Categoria Sertão

porpjbarreto

João Azevêdo cobra 3º Eixo da Transposição e ministro garante elaboração de projeto executivo ainda este ano

O governador João Azevêdo manteve audiência, nesta quarta-feira (16), em Brasília, com o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto. No encontro, ele apresentou várias demandas da Paraíba na área de recursos hídricos e reforçou a importância da execução do Terceiro Eixo da Transposição do Rio São Francisco – conhecido como Ramal Piancó – que permitirá a distribuição da água do São Francisco por toda a Paraíba até o Rio Grande do Norte, a partir do município de Conceição, no Vale do Piancó.

“Essa é uma obra fundamental para garantirmos a segurança hídrica na Paraíba”, reforçou João Azevêdo.

Na ocasião, o governador recebeu a garantia do ministro Gustavo Canuto de que, ainda este ano, será elaborado o projeto executivo da obra para que o governo possa buscar recursos junto ao Orçamento Geral da União para abrir a licitação, e na sequência, contratar a empresa que irá executá-la.

O chefe do Executivo estadual também cobrou do Ministério do Desenvolvimento Regional a liberação de recursos para a conclusão do Canal Acauã-Araçagi, que possui 112 quilômetros de extensão e levará água a dezenas de municípios do Brejo paraibano.

“Nós contamos com recursos para os primeiros seis meses, mas precisaremos de mais investimentos para concluir o Canal”, observou.

O governador também reivindicou ao ministro Gustavo Canuto pleitos relacionados à barragem de Retiro, ao Sistema Camalaú e à adutora de Boqueirão e adiantou as demandas futuras do Estado que serão encaminhadas ao Ministério. “Nós vamos encaminhar pleitos para a adutora da microrregião próxima a Catolé do Rocha, para obras complementares da Transposição, em termos de adutora, e a conclusão da adutora do Curimataú. Enfim, tivemos a oportunidade de resgatar uma série de pleitos que o ministro se propôs a dar continuidade a essas discussões da maneira mais ágil possível”, resumiu o governador.

Os secretários do Planejamento, Orçamento e Gestão, Waldson Souza, e o secretário da Comunicação Institucional, Luís Tôrres, acompanharam o governador João Azevêdo na audiência.

 

Secom

porpjbarreto

MPPB renova frota de motocicletas a serviço das promotorias de Cajazeiras e outras 16 cidades

A Procuradoria-Geral de Justiça adquiriu 20 motocicletas novas, dentro do projeto de modernização e adequação da frota e mobiliário da instituição, com o objetivo de dar melhores condições de trabalho aos servidores e agilidade no atendimento das demandas. Os veículos serão usados, principalmente, na entrega dos documentos oficiais de promotorias de Justiça do Estado, órgãos da atividade-fim do Ministério Público da Paraíba.

De acordo com o chefe do Departamento de Transportes e Veículos do MPPb, Flávio Henrique Lucena, as motocicletas que estavam sendo usadas na instituição tinham cerca de 12 anos de uso, gerando gastos com manutenção e dificultando a economia nessa área. Alguns dos veículos substituídos serão leiloados e uma parte será reaproveitada.

As motocicletas novas serão emplacadas e a previsão é que cheguem às promotorias em, aproximadamente, 30 dias. Os veículos são usados para a entrega de ofícios, notificações e outros documentos expedidos pelos órgãos ministeriais.

Inicialmente, a Secretaria-Geral do MPPB definiu que as 20 motocicletas deverão ser encaminhadas para as promotorias dos municípios de: Caiçara, Guarabira, Itabaiana, Remígio, Solânea, Mamanguape, Pedras de Fogo, Esperança, Bayeux, Santa Rita, João Pessoa, Itaporanga, Sousa, Campina Grande, Cajazeiras, Conceição e Patos.

Assessoria – MPPB

porpjbarreto

Deputado Jeová critica decreto de flexibilização de armas, diz que ele invade competência e transformará o país em um faroeste

“Essa questão da flexibilização das armas, tratada em decreto pelo presidente Bolsonaro, invade a competência do Poder Legislativo e, portanto, não pode ser tratada por decreto, pelo executivo. Caberá ações neste sentido”, disse hoje (16), o deputado estadual e advogado, Jeová Campos. O parlamentar se refere ao decreto assinado nesta terça-feira (15), pelo presidente Jair Bolsonaro, que flexibiliza a posse de armas no país.

Seguindo esse entendimento, o Partido dos Trabalhadores (PT) e o Psol já anunciaram que entrarão no Supremo Tribunal Federal (STF) com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) contra o decreto. “Isso não melhorará em nada a questão da segurança pública, ao contrário, coloca na mão do cidadão, sob a responsabilidade dele, cuidar de sua segurança, quando a gente sabe que isso é uma responsabilidade do Estado”, destaca Jeová.

Segundo o deputado, especialistas em segurança pública apontam que a medida tende a aumentar a circulação de armas de fogo e piorar ainda mais a taxa de homicídios no país. Uma pesquisa do Datafolha, em dezembro, mostrou que 61% dos brasileiros são contra a flexibilização da posse de armas no país. “É um engodo tão grande essa questão da flexibilização do porte de armas, pois todos sabem que ela privilegiará as pessoas com dinheiro para adquirir armas e a população de baixa renda, a que é menos desassistida, não terá condições de usufruir desse decreto que mergulhará o país em uma espécie de faroeste. Lamentável esse retrocesso”, reiterou Jeová, lembrando que o caminho mais sensato para o fim da violência é ‘um livro na mão e a esperança no coração’.

 

Assessoria

porpjbarreto

Filho de sousense residente do Estado de Goiás procura familiares no Sertão da Paraíba

O popular Gilvan Leandro da Silva, hoje com 33 anos, residente em Flores de Gioás, Estado de Goiás, filho de Raimundo Leandro Sobrinho, natural de Sousa, no Sertão da Paraíba, está à procura de familiares, que ainda residem na cidade de Sousa, ou cidades vizinhas.

– Raimundo Leandro Sobrinho, era filho de Odete Maria da Conceição e Cicinato Leandro Sobrinho, possivelmente já falecidos. Vale ressaltar que Raimundo Leandro tinha outros irmãos de nomes: Maria do Socorro e Francisco Leandro Sobrinho.

Gilvan Leandro da Silva, 33 anos, residente em Flores de Gioás, Estado de Goiás. Créditos: WhatsApp.

Quem tiver alguma informação ou conhecer algum familiar de Raimundo Leandro Sobrinho, possa entrar em contato com a redação do site da Rádio Rural FM de Cajazeiras, pelos telefones: (83) 9.9927.3848 (TIM), ou (83) 9.9151.0310 (CLARO).

 

Redação – fmrural.com.br

porpjbarreto

MPPB e MPF realizam reunião sobre andamento das obras dos açudes de São Gonçalo e Poções

O Ministério Público da Paraíba e o Ministério Público Federal promoveram, na tarde da última terça-feira (15/01), uma reunião para discutir o andamento das obras dos açudes de São Gonçalo, em Sousa, e de Poções, em Monteiro, que estão atrasadas. A reunião foi realizada na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, em João Pessoa.

Participaram da reunião o procurador-geral de Justiça, Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho; o 1º subprocurador, Alcides Jansen, o procurador de Justiça Francisco Sagres; os procuradores da República Marcos Alexandre Bezerra Wanderley de Queiroga (procurador-chefe do MPF/PB) e Janaína Andrade de Sousa; o coordenador do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) na Paraíba, Alberto Gomes, e técnicos do órgão, além de representantes da construtora responsável pelas obras, a PB Construções.

Conforme o procurador Francisco Sagres, em relação ao açude de São Gonçalo, ficou decidido que o fechamento do dique será executado no prazo de 30 dias após a liberação de recursos pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (antigo Ministério da Integração). De acordo com a empresa, são duas parcelas no valor total de R$ 800 mil, que seriam pagas em dezembro, mas devido a um erro no sistema do Dnocs, o recurso retornou para o Ministério.

O procurador explicou ainda que vai entrar em contato com o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Henrique Rigodanzo Canuto, para a liberação do recurso. Ficou decidido ainda que serão convocados, já nos próximos dias, dois consultores para a definição do critério de fechamento do dique.

Já em relação ao açude de Poções, o procurador Francisco Sagres informou que será viabilizada a liberação da parcela em atraso de R$ 400 mil, mas que as obras já estão sendo executadas. “Já estão sendo feitas a concretagem e o envelopamento do canal para o fechamento do dique”, complementou.

O procurador Marcos Queiroga destacou a união de esforços das diversas instituições para a resolução do problema. “É uma felicidade termos chegado a um bom termo”, disse.

Uma nova reunião será realizada no dia 4 de fevereiro, às 14h, na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, para acompanhamento das medidas acordadas.

Por MPPB

porpjbarreto

A caminho de Cajazeiras: Frassales e a justa inquietação com a preservação da democracia

A caminho de Cajazeiras, em tratativas para a fundação da Acal – a Academia de Letras da terra do Padre Rolim, o escritor Francisco Sales Cartaxo Rolim (Frassales), radicado no Recife, obsequia-me com um telefonema para comentar aspectos da conjuntura nacional nestes tempos bolsonarianos. Preocupa-lhe – como a mim também – a institucionalização da “continência militar” como símbolo do governo civil eleito em 2018. Trocando em miúdos: a formação de uma couraça de três generais em torno da cintura do presidente Jair Bolsonaro, certamente soprando insinuações sobre “endurecimento” do regime que está aí, com suas trapalhadas semanais e recuos a perder de vista.

Contei a Frassales que não me agrada nem um pouco essa inclinação totalitária do governo que aí está, embora não nutrisse qualquer ilusão a respeito. E dei-lhe ciência da minha posição favorável a uma frente democrática que contenha ímpetos até fascistas eventualmente disfarçados em medidas que estão sendo tomadas pelo governo de extrema-direita que ascendeu pelo voto. A minha ponderação é no sentido de que não cabe necessariamente ao PT papel de protagonismo na construção da frente democrática, tanto porque o partido não desceu do palanque nem colabora para o mínimo de tranquilidade institucional no país como porque a sua direção, nas mãos da senadora Gleisi Hoffmann, é desastrosa, o que favorece a eclosão seguida de porra-louquices políticas e ideológicas. A insistência do lulopetismo no mantra do “quanto pior” me causa tédio. No Brasil, quanto pior é pior mesmo, já conhecemos esse enredo.

Constato que o Partido dos Trabalhadores vive de irresignação e de contestação a tudo quanto lhe desfavoreça. Não absorveu ainda hoje o impeachment de Dilma Rousseff no bojo das pedaladas fiscais detectadas pelo TCU e que encobriam o despreparo do “poste” de Lula para conduzir os destinos do País. Não absorve, por extensão, a prisão do ex-presidente Lula. Insiste na cantilena da perseguição política, de maneira obsessiva. O lulopetismo apropriou-se da tese de que só há democracia se o poder estiver com o PT, ainda que o PT use o poder para cometer falcatruas, a exemplo das que foram praticadas por tantos ícones da legenda, hoje na triste condição de presidiários, inclusive o mito maior, o ex-sindicalista Lula. Essa visão maniqueísta não encontra eco em parcelas independentes da sociedade brasileira, mas faz um sucesso tremendo junto às viúvas do lulopetismo e aos órfãos do “pudê”.

A impressão que se tem é de que há uma ordem emanada dos presídios, mais precisamente de Curitiba, para institucionalizar a convulsão social em todas as esferas – cabe, inclusive, indagar o que está realmente por trás do terror em Fortaleza, que se propaga como se por combustão espontânea já há algumas semanas. Os petistas tentam, em outra frente, recuperar o espaço que perderam – o das redes sociais, onde eram senhores absolutos de supostas verdades e até de factoides como essa orquestração obsessiva para tornar Lula um Prêmio Nobel da Paz, ainda que sem grandes méritos para essa prebenda. Seja como for, o governo de Bolsonaro, que se sustenta aos trancos e barrancos, tem conserto dentro da própria democracia. Em caso de derrapagem há o remédio amargo do impeachment, que valeu para Collor, valeu para Dilma, vale para Bolsonaro. Como observa a revista Veja, até aqui a bagunça no governo Bolsonaro ainda não produziu efeitos deletérios. Isto não exime nenhum brasileiro da vigilância sobre a preservação da democracia, a conquista maior que tivemos nas últimas décadas.

Nonato Guedes

porpjbarreto

Paciente interna do Hospital do Bem comemora aniversário surpresa do filho e se emociona com a iniciativa de funcionários

Era para ser um dia normal para a paciente Josileide Nunes Soares, de 41 anos, moradora do bairro Nova Conquista, de Patos. Ela está internada no Hospital do Bem, que integra o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos, desde o dia 10 de dezembro do ano passado e queria muito estar com o filho que completou oito anos na última sexta-feira (11). Sensibilizados pela situação que a impedia de comemorar o aniversário de João Henrique, que completou oito anos, funcionários do Hospital se cotizaram e resolveram preparar uma comemoração surpresa na própria unidade, reunindo a mãe e seus seis filhos. Sentindo fortes dores, Josileide tem que ficar internada para fazer uso de morfina e outros medicamentos que aliviam a dor.

“Se eu sofresse do coração hoje eu tinha morrido de tanta felicidade. Não tenho palavras para agradecer esse gesto que fizeram comigo e meu filho. Estava triste por estar longe de casa e de não poder preparar algo para comemorar o aniversário dele, mas as pessoas daqui fizeram tudo isso e eu só posso agradecer e também pelo tratamento, pelo acolhimento, pelo carinho, atenção e cuidados que estou tendo aqui. Melhor é impossível, até me paparicam aqui”, disse emocionada Dona Josileide.

Portadora de câncer de colo de útero, Josileide terá que submeter ao tratamento radioterápico, quimioterápico e também por procedimento cirúrgico. Enquanto espera a marcação do tratamento radioterápico, que precisará ser feito em João Pessoa, ela permanece internada na unidade para controlar as fortes dores que sente em função da doença, incluindo a administração de doses de morfina. Ela descobriu o câncer em setembro último, que foi diagnosticado através de biopsia, em exames de rotina. Na família de Josileide há casos de câncer, o que confirma a predisposição genética da doença.

Josileide, que é viúva, mora com seus cinco filhos e dois netos. Enquanto ela permanece em tratamento, quem cuida dos irmãos – José Pedro, Maria Vitória e Maria Clara – é a irmã mais velha, Joyce, que tem 23 anos. “Tenho fé em Deus que serei curada e sei que estou tendo aqui o melhor cuidado”, afirmou a paciente. A iniciativa de fazer a festinha surpresa foi da Psicóloga Pryscilla Guedes, logo abraçada por outros funcionários, que se cotizaram e compraram bolo, bolas e salgados. “Nunca vimos um olhar tão gostoso, de gratidão e sincero. Hoje, foi uma tarde muito diferente aqui no Hospital do BEM”, destaca Thiago Viana, Coordenador Administrativo da unidade.

O Hospital do Bem foi inaugurado em setembro do ano passado e atende casos de câncer de próstata, mama, colo de útero e pele, ofertando serviços ambulatoriais, quimioterapia e cirurgia, além de diversos exames de ultrassonografia com Doppler; tomografia; endoscopia; eletrocardiograma; exames laboratoriais e Raio X.

Assessoria

porpjbarreto

Policiais da 5ªCPTran de Cajazeiras recupera motocicleta roubada

A motocicleta foi apreendida e estava em poder de um menor de idade

Policiais militares da 5° CPTran, apreenderam na manhã da última quinta-feira (10), em rondas pela região Norte da cidade Cajazeiras-PB, e em dado momento visualizaram uma motocicleta Suzuki, cor preta, sem placa e decidiram realizar a abordagem.

Foi constatado que o veículo era conduzido pelo menor R.S.A, de 15 anos, e após consulta no Infoseg e constatada que a mesma era produto de roubo.

A motocicleta e o menor foram apreendidos e levados a Delegacia de Polícia Civil para que fossem tomadas as devidas providências legais.

Gu Bptran
Sgt Geraldo
Cb Meireles
Sd Lidiana
Sd Juliana

CAP QOC MATIAS
CMT 5° CIA/BPTRAN

TEN QOA CLEMENTE
SUBCMT 5° CIA/BPTRAN

porpjbarreto

Campeonato Paraibano – 1ª rodada: Atlético de Cajazeiras (3) X Serrano (0). Veja resumo!

  • O JOGO PINTOU E… TROVEJOU!

    Serrano-PB e Atlético-PB começaram, na tarde deste sábado, suas jornadas no Campeonato Paraibano. As duas equipes se enfrentaram no Amigão, em uma tarde que teve seu protagonismo tomado pelo atleta com idade mais avançada dentre os que atuaram. Marcinho comandou a vitória por 3 a 0 do Trovão Azul. Só não fez chover. Fez trovejar no auge dos seus 37 anos. O Serrano-PB até tentou impor seu ímpeto de mandante nos primeiros cinco minutos, mas logo foi encurralado pelo visitante que não teve dificuldades para construir o placar expressivo.

  • DESTAQUE PRIMEIRO TEMPO

    Os primeiros 45 minutos surpreenderam pela intensidade do futebol apresentado pelos dois times, principalmente nos primeiros 20 minutos. Dois times leves em campo que tentavam investir na velocidade. Michel pelo lado do Serrano-PB e Yerien pelo lado atleticano eram os desafogos para puxada de contra-ataque no início da peleja. A experiência de Marcinho começou a pesar a favor do Atlético-PB a partir dos 22 minutos, no primeiro contra-ataque puxado pelo meia, desafinando apenas na conclusão de Jackinha. Na sequência, o veterano começou a jogada e encontrou Mendes pelo lado direito. A jogada culminou em um cruzamento na área. No bate-rebate, o atacante Bruno ajeitou a bola para a perna direita e deslocou Rodrigo Calchi, abrindo o placar para o Atlético-PB. Não deu nem tempo de comemorar. Mendes foi calçado dentro da área e sofreu pênalti. Marcinho chamou a responsabilidade, pediu a bola e deslocou Rodrigo Calchi, chutando no meio do gol e ampliando o placar para o time azulino. Depois do resultado construído no primeiro tempo pela equipe visitante, muito não se teve de interessante até o fim do primeiro.

  • DESTAQUE SEGUNDO TEMPO

    As duas equipes voltaram com alterações para o segundo tempo. O Atlético-PB voltou com duas peças mudadas, mas que não mudou o desenho do time dentro de campo. Com Tchê Tchê em campo, o time ganhou gás para contra-atacar e repor os espaços na defesa. E foi em uma dessas investidas na frente que o atacante conseguiu mais uma penalidade máxima para a sua equipe. Marcinho se encarregou de bater e fechar o placar. Logo depois, teve a chance de marcar o seu terceiro gol, quando finalizou por cima do gol após jogada do lateral Felipe. O Serrano-PB foi passivo ao resultado. Ainda que estivesse atrás do placar, não conseguiu construir possibilidades de gol, tampouco neutralizar as jogadas do Atlético-PB, que diminuiu o ritmo após marcar o terceiro gol.

    Marcinho marcou duas vezes de pênalti.

    Marcinho marcou duas vezes de pênalti. (Foto: Silas Batista / GloboEsporte.com)

    Fonte: globo.esporte.pb

porpjbarreto

Jornalista Wilson Furtado realizará o XXII Bonito Folia

O jornalista Wilson Furtado está organizando o XXII Bonito Folia, que será realizado no dia (23) de fevereiro, de 2019. O Bonito Folia é um tradicional evento em pleno carnaval que antecipa as festividades de momo no Alto Sertão paraibano.