por trazer o título, mas por ir até lá e competir e se dedicar a isso. Parabéns a todos os envolvidos e que ela continue a ser um exemplo para todos nós”, disse o diretor.

O Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu bateu novo recorde de inscritos esse ano,  com 7.500 atletas participantes, sendo que, destes, quase 4.000 foram crianças de todo o país na disputa de títulos. Vale lembrar que o iniciante infantil ( abaixo de 16 anos) no Jiu-Jitsu começa com a faixa branca. Depois segue para a cinza e branca; depois cinza ( 4 a 15 anos); cinza e preta; amarela e branca; amarela ( 7 a 15 anos); amarela e preta; laranja e branco; laranja; laranja e preto; verde e branco; verde ( 13 a 15 anos); e, por fim, verde e preta.

 

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

Campinense vence o Vitória-PE em estreia da Série D

O Campinense-PB estreou bem na Série D. Diante do Vitória-PE, a Raposa venceu fora de casa por 1 a 0. O único gol da partida foi marcado pelo atacante Yerién. O placar poderia ter sido mais elástico se não fosse uma grande atuação do goleiro Dida. O guardião pernambucano fez defesas impressionantes e evitou um revés pior.

QUE GOLEIRO!

Apesar de jogar fora de casa, o Campinense começou com tudo. Pressionando, aos quinze minutos, já tinha forçado duas boas defesas de Dida. Àquela altura, Erivan também já tinha perdido uma boa chance aos 8. O gol até chegou a sair: aos 20 minutos, Erivan marcou. Contudo, ele foi pego em impedimento e o lance acabou anulado. O jogo foi para o intervalo sem gols.

GOL SOLITÁRIO

Na volta do intervalo, o panorama permaneceu inalterado. Pressionando, o Campinense forçou uma defesa de pagar ingresso de Dida, aos 2. Após uma cabeçada a queima-roupa, o arqueiro vitoriense evitou o tento no reflexo. A invencibilidade, porém, acabou caindo três minutos depois.

Aos cinco, após boa jogada construída, Lopeu cruzou na área. Sozinho e sem goleiro, Yerién mandou a bola para as redes. Apesar da vantagem, os visitantes seguiram pressionando. Com algum espaço, o Taboquito tentou descer. Sem efeitividade e com mais boas defesas, os times acabaram sem mexer no placar. Com isso, o gol solitário do Rubro-Negro definiu o jogo.

PRÓXIMOS JOGOS

Vitória e Campinense voltam a campo no próximo fim de semana. No sábado (11), o Vitória visita o ASA no Coaracy da Mata, em Alagoas. O encontro ocorre às 16h. Os dois times precisam reagir após derrotas. No domingo, o Campinense recebe a Jacuipense no Ernani Sátyro. O duelo ocorre às 16h e os times tentam manter o embalo após vencer na estreia.

Futebol Interior

Foto: Samy Oliveira\Ascom Campinense

porpjbarreto

CBF define arbitragem para Vitória-PE e Campinense

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou o trio de arbitragem que comandará a partida entre Vitória\PE e Campinense, confronto válido pela 1ª rodada da Série D do Campeonato Brasileiro. O jogo acontece neste domingo (5), às 16h, na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE).

Confira a escala completa:

Árbitro principal: Antônio Magno L. Cordeiro (CE)

Assistente 1:   Renan Aguiar da Costa (CE)
Assistente 2:  John Lennon B. da Silva Chaves (CE)
4º árbitro:   Luciano Luis de Castro Silva ( PE).

 

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

porpjbarreto

Mega Sena deve pagar prêmio de R$ 140 milhões neste sábado (4)

A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 3,50

Novamente ninguém acertou os seis números da Mega-Sena, nesta quinta-feira (2) e, agora, neste sábado (4), o prêmio será de R$ 140 milhões. Esse já é o décimo quinto da história da Mega e o sexto, sem contar as edições da Mega da Virada.

As apostas podem ser feitas até às sete horas da noite de sábado, do horário de Brasília, em qualquer uma das mais de 13 mil lojas lotéricas credenciadas pela Caixa em todo o país.

Além disso, é possível fazer as apostas no Portal Loterias Online e os clientes com acesso ao internet banking da Caixa podem fazer as apostas pelo computador, tablet ou smartphone.

A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 3,50.

 

Repórter Cintia Moreira – Agência do Rádio

porpjbarreto

Copa América 2019: Seleção enfrentará Catar e Honduras em Brasília e Porto Alegre

Estádios Mané Garrincha e Beira-Rio receberão os jogos programados para os dias 05 e 09 de junho

Estão definidos os adversários e os estádios que receberão a Seleção Brasileira para os dois amistosos preparatórios que antecedem o início da Copa América Brasil 2019.

No dia 5 de junho, às 21h30, em Brasília, no Estádio Mané Garrincha, a Seleção enfrentará pela primeira vez o Catar. Os adversários, convidados desta edição da Copa América, são os atuais campeões da Copa da Ásia e serão o país-sede da próxima Copa do Mundo, em 2022.

Quatro dias após o primeiro amistoso, no dia 9, o Estádio Beira-Rio receberá pela décima segunda vez um jogo da Seleção Brasileira. A partida será contra Honduras, às 16h. No último confronto com os hondurenhos, em 2015, também no Beira-Rio, teve vitória brasileira por um a zero, com gol de Roberto Firmino.

Será o sexto confronto entre Brasil e Honduras. O histórico de confrontos entre as equipes aponta três vitórias do Brasil, um empate e uma vitória dos hondurenhos.

Cabeça de chave do Grupo A da Copa América 2019, a Seleção Brasileira enfrentará Bolívia (14 de junho), Venezuela (18 de junho) e o Peru (22 de junho). O técnico Tite convocará 23 jogadores para os amistosos e para a competição no dia 17 de maio, às 11h, na sede da CBF, no Rio de Janeiro.

Créditos: Rafael Ribeiro / CBF

porpjbarreto

Stiupb participa do 1º de Maio com corrida e ato público contra reformas

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas na Paraíba (Stiupb), estará participando ativamente do Dia dedicado ao trabalhador, neste 1º de Maio, com uma corrida com cerca de 450 inscritos no Parque de Bodocongó, além de participação em ato público na Praça da Bandeira, numa manhã que servirá para ser feita uma reflexão do momento que o País vive com os projetos de Reforma da Previdência, privatizações de serviços públicos federais e municipais, além da tentativa de venda de equipamentos públicos

O presidente do Stiupb, Wilton Maia Velez, afirmou que é preocupante o momento que o trabalhador brasileiro está vivendo: “Já tivemos a Reforma Trabalhista que foi formulada para gerar empregos, mas na verdade temos mais de 13 milhões de desempregados e muitos direitos garantidos pela Constituição foram suprimidos”.

O feriado desta quarta-feira também será para protestar contra a Reforma da Previdência em todo seu aspecto, bem como para denunciar, por parte do Stiupb, as manobras das Prefeituras de Campina Grande e de Santa Rita que intencionam privatizar os serviços da Cagepa, tomando pra si as atividades de fornecimento de água e de saneamento.

DA CORRIDA – A 1ª Corrida do Trabalhador vai ser em alto estilo, a partir das 7 da manhã, totalmente profissional, seguindo padrões regionais de eventos de sucesso. A corrida será realizada no Parque de Bodocongó, área que foi toda restaurada pelo Governo do Estado.

O evento tem por objetivos promover e incentivar a prática da corrida rústica do Sindicato dos Urbanitários da Paraíba e da comunidade, bem como a busca de novos talentos na cidade de Campina Grande – PB. O valor da inscrição será de 45,00 (quarenta e cinco) reais + R$ 5,40 de Taxa do site.

Percurso Rústico – Av. Juvêncio Arruda e Adjacências, Bodocongó.

Saída e Chegada – Av. Juvêncio Arruda, Bodocongó.

Receberão Medalhas todos que completarem a prova, troféus para os três primeiros colocados de cada faixa etária para as provas de 5km e 10km: De 08 anos aos 15, 18 aos 30, 31 aos 40, 41 aos 50, 51 aos 60 e 60 acima e cadeirantes.

A corrida terá o monitoramento e chipagem da empresa: UP TEMPO, organização do Sindicato dos Urbanitários da Paraíba e segurança do percurso pela STTP, CPtran, Polícia Militar, Assocrac e o apoio Médico com Ambulância do Corpo de Bombeiros.

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Centenário da criação da Liga das Nações

A Música do Dia é “There’s No Place Like Home“, de Billy Murray, de 1913, que tocou bastante em 1919.

Produção e apresentação – Luiz Cláudio Canuto
Agência Rádio Câmara