Arquivo mensal agosto 2019

porpjbarreto

Produtores de cana da Paraíba prestigiam missa que marca abertura da safra 2019/2020 da COAF

O presidente da União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida) e da Associação de Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), José Inácio de Morais, além de dirigentes da entidade paraibana, prestigiou a missa campal, realizada nesta quarta-feira (28), em Timbaúba (PE). A cerimônia marcou o início da moagem de cana-de-açúcar da antiga Usina Cruangi que, desde 2015, é administrada pela Cooperativa do Agronegócio dos Fornecedores de Cana-de-Açúcar (Coaf). “Testemunhar o sucesso desta iniciativa, muito nos alegra, pois, a COAF está fazendo história, gerando emprego e renda, valorizando o produtor e contribuindo de maneira significativa com o setor canavieiro e o mercado sucroenergético do Nordeste”, destacou José Inácio. O governador de Pernambuco, Paulo Câmara e outras autoridades também estiveram presentes.

A previsão da COAF, que fabrica etanol e cachaça, para a safra 2019/2020 é processar 780 mil toneladas de cana, fabricar cerca de 60 milhões de litro de etanol, além de 10 milhões de litros de aguardente, no período de setembro deste ano a março de 2020 quando está previsto o encerramento da moagem. A COAF é formada por um grupo de 800 fornecedores de cana que assumiu a antiga Cruangi, em 2015. De lá para cá, vem crescendo ano a ano.

Segundo o presidente da COAF, Alexandre Lima, a cooperativa trabalha na atual safra com uma expectativa bem positiva, incluindo novas fontes de renda com a venda de energia elétrica. Para tanto, a direção da COAF já está trabalhando junto a ANEEL para regularizar a situação de venda de energia, além de já realizar a venda do bagaço direcionada a alimentação animal. “Temos uma boa expectativa de safra, já que o inverno foi bem distribuído e aumentou a produtividade na região de forma considerável, além disso trabalhamos com uma extra safra porque compramos 220 mil toneladas de cana, aumentando nosso contingente de matéria-prima e deveremos bater recorde de safra esse ano, com a graça de Deus e muito trabalho”, destacou Alexandre.

O presidente da Unida lembra um outro ponto importante da Cooperativa para o setor canavieiro que é a melhoria na remuneração dos fornecedores. “A COAF se destaca como a melhor pagadora do preço da cana dentre as usinas de Pernambuco. Nos dois últimos anos, pagou a maior média de ATR (taxa de açúcar da cana) e isso, naturalmente, serve de referencial para as demais indústrias”, reitera José Inácio. O ATR é um dos indicadores principais para definição do valor que as usinas pagam aos fornecedores pela cana.

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Próximo de completar 50 anos de carreira, Benito de Paula inclui a Paraíba em sua despedida dos palcos

Ultima turnê será no dia 5 de outubro, no Teatro A Pedra do Reino

Próximo de completar 50 anos de carreira e um dos grandes ícones da música brasileiro, o pianista, poeta, cantor e compositor Benito Di Paula, invade os palcos em 2019 para começar sua última turnê “FIM DE PAPO”. Nesta última grande turnê, Benito Di Paula passará por mais de 120 cidades entre Brasil, Itália, Portugal, França e Estados Unidos – e também na Paraíba. Em uma realização da Colônia Produções, o show acontece no dia 5 de outubro, no Teatro A Pedra do Reino, em João Pessoa. Os ingressos começam a ser vendidos em breve.

Benito explica melhor a “FIM DE PAPO”: “pensei neste nome por ser de fato o fim de um longo e delicioso papo que venho tendo com meus fãs, de forma ininterrupta, há quase 50 anos. Rodarei o Brasil novamente, retornarei a cidades que visito quase que anualmente e outras tantas que pedem meu show há muito tempo e, neste tour, estarão no roteiro, incluindo o exterior. Após, um novo papo começa! Um papo mais calmo, em shows pontuais e alguns projetos que quero colocar em prática, já há algum tempo”. FIM DE PAPO contará com a participação de seu filho, Rodrigo Vellozo.

Benito Di Paula tem mais de 35 discos gravados e acumula a histórica marca de mais de 45 milhões de cópias físicas vendidas ao redor do mundo. Entre seus maiores sucessos destacam-se “Charlie Brown”, “Mulher Brasileira”, “Retalhos de Cetim”, “Do Jeito Que A Vida Quer”, “Ah, Como Eu Amei”, “Amigo do Sol, Amigo da Lua”, entre tantos outros, que fariam deste release uma sequência de páginas quase interminável.

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

Campanha para ajudar ONG de proteção animal termina neste sábado (31)

Melhor comedoria fitness da cidade, clientes do Du Bistrô beneficiam ONG Missão Patinhas Felizes ⠀⠀⠀⠀⠀

Termina neste sábado, dia 31 de agosto, o prazo da campanha especial do Du Bistrô para ajudar ONG de proteção animal.

A cada risoto vendido no Du Bistrô, R$2 vão ser doados à ONG Missão Patinhas Felizes, que atende animais de rua e encaminha para adoção. A ideia é ajudar a associação, que está construindo um abrigo para os cerca de 100 animais sem dono com o objetivo de reabilita-los  antes da adoção. Para ajudar, basta o cliente pedir um dos pratos no restaurante, localizado na Avenida Monteiro da Franca, 409 – Manaíra.

No menu, estão o Risoto Vegano, com cubos de abobrinhas refogados na cebola e alho, champignons, azeitona preta, arroz integral e molho bechamel fit; Risoto de Mignon com cubos de carne grelhados, legumes refogados no azeite, arroz integral e molho bechamel fit, além do Risoto de Camarão, que traz camarões grelhados, legumes refogados no azeite, arroz integral e molho bechamel.

Todos os pratos são servidos com chips de batata doce.
Para mais informações, o telefone do Du Bistrô é o (83) 3034.5649. No instagram, o público pode acessar @dubistrojp . Para conhecer a ONG, o instagram é @missaopatinhasfelizes

Assessoria 

porpjbarreto

Prefeito de Cajazeiras envia projeto de lei ao legislativo pedindo autorização para firmar convênio com o Laureano

Na última quinta-feira (29), o prefeito José Aldemir Meireles (PP) encaminhou projeto de lei à Câmara Municipal solicitando autorização para que a Prefeitura de Cajazeiras firme convênio com o Hospital Napoleão Laureano, localizado em João Pessoa, referência no tratamento do câncer e doação de sangue e que atualmente atravessa uma grande crise financeira, sendo objeto de várias campanhas de doação.

O prefeito justifica o seu pedido para que o município, através da Secretaria Municipal de Saúde, passe a doar a quantia mensal de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) ao Hospital Napoleão Laureano por este funcionar de forma filantrópica, atendendo a pacientes de todo a Estado, inclusive de Cajazeiras.

Secom

porpjbarreto

João Azevêdo entrega restauração da rodovia de Lucena nesta sexta-feira (30)

O governador João Azevêdo entrega nesta sexta-feira (30), às 15h, o recapeamento asfáltico da rodovia PB-025, no trecho ligando a BR-101 a Lucena, com 29 km de extensão. Foram investidos mais de R$ 3,2 milhões do Tesouro Estadual na obra, que teve como principais serviços o recapeamento da pista de rolamento com micro revestimento produzido com asfalto de alta resistência à ação do tráfego e as intempéries, recuperação dos acostamentos, limpeza do sistema de drenagem e sinalização horizontal e vertical.

A restauração da PB-025 beneficia diretamente uma população de 17.730 habitantes do município de Lucena, localizado no litoral norte do Estado. O tráfego médio diário é de 652 veículos entre automóveis, ônibus, caminhões e motos.

O superintendente do Departamento de Estradas de Rodagem da Paraíba, Carlos Pereira de Carvalho e Silva, disse que essa é uma obra de restauração rodoviária. “A pavimentação da rodovia que liga a BR-101 a Lucena é de grande importância para a região, proporcionando a modernização da infraestrutura viária da cidade, além de oferecer melhores condições para o desenvolvimento das atividades turísticas do litoral norte, com uma melhor mobilidade urbana e elevação da qualidade de vida da população, principalmente as atividades econômicas”, acrescentou o dirigente.

Secom-PB

porpjbarreto

Presidente da Asplan dá palestra no 18º Workshop da STAB e destaca os métodos de plantio e tratos culturais utilizados na Paraíba

Os produtores de cana nordestinos participaram, essa semana, do 18º Workshop sobre Plantas Daninhas, Nutrição e Adubação em Cana-de-açúcar que aconteceu no auditório Planalsucar, da Estação Experimental de Carpina, da Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE. O evento, que teve início no dia 27 e concluído nesta quinta-feira (29), contou com a participação do presidente da Associação de Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), José Inácio de Morais, que proferiu palestra no dia 28. Na ocasião, José Inácio falou sobre o “Manejo de Plantio e Tratos Culturais de fornecedores” de cana da Paraíba. A palestra foi marcada pela apresentação dos métodos em solos paraibanos e pela experiência do dirigente da Asplan no cultivo de cana-de-açúcar.

José Inácio iniciou sua palestra falando da importância de se escolher bem uma área para plantio e fazer a correção de solo. Nos solos paraibanos, ele mostrou que se faz muita correção com gesso e calcário e chamou atenção de todos para que não caiam em armadilhas de vendedores. “Cuidado com novidades do mercado e com modismos”, disse José Inácio, destacando que é interessante conversar com outros produtores para conhecer as técnicas que estão dando certo em outras propriedades, afinal, trata-se de um mesmo tipo de solo, mudando, talvez, apenas o tipo de variedade de cana.

“O solo é o mesmo e geralmente o modo de correção que dá certo para um, dá para outros, por isso é tão importante eventos como esse para que possamos mostrar nossas experiências e trocar ideias. O que muda pode ser a variedade de cana e olhe lá porque também procuramos escolher uma que melhor se adapte à nossa região”, comentou o dirigente da Asplan. Ainda sobre o plantio de cana dos fornecedores, José Inácio abordou o tratamento de fundo de sulco – sua profundidade, inclusive, o plantio de baixa densidade e os tipos de coberta, que pode ser manual ou mecanizada.

Já em relação aos tratos culturais, o dirigente frisou que os fornecedores paraibanos não têm acesso à torta, vinhaça e outros derivados e procuram alternativas como o esterco bovino, esterco de aves e os condicionadores de solo.  Também colocou seriedade na irrigação. “Quem tem condições financeiras de fazer, faz irrigação controlada e isso proporciona uma grande diferença na produtividade”, salientou, mostrando que não é algo comum, por isso, a necessidade ainda maior de fazer um bom plantio e trato cultural.

“Estamos vendo que algumas ações têm dado certo, como a rotação da cultura, a adubação feita conforme as necessidades do momento através de análises, e também a aplicação de herbicidas sempre alternando as moléculas e verificando a umidade do solo para definição correta do produto”, afirmou José Inácio, concluindo que cada fornecedor deve procurar ver o que vem sendo feito e escolher um modelo a seguir, bem como também deve procurar sempre parcerias com as indústrias para fortalecer seus tratos.

Para José Inácio, o 18º Workshop da STAB foi de grande relevância para o produtor. “É como sempre digo: encontros como esses fortalecem o setor no sentido de estarmos sempre trocando informações e vendo quais as técnicas que o colega vem aplicando e que vem dando certo. Vemos onde estamos errando e tentamos corrigir”, salientou o presidente da Asplan, frisando que além do plantio e tratos culturais os temas trabalhados no Workshop foram bem variados e todos com o objetivo de informar ao produtor de cana qual a melhor opção para manter seus campos saudáveis e produtivos. Além disso, pesquisadores de plantas daninhas, nutrição vegetal e adubação também deram suas contribuições para ajudar o público na tomada de melhores decisões.

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

Justiça Federal na Paraíba determina que a União forneça transporte escolar a estudantes da região de Patos

A União tem 90 dias para cumprir liminar expedida pela 14ª Vara Federal

A União deverá, no prazo máximo de 90 dias, adotar todas as providências necessárias para que o Instituto Federal da Paraíba (IFPB), campus Patos, seja contemplado com recursos financeiros suficientes para fornecer transporte escolar a todos os alunos que preencham os requisitos do Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES). A decisão, em caráter liminar, é do Juiz Federal Claudio Girão Barreto, da 14ª Vara Federal. De acordo com o magistrado, os estudantes residentes na zona rural e nos bairros mais distantes (também atendidos pelo transporte escolar do município) ainda devem ser contemplados pelo Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (PNATE) e pelo Programa Caminho da Escola.

Consta na ação civil pública, movida pelo Ministério Público Federal (MPF), que foi instaurado o inquérito civil nº 1.24.003.000050/2018-15 indicando a falta de transporte coletivo desde o início do ano letivo de 2018, uma vez que a Prefeitura de Patos deixou de fornecer uma linha regular de ônibus, no final de 2017. Diante do problema, foi expedida uma recomendação (n. 70/2018) ao órgão, no sentido de que, de acordo com os critérios de oportunidade, conveniência e diante da disponibilidade de veículos, fosse novamente colocado o transporte para os alunos. O município se colocou à disposição para fornecer o benefício no período noturno, o que não aconteceu.

Em razão do descumprimento do acordo, o juiz federal concedeu a liminar e ressaltou que, caso o serviço não seja oferecido, os estudantes, que preencherem todos os requisitos do PNAES, poderão ingressar com uma ação contra a União, exigindo o ressarcimento dos valores que lhes são devidos, conforme reconhecidos na decisão.

PNAES, PNAT e Caminho da Escola

O Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (PNATE), no âmbito do Ministério da Educação e com execução pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), foi instituído com o objetivo de oferecer transporte escolar aos alunos da educação básica pública, residentes em área rural, por meio de assistência financeira, em caráter suplementar, aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios (Lei 10.880/04, art. 2º). De modo semelhante, a Lei 12.816/13, regulamentada pelo Decreto 6.768/09 (Programa Caminho da Escola), autorizou a União a prestar apoio aos estados, Distrito Federal e municípios na aquisição de veículos para transporte de estudantes, principalmente aos moradores da zona rural, matriculados em séries da educação básica, mas admitida a utilização por alunos da zona urbana e da educação superior, conforme regulamentação expedida pelos estados, Distrito Federal e municípios (art. 5º).

Com a finalidade de ampliar as condições de permanência dos jovens na educação superior pública federal, abrangidos os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, o Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES), instituído pelo Decreto 7.234/10 e executado no âmbito do Ministério da Educação, contempla, entre outras, ações na área de transporte (art. 3º, §1º, III). Cabe à instituição federal de ensino superior definir os critérios e a metodologia de seleção dos alunos de graduação a serem beneficiados, desde que atendidos, prioritariamente, os da rede pública de educação básica ou com renda familiar “per capita” de até um salário mínimo e meio (Decreto 7.234/10, art. 5º).

Assessoria de Comunicação 
Justiça Federal na Paraíba – JFPB

porpjbarreto

AGTech Meio-Norte coloca o Nordeste no mapa da inovação agropecuária

Teresina será a capital brasileira da inovação tecnológica na agropecuária a partir da terça-feira 03 de setembro, com o AGTech Meio-Norte Inovação para o Agro. O evento, o primeiro do gênero na região, é uma realização da Embrapa e reunirá cientistas, professores, estudantes e produtores rurais de praticamente todo o País até o dia cinco. A programação é extensa e atrativa, com palestras, mesas redondas, feira de livros, apresentação de trabalhos científicos por estudantes, vitrines tecnológicas, degustação de pratos e uma maratona de ideias focadas na inovação aberta. A programação em https://www.embrapa.br/meio-norte/agtech.

A palestra magna que abre o evento na sede da Embrapa Meio-Norte será com o professor Wagner Marcelo, da Pontifice Universidade Católica (PUC) de São Paulo, às nove horas. O tema é Agritech como condutor no desenvolvimento de tecnologias estratégicas. Os números até agora registrados para o AGTech são robustos. Sete caravanas com 155 estudantes de escolas família-agrícolas de municípios do Piauí estão confirmadas no evento. O público esperado, todo dia, é de 690 pessoas, segundo a coordenadora do evento, Izabella Hassum.

A V Jornada Científica, com estudantes e bolsistas que participaram de projetos na Embrapa e em outras instituições, é uma das atrações. Serão apresentados 109 trabalhos, com premiação para os três melhores, segundo a comissão julgadora. O concurso de fotografia terá uma premiação. O Ideas for Farm, que é o  desafio de inovação aberto, terá 29 pessoas distribuídas em 16 equipes. Elas vão trabalhar na  eliminação de  gargalos da agropecuária sustentável nas áreas da apicultura, avicultura e no Sistema Integrado de produção de alimentos (Sisteminha Embrapa).

Vitrines tecnológicas

O Ciência Ativa, outro importante segmento, vai reunir 474 pessoas nos dias três e quatro, em uma tenda de cerca de 20 metros quadrados e nas vitrines tecnológicas vivas, com 100 metros quadrados. Todos conhecerão aspectos interessantes da fruticultura aos cruzamentos que deram origem ao boi Tropical. No dia três, começando sempre às 14 horas, será destaque na tenda o inseticida botânico, o bacuri e a cajá, que têm grandes perspectivas de negócios, a piscicultura e a integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF), um ativo que dobra a produção e a renda numa mesma área.

Ao mesmo tempo, na primeira vitrine viva, também começando às 14 horas, serão apresentadas as tecnologias sobre criação de insetos, apicultura, Sisteminha Embrapa, inseticida botânico e ovinocaprinocultura. Aqui, as orientações terminam às 17:10 horas. No dia quatro, às 14 horas, na tenda, o destaque será para a agricultura peri-urbana e de precisão, internet das coisas e solos. Na mesma quarta-feira 4, a partir das 14 e indo até às 17:10 horas, o esforço será na segunda vitrine viva com orientações sobre galinha caipira, mandioca, feijão-caupi biofortificado e boi Tropical.

Rubacão, feijão-de-corda e tenébrios

Um dos segmentos mais esperados é o Ciência no Prato, durante os três dias do evento. Serão oito receitas com ingredientes a partir de ativos tecnológicos gerados pela Embrapa. Nessa programação, sempre a partir das 14 horas,  os pesquisadores detalham as tecnologias enquanto são elaborados os pratos para degustação.

O esperado Ciência no Prato começa com Mariana Moraes e Herivelton Soares, professores do curso de gastronomia do Instituto Federal de Educação do Piauí. Eles vão preparar e servir os seguintes pratos: Salada de alface com vagens de feijão-caupi, Pão de forma de feijão-caupi, Croutôns de feijão-caupi, Brigadeiro de biomassa da banana verde com grilo, Suco detox com algas e Variação do rubacão com feijão-caupi (feijão-de-corda) e tenébrios.

Logo depois, a partir das 16 horas, o chef paulistano Raul Godoy, um dos astros da gastronomia nacional, começa a maratona culinária com os pratos Bolinho de capitão com camarão marinho e salada de algas e Cabra nativa em três texturas com pirão de leite. Com 13 anos de profissão, Godoy tem passagem por restaurantes como o Bio, em São Paulo, e Casa Malevo, em Londres.

O AGTech Meio-Norte é apoiado por 21 instituições públicas e privadas ligadas ao agronegócio. Veja a programação em https://www.embrapa.br/meio-norte/agtech.

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

Sertão: Desembargador concede pedido de antecipação de tutela para manter prefeito de Aparecida no cargo

Desembargador José Ricardo Porto.

O desembargador José Ricardo Porto deferiu parcialmente o pedido de antecipação de tutela para suspender o cumprimento do acórdão proferido pela Terceira Câmara Especializada Cível do TJPB, que condenou o prefeito de Aparecida, Júlio César Queiroga de Araújo, por improbidade administrativa. A decisão vale para a parte do acórdão que determinou a suspensão dos direitos políticos e a proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais. O desembargador mandou notificar, com urgência, o juiz da 4ª Vara da Comarca de Sousa, a fim de que adote as providências necessárias para o inteiro e fiel cumprimento da decisão nos autos do processo nº 0004535-15.2012.815.0371.

O prefeito de Aparecida estava na iminência de perder o cargo, uma vez que a ação transitou em julgado. A defesa ingressou com uma Ação Rescisória (0806624-77.2019.815.0000), visando a rescisão do acórdão proferido pela Terceira Câmara Especializada Cível, com base no artigo 966, VIII, do Código de Processo Civil. O dispositivo diz que a decisão de mérito, transitada em julgado, pode ser rescindida quando for fundada em erro de fato verificável do exame dos autos.

O argumento da defesa é de que ao propor a Ação de Improbidade Administrativa, o Ministério Público requereu, tão somente, a condenação na sanção prevista no artigo 12, III, da Lei nº 8.429/92, qual seja, a do pagamento de multa civil. No entanto, a Terceira Câmara, ao julgar o caso, condenou, além do pagamento de multa civil, na suspensão dos direitos políticos por três anos e na proibição de contratar com o Poder Público por igual período.

“Essa situação, conforme já mencionado, configura aquele decisium como sendo extra petita, violador dos artigos 128 e 460 do CPC/73, porquanto o Ministério Público não requereu a condenação de Júlio César Queiroga de Araújo nas sanções do artigo 12, III, da Lei 8.429/92, e sim a condenação na sanção prevista no artigo 12, III, da Lei 8.429/92, o pagamento de multa civil no valor de cem vezes a remuneração do promovido”, destacou o desembargador.

Ao deferir o pedido de tutela, José Ricardo Porto afirmou que estava presente o periculum in mora, apenas quanto à suspensão do acórdão rescindendo que suspendeu os direitos políticos do autor pelo prazo de três anos, tendo em vista que o mesmo ocupa atualmente o cargo de prefeito do Município de Aparecida e pode, em razão daquela condenação, ter seu mandato extinto, bem como da proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios fiscais ou creditícios.

Assessoria de Imprensa – TJPB

porpjbarreto

Grupo Espírita Cireneus do Caminho traz à Cajazeiras, “Os Amigos da Luz”

Bora? Ou vamos? Galera, neste sábado (31) agosto – ás 20 horas no Teatro ICA, daremos muitas risadas com eles!

Os Amigos da Luz, e sabe o melhor? É totalmente 0800, os ingressos estarão disponíveis a partir desta quinta-feira (29) na sede do Grupo Espírita “Os Cireneus do Caminho” ás 19h, antes da Palestra Doutrinária, venha aprender e se divertir.

Assessoria de Imprensa