Categoria Cajazeiras

porpjbarreto

Jeová Campos desafia oposição a fazer o comparativo do que é e o que era a saúde da Paraíba

“A oposição insiste em trazer para a ALPB dois temas, ou seja, saúde e segurança pública e isso é um bom debate, pois o governo socialista de Ricardo Coutinho e agora o de João Azevedo têm dados, argumentos para um bom debate, afinal a política não se faz no achismo, mas em dados comparativos e aqui eu desafio a oposição a debater o que era a saúde pública e a estrutura que o estado tinha antes e a saúde e a estrutura de hoje”, esse desafio foi feito hoje (27), pelo deputado estadual Jeová Campos (PSB) aos parlamentares que fazem oposição ao governo.

 “Quem, equivocadamente, fala mal da saúde da Paraíba, desconhece o grau de satisfação da população, a ampliação dos serviços especialmente na alta complexidade,  os avanços com a descentralização da estrutura de saúde (hospitais, maternidades e UPAS) e, por fim, a satisfação do povo com os serviços”, complementou o deputado. Para ele, é inegável que a estrutura de saúde pública da Paraíba avançou e avançou muito nos últimos oito anos. Jeová lembrou que mais de 80% dos recursos que mantém a estrutura de saúde do estado é bancada com recursos do tesouro estadual. O parlamentar destacou que a rede estadual de saúde é composta por 32 hospitais, 4 UPAS e 14 Gerências Regionais e que no último Biênio (2017-2019) quatro hospitais foram entregues à população: o Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita, o Hospital do Bem, em Patos, o Hospital Regional de Picuí e a Unidade de Saúde de Cacimba de Dentro, o Centro Especializado em reabilitação de Sousa e a reforma do Juliano Moreira. Além das novas instalações da Central de Transplantes, do Centro Excepcional de Dispersação de Medicamentos e Núcleo Estadual de Imunizações e o Centro de Imagens do Hospital de Patos.

Segundo o deputado, nos últimos oito anos, a Secretaria de Saúde da Paraíba criou 1500 leitos, a partir da construção e ampliação de unidades hospitalares, sendo 154 de UTI, boa parte deles mantida, integralmente, com recursos próprios. “Antes, no total, eram 2076 leitos em toda a Paraíba. Nos governos socialistas foram criados 14 hospitais reformados e ampliados, cinco novas unidades hospitalares, um centro Especializado em Reabilitação, uma nova central de transplantes e um novo centro estadual de imunizações, além de um completo Centro de Imagens para Patos”, disse o deputado, explicando que se for comparar o que era a saúde antes do governo socialista, qualquer discurso da oposição se desfaz com os dados relevantes apresentados pela SES.

Quando Ricardo Coutinho assumiu o governo, em 2011, lembra Jeová, o Hospital de Trauma era considerado o “Haiti” e vivia estampado nas páginas policiais dos jornais e hoje tem uma realidade bem diferente. “A partir de uma decisão do governador, de mudar o modelo de gestão, passando a adotar um modelo compartilhado com as Organizações Sociais (OS), o maior hospital do Estado vive outra realidade. Oito anos depois, a população aplaude a decisão que só trouxe benefícios à população, agilizou ações e promoveu avanços, não à toa a terceirização na saúde tem otimizado os recursos e melhorado o serviço não só na Paraíba, mas em outros estados”, disse o deputado, lembrando que o Trauma além da Acreditação Hospitalar nível II, foi o primeiro hospital público da Paraíba a receber este certificado de qualidade.  “Desafio a oposição a fazer comparativos do antes e depois”, finalizou Jeová, que é deputado da base do governo na ALPB.

 

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Sem licitação: Prefeitura de Cajazeiras gasta R$ 138 mil com assessoria e diárias

Entre os pagamentos consta valor correspondente a ressarcimento de despesas com passagens aéreas e diárias de hotel em favor do responsável pela empresa contratada sem licitação.

A Prefeitura de Cajazeiras pagou somente a uma consultoria contratada sem licitação mais de R$ 138 mil no ano passado. A Fiuza Cordeiro Consultoria, Auditoria e Assessoria SS Ltda, segundo os empenhos disponibilizados no Sagres do Tribunal de Contas, é responsável pela consultoria tributária no Município, mas também consta como beneficiária entre os empenhos de indenização e restituição a título de diárias e ressarcimento de despesas realizadas pelo responsável pela empresa.

Foram um total de 10 empenhos, sem licitação, em favor do escritório. Em um deles, o gasto especificado “Correspondente ao ressarcimento de despesas em favor de Gustavo Fiuza Cordeiro, a fim de acompanhar o prefeito municipal de Cajazeiras, José Aldemir, a audiência com a ministra Regina Helena Costa, ocorrida no dia 17 de abril/2018 em Brasília.

Outro empenho trata-se do pagamento de diárias no valor de R$ 4.102,44, “Correspondente ao ressarcimento de despesas com passagens aéreas e diárias de hotel em favor de Gustavo Fiuza Cordeiro, quando em viagem a cidade de Brasília a fim de resolver assuntos de interesse da administração pública da cidade de Cajazeiras junto a órgãos públicos federais, durante o período de 21 a 25 de novembro/2018”.

Em 2017, os gastos com a Fiuza Cordeiro foram de apenas R$ 45 mil. O Sagres ainda não disponibilizou as despesas relativas ao ano de 2019.

 

Sagres-PB/Click-PB

porpjbarreto

Instituto Federal da Paraíba prorroga concurso público para Técnico-administrativo

Novo cronograma do Concurso Público do IFPB para Técnico-Administrativo. Candidatos podem se inscrever até o dia 01 de abril. Confira as novas datas.

Mais uma oportunidade para quem não pôde se inscrever no Concurso Público do IFPB para o preenchimento de cargos da carreira de Técnico-Administrativo em Educação nos níveis C, D e E, e de Tradutor e Intérprete de Libras. O prazo de inscrições foi prorrogado para até o dia 01 de abril.

Confira o edital 147/2018 retificado pelo edital 31/2019 (Técnico-Administrativo)

Confira o edital 149/2018 retificado pelo edital 32/2019 (Tradutor e Intérprete de Libras)

As inscrições são realizadas através do portal da Comissão Permanente de Concursos Públicos (COMPEC), órgão do IFPB responsável pelo processo seletivo. Inicialmente o candidato precisa informar um e-mail e cadastrar uma senha para ter acesso ao sistema. Confira aqui o passo a passo para a inscrição.

Pelo novo calendário, a relação dos inscritos nos cargos de Técnico-Administrativo será divulgada no dia 16 de abril, as provas objetivas acontecerão no dia 05 de maio, o resultado preliminar do concurso será conhecido no dia 22 de julho e o resultado final, no dia 01 de agosto.

Para os candidatos ao cargo de Tradutor e Intérprete de Linguagem de Sinais, a relação dos inscritos sairá no dia 16 de abril, as provas serão realizadas no dia 19 de maio, o resultado preliminar sairá no dia 22 de julho e o resultado final será conhecido no dia 01 de agosto.

Os candidatos cujos pedidos de isenção tenham sido indeferidos, e que ainda queiram participar do concurso, devem gerar, no site da Compec o boleto para pagamento do valor da inscrição, até a data limite de 01 de abril. O candidato autodeclarado negro será convocado para se apresentar à comissão de heteroidentificação, em horários e local a serem divulgados.

O concurso público oferece 38 vagas no total. Os conteúdos programáticos não sofreram alteração. Para os cargos de nível C a taxa de inscrição custa R$100,00 (cem reais), nível D R$130,00 (cento e trinta reais) e nível E R$150,00 (cento e cinquenta reais).

Para os Técnico-Administrativos os salários iniciais correspondem a R$ 1.945,07 (nível C), R$ 2.446,96 (nível D) e R$ 4.180,66 (nível E).

 

DGCOM do IFPB

porpjbarreto

Câmara realiza nesta terça-feira (26) Sessão Solene de outorga de Título de Cidadão Cajazeirense

A Câmara Municipal de Cajazeiras, realiza nesta terça-feira (26), Sessão Solene para outorga e entrega de Título de Cidadão Cajazeirense, ao Senhor Francisco Sales de Almeida, atendendo uma propositura do Vereador Roselânio Lopes (PTB).

Os trabalhos legislativos tem horário previsto para começar às 17hs00 e serão presididos pelo Vereador Delzinho da Arara (PTC).

 

Redação

porpjbarreto

Encontro debate inclusão da Agricultura Familiar no projeto de Produção do Estado da Paraíba

O secretário de Agricultura Familiar do estado, Luiz Couto, e o deputado estadual Jeová Campos, se reuniram na manhã desta segunda-feira (25), no Centro de Convenções Fênix, em Mamanguape, com agricultores familiares da região de Mamanguape.

Em pauta o debate sobre um novo modelo de projeto de Agricultura Familiar que será desenvolvido pelo estado, com foco no uso racional das águas que chegarão com a Transposição do Rio São Francisco e em uma política de produção sustentável e sem agrotóxicos.

A prefeita de Mamanguape, Maria Eunice Pessoa, vereadores de várias cidades da região e secretários municipais também participaram do encontro que teve ainda uma palestra da professora Lucélia Maria Sales, sobre “Os desafios e oportunidades rumo a inovação no campo”.

Segundo Jeová, que representou a Assembleia Legislativa no evento, na condição de presidente da Frente Parlamentar da Água e da Agricultura Familiar, esse foi um dos primeiros passos para consolidação de uma mobilização social rumo a construção de sólidos e promissores projetos nesta área de agricultura familiar a Paraíba.

“Tendo à frente o secretário Luiz Couto, sob o comando do governador João Azevedo, e com a nossa participação direta com a Frente Parlamentar da Água e da Agricultura Familiar, faremos um ajuntamento de forças, visando melhorar a qualidade de vida de nossos agricultores, com uma política de produção sustentável e sem agrotóxico que garantam uma alimentação saudável na mesa dos paraibanos e, ao mesmo tempo, uma melhor qualidade de vida aos nossos agricultores, construindo um passo adiante na inclusão da agricultura familiar no processo de produção e riqueza na Paraíba”, reiterou o deputado Jeová.

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

Atlético de Cajazeiras vence no Amigão e afunda o Treze em crise

A situação já não era boa, e ainda piorou. Na tarde deste domingo (24), o Treze recebeu o Atlético de Cajazeiras, pela sétima rodada do Campeonato Paraibano, no estádio Amigão, em Campina Grande. Com gols de Bruno e Jackinha, o Trovão Azul impôs a quarta derrota consecutiva ao Galo da Borborema no estadual.

A partida foi tensa e várias confusões aconteceram dentro e fora de campo. Ainda no primeiro tempo, Romerito, pelo time de Cajazeiras, e Marcão, do Treze, receberam cartão vermelho após uma discussão entre os jogadores. Na saída para o intervalo, a torcida trezeana atirou objetos no banco de reservas do Atlético, e os jogadores que lá estavam jogavam de volta em direção as arquibancadas.

No início do segundo tempo, aos 3 minutos, Marcinho fez jogada e tocou para Bruno, que girou e bateu com a perna direita para vencer Mauro Iguatu e abrir o placar do duelo para o time sertanejo.

Mesmo com a vantagem do placar e jogando fora de casa contra um adversário que precisava vencer a qualquer custo, o Trovão seguia melhor na partida e criava várias oportunidades para marcar.

Perto do fim do jogo, o zagueiro Brumati recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo.

Para piorar a situação do Galo, aos 50 minutos da segunda etapa, o ex-raposeiro Jackinha marcou o segundo gol do Atlético de Cajazeiras e fechou a contagem.

Ajudado pela derrota do Serrano para o CSP, o Treze segue com 6 pontos na vice-lanterna do Grupo A, com um ponto a mais que o Lobo da Serra. O próximo jogo do Galo será no dia 9 de março, contra o CSP, em João Pessoa. O Atlético de Cajazeiras chegou aos 13 pontos e continua na segunda colocação do Grupo B. No dia 10 de março o Trovão recebe o Botafogo-PB, no Perpetão.

Ficha técnica

Treze 0 x 2 Atlético de Cajazeiras

Data: 24/02/2019 – 16h
Local: Estádio Amigão / Campina Grande
Competição: Campeonato Paraibano 2019 / 7ª rodada

Arbitragem: Jackson Ribeiro (Sergipe); Luiz Felipe e Michelson Nóbrega (ambos da Paraíba)

Cartões amarelos: João Manoel (A), Coppetti, Léo Fioravanti (T)

Cartões vermelhos: Marcão e Brumati (T); Romerito (A)

Gols: Bruno (aos 3’ do 2ºT) para o Atlético de Cajazeiras, Jackinha (aos 50’ do 2ºT) para o Atlético.

Treze: Mauro Iguatu, Matheus Rubens, Brumati, Léo Fioravanti e Tales; Elielton (Júlio Barboza), Coppetti e Diogo Peixoto (Ewerton); Saldanha (Torres), Vanger e Marcão. Técnico: Marcinho Guerreiro.

 

Voz da torcida

porpjbarreto

Carnavalesco que fundou primeira escola de samba de Cajazeiras será homenageado na Praça do Frevo

José Alexandre de Andrade, que ficou conhecido por Zé Liança marcou época no Carnaval de Cajazeiras

José Alexandre de Andrade, que ficou conhecido como Zé Liança, marcou época nos carnavais de Cajazeiras com sua escola de samba. Apesar disso, era uma figura que estava esquecida. Porém, no carnaval deste ano, ele será homenageado pela primeira vez.

Todos os anos uma figura marcante dos carnavais de Cajazeiras (viva ou já falecida) é escolhida para ser homenageada na Praça do Frevo. A Secretaria de Cultura e Turismo, que é responsável pela realização do carnaval, decidiu que em 2019 o homenageado será Zé Liança.

Natural de Brejo do Grande, no Ceará, Zé Liança se tornou personagem de destaque no carnaval de Cajazeiras ao fundar a Escola de Samba 21 de Abril. Na época o carnavalesco tinha 45 anos.

Zé Liança faleceu no dia 28 de maio de 1981, aos 64 anos de idade, em decorrência de problemas de saúde. Para o neto Frank Formiga, fundador do bloco “21 de Abril”, a homenagem é um justo resgate da história do carnavalesco.

“É gratificante. Dentro do baú estava o histórico de Zé Liança. Por esse empurrão que a Secretaria de Cultura deu, incentivou para que a gente pudesse resgatar toda essa história”, disse.

A abertura da Praça do Frevo será no dia 02 de março, sábado de carnaval, com as presenças de familiares e componentes remanescentes da Escola de Samba 21 de Abril.

Fonte: Arquivo de Família 

porpjbarreto

Proposta de implantação de laboratório de histopatologia na Paraíba é levada pelo deputado Jeová Campos ao governador João Azevedo

A sugestão de implantação de um laboratório de histopatologia, que permitirá que a Paraíba passe a ter tecnologia adequada para fazer os exames que identificam a compatibilidade para efeito de transplante de órgãos, foi debatida hoje (22), com o governador João Azevedo. O pleito foi levado ao chefe do executivo estadual pelo deputado Jeová Campos (PSB), que estava acompanhado do DiretorPresidente da Fundação Napoleão Laureanomédico Carneiro Arnaud, e do representante do laboratório Nativida, Lindemberg Oliveira. A audiência aconteceu no final da manhã, na Granja Santana.

Atualmente, os exames histopatológicos colhidos na Paraíba são encaminhados para laboratórios em Barretos (SP) e em Recife (PE). O pleito levado ao governador é de que parte destes exames sejam destinados para o laboratório Nativida, inicialmente, para serem realizados na sede da empresa, em Rondônia, e após um ano, com a conclusão das obras físicas do laboratório em João Pessoa, eles passariam a ser realizados na Paraíba.

Essa destinação, explica o deputado Jeová, não incorreria em nenhum custo para o tesouro estadual, uma vez que os recursos para construção da sede do laboratório e os equipamentos necessários ao seu funcionamento seriam todos bancados pelo Nativida. Além disso, argumenta o parlamentar, com essa decisão a Paraíba ganharia agilidade na realização dos exames e teria todas as condições de atingir toda a cota destinada ao Estado que é de 13 044 procedimentos anuais. Esses exames são pagos com recursos do Ministério da Saúde. “Em 2018, apenas 41%¨dessa cota foi atingida, ou seja, a capacidade do Estado em realizar esse tipo de exame, imprescindível num processo de transplante, está ociosa em mais de 50%”, argumenta o parlamentar que abraçou a causa após ser acometido por um câncer de laringe e vivenciar às angustias e necessidades de um paciente oncológico.

“Essa causa me tocou profundamente, porque depois de ter passado por essa experiência, você começa a despertar para questões importantes e que muitas vezes passa desapercebida, como por exemplo, a necessidade de termos aqui um laboratório para fazer esse tipo de exame histopatológico de compatibilidade”, reitera o deputado.

Para que a Paraíba comece a realizar esses exames também no Nativida, é preciso que a Comissão Intermunicipal Bipartide (CIB), presidida pela secretária de saúde do estado e integrada por membros ligados ao setor, autorizem e credenciem o laboratório. Ciente desta situação e das vantagens que a Paraíba terá ao dispor de um equipamento para realização destes exames, o governador João Azevedo disse que irá convocar os responsáveis para uma reunião e debater o pleito junto à Secretaria de Saúde. “O que for bom para o Estado e para melhorar o setor de saúde na Paraíba terá meu apoio”, disse João Azevedo, afirmando que dará, em breve, uma resposta sobre o pleito.

Essa é uma decisão de governo, por isso viemos conversar com o nosso governador João Azevedo que é um gestor sensível às causas que buscam melhorar a vida dos paraibanos”, afirmou Jeová que disse estar esperançoso de que agora esse projeto seja autorizado. O diretor-presidente da Fundação Napoleão LaureanoCarneiro Arnaud, reiterou as vantagens que a Paraíba terá com os exames sendo feitos aqui. “O estado ganhará agilidade na realização dos exames e divulgação dos resultados, não precisará dar nenhuma contrapartida para instalação do laboratório, e ainda teremos a geração de novos postos de trabalho”, disse Dr. Arnaud, lembrando que entre os anos de 2014 e 2018, a cota anual de exames destinada pelo Ministério da Saúde a Paraíba para formar o cadastro de doadores voluntários de medula óssea que integram o Registro Brasileiro de Doadores Voluntários de Medula Óssea (REDOME) não foi atingida em nenhum destes anos.

Segundo Lindemberg Oliveira, nos dois estados onde o Nativida atua, Rondônia e Acre, o percentual de exames realizados atingem 100% da cota, com a vantagem de além de formar o cadastro voluntário de doadores de medula, houve um incremento natural da doação de sangue, uma vez que as pessoas são mais esclarecidas, através de campanhas educativas e ações pontuais realizadas pelo laboratório, sobre a importância da doação de sangue e de compor o REDOME. “Tudo isso a gente quer trazer para a Paraíba”, disse ele ao governador.

 

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Deputada solicita ao Estado distribuição de sementes para agricultores do Sertão

A deputada estadual Douta Paula Francinete (PP) apresentou, na quinta-feira (21), requerimento, solicitando ao Governo do Estado a distribuição de sementes selecionadas de milho e feijão para localidades rurais de 21 municípios da região polarizada pela cidade de Cajazeiras, no Sertão paraibano.

Os municípios contemplados com o requerimento da parlamentar são: Bom Jesus, Cachoeira dos Índios, Bonito de Santa Fé, Monte Horebe, São José de Piranhas, Carrapateira, São João do Rio do Peixe, Santa Helena, Poço José de Moura, Poço Dantas, Triunfo, Uiraúna, Bernardino Batista, Joca Claudino, Santarém e Nazarezinho.

De acordo com a parlamentar, as recentes chuvas que caíram na região do Sertão paraibano e a perspectiva de um bom inverno renovam no homem do campo a esperança de um ano promissor para a agricultura, realidades que justificam o pleito.

Para a deputada, a distribuição de sementes é imprescindível ao homem do campo, nesse período do ano. “Por essa razão, solicitamos ao governo do estado que, com certa urgência, atenda o nosso pleito, como forma de garantir ao agricultor insumos necessários ao plantio, o que promove geração de emprego e renda no campo”, diz trecho do requerimento.

Voto de Pesar – Doutora Paula também apresentou requerimento manifestando votos de profundo pesar pelo falecimento do médico neurologista Cláudio Emannuel Gonçalves da Silva, ex-diretor do Hospital São Vicente de Paulo, na Capital.

Ao apresentar Votos de Profundo Pesar pelo falecimento do neurocirurgião Emannuel Gonçalves da Silva, a deputada não só se solidariza com a família do médico, mas, e principalmente, faz um tributo à memória do neurologista que, em vida, prestou relevantes serviços à Medicina e ao povo paraibano.

Na justificativa, Doutora Paula informa que o destacado médico Emannuel Gonçalves da Silva foi diretor do Hospital São Vicente de Paulo e era um dos mais conceituados neurologistas do Estado. Exercia a medicina desde 1964, se notabilizando pela elevada sensibilidade humana, tendo dedicado sua vida ao trabalho social, beneficiando a comunidade mais carente.

 

Assessoria Dra. Paula

porpjbarreto

Meu mandato será uma trincheira de luta contra essa reforma que vem para beneficiar banqueiros e prejudicar os trabalhadores afirma Jeová

Em duro discurso na tribuna da Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira (21), o deputado estadual Jeová Campos (PSB) se colocou contra o projeto de Reforma da Previdência encaminhado ontem pelo Governo Federal ao Congresso Nacional. “Meu mandato será uma trincheira de luta contra essa reforma que não vem para acabar privilégios, nem acabar com as injustiças, mas prejudicar os servidores públicos, os trabalhadores, pois essa é uma reforma que beneficia banqueiros e capitaliza bancos, que traduz a ânsia e a ganância dos poderosos, que querem que as pessoas sejam miseráveis para morrer aos 70 anos, antes mesmo de terem acesso à aposentadoria”, afirmou o parlamentar, reiterando que seu mandato será “uma trincheira de luta contra essa reforma”.

“O presidente da república disse que a reforma da previdência era para acabar com as injustiças, mas, isso não condiz com a realidade”, disse o deputado. Para Jeová, quem escreveu o texto do projeto não tem dentro de si um sentimento de humanismo. “Que projeto para ajudar pobre é esse que para um idoso aos 70 anos receber um benefício de prestação continuada ele tem que ser miserável? Chamar um ser humano de miserável é afrontar o próximo. Eu entendo que as pessoas possam ser desprovidas de oportunidade ou de poder econômico, mas, daí ser taxada de miseráveis por isso foi demais”, destacou o deputado, sugerindo ao presidente Bolsonaro que demita quem redigiu esse texto.

Outro ponto questionado pelo deputado, diz respeito a forma de votação para aprovação da matéria. “Essa reforma está quebrando com o principal alicerce da Constituição de 1988 que é a questão do edifício da seguridade social, assistência à saúde e previdência. Isso que está neste texto significa um cheque em branco, porque para se propor alterações ao texto constitucional, é preciso 308 votos, a maioria de 3/5, ou seja, quórum qualificado. E eles querem votar com maioria absoluta, ou seja, 256 votos, e isso sinceramente é colocar a Constituição e seu poder constituinte numa crise profunda”, reiterou o parlamentar, que é advogado.

Jeová lembrou ainda que o que está na Constituição só pode ser modificado com um quórum qualificado e não com um quórum de maioria. “A reforma que se pretende fazer é usando um caminho completamente antijurídico, um caminho sem conteúdo jurídico normativo”, disse o parlamentar, que solicitou a deputada Cida Ramos, autora da proposta de criação da Frente da Seguridade Social na ALPB, para incluí-lo como vice-presidente da Frente. “Essa pauta será norteadora de meu mandato pela importância e relevância que essa matéria requer de quem tem compromisso com o povo, com os trabalhadores, com a sociedade brasileira e, sobretudo, com a Constituição Brasileira”, finalizou Jeová.

 

Assessoria de Imprensa